Novo delegado geral garante que não medirá esforços para desvendar caso Thayná

Fahrat assume e garante que vai descobrir quem matou Tayná


RIAD
Delegado Riad Braga

O novo delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Riad Braga Farhat, foi empossado na manhã de hoje no Canal da Música. Ele falou que ainda não está totalmente a par do caso Tayná, mas que fará o possível para solucionar o caso e prender os verdadeiros criminosos. O secretário falou também que muitas mudanças vão ocorrer nas delegacias.
Fonte: Blog da Joice

Guarda Municipal faz ação preventiva na área comercial de Colombo



Agentes trabalham contra atos de criminalidade e melhoram a segurança da população

Agentes fazem a vigilância e patrulhamento em pontos estratégicos da cidade
Com a intenção de inibir atos de criminalidade na área comercial de Colombo, a Guarda Municipal iniciou uma ação preventiva e de melhoria na segurança. Durante o horário comercial, equipes se revezam na vigilância e patrulhamento em pontos estratégicos da cidade.
Esta iniciativa da Guarda de Colombo está sendo realizada em parceria com as polícias Militar e Civil em regiões com índices de golpes e da ação de marginais que praticam furtos, roubos, entre outros, segundo levantamento feito por estas instituições.
De acordo com o inspetor, Luiz Antônio Brizola, 29 agentes se dividem entre os bairros São Gabriel, Osasco, Guaraituba e Alto do Maracanã, que são os locais com maior quantidade de comércios e de circulação de pessoas. O agente relata que a iniciativa significa maior tranqüilidade para os comerciantes da cidade e segurança para a população.
“Com certeza, a presença da Guarda Municipal inibi ações de vândalos e criminosos. E deixa o ambiente agradável e seguro para os consumidores que circulam pelo comércio na hora de realizar suas compras”, afirma.
Segundo o diretor do departamento de Segurança e Superintendente da Guarda Municipal, Gilmar dos Santos, são definidos escalas para o patrulhamento em locais estratégicos, no período comercial de segunda à sábado.
Guardas estão atuando nos locais com maior quantidade de comércios e circulação de pessoas
“Nosso principal objetivo é realizar um trabalho preventivo para a comunidade com o intuito de constranger ações criminosas e manter o bom funcionamento e a segurança dos locais”, garante.
Denúncias
Para registrar e denunciar qualquer ocorrência, afim de que os índices de violência sejam identificados, auxiliando no planejamento de ações preventivas, o telefone da Guarda Municipal é 41-3675.2943 ou 153 e o email, que também pode ser utilizado para denúncias é o guardamunicipal@colombo.pr.gov.br.
Fotos: Bruno do Carmo/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

STJ analisa embargo de declaração do caso Carli Filho na terça

Ex Deputado Carli Filho


Advogados de acusação e defesa confirmam a informação, que ainda não saiu no site do tribunal. Para eles, porém, esse julgamento não deve provocar grandes alterações no andamento do caso

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) deve julgar na próxima terça-feira (06) o embargo de declaração da defesa do ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho, que pede esclarecimentos sobre trechos do acórdão – que foi chamado de “obscuro” pela defesa. A informação foi confirmada pelos advogados de acusação e de defesa, mas não havia entrado na pauta da 6ª Turma do STJ até às 19 horas desta quarta-feira (31).
Na prática, esse julgamento muda pouco o trâmite do processo. O advogado de uma das vítimas do acidente, Elias Mattar Assad, afirma que o intuito da defesa é adiar o processo, que corre desde 2009. Segundo ele, o acórdão não contém informações sobre o teste de alcoolemia feito por Carli Filho depois do acidente e por isso teria que voltar para o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). “Disseram que iam anular decisão do Paraná e que o estado teria que julgar de novo. É bem claro pra mim”. Para um dos advogados da defesa, Gustavo Scandelari, o caso só deve ter uma guinada depois que for julgado o habeas corpus de Carli Filho – que ainda não tem data para ser decidido pelo STJ.
Em junho, o STJ determinou, por meio de liminar em habeas corpus, a suspensão do julgamento da validade do teste de alcoolemia de Carli Filho no TJ-PR. Os advogados do ex-deputado alegaram problemas que poderiam acarretar na nulidade do processo. A amostra de sangue que revelaria alta presença de álcool no organismo do acusado foi coletada sem a sua autorização.

Ex-ministro
O envolvimento de um escritório de advocacia de Brasília que tem como colaborador o ex-ministro do STJ Nilson Naves no caso foi questionado pela acusação. Naves é ex-presidente da 6ª Turma do Tribunal, que vai julgar o embargo de declaração na terça-feira.
Mattar Assad acredita que o envolvimento de Naves com o STJ não vai alterar a idoneidade da condução do caso. “Mas gostaria de ver o ex-ministro aqui em Curitiba no Tribunal do Júri defendendo o Carli Filho. Certeza que ele não vem”, provoca. Scandelari diz que o ex-ministro é apenas um consultor. René Dotti, que faz parte da defesa de Carli Filho, afirmou que o escritório está envolvido no caso pelo menos desde o começo do ano e que recorrer a um escritório de Brasília é natural e está dentro da legalidade.
O caso
O ex-deputado responde por duplo homicídio doloso eventual (quando o agente assume o risco de cometer o delito), pela morte de dois jovens em um acidente de trânsito ocorrido em 2009, no bairro Mossunguê, em Curitiba.

