Prefeitura firma convênio com instituição beneficente de Colombo


WEBMASTER 21 DE OUTUBRO DE 2013

Associação Rosanna Cattalini em parceria com o município realiza projeto educacional voltado para crianças da região do Guaraituba

Beti Pavin e equipe visitam a associação que desenvolve projetos culturais, artísticos e esportivos
A Prefeitura Municipal de Colombo acaba de firmar convênio por meio de um termo de ajuste para que a associação beneficente Rosanna Cattalini, localizada no bairro Guaraituba, possa arrecadar fundos junto às empresas privadas para manter as atividades da instituição através da Fundação para a Infância e Adolescência – FIA.
Para a formalização desta parceria, a prefeita Beti Pavin, acompanhada da secretária da Ação Social e Trabalho, Maria da Silva Souza, entre outras autoridades, visitaram a associação no último dia 17, e ficaram a par das atividades e ação desenvolvidas neste projeto educacional voltado para crianças de baixa renda da cidade.
“Estamos nos unindo em prol de uma educação de qualidade e para isso, empresas, o terceiro setor e a prefeitura, por meio da secretaria da Ação Social e Trabalho se esforçam para fortalecer esta parceria que é para o bem comum, destas crianças e suas famílias”, destacou a prefeita Beti que ficou muito satisfeita com o trabalho desempenhado pela associação.
Rosanna Cattalini fundadora da instituição recepciona a prefeita e sua equipe
O convênio consiste em autorizar que a associação possa receber recursos. As Pessoas Físicas que tem IRRF – Imposto de Renda Retido na fonte e as Pessoas Jurídicas optantes pelo lucro real, podem doar parte do valor a ser pago como imposto de renda diretamente para a ABRC.
A Lei Federal 8069/90 autoriza a dedução do Imposto de Renda de doações para Entidades Beneficentes. Essa autorização é regulamentada pelos Conselhos Municipais da Criança e do Adolescente, através do FIA (Fundo da Infância e da Adolescência).
Como as doações podem ser direcionadas, o valor doado à ABRC é destinado diretamente às crianças da ABRC, não podendo ser usado para outro fim ou por outra entidade. Assim, a associação aplica todos os recursos captados nas atividades das oficinas e projetos que são oferecidas a mais de 400 crianças e a adolescentes, no contra turno escolar.
Segundo a secretária Maria, através destes projetos no contra turno escolar, as crianças atendidas terão educação com valores. “Estas iniciativas que juntam cultura, arte e esporte desenvolvem a criança integralmente com valores sociais perenes que levam a uma cultura da paz. E desta forma elas terão mais oportunidade para atingir o sucesso e a integração social.”
A associação beneficente Rosanna Cattalini é parceira do projeto Criança Esperança da TV Globo. Mais detalhes sobre este e outros trabalhos da instituição em abcr.com.br. Também participou da visita, o vice-prefeito de Colombo, Ademir Goulart.
Fotos: João Senechal/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Colombo recebe Corrida de Mountain Bike com mais de 250 atletas


 21 DE OUTUBRO DE 2013

A prova teve largada no Parque da Uva e trajetos de médio e alto grau de dificuldade, passando por Bocaiúva do Sul

