Brasil falha no sistema de registro de casos de câncer, dizem especialistas.


Aline Valcarenghi
Da Agência Brasil
Especialistas defendem que o Brasil tem falhas no sistema de registro de casos de câncer e que há uma subnotificação da doença. "A gente nunca sabe quantos casos de fato surgiram em cada ano. Demora três, quatro anos para nós sabermos quantas pessoas tiveram a doença", disse a presidente da Federação Brasileira das Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), a mastologista Maira Caleffi.
Segundo Cláudio Noronha, coordenador de Prevenção e Vigilância do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o número demora a ser divulgado porque é um trabalho de recolhimento de dados em todos os estados, mas segundo o especialista, as expectativas de novos casos são baseadas em um estudo que considera as diferenças de registro de informações existentes nas regiões brasileiras.
O Ministério da Saúde divulgou esta semana a estimativa de novos casos de câncer que surgirão em 2014. Serão mais de 576 mil novos casos em todo o Brasil, sendo que o câncer de pele não melanoma, que é mais leve e não leva à morte, corresponderá a 31% do total. A estimativa de novos casos para o próximo ano é 11% maior que a última estimativa divulgada há dois anos.
O presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, Anderson Silvestrini, acredita que além do natural aumento de número de casos de câncer, devido ao envelhecimento da população e à absorção de maus hábitos no estilo de vida, o número de diagnósticos também teve um aumento considerável, o que levou ao aumento da expectativa de novos casos. Mas ele acredita que ainda há falhas de registro.
Além disso, na avaliação do especialista, não há estrutura no Brasil para o tratamento dos novos casos. "Hoje o Brasil conta com centros que conseguem dar tratamento de primeiro mundo para pacientes com câncer. Mas em muitos lugares a atenção à doença ainda é precário", avaliou Silvestrini.
O Ministério da Saúde elaborou um sistema de registro de casos de câncer que deve ser usado em todo o país. A previsão inicial era que o Sistema de Informação do Câncer (Siscan), começasse a receber todos os novos registros de câncer em agosto, porém, segundo o Ministério da Saúde, as prefeituras pediram mais prazo para se estruturarem. De acordo com a pasta, o novo prazo dado para as prefeituras é janeiro de 2014.
Dados do Ministério da Saúde mostram que em 2010, o país registrou 179 mil mortes em decorrência da doença. O câncer dos brônquios e do pulmão foi o tipo que mais matou (21.779), seguido do câncer do estômago (13.402), de próstata (12.778), de mama (12.853) e de cólon (8.385).

A caminho do jogo, cinco torcedores do Paraná agridem menino de 12 anos dentro de ligeirinho


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha

Uma cena revoltante chocou os passageiros do terminal da Cidade Industrial de Curitiba (CIC) na tarde deste sábado (30). Cinco torcedores do Paraná Clube agrediram um menino de 12 anos dentro do ligeirinho Araucária-Capão Raso. Ele estava a caminho de uma festa de aniversário com a mãe.
A informação é de que os dois desembarcavam no terminal quando cinco torcedores embarcaram no coletivo, já dando socos no rosto do menino. Segundo Maryon Caron, a mãe da criança, a agressão aconteceu porque o filho segurava uma blusa do Coritiba. “Ele não fez nada para provocar ninguém. Ele só estava com o moletom na mão, só isso”, contou, chorando, àBanda B. Segundo testemunhas, depois que os quatro agressores mais novos bateram no menino, o mais velho deu um chute na cabeça dele.
Ao ver a cena, o motorista Luiz Oliveira fechou as portas do ônibus, que estava lotado, e não deixou ninguém sair. Ao invés de seguir o itinerário, ele levou o coletivo direto para o 8º Distrito da Polícia Civil. “Eu até pensei em esperar no terminal, mas achei que podia demorar para a polícia chegar. Eu fiquei com medo, mas não tive escolha. Não podia deixar que eles escapassem impunes”, afirmou o condutor.
Dos cinco detidos pela polícia, quatro são adolescentes de 16 e 17 anos e, por isso, foram liberados. O outro rapaz, Josué Almeida Custódio, de 22 anos, ficou preso e deve responder por lesão corporal grave. A vítima foi encaminhada para o Hospital do Trabalhador, com ferimentos na boca, no nariz e nos olhos.
“Eu estou revoltada. Não é possível que isso tenha acontecido porque ele segurava uma blusa de outro time. O pior é ver os agressores do seu filho sendo liberados. Se eles não podem ser punidos, que pelo menos os pais deles saibam o que eles fazem fora de casa. É uma situação muito triste”, concluiu Maryon.

SUSPEITO DE ESPANCAR E MATAR JOVEM APÓS BRIGA EM BALADA É PRESO EM SP.


Polícia decretou a prisão de dois suspeitos do assassinato.
Ewerton Nogueira foi perseguido e espancado após deixar casa noturna.

Do G1 São Paulo

A Polícia Civil prendeu na manhã deste sábado (30) Rodrigo Dias Viana, de 23 anos, suspeito de ter agredido e matado o vendedor Ewerton Nogueira, de 25 anos, na madrugada do domingo (24), após se envolver em uma briga em uma casa noturna na Zona Leste de São Paulo. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, além de Viana, Abner Felipe Cardosos Gerônimo também teve a prisão provisória decretada, mas está foragido.
Os suspeitos foram identificados a partir de imagens de câmeras internas de segurança da casa noturna e de depoimentos dos amigos de Ewerton.
A Secretaria de Segurança Pública informou que policiais do 21º Distrito Policial (Vila Matilde) foram à casa de Viana, no Jardim dos Bancários, com um mandado de busca e apreensão. Os familiares do rapaz disseram que ele estava trabalhando no interior e os policiais apreenderam agumas roupas que Viana pode ter usado no dia em que o vendedor foi morto. Momentos depois, ainda de acordo com a Secretaria de Segurança Pública, Viana se entregou na delegacia acompanhado de seu advogado.
O delegado Paulo Sérgio Lew disse que Viana confessou a agressão, mas que não acredita que foram as lesões a causa da morte de Ewerton. O delegado disse que Viana justificou a agressão dizendo que o vendedor era "muito folgado e sempre batia em todo mundo", de acordo com a secretaria. A polícia acredita que pelo menos cinco pessoas tenham participado do crime.
A prisão temporária por cinco dias foi decretada a Viana e a Gerônimo. Viana foi indiciado por homicídio doloso qualificado e está detido no 77º Distrito Policial (Santa Cecília). Até as 17h15, o G1não havia localizado o advogado que defende o suspeito.
Câmeras
Imagens de câmeras do circuito interno da casa noturna mostram que Ewerton foi perseguido por um grupo de pessoas após ter sido colocado para fora da balada por seguranças. O vendedor foi encontrado, pouco depois, desacordado em uma vala de uma obra viária a poucos metros da casa noturna e morreu em um hospital.
Pouco antes, as imagens também mostram os funcionários da casa apartando uma briga e colocando Ewerton para fora do estabelecimento.
Antes do vendedor, um grupo de jovens que estava em um dos camarotes da casa noturna já havia sido expulso da balada após uma discussão, que envolveu o grupo de amigos de Ewerton. “As imagens mostram que a segurança atuou de pronto assim que teve início a discussão e separou o pessoal. Eles colocaram o pessoal do camarote para fora. Depois colocaram o Ewerton”, disse o delegado na terça-feira (26).
O pai de Reinaldo Vilhora Júnior, amigo do vendedor Ewerton Nogueira, disse em entrevista ao G1por telefone que, segundo relato do filho, um grupo de pessoas que estava no camarote da boatecomeçou a jogar gelo nas pessoas do piso inferior. A primeira pedra de gelo caiu na mesa ao lado da que o rapaz estava com Ewerton. Logo em seguida, eles também foram perseguidos.
Ewerton teria devolvido o gelo em direção ao camarote. A reação causou empurra-empurra e os seguranças apartaram a confusão.
Protesto
Cerca de 120 pessoas realizam um protesto na noite desta sexta-feira (29), em frente a uma casa noturna da Zona Leste de São Paulo, contra a morte do vendedor Ewerton Leandro de Castro Nogueira, de 25 anos, que esteve na casa noturna antes de ser morto no fim de semana. De acordo com a Polícia Militar, o protesto começou por volta das 19h e até as 21h seguia pacífico, sem interdição da via.
O site da boate na internet informa que o estabelecimento está fechado por luto nesta sexta e sábado (30). O G1 não conseguiu localizou os responsáveis pela boate para falar sobre o protesto. O  Programa de Silêncio Urbano (Psiu) fechou e multou a boate na quarta-feira (27). A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras informou, em nota, na quinta-feira (28) que o estabelecimento foi fechado administrativamente devido ao descumprimento da Lei 12.879, que trata do horário de funcionamento dos bares na cidade.
De acordo com a nota divulgada pela secretaria, o fechamento foi feito com reforço policial e abertura de boletim de ocorrência. Se a medida não for respeitada, a próxima ação do Psiu será emparedar a boate
.

Após conversão proibida, motociclista é atingido por caminhão no Contorno Norte.


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha
acidente-colombo-301113-bandab
Com o impacto, o motociclista morreu na hora. (Foto: Juliano Cunha – Banda B)

Uma conversão proibida provocou a morte de um homem de 59 anos na manhã deste sábado (30). O acidente aconteceu na Rodovia do Contorno Norte, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba (RMC).
Segundo relatos da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Otenir Gomes de Melo, que pilotava uma motocicleta, realizou a conversão irregular e acabou sendo atingido por um caminhão. Com o impacto, ele morreu na hora. O caminhão seguia para São José dos Pinhais, também na RMC.
O cabo Amauri informou à Banda B que um novo acesso foi construído na região para evitar acidentes. “Apesar disso, os motoristas continuam fazendo manobras proibidas, o que é um risco para todos que estão na estrada. Por isso é importante prestar muita atenção”, explicou.
A informação é de que Otenir era morador de Jardim Osasco, em Colombo, era casado e tinha um filho.

PRODUTOR MUSICAL JOÃO ARAÚJO É ENTERRADO NO RIO.


Pai do cantor Cazuza morreu em casa, vítima de uma parada cardíaca.
Criador da Som Livre, ele revelou Djavan, Xuxa e Barão Vermelho.

Do G1 Rio
O corpo do produtor musical João Araújo foi enterrado no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro, às 17h deste sábado (30). Araújo, que tinha 78 anos, sofreu uma parada cardíaca, em casa. Ele era pai do músico Cazuza e estava casado havia 56 anos com Lucinha Araújo.
Ele foi enterrado com uma bandeira do Flamengo, no mesmo jazigo do filho Cazuza. O sepultamento aconteceu debaixo de chuva.
Enterro de João Araújo aconteceu na tarde deste sabado (30) no Rio de Janeiro (Foto: Kathia Mello/G1)Enterro de João Araújo aconteceu na tarde
deste sabado (30) (Foto: Kathia Mello/G1)
João Araújo foi um dos executivos mais importantes da indústria fonográfica brasileira. Ele criou e foi diretor-geral da gravadora Som Livre, das Organizações Globo, por cerca de 40 anos.
Na empresa, ele possibilitou a criação do disco “Acabou chorare”, dos Novos Baianos.Antes, passou pelas gravadoras Odeon, que tinha entre suas estrelas na época Dorival Caymmi e João Gilberto, e Philips, onde apostou nos iniciantes Caetano Veloso e Gal Costa.
Lucinha Araújo, viúva de João Araújo, durante o enterro do produtor no Rio de Janeiro (Foto: Kathia Mello/G1)Lucinha Araújo, viúva de João Araújo
(Foto: Kathia Mello/G1)
Velório
Entre amigos e familiares, estiveram no velório as apresentadoras Xuxa e Ana Furtado, o produtor musical Luís Carlos Miele, o escritor Zuenir Ventura, a atriz Rosamaria Murtinho, o autor de novelas Gilberto Braga, os diretores da TV Globo Daniel Filho, Boninho, Ali Kamel e José Frejat, pai do músico Frejat, que foi parceiro de Cazuza no Barão Vermelho.
"Ele é uma pessoa muito querida. Era um amigo pessoal muito querido e uma pessoa de uma importância enorme para a música. É uma perda muito grande", disse a autora Gloria Perez, que chegou por volta das 13h.
"João vai deixar um legado para a música brasileira. Ele fez história", afirmou a cantora Leiloca, ex-As Frenéticas.
Xuxa chegou ao velório por volta de 15h e deixou o cemitério após quase duas horas, chorando muito, ao lado do namorado.
Gilberto Braga, autor da novela Água Viva, que está sendo reprisada no canal Viva, recomendou que as pessoas assistam à telenovela porque a trilha é "a síntese do bom gosto do João".
Xuxa chegou ao velório de João Araújo às 14h50 com uma bota de imobilização na perna esquerda (Foto: Cristiane Cardoso/G1)Xuxa chegou ao velório de João Araújo
(Foto: Cristiane Cardoso/G1)
O cantor Caetano Veloso também foi ao velório de Araújo. Ele chegou ao local por volta de 16h30. Pouco depois, a atriz Glória Pires chegou ao velório, acompanhada pelo marido Orlando Morais.
"Ele era uma pessoa muito generosa e prestou muito serviço ao país e à música. Temos que reconhecer o trabalho dele. Eu o conhecia há quase tanto tempo quanto Cazuza conheceu Frejat", declarou José Frejat.

 
Na gravadora, ele foi quem abriu as portas da indústria do disco para Djavan, Xuxa e Barão Vermelho, o antigo grupo de Cazuza.

Araújo ainda teve seu talento reconhecido ao receber o prêmio Grammy Latino, concedido a pessoas com importantes contribuições em gravação e promoção musical.

Assaltantes de SC entram em confronto com polícia, atiram em soldado e fogem em direção ao PR.


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha

Uma perseguição policial digna de filme hollywoodiano marcou a madrugada deste sábado (30) na cidade de Itaiópolis, em Santa Catarina (SC). A informação é de que um soldado da PolíciaMilitar (PM) e pelo menos um dos assaltantes envolvidos foram baleados. Os outros criminosos fugiram e ainda não foram localizados.
Tudo começou quando policiais ouviram, por volta das 2h50, o disparo de um alarme do Banco do Brasil, no bairro Bom Jesus do município catarinense. Ao chegar no local, eles constataram que não havia nenhum arrombamento. Minutos depois, enquanto saíam da agência, um barulho de explosão chamou a atenção deles, que foram em direção à empresa Embrapa, onde um caixa eletrônico teria sido destruído.
Foi nesse momento que o confronto entre os policiais e os assaltantes começou. Durante a troca de tiros, um soldado, identificado como Luciano, foi atingido na barriga. Ele foi levado para uma casa hospitalar em Mafra e não corre riscos.
Após os disparos, sete homens fugiram da PM em uma caminhonete S10 de cor branca. O veículo foi abandonado no Centro da cidade, devido a uma pane mecânica causada por uma das balas que atingiu o automóvel. Segundo os policiais militares, havia manchas de sangue nos bancos, índicio de que um dos criminosos pode ter sido baleado.
Em seguida, os assaltantes entraram em uma casa e roubaram um Fusca Stilo, também de cor branca, com placa MEG-0952. Usando esse carro, fugiram pelas estradas rurais de SC. A polícia suspeita que eles tenham escapado em direção ao Paraná. Por isso, um grande cerco foi formado pelas PMs de SC e do PR para localizar e prender os acusados.

Idade máxima para doação de sangue passa para 69 anos


Hoje são coletadas no Brasil 3,6 milhões de bolsas por ano, o que corresponde ao índice de 1,8% do parâmetro estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS)


O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou nesta terça-feira (12) a ampliação da idade máxima de doação de sangue para 69 anos. Atualmente, a faixa etária para doação é de 16 a 67 anos.O ministro assinou, também, a portaria que torna obrigatória a realização do Teste de Ácido Nucleico (NAT) em todas as bolsas de sangue coletadas pelos bancos de sangue públicos e privados do país.

Conheça a nova home do Último Segundo
Getty Images
Sangue: brasileiro não tem a cultura de doar voluntariamente
“Estamos adotando este teste como obrigatório tanto nos bancos de sangue públicos quanto nos privados. [O teste] já acontece em 100% dos bancos públicos brasileiros e agora nos permitir colocar nos bancos privados", disse Padilha.
Hoje são coletadas no Brasil 3,6 milhões de bolsas por ano, o que corresponde ao índice de 1,8% do parâmetro estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O ministro destacou que o objetivo do governo é atingir o parâmetro de 3% de bolsas coletadas ao ano. Ele frisou que o atual parâmetro já está dentro da faixa proposta pela OMS.
No ano passado Alexandre Padilha diminuiu de 18 anos para 16 anos a idade mínima para a doação de sangue. Com as idades mínima e máxima para doação ampliadas, 8,7 milhões novos voluntários poderão contribuir para manter os bancos de sangue. Países como os Estados Unidos, a França e a Espanha já trabalham com a faixa etária de até 69 anos.
A realização do teste NAT permite maior rapidez na identificação de vírus como o HIV e o da hepatite C no sangue de doadores.O exame reduz a chamada janela imunológica para a identificação mais rápida desses vírus. A redução do tempo que o vírus permanece indetectável – a janela imunológica - por teste é de 35 dias para 12 dias no caso da hepatite C e de 22 dias para dez dias, no caso do HIV. O NAT identifica o material genético do vírus e não os anticorpos como ocorre com o exame Elisa, normalmente utilizado nos bancos de sangue, o que permite um resultado mais rápido e eficaz.

Leia mais: Com estoque crítico, Secretaria de Saúde de SP convoca doadores de sangue
De acordo com Padilha, a implantação desses novos testes que aumentam a sensibilidade para detectar a infecção pelo HIV e pela hepatite C não exclui as outras medidas do questionário, de critério de doação por dois motivos: elas ajudam a reforçar a sensibilidade e potencializam a ação dos testes. “É a parte mais importante da segurança de um banco de sangue e afasta qualquer pessoa que tenha se exposto a uma situação de risco”, frisou Padilha.
“Todo eles [os testes] são absolutamente confiáveis. O Nat descobre mais precocemente se aquela pessoa está infectada pelo vírus, por isso é importante para transfusão de sangue, é um passo importante para dar mais segurança” acrescentou o ministro.
O Sistema Único de Saúde (SUS) conta com 32 hemocentros coordenadores e 368 regionais, além de núcleos de hemoterapia distribuídos em todo o país. Atualmente, 75% da coleta de sangue são feitos na rede pública e 25%, na rede privada. Os bancos de sangue terão 90 dias para se adequar às novas regras. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) será responsável pela fiscalização das redes.


    Ex-tesoureiro do PT preso no regime semiaberto seria contratado para atuar na área de organização sindical


    Os advogados do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares apresentaram nesta quinta-feira, 28, ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de autorização para que ele trabalhe na Central Única dos Trabalhadores (CUT) enquanto cumpre pena no regime semiaberto.
    Delúbio seria contratado para atuar na área de organização sindical. A proposta de trabalho foi anexada à petição entregue ao STF. O criminalista Arnaldo Malheiros não soube informar qual o salário oferecido pela central ligada ao PT.
    AE
    Delúbio pede autorização para trabalhar
    Delúbio foi condenado a oito anos e 11 meses de prisão acusado de ser um dos operadores do esquema do mensalão no regime fechado. Contudo, ele cumpre inicialmente a pena no regime semiaberto até o STF julgar recurso apresentado pela defesa que tenta reduzir a pena. O ex-tesoureiro sairia de dia para trabalhar e voltaria à noite para o Complexo Penitenciário da Papuda.
    A mulher dele, Mônica Valente, se reuniu nesta quinta-feira com Delúbio no presídio, quando discutiram qual proposta ele aceitaria. Além do trabalho na CUT, ele também teria recebido oferta de emprego de empresas ligadas ao PT em Brasília, onde quer cumprir a pena.
    Companheiro de Delúbio na prisão, o ex-ministro José Dirceu também já apresentou ao STF pedido para trabalhar no hotel St. Peter, de Brasília. Com salário de R$ 20 mil ele foi contratado como gerente administrativo. Ao contrário de Dirceu, Delúbio ainda não teve a carteira assinada. Irá aguardar a decisão do STF sobre se será liberado.
    Jacinto Lamas
    O ex-tesoureiro do PL (atual PR) Jacinto Lamas foi contratado para trabalhar como assistente administrativo na Mísula Engenharia, empresa com sede em Brasília. Lamas foi condenado a cinco de prisão por lavagem de dinheiro na ação do mensalão, e está preso na Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal. A autorização para trabalhar depende do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa.
    De acordo com contrato de trabalho enviado ao Supremo, Lamas receberá salário de R$ 1.250,00, vale-transporte e vale-refeição no valor de R$ 11 por dia. O horário de trabalho será das 8h às 18h. Ele vai auxiliar nas atividades administrativas e financeiras da empresa, como controlar as contas a pagar, emitir notas fiscais e elaborar relatórios financeiros.
    Na carta de trabalho, a empresa informa ao Tribunal que Lamas foi aceito para trabalhar devido à grande experiência na área financeira.
    Com Agência Estado e Agência Brasil
      Leia tudo sobre: mensalão • julgamento do mensalão • delúbio soares

      Munir Niss, conhecido como Munir “Pé-Quente”, revela técnicas simples de aposta. Dono de lotérica, ele conta que em 2012 faturou seis quinas e 48 quadras no sorteio


      Técnicas simples podem ajudar apostadores a aumentar as chances de faturar o prêmio da Mega da Virada, de acordo com o matemático e dono de lotérica Munir W. Niss, também conhecido como Munir Pé-Quente. Autor do livro ”O Segredo das Loterias”, Munir diz ter acertado seis quinas e 48 quadras no sorteio de 2012.
      Giuliana Menezes
      Apostador deve equilibrar o número de dezenas marcadas em cada parte do volante
      “O ideal é apostar em bolões com ótimos esquemas”, diz o matemático, que aposta em todos os bolões da lotérica que administra. Para incrementar o jogo, ele usa uma série de pequenos truques.
      Um deles é equilibrar o número de dezenas marcadas em cada parte do volante, selecionando a mesma quantidade de dezenas de 01 a 30 e de 31 a 60, e a mesma quantidade de números do lado esquerdo (com finais 1, 2, 3, 4 e 5) e do lado direito (com finais 6, 7, 8, 9 e 0).
      Números dobrados não devem passar de dois. Nada de emplacar 11, 22, 33, 44 e 55 simultaneamente. “A maior incidência é ser sorteado apenas uma dobrada”, afirma Munir.
      Apostas sequenciais e com todos os números de finais iguais também devem ser evitadas. Para seguir a regra de Munir, o apostador não deve nem pensar em imprimir bilhetes com 01 – 11 – 21 – 31 – 41 – 51. Ele diz que nunca viu um resultados destes.
      Todas ímpares ou todas pares também diminuem as chances de ficar milionário. “Estatisticamente, das seis dezenas sorteadas, a incidência maior dos pares e impares é sortear três de cada, ou quatro pares e dois ímpares - ou vice-versa”.
      Segundo Munir, há três fatores que compõem as chances de ganhar: sorte, técnica e grupo. Cada uma representa 33,3%. Para diminuir a influência da sorte, basta, portanto, aprimorar as técnicas de aposta e aumentar a quantidade de dezenas apostadas por meio dos bolões, os jogos em grupo. “Sobraria para o fator sorte 10 a 15%.”
      Mega da Virada
      O prêmio desta edição da Mega da Virada, estimado em R$ 200 milhões, é mais que o dobro do recorde do ano. A maior bolada de 2013 saiu no dia 6 de novembro. Um bilhete de Mauá, na Grande São Paulo, faturou sozinho R$ 80,5 milhões.
      As apostas começaram no dia 11 de novembro e só terminam às 14h do dia 31 de dezembro, quando haverá o sorteio. Elas podem ser feitas em qualquer uma das 12,6 mil lotéricas do País. Se apenas um sortudo abocanhar o prêmio e decidir se aposentar, receberá R$ 1,2 milhões ao mês se investir na poupança, o equivalente a cerca de R$ 40 mil por dia.
      O primeiro sorteio da Mega da Virada aconteceu em 2009, no concurso nº 1.140. Dois ganhadores dividiram o prêmio de R$ 144,9 milhões - um deles era de Santa Rita do Passa Quatro, em São Paulo e outro de Brasília. Em 2012, três apostadores racharam R$ 244,7 milhões, um de Aparecida de Goiânia, em Goiás, um de Franca, em São Paulo e um da capital paulista.
        Leia tudo sobre: loterias • mega-sena • mega sena • mega da virada • munir pé quente • pé quente • munir • aposta

        Dirceu e Lamas recebem visitas após Justiça fixar 'tratamento igualitário'


        Dias normais são quartas e quintas; diretor da Papuda alega segurança.
        Quatro pessoas entraram para ver ex-ministro, segundo agente da guarita.


        Familiares do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e do ex-tesoureiro do extinto PL (atual PR) Jacinto Lamas conseguiram entrar nesta sexta-feira (29) na Penitenciária da Papuda fora dos dias normais de visita, mesmo após a Justiça do DF determinar "tratamento igualitário" em relação aos demais presos no local.
        A mulher de Lamas, Romi Adriani Poffo, e o padre Patrick Walsh, dos Legionários de Cristo, foram os primeiros visitantes a chegar à Papuda ainda pela manhã. Mais tarde, chegaram quatro pessoas para ver José Dirceu, segundo informou à imprensa um agente penitenciário que trabalha na guarita.
        Em geral, as visitas ocorrem às quartas e quintas. Desde que foram presos, no entanto, os condenados no mensalão passaram a receber parentes parlamentares em outros dias da semana, enquanto famílias de outros presidiários continuavam na fila.

        Nesta quinta (28), a pedido do Ministério Público, a Vara de Execuções Penais mandou dar tratamento igual para visitas e alimentação em vista de "insatisfação" e "instabilidade" verificados na penitenciária com o privilégio. No sábado passado (23), a Sesipe - órgão que administra a Papuda ligado à Secretaria de Segurança do DF - decidiu separar as sextas para as visitas dos condenados do mensalãopresos no semiaberto por razões de segurança.
        Procurada pelo G1 para explicar a nova exceção, mesmo após decisão em sentido contrário da Justiça, a Secretaria de Segurança respondeu em nota que manteve a visita às sextas. "Não há tratamento diferenciado entre os sentenciados da AP 470 [processo do mensalão] e os demais presos que fazem parte da massa carcerária do DF", afirmou a pasta.
        À TV Globo, o diretor da Papuda, João Feitosa, disse que os visitantes encontrariam os presos no pátio, como os demais, e negou tratamento especial. