Vereadores denúnciam desvio de R$ 1,5 mi do Fundeb em Colombo; assista ao vídeo




Vereadores Waldirley Bueno e Gil Gera, de Colombo, foram à Justiça Federal denunciar suposto desvio de R$ 1,5 mi de verba da educação; em Brasília, a prefeita Beti Pavin pediu apoio do petista André Vargas para as investigações do malfeito e para novos projetos em benefício da área; magistério colombense está em greve reivindicando melhores salários.




Os vereadores colombenses Waldirley Bueno (PMDB) e Gil Gera (PSDB) foram à Procuradoria-Geral da República, nesta quinta (26), protocolar denúncia de suposto desvio de R$ 1,5 milhão de verba do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).
De acordo com Bueno, o dinheiro que seria destinado para a educação municipal de Colombo foi desviado para confeccionar gibis que sequer foram distribuídos. Ele denúncia que são 26 mil alunos, mas foram impressos 50 mil livretos ao custo unitário de R$ 76.
Para o vereador do PMDB, o dinheiro que não chega para as salas de aula e no contracheque dos professores se perde nesse tipo de fraude.
Paralelamente à denúncia de Bueno e Gera, na Justiça Federal, a prefeita Beti Pavin (PSDB) se reuniu em Brasília com o deputado André Vargas (PT), vice-presidente da Câmara. A tucana pediu apoio ao parlamentar petistas para projetos na educação e na investigação do suposto desvio da verba do Fundeb.
Educadores do município estão em greve há quatro dias. Eles reivindicam melhores salários.


FONTE: Blog do Esmael Moraes

Programa Saúde do Trabalhador é ampliado em Colombo


Com o repasse de novos equipamentos e a sensibilização dos profissionais espera-se aumento de notificações nos casos de acidentes no trabalho

Coordenadores das Unidades de Saúde e dos Programas da Secretaria da Saúde são alvos da sensibilização proposta pelo Governo do Estado
Ampliar significativamente os números de registros nos casos de acidentes de trabalho é o objetivo de uma ação conjunta da Prefeitura Municipal de Colombo e a Secretaria Estadual da Saúde que através da 2ª Regional da Saúde entregou na última semana seis novos computadores completos. Este objetivo será buscado através do Programa Saúde do Trabalhador que terá a missão de acompanhar nas Unidades de Saúde e nos Pronto Atendimentos do Município as notificações de acidentes que são obrigatórios e tem sido ignorado por alguns profissionais.
De acordo com a Coordenadora da Vigilância Sanitária Priscila Costa, com esta estratégia, espera-se a redução uma vez que ao tornar conhecidos os verdadeiros números de ocorrências, será possível desenvolver ações junto às empresas propondo melhorias na segurança principalmente com o fornecimento e estímulo para o uso de Equipamentos de Proteção Individuais.
Sueli Pereidum uma das representantes da 2ª Regional da Saúde alerta para a obrigatoriedade das notificações
O primeiro passo deste trabalho aconteceu durante a entrega dos equipamentos em evento que reuniu coordenadores das unidades de saúde e programas desenvolvidos na secretaria municipal da Saúde. Alguns dados sobre o número de notificações apresentados pela chefe do setor de Vigilância Sanitária Ambiental e da Saúde do Trabalhador Luciane Otaviano de Lima. Segundo ela, Colombo tem notificado pouco e precisa aumentar esta prática para tornar conhecidas as necessidades de atenção a este público no atendimento dentro Sistema Único de Saúde e principalmente com práticas preventivas nas empresas.
Fotos: Osni Mendes

Prefeitura divulga vagas de emprego na internet e redes sociais


Facilidade é o principal benefício que a população encontrará na nova divulgação das vagas, disponíveis nas duas Agências do Trabalhador

Oportunidades de emprego serão divulgadas todas as sextas-feiras
A Prefeitura Municipal de Colombo, através do seu site oficial e das redes sociais: facebook, twitter e blog começa a divulgar, todas as sextas-feiras, as vagas de emprego disponíveis nas duas Agências do Trabalhador da cidade.
Na última semana, por exemplo, 128 vagas estavam abertas. A iniciativa pretende facilitar o acesso, proporcionando à população um maior número de opções de informação para quem visa uma colocação no mercado de trabalho.
Além disso, os moradores de Colombo podem encontrar as vagas no site da Secretaria Estadual de Trabalho, Emprego e Economia Solidáriawww.trabalho.pr.gov.br.
Também é possível visualizar as vagas disponíveis para cada perfil de emprego, o candidato deve fazer a habilitação ou a atualização do cadastro, na Agência do Trabalhador, de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
Serviço:
Agência do Trabalhador – Maracanã – Rua Durval Ceccon, 664, Park Shopping Colombo. Telefone: 3666-6066
Agência do Trabalhador – Sede – Rua Venâncio Trevisan, 111. Telefone: 3656-5001.
Foto: João Senechal/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Festa da Primavera dos Centros de Convivência de Colombo será realizada neste domingo


No evento serão eleitos Rei e Rainha da Primavera dos Centros de Convivência do município, que hoje conta com a participação de 1500 idosos

Neste domingo (29) será realizada na Associação Banestado, no bairro Roça Grande, às 13h, a Festa da Primavera, promovida pela Secretaria Municipal de Ação Social e Trabalho, através da coordenação dos Centros de Convivência. O evento irá contar com a participação dos 1500 idosos, pertencentes aos 26 Centros de Convivência, para a eleição do rei e da rainha da Festa, que irão representar as instituições do município.
Durante as últimas semanas cada Centro de Convivência escolheu seu representante para concorrer ao posto. A escolha será feita por um corpo de jurados composto por empresários da cidade. Além do Rei e da Rainha, serão eleitos dois príncipes e duas princesas. De acordo com Paulo César Heua, coordenador dos Centros de Convivência, o evento tem como principal objetivo promover a interação entre várias gerações das famílias. “Queremos que os avós, pais, filhos e netos participem da festa para que possam socializar e interagir entre si, pois isso faz a diferença na vida de cada um das famílias”, destaca.
Durante o evento haverá venda de pastel, bolo e refrigerantes, e a renda obtida será revertida para os próprios Centros de Convivência. Os ingressos para a Festa da Primavera poderão ser comprados no local, pelo valor simbólico de R$2,00.
Mais informações sobre a prefeitura em:
BLOG -colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK:facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial:www.colombo.pr.gov.br

Prefeita se reúne com ministros e deputados e viabiliza investimentos em Colombo


 

As reuniões aconteceram em Brasília, em diversos ministérios e garantiu repasses federais para diversos setores

A prefeita, Beti Pavin, acompanhada pelo secretário Antônio Ricardo Milgioransa, foi recebida pelo secretário nacional da agricultura familiar, Valter Biachini e pelo seu chefe de gabinete, Onaur Ruano
A prefeita de Colombo, Beti Pavin, esteve em Brasília durante os dias 23, 24 e 25 de setembro, acompanhada do secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Antônio Ricardo Milgioransa. A viagem tinha como objetivo buscar repasses de verba para diversos investimentos no município, que irão contemplar projetos de infraestrutura, melhorando a sinalização, a pavimentação e implantando parques ambientais, entre outras ações.
Uma das reuniões aconteceu com o secretário nacional da agricultura familiar, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA), Valter Bianchini. A visita tratou da viabilização do Projeto de Sinalização Turística de Colombo, que vai garantir a instalação de um equipamento de sinalização completa por todo o município, incluindo pórticos e placas dentro do padrão da Organização Mundial de Turismo (OMT).
Durante a reunião, a prefeita tratou da garantia do repasse da verba que viabiliza o projeto, cujo valor global é de mais de R$ 669.600,00. Do montante, R$ 620 mil serão repassados ao município pelo Ministério, e o restante será garantido em contrapartida do município.
A execução do projeto está prevista para o ano de 2014 e, para a prefeita, será de grande valia para Colombo. “A execução desta revitalização e a organização do nosso turismo vai valorizar uma das nossas riquezas, que é o potencial turístico. A elevação deste potencial vai ajudar Colombo a se desenvolver tanto em âmbito econômico, quanto social, sem deixar de garantir também a valorização ambiental do município” destacou Beti.
Além do MDA, Beti Pavin também visitou o Ministério do Turismo, das Cidades e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). A prefeita também esteve reunida com os deputados federais, representantes do estado do Paraná no governo federal.
Foto: MDA/Divulgação
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergências ( SIATE) voltou a funcionar


Município recebeu ambulância do SIATE da Secretaria da Saúde do Paraná, e o serviço teve seu início nesta nesta quarta-feira.