Fonte: Gazeta do Povo

Prefeitura de Colombo compra duas ambulâncias para atendimento à população

Novos veículos irão se juntar a outros dois para reforçar os atendimentos emergenciais e em eventos na cidade

Veículos irão reforçar o atendimento à saúde no município
O sistema de saúde de Colombo acaba de receber um importante reforço a partir deste dia 31. Duas novas ambulâncias equipadas, modelo Peugeot Boxer irão auxiliar no atendimento à pacientes em casos de urgência e emergência, além de servirem como apoio em eventos realizados no município.
Cada uma das ambulâncias custou R$116.990,00, totalizando R$ 233.980,00 pagos com recursos próprios da Prefeitura Municipal de Colombo. De acordo com a Secretária da Saúde, Dalimar Moreira, a compra dos veículos é fundamental para a saúde de Colombo. “As duas novas ambulâncias significam uma melhora no atendimento aos pacientes e demonstram a preocupação da Prefeitura em prover esse serviço aos moradores”, destaca.
Os dois veículos se juntam a outras duas ambulâncias da Prefeitura, e com estas novas, o serviço será intensificado, como explica a secretária da Saúde, Dalimar. “As ambulâncias vieram em boa hora, oferecendo um transporte seguro e eficiente para a população”, reforça. Ainda de acordo com ela, até o final do ano outras duas ambulâncias deverão se juntar a estas quatro.
Serviço
Ambulância servirá ao atendimento à pacientes em casos de urgência e emergência
Quem precisar dos serviços das ambulâncias no município de Colombo pode solicitar durante as 24 horas pelo telefone 41-3621.0101. A Central de Ambulâncias fica na rua Abel Scuissiato, 40 – Alto Maracanã.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br
Fotos: João Senechal/PMC

12ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE COLOMBO DIAS 19 E 20 DE AGOSTO




Toda comunidade está convidada a participar da 12ª Conferência Municipal de Saúde que será realizada nos dias 19 e 20 de agosto, a partir das 13.00 hrs.  Vamos debater e discutir as ações em saúde de nossa cidade, só assim poderemos avançar nas politicas públicas de saúde.

 Participe.

