CONVERSA ENTRE AMIGOS É INTERROMPIDA POR ENCAPUZADOS, MÃE SE DESESPERA AO VER O FILHO MORTO.


Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski

sitio-cercado
Família disse que rapaz planejava se casar. Foto: RR/Banda B
Três amigos que conversaram próximo a um bosque no bairro Sítio Cercado, em Curitiba, sofreram um atentado na noite desta sexta-feira (22). Um deles não resistiu aos ferimentos por arma de fogo e morreu pouco tempo depois. Outros dois foram baleados, mas conseguiram fugir. Os atiradores que estavam encapuzados ainda não foram identificados. A mãe do jovem assassinado se desesperou ao ver o filho morto.
O crime aconteceu às 21h30 na Rua Eli Volpato. Os amigos conversaram neste local quando três homens encapuzados se aproximaram do trio e iniciaram uma discussão. De acordo com testemunhas, os homens começaram a atirar contra os rapazes. Os três correram, mas Cleverson da Silva Ananias, 22 nos, foi atingido por pelo menos 5 tiros e caiu no meio da rua. Ele morreu na hora, os outros dois amigos dele, que não foram identificados, também foram baleados, mas conseguiram fugir dos atiradores.
Segundo o tenente Maeda poucas informações foram colhidas no local. “Os atiradores fugiram em direção a Vila Osternack, parece que tinha um veículo esperando por eles. Aqui é difícil, o povo vem ver, mas ninguém contribui com muita coisa”, reclama.
A mãe do jovem que foi assassinado estava inconsolável. Familiares disseram à Banda B que o rapaz era uma pessoa do bem, estava namorando uma garota há cerca de um ano e planeja se casar. “Minha vida acaba aqui, não quero mais viver. Porque essa pessoa não fez isso comigo? Ele não é bandido, nunca foi”, disse a mãe.
A Delegacia de Homicídios vai investigar o caso. O corpo do rapaz foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.