Membros da CPI do Pedágio ouvem diretores da Ecovia e da Rodonorte nesta terça-feira



Da Alep

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Pedágio dá continuidade aos depoimentos das empresas concessionárias, a partir das 9 horas, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (19).
Representantes da Ecovia e da Rodonorte falarão aos deputados sobre o processo de implantação das concessões, relativas aos trechos correspondentes e administrados pelas empresas, nas rodovias paranaenses. As duas empresas fecham a fase de oitivas com as concessionárias.

Adolescentes especialistas em roubo a carros de luxo são apreendidos dormindo em casa


Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

montagem_adolescentes
Adolescentes podem fazer parte de quadrilha. Foto: DFRV

Dois adolescentes especialistas em roubos de carros de luxo foram apreendidos na manhã desta segunda-feira (18) na Vila Sandra, no bairro Cidade Industrial de Curitiba. Eles estavam dormindo quando foram apreendidos dentro da residência de um deles. Os dois adolescentes – de 16 e 17 anos – são suspeitos de integrarem uma quadrilha de roubos de carros na capital.
Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) efetuaram a apreensão da dupla por volta das 9h30. Com eles, a polícia encontrou um revólver calibre 12. Não há informação se pessoas da família estavam em casa no momento da apreensão.
De acordo com as investigações, os dois participaram de um assalto na última no bairro Bigorrilho, na rua Lúcio Rasera. Várias imagens de câmeras de segurança registraram a ação da dupla. Policiais do Serviço Reservado tiveram a informação de que eles moravam na região da Vila Sandra. Pela manhã, encontraram a dupla dormindo. Informações extraoficiais obtidas pela Banda B é que junto com a apreensão dos adolescentes três carros foram localizados: Ceratto, Honda City e um Renault Grand Tour.
A DFRV acredita que os dois menores estão por trás de uma quadrilha especializada. Eles serão enviados à Delegacia do Adolescente.

Jovem de 17 anos quebra o punho em jogo de futebol e morre no hospital dois dias depois


Notícia Relacionada:
Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento


A família de André Felipe Leal Vianna, de 17 anos, que mora na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), procurou a reportagem da Banda B nesta segunda-feira (18) para fazer uma denúncia de um possível erro cometido por médicos de dois hospitais, um de Curitiba e um de Matinhos. Os supostos equívocos teriam resultado na morte do jovem por hemorragia interna no final da tarde de domingo (17), após ele ter sofrido uma simples queda em uma partida de futebol nacidade litorânea, na última sexta-feira (15).
Segundo Roseli de Fátima, prima de André, ele estava com amigos jogando futebol na areia de Matinhos quando caiu e machucou o punho, na tarde do dia 15. Com muita dor, o jovem foi, logo após o acidente, ao Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos. “Lá o médico aplicou dipirona dizendo que era uma luxação e o liberou na mesma hora, só que ele não  aguentava a dor e voltou na sexta à noite mesmo para Curitiba”, contou a prima, que complementou dizendo que no sábado o jovem procurou uma clínica de fraturas em Curitiba.
“Nós temos convênio e no sábado fomos ao hospital, onde só fizeram um simples raio-x. Meu primo foi medicado e colocaram uma tala, porque o diagnóstico novamente apontou que seria uma luxação, só que durante a noite a situação piorou”, explicou a prima. Com bastante febre, já na manhã de domingo, a família do jovem procurou novamente a Clínica de Fraturas. “O médico que nos atendeu chegou a nos perguntar quem mandou colocar a tala e pediu para o André ir com urgência ao Hospital Evangélico, porque não estava bem e teria rompido uma veia calibrosa do punho”, descreveu.
No Evangélico, André recebeu uma dose de morfina e morreu pouco depois. “O legista do Instituto Médico Legal (IML), informalmente, nos disse que o meu primo teve uma hemorragia interna devido ao rompimento da veia e só resistiu durante tanto tempo porque tinha uma saúde ótima. Foi uma tragédia que até agora não conseguimos acreditar. Se o rompimento na veia tivesse sido visto antes, por meio de uma ecografia, ele estaria vivo”, opinou, contando também que o jovem morreu devido uma embolia pulmonar. “Vamos procurar nossos direitos na Justiça”, garantiu.
Banda B entrou em contato com o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes e aguarda retorno.

