Inflação para famílias carentes sobe mais que o dobro entre setembro e outubro


Da Agência Brasil

inflação para as famílias com renda mensal de até 2,5 salários mínimos subiu mais que o dobro na passagem de setembro para outubro deste ano. Os dados divulgados hoje (12) pela Fundação Getulio Vargas (FGV) mostram que os alimentos foram os responsáveis pela alta, pois os preços saíram de uma deflação de 0,16% para alta de 1,13%. O tomate teve os preços reajustados em 21,32% em outubro, ante a deflação de 7,61% em setembro.
De acordo com a FGV, o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) de outubro subiu 0,73%, ante a taxa de 0,16% regisinflacao-121113-bandabtrada em setembro. Com esse resultado, o indicador acumula alta de 3,72% no ano e de 4,97% nos últimos 12 meses. Já o IPC-Br, que mede a inflação para as famílias com renda mensal de até 33 salários mínimos, subiu 0,55% em outubro e em 12 meses acumula alta de 5,36%, percentual acima da inflação registrada para os consumidores de baixa renda.
Além dos alimentos, a alta do IPC-C1, em outubro, foi influenciada pelo reajuste nos preços do aluguel residencial, de 0,68% para 0,83%; botijão de gás, de 1,24% para 2,40%; artigos de higiene e cuidado pessoal, de 0,37% para 1,05%; salas de espetáculo, de -0,58% para 0,64%; alimentos para animais domésticos, de 0,18% para 1,52%; e tarifa de telefone móvel, de -0,23% para 1,16%.
O grupo vestuário foi o que apresentou a maior queda na taxa de outubro em relação a setembro, passando de 0,90% para 0,69%, sob a influência dos calçados, cuja taxa recuou de 0,95% para 0,2%. Ainda com preços em queda, na mesma base de comparação, aparecem a cebola (de -13,42% para -16,98%) e o leite do tipo longa vida (de 0,77% para -1,25%).

Prefeita participa do aniversário 22º Batalhão da PM em Colombo


WEBMASTER 12 DE NOVEMBRO DE 2013

Parceria entre a Prefeitura Municipal e Polícia Militar do Paraná tem como principal objetivo consolidar a segurança pública no município

Autoridades estaduais e municipais se reúnem em comemoração ao aniversário do 22ºBPM
A prefeita de Colombo, Beti Pavin, participou nesta terça-feira, 12, das comemorações do primeiro aniversário da implantação do 22º Batalhão da Polícia Militar do Paraná (22º BPM), em Colombo, no bairro Guaraituba. A unidade é responsável pelo policiamento ostensivo, pela preservação da ordem pública e pelo policiamento comunitário de 13 municípios da área Norte da Região Metropolitana de Curitiba, que corresponde a cerca de 750 mil pessoas atendidas.
O evento do primeiro aniversário do Batalhão reuniu autoridades policiais e representantes do poder público, que receberam medalhas de honra pela parceria com o 22º Batalhão. A prefeita Beti Pavin, foi uma das agraciadas pela honraria, destacando a importância da presença da PM no município. “A vinda desta unidade da Polícia Militar para Colombo foi fundamental para o atendimento à população e cada vez o sentimento de segurança é maior. Temos como prova disso, por exemplo, a diminuição de cerca de 50% nos casos de homicídios na cidade”, comemora a prefeita.
Beti Pavin recebe do Comandante Geral da PM, medalha de honra pela parceria com o 22º Batalhão
E esses resultados são percebidos pela população da cidade, como exemplifica a moradora da Vila Zumbi dos Palmares, Ana Rosa Vieira. “Hoje a gente pode notar a diferença que a presença da polícia faz no nosso dia a dia, pois temos mais tranqüilidade em andar nas ruas da cidade” conta a moradora.
Para o Tenente Coronel Mauro Celso Monteiro, comandante do 22º BPM, a parceria entre o Poder Público e a Polícia Militar é um dos fatores primordiais para o desempenho das ações de segurança. “O trabalho da Polícia Militar ganha com a participação das várias entidades que visam à segurança da população, pois o trabalho dessas instituições precede e complementa o da PM”, explica o comandante.
Prefeita e seu vice destacam parceria com a Polícia Militar em prol da segurança pública do município
Também estiveram presentes no evento o vice–prefeito, Ademir Goulart, o secretário da Fazenda, Marcio Strapasson, o diretor da Regional Osasco, Angelo Alberti e vereadores do município. Além deles, estiveram presentes o Comandante Geral da PMPR, Coronel César Kogut, os deputados estaduais Mauro Moraes e Rasca Rodrigues, e demais prefeitos e vereadores das cidades da área Norte da RMC.
Fotos: Bruno do Carmo/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Senado aprova Orçamento impositivo com 15% das receitas da União para saúde




