Estudo para construção da ponte sobre a Baía de Guaratuba é solicitado pelo MP


4 de novembro de 2013
A promotoria de Guaratuba ajuizou uma ação civil pública para que o governo do Estado inicie, por meio do Departamento de Estradas e Rodagem, o procedimento licitatório para a realização de estudo sobre a viabilidade técnica, econômica e ambiental que dará origem à construção de uma ponte sobre a Baía de Guaratuba, no litoral do estado.baia
Em 1989, a Constituição do Estado do Paraná determinou, por meio de Ato de Disposições Constitucionais Transitórias, que fosse promovida a concorrência pública para a construção de uma ponte sobre a Baía e que o pagamento viria por meio da cobrança de pedágio durante 15 anos. A Lei 9555/91 delegou ao Departamento de Estradas e Rodagem a execução da obra. Porém, após 22 anos, a determinação não foi cumprida.
A promotora de Justiça substituta Ana Claudia Luvizotto Bergo aponta que a questão sobre a Baía de Guaratuba se tornou um “verdadeiro entrave à mobilidade urbana e ao crescimento e desenvolvimento da região”. A Promotoria tem recebido diversas reclamações e manifestações por parte de turistas e moradores.
Segundo a ação, o transporte por ferryboat, o único meio de acesso entre os municípios de Matinhos e Guaratuba, apresenta inúmeros problemas e não suporta mais o alto fluxo de veículos, causando congestionamentos e prejudicando, além do turismo da região, o acesso rotineiro de moradores que precisam fazer a travessia entre as duas cidades diariamente. Além disso, o transporte também pode ser interrompido devido às condições meteorológicas não favoráveis, como neblinas e temporais.
Em 2010, o DER-PR iniciou concorrência pública para a realização de estudos para a obra, mas a Justiça Federal paralisou a realização do procedimento a pedido da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá. O processo foi extinto sem qualquer tipo de julgamento e foram alegados entraves ambientais para a construção da ponte.
Em setembro desse ano, foram veiculadas notícias a respeito da suposta publicação de edital de licitação para a realização da obra, mas a Procuradoria Jurídica do DER/PR não aprovou o edital de chamamento e entendeu que uma Parceria Público-Privada seria mais adequada para a construção da ponte. Até agora, nenhuma medida administrativa foi tomada a respeito.
O Ministério Público do Paraná já ajuizou duas ações civis públicas relativas aos serviços prestados pela concessionária Travessia de Guaratuba, responsável pelo ferryboat.

Feriado termina com 25 mortes nas estradas do Paraná; número de motoristas flagrados bêbados dobrou


4 de novembro de 2013
O feriado de Finados foi violento nas estradas que cortam o Paraná. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), nove pessoas morreram em acidentes entre sexta-feira e a meia noite de domingo. Nas rodovias estaduais foram registrados 16 óbitos. O número de motoristas embriagados ao volante dobrou neste feriado em comparação com a mesma data do ano passado.bafometro
Apesar de ser um final de semana qualquer – já que o feriado caiu no sábado – o número de mortes é considerado muito alto e violento se comparado as outras datas em 2013. A maioria dos acidentes tem envolvimento direto com motoristas alcoolizados que pegam a direção. De acordo com o inspetor da PRF, Wilson Martinez cresce cada vez mais o número de motoristas pegos bêbados no trânsito.
“A gente não vê uma queda. A gente vê um aumento. De janeiro a outubro de 2012 comparado ao mesmo período de 2013, o aumento foi de 65% no número de motoristas presos dirigindo embriagado”, ressalta.
Para as operações de final de ano a quantidade de bafômetros nas estradas do Paraná vai aumentar. Serão 210 equipamentos usados na Operação Verão, sendo 80 novos.
Penalidade
Quem for pego dirigindo bêbado comete infração gravíssima que equivale a sete pontos na carteira de motorista. A multa é de R$ 957,70. O motorista também tem a suspensão do direito de dirigir por 1 ano.
Se a quantidade flagrado for maior do que 0,3 mg de álcool por litro de ar expelido o motorista pode ser preso e pegar de seis meses a três anos. Outra medida é a suspensão ou proibição do direito de dirigir.