Ibope: Dilma teria o dobro dos votos somados dos adversários



A diferença entre as intenções de voto da atual presidente e dos possíveis concorrentes cresceu de 17 para 22 pontos em um mês
A presidente Dilma Rousseff (PT) aumentou sua vantagem sobre seus potenciais adversários em 2014, segundo o Ibope. Se a eleição fosse hoje, ela venceria no primeiro turno. Mas a mesma pesquisa mostra que a maioria dos brasileiros espera que o próximo presidente promova mudanças - o que favorece a oposição. No cenário em que concorre contra Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), a presidente venceria por 43% a 14% do tucano e 7% do governador de Pernambuco, segundo pesquisa do Ibope feita na semana passada. Dilma teria o dobro dos votos somados dos adversários. A diferença cresceu de 17 para 22 pontos em um mês.
No cenário em que Marina Silva (PSB) aparece no lugar de Campos, a tendência é a mesma. A atual presidente também ampliou de 5 para 13 pontos a distância para esses rivais. Dilma venceria agora por 42% a 16% de Marina e 13% de Aécio.
A pesquisa mostra que, passado o alvoroço em torno da fusão da Rede de Marina com o PSB de Campos, caíram as intenções de voto estimuladas para presidente em ambos. No caso de Marina, de 21% para 16%. E no de Campos, de 10% para 7%. Em ambos os cenários, Dilma foi a principal beneficiária dessa perda dos rivais. Mas é cedo para a presidente comemorar.
O Ibope perguntou aos eleitores com qual de quatro frases sobre o futuro presidente eles mais concordavam. A maioria optou por frases que indicam um desejo maior de mudança do que de continuidade: 38% responderam que gostariam que o próximo presidente “mantivesse só alguns programas mas mudasse muita coisa”; outros 24%, que “mudasse totalmente o governo do país”.
Apenas 23% disseram preferir que o novo presidente “fizesse poucas mudanças e desse continuidade para muita coisa”. E 12% prefeririam que ele “desse total continuidade ao governo atual”. Ou seja: 62% sinalizaram com preferência pela mudança, contra 35% que manifestaram desejo de continuidade de tudo como está.
A despeito disso, a avaliação de Dilma segue majoritariamente positiva. Os que acham o governo ótimo ou bom permanece estável: foi de 38% para 39%. A taxa dos que acham o governo ruim ou péssimo oscilou de 26% para 24%. O regular foi de 35% para 36%.
A taxa de aprovação também manteve-se no mesmo patamar: foi de 53% para 55% entre outubro e novembro. E a taxa dos que confiam em Dilma foi de 49% para 51%.
A pesquisa Ibope em parceria com o Estadão e organizações Globo foi feita entre os dias 7 e 11 de novembro, em 142 municípios de todas as regiões do Brasil. Sua margem de erro máxima é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, num intervalo de confiança de 95%.

Dirceu, Genoino, Delúbio e mais dois vão para prisão em regime semiaberto


Eles deixaram regime fechado na Papuda e foram para unidade semiaberta.
Condenados do mensalão se entregaram à Polícia Federal na última sexta.