Numa vitória do governo, o Senado aprovou nesta terça-feira (12) a proposta que cria o chamado orçamento impositivo com a vinculação de 15% da receita líquida da União para a saúde até 2018.
Os governistas derrotaram emenda, apresentada pela oposição, que fixava esse percentual em 18%. O valor seria alcançado em quatro anos, até 2017.
Pela proposta aprovada, os 15% serão progressivos por cinco anos, até a obtenção da vinculação máxima: 13,2% em 2014; 13,7% em 2015; 14,1% em 2016; 14,5% em 2017 e 15% em 2018. A ideia do escalonamento é evitar perdas significativas nas receitas da União.
A emenda da oposição é equivalente ao projeto de iniciativa popular, apresentado ao Congresso, que destinava 10% da receita bruta da União para o setor. A mudança representaria R$128 bilhões de investimentos na saúde nos quatro anos --enquanto na proposta do governo esse valor é de R$ 64 bilhões.
Na prática, a proposta do PSDB dobrava o investimento do governo federal na área da saúde nos próximos quatro anos em relação ao que defende o Palácio do Planalto.
Os tucanos apresentaram a mudança para usar o tema na campanha presidencial do senador Aécio Neves (PSDB-MG), provável adversário da presidente Dilma Rousseff nas eleições para a Presidência da República em 2014.
Na votação da emenda, Aécio atacou o governo ao afirmar que o Planalto não tem interesse em melhorar a saúde do país. "Ao não aprovar essa emenda, a base governista externa o que pensa a presidente da República: Mais Médicos e menos saúde para a população brasileira", disse.
Em defesa dos 15%, o senador Humberto Costa (PT-PE) afirmou que a mesma oposição que defendeu o fim da CPMF (imposto da saúde) no passado, agora quer mais recursos para a saúde. "Os senadores que hoje defendem aqui essa maior vinculação são aqueles mesmos que, em 2007, acabaram com a CPMF que financiava a saúde. O que conseguimos foi uma grande vitória, a vitória do possível."
O Senado aprovou a PEC em dois turnos. Apesar de já ter sido aprovada na Câmara, ela retorna para nova análise dos deputados porque os senadores fizeram diversas mudanças no texto --entre elas, a vinculação da receita líquida da União à saúde.
ORÇAMENTO IMPOSITIVO
A PEC torna obrigatória a previsão de que o Executivo terá que liberar verba para obras e projetos propostas por congressistas, adotando o modelo "impositivo".
Os senadores aprovaram, na proposta, a ampliação do valor que o Executivo terá que liberar para emendas parlamentares --obras e projetos realizadas nas bases eleitorais de cada congressista.
O valor a ser pago cresceu de 1% para 1,2% do percentual da Receita Corrente Líquida do Orçamento. A mudança representa uma ampliação em mais de R$ 1 bilhão nos valores dos recursos que serão destinados para parlamentares, passando de R$ 6,8 bilhões para R$ 8,1 bilhões para cada deputado e senador, em valores de 2013.
A PEC aprovada no Senado também determina que 50% dos valores das emendas individuais dos congressistas sejam aplicados em ações de saúde.
Os senadores ainda aprovaram no texto mecanismo que alivia as contas de Estados e municípios. Pelo texto, poderão receber verba de emendas entes que têm dívida. Além disso, o dinheiro recebido por emenda parlamentar não entraria no cálculo das Receitas Correntes Líquidas dos Estados e municípios.
Na prática, isso alivia os gastos dos prefeitos e governadores, uma vez que há várias despesas que são vinculadas à receita --ampliando a receita, se aumenta proporcionalmente o gasto.
MANOBRA
Numa manobra articulada pelo Palácio do Planalto, os governistas esvaziaram a sessão do plenário do Senado para evitar a aprovação da emenda da oposição. Dos 70 senadores que registraram presença na Casa, apenas 59 votaram na emenda --que teve 34 votos favoráveis, 23 contrários e duas abstenções. Eram necessários 49 votos a favor da emenda para ela ser aprovada, por isso acabou derrotada.
"É evidente que houve boicote ao quorum. A base evitou a presença daqueles que poderiam votar a favor da emenda", protestou o senador José Agripino Maia (DEM-RN).
Mesmo com a manobra, diversos aliados do governo votaram em favor do percentual mais elevado ---o que levou o Planalto a mobilizar os aliados, com telefonemas, para garantir o percentual de 15% da receita da União para a saúde.

Fiscalização na fiação da Riachuelo resulta em três notificações e uma multa


Da SMCS

Três empresas serão notificadas e uma será multada em decorrência da fiscalização feita na manhã desta terça-feira (12), pela Prefeitura e pela Copel, na fiação de postes da Rua Riachuelo, no Centro de Curitiba. As medidas serão aplicadas nos casos em que os fiscais constataram cabeamento em altura inferior à mínima exigida pelas normas técnicas, que é de cinco metros. Não houve necessidade de retirada de cabos, uma vez que, diante do anúncio da fiscalização, empresas de telefonia e televisão a cabo trabalharam nos últimos dias para regularizar a situação.
riachuelo-121113-bandab
Foto: SMCS
As empresas de telefonia e televisão a cabo Oi, Embratel e Net serão notificadas pela Copel (dona dos postes instalados na Rua Riachuelo) por manterem o cabeamento em altura inferior a cinco metros. A mesma irregularidade foi constatada no cabeamento da GVT, mas como a empresa já havia sido notificada, agora será multada. Quando não há necessidade de obra, como é o caso da Rua Riachuelo, o prazo para regularização é de 15 dias e a multa varia de R$ 400,00 a R$ 450,00 por poste.
A única fiação retirada durante a operação é de propriedade particular. Ela interligava o sistema de vigilância por câmera em lojas de um comerciante instaladas em lados opostos da rua. Os cabos pertencentes às operadoras estavam identificados, como exige a norma. Também não foi encontrada fiação sem uso ou clandestina nem cabo que ofereça risco à população.
“Desde que foi anunciada a fiscalização na Riachuelo, as empresas passaram a trabalhar e agora podemos observar que não há mais fiação solta, enrolada. Esse era o primeiro objetivo: promover a limpeza e a identificação dos cabos”, diz o administrador da Regional Matriz, Maurício Figueiredo de Lima Neto, que coordena o trabalho pelo Município.
Fiscalização
O relacionamento da Copel com as operadoras é regido por contrato, que estabelece que o corte de cabos só ocorrerá quando a situação oferecer risco ou o fio não possuir identificação. De acordo com técnicos da companhia, as notificações são feitas pela área de Manutenção e de Projetos e Obras, que também é responsável pela fiscalização. Se a situação não for regularizada no prazo estabelecido, o caso é repassado ao setor de Gestão de Contrato, que aplicará a multa. No caso de reincidência, a multa pode ser reaplicada a cada 30 dias.
A Prefeitura vai aguardar o relatório da Copel sobre a fiscalização para avaliar as medidas a serem adotadas contra as empresas. Uma reunião de trabalho entre as áreas envolvidas irá definir quais serão as próximas ruas a passar pela fiscalização conjunta. Esta primeira ação servirá como piloto para dar continuidade ao trabalho. A Rua Riachuelo foi escolhida para o início do trabalho porque é curta e porque já possui a infraestrutura necessária para que futuramente o cabeamento seja subterrâneo.
Segundo o administrador da Matriz, Lima Neto, no Centro da cidade há cerca de 700 postes de propriedade da Prefeitura e que deverão ser fiscalizados um a um. “Nosso objetivo não é promover um apagão em qualquer região. Continuamos abertos ao diálogo, mas os prazos para regularização estão vencidos e a Prefeitura não vai se omitir. Vamos continuar com o trabalho de notificação e de aplicação de multa sempre que necessário”, afirmou o administrador.
O trabalho sobre a fiação em postes teve início em julho, quando a Copel notificou as 20 empresas concessionárias que atuam em Curitiba, para que fizessem a regularização de suas redes em 30 dias. O prazo venceu em agosto e, em setembro, foi realizada uma reunião conjunta, entre empresas concessionárias, Ministério Público, Copel e Prefeitura. A partir dessa reunião foi concedido um prazo mais 60 dias para a limpeza e regularização do cabeamento no anel central de Curitiba e de 90 dias para o restante da cidade, que vencerá no próximo dia 10 de dezembro.
A primeira ação de fiscalização também contou com a participação de representantes do Ministério Público, de técnicos da Secretaria de Trânsito e de Urbanismo e de agentes da Guarda Municipal.