Paralisação dos médicos afeta atendimentos em hospitais de Curitiba


Hospital Cajuru cancelou 500 consultas e transferiu cinco cirurgias eletivas. No Hospital de Clínicas, apenas cinco ambulatórios funcionam parcialmente, de um total de 27
A paralisação nacional dos médicos afeta os atendimentos eletivos, considerados não urgentes, nesta terça-feira (30), em Curitiba. Os hospitais Cajuru, Evangélico, Trabalhador e o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR) confirmaram que consultas e cirurgias foram remarcadas. Postos e unidades de saúde da capital também registram transtornos. Apenas os atendimentos considerados essenciais, como urgências e emergências, são atendidos nas instituições públicas de saúde.
Paralisação afeta hospitais no interior
Os reflexos da paralisação nacional também causam reflexos nos atendimentos no interior do estado. Em Londrina, cerca de 300 atendimentos foram suspensos para a próxima semana no Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e o atendimento também é afetado no Hospital da Zona Norte. Em Maringá, a estimativa do Hospital Universitário de Maringá (HUM) é de que 90% dos médicos tenham cruzado os braços. No curso de medicina da Universidade Estadual de Maringá, 100% dos estudantes e residentes aderiram à paralisação.
Nas 109 unidades de saúde de Curitiba, durante a manhã, os atendimentos de urgência e emergência não tinham sido afetados, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Parte das consultas de menor prioridade, no entanto, precisou ser adiada. O cálculo inicial é de que 30% dos médicos tenham cruzado os braços. Os números devem ser atualizados ao longo do dia pela prefeitura.
A recomendação do órgão municipal – e que vale para as outras instituições de saúde – é para que o paciente ligue para confirmar a consulta antes de se deslocar ao posto. Mesmo assim, em muitos casos, alguns transtornos não podem ser evitados. Alguns médicos, conforme a secretaria, não avisam que vão aderir à greve, o que torna difícil fazer um trabalho antecipado de remanejamento de consultas.
O Hospital Cajuru relatou que apenas nesta terça (30), 500 consultas que seriam feitas nos ambulatórios foram transferidas. Além disso, a entidade teve a transferência de cinco cirurgias eletivas para os próximos dias. Algumas das consultas ainda não foram desmarcadas e a entidade tem uma central telefônica trabalhando durante a manhã para avisar o maior número de pacientes possível, para evitar transtornos.
No Hospital de Clínicas, apenas cinco ambulatórios funcionam e de modo parcial. No total, a instituição tem 27 divisões. As que funcionam são responsáveis por atendimentos e pacientes em estado mais sensível. Ainda não há um detalhamento desses departamentos que atendem e do número de consultas canceladas. A previsão da entidade é que a situação continue assim nesta quarta (31), quando deve ocorrer novamente a paralisação dos médicos.
O Hospital Evangélico já havia confirmado nesta segunda (29) que consultas que não são urgentes foram canceladas. A instituição já tinha paralisado parte das atividades e pretende voltar ao normal na quarta (31). Até as 9h30, ainda não havia um balanço detalhado sobre quais setores mais afetados, mas a entidade confirmou a interferência da greve nos atendimentos.
Rede estadual
O Hospital do Trabalhador, conforme informou a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) - que administra a instituição -, teve cerca de 40% das consultas não emergenciais transferidas. Apesar disso, os serviços essenciais de atendimento de pacientes de urgência e emergência não são afetados na manhã desta terça (30), conforme a assessoria da entidade.
A Sesa informou ainda que os hospitais regionais do Litoral, em Paranaguá; do Sudoeste, em Francisco Beltrão; e os dois de Londrina estão em funcionamento normal. Nesses locais, alguns médicos entregam panfletos aos pacientes durante a consulta.
Atendimento normal
O Hospital Angelina Caron, que também atende urgências e emergências, relatou, via assessoria que não tem registro de atendimentos cancelados nesta terça (30) até as 9h30. A entidade não descarta que alguns médicos tenham aderido à greve, mas o fato não interfere nos atendimentos.
Reivindicações
Os médicos realizam um ato público durante o dia em várias praças de Curitiba. A primeira delas é a Praça Rui Barbosa, onde a aglomeração começou a ocorrer por volta das 9h30. Em seguida, à tarde, os profissionais se dividem em outros pontos da cidade. Estão previstas aglomerações para panfletagem nas praças Carlos Gomes, Santos Andrade, Rui Barbosa, Osório, Tiradentes e 19 de Dezembro. Alguns médicos devem pegar ônibus para conversar com os usuários do transporte coletivo da capital. O manifesto é organizado em conjunto pela Associação Médica do Paraná (AMP), o Sindicato dos Médicos do Paraná (Simepar) e o Conselho Regional de Medicina (CRM).
Os protestos se dirigem, principalmente, contra três posicionamentos recentes do governo federal: osvetos da presidente Dilma a alguns pontos do chamado Ato Médico; à medida provisória que aumenta para oito anos o tempo do curso superior de medicina; e à não exigência de que médicos estrangeiros passem pelo exame de revalidação do diploma, o Revalida.

Fonte; Gazeta do Povo

II CONFERÊNCIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE - DIA 31 QUARTA FEIRA

II CONFERÊNCIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE

DIA 31 – das 8h às 17h

Acontece neste dia 31, das 8 às 17 horas, a II Conferência Municipal do Meio Ambiente, no Pavilhão do Parque da Uva, na Rua Marechal Floriano Peixoto, 8771, centro. O evento é uma realização da Prefeitura por meio da Secretaria de Meio Ambiente.
A conferência tem como objetivo fazer com que Colombo colabore para a implementação da Lei 12.305/2010, além de promover o debate das principais demandas ambientais do município. A iniciativa é a etapa preparatória para as conferências regional, estadual e nacional, todas com o mesmo tema.
Mais informações:
Secretaria de Meio Ambiente de Colombo – Rua Marechal Floriano Peixoto, 8771, Centro (41) 3656- 4849.
Email: meioambiente@colombo.pr.gov.br
Site: www.colombo.pr.gov.br

Caso Thayná, dois policiais acusados de torturas foram soltos






DOIS POLICIAIS LOTADOS NA DFRV FORAM LIBERADOS


Por volta das 17h desta segunda-feira os policiais civis Lucas Garcia e José Paulo de Freitas e Silva foram soltos. Eles estavam na da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV). Os dois fazem parte do grupo de 15 pessoas acusadas de torturar os quatro homens presos suspeitos de matar Tayná, em Colombo, no fim de junho. O inquérito do caso foi concluído hoje e nos próximos dias o Ministério Público deve oferecer denúncia à Justiça.

fONTE: Blog da Joice

Ex-senadores ganham até R$ 11,4 mil de aposentadoria

Três ex-senadores que ocupam atualmente cargo de ministros – dois no governo Dilma Rousseff e um no Tribunal de Contas da União (TCU) – recebem aposentadorias do Senado tendo contribuído apenas por oito anos para o Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC). Os pagamentos são bem maiores do que os benefícios pagos pelo INSS aos trabalhadores da iniciativa privada, depois de 35 anos de contribuição. O teto do INSS é de R$ 4.157 brutos. Já os ex-senadores recebem entre R$ 5.063 e R$ 11.452 em valores líquidos de aposentadorias do Legislativo, além do salário da atual função, R$ 19.833 em maio. O benefício é legal.
A ex-senadora de Santa Catarina e atual ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, recebe mensalmente R$ 5.063 líquidos como aposentada do Senado. Ela ficou oito anos no Senado. O também exsenador César Borges, ministro dos Transportes, recebe R$ 11.452 líquidos do Senado. Além dessa aposentadoria, ele ganha mais R$ 6 mil como ex-deputado estadual da Bahia.
Cezar Borges