O juiz titular da Vara de Execução Penal do Distrito Federal, Ademar Silva de Vasconcelos, determinou nesta segunda-feira (18) a transferência para uma prisão em regime semiaberto do ex-ministro José Dirceu, do deputado federal licenciado José Genoino (PT-SP), do ex-tesoureiro do PT  Delúbio Soares, e de Romeu Queiroz e Jacinto Lamas, todos réus condenados no julgamento do mensalão.
Eles estavam provisoriamente em uma prisão em regime fechado no Complexo Penitenciário da Papuda e foram para outra em regime semiaberto, no mesmo complexo, segundo informou a assessoria do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.
Vasconcelos manteve no regime fechado Marcos Valério, apontado como "operador" do esquema do mensalão; José Roberto Salgado, ex-dirigente do Banco Rural; Cristiano Paz e Ramon Hollerbach, ex-sócios de Marcos Valério. Kátia Rabello, ex-presidente do Banco Rural, e Simone Vasconcelos, ex-funcionária de Marcos Valério, que estavam provisoriamente na Superintendência da Polícia Federal, foram para o 19º Batalhão da Polícia Militar, no interior da Papuda, onde ocuparão celas individuais.
A decisão de fazer as transferências dos presos foi tomada por Vasconcelos com base nas cartas de sentença enviadas à Vara de Execução Penal pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, que delegou essa competência ao juiz.
"O Juiz Titular da VEP-DF, Juiz Ademar Silva de Vasconcelos, de posse das cartas de sentença dos apenados enviada à vara pelo pelo STF, além de parte do processo, emitiu a guia de recolhimento ao sistema prisional do DF, dando início ao cumprimento da pena, nesta segunda-feira, dia 18/11", diz nota divulgada à noite pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal.
Prisões
Desde sábado (16), os nove homens estão no Complexo Penitenciário da Papuda e as duas mulheres, na Superintendência da PF. Os presos foram levados para esses dois locais depois que se entregaram à Polícia Federal entre sexta-feira e sábado, em São Paulo, Belo Horizonte e Brasília.
Na Papuda, o regime na ala administrada pela Polícia Federal é fechado. Os cinco presos que passaram para o regime semiaberto foram para o Centro de Internamento e Reeducação (CIR), dentro da própria Papuda.
(Correção: ao ser publicada, esta reportagem registrou que os presos seriam levados para o Centro de Progressão Penitenciária (CPP), fora da Papuda, conforme informou erroneamente a assessoria do Tribunal de Justiça do Distrito Federal. A informação foi corrigida às 19h08.)
No regime fechado do complexo da Papuda, os presos têm duas horas diárias de banho de sol. No semiaberto, podem ter acesso ao pátio das 9h às 16h. Se não tiver autorização judicial para trabalhar fora, o preso não pode deixar o prédio. A unidade também dispõe de oficinas de trabalho (leia mais abaixo).
Desde que foram transferidos para Brasília, advogados dos presos com direito a começar o cumprimento da pena no semiaberto apontavam "ilegalidade" e protestavam pelo fato de os clientes terem sido colocados em um regime mais "gravoso". Além da transferência para o semiaberto, os advogados reivindicavam a transferência dos clientes para prisões próxima de onde residem.
O CIR
O Centro de Internamento e Reeducação (CIR), para onde foram Dirceu, Genoino e Delúbio, fica dentro do Complexo Penitenciário da Papuda e é destinado a presos no regime semiaberto.
O centro é administrado pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal. Tem capacidade para 793 detentos, mas em abril abrigava quase o dobro – 1.532 presos.
O CIR tem oficinas de trabalho para os detentos – marcenaria, lanternagem e funilaria de veículos, serigrafia, panificação, costura de bolas e confecção de bandeiras. A instituição tem uma ala especial com sete celas para presos em processo de extradição.
Nota do tribunal
Na noite desta segunda, a assessoria do Tribunal de Justiça do Distrito Federal divulgou a seguinte nota sobre a situação dos presos:
O TJDFT esclarece sobre a execução penal dos condenados pelo STF, na Ação Penal número 470:
1 – A Vara de Execução Penal do DF - VEP  recebeu do STF a delegação de competência para a prática de atos executais (inclusive emissão de guia de recolhimento), excluindo-se da delegação a apreciação de eventuais pedidos de reconhecimento do direito ao indulto, à anistia, à graça, ao livramento condicional, referentes à mudança de regime de cumprimento de pena, assim como outros pedidos de natureza excepcionais.
2 – O Juiz Titular da VEP-DF, Juiz Ademar Silva de Vasconcelos, de posse das cartas de sentença dos apenados enviada à vara pelo pelo STF, além de parte do processo, emitiu a guia de recolhimento ao sistema prisional do DF, dando início ao cumprimento da pena, nesta segunda-feira, dia 18/11.
3 -  Os sentenciados - Jose Dirceu, Delúbio Soares, José Genoino, Jacinto Lamas e Romeu Queiroz - condenados ao regime semiaberto passam a cumprir pena no CIR - Centro de Internamento e Reeducação, localizado na Papuda, sem beneficios externos até a homologação dos pedidos dos referidos benefÍcios, como o trabalho externo.
4 - As sentenciadas Katia Rabelo, condenada em regime fechado, e Simone Reis Lobo, condenada em regime semiaberto, passam a cumprir a pena, inicialmente, no 19º batalhão da PMDF, até ulterior decisão da VEP-DF.
5 - Os  sentenciados em regime fechado Marcos Valerio Fernandes de Souza, Cristiano de Mello Paz, José Roberto Salgado e Ramom Holler Bach Cardoso, condenados em regime fechado, passam a cumprir pena na PDF 1, localizada na Papuda.
6 - Com relação às penas pecuniárias se esclarece que após essa primeira fase e análise das petições interpostas, o processo será encaminhado à Contadoria do TJDFT que procederá aos devidos cálculos.
7 - Demais decisões referentes à Ação Penal 470, serão definidas pela VEP-DF e pelo STF à medida em que ocorrerem.

