OPOSIÇÃO QUER INVESTIGAR O EX PRESIDENDE LULA EM ESQUEMA DO MENSALÃO!!!


Oposição formaliza pedido para investigação de Lula

A base para o pedido é o depoimento do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza ao Ministério Público, revelado pelo jornal "O Estado de S. Paulo"
 
Parlamentares do PSDB, DEM e PPS protocolaram uma representação para que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, investigue a participação ou não do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no mensalão. A base para o pedido é o depoimento do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza ao Ministério Público, revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no qual ele afirma que Lula deu o "ok" para  o esquema  e teve as despesas pessoais pagas com dinheiro do valerioduto.
Na representação, os partidos de oposição destacam que o depoimento é uma acusação direta a Lula. "O Sr. Marcos Valério Fernandes de Souza denunciou formalmente o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, afirmando que o mesmo era o verdadeiro chefe da organização criminosa que operou o "mensalão", beneficiando-se inclusive pessoalmente dos recursos roubados".
Os parlamentares sustentam que as "acusações são gravíssimas e precisam ser investigadas a fundo". "Não está se tratando mais de suposições, elucubrações, presunções ou teorias", diz trecho da representação. "Os representantes vêm perante esta douta Procuradoria-Geral da República para requerer a devida investigação criminal e, caso sejam confirmados os fatos, que seja promovida a competente ação penal pública", concluem os parlamentares.
O pedido é assinado pelos presidentes do DEM, senador José Agripino (RN), do PPS, deputado Roberto Freire (SP), e pelos líderes do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), na Câmara, Bruno Araújo (PE), e do PPS na Câmara, Rubens Bueno (PR).

Presidente do TSE é agraciada com a Ordem do Congresso Nacional




Presidente do TSE é agraciada com a Ordem do Congresso Nacional

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, e os ex-presidentes Ricardo Lewandowski e Ayres Britto foram homenageados nesta quarta-feira (12) com a Comenda da Ordem do Congresso Nacional, a mais alta condecoração do Legislativo brasileiro. Os três foram condecorados no grau de Grã-Cruz, durante solenidade realizada no salão nobre do Senado.
A comenda, criada para homenagear personalidades e instituições nacionais ou estrangeiras dignas do especial reconhecimento do Poder Legislativo, foi concedida pelo presidente do Senado, José Sarney, grão-mestre da Ordem, e pelo presidente da Câmara, Marco Maia, chanceler da Ordem.
Agradecimento
 Ao agradecer em nome dos agraciados, Ayres Britto destacou a boa relação entre os Três Poderes e afirmou que a honraria é ainda maior por ter sido entregue por José Sarney, que, de acordo com ex-presidente do Supremo, “encarna a própria harmonia” existente entre as instituições brasileiras e representa o ponto de unidade da federação brasileira.
Ordem
Criada por meio do Decreto Legislativo 70, de 1972, a Ordem do Congresso Nacional possui um conselho, composto por onze senadores e onze deputados, que analisa as solicitações de ingresso. Seu grão-mestre é o presidente do Senado, e seu chanceler é o presidente da Câmara, sendo ambos grãos-colares, a mais alta classe entre as seis que compõe o grupo, que incluem ainda: grã-cruz, grande oficial, comendador, oficial e cavaleiro.