Corrida de Mountain Bike aconteceu em Colombo e teve a participação de mais de 250 atletas de Curitiba da Região Metropolitana
Colombo recebeu mais de 250 atletas do ciclismo no último domingo (20) para a Corrida de Mountain Bike, realizada no município com organização da UCP (União Ciclística do Paraná) e da Federação Paranaense de Ciclismo, com apoio da Prefeitura por meio do Departamento Municipal de Esportes.
Para o chefe de modalidades do Departamento, Rodrigo Coradin, o evento é mais um incentivo para a categoria. “Precisamos incentivar para que a prática do ciclismo seja constante, um município como Colombo tem estrutura para receber provas como esta e deste modo vamos divulgando e chamando cada vez mais atletas, sejam eles iniciantes ou veteranos, e assim melhorando a qualidade de vida de todos”, destacou Coradin.
Evento foi dividido em dois trechos, um mais leve de 25 quilômetros e um com alto grau de dificuldade, de 44 quilômetros de extensão
A corrida apresentou duas opções de trajeto. A mais leve, de 25 quilômetros, que chegou até a divisa com o município vizinho, Bocaiúva do Sul, pela qual optaram os atletas iniciantes ou que não estavam dispostos a enfrentar o caminho mais longo. A segunda, considerada de alto grau de dificuldade, era composta por um total de 44 quilômetros, assim como a primeira, realizada em sua maioria por estrada de chão. Parte deste trajeto passou por dentro de propriedades particulares, inclusive em locais de reflorestamento de pinus, e pelo Ribeirão das Onças, entrando em Bocaiúva do Sul. Os dois trajetos terminaram no ponto de partida, que aconteceu no Parque da Uva, às 9h da manhã.
Pódio colombense
Alexandre Alves Quintino, de Colombo, foi o vencedor geral da prova, percorrendo o trajeto mais difícil, composto em sua maioria por estrada de chão
O vencedor geral da corrida foi o colombense Alexandre Alves Quintino, que percorreu os 44 quilômetros de extensão do trajeto mais difícil. O chefe de modalidades, Rodrigo Coradin, destaca a importância da participação dos munícipes em eventos como este. “Trazer o evento para que seja realizado no município já é de grande valia, mas poder ter como vencedor geral da prova um ciclista de Colombo mostra aos demais que é possível ter sucesso, que basta querer. Deste modo nós reforçamos, que o esporte é o melhor modo de se obter qualidade de vida, e nada melhor que um esporte que ainda te dá a oportunidade de apreciar as belezas naturais presentes na cidade”, ressaltou Coradin.
Para os próximos meses, novos eventos na modalidade de ciclismo estão sendo programados para serem realizados em Colombo. Acompanhe no site da prefeitura a programação.
Fotos: Cleber Silva/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG -colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK:facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial:www.colombo.pr.gov.br

Reuniões técnicas sobre obra no Contorno Norte acontecem em Colombo


WEBMASTER 21 DE OUTUBRO DE 2013

Encontros pretendem orientar população sobre impacto da obra e debater as condições necessárias para o licenciamento ambiental

Nesta terça–feira, dia 22, acontece a primeira reunião técnica que irá apresentar o traçado e as localidades atingidas pelo projeto de obra do Contorno Norte. Além disso, irá haver o debate sobre as condições necessárias para a obtenção do licenciamento ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), para o início da obra.
O encontro será realizado no salão da Paróquia Bom Jesus, no bairro São Gabriel, às 19h e será aberto à comunidade, além disso, contará com a presença da Prefeita de Colombo, Beti Pavin, do vice-Prefeito, Ademir Goulart, da secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Tosin, representantes do IBAMA e da Consultoria Ambiental da Autopista Régis Bittencourt, empresa responsável pela obra.
No momento estão sendo implantados marcos geodésicos ao longo do traçado na rodovia, além da locação do eixo do traçado de projeto e a identificação e delimitação de divisas para futura desapropriação. Para debater e esclarecer estes e outros assuntos a presença da comunidade atendida nestes encontros é destacado pela secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Tosin.
“Prestar estes esclarecimentos é fundamental para o melhor andamento do projeto, que terá uma extensão de 13,1 km, e é de responsabilidade da Autopista Régis Bittencourt, parte integrante do contrato de concessão assinado com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)”, conta.
Além da reunião desta terça-feira, irão acontecer outras duas reuniões nos próximos dias 23 e 31, na Paróquia Santa Terezinha de Lisieux, no bairro Guaraituba e na Paróquia Nossa Senhora da Saúde, respectivamente, e ambos os encontros serão realizados às 19h.
Após esses pré encontros será realizada, no dia 25 de novembro às 19h30, a Audiência Pública da Obra, no Pavilhão do Parque Municipal da Uva, com a finalidade de obter o Licenciamento Ambiental.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Com gol de Keirrison, Coritiba vence líder Cruzeiro no Couto


20 de outubro de 2013
O Coritiba venceu o Cruzeiro por 2 a 1 em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols da partida foram marcados pelo lateral esquerdo Carlinhos, que estreava como titular, e pelo atacante Keirrison, que voltou a marcar após dois anos afastado dos gramados.
Foto: Giuliano Gomes/Folhapress
Foto: Giuliano Gomes/Folhapress
O time Alviverde abriu o placar ainda no 1º tempo, mas já no finalzinho da etapa o Cruzeiro empatou.
O gol do desempate foi especial para cada coritibano presente no Alto da Glória. O estreante Carlinhos tabelou com Lincoln e cruzou na medida para Keirrison. O K19 subiu com estilo e cabeceou para as redes, fazendo o Couto Pereira explodir de emoção, lembrando os feitos do prata da casa.
Após o gol a torcida jogou junto com o time. Em desvantagem o Cruzeiro foi para cima. O zagueiro Dedé passou inclusive a jogar no ataque. Enquanto isso, o Coxa se defendia e nos contrataques tentava matar a partida. Apesar da pressão celeste, o Alviverde garantiu a vitória sobre o líder do campeonato.
A vitória que embala o Coxa que já na segunda-feira (21) inicia viagem para a Colômbia, onde vai enfrentar o Itagüí no dia 24, em partida válida pelas oitavas de final da Copa Total Sul-Americana.

Pesquisa para transplantes no HC perde R$ 800 mil


21 de outubro de 2013
Convênio na área da saúde não saiu do papel e Universidade Federal do Paraná e atual reitor devem ressarcir, conjuntamente, R$ 232 mil aos cofres estaduais. utros R$ 896 mil já foram devolvidos. Cabe recurso
 A Universidade Federal do Paraná (UFPR) deve ressarcir R$ 231.981,20 aos cofres estaduais. A decisão é do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), que julgou irregulares as contas de convênio por meio do qual a Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia repassou R$ 800 mil, em 2009, à instituição, para pesquisas utilizando células de medula óssea no transplante cardíaco.hc
A UFPR não utilizou os recursos conforme previa o convênio. Parte dos valores a serem devolvidos necessita de comprovação do uso regular (R$ 184.083,48). A outra parte (R$ 47.897,72) engloba o que a UFPR deixou de aplicar, no mercado financeiro, enquanto a verba não era aplicada na finalidade proposta – medida necessária para não corroer o valor real dos recursos antes de seu efetivo gasto.
Transplantes
A transferência de dinheiro estadual deveria custear pesquisas avançadas no desenvolvimento de técnica auxiliar para o tratamento de doenças do coração. O trabalho visava o cultivo e aplicação de células mesenquimais da medula óssea no transplante cardíaco. O investimento, que poderia beneficiar futuras técnicas médicas, no entanto, simplesmente não saiu do papel. Maior instituição de saúde pública do Paraná, o Hospital de Clínicas (HC) da UFPR é referência nacional em transplante de medula óssea.
O TCE apurou que faltam documentos e justificativas consistentes sobre por que a UFPR se limitou a devolver os recursos, que não foram utilizados. Além disso, há divergências na conta do convênio: o saldo final de 2010 (R$ 751.382,66) não confere com o inicial de 2011 (R$ 623.866,83).
A universidade não entregou ao Tribunal relatório da movimentação financeira. Também deixou de aplicar saldos parados em conta corrente, ao longo de 2009. Não apresentou termo de cumprimento dos objetivos, laudo da Seti atestando bom uso do dinheiro público, e sequer esclareceu porque gastou apenas 23% dos recursos recebidos. A própria Secretaria se omitiu diante da cobrança do termo pelo Tribunal de Contas. A UFPR se limitou a comprovar a devolução ao tesouro estadual R$ 895.806,82, em duas parcelas (R$ 279.890,30 e R$ 615.916,52).
 Sanções
O Tribunal multou o reitor reeleito da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, responsável pela gestão dos recursos repassados pelo Estado, em R$ 138,23 (Artigo 87, Inciso I, Alínea “b”, da Lei Complementar nº 113/2005, a Lei Orgânica do TCE. O reitor responde, solidariamente à UFPR, pelo ressarcimento dos recursos.

PEC pretende barrar número de ex-deputados no TCE


21 de outubro de 2013
Uma Proposta de Emenda a Constituição (PEC) deve ser apresentada pelo deputado Ney Leprevost (PSD) para alterar as formas de indicação de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR).
tce11
O parlamentar deve coletar assinaturas a partir de hoje que reduz o número vagas do TCE destinadas à Assembleia Legislativa de quatro para duas. Para a PEC ter andamento na Casa são necessárias 18 assinaturas.
No caso de deputados e secretários de estado candidatos a vaga de conselheiro, a matéria prevê que eles terão que se desincompatibilizar de seus cargos antes das eleições.
A proposta também pretende obrigar os deputados que quiserem disputar a cadeira de conselheiro a renunciar ao cargo no parlamento e que os critérios da Lei da Ficha Limpa sejam aplicados aos candidatos à vaga.