Município volta a oferecer o serviço do SIATE para moradores de Colombo
Para contribuir com atendimentos de traumas, ferimentos, acidentes de trânsito, afogamentos, entre outros, o serviço do SIATE – Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergências voltou a funcionar nesta quarta-feira (26/09) em Colombo, graças a esforços conjuntos entre Prefeitura Municipal, Governo do Estado e Corpo de Bombeiros do município.
A Prefeita Beti Pavin destaca a importância do esforço empregado para a volta do serviço ao município. “Nós não medimos esforços para garantir que o SIATE retomasse as atividades no município, pois ele garante o atendimento que o cidadão merece nos casos em que mais precisa. Assim, o colombense conta com muito mais agilidade e segurança em situações de trauma”, defende a prefeita.
Para a secretária Municipal de Saúde, Dalimar de Lucca Moreira, a articulação foi fundamental para garantir o serviço em Colombo. “Firmamos parceria com o Corpo de Bombeiros e com o Governo Estadual para reativar o serviço, e agora conseguimos prestar este atendimento com qualidade e agilidade”, conta a secretária.
Atendimento à população será facilitado e funcionará de maneira mais rápida
A ambulância foi recebida pelo município através de um convênio com a Secretaria da Saúde do Paraná, que cedeu o veículo para que o Corpo de Bombeiros de Colombo atue com sua equipe de bombeiros e socorristas. A Prefeitura ajudou com a instalação de equipamentos como: oxímetro e aspirador portátil, além de outros equipamentos médicos.
Os atendimentos
No ano de 2011, quando a ambulância do SIATE ainda estava em atividade ininterrupta, foram atendidos 726 casos de acidentes com meio de transporte e 475 atendimentos pré hospitalares. O maior número de casos envolve motociclistas. De acordo com a Tenente Mariana Lorenzi, do Corpo de Bombeiros de Colombo, o retorno da ambulância do SIATE ao Posto do Corpo de Bombeiros reduzirá consideravelmente o tempo de espera pelos serviços.
Prefeitura oferece o serviço em parceria com o Governo do Estado e com o Corpo de Bombeiros
“Antes as ambulâncias vinham de Curitiba, do Bairro Alto, e isso dificultava muito o atendimento das ocorrências, pela distância e pelo próprio trânsito. Agora os moradores que precisarem desse atendimento poderão contar com o serviço mais próximo”, explica. Em caso de emergência o cidadão que precisar dos serviços do SIATE, pode entrar em contato com a Central de Atendimento, através do telefone 193.
Fotos: João Senechal/PMC
Mais informações sobre a prefeitura em:
BLOG -colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Vereador Waldirlei, concede entrevista ao blogueiro Ivan de Colombo



Amigos do Blog, a entrevista abaixo é a verdade que nesse momento algumas pessoas tentam esconder dos professores e pais de alunos do Município de Colombo.

O nosso convidado para o "Bate Papo do Blog" é o professor e vereador Waldirlei Bueno.(PMDB)



Blog - Vereador Waldirlei,  o Sr. sendo professor e vereador, em qual lado está nessa greve ?

Waldirlei - Eu sempre estive e estarei ao lado da categoria, ocupando ou não um cargo público, nesse momento só não estou participando diretamente, porque o próprio sindicato optou por ter o apoio da Vereadora Michelle do PT e de outros Vereadores da oposição, pois acreditam que é mais interessante para eles.

Blog -  Como fica o seu relacionamento com o Sindicato?

Waldirlei - Eu sempre estive ligado ao sindicato, o meu gabinete sempre foi procurado por eles em vários momentos quando precisavam de apoio logístico na realização de greves e sempre tiveram o meu apoio.

Blog - O Sr. chegou a ser convidado para participar de alguma reunião da comissão que deflagrou a greve?

Waldirei - Eu procurei dar a minha contribuição, ofereci como sempre o apoio logístico em caso de greve, infelizmente surgiram alguns comentários que eu estaria infiltrado como espião e depois passar as informações para a Prefeita, encaro isso com naturalidade, pois sempre participei e não é agora que deixaria de dar o meu apoio a categoria.

Blog - O que o Vereador tem feito que possa chegar a uma solução?

Waldirlei - Através da Câmara tenho dado minha contribuição e continuo  a disposição, mas, eles resolveram pedir ajuda aos Vereadores de oposição, Michelle (PT), Anderson Prego (PT) e Hélio Feitosa (PSC), eu respeito esse posicionamento.

Blog - Como o Sr. vê os ataques que tem recebido?

Waldirlei - Como falei, eles resolveram pedir ajuda a oposição, sendo que a atual chapa que está no comando teve o meu apoio integral e quem fazia parte da chapa contrária ao atual Presidente era justamente a Vereadora Michelle, ou seja, a chapa que eu apoiei que hoje está em greve reivindicando as questões da comunidade e dos trabalhadores da educação, é justamente a que eu ajudei a eleger e hoje eles optaram por buscar apoio de quem justamente tentava ganhar o Sindicato deles naquele momento.

Blog - Hoje como situação, você estaria disposto a dar apoio ao sindicato?

Waldirlei - Sim! Como já disse eu fui procurá-los, mas eles não quiseram, disseram que tem o apoio da Vereadora Michelle, e detalhe, o Presidente foi bem claro que não precisa mais do Waldirlei.

Blog - Como você analisa a greve?

Waldirlei- Eu fico realmente preocupado que direcionamentos errados possam prejudicar a categoria por apenas interesses políticos, tenho preocupação que as pessoas que estão ali dando orientação possam prejudicar a categoria trazendo prejuízos aos nossos Professores, pois a classe não pode ser  prejudicada numa questão como esta que é uma greve legitima e precisa ser bem conduzida para não prejudicarem os resultados.

Blog - Qual a sua análise do estado que se encontra a educação em Colombo?

Waldirlei - É lamentável que hoje após tantos anos de luta os Professores ainda tenham  que ir para as ruas em função de um abandono dos órgãos públicos, pois em oito anos da antiga gestão a educação passou por quatro Secretários de Educação, ou seja, é um Secretário a cada dois anos. Na minha visão foi um total descaso com a educação, fazendo com que o IDEB do município esteja abaixo de municípios que tem 25% da população de Colombo. A culpa não é dos Professores, é consequência de uma administração equivocada que tivemos nos últimos oito anos onde não existiu preocupação com  a aplicação do recurso público como deveria ser.

Blog - O que você diria aos Professores em greve como Professor?

Waldirlei - Meu posicionamento é de apoio a categoria, sempre fui e assim será ao lado dos nossos trabalhadores da educação.

Blog - Qual é o investimento que o Município destina para o setor da Educação?

Waldirlei - Hoje é aplicado 25% conforme determinado pela Lei, o problema não é a aplicação dos 25% do recurso, pois ela foi feita, o problema é como o dinheiro foi gasto na gestão anterior, "Dinheiro público não é lixo", como disse hoje o Sindicado dos Professores aos grevistas. E isso fez com que  protocolemos hoje uma denúncia no Ministério Público.

Blog - Qual o maior desafio dessa administração em relação a Educação?

Waldirlei - Eu não vejo como desafio, pois a Prefeita Beti e a Secretária da Educação, Aziolê sabem o que deve ser feito para reestruturar a Educação. Quando assumiram havia uma grande defasagem de Professores no Município, em torno de 120 Professores . Em virtude disso foi feito um teste seletivo e foi chamado os Professores para preencher as vagas. A gestão anterior do prefeito J. Camargo, não contratava e sobrecarregava os outros Professores com um numero maior de alunos em sala de aula.
Em breve os nossos Professores terão orgulho em trabalhar em nosso Município, onde o trabalho está sendo feito com clareza e tenho certeza que com o trabalho profissional da Professora Aziolê, o empenho e organização da Prefeita Beti, vai tornar possível o orgulho de ser Professor em Colombo, vamos voltar a ter um índice alto no IDEB que hoje está em um nível muito baixo.

Fonte: Blog Ivan de Colombo

Troca de partidos envolve 47 congressistas no 1º dia



A aprovação dos dois novos partidos políticos do Brasil abriu ontem na Câmara a temporada de troca-troca de deputados entre as legendas. Em alguns casos, parlamentares foram disputados em uma espécie de “feirão” de filiações.congresso
Folha identificou pelo menos 46 deputados -ou 8,9% da Casa- e um senador que negociam ingressar principalmente no oposicionista Solidariedade, do presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), e no Pros (Partido Republicano da Ordem Social), montado por um ex-vereador do interior de Goiás e de tendência governista.
As duas siglas, que receberam aval do Tribunal Superior Eleitoral na noite de anteontem, promoveram ontem reuniões em Brasília, cada uma com cerca de duas dezenas de deputados federais.
Em alguns casos, como os dos deputados Marçal Filho (PMDB-MS) e José Humberto (PHS-MG), a filiação dos dois foi comemorada tanto por um quanto pelo outro partido.
Editoria de Arte/Folhapress
“Estou sendo disputado apenas como um deputado [qualquer]“, minimizou Marçal Filho, que ameaça deixar o PMDB devido a divergências regionais com a sigla.
O deputado afirmou ontem que ainda não se decidiu e que “tem resistência” a mudar de partido.
O ex-atacante da seleção brasileira de futebol Romário (ex-PSB-RJ), que cumpre seu primeiro mandato e havia sido anunciado recentemente como “reforço” do PR de Anthony Garotinho, disse, segundo os dirigentes do Pros, “estar 99,9% fechado” com a nova legenda.
No início da noite, conversava no plenário sobre seu futuro com Paulinho, como o presidente da Força Sindical é conhecido.
Apesar de a Justiça Eleitoral ter estipulado em 2007 regras de fidelidade partidária que determinam a perda do mandato de quem muda de sigla, não há punição para a migração a novos partidos, o que tornaram o Solidariedade e o Pros as “estrelas” do atual troca-troca.
Ainda falta saber se o TSE aprovará a Rede, o partido que Marina Silva quer montar para concorrer à Presidência. Posicionada num patamar de 25% das preferências, ela tem potencial de atração.
Um cena presenciada pela Folha anteontem ilustra a corrida pelas filiações que tem tomado conta do Congresso. Elas têm que ser sacramentadas até o dia 5 (um ano antes das eleições) para que o candidato possa participar da disputa de 2014.
Em movimentada mesa da sala de cafezinho do plenário da Câmara, o presidente do Pros, o ex-vereador Eurípedes Júnior, recebia, individualmente ou em grupo, deputados interessados em ingressar na legenda.
Na mesa ao lado, Paulo Pereira da Silva, idealizador do Solidariedade e que deve apoiar Aécio Neves (PSDB) na campanha presidencial em 2014, fazia o mesmo com grupos distintos.
Em pelo menos um caso, o “alvo” era o mesmo. Pouco depois de conversar com o Pros, o deputado José Humberto pulou para a mesa de Paulinho. “Tenho um convite do Solidariedade e do Pros, mas não são os únicos que eu tenho”, desconversou o deputado à Folha.
ATIVO ELEITORAL
A migração é motivada por divergências locais com os partidos e pela tentativa dos parlamentares de obter melhor condição para as disputas eleitorais.
Os partidos buscam vitaminar suas bancadas porque um maior número de deputados federais representa acréscimo na fatia do fundo partidário e no tempo de propaganda na TV, dois dos principais ativos das siglas.
Reforçados, o Solidariedade -que ontem afirmava ter fechado com cerca de 25 deputados, com meta de chegar a 35, além do senador Vicentinho Alves (PR-TO)- e o Pros -que contava com 15 deputados, mas falava em até 30- desidratarão principalmente o PDT, que deve perder 9 cadeiras e ver encolher sua bancada para 15 deputados.
PR (5), DEM (5), PMDB (5), PSDB (4) e PSB (2) também devem ter perdas expressivas.
Editoria de Arte/Folhapress
FONTE: FOLHA DE S.PAULO

Aos 10 anos, Estatuto do Idoso ainda engatinha na luta por mais respeito



Apesar de várias conquistas pontuais, a lei não conseguiu garantir a dignidade plena da população mais velha

Quando o Estatuto do Idoso foi aprovado, em outubro de 2003, o discurso dominante elogiava a recuperação de um longo tempo perdido. O país poderia começar a construir sua política pública voltada à terceira idade – uma ação que se tornara urgente à medida que a pirâmide etária brasileira começava a mudar de forma. Dez anos depois, o envelhecimento da população passou de prognóstico a fato, enquanto o estatuto conseguiu impulsionar avanços sociais. Persiste, entretanto, um padrão cultural que tende a relegar o cidadão idoso ao segundo plano.
É com esse desafio que o Estatuto do Idoso inaugura sua segunda década em vigor. O caminho a ser percorrido é o mesmo do coirmão Estatuto da Criança e do Adolescente, que desde a implantação, em 1990, deixou de ser apenas um ordenamento jurídico para se firmar como uma carta de princípios sobre a infância. O processo passou pela implementação, via lei, de uma série de garantias que remetem a princípios maiores. Exemplo: a oferta de ensino público gratuito e universal como etapa para garantir o direito fundamental à educação.
Desafios
O Estatuto do Idoso se tornou um instrumento essencial para dar autonomia à população mais velha, ao mesmo tempo em que garante o tratamento diferenciado a quem necessita de serviços especiais e prioritários. Mas ainda há pontos que precisam ser consolidados, como as áreas da saúde e a renda. “A prioridade ao idoso no SUS é parcial, e a política de reajuste do salário mínimo prejudica o aposentado que ganha mais de um salário”, aponta o diretor da Cobap, Gilson Matos.
Longo caminho
O Estatuto do Idoso demonstra estar na metade desse caminho. Das filas exclusivas em supermercados à gratuidade em passagens de ônibus interestaduais, são várias as conquistas pontuais a serem lembradas. Entretanto, segundo analistas da área, não são suficientes para garantir a dignidade plena da população mais velha. ”Ainda persiste o desprezo da população jovem pelos mais velhos. Os valores sociais não podem ser formados apenas por consumo, beleza e dinheiro. É uma cultura que nunca mudou, infelizmente”, ressalta Rosana Bevervanço, procuradora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional dos Direitos do Idoso do Ministério Público do Paraná.
O órgão foi uma das entidades convidadas a debater a formulação do estatuto, desde o ingresso do projeto de lei no Congresso, em 1997, pelo então deputado Paulo Paim (PT-RS), até a entrada em vigor em 2003. “Percebemos, desde então, a mobilização da sociedade por meio de conselhos e fóruns para o tema. O idoso está mais ciente de seus próprios direitos e exigindo seu espaço dentro da família. Estão aprendendo a deixar de tolerar abusos e ter coragem para denunciar”, afirma Rosana.
A Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos (Cobap) é outra entidade com papel marcante na articulação do estatuto. Um de seus diretores, Gilson Matos, de 78 anos, recorre à história pessoal para ilustrar as mudanças ocorridas na última década. “Várias vezes fiquei no ponto enquanto o ônibus passou direto”, lembra. “A dignidade sempre pareceu atrelada à capacidade produtiva da pessoa. O idoso, quando perde o poder de criar e transformar, perde também o respeito da sociedade”.
Atendimento
Hospital e delegacia revelam contrastes na política para idosos
Em Curitiba é possível citar duas ações com resultados bastante distintas, e que de certa formar ilustram os percalços que as políticas para a terceira idade enfrentam no país. Inaugurado em março de 2012, o Hospital do Idoso Zilda Arns é considerado a primeira instituição de saúde especialmente dedicada a essa faixa etária no país. Mantida por uma fundação da administração direta da prefeitura, realiza 12 mil consultas mensais, além de atendimentos eletivos e internações. “Não pretendemos atender todos os quase 200 mil idosos de Curitiba, mas sim servir de referência para que as instituições de saúde, de uma forma geral, aprendam a atender esse tipo de paciente”, destaca Gustavo Schulz, diretor da fundação gestora do hospital.
O hospital, localizado no bairro Pinheirinho, é estudado por um observatório do Ministério da Saúde. Por ter um público heterogêneo, consegue fornecer informações sobre tempo de internamento e outras características. “Além de indicadores, a atenção do médico muda completamente a partir da experiência com idosos.”
Extinta antes de funcionar
No final de 2010, uma das últimas ações do governo Orlando Pessuti foi a implantação da Delegacia do Idoso de Curitiba. Funcionaria como um núcleo dentro do 3.° Distrito Policial, no bairro Mercês. O governo Richa chegou a anunciar a designação de servidores exclusivos, o que nunca chegou a ocorrer, e a delegacia foi extinta seis meses depois. A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) diz que considera a delegacia especializada uma boa ideia, mas não tem efetivo para implantá-la.
Fonte: Gazeta do Povo