CORPO DE OPERÁRIO É LOCALIZADO NOS ESCOMBROS DE PRÉDIO EM GUARULHOS.


Edenilson Jesus Santos estava desaparecido desde a noite de segunda (2).
Corpo foi achado no segundo subsolo, perto da saída do alojamento.

Do G1 São Paulo

Bombeiros encontram na tarde desta quinta-feira (5) o corpo do operário Edenilson de Jesus dos Santos, 24, vítima do desabamento de um prédio de cinco andares em Guarulhos (SP). (Foto: Beto Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo)Bombeiros encontram corpo do operário (Foto: Beto Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo)

De acordo com os bombeiros, o corpo estava prensado entre um pilar e uma viga perto de uma rampa no segundo subsolo. Na área ficava a saída do alojamento dos operários. Os bombeiros acreditam que ele percebeu que o prédio iria cair e tentou fugir.
corpo do operário Edenilson Jesus Santos, de 24 anos, foi localizado pelas equipes de resgate às 13h45 desta quinta-feira (5). Santos estava desaparecido desde o desabamento de um prédio em Guarulhos na segunda-feira (2).
A queda do edifício de cinco andares, com 30 apartamentos, aconteceu por volta das 19h20 de segunda-feira na Avenida Presidente Humberto Castelo Branco, altura do número 1.900. Os 13 operários que trabalhavam na obra já haviam saído após o fim do expediente.
A Defesa Civil vai vistoriar as casas vizinhas ao prédio que desabou para decidir se há condições e depois vai resolver se elas podem ser liberadas.
Mapa desabamento Guarulhos (Foto: Arte/G1)
Investigações
Três operários da obra disseram à polícia na quarta que tinham avisado ao mestre de obras que a construção estava com problemas. Eles prestaram depoimento e afirmaram que rachaduras começaram há pelo menos cinco meses.
O operário Erivaldo de Jesus Santos disse à polícia que viu rachaduras no prédio desde o primeiro dia de trabalho e que todos trabalhavam com muito medo de o prédio cair.
Outro funcionário, Edvaldo de Jesus dos Santos, irmão do vigia que foi encontrado morto nesta sexta, contou aos investigadores que, aos poucos, as rachaduras iam aumentando. Segundo ele, o mestre de obras teria respondido que as rachaduras "eram normais".
Um funcionário administrativo da construtora Salema Construções, responsável pela obra, foi levado à delegacia, mas acabou dispensado. O delegado que está cuidando do caso já chamou para depor o engenheiro Fernando Salema, dono da construtora.
O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP) informou, em nota na quarta-feira, que foi instaurado um processo administrativo de apuração de responsabilidades relacionado ao caso.
Segundo o órgão, a primeira ação foi fazer uma “verificação dos documentos da empresa responsável pelo serviço e do profissional responsável técnico pela execução do mesmo, constatando que ambos estão regulares com o Conselho em relação ao registro profissional”. A equipe de fiscalização do Crea-SP também registrou imagens do local do desabamento e solicitou uma cópia do boletim de ocorrência com a Polícia Civil.
  •  
Bombeiro busca vigia desaparecido com ajuda de cão em Guarulhos (Foto: Beto Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo)Bombeiro busca vigia com ajuda de cão em Guarulhos (Foto: Beto Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo)