Juiz de execução penal do mensalão é substituído

O juiz da VEP (Vara de Execuções Penais) de Brasília, Ademar Vasconcelos, não é mais o responsável pelo processo do mensalão. Em seu lugar ficará o substituto Bruno André Silva Ribeiro.
A ida do ex-presidente do PT José Genoino, 67, para a casa de um familiar na manhã deste domingo (23) logo após receber alta do hospital em que estava internado já foi comandada por Ribeiro. Ele inclusive estabeleceu uma série de condicionantes para a permanência de Genoino em casa.
Conforme a Folha apurou, Genoino não poderá sair nem dar entrevistas no período em que estiver na casa de familiares em Brasília. Ele deve permanecer no local até que a junta médica que o examinou dê um parecer ao STF (Supremo Tribunal Federal) e o presidente da corte, Joaquim Barbosa, decida se ele cumprirá pena na Papuda ou em prisão domiciliar.
A substituição de Vasconcelos, de acordo com fontes do STF, teria acontecido ainda na sexta-feira (22). Isso porque, nos últimos dias, diversas ações do juiz teriam irritado Barbosa, que deixou clara sua insatisfação para o TJ-DF (Tribunal de Justiça do Distrito Federal).
Desde o início das prisões, Vasconcelos já não havia recebido de Barbosa as determinações para comandar o processo. No dia anterior à expedição dos mandados, o presidente entrou em contato justamente com o juiz substituto Ribeiro, e enviou para ele os documentos relativos às prisões.
Como estava em férias, Ribeiro tentou entregar a documentação para Vasconcelos. AFolha apurou que ele se negou a receber o material e isso teria criado um mal-estar dentro do TJ-DF.
Vasconcelos ainda chegou a dar entrevistas dizendo que não havia recebido o material e por diversas vezes destacou que este era um caso do STF. As declarações contrariaram Barbosa e foi preciso que o presidente do TJ-DF, Dácio Vieira, entrasse no circuito para que Vasconcelos iniciasse os procedimentos relativos à execução penal dos condenados.
Após isso, com os sentenciados já presos e a situação de saúde do ex-presidente do PT sendo questionada, Vasconcelos informou Barbosa que não havia a necessidade de internação do preso. No dia seguinte, o próprio Vasconcelos entrou em contato com o presidente do Supremo para dizer que o caso era perigoso e que o melhor seria levar Genoino ao hospital.
No despacho que autorizou o tratamento fora da Papuda, Barbosa fez questão de destacar a situação, dizendo que havia recebido de Vasconcelos informações conflitantes sobre a saúde de Genoino. O despacho de Barbosa, conforme a Folha apurou, fez com que colegas de TJ de Vasconcelos também passassem a criticá-lo e a questionar sua permanência na execução penal do mensalão.
Outro fato que chamou a atenção de Barbosa foi a publicação de uma entrevista na revista "IstoÉ" com Genoino. Este tipo de procedimento só pode ser feito com autorização expressa da Justiça.
Procurado, Vasconcelos disse que não daria entrevistas e que qualquer informação deveria ser solicitada à assessoria de comunicação do tribunal. A assessoria, por sua vez, disse desconhecer críticas à atuação de Vasconcelos e não esclareceu se a substituição por Ribeiro era temporária ou permanente.

Antes de 'jogo do ano', Atlético-PR faz 6 a 1 no Náutico e assume 2º lugar do BR



Nada como ter o já rebaixado Náutico como adversário para reagir no Campeonato Brasileiro. Depois de perder duas partidas seguidas e ver a posição no G-4 ficar ameaçada, o Atlético-PR goleou os pernambucanos por 6 a 1 na tarde deste domingo, na Arena Joinville, e desta forma deu um importante passo para carimbar a vaga na Copa Libertadores de 2014.
De quebra, o Atlético-PR termina esta 36ª rodada na segunda colocação, já que foi aos 61 pontos e ultrapassou Grêmio (no saldo de gols) e Goiás (59), que tropeçaram na rodada. Agora, a equipe paranaense volta as atenções para a Copa do Brasil, já que na quarta-feira faz contra o Flamengo, no Maracanã, o jogo que definirá o campeão do torneio nacional.
O Náutico, por sua vez, estaciona pela 11ª rodada seguida nos 17 pontos e continua com a pior campanha da Série A na Era dos pontos corridos, junto com o América-RN, que conquistou apenas 17 na temporada de 2007.
Antes do início da partida, mais um protesto do Bom Senso tomou conta da Arena Joinville. Assim como aconteceu no jogo entre Vasco e Cruzeiro, no último sábado, os 22 jogadores das duas equipes sentaram no gramado por cerca de 30 segundos até a bola rolar pra valer. E quanto isso aconteceu, o Atlético-PR precisou de 25 minutos para abrir o placar.
Éverton fez bela jogada pela esquerda, foi até a linha de fundo e cruzou para trás, na medida para Zezinho, que cabeceou para o chão, no canto esquerdo de Ricardo Berna, e balançou as redes. 1 a 0, resultado que duraria apenas dois minutos. No lance seguinte, Paulo Baier recebeu na grande área e, de primeira, de direita, bateu com categoria para ampliar. 2 a 0.
"Agente buscou o gol desde o primeiro minuto. Graças a Deus eu fiz o gol e Paulo ampliou o placar. Vamos continuar na mesma pegada, para manter o placar e se poupar para o jogo de quarta-feira", disse Zezinho, já pensando no decisivo duelo contra o Flamengo, pela Copa do Brasil. E esse relaxamento pôde ser visto logo no primeiro minuto do segundo tempo.
Bruno Collaço arriscou, a bola bateu na trave e sobrou para Tiago Real, que livre, apenas teve o trabalho de empurrá-la para as redes. 2 a 1 na Arena Joinville. Porém, o Atlético-PR percebeu que não poderia se acomodar se quisesse sair de campo com os três pontos, e assim, voltou a abrir dois gols de diferença aos 7min, com chute rasteiro de Felipe da entrada da área.
E com o Atlético-PR mantendo o ritmo, a vitória não demorou a virar goleada. De pênalti, o artilheiro do Brasileiro Éderson marcou aos 15min e chegou ao seu 18º gol na competição. Dois minutos depois, Felipe fez mais um belo gol após belo passe de Paulo Baier, de ombro. E aos 20min, Cleberson fechou a conta após ganhar dividida dentro da pequena área após cruzamento para trás. Festa na Arena Joinville e gritos de "Libertadores" da torcida rubro-negra.
ATLÉTICO-PR NÁUTICO
Local: Arena Joinville, em Joinville (SC)
Data: 24/11/2013 (domingo)
Árbitro: Arílson Bispo da Anunciação (BA)
Auxiliares: Luiz Carlos Silva Teixeira (BA) e Eberval Lodetti (SC)
Cartões amarelos: Luiz Alberto (Atlético-PR); William Alves, Maranhão, Diego, Gustavo Henrique (Náutico)
Gols: Zezinho aos 25min, Paulo Baier aos 27min do primeiro tempo; Tiago Real a 1min, Felipe aos 7min, Éderson aos 15min, Felipe aos 17min e Cleberson aos 20min do segundo tempo
ATLÉTICO-PR
Weverton; Juninho, Manoel, Luiz Alberto (Cleberson) e Zezinho; Deivid, Felipe, Everton e Paulo Baier (Bruno Silva); Marcelo e Éderson (Roger)
Técnico: Vagner Mancini
NÁUTICO
Ricardo Berna; Diego, Alison e William Alves (Maikon Leite); Maranhão, Elicarlos, Gustavo Henrique, Martinez, Tiago Real e Bruno Collaço; Rogério (Dadá)
Técnico: Marcelo Martelotte

Genoino recebe alta de hospital em que estava internado em Brasília


Deputado passou mal na prisão e estava internado desde quinta-feira.
Após receber alta, por volta das 6h30, ele foi para a casa da filha.


O deputado federal licenciado José Genoino (PT-SP) recebeu alta do hospital em que estava internado em Brasília por volta de 6h30 deste domingo. O ex-presidente do PT foi condenado no julgamento do mensalão a  6 anos e 11 meses de cadeia, por corrupção ativa e formação de quadrilha.
Genoino foi preso no último dia 15, junto com outros réus condenados no mensalão. Ele estava preso desde o dia 16 na penitenciária da Papuda, em Brasília, de onde foi levado para o hospital na quinta-feira, após passar mal.
O deputado não precisou deixar o hospital de ambulância. Ele saiu de carro de passeio e não falou com a imprensa. De lá foi para a casa da filha, também em Brasília.
Em julho Genoino passou por cirurgia cardíaca, para contornar uma dissecção da aorta (a artéria estava abrindo em camadas, o que provoca hemorragias). Em setembro, devido aos problemas de saúde, foi licenciado das  suas atividades na Câmara. Laudo do IML diz que Genoino tem hipertensão e "é paciente com doença grave, crônica e agudizada, que necessita de cuidados específicos". Clique aqui para ver mais informações sobre a doença de Genoino.
Em nota divulgada neste domingo, o Instituto de Cardiologia do DF, onde Genoino estava internado, disse que o deputado apresentou "melhora dos níveis de pressão arterial e dos parâmateros de coagulação sanguínea" e que, por isso, recebeu alta.
Por conta dos problemas de saúde, Genoino vai ficar em prisão domiciliar até sair uma decisão definitiva do Supremo Tribunal Federal sobre o tipo de regime de detenção que ele deverá cumprir.
No sábado, a pedido do presidente do STF, Joaquim Barbosa, uma junta médica realizou perícia sobre o estado de saúde de Genoino. Baseado no resultado da perícia, Barbosa vai decidir sobre o tipo de regime de prisão, se semiaberto ou domiciliar, como pede a defesa.
O deputado foi um dos réus condenados do mensalão presos no último dia 15. Na penitenciária da Papuda, ele cumpria regime semiaberto junto com os também petistas José Dirceu, ex-minstro do governo Lula, e Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT.
'Confiante'
O deputado federal Renato Simões (PT-SP), que visitou Genoino também no sábado, disse que o colega se mostrou "confiante" em obter a prisão domiciliar.
Simões assumiu a vaga do próprio Genoino, no Congresso Nacional, como suplente. Segundo ele, Genoino disse ainda que foi "muito bem tratado" pela equipe que fez a perícia médica.
"[Genoino] disse que foi muito bem tratado. Foi um comportamento bastante técnico da junta médica. Fez todas as perguntas que eram pertinentes, recebeu as repostas, recebeu os laudos, de modo que ele está confiante que o resultado do trabalho da junta médica comprovará seu pleito de prisão domiciliar", afirmou Simões a jornalistas.

Polícia Federal abre concurso para 566 vagas; salários vão de R$ 3,3 mil e R$ 5 mil


Da Redação

A Diretoria de Gestão de Pessoal da Polícia Federal publicou na última quinta-feira (21) o edital para um concurso público com 566 vagas, sendo 534 para nível médio e 32 para nível superior. Para trabalhar no Paraná são 15 vagas de nível médio. A seleção está sob a responsabilidade do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB).
As vagas disponíveis para nível superior estão distribuídas entre os cargos de Administrador, Arquivista, Assistente Social, Contador, engenheiro civil, engenheiro eletricista, engenheiro mecânico e psicólogo. Os profissionais aprovados nestas funções devem atuar em Brasília (DF). Já as 534 vagas para nível médio são para Agente Administrativo e destinadas para as demais Unidades Federativas, localizadas em vários estados.
Os aprovados nos cargos de nível médio farão jus à remuneração R$ 3.316,77, enquanto que para os de nível superior o valor será de R$ 4.039,32, e R$ 5.081,18. A jornada de trabalho de todos os profissionais será de 40h semanai.
As inscrições devem ser realizadas entre os dias 1º e 23 de dezembro de 2013, por meio de preenchimento do formulário disponível no site www.cespe.unb.br. Os candidatos além de atenderem aos requisitos exigidos devem efetuar o pagamento da taxa correspondente ao nível de escolaridade escolhido, sendo de R$ 60,00 para médio e R$ 70,00, para superior. O pagamento deve ocorrer até 15 de janeiro de 2014.
Só poderão solicitar isenção de pagamento da taxa, candidatos que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e que sejam membros de família de baixa renda.
O concurso será composto de prova objetiva de conhecimentos básicos e específicos, com 120 questões, para todos os inscritos; e Prova Discursiva de 30 linhas, sobre tema relacionado a conhecimentos específicos do cargo (nível superior). Essas provas ocorrerão na data provável de 16 de fevereiro de 2014, no turno da manhã para cargos de nível superior e da tarde, para nível médio. Os locais e horários serão divulgados no site da Cespe, na data prevista de 7 de fevereiro de 2014. Os candidatos que se declararem portadores de necessidades especiais (PNE), deverão realizar as provas em uma única etapa na cidade de Brasília – DF. Já os demais podem optar pelas outras capitais.
A validade deste Concurso será de dois anos, a contar de sua homologação e poderá ser prorrogado por igual período, uma única vez. Mais informações podem ser obtidas no edital completo, disponível em nosso site, no link abaixo:

Jovem resiste a abordagem e morre em confronto com a polícia na RMC


Por Felipe Ribeiro e Antônio Nascimento

Um jovem morreu em confronto com a Polícia Militar no início da madrugada deste domingo (24) após reagir ao cerco formado na Rua Mendel, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com o tenente Romel, Kelton Gomes da Silva estava com um amigo, quando tiros foram disparados próximo a uma viatura da PM, que iniciaram a perseguição ao dois.
“Assim que pedimos o apoio, iniciamos esse cerco. O amigo não reagiu e colocou a arma no chão para não ter problemas, já o Kelton teve a infelicidade de atirar nos policiais, nisso a equipe da Rotam reagiu e ele morreu na hora”, disse.
O corpo de Kelton foi encaminhado ao Instituto Médico Legal. Já o Lucas do Amaral foi encaminhado à Delegacia de Colombo.

Presos de delegacia da RMC iniciam segunda tentativa de rebelião em menos de dez dias


 Por Felipe Ribeiro e Antônio Nascimento

Os presos da Delegacia de Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, iniciaram na manhã deste domingo (24) a segunda tentativa de rebelião em menos de dez dias. De acordo com o delegado Amarildo Antunes, a ação rápida da polícia conseguiu impedir uma fuga em massa e, diante disso, eles levantaram os colchões das celas e começaram a quebrar as grades.
“Desde que eu cheguei aqui, implantamos um sistema de câmeras e monitoramento que dificulta as tentativas de fuga. Mas hoje estamos com cerca de 70 presos em uma delegacia que não comporta 20, eu concordo que as condições são muito insalubres”, comentou.
O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) está no local e até as 8h20 da manhã deste domingo ainda negociava com os presos.

CHEGADA E SORTEIO DE BRINDES NO 1º PASSEIO CICLÍSTICO DO 22º BPM E PREFEITURA DE COLOMBO