Até 2035, déficit de profissionais de saúde pode chegar a 12,9 milhões no mundo


Da Agência Brasil

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou nesta segunda-feira (11) que faltam 7,2 milhões de profissionais de saúde no mundo e que o déficit subirá para 12,9 milhões até2035, com graves implicações para milhões de pessoas. As conclusões constam do estudo Uma Verdade Universal: Não Há Saúde sem Profissionais, divulgado pela OMS durante o terceiro Fórum Global sobre os Recursos Humanos da Saúde, que reúne mais de 1.300 participantes de 85 países, incluindo 40 ministros da Saúde, na capital pernambucana.
Embora reconheça melhorias desde o último estudo sobre o assunto, em 2006, o documento indica que 83 dos 186 países com informação disponível, ou seja 44,6%, ainda não atingiram sequer o patamar mínimo definido pelo Relatório Mundial de Saúde de 2006, que prevê 22,8 profisfalta-profissionais-121113-bandabsionais de saúde qualificados por 10.000 habitantes.
Outros 17 países (9,1%) ultrapassam o patamar mínimo, mas não atingem a meta da Organização Internacional de Trabalho (OIT), que aponta para 34,5 profissionais de saúde qualificados por 10.000 habitantes e há, ainda, 18 países (9,7%) que atingem essa meta, mas não o patamar dos 59,4 profissionais para 10.000 cidadãos.
Do total, apenas 68 países (36,6%) atingem ou ultrapassam a última meta, revela a agência da ONU para a saúde. No relatório, a OMS alerta que mais grave é o que se prevê, já que as estimativas da organização apontam para um déficit global de 12,9 milhões de profissionais, incluindo médicos, enfermeiros e parteiras, até 2035.
O motivo, segundo o documento, está no envelhecimento dos profissionais de saúde, que se aposentam ou deixam a profissão por empregos mais bem pagos sem ser substituídos, assim como o fato que poucos jovens entram no setor da saúde ou recebem a formação adequada.
A situação é mais grave quando a tendência de queda dos profissionais que atuam no setor coincide com um aumento da procura, não só porque a população mundial continua a aumentar mas, também, porque é cada vez maior o risco de doenças não transmissíveis como as cardiovasculares, entre outras.
Além disso, destaca a OMS, as migrações internas e internacionais de profissionais de saúde tendem a aumentar as desigualdades regionais. “As fundações para uma força de trabalho forte e eficaz na saúde para o futuro estão se corroendo diante dos nossos olhos por não estarmos correspondendo a formação de profissionais com a procura das populações de amanhã”, diz a diretora-geral adjunta da OMS para os Sistemas de Saúde e a Inovação, Marie-Paule Kieny.
Para evitar o pior, acrescentou ela, é preciso “repensar a forma como se ensina, como se forma, como se coloca e como se paga aos trabalhadores da saúde para que o seu impacto seja maior”.
Embora a Ásia seja a região onde se preveem maiores falhas em termos numéricos, é na África Subsaariana que o déficit se fará sentir de forma mais aguda, estima a OMS. A organização alerta que nos 47 países daquela subregião há apenas 168 escolas de medicina; há 11 países sem qualquer escola de medicina e 24 países têm apenas uma.
Na Américas, 70% dos países têm pessoal de saúde suficiente para assegurar os serviços básicos de saúde, mas muitos países ainda têm dificuldades ligadas à distribuição dos profissionais, às suas migrações e à qualidade da sua formação. A OMS pede a todos os países, incluindo os mais desenvolvidos, que estejam atentos aos sinais de alerta, sublinhando que 40% dos enfermeiros nos países ricos abandonarão o setor na próxima década.
Com uma profissão exigente e uma remuneração relativamente baixa, muitos jovens profissionais de saúde têm poucos incentivos para permanecer na profissão, alerta a organização.

Constrangimento e preconceito fazem câncer de próstata o 2º tipo mais comum no Brasil


Redação com assessoria

oncologia
Para o médico o mais importante para a redução desses números alarmantes, seria a prevenção e diagnóstico precoce. Foto: Assessoria

Constrangimento, desinformação, medo e preconceito podem ser fatores que ainda fazem com que o câncer de próstata seja o 6o. tipo de câncer mais comum no mundo. No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum, atrás apenas do câncer de pele. Sua taxa de incidência é cerca de seis vezes maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.
“Mais do que qualquer outro tipo, o câncer de próstata é considerado um câncer de terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos”, explica o oncologista clínico, Fabricio Martinelli. Segundo Martinelli, o mais importante para a redução desses números alarmantes, seria a prevenção e diagnóstico precoce, principalmente através do toque retal anual (a partir dos 40 anos nos pacientes com fatores de risco, como história familiar positiva para este tipo de câncer) e dosagem do PSA sanguíneo, pois esse tipo de câncer é curável nos estágios iniciais.
“Os tratamentos mais modernos para câncer de próstata incluem novas abordagens de radioterapia, como Intensive Modulated Radioterapy (IMRT) e novas manipulações hormonais”, aponta Martinelli. Segundo o médico, as opções de quimioterapia, na doença avançada, também evoluíram positivamente. Outro ponto segundo Martinelli, é que a cirurgia para próstata, procedimento que sempre foi considerado bastante invasivo, agora conta com a ajuda da robótica, tornando o procedimento mais preciso. Tudo isso vem a diminuir as seqüelas do tratamento da doença e a proporcionar uma longevidade, com maior qualidade de vida”, avalia Fabricio.
Alimentação e o Câncer
A relação entre câncer e fatores alimentares é complexa. Estudos têm demonstrado que frutas, legumes e verduras conferem proteção contra o câncer, principalmente de boca, faringe, laringe, esôfago, estômago, pulmão, pâncreas e próstata. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), frutas, legumes e verduras são alimentos ricos em vitaminas e minerais, excelente fonte de fibras, que ajudam a manter o corpo saudável e a fortalecer o sistema imunológico.
“É fato que uma dieta saudável, com pouca gordura animal e com diversidade de alimentos, em especial os ricos em licopeno possuem fator protetor sobre o câncer de próstata”, explica Martinelli. O especialista ainda afirma que a pessoa que tem uma alimentação saudável diminui a probabilidade de desenvolver qualquer tipo de câncer em longo prazo. “Isso não vale apenas para o câncer, evita ainda problemas cardiovasculares e uma série de outras doenças que estão associadas àquilo que ingerimos”, esclarece.

TRE cassa o mandato de prefeito de Cascavel por induzir eleitores “ao erro”


Da Redação com TRE-PR

A corte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná decidiu cassar na tarde desta terça-feira (12) os mandatos do prefeito de Cascavel, Edgar Bueno (PDT), e do seu vice, Maurício Querino Theodoro (PSDB). O pedido teve como base a suposta realização de gastos excessivos com publicidade no ano da eleição, o uso indevido dos meios de comunicação e abuso de poder político e a fraude perpetrada com propaganda enganosa no fim do período de campanha eleitoral.
prefeito-cascavel-121113-bandab
Foto: Reprodução Catve
Para o relator, Dr. Marcos Roberto Araújo dos Santos, a fraude ficou absolutamente evidenciada. “Utilizando-se do seu direito de realizar propaganda eleitoral (ainda que negativa) os recorridos criaram verdadeira campanha difamatória e caluniosa, conforme reconhecido em duas oportunidades por esta Corte, abusando de seu direito ao explorar fatos distorcidos e verdadeiro factóide em desfavor de seu oponente”, disse.
Segundo ele, os eleitores de Cascavel foram induzidos em erro quanto à pessoa do candidato Professor Lemos (PT), tendo sido levados a crer que o mesmo seria capaz de praticar um crime de falsidade ideológica para concorrer ao cargo de prefeito do município.

Confira o que abre e o que fecha no feriado da Proclamação da República


Da Redação com SMCS

Neste feriado da Proclamação da República, que se inicia na sexta-feira (15), supermercados e shoppings funcionam em expediente normal. A maioria das lojas do comércio de rua devem ficar fechadas, assim como agências bancárias, lotéricas e Correios.
Alguns serviços da Prefeitura que terão horários diferenciados. Confira:
Transporte Coletivo – sexta-feira segue tabela de domingo.
Abastecimento
Mercado Municipal – abre na sexta-feira (15) no horário de domingo, das 7h às 13h. Funcionará normalmente no sábado (16) das 7h às 18 horas e no domingo entre 7h e 13 horas.
Mercado Regional Cajuru – abrirá em horário especial, das 9h às 19horas. Funcionará normalmente no sábado (16), das 7h às 18 horas e no domingo (17) das 7h às 13 horas.
Feiras livres – funcionarão normalmente na sexta-feira (15)  sábado (16) e domingo (18)
Feiras noturnas – funcionarão normalmente na sexta-feira (15). Não são realizadas aos sábados e domingos.
Feiras Gastronômicas – funcionará normalmente na sexta-feira (15) e no sábado (16). Não existem aos domingos.
Feiras Orgânicas – não há feira orgânica na sexta e no sábado (16) funcionará normalmente.
Sacolões da Família – permanecerão fechados na sexta-feira (15) sábado e domingo é facultativo
Varejão Capão Raso – funcionará na sexta-feira (15), das 12h às 20 horas.
Armazéns da Família – permanecerão fechados sexta-feira (15) e no sábado (16). Para compensar, na segunda-feira (18) estarão abertos entre 9h e 17 horas.
Restaurantes Populares – estarão fechados na sexta-feira (15), no sábado e domingo não abrem.
Câmbio Verde – pontos de troca não funcionarão na sexta-feira (15), no sábado e domingo não funcionam.
Família Curitibana – não funcionará na sexta-feira (15), não há aos sábados e domingos.
Shopping Popular, anexo o terminal Capão Raso – funciona normalmente das 12h às 20 horas
Mercado central, na Rua da Cidadania Matriz – fechado
Meio Ambiente
Limpeza pública – Haverá coleta normal de lixo domiciliar nos locais em que a coleta acontece em dias alternados. A coleta seletiva acontecerá apenas nos locais onde ela normalmente ocorre apenas uma vez por semana, às sextas. Não haverá serviço de Câmbio Verde e coleta de Lixo Tóxico.
Zoológico e Passeio Público – Estarão abertos normalmente na sexta-feira (15).
Museu de História Natural – Estará excepcionalmente fechado nesta sexta-feira, sábado e domingo (15). Reabre na terça (19).
Museu Botânico – Estará aberto normalmente na sexta-feira (15).
Saúde
Os oito Centros Municipais de Urgência e Emergência (Cmuns) estarão funcionando normalmente, durante 24 horas. São eles:
· Centro de Urgências Médicas Boa Vista: Av. Paraná, 3654, Boa Vista.
· Centro de Urgências Médicas Boqueirão: Rua Professora Maria de Assumpção, 2590, Boqueirão.
· Centro de Urgências Médicas Cajuru: Rua Engenheiro Benedito Mário da Silva, 555, Cajuru.
· Centro de Urgências Médicas Campo Comprido: Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, 3495, Campo Comprido.
· Centro de Urgências Médicas CIC: Rua Senador Accioly Filho, 3370, CIC.
· Centro de Urgências Médicas Fazendinha: Rua Carlos Klemtz, 1883, Fazendinha.
· Centro de Urgências Médicas Pinheirinho: Rua Leon Nicolas, 1995, Pinheirinho.
· Centro de Urgências Médicas Sítio Cercado: Rua Levy Buquera, 158, Sítio Cercado.
Emergências Odontológicas (dor, perda de dente ou trauma): atendimento das 9h às 18 horas nas UPAs do Boa Vista, Sítio Cercado e Fazendinha.

