Resultado da LOTOFÁCIL DA INDEPENDÊNCIA





CONFIRA ABAIXO O RESULTADO DA LOTOFÁCIL DA INDEPENDÊNCIA


http://www1.caixa.gov.br/loterias/loterias/lotofacil/lotofacil_resultado.asp




Tóquio será a sede da Olimpíada de 2020




Votação do COI neste sábado em Buenos Aires escolheu a capital japonesa na disputa com Istambul e Madri


Tóquio será a sede da Olimpíada de 2020. Em eleição realizada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), neste sábado, em Buenos Aires, na Argentina, a capital japonesa venceu disputa que durou longos meses com Istambul (Turquia) e Madri (Espanha), e terá o direito de receber o evento depois do Rio de Janeiro em 2016.
Havia uma expectativa de muito equilíbrio na eleição, sem uma cidade favorita. Isso ficou claro na primeira rodada da votação, quando foi necessário um desempate entre Madri e Istambul - Tóquio avançou direto, mas sem a maioria necessária para ser apontada como a vencedora de forma direta. No confronto direto, a cidade turca levou a melhor e provocou a eliminação da espanhola.
Na sequência, os membros do COI fizeram nova votação, desta vez entre Tóquio e Istambul, para apontar a sede olímpica. Depois de computados os votos, a entidade esperou quase uma hora para fazer o anúncio oficial. Assim, encerrando um processo que durou meses e culminou com um longo dia de disputa em Buenos Aires, a capital japonesa levou a melhor.
Tóquio receberá a Olimpíada pela segunda vez, após a edição de 1964. Na eleição anterior, perdeu a briga por 2016 para o Rio. Mesmo tendo o menor apoio popular entre as três finalistas, a candidatura japonesa teve como trunfo a força econômica do país. Istambul foi derrotada pela quinta vez e Madri pela quarta.
Campanhas
Antes da votação, as três finalistas tiveram a chance de fazer uma última apresentação aos membros do COI neste sábado. Cada uma tratou de valorizar seus pontos fortes e minimizar possíveis problemas. E todas levaram poderosos cabos eleitorais até a Argentina, como o presidente da Espanha, Mariano Rajoy, o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe.
Apesar da crise econômica na Espanha, a candidatura de Madri lembrou que precisaria de pouco dinheiro para se preparar, pois 80% dos investimentos necessários já foram realizados. O discurso adotado pelos turcos foi de que Istambul é "a cidade da amizade e da paz", mesmo com a proximidade do conflito na Síria. Os japoneses trataram re realçar a força econômica do país e de minimizar o risco de contaminação nuclear por causa do acidente em Fukushima, distante 220 quilômetros de Tóquio.

Fonte: Gazeta do Povo

Exclusivo: morte de Tayná deve ser investigada agora pelo GAECO

Exclusivo: morte de Tayná deve ser investigada agora pelo GAECO

O GAECO – Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado – deve passar a investigar o homicídio da menina Tayná morta em Colombo há 70 dias num crime ainda sem solução. A ordem para que o braço mais radical do Ministério Público entre no caso mais polêmico dos últimos tempos envolvendo a Polícia Civil veio do CNMP – Conselho Nacional do Ministério Público. Os ofícios chegaram oficialmente nesta quarta-feira as mãos do Procurador-Geral do Ministério Público, chefe do orgão, Gilberto Giacóia. Ele confirmou a esta colunista que recebeu os documentos.caso Tayná
A entrada do GAECO no caso é uma grande mudança no processo. O órgão até agora investigou pontualmente o crime de tortura física e psicológica cometido contra os 4 rapazes presos que confessaram de baixo de pancada. A tortura, segundo o GAECO, foi cometida pelos policiais que permanecem presos e foram denunciados pelo crime. Já a investigação do homicídio da menina ficou nas mãos da Polícia Civil com o apoio do promotor Paulo Lima, chamado pela própria Secretaria de Segurança Pública. O presidente da Comissão de Infância e Juventude do CNMP, Luiz Moreira, determinou que Giacóia retire a investigação de Paulo Lima e entregue ao GAECO até para aliviar a pressão em cima do promotor. O que o Conselheiro Nacional quer é evitar uma resolução apenas para dar uma resposta à sociedade. Nos bastidores circulou a informação de que poderia haver a denuncia de 2 dos 4 até então suspeitos, que estão inclusive no programa de proteção à testemunha. Isso resolveria parte do problema, porque culpados ou inocentes eles não seriam condenados uma vez que qualquer confissão obtida sob tortura é nula. Então assim teríamos uma resposta à sociedade, mas sem condenação de pessoas possivelmente inocentes. Seria uma alternativa  ou então teríamos mais um caso Raquel Genofre….sem solução. O Conselho Nacional está decidido a colocar a mão nesse vespeiro e quer uma nova investigação do crime de homicídio para que tenhamos a resposta à principal pergunta do caso? Quem matou Tayná? Quem matou Tayná? Quem matou Tayná?????