Governo vai decretar estado de emergência em Córbelia, no Oeste do PR; 80% das casas foram danificadas


A cidade mais atingida pelas chuvas das últimas horas, Corbélia, no Oeste do Paraná, recebeu hoje a visita do governador Beto Richa. Pelo Twitter, o governador informou que vai decretar estado de emergência no município. O temporal foi acompanhado de granizo e atingiu pelo menos 80% das casas. Ninguém ficou desabrigado.
estado de emergência
Foto: Divulgação Defesa Civil
Em Londrina, o Simepar informou que os ventos chegaram a 104 km/h no início da tarde deste domingo. Ao todo, 26 mil pessoas em 24 municípios foram diretamente afetadas pelas chuvas. A previsão é de mais temporais em todo estado.
estado de emergência
Foto: Divulgação Defesa Civil

Fonte: Blog da Joice

HOMENAGEM DO BLOG IVAN DE COLOMBO

PRESIDENTE DILMA NÃO RECEBE OS PARCEIROS DO RIM



Nilton

Amigos do Blog, me permitam fazer uma homenagem a esse  "herói  vivo" conhecido por Nilton  Parceiro do Rim.  O Sr. Nilton Luiz Carneiro de Mello( Presidente da Associação Parceiro do Rim) em Colombo, ele sente na pele os prolemas dos portadores de insuficiência renal, pois 3 vezes por semana precisa submeter-se a hemodialise em Campina Grande do Sul.  Nilton teve sua vida transformada pela insuficiência renal. e nesse  mês de Agosto completou mais um ano de vida e não poderíamos esquecer de fazer uma  homenagem e dar apoio a sua luta. não só pela nossa nossa amizade, mas pela sua  história que que é um exemplo de superação na luta contra a doença. 

Em suas idas e vindas de Brasilia, ele faz um apelo para que as pessoas cuidem deste órgão, na ultima visita a Brasilia, a presidente Dilma não atendeu a comissão de representantes no Brasil, dos portadores de insuficiência renal.. Essa atitude da presidente Dilma, é uma atitude desumana, ou será ela não sabe que o maior órgão do nosso corpo é o rim, que é o que dá o combustível para o coração poder trabalhar, ele filtra todo o sangue. A presidente Dilma, ignorou todos os portadores de insuficiência renal  do Brasil, foi uma atitude de rejeição que nos causa revolta e é mais um descaso com a  saúde do povo brasileiro.
Enquanto os " mensaleiros  do PT" estão na sombra e água fresca e chama a atenção pela " roubalheira dos cofres públicos", milhares de pessoas aguardam um leito para fazer a hemodiálise e outros morrendo na fila de espera sem ter tido o direito ao tratamento.
A presidente Dilma, ao menos deveria autorizar de imediato a aposentadoria aos pacientes crônicos de insuficiência renal.

O sr. Nilton, faz parte da Comissão Nacional em Defesa dos Pacientes Renais do Brasil, e junto com os demais membros da Comissão, não conseguiram  entregar à Presidenta Dilma Roussef, um abaixo-assinado com uma lista de reivindicações. O manifesto solicitava com urgência: o fim imediato das mortes dos pacientes por falta de vagas em diálise; uma política nacional de prevenção da doença renal crônica; acesso dos pacientes ao transplante renal em todas as regiões do Brasil;transporte digno dos pacientes, que necessitem ir às clínicas de diálise; política clara de aposentadoria dos pacientes em diálise e transplantado; e participação em todas as câmaras técnicas do Ministério da Saúde, dos Estados e dos Municípios, de um representante dos usuários

Parabéns Nilton pela sua luta !!

Fonte: Blog Ivan de Colombo

Chuva já afeta 26 mil pessoas no Paraná


Entre a tarde de sexta-feira e a manhã deste domingo, 24 municípios do PR registraram problemas com as fortes chuvas, principalmente entre o Sul e o Oeste do estado

As chuvas que atingem o Paraná desde a tarde desta sexta-feira (20) já causaram estragos em 24 municípios do estado. De acordo com balanço da Defesa Civil, até a manhã deste domingo estima-se que 26.220 pessoas foram afetadas pelos temporais. A maior parte das cidades afetadas até o momento está concentrada no SulSudoeste e Oeste do Paraná.
Os principais estragos causados pela chuva são destelhamentos. Não há registro de desabrigados ou desalojados por causa dos temporais.

No sábado, 13 residências apresentaram danos por conta do mau tempo, o que acabou com 5 pessoas desabrigadas e 10 pessoas desalojadas (que foram para a casa de parentes). Os bairros mais afetados na capital foram Sítio CercadoCampo CompridoBairro AltoBacacheri e Centro. Neste domingo, já foram três ocorrências atendidas pelo órgão.Em Curitiba, a Defesa Civil municipal já contabiliza mais de 60 pessoas afetadas por conta da chuva forte presenciada desde a tarde de sábado.
No entanto, a Defesa Civil estadual ainda não apontava os estragos da capital em seu relatório de monitoramento divulgado no início da tarde deste domingo.
Por enquanto, a cidade que mais sentiu os efeitos da chuva no estado foi Corbélia, no Oeste, que teve dezenas de casas danificadas na área rural e urbana. Conforme o Instituto Tecnológico Simepar, o temporal que atingiu o município veio acompanhado de granizo, o que contribuiu para agravar a situação.
Equipes do Corpo de Bombeiros de Cascavel, Toledo e Umuarama foram mobilizadas para ajudar nos reparos dos danos. De acordo com o tenente Guilherme Rodrigues de Lima, do Corpo de Bombeiros, foram distribuídos 85 rolos de lona para moradores que tiveram o telhado de suas residências danificadas. Carros estacionados na rua também foram danificados pelas pedras de granizo e algumas de lojas desabaram.
À tarde, a equipe da Defesa Civil de Curitiba foi acionada para enviar lona à cidade, já que o estoque utilizado pela corporação local já é insuficiente. Devem sair da capital nas próximas horas pelo menos 70 lonas para cobrir as casas destelhadas em Corbélia.
A Defesa Civil informou também que duas edificações comunitárias ficaram danificadas em Francisco Beltrão, no Sudoeste. Porém, o proprietário das construções já teria arrumado os estragos.
Até a noite deste sábado, duas cidades já haviam solicitado a documentação necessária para decretar estado de emergência: Corbélia e Prudentópolis.
Raios
De acordo com informações do Simepar, as tempestades deste sábado vêm acompanhadas de um número elevado raios. O instituto computou 6,5 mil raios apenas em uma hora (entre 18h45 e 19h45) principalmente na região central do Paraná.

Fonte: Gazeta do Povo