FALTA DE BOLSAS COLETORAS PARA OSTOMIZADOS NO SUS DE CURITIBA FAZ ASSOCIAÇÃO PEDIR SOCORRO.


Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha

A troca de gestão municipal, que ocorreu em janeiro de 2013, vem causando meses de preocupação para um grupo de pessoas que necessitam de bolsas coletoras externas ao corpo, que são colocadas por meio de procedimento cirúrgico. A situação chegou até a Banda B, após a vice-presidente da Associação Paranaense dos Ostomizados (APO), Zenir de Araújo, que possui o problema, fazer um apelo relatando a falta do material para as cerca de 1,3 mil pessoas ostomizadas que necessitam da bolsa para realizarem suas tarefas do dia a dia.
ostomizados2-181113-bandab
Presidente da APO faz apelo – Foto: Juliano Cunha – Banda B
Em entrevista à Banda B nesta segunda-feira (18), a presidente a APO, Luíza Helena, afirmou que a distribuição da bolsa pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é da Prefeitura de Curitiba e, desde a troca de gestão, o problema se intensificou e o momento hoje já é de socorro. “Esse apelo realmente veio de uma necessidade muito grande dos ostomizados. Existe uma portaria exigindo que todas as pessoas tem o direito de receber esse material pelo SUS, o que hoje não está acontecendo”, afirmou.
Segundo ela, a associação recebeu a informação de que a licitação para a compra das bolsas não havia sido feito e a compra emergencial já está no fim. Sem o material, os ostomizados não podem sair de casa, por exemplo, já que o procedimento cirúrgico causa grandes transtornos.
O que é ostomia?
A ostomia é uma intervenção cirúrgica que permite criar uma comunicação entre o órgão interno e o exterior, como a finalidade de eliminar os dejetos do organismo. A nova abertura que se cria com o exterior, chama-se ostoma.
A ostomia que afeta o aparelho digestivo chama-se ostomia digestiva e o conteúdo eliminado para o exterior são as fezes, já a ostomia urinária é aquela que afeta o aparelho urinário e o conteúdo eliminado para o exterior é a urina.
Suprir a necessidade
Luíza Helena comentou que a APO vem tomando todas as medidas para suprir a necessidade dos ostomizados que precisam do material, mas infelizmente não conseguem realizar um trabalho como o do SUS. “Infelizmente a quantidade necessitada pelo ostomizado é grande. Realizamos bingos, festas, mas não conseguimos fazer o que o SUS deveria fazer”, comentou.
Quem quiser ajudar a associação pode depositar qualquer quantia para a seguinte conta bancária:
Agência 0054
Conta Corrente: 63625-83
Outras informações podem ser obtidas através do telefone 3079-5833.
Em nota, a Prefeitura de Curitiba informou que, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, somente um modelo da bolsa de colostomia não está sendo distribuído aos usuários, devido a um problema no processo de compra. Dentro de 15 dias a situação deve estar regularizada.

DELEGADO DIZ QUE JÁ PODE INDICIAR PADRASTO PELA MORTE DO MENINO JOAQUIM.


Provas são suficientes para acusar Guilherme Longo, diz chefe da polícia.
Mãe e padrasto devem participar de reconstituição do sumiço esta semana.

Do G1 Ribeirão e Franca
mentários
O delegado Paulo Henrique Martins de Castro, que chefia a investigação sobre o desaparecimento e a morte do menino Joaquim Ponte Marques, de 3 anos, disse na manhã desta segunda-feira (18) que já possui provas suficientes para indiciar o padrasto do garoto, o técnico em tecnologia da informação Guilherme Longo, pelos dois crimes. Longo deve participar da reconstituição do sumiço de Joaquim, prevista para acontecer ainda esta semana.
“Acredito que, com as provas que a gente tem, já é possível indiciar o Guilherme por homicídio doloso, mas ainda falta colher mais provas. Os laudos são fundamentais para que a gente tenha total noção do que aconteceu [naquela madrugada]”, afirmou o delegado, que também deve ouvir um novo depoimento do padrasto nos próximos dias.