Casos de estupros aumentam 18% no país


4 de novembro de 2013
O número de estupros no Brasil subiu 18,17% em 2012, na comparação com o ano anterior, aponta o 7º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Em todo o país, foram registrados 50,6 mil casos, o correspondente a 26,1 estupros por grupo de 100 mil habitantes. Em 2011, a taxa era de 22,1.
B3B0DF16-BD37-4F3F-BB19-6B69555CC317_mulher_violencia
Os estados com as maiores taxas de estupro para cada 100 mil habitantes foram Roraima, Rondônia e Santa Catarina. As menores taxas, por sua vez, ocorreram na Paraíba, no Rio Grande do Norte e em Minas Gerais. O relatório completo será divulgado amanhã (21), em São Paulo.
Segundo dados do documento, o total de estupros (50,6 mil casos) superou o de homicídios dolosos (com intenção de matar) no país. Foram registradas 47,1 mil mortes por homicídio doloso em 2012, subindo de 22,5 mortes por grupo de 100 mil habitantes em 2011, para 24,3 no ano passado, uma alta de 7,8%.
Alagoas continua liderando o ranking de homicídios dolosos com 58,2 mortes por grupo de 100 mil habitantes, mas houve redução da taxa. Em relação a 2011, o índice recuou 21,9%, ou seja, passou de 2,3 mil mortes em 2011, para 1,8 mil mortes em 2012. No grupo de estados com as menores taxas de morte por grupo de 100 mil habitantes estão Amapá (9,9), Santa Catarina (11,3), São Paulo (11,5), Roraima (13,2), Mato Grosso do Sul (14,9), Piauí (15,2) e Rio Grande do Sul (18,4).
A população carcerária cresceu 9,39%. Em 2011, havia 471,25 mil presos no país, número que saltou para 515,5 mil em 2012. Já as vagas nos presídios cresceram menos – eram 295,43 mil em 2011 e passaram a 303,7 mil no ano passado, aumento de 2,82%.
Em média, o Brasil tem 1,7 detento por vaga. Boa parte desses presos (38%) são provisórios, com casos ainda não julgados. Em sete estados, mais de 50% da população carcerária ainda aguardam julgamento: Mato Grosso (53,6%), Maranhão (55,1%), Minas Gerais (58,1%), Sergipe (62,5%), Pernambuco (62,6%), Amazonas (62,7%) e Piauí (65,7%).
O gasto total com segurança pública totalizou R$ 61,1 bilhões no ano passado, um incremento de 15,83% em relação ao ano anterior. Investimentos em inteligência e informação alcançaram R$ 880 milhões, ante R$ 17,5 bilhões em policiamento e R$ 2,6 bilhões em defesa civil. São Paulo foi o estado que destinou mais recursos ao setor: R$ 14,37 bilhões, dos quais R$ 5,73 bilhões foram usados apenas com o pagamento de aposentadorias. As informações são da Agência Brasil.

Chuvarada provoca vários acidentes em Curitiba


3 de novembro de 2013
Por conta da forte chuva no final da tarde deste domingo, diversos acidentes foram registrados na cidade. Na região do Centro Cívico alguns semáforos chegaram a apagar.
O leitor do blogdajoice.com, Marcello Ramos enviou a foto de um acidente que aconteceu na Avenida Visconde de Guarapuava, na esquina com a Coronel Dulcídio, no Batel. Segundo ele, uma pessoa precisou de atendimento hospitalar.
Foto: Marcello Borges
Foto: Marcello Ramos
Fonte: Blog da Joice

Feriado da Consciência Negra em Curitiba é cancelado pelo Tribunal de Justiça


4 de novembro de 2013
O Tribunal de Justiça do Paraná cancelou hoje o feriado do Dia da Consciência Negra, em Curitiba, previsto para o dia 20 de novembro, data que é comemorada em todo Brasil. O pedido foi da Associação Comercial do Paraná e acatada pelo Órgão Especial do TJ-PR.consciencia_negra_postsblog3
A ação movida está baseada no prejuízo que o feriado causaria ao comércio curitibano: aproximadamente R$ 160 milhões. O feriado foi instituído por uma lei aprovada na Câmara de Vereadores de Curitiba no início do ano.

TRF mantém condenações de Lalau e Estêvão



O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) manteve as condenações impostas ao ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, o Lalau, e ao ex-senador Luiz Estêvão no escândalo do TRT de São Paulo, que envolve desvios de mais de R$ 1 bilhão. Por unanimidade, a 3ª turma do tribunal indeferiu recursos dos condenados contra sentenças proferidas em duas ações por improbidade administrativa.
A primeira ação foi ajuizada pelo Ministério Público Federal há 15 anos, em 1998. Protagonizado pelo juiz Lalau, o processo envolve outras pessoas físicas e jurídicas. A segunda ação, proposta há 13 anos, em 2000, é estrelada por Estêvão e tem como coadjuvantes seus ex-sócios em empresas do Grupo OK.
Os desvios foram praticados na obra de construção do fórum trabalhista de São Paulo. Em valores da época, a Viúva enterrou no empreendimento R$ 234,8 milhões. Auditoria do TCU verificou que apenas R$ 66,7 milhões foram aplicados na obra. Surrupiaram-se R$ 169 milhões. Atualizada monetariamente, a cifra agora passa de R$ 1 bilhão.
As decisões do TRF-3 foram tomadas na semana passada. Mas só nesta segunda-feira (4), a Procuradoria noticiou a novidade. Por mal dos pecados, ainda cabe recurso ao STJ. Brasil!!!!!

Senac Colombo abre inscrições para curso de Auxiliar de Crédito e Cobrança


WEBMASTER 4 DE NOVEMBRO DE 2013
O Senac Colombo está com inscrições abertas, até o dia 08/11/2013 (sexta-feira), para o curso profissionalizante de Auxiliar de Crédito e Cobrança. Desenvolvido pelo Senac através do Pronatec – Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – o curso, além de gratuito, oferece ao aluno uma bolsa auxílio de R$ 2,00 por hora/aula. Para participar, procurar a unidade do Senac em Colombo (Rua Dorval Ceccon, 664 – Jardim Fátima – dentro do Colombo Park Shopping).
Os pré-requisitos para inscrição são: idade mínima de 16 anos e Ensino Médio 1ª Série Completa. O curso têm cerca de dois meses de duração, com o total de 180 horas e será realizado no período da tarde, 08h – 12h00.
Durante o curso o aluno terá as seguintes disciplinas: Fundamentos para Atuação Profissional; Concessão de Crédito à Clientes; Introdução aos Processos Administrativos; Introdução às Operações de Cadastro, Crédito e Cobrança; Cobrança à Clientes; Cadastro de Clientes; Técnicas de Atendimento ao Cliente e Noções de Matemática Comercial e Financeira.
Mais informações pelo telefone (41) 3621-8900 ou www.pr.senac.br/pronatec.

Profissionais de Colombo realizam visita técnica à Bento Gonçalves, RS


WEBMASTER 4 DE NOVEMBRO DE 2013

Para troca de experiências, grupo passou por pequenas e grandes vinícolas, propriedades rurais, cooperativas, cafés e cantinas

Grupo fez degustação de vinho e jantar na Cantina Salvati
Uma equipe de profissionais das secretarias da Agricultura e Abastecimento e da Indústria, Comércio e Turismo de Colombo, acompanhados de empreendedores do Circuito Italiano de Turismo Rural e agricultores familiares, viajaram a Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, para uma visita técnica e troca de experiências.
Nos dias 29 e 30, o grupo de Colombo recepcionado pela Emater, Embrapa Uva e Vinho e a secretaria de Turismo da cidade visitada, passou por pequenas e grandes vinícolas, propriedades rurais, cooperativas, cafés e cantinas, todas com o objetivo de trazer bons exemplos e novas iniciativas para o município.
“A viagem foi direcionada aos agricultores e empreendedores envolvidos com o cultivo da uva, produção de vinho e a atividade turística assim como aos técnicos das duas secretarias, e tiramos muito proveito sobre a plantação de parreira e a condução do cultivo”, destacou o secretário da Agricultura e Abastecimento, Marcio Toniolo que participou da comitiva colombense.
Visita à vinícola de produção de uva ecológica (sem agrotóxico) – Sr. Jorge Mariani
O grupo de 32 pessoas realizou uma visita técnica na Embrapa Uva e Vinho, com o acompanhamento do engenheiro agrônomo Rodrigo Monteiro. Os agricultores puderam acompanhar os projetos de pesquisa desenvolvidos pela instituição, as diferentes qualidades de uva trabalhadas e ainda pode obter dicas sobre o cultivo e produção do vinho.
A visita também passou pela vinícola Miolo, referência mundial na fabricação de vinhos. O grupo ainda passou por alguns empreendimentos do roteiro turístico Caminhos de Pedra. Os pontos visitados foram a vinícola familiar Casa Forest, Casa do Tomate, Restaurante Nona Ludia, Casa da Ovelha, Casa das Massas, Cantina Strapazzon com encerramento na Cantina Salvati.
Comitiva colombense visitou o roteiro turístico Caminhos de Pedra
“As visitas aos diversos empreendimentos, cantinas e vinícolas permitiu ao agricultor perceber as diferentes realidades da produção e do comércio da uva, do vinho e do turismo. Vinícolas como a Miolo refletem o potencial, profissionalismo e porte que uma vinícola pode tomar, entretanto foi possível visualizar cantinas e vinícolas familiares de alta qualidade e dentro dos padrões exigidos pelo Ministério da Agricultura e que atendem de maneira familiar, preservando os costumes do meio rural”, comentou a diretora de Turismo, Aline Martinhago.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Mais de 150 ciclistas participam do GP Colombo de Ciclismo


WEBMASTER 4 DE NOVEMBRO DE 2013

Atletas do município e de toda a Região Metropolitana competiram neste domingo, 03, em diversas categorias

Os trajetos apresentaram percursos de 24, 48 e 72 quilômetros, e a largada aconteceu no Parque da Uva às 9h, uma hora depois da concentração
O município de Colombo novamente foi palco de competições acirradas entre os ciclistas de Curitiba e toda a Região Metropolitana. Desta vez, a Prefeitura Municipal, por meio do Departamento de Esportes, realizou neste domingo (03) o GP Colombo de Ciclismo, que reuniu mais de 150 atletas em diversas categorias. O evento teve competições nas modalidades Mountain Bike (MTB) e Speed. O destaque da competição vai para o atleta colombense Alexandre Quitino, que venceu com folga na modalidade MTB, levando o troféu da primeira colocação. Na modalidade Speed, quem levou a melhor foi o atleta Márcio Kurkevicz.
O GP deste domingo (03), foi aberto às modalidades Mountain Bike e Speed, e dentro delas, competiram diversas categorias, desde infanto-juvenil até master
Mais de um terço dos participantes, ou seja, 55, eram atletas de Colombo, e para o chefe do Departamento de Esportes, Jomir Claiton Pacheco, esta alta adesão se deve ao incentivo dado pelo município. “Com certeza o alto número de atletas colombenses se deu devido à isenção da taxa de inscrição. Esta iniciativa foi feita pelo departamento, que não mede esforços para incentivar cada vez mais a disseminação da prática do esporte na cidade, promovendo, acima de tudo, qualidade de vida”, destacou Pacheco.
Parcerias
O GP foi uma realização da Prefeitura, por meio do departamento de Esportes, com a supervisão da Federação Paranaense de Ciclismo, e já antes das 8 horas da manhã, alguns atletas já se reuniam para a concentração em frente ao Parque Municipal da Uva, onde aconteceu a largada, às 9 horas.
Dos 55 atletas colombenses que aproveitaram a isenção da taxa e participaram da competição, o destaque foi Alexandre Quintino, vencedor do MTB
O chefe de modalidades do Departamento de Esportes, Rodrigo Coradin, explica que agora, Colombo começa a aproveitar os seus talentos desportivos. “A cidade tem atletas de alto nível, com estes incentivos que estão sendo promovidos pela Prefeitura é que começa a se perceber melhor estes talentos, capazes de competir com qualidade em GPs como este, além de outras competições, o que leva o nome do município a ser conhecido no mundo dos esportes”, lembrou Coradin.
O evento mobilizou mais de 50 pessoas do departamento de Esportes, e contou ainda com a disponibilização de uma ambulância e com a distribuição de água para os participantes. Os premiados ganharam troféus, os três primeiros colocados de cada categoria, e medalhas para o quarto, o quinto e sexto lugares.
Categorias e trajetos
Dentro das modalidades Speed e Mountain Bike, os atletas tinham como opções as categorias: estreante, infanto-juvenil (nascidos em 1998 ou 1999), juvenil (nascidos em 1997 ou 1998), masculino e feminino. Os percursos foram definidos dentro de trajetos de 24, 48 e 72 quilômetros, sendo que o primeiro foi composto por uma volta para as categorias estreante e infanto-juvenil. Quem participou dos 48 quilômetros, no Speed ou no Mountain Bike (MTB), o trajeto reservou duas voltas, nas categorias juvenil e feminino (speed) e masculino e feminino (MTB). O percurso de 72 quilômetros foi composto por três voltas de muita adrenalina, do qual participaram os atletas júnior, master e aberto masculino (livre).
Fotos: Bruno do Carmo/PMC e Site Esporte na Foto
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK:facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial:www.colombo.pr.gov.br

Abertas as inscrições para o concurso Rainha da 51ª Festa Uva


WEBMASTER 4 DE NOVEMBRO DE 2013

O concurso será realizado no dia 14 de Dezembro no Salão do ITFPR antiga Associação Banestado e após a volta do tradicional Baile

A eleição da rainha e princesas marca o início do trabalho de divulgação da 51ª Festa da Uva de Colombo
Um dos mais tradicionais eventos culturais de Colombo está de volta e com força total. O baile para a eleição da Rainha da Uva será realizado na antiga Associação Banestado. Este é um dos primeiros passos dos festejos na 51ª edição da Festa da Uva que é o maior evento da tradição italiana no Paraná. A idéia é dar o glamour e atenção que nos últimos anos, o concurso não teve por parte dos organizadores da Festa.
A organização do Concurso está sob a responsabilidade de uma equipe especialmente designada pela Comissão Organizadora da 51ª Festa da Uva de Colombo. O Baile será realizado no dia 14 de Dezembro de 2013, no auditório do ITFPR, a antiga Associação Banestado. O concurso terá início às 21 horas sendo realizado em três etapas com desfiles em trajes típicos italianos e trajes sociais. Após o desfile, a noite continua animada em um baile para relembrar os bons tempos dos concursos.
Poderão se inscrever no Concurso quantas concorrentes desejarem. No entanto, a organização poderá, havendo número superior a 15 candidatas, realizar uma eliminatória na semana anterior ao concurso, com objetivo de chegar às finalistas que participarão do Baile.
O regulamento já está disponível no site da Prefeitura (www.colombo.pr.gov.br) para conhecimento das interessadas. As comunidades estão sendo motivadas a inscrever suas representantes e o concurso é aberto à todas as jovens colombenses com idade superior aos 18 anos, que residam no município há mais de cinco anos e que não sejam casas ou tenham filhos. Para maiores esclarecimentos as candidatas devem se dirigir ao Departamento de Cultura ou ainda enviar suas perguntas para o e-mail rainhadauva@colombo.pr.gov.br.
Sugestão Legenda
A eleição da rainha e princesas marca o início do trabalho de divulgação da 51ª Festa da Uva de Colombo.

Cliente vai sacar dinheiro e dá de cara com ‘chupa-cabra’ em caixa eletrônico do Itaú


Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

O cliente de uma agência bancária do Itaú na Av. Marechal Floriano Peixoto, no bairro Parolin, em Curitiba, acionou a Polícia Militar (PM) durante a manhã deste segunda-feira (4) depois de ter seu cartão bancário  ‘engolido’ por um caixa eletrônico. Isso aconteceu porque durante a madrugada foi instalado por um criminoso um dispositivo chamado chupa-cabra, que captura os dados do cartão da vítima.itau
“Os dados vão automaticamente para o banco de dados do suspeito. Normalmente esse tipo de aparelho não suga o cartão e certamente outros dados de clientes seriam colhidos caso este cliente não tivesse acionado a Polícia Militar”, disse àBanda B o soldado Eclache, da PM.
A Polícia Civil investiga o caso e tentará buscar, por meio de imagens de câmeras de segurança, a identificação dos suspeitos de terem implantado o sistema chupa-cabra.

Estoque de bolsas de sangue em SP atinge situação crítica

Banco de sangue do Hospital de Clinicas  de SP



No mês de novembro, quando no dia 25 é comemorado o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, os estoques de bolsas de sangue estão em situação crítica, segundo informações da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.
De acordo com a secretaria, o problema atinge todo o Estado. Somente a Fundação Pró Sangue, responsável pelo abastecimento de mais de cem hospitais da rede pública da região metropolitana de São Paulo, está com os estoques de sangue do tipo O positivo e O negativo em situação emergencial.
Além disso, a instituição também está com baixo estoque para o tipo A positivo e A negativo. A situação também é crítica para o tipo B positivo e B negativo.
"Com a proximidade dos feriados de novembro, aumenta a necessidade de doações, por conta do aumento dos acidentes. Por isso, estamos convocando a população a doar e sangue e colaborar com a regularização dos estoques", diz Osvaldo Donini, coordenador da Hemorrede Estadual.
Para doar sangue basta estar em boas condições de saúde, estar alimentado (porém evitar a ingestão de comida gordurosa nas 4 horas que antecedam a doação e bebidas alcoólicas 12 horas antes da coleta), ter entre 16 e 67 anos, pesar no mínimo 50 kg e trazer documento de identidade original com foto.
A lista dos postos de doação de sangue em todo o Estado está disponível para acesso pelo site.

Feriado termina com 25 mortes nas estradas do Paraná; número de motoristas flagrados bêbados dobrou


4 de novembro de 2013
O feriado de Finados foi violento nas estradas que cortam o Paraná. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), nove pessoas morreram em acidentes entre sexta-feira e a meia noite de domingo. Nas rodovias estaduais foram registrados 16 óbitos. O número de motoristas embriagados ao volante dobrou neste feriado em comparação com a mesma data do ano passado.bafometro
Apesar de ser um final de semana qualquer – já que o feriado caiu no sábado – o número de mortes é considerado muito alto e violento se comparado as outras datas em 2013. A maioria dos acidentes tem envolvimento direto com motoristas alcoolizados que pegam a direção. De acordo com o inspetor da PRF, Wilson Martinez cresce cada vez mais o número de motoristas pegos bêbados no trânsito.
“A gente não vê uma queda. A gente vê um aumento. De janeiro a outubro de 2012 comparado ao mesmo período de 2013, o aumento foi de 65% no número de motoristas presos dirigindo embriagado”, ressalta.
Para as operações de final de ano a quantidade de bafômetros nas estradas do Paraná vai aumentar. Serão 210 equipamentos usados na Operação Verão, sendo 80 novos.
Penalidade
Quem for pego dirigindo bêbado comete infração gravíssima que equivale a sete pontos na carteira de motorista. A multa é de R$ 957,70. O motorista também tem a suspensão do direito de dirigir por 1 ano.
Se a quantidade flagrado for maior do que 0,3 mg de álcool por litro de ar expelido o motorista pode ser preso e pegar de seis meses a três anos. Outra medida é a suspensão ou proibição do direito de dirigir.

Polícia mata cinco pessoas por dia no Brasil


3 de novembro de 2013
Morto com um tiro à queima-roupa, atestado pelo laudo do Instituto Médico-Legal, Marcelo da Fonseca, então com 29 anos, teria trocado tiros com a polícia em uma operação na Cidade de Deus, no Rio. Teve, então, sua morte registrada como auto de resistência. No Brasil, casos como este, em que homens e mulheres são supostamente mortos em confronto com policiais, vitimam, diariamente, cinco civis. O dado faz parte de um levantamento inédito do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, obtido com exclusividade pelo GLOBO e que fará parte do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2013. Segundo a pesquisa, com respostas de 23 estados, 1.890 pessoas morreram em 2012. No mesmo período, 89 policiais civis e militares foram mortos em serviço em todo o país. A relação foi de 21 civis para cada policial. O FBI, por exemplo, diz que é aceitável, no máximo, a relação de 12 civis mortos para cada policial morto. Organizações internacionais falam em dez civis. As mortes em confronto com a polícia no país serão tema de uma série de reportagens que O GLOBO começa a publicar hoje.
— O número é inaceitável. Nos Estados Unidos, que têm população 60% maior que a do Brasil, em 2012, 410 pessoas foram mortas em confronto com a polícia. No México, que tem taxa de homicídio bastante próxima à do Brasil e vive uma guerra civil, a polícia mata menos — diz Samira Bueno, secretária executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. — O número de mortes deveria ser zero ou perto de zero. Todos os países democráticos têm polícia forte. Mas ter polícia forte significa seguir padrão operacional e protocolos e ter mecanismos de controle para garanti-los. Quando o policial não cumpre o protocolo, ele também é vítima, ele também morre. Sabemos que existem casos em que o policial corre risco ou tem que proteger a vida de outro cidadão e atira. O fórum não se coloca contra a polícia. O que questionamos é se todas as mortes precisam mesmo acontecer.
— Eu fui buscar meus filhos na escola, saí um pouco mais cedo nesse dia. Quando voltei, contaram que duas pessoas passaram correndo por onde ele estava, ele se virou para ver o que era, e a polícia atirou. Daí, colocaram uma arma perto dele, o pegaram, jogaram na viatura e levaram para o hospital. Ele morreu, e ficaram dizendo que era bandido, que havia tido troca de tiro, que ele estava numa moto — lembra Gilmara, que abriu um processo contra o estado: — Contra os PMs, jamais. Tenho meus filhos, meu neto, não quero nada que os prejudique. As testemunhas tinham muito medo, e eu tenho também. Fiquei doente, é muito difícil. Jamais esqueço meu filho, que teria agora 22 anos.
SP, Rio e Bahia: 1.322 casos no ano passado
De acordo com os dados, em números absolutos, São Paulo, Rio e Bahia são os estados onde mais casos de resistência seguida de morte aconteceram. Somados, foram responsáveis por 1.322 mortes. Em SP, ano passado, 563 pessoas foram mortas.
— Há uma pluralidade de fatores para explicar estes números. A polícia é tradicionalmente violenta, existe uma cultura de violência, e os controles são inexistentes. Mas a cultura violenta não explica tudo. Em São Paulo, por exemplo, a mera mudança do secretário de Segurança fez cair em 64% o número de mortes em confronto entre janeiro e maio deste ano em relação ao mesmo período de 2012. No Rio, caiu de 1.330, em 2007, para 415 casos no ano passado. Se as polícias começarem a se perguntar que policial querem ter, que treinamento deve ser oferecido, se houver supervisão, controle e punição administrativa e do Judiciário, a tendência é que os números caiam mais — diz Theodomiro Dias, advogado, jurista e professor da FGV.
Considerando apenas os nove estados para os quais é possível fazer a comparação entre 2007 e 2012, o número de autos de resistência caiu de 1.834 para 1.165.
Secretário de Segurança Pública de São Paulo, Fernando Grella Vieira reconhece que ter aprimorado e revisto os procedimentos operacionais, dando ênfase às abordagens e também condições para que os lugares de confrontos fossem preservados, foi medida fundamental para que os índices caíssem:
— Mudamos também a nomenclatura. Chamar de auto de resistência ou de homicídio já é um pré-julgamento. Adotamos morte em decorrência de intervenção policial. Daí, se não foi legítima defesa, é homicídio. Saber exatamente o que aconteceu é fundamental, porque algumas ações de confronto são legítimas, e outras, não.
Na Bahia, segundo Luiz Cláudio Lourenço, pesquisador do Laboratório sobre Crime e Sociedade da Universidade Federal da Bahia, do 1º semestre de 2007 ao 1º semestre de 2012, foram registradas 1.639 mortes em confronto com a polícia no estado, “um número considerável”, afirma. Por lá, diferentemente de outras regiões onde este tipo de confronto é predominantemente com a PM, a letalidade da Polícia Civil é um terço daquela da PM.
De acordo com o pesquisador, o quadro no estado começou a se agravar nos anos 2000, chegando a uma crise em 2009, quando, após transferência de líderes de facções, houve uma onda de violência semelhante à de 2006 em São Paulo:
— A última década foram os anos em que mais se prendeu por tráfico de drogas no estado. Com este aumento da população nos presídios, para organizar a vida lá, formaram-se as facções. Elas passaram a disputar poder, o que contribui para uma dinâmica mais violenta, de mais confronto.
Mortes invisíveis
De janeiro de 2012 a setembro de 2013, segundo o Ministério Público da Bahia, foram abertos no estado 208 inquéritos que tratam de resistência à prisão, sendo a maioria de resistência a policiais.
— Você não pode deixar a morte de uma pessoa ser esclarecida por um auto, porque o auto é a versão unilateral de uma parte qualificada, que sabe corromper provas. Após um confronto com a polícia, geralmente num bairro humilde, de noite ou de madrugada, ninguém mais passa naquele local, o policial é o dono da situação. No auto, você declara a legítima defesa do policial antes de declarar que houve um homicídio. O que é valorado não é o fato mais grave, a morte, mas a conduta do morto. Muitas vezes, a delegacia nos manda um inquérito para apurar a resistência; mandamos refazer, para que seja feito um inquérito de homicídio. Se não temos pena de morte na Constituição, não podemos ter pena de morte nas ruas — afirma o promotor José Emmanuel Lemos, coordenador do Grupo de Controle Externo da Atividade Policial do MP da Bahia.
Consultora do Banco Mundial e pesquisadora da área de segurança pública, Adriana Loche diz que a dificuldade de controle da letalidade policial no Brasil é em grande medida explicada pela autonomia que as polícias militares têm, “em parte porque são militarizadas, em parte porque há o espírito de corpo da instituição”:
— Por serem militarizadas, as PMs pensam: como um civil, que no caso é o secretário de Segurança, vai comandar militares? Isso faz a instituição se fechar. E, no caso das investigações das corregedorias da PM, o problema é que elas vão punir o que acham que seja uma violação; e, na sua visão, um policial matar em confronto não é considerado violação, é visto como alguém se defendendo.
Pesquisador do Laboratório de Análise da Violência da Uerj, Ignacio Cano lembra que muitas vezes estas mortes são invisíveis.
— Qualquer morte tem que ser investigada, mesmo que não haja indício de nada ilícito. O Brasil não pode matar sem defesa, sem julgamento. A lei tem que ser respeitada. No entanto, policiais não são presos em flagrante, as provas técnicas às vezes são inexistentes, as testemunhas têm medo… Então, o promotor pede arquivamento, e o juiz arquiva. Quando vai para julgamento, o morto tem o caráter moral julgado. A presunção é sempre a da culpabilidade — diz Cano, lembrando que a violência atinge também policiais. — O ciclo de vingança se perpetua.
FONTE: O GLOBO

Um Cirque de Soleil mais lúdico e infantil



A partir do final desta semana os curitibanos poderão ver pela quarta vez um espetáculo do Cirque du Soleil. A companhia inicia suas apresentações na próxima sexta-feira (dia 8), dessa vez com o Corteo, que conta as lembranças de um palhaço, Mauro, que está em seu leito de morte.
Embora à primeira vista o tema pareça triste, o show é essencialmente alegre, com um cenário místico que representa ao mesmo tempo o céu e a terra. “Queremos falar sobre a vida, celebrá-la. Todos pensam que a morte é o fim, mas a melhor forma de se manter vivo é lembrar de tudo o que fizemos. Nosso show é sobre isso”, explica o diretor artístico Bruce Mather.
Programe-se
Corteo
Expotrade (R. Deputado João Leopoldo Jacomel, 10.454 – Pinhais), (41) 3661-4000. Com o Cirque Du Soleil. A partir de 08 de novembro. Sessões de terça a sexta-feira às 21 horas (sessões às 17 horas em algumas datas durante a semana); sábados às 17 e 21 horas e domingos, às 16 e 20 horas.
Ingressos: de R$ 95 a R$ 450, de acordo com setor, dia e sessão. Adicional de R$ 160 ou R$ 190 para o Tapis Rouge.
Vendas na bilheteria oficial no Park Shopping Barigui, de segunda a sexta-feira, das 11 às 23 horas, e no sábado, das 10 às 22 horas ou pelo sitewww.ticketsforfun.com.br.
Curiosidades
• 60 artistas atuam em Corteo. A duração é de 150 minutos, com 30 de intervalo.
• 8 dias é o tempo que a equipe leva para montar toda a estrutura.
• 11 túneis permitem o trânsito dos artistas dentro da tenda.
• 2.771 lugares estão disponíveis por sessão.
• 82 caminhões são necessários para transportar todos os equipamentos.
• 260 peças de figurino compõem o guarda-roupa do espetáculo.
• 40 anjos surgem durante o show, divididos em quatro tipos.
• 19 números compõem o espetáculo.
Para transmitir ao público essa ideia, além de haver um cenário lúdico – com cortinas, velas e muitos lustres – os artistas não usam maquiagem, diferentemente das outras apresentações do Cirque – a ideia é que as pessoas possam ver suas expressões durante os números. Outra inovação é o palco, que pela primeira vez é aberto em 360 graus. Com isso, a plateia pode assistir aos números de vários ângulos, já que o palco também se movimenta, e ainda perceber a reação das pessoas do outro lado.
Muita acrobacia
Para quem gosta de números que envolvam muita acrobacia e contorcionismo, Corteo é um prato cheio. O primeiro – e um dos mais bacanas – é praticamente um balé dentro de um lustre gigantesco. Depois, ao longo do espetáculo, os artistas fazem malabarismos em meio a objetos do cenário, como camas e balões.
Um dos destaques do show são os anjos – um deles, inclusive, é vivido pela ginasta brasileira Camila Comin – que permeiam quase todos os números. Com figurino lindo e impecável, eles representam a passagem da vida para a morte e servem para guiar os artistas durante as performances.
Para crianças
Corteo tende a agradar mais as crianças que os shows trazidos pela trupe anteriormente a Curitiba. O motivo é simples: muitas das lembranças do palhaço Mauro são de sua infância. Portanto, as cenas lidam com temáticas infantis, como cavalos, brincadeiras com bola e boneca. Inicialmente elas parecem ingênuas, mas, segundo Bruce, a proposta é resgatar um pouco dos espetáculos antigos de circo, que tinham as brincadeiras e piadas do palhaço como atração central.
O desempenho dos artistas, com movimentos difíceis, precisos e muito bem elaborados é, sem dúvida, o que faz com que o trabalho da companhia canadense fascine tanta gente pelo mundo. Mas é preciso ficar atento para perceber que esse encantamento nem sempre será provocado em cenas grandiosas.
Uma das grandes sacadas de Corteo é inserir números que requerem muita técnica em cenas mais sutis. Exemplo disso é quando se usa uma escada para que um equilibrista tente alcançar um anjo que está muito acima dele. A ideia parece simples, mas exigiu do artista anos e anos de prática, além de muita concentração.
Esta é a quinta vez que o Cirque du Soleil vem ao Brasil. Corteo estreou em março, em São Paulo, passou por Brasília e Belo Horizonte antes de chegar a Curitiba e depois segue para Rio de Janeiro e Porto Alegre.
Na capital paranaense, os espetáculos apresentados até hoje foram Alegria (2007), Quidam (2009) e Varekai (2012).
A repórter viajou a convite da Time for Fun.

UFPR divulga prova e gabarito geral


3 de novembro de 2013
A Universidade Federal do Paraná acaba de divulgar o gabarito geral e a prova aplicada neste domingo.Confira: http://www.nc.ufpr.br./concursos_institucionais/ufpr/ps2014/provas1fase/PS2014_conhecimentos_gerais.pdf
ufpr (1)
O gabarito oficial da UFPR ficou assim:
001 – A
002 – B
003 – C
004 – E
005 – D
006 – C
007 – A
008 – D
009 – B
010 – D
011 – B
012 – D
013 – C
014 – E
015 – C
016 – C
017 – B
018 – A
019 – D
020 – A
021 – A
022 – E
023 – C
024 – D
025 – A
026 – C
027 – A
028 – D
029 – C
030 – A
031 – B
032 – D
033 – A
034 – B
035 – C
036 – E
037 – E
038 – E
039 – C
040 – D
041 – E
042 – B
043 – E
044 – D
045 – C
046 – D
047 – B
048 – A
049 – D
050 – A
051 – C
052 – B
053 – E
054 – A
055 – A
056 – D
057 – A
058 – B
059 – D
060 – C
061 – E
062 – C
063 – B
064 – B
065 – D
066 – E
067 – A
068 – E
069 – C
070 – C
071 – D
072 – B
Inglês
073 – C
074 – E
075 – D
076 – B
077 – C
078 – D
079 – A
080 – E
Espanhol
073 – C
074 – A
075 – D
076 – B
077 – E
078 – C
079 – B
080 – D
Alemão
073 – A
074 – B
075 – D
076 – E
077 – A
078 – C
079 – C
080 – E
Italiano
073 – A
074 – C
075 – D
076 – A
077 – C
078 – B
079 – B
080 – E
Francês
073 – D
074 – E
075 – B
076 – B
077 – C
078 – A
079 – C
080 – A