Meninas de Campo Largo são expostas em fotos íntimas na internet

O número de denúncias de pais que tiveram fotos de filhas expostas na internet aumentou na Delegacia de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. A afirmação é do superintendente da Polícia Civil, Job de Freitas. Uma página do Facebook com imagens de meninas menores de idade foi tirada do ar por determinação da Justiça.
Essa exposição, que é considerada crime, acontece quando fotos “vazam” na web, na maioria das vezes por meninos que publicam imagens da ex-namorada. O uso da internet para expressão da sexualidade na adolescência (fotos do corpo nu ou seminu) é chamado de Sexting.
“Em muitos casos são fotos tiradas por elas mesmas ou pelo namorado. Há um caso, por exemplo, de um jovem de 17 anos que tinha a foto da namorada de 15 anos e, quando brigaram, ele a espalhou pelas redes”, relatou Job.
Nestes casos, a família de quem cometeu o crime é intimada para os trâmites legais. Apesar do número reduzido da equipe, a Delegacia está investigando todos os casos denunciados. Em Curitiba, existe um Núcleo especializado nos crimes cometidos na internet, o Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber).
Para ler a reportagem completa, clique aqui.

Colombo Empregos: 158 vagas estão disponíveis nas agências do trabalhador do município


Nesta segunda-feira (21/10) estão disponíveis 158 vagas de emprego nas duas Agências do Trabalhador de Colombo. Os moradores da cidade que estão em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho, seja para o primeiro emprego ou a recolocação profissional, podem ir até uma das agências e fazer o cadastro.
As funções com maior número de empregos são para: auxiliar de produção, fiscal de loja, soldados, vendedor interno e auxiliar de escritório.É possível visualizar as vagas disponíveis para cada perfil, pela internet,basta fazer a habilitação ou a atualização do cadastro, na Agência do Trabalhador, de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
Serviço:
Agência do Trabalhador – Maracanã – Rua Durval Ceccon, 664, Park Shopping Colombo. Telefone: 3666-6066
Agência do Trabalhador – Sede – Rua Venâncio Trevisan, 111. Telefone: 3656 – 5001
As vagas disponíveis estão sujeitas à mudanças, sem aviso prévio.
VagasDescrição da Vaga
3Açougueiro
5Ajudante de açougueiro (comércio)
3Ajudante de carga e descarga de mercadoria
1Ajudante de eletricista
3Almoxarife
5Atendente de balcão
1Atendente de buffet
2Auxiliar de cozinha
2Auxiliar de escritório
6Auxiliar de escritório, em geral
3Auxiliar de limpeza
28Auxiliar de linha de produção
1Cabeleireiro
2Carpinteiro
3Confeiteiro
1Consultor de informação
1Cozinheiro do serviço doméstico
3Cozinheiro geral
1Cuidador de idosos
1Cuidador de idosos domiciliar
2Eletricista
2Empregado doméstico diarista
1Empregado doméstico nos serviços gerais
2Engenheiroorçamentista
1Engenheiro projetista
13Fiscal de loja
2Inspetor de qualidade
2Manicure
3Marceneiro
1Marmorista(construção)
1Mecânico de automóvel
2Montador de móveis e artefatos de madeira
2Motoboy
3Motorista de automóveis
2Nutricionista
4Oficialde serviços gerais
2Operador de máquinas fixas, em geral
3Padeiro
1Pedreiro
1Pintor de obras
2Pizzaiolo
4Porteiro
3Promotorde vendas
1Serralheiro
4Servente de obras
1Servente de pedreiro
7Soldador
2Torneiro mecânico
6Vendedor interno
1Vendedor pracista
1Zelador
1Zelador de edifício