“Os depoimentos que tivemos até agora desmontam a versão de que ele era uma pessoa calma. Mas isso também não leva a crer que ele tenha matado o garoto por causa disso”, disse Castro, destacando que, apesar de as provas apontarem o culpado pela morte do garoto, apenas a confissão de Longo poderá esclarecer o motivo do crime. “A motivação do crime é muito mais difícil de saber porque ninguém estava lá.”
Castro afirmou que familiares de Longo e da mãe do menino, a psicóloga Natália Ponte, também devem prestar novos esclarecimentos esta semana. O objetivo é obter mais informações que sustentem a versão apresentada por Natália, de que Longo sempre foi um homem agressivo e ciumento.
Depoimentos contraditórios
Ainda segundo Castro, as contradições nos depoimentos da mãe e o padrasto de Joaquim comprovam que um dos dois está mentindo sobre o que de fato ocorreu na madrugada de 5 de novembro, quando Joaquim sumiu da casa onde a família morava, no Jardim Independência, em Ribeirão Preto (SP).
Laudos são fundamentais para ter total noção do que aconteceu, diz delegado que chefia o caso (Foto: Maurício Glauco/EPTV)Laudos são fundamentais para ter total noção do
que aconteceu, diz delegado que chefia o caso
(Foto: Maurício Glauco/EPTV)
Em depoimento no último dia 13 de novembro, Longo afirmou que a relação entre ele e Natália Ponte era boa e só se desgastou em setembro, quando a mulher descobriu que ele havia voltado a usar drogas. Já a mãe de Joaquim diz que o relacionamento eram ruim desde o início do ano, quando o casal ficou separado por 30 dias. Natália afirma ainda que era ameaçada pelo marido e chegou a ser agredida por ele.
Guilherme Longo também relata que tinha uma boa relação e era "muito carinhoso" com o enteado. Natália, por outro lado, diz que longo tinha ciúmes dela e de Joaquim e chegou a pedir que ela deixasse a clínica em que trabalhava. O menino seria o motivo de brigas constantes entre o casal.
Outro ponto contraditório, segundo o delegado, diz respeito a quem teria ligado para a Polícia Militar na manhã do dia 5, para informar sobre o desaparecimento de Joaquim. No primeiro depoimento, Longo teria afirmado que Natália teria ligado, depois voltou atrás e disse que ele próprio ligou no 190. "Isso não é um mero detalhe, é um fato importante. Se você tivesse ligado para a polícia, você não se esqueceria. Não tem como se equivocar desse jeito."
O advogado de Longo, Antônio Carlos de Oliveira, vê as contradições como "acessórios", coisas irrelevantes. Ele nega as acusações sobre o ciúme e sobre o perfil agressivo do padrasto e também que o vício em cocaína possa ter trazido algum problema psicológico ao padrasto de Joaquim. "Usar drogas não causou nenhum transtorno mental a ele."
Longo e Natália colaboram com as investigações, argumentou juíza em sua decisão (Foto: Reprodução/EPTV)Delegado diz que depoimentos de Guilherme Longo e Natália Ponte continuam sendo contraditórios
(Foto: Reprodução/EPTV)
Laudo do IML
O laudo do exame necroscópico realizado no corpo do menino Joaquim deve ser entregue à Polícia Civil nesta segunda-feira (18). O delegado disse que conversou informalmente com o médico que realizou a autópsia, e que o resultado não teria apontado marcas de agressão ou esganadura no corpo do garoto. Além disso, também não foi encontrado água nos pulmões, o que indicaria morte por afogamento.
Por conta disso, foram pedidas análises mais detalhadas de sangue e vísceras, que devem estar prontas entre 10 e 20 dias, e podem dar mais informações sobre a morte. "Por mais que [o laudo] não seja conclusivo, é importante para eliminar questões importantes", afirmou Castro.