GUARDA MUNICIPAL DE COLOMBO RECEBE 3 VIATURAS NOVAS E REFORÇA SEGURANÇA






COLOMBO MAIS SEGURA

A Guarda Municipal de Colombo foi criada pela Lei 1167/2010, que rege e regulamenta as atribuições da instituição.

É de competência  dos guardas municipais desempenhar  função eminentemente preventiva, zelando pelos parques, jardins, praças, escolas, cemitérios,  mercados, feiras livres, com a finalidade de prevenir sinistros, atos de vandalismo, e protegê-los de crimes contra o patrimônio público, bem como exercer, no âmbito do município, o policiamento preventivo e comunitário, prevenir ocorrências  de ilícitos penais, controlar a entrada e saída de veículos, bem como exercera orientação ao público e segurança preventiva nos eventos e festividades, apoiar as atividades educacionais e orientar o transito nas vias e logradouros municipais visando a segurança e a fluidez no trafego, vigiar e proteger o patrimônio ecológico cultural, arquitetônico  e ambiental do município  adotando medidas educativas e preventivas, promovendo a mediação de conflitos e o respeito aos direitos fundamentais dos cidadãos e apoiar os serviços de responsabilidade do município e, bem assim, sua ação fiscalizadora no desempenho de atividades de policia administrativa, nos termos das constituições federal, estadual e da lei orgânica do município.

Hoje a Guarda Municipal é comanda com muita competência pelo Gilmar dos Santos ( Mestre Besouro).


PALESTRAS
Hoje a Guarda Municipal realiza palestras nas escolas municipais enfatizando temas como:

Disciplina e hierarquia

Cidadania começa nas escolas

Com esse trabalho a meta é criar uma relação de confiança e amizade aos nossos pequenos cidadãos colombenses, visando orientar problemas futuros e fortalecer vínculos com a comunidade escolar.

Para  agendar palestras basta entrar em contato pelo fone: 3675-2943 ou   153


Inspetor Brizola, Gustavo Fruet, Gilmar dos Santos, diretor da Guarda Municipal de Colombo








3 viaturas Palio Wekeend da Fiat

Viaturas novas, animaram a tropa.








Dilma e Gleisi podem ficar sem PSD


12 de novembro de 2013
Subiu no telhado o apoio do PSD às candidaturas de Dilma Rousseff e Gleisi Hoffmann. As acusações de corrupção feitas pelo prefeito de São Paulo, Fernanda Haddad (PT), ao ex-prefeito Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, colocaram os dois partidos em confronto.
O clima esquentou tanto que o Planalto e o ex-presidente Lula enviaram emissários para acalmar Kassab. A ordem foi agir para “administrar” a crise e manter o silêncio sobre as acusações que envolvem o potencial aliado do PSD no escândalo da máfia dos fiscais.
Em conversa com Dilma, Haddad disse que não abre mão do combate à corrupção na prefeitura paulista. A orientação contrasta com comentários de ministros do PT e dirigentes do partido, para quem o prefeito agiu de forma “afoita”.
No Paraná, o PSD só vai de Gleisi se o PT ceder a vice-candidatura ou a vaga para o Senado. Movimento que enfurece o PDT de Osmar Dias.

Bandidos trancam funcionários no banheiro e assaltam Lojas Americanas no Batel


Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique

Pelo menos três bandidos armados invadiram a Americanas express na Rua Benjamin Lins com a Buenos Aires, no bairro Batel, em Curitiba, por volta das 9h30 desta terça-feira (12). Os funcionários foram rendidos e trancados no banheiro, enquanto uma mulher dava cobertura do lado de fora.
americanas
Bandidos renderam funcionários da loja (Foto: Bruno Henrique – Banda B)
No momento em que os marginais realizavam a ação criminosa, os responsáveis pela empresa assistiam tudo, direto do Rio de Janeiro, após um funcionário apertar o botão de socorro. “Nós fomos prontamente acionados por eles, mas não conseguimos localizar os suspeitos”, contou àBanda B o cabo Marco Antônio, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).
Segundo o apurado pela Banda B, os marginais fugiram em um Gol preto sentido a Av. Visconde de Guarapuava, levando tablets, celulares e outros eletrônicos. A Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba (DFR) investiga o caso e solicitará as imagens das câmeras de segurança da loja.

