Curitiba e região metropolitana registra a temperatura mais baixa desde 2000


Capital paranaense teve mínima de -2ºC na manhã desta quarta, a segunda menor desde o início da série histórica do Simepar. Cinco cidades do PR tiveram recordes de frio

Com -2ºC nos termômetros na manhã desta quarta-feira (24), Curitiba amanheceu com a temperatura mais baixa desde o ano de 2000. A marca é a segunda menor desde 1997, quando o Instituto Tecnológico Simepar, começou a acompanhar a meteorologia do estado. No ano de 2000, Curitiba marcou -2,6ºC no dia 17 de julho.

Curitiba: frio causou transtornos nos ônibus
O frio causou problemas no início da operação dos ônibus do transporte coletivo de Curitiba na madrugada e manhã desta quarta-feira (24). A dificuldade para o acionamento dos motores e o congelamento de sistemas de ar foram os principais problemas, conforme informações preliminares repassadas pela assessoria de imprensa da Urbs.
.


A temperatura baixa ocasionou a formação de geada, principalmente em gramados e terrenos baldios. Pela manhã, os curitibanos puderam ver o fenômeno em vários pontos da cidade. “Nos próximos dias, o tempo não muda muito, continua estável, sem ocorrência de chuva, e temos condições propícias a geadas até pelo menos sexta”, diz o meteorologista do Simepar Lizandro Jacobsen.
No Paraná, pelo menos cinco cidades tiveram recorde de frio desde o início da série histórica do Simepar. Guaratuba (4,5ºC), Antonina (1,5ºC), Santa Helena (-0,6ºC), Maringá (-0,5º) e Apurarana (-0,9ºC). Essa duas últimas nunca, pela série histórica do Simepar, tinham registrado temperaturas negativas.
Em um mapa divulgado pelo instituto é possível ver que a maior parte do estado teve registro de temperaturas negativas. Apenas três regiões não tiveram termômetros abaixo de zero: Litoral, parte do Norte Pioneiro e parte do Noroeste.
A menor marca de temperatura, conforme medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), ocorreu em Inácio Martins, onde fez -4,5º. Guarapuava teve mínima de -3,8ºC, nos registros do Simepar. O frio menos intenso foi registrado em Guaratuba, onde fez 4,5ºC.

Fonte: Gazeta do Povo

Agentes da Guarda Municipal de Colombo participam de capacitação

Curso de Capacitação possibilita Guardas Municipais de Colombo atuar no Projeto do Governo Federal “Crack é possível vencer”

Curso de capacitação possibilita Guardas Municipais atuar no projeto “Crack é possível vencer”.
No último dia 19, na Academia de Polícia Militar do Guatupê, no Município de São José dos Pinhais, aconteceu a solenidade de formatura do Curso de Polícia Comunitária. O objetivo do curso foi capacitar agentes de segurança para atuarem no projeto “Crack é possível vencer”, programa em que o município de Colombo está inserido. A iniciativa foi da Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP e o Ministério da Justiça.
Participaram do curso 57 agentes da Guarda Municipal de Curitiba, 43 policiais Militares e quatro agentes da Guarda Municipal de Colombo. As aulas foram divididas em três eixos: filosofia da polícia comunitária, saúde e técnicas policiais, voltada para o cenário do crack. Com carga horária de 160 horas.
Segundo a agente Esther Primon, da Guarda Municipal de Colombo, a intenção foi instruir os agentes de segurança como proceder em ações que envolvam usuários do crack e o encaminhamento correto.“O objetivo é que o agente entenda a situação e tenha ferramentas para agir em conjunto com outros órgãos de segurança. O usuário deve ser tratado como alguém que necessita de ajuda e não como um criminoso”, relata.
Guardas Municipais de Colombo participam de curso de capacitação em São José dos Pinhais.
O Diretor de Segurança e Superintendente da Guarda Municipal de Colombo, Gilmar dos Santos, enfatiza que o trabalho realizado em parceria com outros municípios possibilita a participação em várias ações que aprimoram a capacidade do trabalho e origina novos conhecimentos. “Estas ações refletem na segurança de nosso município”, afirma.
Estiveram presentes na solenidade o Tenente Cel.Heraldo Regis Borio da Silva, da Diretoria de Polícia Comunitária de Direitos Humanos da Polícia Militar, Comandante da Academia polícia Militar do Guatupê, Major Vanderley Rothenburg e o Diretor de Ensino e Pesquisas da Polícia Militar, Cel. Douglas Sabatini Dabul.
Mais informações sobre a Prefeitura em: 
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; 
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo:
TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br