Resgate de beagles foi reação à falta de diálogo do instituto, diz ativista



Jane Santos, 35, uma das coordenadoras da ação na sexta contra o Instituto Royal, em São Roque (66 km de SP), disse que a invasão e a retirada de animais foi uma reação "incontrolável" à falta de diálogo com a instituição.
Na madrugada de sexta, ativistas em defesa de animais retiraram 178 cães da raça beagle usados para pesquisas legais. Eles acusam o laboratório de maus-tratos.
O instituto nega a ausência de diálogo e os maus-tratos.
"Foi completamente incontrolável. Temos gravado que advertimos [o Royal], pois estávamos com medo de que o movimento tomasse grandes proporções, como a do Movimento Passe Livre. A nossa ideia era tirar os animais de forma pacífica e com a ajuda de biólogos", disse a ativista.
Segundo Jane, ela e seis ativistas vêm tentando conversar com o Instituto Royal há cerca de um ano, quando o Ministério Público iniciou investigação para verificar maus-tratos no laboratório.
Diante da falta de diálogo, diz ela, alguns ativistas se acorrentaram ao instituto e fizeram greve de fome, culminando na invasão de sexta.
Jane afirma que os manifestantes da tática "black bloc", que na manhã de anteontem se infiltraram em uma manifestação na sede do instituto e queimaram três carros, um deles da Polícia Militar, não foram convidados.
Segundo ela, o ato, convocado pelo grupo Frente de Libertação dos Animais numa rede social, era pacífico.
"Não convidamos eles [os "black blocs"]. Mas, pelo que a gente acompanha, toda mobilização com caráter nacional atrai a presença deles agora. A gente não conhece, porque somos ativistas de animais, não fazemos depredação."
Ela diz nem ter certeza de que se tratavam de adeptos do "black bloc", que pregam o dano a patrimônio como protesto. "Podem ser munícipes de São Roque que não quiseram se identificar."
'TERRORISMO'
Gerente-geral do Instituto Royal, a bióloga Sílvia Ortiz afirma que "nunca nos furtamos de uma conversa".
Ela diz que recebeu a carta de reivindicações dos ativistas e que tentou contato com a assessoria jurídica do grupo, sem sucesso. "Depois eles entraram, invadiram a propriedade, naquele ato de terrorismo, em nome de uma filosofia atrapalhada."
Em nota, o instituto diz que os animais sempre receberam as melhores condições de vida e saúde e que a invasão comprometeu anos de pesquisas.

Em dez anos de Bolsa Família, gastos federais em assistência triplicam



20 de outubro de 2013
Para descobrir quais são as reais prioridades dos governos, é mais instrutivo prestar atenção no destino dos gastos do que nas palavras dos políticos. Em dez anos completados hoje do programa Bolsa Família, a maior transformação no Orçamento da União se deu na assistência social.
De área tida como secundária, até mal vista por setores à esquerda e à direita, a assistência se tornou a quarta maior modalidade de despesa federal, atrás apenas da imbatível previdência, da educação e da saúde (que ficou estagnada no período).
Como proporção das receitas do governo, a assistência _que compreende benefícios destinados à população de baixa renda sem a contrapartida de contribuições sociais_ deixou para trás, na última década, setores tradicionais como a Defesa, o amparo ao trabalhador e todo o Poder Judiciário.
Ao longo da administração petista, os gastos assistenciais, compostos pelo Bolsa Família e pelos benefícios destinados a idosos e deficientes, saltaram do equivalente a 3,2% para 9,2% da receita corrente líquida do governo (a receita permanente, descontados os repasses para Estados e municípios e outras fontes de recursos).
Em valores, é melhor comparar os R$ 13,9 bilhões de 2004 (R$ 21,6 bilhões em valores atuais), quando todas as despesas do programa passaram a ser classificadas como assistenciais, com os R$ 68,1 bilhões programados para 2014.
O montante triplicou não apenas por causa do Bolsa Família, que, no período, saltou de R$ 7,5 bilhões para 24,7 bilhões. Mas foi o programa que elevou essa modalidade de despesa ao patamar de prioridade federal.
De lá para cá, a assistência deixou de ser encarada como mera dádiva temporária a famílias carentes. Ganhou um ministério, formuladores, estatísticas (um tanto contaminadas pela leitura eleitoral) e protagonismo no debate político.
Permanecem acusações de paternalismo ou de abandono das pretensões de transformação social, mas nenhuma força política relevante no país se anima a propor o desmonte do atual aparato assistencialista. Mesmo antigos pleitos por uma “porta de saída” do Bolsa Família parecem esquecidos.
FONTE: FOLHA DE S.PAULO

Morador de rua é incendiado e tem 70% do corpo queimado em Londrina


20 de outubro de 2013
Um morador de rua foi queimado na madrugada deste domingo (20) em Londrina, no norte do Paraná.
A vítima está internada no Hospital Universitário da cidade em estado grave, com mais de 70% do corpo queimado, e respira com a ajuda de aparelhos.HU_LONDRINA
Segundo o hospital, o homem foi reconhecido pela irmã nesta tarde como sendo Everson de Araújo, de 36 anos. A irmã, moradora do município de Assaí, confirmou que Everson é morador de rua.
O Corpo de Bombeiros informou que o homem dormia em uma calçada, na região central da cidade, quando foi atacado. No local foram encontrados papéis queimados, fósforos e um isqueiro. Até o final da tarde de hoje, a polícia não tinha informações sobre a autoria do crime.
FONTE: FOLHA DE S.PAULO