SALVADOR DO POVÃO, PRECISO DE SUA AJUDA!!!

CARTA DE CITAÇÃO PARA NILTON LUIZ CARNEIRO DE MELLO

 RECADO AO SALVADOR DO POVÃO, PRECISO DA SUA AJUDA!!!


Ontem dia 20 de dezembro um dia antes do mundo acabar recebi mais uma intimação do GRUPO  JOTA CAMARGO, e agora de sua irmã Maria Amélia Camargo, Secretária da Fazenda me acusando de ser o Salvador do Povão. Desde o inicio desse ano venho sendo perseguido pela família  J. Camargo. Essa é 5ª intimação que recebo de  processos desse grupo politico. Em junho de 2012 recebi outra intimação me acusando e pedindo para eu retirar matérias do Blog do Salvador do Povão, o pedido foi feito pelo Procurador do Município Dr. Alexandre Martins. Meu advogado já ingressou com ação pedindo que a Prefeitura de Colombo prove que eu soja o dono do referido blog Salvador do Povão. Porém esse grupo insiste em me perseguir. Sou apenas um cidadão que preside a ONG  PARCEIROS DO RIM  que luta pelos direitos  dos pacientes renais da nossa cidade e do Paraná. Não entendo o motivo de tanta preocupação em perseguir   uma  pessoa que precisa realizar hemodiálise 3 vezes por semana por quatro horas  para se manter vivo.

POR ESSE MOTIVO PEÇO QUE O VERDADEIRO SALVADOR DO POVÃO SE MANIFESTE DE ALGUMA FORMA PARA ME AJUDAR, POIS  EU E MINHA FAMÍLIA JÁ NÃO CONSEGUIMOS DORMIR E VENHO TENDO PROBLEMAS EM MEU TRATAMENTO, DEVIDO A TANTOS     PROCESSOS. EU NÃO TENHO CONDIÇÕES FINANCEIRAS DE ARCAR COM HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS   PARA FAZER MINHA DEFESA.

MUITO OBRIGADO E FICO AGUARDANDO SUA AJUDA.



Mais um caso de Jurisprudência...Processo idêntico ao de Colombo!!!



Mais votado em Jaguariúna-SP tem registro concedido

Por 5 votos a 2, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu nesta terça-feira (18) o registro de candidatura a Tarcisio Cleto Chiavegato ao cargo de prefeito de Jaguariúna-SP para as eleições de 2012. O candidato ficou em primeiro lugar no pleito, recebendo 16.010 votos.
A decisão desta noite reverte entendimento da Justiça Eleitoral de São Paulo que havia negado o registro do candidato por considerar que ele incidiu em dispositivo legal que torna inelegível quem tiver contas relativas ao exercício de cargos ou funções políticas rejeitadas por irregularidade insanável que caracterize ato doloso de improbidade administrativa (alínea 'g' do inciso I do artigo 1º da Lei de Inelegibilidades - LC 64/1990). 
No entanto, a maioria dos ministros do TSE acolheu o recurso do político porque, no momento que ele solicitou a concessão do registro de candidatura, a decisão que rejeitara suas contas encontrava-se suspensa por força de liminar obtida na Justiça. A liminar somente foi cassada depois do pedido de registro, no dia 8 de agosto deste ano.
Os cinco ministros que votaram pela concessão do registro de Tarcisio aplicaram jurisprudência do TSE firmada com base no parágrafo 10 do artigo 11 da Lei 9.504/1997 [Lei das Eleições]. O dispositivo determina que “as condições de elegibilidade e as causas de inelegibilidade devem ser aferidas no momento da formalização do pedido de registro da candidatura”. A parte final da norma ressalva que as alterações fáticas ou jurídicas supervenientes ao registro somente podem ser aplicadas para afastar a inelegibilidade.
Assim, se o candidato incide em alguma causa de inelegibilidade após o pedido de registro, esta deve ser arguida em momento próprio, e não mais na fase de registro. Votaram nesse sentido os ministros Dias Toffoli, Nancy Andrighi, Laurita Vaz, Henrique Neves e Cármen Lúcia.
A relatora do processo, ministra Luciana Lóssio, e o ministro Marco Aurélio defenderam que o dispositivo da Lei das Eleições deveria ser harmonizado com regra da Lei de Inelegibilidades introduzida pela Lei da Ficha Lima (parágrafo 2º do artigo 26-C da LC 64/1990) que prevê a imediata desconstituição do registro na hipótese de revogação da liminar que permitiu a sua concessão . 
Primeiro a divergir da relatora e conduzir o entendimento majoritário, o ministro Dias Toffoli observou que a regra criada pela Lei da Ficha Limpa é uma hipótese excepcional para decisões sem trânsito em julgado alvo de recurso. “O caput do (artigo) 26-C estabelece hipóteses clausuladas”, argumentou ele, ao lembrar que o dispositivo se aplica às alíneas d, e, h, j, l e n do inciso I do art. 1º da Lei das Inelegibilidades. 
Histórico
O registro de candidatura do candidato chegou a ser concedido em outubro pelo relator original do processo no TSE, ministro Arnaldo Versiani, que não está mais na Corte. Posteriormente, o ministro reconsiderou sua decisão para que caso fosse julgado pelo colegiado do TSE.

O TSE JULGARÁ TODOS OS PROCESSOS RELATIVOS AS ELEIÇÕES 2012 ATÉ QUARTA FEIRA DIA 19/12




Eleições 2012: apenas 12% dos processos relativos a registro de candidatura faltam ser julgados

De todos os processos que chegaram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) relativos a registro de candidatura das Eleições 2012, apenas 12% faltam ser julgados. No total, foram distribuídos 7.767 recursos, sendo que 6.867 já foram analisados, representando um total de 88%. Com isso, restam apenas 900 recursos a serem julgados.
Os ministros do TSE estão trabalhando em regime de plantão para apreciar esses processos antes da diplomação dos novos eleitos, cuja data final é o próximo dia 19. As decisões sobre esses processos são tomadas individualmente por cada relator e publicadas em sessão plenária. Caso haja recurso das partes interessadas, estes são julgados pelo Plenário. Nesta semana, os ministros se reunirão em três sessões de julgamento.
Lei da Ficha Limpa
Desses processos relativos a registro de candidatura, 3.361 foram formulados com base na Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/2010). Desse total, 85% já foram julgados, ou seja, 2.872 recursos, faltando apenas 489, 15% do total.
Candidatos eleitos
Já em relação aos candidatos eleitos nas eleições deste ano, apenas 52 processos ainda tramitam no TSE, sendo 27 de prefeitos e 25 de vereadores. Já foram julgados 667 processos dos candidatos eleitos, representando 93% do total.

DERROTA DE REQUIÃO E DE SEU SOBRINHO JOÃO ARRUDA!!!

Deputado Federal Osmar Serraglio Presidente Estadual do PMDB.



Serraglio vence convenção e PMDB vai se aproximar de Beto Richa!!!

Osmar Serraglio venceu neste sábado (15) a convenção estadual do PMDB e será o novo presidente do partido no Paraná. O deputado teve 289 votos contra 220 do senador Roberto Requião.

  O deputado federal Osmar Serraglio venceu neste sábado (15) a convenção estadual do PMDB e será o novo presidente do partido no Paraná. Serraglio disputava o comando da legenda com o senador Roberto Requião. O deputado teve 289 votos contra 220 do senador. Com a vitória de Serraglio, que estava aliado à maioria dos deputados estaduais do partido, o PMDB deve se aproximar ainda mais do governador Beto Richa (PSDB). Requião sai da convenção enfraquecido dentro de seu próprio partido.
A tendência agora é que os peemedebistas ganhem secretarias na reforma administrativa que Richa fará no início do ano. O partido também deve assumir de vez a condição de legenda governista -- hoje, 11 dos 12 deputados do partido na Assembleia já votam com o governador.
Além disso, o PMDB tende a apoiar a campanha de reeleição de Richa em 2014, abrindo mão de lançar candidato próprio ao governo. Caso Requião vencesse a convenção, ele possivelmente se lançaria candidato para concorrer contra Richa. E também trabalharia para levar a bancada peemedebista na Assembleia para a oposição.
Confirmação
Serraglio confirmou que, com sua vitória na convenção, o partido deve se aproximar ainda mais do governador. Mas, diplomático, ele disse que isso não afasta a possibilidade de candidatura própria em 2014 – inclusive do próprio Requião. “O governo Requião tinha secretários do PSDB; o PSDB apoiava o Requião. Uma coisa é você construir a governabilidade; outra é você ir para as urnas”, afirmou Serraglio. O deputado também procurou afastar a possibilidade de o PMDB ter rachado entre os grupos de Requião e o seu. Ele disse acreditar que o partido sai unido da convenção.
O discurso de Requião durante a convenção, porém, foi em outro sentido. Ele criticou os deputados estaduais que apoiam Richa. “Eles estão iludidos com o Beto. Ele é incapaz de criar, de trabalhar, de colocar propostas interessantes para o Paraná. Ele está de passeio no governo do Paraná e o PMDB não pode aderir a essa loucura toda”, disse Requião.
Durante a comemoração da vitória, os apoiadores gritaram o nome de Serraglio, do ex-governador Orlando Pessuti, um dos articuladores da campanha do deputado, e do governador Beto Richa.



BETI PAVIN DEVE SER JULGADA ATÉ QUARTA FEIRA DIA 19/12 PELO TSE!!!





Solenidade de diplomação dos vereadores eleito de Colombo - PR

Boa tarde amigos de Colombo, nossa cidade vive momentos de muita tensão na esfera política, estamos a 15 dias de terminar o ano e o mandato da atual administração. A grande maioria do povo de Colombo aguarda a definição da situação da prefeita eleita Beti Pavin que obteve mais de 53.000 votos na eleição de 07 de outubro.Ficou tudo para a próxima semana, pois o TSE entra em recesso a partir do  dia 20 de dezembro,  e a ministra Carmem Lucia garantiu que todos os processos referente as eleições de 2012 seriam julgados até o dia 19 do corrente mês.

Na Câmara de Vereadores de Colombo está ocorrendo outro impasse, pois um cidadão de nossa cidade ingressou na justiça contestando o aumento de 13 para 21 cadeiras alegando que houve  descumprimento da Lei Orgânica  do Município. Na segunda feira dia 10/12  em solenidade no Fórum Eleitoral de Colombo os 21 vereadores eleitos foram diplomados pelo Juiz Eleitoral Dr. Kepen, que disse que os mesmos estão aptos a serem empossados.

O grande problemas que também está tramitando na justiça uma ADIN - Ação Direta de Inconstitucionalidade movida pelo DEM  através do seu presidente Abel Pontes que pede que apenas 13 vereadores tomem posse alegando prejuízo ao erário público se 21 vereadores tomarem posse. 

Vamos aguardar, pois o a cidade de Colombo precisa que nossa Câmara de Vereadores esteja a todo vapor a partir de 1º de janeiro de 2013 para recolocar nossa cidade nos eixos.

Presidente do TSE conversa com jornalistas durante café da manhã




Presidente do TSE conversa com jornalistas durante café da manhã

A ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), recebeu nesta sexta-feira (14), para um café da manhã em seu gabinete, os jornalistas que fazem a cobertura do Poder Judiciário em Brasília-DF.
Em uma conversa informal, ela agradeceu a todos pelo trabalho durante as Eleições 2012 que ocorreram nos últimos dias 7 de outubro (primeiro turno) e 28 de outubro (segundo turno). Na ocasião do pleito, a ministra destacou a eficiência do sistema de apuração dos votos e a demonstração de democracia dada pelo eleitorado brasileiro que compareceu às urnas para eleger seus prefeitos e vereadores.
Ainda ao fazer um balanço das eleições, ela fez questão de agradecer a participação serena e democrática da imprensa brasileira no processo eleitoral. Ela reiterou que é exatamente por temos uma imprensa livre, caminhando junto com as instituições, que o Brasil tem eleições livres, onde os eleitores podem exercer seu direito ao voto com tranquilidade e segurança.
Dentre os 20 convidados para o café da manhã estavam repórteres de todas as áreas da imprensa, como televisão, rádio, portais de internet e jornais impressos de circulação nacional, além de colunistas.

Presidente do TSE convoca sessão extraordinária para segunda-feira (17)






Presidente do TSE convoca sessão extraordinária para segunda-feira (17)

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, convocou sessão extraordinária para a próxima segunda-feira (17), a partir das 19h. Na sessão plenária da última quinta-feira (6), a presidente do TSE informou que há ainda um resíduo de processos relacionados às Eleições 2012 a serem examinados pelo Plenário, o que justifica a convocação.
A meta do Tribunal é julgar todos os recursos sobre pedidos de registro das Eleições 2012 até o dia 19 de dezembro, prazo final para a diplomação dos eleitos.
EM/LF

DEPUTADOS ESTADUAIS DO PR QUEREM MAMAR NA TETA DO DINHEIRO PÚBLICO PARA O RESTO DA VIDA!!!

Plenário da Assembléia Legislativa do Paraná.

Rossoni barra aposentadoria, mas insatisfeitos irão à Justiça

Benefício para deputados seria de até R$ 17 mil por mês. Procuradoria da Assembleia deu parecer contrário e presidente da Casa arquivou pedido de parlamentares

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), negou ontem o pedido feito por 25 deputados para que ele assinasse o plano de aposentadoria complementar dos parlamentares. Aprovada em 2008, a criação do fundo dependia apenas do aval da presidência do Legislativo para sair do papel. No entanto, segundo parecer da Procuradoria da Casa, a atual direção da Assembleia não tem legitimidade para desarquivar a matéria – o que só poderia ter sido feito pela Mesa Executiva da legislatura anterior. Apesar de Rossoni considerar o assunto encerrado, os deputados favoráveis à medida devem ir à Justiça na tentativa de garantir que a lei seja publicada e o benefício especial, de até R$ 17 mil mensais, possa ser pago pelos cofres públicos.
O imbróglio em torno do assunto vem desde dezembro de 2006, quando os parlamentares aprovaram a criação da previdência complementar para si próprios. O Ministério da Previdência, porém, exigiu mudanças no texto para liberar a proposta. As alterações foram aprovadas, mas como o então governador Roberto Requião (PMDB) não sancionou nem vetou a matéria a responsabilidade de publicá-la passou às mãos do presidente do Legislativo – na época, Nelson Justus (DEM).


É nisso que se baseou a procuradoria da Assembleia para orientar Rossoni a não publicar a lei. Segundo os procuradores, como a matéria foi arquivada ao fim da legislatura anterior – conforme determina o regimento interno da Casa –, o tucano “não teria nem o poder, muito menos o dever, de promulgar um ato normativo discutido em legislatura pretérita”. “O processo legislativo não pode simplesmente ultrapassar o limite temporal de um mandato para outro, mesmo porque a representatividade do povo no Parlamento se altera a cada legislatura”, diz o texto.
Com o parecer em mãos, Rossoni deu a discussão por terminada e classificou como natural a pressão que recebeu de parte dos deputados para publicar a lei. “O cargo de presidente está sujeito a pressões. Sobrou para o Rossoni decidir. Se não fosse eu, outro teria de tomar uma decisão”, declarou. Questionado se o ambiente da Casa deve ficar pesado a partir de agora, ele disse que o clima ficará “bom para os deputados andarem na rua de cabeça erguida”. “Seja o que Deus quiser”, emendou, enquanto assinava o documento.
ara os deputados que defendem a aposentadoria parlamentar, no entanto, o assunto ainda não está definido. Nas próximas semanas, eles pretendem ir à Justiça para obrigar Rossoni a publicar a lei. O entendimento seria de que as constituições Federal e Estadual são claras ao estabelecer que, no caso de sanção tácita de determinada lei e de sua não promulgação pelo chefe do Executivo, é dever da chefia do Legislativo publicá-la. “Não posso trabalhar sob hipóteses. Mas toda medida tomada por um homem público está sujeita a contestações”, afirmou o tucano.
Da atual legislatura, 18 dos 54 deputados já teriam direito ao benefício. Segundo a lei, os parlamentares receberiam, depois de aposentados, até 85% de seus vencimentos – o equivalente hoje a cerca de R$ 17 mil (o teto do INSS é de R$ 3,6 mil) –, de acordo com o tempo de contribuição de cada um. Para isso, porém, a estimativa é que a Assembleia teria de aportar pelo menos R$ 50 milhões para dar início ao sistema.
Ação questiona lei anterior que regulamentou fundo estadual
A lei que autorizou a criação do fundo complementar de previdência para os deputados estaduais é alvo de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) movida pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em 2007. O processo está no Supremo Tribunal Federal (STF) e desde 2009 aguarda um parecer do relator, o ministro Joaquim Barbosa, que assumiu recentemente a presidência da Corte.
Na ação, a OAB questiona o fato de se ter permitido a concessão de complementação de aposentadoria de parlamentar advinda do regime geral ou outro regime sem que tenha havido contribuição para a previdência complementar. Outra inconstitucionalidade apontada pela entidade é o plano de custeio e benefício ser estabelecido por resolução da Assembleia Legislativa e não por meio de lei complementar, conforme exige a legislação.
Entenda o caso
Confira como a discussão sobre a aposentadoria dos deputados esta­­duais começou e como foi encaminhada até agora:
Dezembro de 2006 – Deputados aprovam o Plano de Previdência Complementar da Casa. O então governador Roberto Requião (PMDB) o veta, com o argumento de que não havia cálculos definindo o valor da contribuição.
Julho de 2007 – Os parlamentares derrubam o veto do governador.
Dezembro de 2008 – A Secretaria de Previdência Complementar, do Ministério da Previdência, exige mudanças no texto para liberar o plano. As modificações são feitas por um grupo de parlamentares e aprovadas em plenário.
Janeiro de 2009 – Requião não se manifesta sobre a proposta no prazo de 15 dias após sua aprovação e há a chamada sanção tácita da matéria. Desde então, a medida aguarda a assinatura do presidente da Assembleia para começar a valer.
Dezembro de 2012 – Um grupo de deputados apresenta um abaixo-assinado ao presidente da Assembleia, Valdir Rossoni (PSDB), solicitando que ele valide a lei e a publique. Dias depois, Rossoni anuncia que não irá assinar a lei que institui a aposentadoria especial dos deputados.



Ministro Arnaldo Esteves Lima é eleito para compor o TSE!!!

Ministro Arnaldo Esteves Lima.



Ministro Arnaldo Esteves Lima é eleito para compor o TSE

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça (STJ) elegeu nesta quarta-feira (12) o ministro Arnaldo Esteves Lima para a vaga de ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O ministro assumirá a vaga deixada pelo ministro Teori Albino Zavascki, que tomou posse no Supremo Tribunal Federal (STF) no último dia 29. A eleição se deu por aclamação. 
Para Arnaldo Esteves Lima, é uma satisfação e uma honra integrar, ainda que como suplente, o TSE, que é o tribunal de cúpula na administração da Justiça Eleitoral e na apreciação dos processos dessa área. 
A composição do TSE é determinada pelo artigo 119 da Constituição Federal. O tribunal é composto por sete magistrados, dos quais dois são oriundos do STJ. 

MATERNIDADE ALTO MARACANÃ É CONDENADA NA JUSTIÇA POR TROCA DE BEBES!!!

Maternidade do Alto Maracanã.






A juíza de direito de Colombo, região metropolitana de Curitiba, Letícia Zétola Portes, condenou o Hospital e Maternidade Alto Maracanã a indenizar famílias, por troca de recém-nascidos. A sentença foi publicada nesta quarta-feira (12).
Noili dos Santos, 28, após o parto e durante quatro meses permaneceu com um menino que não era dela. A mulher foi informada da possibilidade da troca de bebês. Isto somente ocorreu pelo fato do pai do outro bebê ter pedido exame de DNA e descoberto que o filho não era dele nem de sua companheira. Feitos os exames, ficou evidenciada a troca.
Diante do inusitado e após acalentarem por quase seis meses -inclusive com apego afetivo -, se iniciou um doloroso processo de reversão. As famílias acabaram estreitando laços de amizade e mantendo convivência frequente.
Agora, os pais aguardam a expedição e correção das certidões de nascimento, já que sem elas enfrentam dificuldades até em levar as crianças para consultas médicas porque os nomes não condizem com os dos bebês.

A advogada da família, Louise Mattar Assad, declarou que, embora a sentença tenha sido muito bem posta pelo caráter pedagógico, ainda apelará ao TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná ) para aumentar o valor fixado como indenização, em razão dos "graves transtornos causados".

A direção do Hospital declarou que cumprirá as determinações da Justiça.

OPOSIÇÃO QUER INVESTIGAR O EX PRESIDENDE LULA EM ESQUEMA DO MENSALÃO!!!


Oposição formaliza pedido para investigação de Lula

A base para o pedido é o depoimento do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza ao Ministério Público, revelado pelo jornal "O Estado de S. Paulo"
 
Parlamentares do PSDB, DEM e PPS protocolaram uma representação para que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, investigue a participação ou não do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no mensalão. A base para o pedido é o depoimento do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza ao Ministério Público, revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no qual ele afirma que Lula deu o "ok" para  o esquema  e teve as despesas pessoais pagas com dinheiro do valerioduto.
Na representação, os partidos de oposição destacam que o depoimento é uma acusação direta a Lula. "O Sr. Marcos Valério Fernandes de Souza denunciou formalmente o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, afirmando que o mesmo era o verdadeiro chefe da organização criminosa que operou o "mensalão", beneficiando-se inclusive pessoalmente dos recursos roubados".
Os parlamentares sustentam que as "acusações são gravíssimas e precisam ser investigadas a fundo". "Não está se tratando mais de suposições, elucubrações, presunções ou teorias", diz trecho da representação. "Os representantes vêm perante esta douta Procuradoria-Geral da República para requerer a devida investigação criminal e, caso sejam confirmados os fatos, que seja promovida a competente ação penal pública", concluem os parlamentares.
O pedido é assinado pelos presidentes do DEM, senador José Agripino (RN), do PPS, deputado Roberto Freire (SP), e pelos líderes do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), na Câmara, Bruno Araújo (PE), e do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR).

Presidente do TSE é agraciada com a Ordem do Congresso Nacional




Presidente do TSE é agraciada com a Ordem do Congresso Nacional

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, e os ex-presidentes Ricardo Lewandowski e Ayres Britto foram homenageados nesta quarta-feira (12) com a Comenda da Ordem do Congresso Nacional, a mais alta condecoração do Legislativo brasileiro. Os três foram condecorados no grau de Grã-Cruz, durante solenidade realizada no salão nobre do Senado.
A comenda, criada para homenagear personalidades e instituições nacionais ou estrangeiras dignas do especial reconhecimento do Poder Legislativo, foi concedida pelo presidente do Senado, José Sarney, grão-mestre da Ordem, e pelo presidente da Câmara, Marco Maia, chanceler da Ordem.
Agradecimento
 Ao agradecer em nome dos agraciados, Ayres Britto destacou a boa relação entre os Três Poderes e afirmou que a honraria é ainda maior por ter sido entregue por José Sarney, que, de acordo com ex-presidente do Supremo, “encarna a própria harmonia” existente entre as instituições brasileiras e representa o ponto de unidade da federação brasileira.
Ordem
Criada por meio do Decreto Legislativo 70, de 1972, a Ordem do Congresso Nacional possui um conselho, composto por onze senadores e onze deputados, que analisa as solicitações de ingresso. Seu grão-mestre é o presidente do Senado, e seu chanceler é o presidente da Câmara, sendo ambos grãos-colares, a mais alta classe entre as seis que compõe o grupo, que incluem ainda: grã-cruz, grande oficial, comendador, oficial e cavaleiro.

O PREFEITO J. CAMARGO AINDA ESTÁ NO COMANDO DA CIDADE OU JÁ ENTREGOU O CARGO?


O PREFEITO J. CAMARGO AINDA ESTÁ NO COMANDO DA CIDADE OU JÁ ENTREGOU O CARGO?


Amigos de Colombo, hoje estive rodando pelas ruas do Guaraituba e constatei o abando total dessas vias.  Todos nós sabemos que  o grupo do prefeito J.CAMARGO fez uma péssima administração nos últimos quatro anos, mas nunca tinha deixado nossas ruas em estado de total abandono. Tem ruas que os moradores estão ilhados, não podem nem sair de casa. Outras ruas estão todas esburacadas   que falta espaço para novos buracos. Será  uma retaliação pela surra que levou nas eleições do último dia 07  de outubro??? Será que está pensando em abandonar a vida pública e por esse motivo não está fazendo mais nada que beneficie a população???



Rua Campo Mourão esquina com Rua Ampére.
Rua Campo Mourão esquina com Rua Ampére.
Rua Campo Mourão esquina com Rua Ampére.
Rua Maringá esquina com Rua Rio Negro no Guaraituba.
Rua Maringá esquina com Rua Rio Negro no Guaraituba.

PROCESSO DE BETI PAVIN TEM GRANDE CHANCE DE SER JULGADO NA PRÓXIMA SEMANA!!!




TSE realizará sessão extraordinária na próxima quarta-feira, dia 12

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) convocaram uma sessão extraordinária para a próxima quarta-feira, dia 12. A proposta foi feita pela presidente do Tribunal, ministra Cármen Lúcia, na sessão realizada na noite desta quinta-feira (6). Segundo ela, há diversos processos relativos às eleições 2012 prontos para serem analisados no colegiado, o que justifica a convocação.
O Tribunal tem por objetivo julgar todos os recursos sobre pedidos de registro das eleições 2012 até o dia 19 de dezembro, prazo final para a diplomação dos eleitos. Com a sessão extra convocada para o dia 12, o TSE terá cinco sessões até o início do recesso forense, que começa no dia 20 de dezembro.

19 de dezembro último prazo para julgamento de BETI PAVIN!!!




TSE tem 1,4 mil processos para julgar até 19 de dezembro!!!


 O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve cumprir a meta estipulada pela presidenta Cármen Lúcia e julgar todos os processos relativos às eleições deste ano até dia 19 de dezembro, data das diplomações.
Atualmente, o tribunal já julgou 81% dos 7.742 casos envolvendo registro de candidatura que chegaram desde agosto– restam 1.455.
Serão realizadas seis sessões plenárias até o fim do prazo, mas a principal meta era que houvesse pelo menos uma decisão individual sobre cada processo. De acordo com o TSE, os casos pendentes não envolvem candidatos cuja situação possa afetar a situação do primeiro ou do segundo turno. A diretoria do tribunal fez um levantamento dos casos de maior destaque, que já foram todos julgados.
Mais da metade dos processos residuais – 874 – são relativos à aplicação da Lei da Ficha Limpa. No total, a corte recebeu 3.346 casos abordando a nova lei, de 2010, que criou e reformulou hipóteses de inelegibilidade. A norma não foi aplicada nas eleições gerais daquele ano porque o Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu que nova regra eleitoral demoraria um ano para produzir efeitos.  
Atualmente, o TSE está sem um membro titular, em razão da aposentadoria do ministro Arnaldo Versiani. O acervo ficou sob responsabilidade da ministra substituta Luciana Lóssio.

SITUAÇÃO POLÍTICA DE COLOMBO DE PERNAS PARA O AR!!!





SITUAÇÃO POLÍTICA DE COLOMBO DE PERNAS PARA O AR!!!

Recebemos informações de um cidadão de nosso município que tem mais dois (2) vereadores eleitos que podem perder o mandato por abuso de poder econômico, Corre boatos que já está tramitando na justiça eleitoral pedido de impugnação desses dois candidatos. Quem seriam esses dois candidatos eleitos??? Será que os suplentes estão por trás dessa ação???  E agora quantos vereadores teremos em nossa cidade??? 21 ou 13??? 

Outra informação que recebemos que uma agremiação de nossa cidade está entrando com ação pedindo a ANULAÇÃO da eleição de vereadores por irregularidades nas COLIGAÇÕES.

Quanta confusão e instabilidade em nossa tranquila Colombo???

Quem tem interesse nessa INTRANQUILIDADE.política de nossa cidade???

QUE TEM INTERESSE EM OUTRA ELEIÇÃO PARA VEREADORES EM COLOMBO???


TJ aprova reajuste das taxas de cartórios; projeto segue para a Assembléia!!!




TJ aprova reajuste das taxas de cartórios; projeto segue para a Alep


O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ) aprovou ontem o anteprojeto de lei que reajusta as custas judiciais e os valores cobrados em cartórios extrajudiciais. Treze dos 25 desembargadores do Órgão Especial votaram pela aprovação da proposta e nove foram contrários. O anteprojeto segue hoje para a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Caso seja aprovado ainda neste ano pelos deputados, os novos valores passam a valer já em 2013. O último reajuste foi concedido em 2010, quando as custas judiciais aumentaram em 34% – depois de ficarem por oito anos sem atualização.
A proposta de reajuste foi discutida e modificada pelos desembargadores minutos antes da votação, durante uma reunião que aconteceu no gabinete do presidente do TJ, Miguel Kfouri Neto. O reconhecimento de firma para empresas, exemplo mostrado na reportagem de ontem da Gazeta do Povo, foi revisto. A proposta inicial previa reajuste de 2.350% – dos atuais R$ 3,06 para R$ 75. Pela proposta aprovada ontem, o serviço vai custar R$ 37,50 – o que representa aumento de 1.125%.
em discussão
Com duas horas e meia de atraso, a sessão do Órgão Especial foi iniciada por Kfouri com o anúncio de que a proposta de reajuste já estava aprovada. A partir daí, o presidente do TJ apenas comunicou o resultado das votações sobre cada uma das propostas administrativas – sem que houvesse qualquer discussão por parte dos magistrados –, entre elas a criação de 25 novos cargos de desembargador e 115 de assessor.
O desembargador Edson Luiz Vidal Pinto foi o único magistrado que se posicionou publicamente contra a nova tabela. Ele também questionou o rito adotado: “Eu não fui chamado para esta reunião por isso quero manifestar meu voto em cada uma das matérias”. No momento da votação sobre o anteprojeto das custas judiciais, o magistrado votou contra. “Eu sou frontalmente contra este anteprojeto.”
Kfouri explicou que Vidal Pinto foi comunicado da reunião, mas que houve um desencontro. Ele justificou a reunião “fechada”. “Se a decisão é pública, ela se eterniza. Essa reunião é mais objetiva”, disse Kfouri, após a aprovação da proposta, citando que é comum esse tipo de encontro para deliberações sobre questões administrativas.
 rito adotado pelos desembargadores foi alvo de críticas também da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Paraná. O presidente da entidade, José Lúcio Glomb, criticou a reunião fechada no gabinete do presidente do tribunal e afirmou que já solicitou uma cópia da sessão de ontem para avaliar possíveis medidas judiciais. “Eu não posso nem comentar a aprovação desta proposta porque nem sequer sei que tabela foi votada”, disse Glomb.

Tribunal cria 115 cargos de assessor e 25 de desembargador
A nova tabela de custas judiciais e dos valores cobrados em cartórios não foi o único anteprojeto polêmico aprovado ontem pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ). Em reunião fechada no gabinete do presidente do TJ, Miguel Kfouri Neto, os desembargadores aprovaram a criação de 25 vagas de desembargador para o TJ e outros 115 cargos em comissão para assessores.
Kfouri explicou que caberá à próxima gestão, encabeçada pelo presidente eleito do TJ, Clayton Coutinho Camargo, o preenchimento desses cargos, “conforme a disponibilidade orçamentária”. A criação de 25 vagas para a corte do TJ foi criticada pelo desembargador Edson Luiz Vidal Pinto, que questionou a necessidade dos cargos – o tribunal tem hoje 120 magistrados. Kfouri comparou a estrutura do TJ do Paraná com a do Rio Grande do Sul para justificar: “Lá são 140 desembargadores e a população é menor”.
Custo de R$ 20 milhões
Se todos os cargos aprovados ontem forem ocupados, o impacto anual na folha de pagamento do TJ será de R$ 20 milhões. Caberá à Assembleia Legislativa aprovar a criação dos cargos.



Última semana para eleitor justificar ausência no 1º turno das eleições!!


Última semana para eleitor justificar ausência no 1º turno das eleições

Termina na próxima quinta-feira (6) o prazo para que os eleitores que não votaram no primeiro turno das Eleições 2012 justificarem ausência às urnas. Já os eleitores que faltaram ao segundo turno poderão justificar até o dia 27 de dezembro.

A justificativa deve ser apresentada em qualquer cartório eleitoral do país. Para tanto, o eleitor deve preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral, que é obtido, gratuitamente, nos cartórios eleitorais.

O documento também pode ser baixado em formato PDF no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Além do requerimento devidamente preenchido, o eleitor também terá de apresentar um documento com foto, que pode ser a carteira de identidade ou documento de valor legal equivalente (identidades funcionais), como certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação.

O eleitor que não votar e não apresentar justificativa fica impedido, entre outras coisas, de tirar passaporte, inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles, e renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, entre outras sanções.
Quem deixar de votar e não apresentar justificativa por três eleições, considerando cada turno uma eleição, tem o título cancelado.
Eleitores no exterior
Os eleitores residentes no exterior e que já se cadastraram para votar no país onde moram não votam nem precisam justificar a ausência na eleição municipal. Esses eleitores participam somente do pleito para presidente da República.
Já os residentes no exterior que não se cadastraram para votar no país onde se encontram e os que estiverem fora do Brasil no dia do pleito municipal devem justificar a ausência às eleições no prazo de 30 dias após o retorno ao Brasil.
Clique aqui para outras informações sobre justificativa eleitoral.






Lobby com Zé Dirceu expõe Ministro Luiz Fux e STF!!

Ministro do STF  Luiz Fux.



Lobby com Dirceu expõe Fux e STF

Ministro indicado por Dilma ao Supremo admite que teve conversas com ex-chefe da Casa Civil quando ele já era réu no caso do mensalão.

O lobby que o ministro Luiz Fux fez para ingressar na mais alta corte do Brasil despertou mais uma vez questionamentos sobre a forma de ingresso dos integrantes no Supremo Tribunal Federal (STF). O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante, defendeu ontem em entrevista à Gazeta do Povo que é necessário que se busque uma nova fórmula para evitar o contato com políticos para conseguir uma vaga no STF.
Em entrevista à colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, publicada neste domingo, Fux afirmou que, durante sua campanha para ingressar no Supremo teve encontros José Dirceu, que então já era réu no processo do mensalão. Ele disse que no encontro que teve com o ex-ministro não se lembrou deste fato “porque a pessoa até ser julgada é inocente”.

Durante a entrevista, Fux também afirmou que, enquanto era ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), teve de votar sobre o crédito-prêmio do IPI que representava um rombo no caixa do governo e recebeu Antônio Palocci, à época ministro da Fazenda no Governo Lula, em seu gabinete. “Você poupar 20 bilhões de dólares para o governo, o governo vai achar você o máximo”. Depois disso, Fux admitiu que ligava para Palocci todas as vezes em que se candidatou a uma vaga no STF (foram quatro tentativas).
Apesar do lobby com o PT, Fux acompanhou o relator Joaquim Barbosa na maioria dos votos durante o processo do mensalão. “No caso específico do ministro Fux percebe-se que não houve qualquer tipo de comprometimento. Mas poderia ter havido um sentimento de gratidão e isso não é bom para as instituições republicanas, sobretudo para o STF, que pode vir a julgar até o presidente da República”, disse Cavalcante.
O presidente da OAB explica que se a conduta de um ministro do Supremo for questionada cabe à sociedade fiscalizar, assim como ao Legislativo – que pode, em casos extremos pedir o impeachment. Ophir avalia que, apesar das “declarações sinceras que ele fez”, não seria uma situação para se questionar a legalidade de Fux ocupar o cargo no STF.
Desvio de foco
O senador paranaense Alvaro Dias, líder do PSDB no Senado, considera que questionar os contatos que Fux fez para ingressar não vem ao caso agora, uma vez que o ministro já foi nomeado e, na opinião dele, teve um “comportamento exemplar no caso do mensalão”. Para Dias, esta seria uma forma de desviar o foco de outros escândalos em que o governo estaria envolvido, como a Operação Porto Seguro.
De acordo, com a matéria da Folha, Fux procurou o jornal para esclarecer os fatos após a reportagem do jornal ter presenciado uma conversa do ministro com o deputado Sigmaringa Seixas (PT-DF), amigo pessoal de Lula, sobre os boatos de que ele havia prometido absolver os mensaleiros.



SALVADOR DO POVÃO VOLTOU, PARA A TRISTEZA DOS CORRUPTOS DE COLOMBO!!!






PRIMEIRA MATÉRIA DA VOLTA DO SALVADOR DO POVÃO!!!



"Eu disse tudo que precisava ao povão de Colombo. Salvador do Povão é um símbolo. Ele pode ser qualquer um, e isso foi muito importante para nós. Nem todo mundo concorda com essa interpretação, mas para mim a única forma que encontrei para tornar crível a criação e popularidade em torno da verdade de um blog, é torná-lo como um símbolo necessário, e ele se viu como um catalisador para a mudança e, portanto, era um processo temporário, talvez um plano de quatro anos que seria imposto para incentivar o bem em Colombo - para que os bons tomassem de volta a sua cidade. Para mim, para que a missão seja bem sucedida, tem que acabar. Por isso, este deveria ser o fim, e como eu disse, os elementos abertos tem a ver com a idéia temática que o Salvador do Povão não era importante como um homem ou mulher, ele é mais do que isso. Ele é um símbolo, e o símbolo vive

COLOMBO VIVE MOMENTOS DE MUITAS DÚVIDAS...









Colombo vive um momento conturbado em sua vida politica e administrativa. Ocorre que na eleição do dia 07 de outubro a candidata do PSDB Beti Pavin venceu as eleições com mais de 53.000 votos e por problemas de morosidade  do Tribunal Superior Eleitoral - TSE que não votou o processo que a atual administração ( os vereadores da base do J. Camargo), tentando impugnar a candidatura de Beti Pavin antes das eleições. O povo  está descontente porque nossa cidade está em estado de abandono. Falta merenda nas escolas e creches, nossas ruas estão intransitáveis, pois falta manutenção do poder publico.  A Santa Casa de Colombo continua fechada, os Pronto Atendimentos não tem médicos, a situação de nossa cidade é caótica.

Nossos contatos em Brasilia garantem que na próxima semana ou no mais tardar até dia 10 de dezembro será julgado o processo de Beti Pavin.

Por outro lado alguns dias atrás a juíza de Colombo Dra. Letícia Portes derrubou o numero de cadeiras de vereadores da Câmara Municipal de Colombo de 21 para 13. A juíza apenas está fazendo que as leis sejam respeitadas, pois os vereadores que são responsáveis por legislar em favor do povo, fizeram  caga.... e conseguiram melar  todo processo eleitoral de nossa cidade. O presidente da Câmara no ano de 2010 quando ocorreu o trâmite para o aumento das cadeiras era o vereador Gilberto da Agrolombo que cometeu falhas primárias em todo processo legal para o aumento das cadeiras. Agora nossa cidade que foi as URNAS para escolher 21 vereadores corre o risco de ter apenas 13. Os 8 (oito) vereadores que serão os prejudicados caso  não consigam derrubar a liminar da juíza da Dra. Letìcia  são os seguintes:

1- Waldirlei Bueno

2- Oliveira da Ambulância
3- Alan Tatoo
4- Clodoaldo Camargo
5- Ratinho
6- Renato da Farmacia
7- Luiz do LD
8- Pele

A Câmara de Vereadores para o ano de 2013/2016 será assim composta se  os vereadores não obtiverem sucesso em ação judicial  para tentar derrubar a decisão em 1ª instancia da juíza Dra. Letícia.





1- Professora Michele 1859 votos 

2- Nivaldo JNP 1857 votos 
3- Hélio Feitosa 1752 votos 
4- Marquinho Berlesi 1678 votos
5- Anderson Prego 1650 votos 
6- Sidnei Campos 1643 votos
7- Sérgio Pinheiro 1606 votos
8- Eurico Dino 1344 votos 
9- Renato Lunardon 1157 votos 
10 -Vagner da Viação 1086 votos
11 - Doliria Strapasson 977 votos 
12 - Pastor A. Batista 957 votos
13 - Gil Gera 701 votos