Antônio Cruz/ABr
Ampliar imagem
Já Valmir Campelo, ministro do TCU, foi deputado federal por Brasília por um mandato e senador também por um mandato. Sua passagem pelo Congresso lhe rendeu a indicação para o TCU, onde está desde 1997. Mensalmente, como aposentado do Senado recebe R$ 7.757 líquidos, além do salário do TCU, mais de R$ 26 mil brutos, ou R$ 18,6 mil líquidos.
Polêmica
O Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC) foi criado em 1997 em substituição ao Instituto de Previdência dos Congressistas, que não se sustentava com as contribuições e acabou sendo extinto naquele ano, com um rombo de R$ 520 milhões. À época, a criação do PSSC gerou muita polêmica por permitir que parlamentares se aposentassem após oito anos de contribuição e com idade mínima de 50 anos.
Pelas atuais regras do PSSC, os deputados e senadores devem ter contribuído com 35 anos para a Previdência e ter idade mínima de 60 anos, além de contribuir para o fundo dos congressistas por ao menos oito anos. Eles têm desconto mensal de 11% sobre o salário de parlamentar, o que corresponde atualmente a R$ 2.939. Caso o congressista não queira ter esse desconto, pode pagar a Previdência Social comum, cujo desconto é de R$ 457.
Outro lado
Ministros alegam que têm direito porque contribuíram
Os ex-senadores e hoje ministros que se beneficiam da aposentadoria parlamentar especial alegam que contribuíram para ter direito ao pagamento. A assessoria de imprensa da ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disse que, além de contribuir por oito anos com o Senado, ela também pagou para o Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina por mais 20 anos, período em que foi professora e por mais nove anos para o INSS. “A aposentadoria do PSSC é a única que ela recebe após 37 anos, nove meses e 11 dias de contribuição”, disse a assessoria da ministra.
O ministro dos Transportes, César Borges, afirmou que, quando senador, efetuou recolhimento à base de 22% (dobrado) para o PSSC. Assim, pode contar o tempo de mandato estadual na aposentadoria especial. “Mas não recebo nada como ex-vice-governador nem como ex-governador [da Bahia]”, declarou Borges. A assessoria do ministro Valmir Campelo, do TCU, foi procurada. Mas a reportagem não obteve retorno.

Fonte: Gazeta do Povo

Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais é marcado com exames de prevenção em Colombo

Como medida preventiva a Secretaria de Saúde realizou testagem rápida para hepatites B e C, no último final de semana

Entre homens e mulheres, com idade mínima de 16 anos, foram realizados 44 testes
A Prefeitura de Colombo, através da Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) realizou no último sábado, 27, a testagem rápida para hepatites B e C. A iniciativa aconteceu em alusão ao dia 28 de julho, data em que se comemora o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, instituída pelo Ministério da Saúde para incentivar ações de prevenção relacionadas às Hepatites Virais.
Entre homens e mulheres, com idade mínima de 16 anos, foram realizados 44 testes, no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) e Centro de Especialidades Médicas (CEM). Em apenas 20 minutos os pacientes tinham acesso ao resultado. Desses, apenas um foi diagnosticado caso positivo de hepatite C, o qual será encaminhado para o laboratório.
De acordo com a enfermeira coordenadora do CTA, Marta Zengo, duas salas foram disponibilizadas para a coleta do material destinado aos exames e outra para o aconselhamento na entrega dos resultados. “Dependendo do resultado, encaminhamos o paciente para realizar o exame em laboratório. O resultado fica pronto em sete dias”, disse.
Resultado dos testes para hepatites B e C é conhecido em 20 minutos
Dados da Divisão de Vigilância Epidemiológica de Colombo (SINAN 2013) foram notificados, em 2010, 101 casos de hepatites, em 2011, 116 casos, e em 2012, 117 casos.
Marta explica ainda que, as Hepatites B e C são doenças transmitidas por vírus e a contaminação acontece, principalmente, através de relações sexuais desprotegidas (sem camisinha), realização de procedimentos sem esterilização adequada (cirurgias, hemodiálise, tatuagens, perfurações na orelha, colocação de piercings), uso de drogas com compartilhamento de seringas, agulhas ou outros equipamentos, acidentes perfurocortantes e de mãe para filho durante a gestação.
Serviço:
Para quem não participou da campanha, pode agendar o teste rápido das Hepatites B e C, no horário das 8 às 17h, por meio do telefone 41-3006.0730 ou pessoalmente no Centro de Especialidades Odontológicas e Médicas (CEO/CEM) na rua Abel Scuissiato, 41.
Mais informações sobre o trabalho da Prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br;
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo:
TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

