Vilas Zumbi e Liberdade serão beneficiadas por parceria entre prefeitura e Cohapar


 18 DE OUTUBRO DE 2013

Centro de Educação Infantil, áreas de lazer, praça, asfalto, entre outros, serão alguns dos equipamentos que vão ser implantados nestas regiões

Prefeita, secretários e vereadores conversam com o diretor da Cohapar, Nelson Justus sobre as obras que serão implementadas nas Vilas
Até o final deste ano os moradores das Vilas Zumbi dos Palmares e Liberdade já vão começar a observar as melhorias que começarão a ser implantadas por conta da parceria que está em andamento entre a Prefeitura Municipal de Colombo e a Cohapar – Companhia de Habitação do Paraná.
Em função destas ações que vão acontecer nas duas vilas, uma reunião foi realizada neste dia 17, na sede da prefeitura, com as duas equipes técnicas para ajustes dos projetos e encaminhamentos. Ficou definido que a Vila Zumbi irá receber equipamentos públicos e pavimentação e a Liberdade será beneficiada primeiramente com duas iniciativas.
“Precisamos começar a atender as questões mais urgentes destes moradores, que estão necessitando de centro de educação infantil, áreas de lazer, praça, asfalto, regularização das casas onde vivem ou relocação das áreas de risco, enfim, são inúmeras situações que finalmente vão começar a ser atendidas”, disse a prefeita Beti Pavin.
Vila Zumbi dos Palmares
Beti Pavin e equipe definem os projetos e futuros encaminhamentos para a realização das ações na Zumbi e Liberdade
Para a Vila Zumbi dos Palmares serão destinados um Centro de Educação Infantil – CMEI, uma área de lazer e uma praça, como também uma série de pavimentações que serão realizadas em etapas, para atender as ruas que precisam prioritariamente do asfalto.
“Vamos fazer uma consulta junto a comunidade para saber quais equipamentos eles querem que sejam colocados na área de lazer, já o processo licitatório para iniciar as obras asfálticas serão realizadas ainda este ano, para que já em 2014 a pavimentação comece a ser feita”, informou a secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Mara Tosin.
Também esteve na pauta da reunião a parceria para a realização dos projetos e construção da associação dos moradores da Vila, uma Capela Mortuária e uma área para a Igreja Católica.
O diretor de Regularização Fundiária e Relações Comunitárias, Nelson Cordeiro Justus, informou durante o encontro que irá realizar a entrega de 500 títulos de propriedade para os moradores da Vila Zumbi até o final do ano.
Vila Liberdade
A Vila Liberdade, situada no lado oposto a Vila Zumbi dos Palmares, também receberá uma área de lazer para atender as crianças e jovens da região como também será beneficiada com a regularização das áreas de ocupação irregular como ainda serão construídas 250 casas para realocar as famílias que estão em áreas de risco.
Também participaram da reunião o secretário de Planejamento, Angelo Betinardi e os vereadores Sidinei Campos e Givanildo Silva (Gilgera).
Fotos: João Senechal/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Dia Mundial da Alimentação é comemorado com atividades em Colombo


 18 DE OUTUBRO DE 2013

Avaliação nutricional, orientações e esclarecimento de dúvidas foram realizadas no Restaurante Popular

Durante o horário de almoço os visitantes do Restaurante Popular receberam orientações e dicas sobre segurança alimentar
Aconteceu nesta quarta-feira (16) a comemoração do Dia Mundial da Alimentação no Restaurante Popular de Colombo. Para homenagear a data, durante o período de distribuição de refeições, entre às 11h e 13:30, foram realizadas ações com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria de Ação Social e Trabalho.
A ação teve como objetivos principais garantir a segurança alimentar da população e promover a conscientização contra desperdício. O público, que esteve no Restaurante Popular neste dia, teve acesso à avaliação nutricional, orientações e esclarecimento de dúvidas sobre como manter uma alimentação saudável além de um vídeo explicativo sobre estratégias para o combate à fome e ao desperdício.
Segundo a Secretária de Saúde, Dalimar de Lucca Moreira, as ações são importantes para conscientizar sobre a importância da saúde alimentar de Colombo. “É preciso cuidar da segurança alimentar do município, garantindo qualidade e ações como esta, que acompanhem a evolução do quadro de fome e também de obesidade, não só em âmbito municipal, como estadual, nacional, e até mundial, e para isto é que a data foi marcada, como forma de lembramos desta questão fundamental”, destacou.
Panorama local
A principal preocupação é o desperdício de alimentos, que desequilibra a saúde alimentar, e causando desnutrição e obesidade
A avaliação realizada no restaurante apontou que os idosos estão na faixa etária com resultados mais preocupantes. Deles, 63% deles está com sobrepeso, enquanto 9% está com baixo peso e somente 28% apresenta o peso ideal. Os resultados preocupam principalmente por que a faixa etária já apresenta naturalmente complicações, e o cuidado com a alimentação inspira necessidade de ações especiais. Entre os adultos, os resultados foram variados, mesmo assim a maior incidência é de sobrepeso, com 51%. Apenas 20% dos adultos apresentaram peso normal, e 25%, obesidade. Nesta faixa etária foram identificados resultados preocupantes, pois 2% deles está com obesidade grau II e outros 2% em grau III.
Para a secretária de Ação Social e Trabalho, Maria da Silva Souza, alimentação é direito garantido do cidadão, em Colombo. “Todos têm o direito à alimentação, faz parte da dignidade humana, da cultura dos ser humano, alimentar-se bem, por este motivo devemos cuidar deste hábito, garantindo a qualidade, desde o cultivo, passando pelo preparo, feito com carinho, até a distribuição consciente” explicou Maria. Diversas ações constantes de acompanhamento são realizadas pelas duas secretarias e monitoram a evolução destes quadros.
A avaliação nutricional dos usuários aconteceu com coleta de dados de peso e altura, depois eles foram orientados conforme seu resultado individual
A avaliação nutricional dos usuários aconteceu com coleta de dados de peso e altura, e orientações baseadas nos resultados obtidos com os cálculos do Índice de Massa Corporal (IMC). Todos receberam dicas para uma alimentação saudável e para prevenção ou controle de doenças como diabetes, hipertensão e dislipidemias. Ao final das orientações e esclarecimentos de dúvidas dos usuários, eles receberam materiais educativos e lembrancinhas simbólicas da data.
A origem da data
Atualmente, segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) mais de 842 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de desnutrição crônica. No Brasil, este número pode chegar a 50 milhões. Outro fator preocupante, segundo a instituição, é o desperdício de alimentos, sendo que os dados apontados mostram que mais de um bilhão de toneladas de alimentos, equivalentes a um terço da produção mundial, são desperdiçadas anualmente. O valor que se perde com este desperdício pode chegar a 750 bilhões de dólares.
Enquanto isso, um panorama mundial aponta que mais de um bilhão de pessoas têm fome e o número de pessoas que sofrem de uma ou mais deficiências em micronutrientes (vitaminas e outros) já alcança os 2 bilhões. Em decorrência deste cenário, a desnutrição afeta 26% das crianças do planeta, que acabam apresentando um atraso de crescimento. A má alimentação ainda deixa sequelas como a obesidade, e 1,4 bilhão de pessoas no mundo, está com sobrepeso, de acordo com a FAO.
A data foi assinalada em 1981, como forma de alertar a opinião pública para o assunto. Atualmente, mais de 150 países promovem atividades em comemoração ao dia, que também marca a fundação da FAO, patrona defensora do assunto.
Fotos: João Senechal/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em: BLOG colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK:facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial:www.colombo.pr.gov.br

Entidades se reúnem para implantar UPS Cidadania em Colombo


 18 DE OUTUBRO DE 2013

Parceria entre prefeitura, estado e população pretende executar ações comunitárias em bairros do município para melhorar a vida da população

No encontro foram debatidas as principais ações para que a população tenha o direito à itens básicos da cidadania
A secretária Municipal da Ação Social e Trabalho, Maria da Silva Souza, se reuniu na última quarta-feira (16), na Associação Paranaense de Orientação, Integração e Ofícios (APOIO), com representantes da Secretaria Estadual da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SEJU) e com Policiais Militares da Unidade Paraná Seguro (UPS) das Vilas Zumbi e Liberdade para a primeira abordagem junto às lideranças comunitárias para a implantação da UPS Cidadania.
O projeto visa o trabalho em conjunto de todas as organizações sociais que atuam nesta região, que inclui: Vila Zumbi dos Palmares, Vila Liberdade e Jardim Paraná, para promover ações cidadãs, como cursos e programas profissionalizantes, palestras e trabalhos educativos, entre outros.
De acordo com a secretaria Maria, a implantação do projeto é de extrema importância para garantir assistências fundamentais para a população. “Iremos trabalhar em cima de cinco metas, que são: combate à fome, direito à moradia, saneamento, educação e saúde, para dar o acesso à cidadania a todos os moradores”, explica.
E para dar início as ações, acontecerá uma Feira de Serviços no próximo dia 07 de dezembro onde várias atividades serão realizadas, por exemplo: emissões de documentos, exames de saúde, cadastros e habilitações para empregos, encaminhamentos para cursos profissionalizantes, orientações jurídicas e defensoria pública.
Secretária da Ação Social e Trabalho se reúne com lideranças comunitárias e representantes do Estado e Polícia para a implantação da UPS Cidadania
A UPS Cidadania será instalada em um espaço da Vila Zumbi dos Palmares, em uma instituição de ensino, para serem feitos os diagnósticos dos principais problemas vividos pelos moradores, além de levar a comunidade para dentro da escola, como destaca Maria da Silva Souza.
“Este projeto atua diretamente com organizações não governamentais, instituições sociais e populares da região, para entendermos a realidade específica vivenciadas por eles e atuar objetivamente. Além disso, é importante abrir o espaço escolar para estes debates, auxiliando no processo da cidadania”, completa.
Nesta reunião estiveram presentes representantes do legislativo da cidade, que atuam nos locais onde a UPS Cidadania irá ser instalada.
Fotos: João Senechal/PMC

Medicamentos são solicitados no prazo em Colombo


 18 DE OUTUBRO DE 2013

A Secretaria da Saúde de Colombo realiza a compra por meio do Consórcio, como outros 390 município paranaenses

Os medicamentos comprados atendem a atenção básica e a saúde mental do município
O município de Colombo garante o fornecimento dos medicamentos para a população, desde a atenção básica até saúde mental. O processo de aquisição é feito por meio do consórcio Paraná Saúde, conveniado à Secretaria Estadual de Saúde. O consórcio atende a 391 municípios do Paraná e o processo realizado pelo seu intermédio faz com que medicamentos que no mercado normal teriam preço médio de R$ 0,12, cheguem custar apenas R$ 0,01. Além da redução nos preços, o processo de compra se torna mais ágil, dispensando a necessidade da realização de um processo licitatório que tomaria proporções grandes e burocráticas, encarecendo e aumentando o tempo de distribuição dos remédios..
Hoje a Secretaria Municipal da Saúde de Colombo compra, em média, cem tipos de medicamentos contemplados no RENAME – Relação Nacional de Medicamentos Essenciais, por meio do Paraná Saúde, a cada 3 meses. Para a compra de outros medicamentos, como os injetáveis utilizados nos Pronto Atendimentos, para urgência e emergência, o município utiliza recursos próprios. São comprados com estes recursos em média 50 tipos de medicamentos para cada período.
A medicação comprada pelo consórcio atende às principais demandas do município, como a voltada para pacientes hipertensos, diabéticos, além de xaropes e antibióticos em geral. Os remédios são distribuídos sempre apenas mediante apresentação de receita. No caso de pacientes com tratamentos contínuos, como os hipertensos, as receitas têm validade de seis meses.
Depois de entregues na Central de Distribuição, os remédios são enviados para as farmácias de Colombo
Recentemente um atraso na entrega da medicação foi registrado nas farmácias básicas do município, fazendo com que medicamentos como a Losartana, empregada no tratamento de hipertensos, faltassem no estoque da atenção básica. O atraso se deu por conta de complicações no processo de pedido do consórcio. Houve um atraso deste processo fazendo com que os pedidos fossem realizados 20 dias depois do que o habitual. Dois dias depois dos pedidos, a Prefeitura, por meio da Secretaria, efetuou o pagamento da contrapartida, de responsabilidade do município, que garantiu o fornecimento do medicamento utilizado no setor de saúde mental.
Os repasses de responsabilidade das esferas federal e estadual vieram somente nos meses seguintes, em setembro e outubro, e a falta de remédios se deu em decorrência desta demora. Depois da entrega destes medicamentos, eles ainda passam pelo processo de distribuição dentro do município, o que leva um prazo médio de 3 dias. Segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde e da Secretaria Municipal, o atraso não deve se repetir, o que levará a normalização no fornecimento dos remédios.
Fotos: Ancelmo Mickus

Amigas a caminho de balada se envolvem em capotamento na Linha Verde e uma morre na hora





Uma tragédia na Linha Verde, na pista sentido Pinheirinho, no final da noite desta quinta-feira (18), deixou uma jovem de 21 anos morta no Bairro Alto, em Curitiba. Lilian Aparecida Paiva estava com uma amiga em um Fiat Palio branco que capotou e não resistiu aos ferimentos, muito provavelmente por estar sem cinto de segurança.
palio
Lilian morreu na hora (Foto: Roberto Romanowski)
O cabo Prado, do Siate do Corpo de Bombeiros, afirmou à Banda B que garoava no momento do acidente, o que também pode ter cooperado para a tragédia. “A condutora, que sobreviveu, disse que foi fechada por outro veículo, perdeu o controle, subiu em um barranco e capotou”, afirmou.
Ainda de acordo com o cabo, certamente se a passageira usasse cinto de segurança a tragédia não aconteceria. “Isto certamente foi um agravante, porque o acidente por si só não seria capaz de mata-lá, no caso do uso do cinto”, descreveu Prado.
A motorista foi encaminhada ao Hospital Cajuru, sem risco de morte. A informação é que as amigas trabalhavam juntas em um café e estavam indo para uma festa no bairro Batel.

Fonte: BandaB

Consumidores entre 30 e 39 anos são maioria entre os inadimplentes






Faixa de idade com menos devedores é acima de 65 anos, segundo o SPC.
Mais da metade dos inadimplentes devia mais de R$ 500.


Os consumidores na faixa entre 30 e 39 são maioria entre os que têm contas em atraso, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (18) pelo Serviço de Proteção ao Crédito (
SPC Brasil). Essa fatia representa 27,32% do total de inadimplentes em setembro.


Os consumidores entre 40 e 49 anos aparecem em seguida, representando 19,23% dos inadimplentes, seguidos pela faixa de 50 a 64 anos (15,75%), 25 a 29 anos (14,62%), menos de 24 anos (14,06%) e mais de 65 anos (9,03%).
A pesquisa mostra ainda que mais da metade dos consumidores devia mais de R$ 500 no mês passado. Do total de inadimplentes, 0,9% deviam mais de R$ 65 mil. 18% dos consumidores possuíam dívidas entre R$ 100 e R$ 250, seguido pelos que devem entre R$ 1.000 e R$ 2.500, que representou 16,13% dos casos.

Ações do Outubro Rosa movimentam unidades de saúde e empresas de Colombo


 18 DE OUTUBRO DE 2013

Divulgação da prevenção do câncer de mama é a principal meta do projeto realizado pela Secretaria da Saúde

Na tarde de quinta- feira, 17, aconteceu uma das ações em empresas e instituições da Campanha Outubro Rosa, na Embrapa Florestas, situada às margens da Estrada da Ribeira. No local foi feita uma palestra presidida pela coordenadora da Saúde da Mulher de Colombo, Meire Elen Aparecida da Silva sobre a prevenção e cuidados contra o câncer de mama.
Já na manhã desta sexta–feira, 18, será montado um estande de informações em uma empresa do transporte coletivo, no bairro Atuba. E no sábado, 19, durante toda a manhã, serão realizadas duas palestras na Clínica Acesso Saúde, no bairro Maracanã, presididas pela coordenadora Meire Elen e por uma médica ginecologista da própria clínica.
Na sexta–feira, 25, será realizado o dia D, na Unidade de Saúde da Mulher, localizado no bairro Vila Augusta. Neste dia estarão concentradas o maior número de ações, com palestras sobre câncer de mama e colo de útero, além de informações sobre hábitos alimentares saudáveis e prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis – DST’s. Ainda estará disponível um espaço para a beleza, para incentivar também os cuidados estéticos.
Orientações
Desde o início do mês estão sendo realizadas nas unidades de saúde de Colombo ações para orientar a população feminina, sobre os cuidados com a saúde, mais especificamente sobre o câncer de mama. Nestes locais estão acontecendo exames, palestras e orientações, voltados principalmente para mulheres a partir dos 35 anos.
A preocupação com os cuidados da saúde e a qualidade dos serviços prestados para as moradoras de Colombo são destacados pela Secretaria da Saúde, Dalimar de Lucca Moreira. “É de extrema relevância que o município ofereça este tipo de serviço, pois o desconhecimento pode acarretar em problemas graves, como o câncer de mama, 2º lugar em quantidade de ocorrências,” explica.
De acordo com a coordenadora Meire Elen Aparecida da Silva, os cuidados contra as doenças que atingem a população feminina precisam ser mostrados e debatidos. “A questão do auto exame, por exemplo, é algo desconhecido para muitas mulheres e que se pode realizar um diagnóstico precoce. Outro ponto relevante é o consumo de álcool, que vem crescendo muito entre as mulheres e que pode ocasionar o aumento das chances deste tipo de câncer”, destaca.
Outubro Rosa
O Outubro Rosa é um movimento popular internacional de prevenção ao câncer de mama, que traz um laço cor rosa como símbolo, o “Outubro Rosa” foi lançado há 23 anos, pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, durante a primeira Corrida pela Cura, realizada na cidade de Nova York, nos EUA. Desde então, a campanha vem estimulando a participação da população, de empresas e entidades em ações direcionadas à conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce.
A ação da Prefeitura Municipal, será realizada através da Coordenação da Saúde da Mulher, departamento da Secretaria Municipal da Saúde.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Relógios devem ser adiantados em uma hora no domingo


Mudança na hora afeta moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deste dia 20 de outubro até 16 de fevereiro do ano que vem; veja dicas para a adaptação

A partir da zero hora deste domingo (20), os relógios dos moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem ser adiantados em uma hora. Neste momento, começará oficialmente o horário de verão brasileiro, que seguirá até o dia 16 de fevereiro de 2014. A condição vai durar 219 dias e deve propiciar uma economia de energia que representa pelo menos R$ 5 bilhões - somando investimentos que deixarão de ser feitos por causa do horário de verão.
Esse é o 38º ano em que o horário de verão é utilizado no Brasil. No total, 11 estados terão os relógios adiantados: Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.
A lógica da economia é simples. Como o Sol ilumina a cidade por mais tempo, as pessoas tendem a usar menos a energia artificial quando voltam para casa, por volta das 18 horas, horário em que a indústria e o comércio continuam trabalhando. Quando o Sol se põe e as pessoas começam a ligar as luzes, o setor industrial já diminuiu sua demanda. O resultado é o fim da “coincidência” de uso de energia.
Para muitas pessoas, no entanto, o que não é simples é a adaptação ao novo horário. Por mais que muita gente goste da maior presença do Sol durante o dia, para muitos, a adaptação leva vários dias.
A tese de doutorado do professor Manoel Carlos Toth Quintilham, do departamento de biologia celular da Universidade Federal do Paraná (UFPR), analisou cerca de 400 estudantes ao longo de quatro anos e comprovou isso. Ele concluiu que, em vez de reduzirem o tempo de sono, os alunos começaram a se atrasar mais para dormir o mesmo que dormiam no horário normal.
A recomendação do pesquisador, que também admite ter problemas para se adaptar à mudança no relógio, é teoricamente simples: tentar manter as horas de sono. “O relógio biológico é controlado pela luz que bate na retina, o estímulo mais forte que temos para determinar se acordamos ou se vamos dormir. Se precisamos acordar mais cedo, o ideal é dormirmos mais cedo”, aconselha.
Economia
Conforme estimativa do governo federal, a medida vai propiciar uma economia de R$ 4,6 bilhões em investimentos que deixarão de ser feitos em geração e transmissão de energia. Outros R$ 400 milhões devem ser poupados pelo período em que o país vai ficar sem o acionamento de usinas térmicas.
No Paraná, a Companhia Paranaense de Energia (Copel) deve evitar o acionamento das usinas térmicas, fazendo com que haja uma redução de até 5% nos níveis máximos de demanda por energia elétrica no horário de pico. Isso equivale ao consumo de uma cidade com o tamanho de Ponta Grossa, por exemplo.
Histórico
No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932 pelo então presidente Getúlio Vargas. A medida é adotada sempre nesta época do ano, quando os dias são mais longos por causa da posição da Terra em relação ao Sol. No fim do ano, há também um aumento na demanda por energia, resultante do calor e do crescimento da produção industrial devido ao Natal.

Fonte: Gazeta do Povo

Motoristas e cobradores podem parar atividades em Curitiba


17 de outubro de 2013
Os motoristas e cobradores de Curitiba ameaçam parar as atividades a partir da próxima segunda-feira (21). O alerta foi dado pelo Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana, o Sindimoc.
motoristas
A ação é um protesto contra o atraso do adiantamento quinzenal e de outros benefícios. Segundo o sindicato, o repasse deste mês deve ser realizado no dia 20. Se os trabalhadores não receberem até o final do dia, as atividades serão paralisadas a partir das 4h da manhã de segunda.
Até o fechamento desta matéria, a Prefeitura da cidade não se pronunciou sobre o caso.