Motoristas do transporte de Curitiba poderão ter que fazer teste do bafômetro


da CMC

onibus bafometro1
Foto: Divulgação CMC
Na sessão plenária desta terça-feira (12), a Câmara de Curitiba analisa iniciativa de Paulo Rink (PPS) para que os motoristas do transporte coletivo sejam submetidos ao teste do bafômetro nas garagens, antes da jornada. A responsabilidade pela aplicação do teste caberia às operadoras do sistema.
A proposição também prevê testes esporádicos durante e ao término da jornada de trabalho, e a regra entraria em vigor 180 dias após a publicação da lei. O projeto altera a norma municipal nº 12.597/2008, que dispõe sobre a organização do transporte coletivo de Curitiba.
“Tendo em vista o grande número de vidas que estão sob a responsabilidade do motorista de ônibus e do serviço de transporte coletivo, torna-se necessário que o ente público indique os parâmetros de realização do teste de dosagem de alcoolemia, visando tomar todas as medidas cabíveis para garantir a integridade física dos trabalhadores e usuários”, justifica Rink.
De acordo com a CLT, já é dever do motorista profissional submeter-se a teste e a programa de controle de uso de droga e de bebida alcoólica, instituído pelo empregador, com ampla ciência do empregado. A proposição de Rink, então, vem regulamentar esta lei em Curitiba, buscando equidade entre todos os funcionários.
Demora nos caixas
Também entra em 1º turno de votação o projeto que dispõe sobre o tempo máximo de atendimento aos consumidores nos caixas de pagamento de estabelecimentos comerciais. A iniciativa é de Jorge Bernardi (PDT), que quer obrigar o comércio a colocar à disposição dos usuários, pessoal suficiente no setor de caixas, para que o atendimento seja feito em tempo razoável. Ele considera até quinze minutos em dias normais, compreendidos de segunda a domingo e até vinte minutos em vésperas de feriados, com multas para o descumprimento.

Dilma confirma substituições na sua equipe em 2014


Da Agência Brasil

A presidendilma eleicaota Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (11) que fará substituições no primeiro escalão do governo no início do ano. As mudanças na sua equipe ocorrerão na medida em que ministros decidam deixar o governo para concorrer às eleições de 2014. A declaração foi feita em rápida entrevista aos repórteres que a acompanham na visita oficial ao Peru.
Ao ser perguntada se, na virada do ano, haveria a possibilidade de alguns ministros deixarem o governo, a presidenta respondeu que é “muito possível”. Ela negou que pretenda substituir os ministros demissionários, no último ano de mandato, por seus respectivos secretários executivos. “Eu vou fazer substituições”, disse Dilma encerrando a entrevista.
A visita oficial de Dilma Rousseff ao Peru marca os dez anos da aliança estratégica entre os dois países. Na ocasião também haverá o Foro Empresarial Brasil-Peru, que reunirá 400 empresários dos dois países, debaterá o comércio bilateral que alcançou US$ 2,9 bilhões entre janeiro e setembro deste ano, um aumento de 8,8% em relação ao mesmo período de 2012.

Atirador desce do carro e mata homem que estava com travesti dentro de Audi


Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski

Um homem de 45 anos que estava dentro de um veículo na companhia de um travesti foi assassinado a tiros na noite desta segunda-feira (11), no bairro Tingui, em Curitiba. A vítima estava com o carro, um Audi de cor preto, parado em frente a um matagal. O atirador estava em outro carro. O travesti, única testemunha do crime, pode auxiliar nas investigações. O assassino ainda não foi identificado.
O carro, com placas de Colombo, estava parado na rua João Ivanoski esquina com rua Alberto Manoel Glaser, um local escuro e tranquilo. Por volta das 21h50, de acordo com a testemunha, um Gol teria estacionado atrás do Audi, onde a dupla estava.
Um homem desceu já atirando contra o carro da vítima, que ainda tentou sair do carro, mas não conseguiu. Ele morreu na hora, antes da chegada do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate).
“O travesti se tornou a única testemunha, então, a Delegacia de Homicídios já está conversando com ele para colher mais informações”, disse o tenente Jenuário do 20º BPM.
Investigadores encontraram várias cápsulas de pistola calibre 380 na lateral do motorista e no parabrisas. O travesti não foi atingido. Ele será ouvido pela Delegacia de Homicídios, que assume as investigações.

PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO FISCAL BATE RECORDES EM COLOMBO.


WEBMASTER 12 DE NOVEMBRO DE 2013

Mais de 37% dos contribuintes pagaram as dívidas à vista; arrecadação auxiliará nos investimentos em diversos setores do município

Contribuintes que quitaram seus débitos à vista, receberam da prefeitura descontos de 100% nos juros e multas
Encerrou-se no último dia 31 de outubro o prazo para a adesão ao REFIS 2013, o Programa de Recuperação Fiscal para quem possuía tributos vencidos até 31 de dezembro de 2012. A iniciativa da Prefeitura de Colombo, realizada por meio da Secretaria da Fazenda, teve como principal objetivo deixar em dia a condição fiscal do contribuinte. Para isto, ofereceu boas condições, reduzindo os juros e as multas, que chegaram a 100% para os pagamentos à vista das taxas municipais. O incentivo rendeu bons resultados e a adesão ao Programa superou os 25%, dos quais 37,6 % efetuaram a quitação do débito à vista, garantindo o maior percentual de desconto.
Para o secretário da Fazenda, Márcio Strapasson, o objetivo foi atingido e este sucesso se deve principalmente a estes incentivos. “A regularização fiscal é um processo fundamental para a arrecadação do município, para que a prefeitura possa investir com qualidade em saúde, educação e infraestrutura, além dos repasses dados pelo governo. Este resultado alcançado com certeza é reflexo do esforço da equipe e da própria administração, que garantiu os descontos progressivos para quem fosse pagando em poucas parcelas e até à vista, se tornou vantajoso para o município e para o contribuinte, que percebeu isto”, destacou Strapasson. Os valores arrecadados serão investidos nos serviços voltados para o próprio contribuinte, como educação, saúde, ação social e infraestrutura urbana.

Os próximos passos

Quem aderiu ao programa, pagando os débitos todos à vista garantiu 100% de desconto nos juros e multas, mas quem optou por pagar a dívida parceladamente, obteve descontos progressivos: quanto menor o número de parcelas, maior foi o desconto concedido. Outra vantagem, que fez com que a quitação à vista fosse a mais escolhida, foi a opção de quitação através da internet, dentro do site da Prefeitura, facilitando ainda mais o processo.
Foi possível fazer parcelamento de seis, 12, 24 ou 36 vezes, com descontos que variaram de 80%, para o menor número de parcelas, até 30%, para o parcelamento em 36 vezes. O maior número de adesões foi registrado nos parcelamentos com menos vezes, ainda concedendo alguns descontos nos juros e multas das dívidas negociadas, tudo para deixar o contribuinte em dia com a situação fiscal.
O secretário Márcio Strapasson ainda ressaltou os agravantes da não adesão ao programa. “Agora os próximos passos são fazer o levantamento dos débitos que não foram reparcelados, ou mesmo pagos à vista, e encaminhar estas dívidas para o ajuizamento, de forma a garantir que a prefeitura cumpra com seu dever de estar dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal”, lembrou Strapasson. Quem não conseguiu aderir ao programa deve se dirigir até a prefeitura, na Sede ou nas Regionais, e negociar a dívida no setor tributário, o quanto antes, para evitar o ajuizamento dos valores.
Foto: Bruno do Carmo/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

DONA DE CÃO EM COLOMBO TERÁ QUE INDENIZAR CORREIOS EM R$ 3 MIL POR ATAQUE A CARTEIRO.



 CÃO FERE CARTEIRO EM COLOMBO.
O ataque de um cão contra um carteiro em Colombo, na Região metropolitana de Curitiba, vai custar R$ 3 mil para a dona do animal. A decisão é do juiz da 2ª Vara Federal de Curitiba, Cláudio Roberto da Silva e o dinheiro terá que ser pago aos Correios em razão das despesas da empresa com o tratamento médico do funcionário e o afastamento dele do trabalho por 15 dias.
O ataque aconteceu no bairro Campo pequeno. O carteiro foi mordido pelo cão, um pastor belga, na panturrilha e na canela direita. O animal escapou no momento em que a dona de casa abriu o portão.
A decisão, segundo os Correios, é um alerta para que as pessoas cuidem de seus animais e o mantenham fechados, sem riscos para quem passa pela rua.
A assessoria dos Correios informou que, desde o início do ano, foram registrados 103 casos de mordedura canina contra carteiros no Paraná. Em média, os empregados ficam cinco dias afastados das atividades para tratamento médico.
Extarádo do Portal Banda B

Promotoria lacra 12 bombas e fecha dois postos de combustíveis em Campo largo


Do MP-PR

Somente dois dos doze postos de combustíveis fiscalizados, na semana passada (de 5 a 7 de novembro), durante operação com participação da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Curitiba, não apresentaram irregularidades. Em função dos problemas identificados, dois estabelecimentos tiveram suas atividades paralisadas – eles não tinham licença ambiental, entre outras deficiências – e dois foram autuados. Todos os postos fiscalizados ficam na capital e em Campo Largo, município da Região Metropolitana de Curitiba.
A fiscalização também lacrou, interditou ou reprovou 12 bombas. As outras irregularidades apuradas incluíram vazamento em bicos; ausência de mangueiras a prova de explosão; falta de sistema de contenção, que evita a contaminação do solo em caso de vazamento; ausência de alvará (tanto da prefeitura quanto dos bombeiros); e diferenças ou impossibilidade de comparar estoques escriturais e físicos. As multas aplicadas totalizam cerca de R$ 22 mil.
A ação foi realizada seguindo determinação do promotor de Justiça Maximiliano Ribeiro Deliberador, da 2.ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Curitiba, que coordenou os trabalhos na capital. Além do MP-PR, a operação, que em Campo Largo teve a coordenação da promotora de Justiça Nayani Kelly Garcia, teve participação de funcionários da Agência Nacional do Petróleo (ANP), do Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (Ipem), da Secretaria da Fazenda do Paraná (Sefa), da Secretaria de Meio Ambiente de Curitiba, da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu), do Comitê Sul Brasileiro de Qualidade dos Combustíveis (CSQC) e da Associação de Combate a Fraude de Combustíveis.
O objetivo da operação foi verificar a qualidade do combustível comercializado na capital e região, além de conferir irregularidades nas bombas ou na documentação (sonegação fiscal) e contaminação ambiental. Por esse motivo, a operação contou com a participação dos vários órgãos.