ASSISTA AO BALANÇO GERAL, COM GILBERTO RIBEIRO AO VIVO




ASSISTA AO VIVO O BALANÇO GERAL AO VIVO NO LINK ABAIXO:



http://ricmais.com.br/pr/noticia/assista-ao-vivo/

DNA encontrado em Tayná não é do dono do parque de diversões e nem do filho dele, mostra exame



O material genético encontrado no corpo da menina Tayná não bate com o do dono do parque de diversões e nem do filho dele, aponta exame divulgado agora há pouco pelo Instituto Médico Legal de Curitiba. A Polícia ainda não sabe quem matou a adolescente, encontrada no mês passado em um terreno em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. Quatro homens chegaram a ser presos, suspeitos de estuprarem e matarem a menina, mas eles foram liberados por falta de provas.

Fonte: Blog da Joyce

PACIENTES RENAIS, AGUARDAM AUDIÊNCIA COM O GOVERNADOR BETO RICHA PARA TRATAR DO FORNECIMENTO DO MIMPARA



O vereador Waldirlei Bueno do PMDB e a prefeita Beti Pavin, não medem esforços para ajudar a Parceiros do Rim. Estamos a vários meses lutando para tentar que os governo estadual e federal comecem a fornecer o CINACALCET - MIMPARA, para todos os pacientes renais que estiverem dentro do protocolo. No mês de fevereiro a PARCEIROS DO RIM, ingressou com AÇÃO CIVIL PUBLICA, contra o GOVERNO ESTADUAL E FEDERAL, mas infelizmente os magistrados nos negaram a TUTELA ANTECIPADA ( LIMINAR), alegando que não existe urgência em tomarmos esse medicamento. Então conversando com o vereador Waldirlei e a prefeita Beti Pavin, pedimos a eles que intervissem junto a assessoria do governador BETO RICHA, para que fosse marcada uma AUDIÊNCIA, onde iremos numa comissão de pacientes renais que necessitam do medicamento e do médico representante da SNP - Sociedade Paranaense de Nefrologia, o Dr. Sergio Bucharlles. Queremos mostrar e sensibilizar o governador da URGÊNCIA que todos os pacientes renais em inicio de doença óssea em começar o tratamento com o mimpara.

Luiz Fernando, universitário desaparecido, reaparece em SÃO PAULO


O pai do universitário, Antonio Carlos Demario, disse que recebeu um telefonema neste sábado informando sobre o paradeiro do filho.
O jovem de 17 anos, desaparecido desde o início da tarde da última terça-feira (23), foi encontrado na capital paulista nesta manhã de domingo (28). Luis Fernando Souza Demario é estudante do 2° período de Engenharia Civil da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) e desapareceu após assistir às aulas no campus da universidade no Prado Velho, em Curitiba.
O pai do universitário, Antonio Carlos Demario, disse que recebeu um telefonema neste sábado informando que seu filho estava em São Paulo. “Meu filho mais velho foi até lá e constatou que era ele”, explicou Demario. O pai do jovem afirmou que ele e sua esposa devem viajar para a capital paulista ainda neste domingo.

Desaparecimento
Demario agradeceu todos os telefonemas e e-mails que a família recebeu em solidariedade com o desaparecimento do filho. “Agradecemos também o apoio da mídia, foram quatro dias difíceis”, desabafou. O pai de Luis Fernando afirmou que pretende conversar com o filho para saber o motivo da viagem.
Luis Fernando Souza Demario, 17 anos, desapareceu na última terça-feira (23) depois de assistir às aulas no campus da PUC-PR do Prado Velho. A mãe do jovem, Maria Isabel Barbosa de Souza, de 59 anos, afirmou que deixou o filho em frente à universidade na terça-feira pela manhã. Ela e o pai de Luis Fernando combinaram com o filho que estariam em frente ao portão principal da PUC por volta das 12h50 para almoçarem juntos.
A mãe do estudante disse que esperou o estudante no portão até as 13h40. Depois da longa espera, acionaram a Polícia Militar e a Guarda Municipal, que fizeram buscas pelo rapaz na região do Prado Velho. Equipes da Delegacia de Vigilância e Capturas de Curitiba coletaram informações no notebook do adolescente para auxiliar nas investigações.

Fonte: Gazeta do Povo

Comando da Policia Civil muda nessa Segunda Feira dia 29



Delegado Riad
A mudança oficial no comando da Polícia Civil do Paraná está marcada para a próxima segunda-feira (29). Uma nota foi publicada no site da Polícia Civil do Paraná no sábado (27).
Riad Braga Farhat, atual titular da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) assumirá o cargo no lugar de Marcus Vinicius Michelotto, que ocupava a posição desde janeiro de 2011. A posse ocorre a partir das 10h30, no Canal da Música, no bairro Mercês, em Curitiba.
A saída de Michelotto do comando foi anunciada pela Sesp no último dia 22. Um dia após seu afastamento, o secretário da Segurança Pública Cid Vasques informou, durante coletiva de imprensa, que foi o próprio Michelotto quem colocou o cargo à disposição.
A decisão teria sido tomada pelo ex- delegado-geral cinco dias antes do anúncio, data que coincide com a prisão dos policiais acusados de torturarem quatro homens que trabalhavam em um parque de diversões de Colombo para que eles assumissem a culpa pelo assassinato da adolescente Tayná Adriane da Silva.
Em nota, divulgada pelo Facebook da Divisão de Polícia da Região Metropolitana, Michelotto disse que a decisão de sair do comando da Polícia Civil foi tomada em comum acordo. Ele diz que não é o momento para pensar na transição em si, mas de apoiar o novo delegado Riad Farhat.
Além da troca no comando da Polícia Civil, a corregedoria-geral da instituição também passará por mudanças. Sai Paulo Ernesto Araújo Cunha e assume Valmir Soccio, que ainda não tem data para assumir a nova posição.
Antes de passar pela chefia da Denarc, Farhat havia feito carreira como delegado do Grupo Especial Tigre, equipe de elite da Polícia Civil criada em 1990, especializada em soluções de sequestros.
Estopim
Os erros nas investigações sobre a morte da adolescente Tayná Adriane da Silva, que envolvem inclusive denúncias de tortura cometidas por policiais, foram a gota d’água para provocar mudanças na cúpula da Polícia Civil do estado.
Em entrevista aos jornalistas, Cid Vasques chegou a reconhecer que há um momento de crise na Polícia Civil. “(...) Esse caso [Tayná], evidentemente gerou uma crise no âmbito da policia civil, mas temos que ressaltar que as divergências na investigação foram detectadas no âmbito da própria segurança pública, pois foi a polícia científica quem detectou essas divergências", argumentou o secretário.

Fonte: Gazeta do Povo

LUIZ FERNANDO, UNIVERSITÁRIO AINDA CONTINUA DESAPARECIDO


Luis Fernando Souza Demario, estudante de engenharia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), está desaparecido desde terça-feira. Ele falou com a família inda pela manhã, mas não encontrou a mãe como combinado na hora do almoço. A Delegacia de Vigilância e Capturas de Curitiba trabalha no caso. De acordo com o circuito interno de segurança da universidade o jovem assistiu as aulas normalmente.

Se você tiver qualquer informação não hesite em avisar nos contatos acima.

Fonte: Blog da Joice

PAPA FRANCISCO REZA MISSA EM COPACABANA, VEJA AO VIVO AGORA


Francisco deve revelar onde será a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude. Agenda do pontífice é extensa até o embarque, no fim do dia
O papa Francisco celebra neste momento a Missa do Envio na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. Ele deve revelar um dos últimos segredos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ): o local de sua próxima edição. Tradicionalmente, a divulgação da próxima cidade a receber a Jornada fica para a Missa de Envio.

O pontífice chegou por volta de 9h30 à praia e tomou chimarrão no papamóvel. Milhares de peregrinos acamparam na praia. Estão presentes a presidente Dilma Rousseff, a presidente argentina, Cristina Kirchner, e o presidente da Bolívia, Evo Morales.
Flash mob
Da sacristia montada no palco Praia de Copacabana, o papa Francisco assistiu ao que a organização da Jornada Mundial da Juventude apresentou como "o maior flash mob do mundo". Trata-se de uma dança coreografada seguida pela multidão que aguardava o início da missa de encerramento. A dança foi encenada também pelos bispos e cardeais que já estavam no palco. Padres, freiras e leigos dançaram animadamente.
Prevista para ser realizada inicialmente em Guaratiba, a missa deste domingo teve de ser alterada por causa do lamaçal no Campus Fidei. Após a Missa de Envio, o papa fará a Oração de Ângelus, ao meio-dia, também em Copacabana.
Às 16 horas, Francisco se reunirá com bispos da Conferência Episcopal Latino-Americana (Celam), no Centro de Estudos do Sumaré, onde ficou hospedado durante sua passagem pelo Rio. Ainda antes de embarcar de volta para Roma, na Base Aérea do Galeão, no fim da tarde, o santo padre terá um encontro com voluntários da Jornada Mundial.
Resistentes na praia
Com a temperatura variando entre 15 e 17 graus centígrados, os fiéis que participaram da vigília durante a noite amanheceram na Praia de Copacabana. Às 7h30, a orla, sobretudo no trecho em frente ao Copacabana Palace, já estava tomada de fiéis que se procuravam o melhor lugar para assistir à missa. Às 8h, todos os acessos à Avenida Atlântica estavam fechados para o tráfego de veículos.
Além do frio, o desafio para quem pernoitou na praia foi encontrar um banheiro livre. As filas de peregrinos em busca de um banheiro para usar estão imensas em frente a igrejas, padarias e lanchonetes de redes internacionais.
Durante a madrugada a espera por um banheiro químico chegou a até três horas, contam os peregrinos. “Só conseguimos usar um banheiro porque, depois de três horas de espera, decidimos pagar”, disse a peregrina Ana Carolina Souza Norberto, de 19 anos, do interior do estado do Rio. “A gente acordou com muito mais vontade de fazer xixi do que de tomar café da manhã”, desabafou Ludmila Paula Viegas, de 22 anos, Brasília.

ASSISTA A MISSA AO VIVO NO LINK ABAIXO:

Fonte: Gazeta do Povo

Paciente em hemodiálise ganha vaga em concurso publico



DECISÃO

Portadora de doença renal crônica consegue assumir cargo público em vaga de deficiente

A Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve uma portadora de doença renal crônica em cargo público, em vaga destinada a deficiente físico. Ela é analista ambiental do Ibama, que recorreu à Corte Superior para excluir a servidora de seu quadro de pessoal. O recurso foi negado por unanimidade de votos.

Doutora em fitopatologia, a servidora submete-se regularmente a sessões de hemodiálise, em razão de nefropatia grave. Aprovada no concurso, ela foi impedida de tomar posse porque a junta médica que a examinou não reconheceu sua doença como deficiência. Diante dessa recusa, ingressou com ação na Justiça e venceu em primeira e segunda instâncias, o que motivou o recurso do Ibama ao STJ.

O ministro Ari Pargendler, relator do caso, destacou que o artigo 3º do Decreto 3.298/99, que regulamenta a Política Nacional para a Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, define deficiência como "toda perda ou anormalidade de uma estrutura ou função psicológica, fisiológica ou anatômica que gere incapacidade para o desempenho de atividade, dentro do padrão considerado normal para o ser humano". Segundo ele, por esse parâmetro, a perda da função renal é uma espécie de deficiência.

No voto, Pargendler também mencionou que o artigo 4º do mesmo decreto elenca as hipóteses de deficiência física, incluindo no rol apenas as ostensivamente corporais, salvo a paralisia cerebral. Contudo, ele considerou que “não pode haver dúvida de que a pessoa acometida de nefropatia grave, sujeita a sessões de hemodiálise, tem uma deficiência física”. E indagou: “Será lícito discriminá-la relativamente àquelas que a lei prioriza?”

Aposentadoria 
O relator afirmou que a aptidão física – exigência legal para a posse do concursado – está relacionada ao exercício do cargo, e não há, nos autos, prova alguma de que o exercício do cargo de analista ambiental exija grandes esforços físicos, incompatíveis com as possibilidades de quem sofre de nefropatia grave.

Pargendler observou que o artigo 186 da Lei 8.112/90, que trata do servidor público federal, prevê a aposentadoria para quem sofre de doença grave incurável. “Todavia, neste século XXI, o que seja doença incurável já não constitui uma certeza; os transplantes de rim fazem parte do cotidiano nos hospitais do país”, ponderou.

Além disso, o relator comentou que a questão da aposentadoria só tem alguma importância no caso julgado porque a alteração nas regras de aposentadoria do servidor público não alcança a autora da ação.

Para situações futuras, já que a aposentadoria no serviço público passa a ser igual à de quem é filiado à Previdência Social, não vai perdurar a interpretação restritiva da aptidão física como meio de impedir a posse em cargo público. 


Papa propõe diálogo como solução para "protesto violento" e "indiferença egoísta"



Em discurso direcionado a autoridades, diplomatas, políticos e artistas, realizado na manhã deste sábado (27), no Theatro Municipal, na área central do Rio de Janeiro, o papa Francisco propôs o "diálogo" como solução para protesto violento e indiferença egoísta.

"Entre a indiferença egoísta e o protesto violento, há uma opção sempre possível: o diálogo", relatou o pontífice, que afirmou que um país cresce, quando dialogam de modo construtivo as suas diversas riquezas culturais. "Quando os líderes dos diferentes setores me pedem um conselho, a minha resposta é sempre a mesma: diálogo, diálogo, diálogo."

É a primeira vez que o pontífice se manifesta sobre a violência dos protestos populares que acontecem no Brasil. Ontem, manifestantes pediam por um "estado laico" durante ato contra gastos com a vinda do papa Francisco e a JMJ (Jornada Mundial da Juventude), nos arredores do palco montado em Copacabana para receber o sumo pontífice. A polícia acompanhou o ato, mas sem entrar em confronto, diferente do dia anterior. Em São Paulo, paulistas protestaram em apoio aos cariocas e o ato terminou com cinco agências do Itaú, uma do Bradesco e uma do Santander destruídas, a depredação de semáforo, relógios SOS e canteiros centrais.
Segundo Francisco, o diálogo é a única maneira para uma pessoa, uma família, uma sociedade crescer. "É a única maneira para fazer avançar a vida dos povos é a cultura do encontro; uma cultura segundo a qual todos têm algo de bom para dar, e todos podem receber em troca algo de bom. O outro tem sempre algo para nos dar, desde que saibamos nos aproximar dele com uma atitude aberta e disponível, sem preconceitos."
No início do discurso, o pontífice, em um tom sério, disse que todos aqueles que possuem um papel de responsabilidade em uma nação são chamados a enfrentar o futuro "com os olhos calmos de quem sabe ver a verdade", ao fazer referência ao pensador brasileiro Alceu Amoroso Lima. E citou três aspectos deste olhar, que classificou de calmo, sereno e sábio: "primeiro, a originalidade de uma tradição cultural; segundo, a responsabilidade solidária para construir o futuro; e terceiro, o diálogo construtivo para encarar o presente."

Papa também defende Estado laico

Diante de autoridades, o papa Francisco também defendeu a existência do Estado laico. "Será fundamental a contribuição das grandes tradições religiosas, que desempenham um papel fecundo de fermento da vida social e de animação da democracia", disse ele ao se refererir ao papel das Igrejas no desempenho social.
"Favorável à pacífica convivência entre religiões diversas é a laicidade do Estado que, sem assumir como própria qualquer posição confessional, respeita e valoriza a presença do fator religioso na sociedade, favorecendo as suas expressões concretas".

Igreja nas favelas

Durante a missa celebrada na Catedral Metropolitana de São Sebastião para mais de mil bispos, sacerdotes, religiosos e seminaristas,o papa Francisco lembrou de madre Teresa de Calcutá e chamou os líderes da Igreja Católica a irem até as periferias, onde as pessoas "têm sede de Deus".
"Que [Deus] nos empurre a sair ao encontro de tanto irmãos e irmãs que estão na periferia, que têm sede de Deus. Que não nos deixe em casa, mas que nos empurre a sair de casa. E assim sejamos discípulos do senhor", afirmou Francisco.
Francisco chegou a citar uma frase de madre Teresa de Calcutá: "Devemos estar muito orgulhos de nossa vocação, que nos dá a oportunidade de levar cristo aos pobres, às favelas, às vidas miseráveis". Francisco falou sobre a vocação religiosa e ressaltou que os sacerdotes têm que estar "muito orgulhosos" das suas, por elas lhes darem "a oportunidade de servir a Cristo nos pobres".

"É nas favelas, nas povoações pobres, nas vilas onde é preciso ir buscar e servir a Cristo. Devemos ir a eles como o sacerdote se aproxima do altar: com alegria", declarou.

Veículos do transporte escolar são vistoriados pela prefeitura

Fiscalização inspeciona itens de segurança estabelecidos pelo Código de Trânsito Brasileiro

Vans, Kombis e ônibus são vistoriados a cada seis meses
Para monitorar a segurança dos veículos que transportam os alunos de Colombo, começou na última segunda-feira, dia 15, e está programado para acontecer até esta sexta-feira, 19, a vistoria realizada pela Prefeitura Municipal de Colombo, através da Secretaria da Fazenda, por meio da Sessão de Fiscalização.
Segundo o chefe da Fiscalização, Edson Luiz Carrão, estão sendo inspecionados todos os itens de segurança estabelecidos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), tais como pneus, conservação da lataria, pintura, cintos de segurança igual ao número de lotação permitida, motor, suspensão, luzes, limpador de pára-brisa, extintor e tacógrafo (registro de velocidade).
Em Colombo, Carrão informa que existem 145 veículos escolares cadastrados, entre Vans, Kombis e ônibus, que devem ser vistoriados a cada seis meses. Caso haja irregularidades, de acordo com o problema apresentado no veículo, o prazo para regularização varia de um a 30 dias.
“Quando não obedecem aos itens de segurança exigidos, não são colocados os selos de vistoria na parte direita do vidro, portanto não estão aptos a trafegar com as crianças. O veículo só estará de acordo com as normas, depois de refeita a avaliação”, explicou.
Segurança dos filhos
São inspecionados itens de segurança como pneus, lataria, pintura, cintos, motor, suspensão, luzes, limpador de pára-brisa, extintor e tacógrafo
Para garantir a segurança das crianças, os pais devem ficar atentos na hora de contratar o transporte escolar. Primeiro passo, o chefe da sessão, Edson Luiz Carrão, explica que é necessário verificar se o proprietário do veículo possui o termo de permissão da prefeitura para circular, ou seja, se possui o alvará anual de funcionamento.
Em casos de empresas é necessário constatar se estão em dia com o pagamento do Imposto Sobre Serviço (ISS). ”Para maior segurança das crianças pedimos aos pais que prestem atenção se o veículo possui placa vermelha. Isto indica que é cadastrado não está circulando de forma clandestina”, esclarece o chefe da fiscalização.
Outros fatores essenciais, Carrão diz que são avaliar as condições de conservação e segurança do veículo, conferir a documentação e verificar se o selo colado no canto direito superior do vidro está atualizado. “O selo é a marca que diz se o veículo está autorizado a prestar esse tipo de serviço”, garante.
Serviço:
Em casos de denúncias ou mais informações sobre os veículos escolares, ligue Fiscalização: 41-3656.8151.
Fotos: Bruno do Carmo/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br