A mãe de Joaquim, Natália Ponte, e o padrasto dele, Guilherme Longo, estão presos temporariamente, suspeitos de envolvimento no sumiço e na morte da criança. Eles alegam inocência. Entretanto, o promotor que acompanha o caso, Marcus Túlio Nicolino, afirmou que a polícia e o Ministério Público continuam trabalhando com "a linha de que o assassino estava dentro da casa."
O caso

Joaquim Ponte Marques, de 3 anos, desapareceu de dentro da casa da família, na madrugada de 5 de novembro, em Ribeirão Preto (SP). O corpo do menino foi encontrado cinco dias depois boiando no Rio Pardo, em Barretos (SP), e enterrado no dia 11 de novembro, em São Joaquim da Barra (SP).
Longo e Natália negam envolvimento na morte de Joaquim. Entretanto, Natália revelou nos três depoimentos que prestou após a prisão que sofria agressões e ameaças por parte do marido, além dos ciúmes que Longo sentia do enteado.  O padrasto nega as afirmações e diz que eles tinham apenas brigas corriqueiras. Nicolino disse que a realização de uma acareação entre Natália e Longo não deve acontecer nesse momento de investigações.
Desde o início das investigações, a Polícia Civil obteve imagens registradas por câmeras de segurança instaladas na rua onde fica a casa da família de Joaquim e próximo à casa do pai de Guilherme, Dimas Longo. Segundo o delegado, Dimas saiu de carro da casa dele, na madrugada do desaparecimento de Joaquim, e retornou algum tempo depois. As imagens ainda estão sendo analisadas pela polícia.
O promotor afirmou que, na semana passada, a polícia obteve um vídeo – também gravado na madrugada do sumiço do menino – que mostra um homem carregando um objeto que se parece com uma sacola grande, andando pela rua da casa da família. As imagens não foram divulgadas pela polícia, mas já foram incluídas no inquérito. A polícia aguarda ainda o resultado dos laudos toxicológicos feitos no corpo

PREFEITURA DE CURITIBA DIVULGA SALÁRIOS DE SERVIDORES E COMISSIONADOS.


A remuneração dos 35 mil servidores e comissionados da Prefeitura de Curitiba já está disponível no Portal da Transparência do Executivo Municipal. O sistema não exige cadastro para iniciar a busca.
Para ter acesso às informações, é necessário acessar a página do Portal da Transparência, no próprio site da prefeitura. Os dados estão disponíveis no item “Remuneração dos Servidores”, localizado na aba “Funcionários”. 

Para seguir com a pesquisa, além de selecionar a data, também é preciso escolher o cargo e colocar - não obrigatoriamente,- o nome do servidor de quem se deseja conhecer as remunerações. As funções já determinadas são apenas dos funcionários concursados. Todos os comissionados, independente da função, estão inseridos em “Cargos em Comissão”, também em “Cargo”.

Os dados remuneratórios são atualizados no quinto dia de cada mês. Todas as especificações de vantagens e descontos estão especificadas em um ícone identificado por um ponto de interrogação.Na página individual de remuneração, estão presentes informações como data de admissão; vantagens (que incluem vencimentos, vantagens pessoais, gratificações, entre outros itens); descontos, como Imposto de Renda Retido na Fonte, Previdência Pública e demais deduções realizadas; e o valor líquido recebido. O portal deverá manter, daqui para frente, informações individuais de salário de cada funcionário em relação aos últimos 12 meses.

Piraquara vai ganhar outlet de grupo paulista em sociedade com Joel Malucelli


Curitiba, 29-06-2009 - Joel Malucelli Foto: José Gomercindo - SECS
Empresário Joel Malucelli
Por Denise Mello, via Sindishopping

A Região Metropolitana de Curitiba vai ganhar seu primeiro outlet e a cidade escolhida é Piraquara, a cerca de 14 km da capital. Trata-se do Curitiba Premium Outlet, que será construído pelo Grupo J. Malucelli em sociedade com um grupo empresarial de São Paulo, que já detém 16 outlets premium no país. O empreendimento vai reunir grifes nacionais e internacionais e não será pequeno. Pelo contrário. De acordo com o empresário Joel Malucelli, o projeto prevê um prédio com 20 mil metros quadrados de Área Bruta Locável (ABL), em um terreno de 120 mil metros quadrados.
Para ler a reportagem, clique aqui

'Tudo valeu a pena', diz Roberto Jefferson após prisões do mensalão

O ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), o delator do mensalão, afirmou em nota publicada em seu blog nesta segunda-feira (18) que "valeu a pena" denunciar o esquema em entrevista ao jornal "Folha de S. Paulo" em 2005. A mensagem também foi divulgada em posts no Twitter.
"O último ano tem sido um dos mais difíceis de minha vida. Guardo, porém, a certeza de que cumpri minha missão, mesmo que tenha pago [sic] um alto preço. Tudo valeu a pena", escreveu o ex-presidente do PTB, condenado a 7 anos e 14 dias pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

PENAS DO MENSALÃO

  • Arte/UOL
    Clique na imagem para ver quais os crimes e as punições aplicadas aos réus
Jefferson cumprirá a pena em regime semiaberto. A defesa dele pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) que a pena seja cumprida na casa dele em função de problemas de saúde que o acometem. A Corte rejeitou o pedido com o argumento de que a conversão para o regime domiciliar só cabe para condenados em regime aberto. Em sua mensagem, o ex-deputado citou a doença.
"De todos os problemas, o pior, no ano passado, foi descobrir que tinha um câncer no pâncreas, e o mais agressivo. Para eliminar o câncer no pâncreas, passei por uma cirurgia que envolveu a retirada de parte de órgãos e mais de 500 pontos internos", afirmou o petebista. "Desde que retirei um câncer no pâncreas, uma série de intercorrências provenientes da doença tem sido a tônica", acrescentou.
O presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, deve expedir hoje novos mandados de prisão contra os condenados do processo do mensalão, incluindo o de Jefferson. Onze condenados já se entregaram à Polícia Federal e estão inicialmente presos em Brasília e um deles, o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, está foragido na Itália.


Colombo Empregos: 157 vagas estão disponíveis nas Agências do Trabalhador do município


WEBMASTER 15 DE NOVEMBRO DE 2013

Oportunidades em diversas áreas estão disponíveis para quem está à procura de uma colocação no mercado de trabalho

A Agência do Trabalhador de Colombo oferece para esta sexta-feira, 157 vagas de emprego distribuídas entre setores técnicos, de serviço e comércio. As funções com maior número de vagas são de auxiliar de linha de produção, seguido por operador de caixa, auxiliar de cozinha, atendente de balcão e ajudante de carga e descarga de mercadoria.
Os cidadãos de Colombo que estão em busca de uma oportunidade para colocação no mercado de trabalho, seja no primeiro emprego ou na recolocação profissional, podem ir até uma das agências e realizar o cadastro. As vagas podem ser visualizadas pela internet, basta que o internauta faça a habilitação ou atualização do cadastro, na Agência do Trabalhador, de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
Serviço:
  1. Agência do Trabalhador – Maracanã – Rua Durval Ceccon, 664, Park Shopping Colombo.
  1. Agência do Trabalhador – Sede – Rua Venâncio Trevisan, 111, Telefone: 3656-5001.

1Açougueiro
1Acabador de mármore e granito
6Ajudante de carga e descarga de mercadoria
3Ajudante de obras
4Assistente administrativo
2Assistente de vendas
6Atendente de balcão
3Atendente de lanchonete
5Auxiliar de almoxarifado
3Auxiliar de confeiteiro
6Auxiliar de cozinha
4Auxiliar de limpeza
27Auxiliar de linha de produção
2Auxiliares administrativos e de escritórios
2Auxiliar financeiro
1Balconista de açougue
3Caixa (supermercado)
1Chapeiro
1Confeiteiro
2Consultor de informação
1Coordenador de compras
1Copeiro
2Cozinheiro geral
3Eletricista
1Estoquista
4Fiscal de loja
2Fresador (fresadora universal)
2Instalador de som e acessórios de veículos
2Motorista de caminhão
3Motorista entregador
3Oficial de manutenção
6Operador de caixa
2Operador de empilhadeira
4Padeiro
2Pedreiro
2Pintor de alvenaria
3Porteiro
1Projetista de ferramentas
3Projetista de móveis
1Recepcionista de crediário
4Salgadeiro
1Selecionador de sucatas
2Serralheiro
4Servente de obras
4Soldador
3Torneiro mecânico
6Vendedor interno
2Zelador
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br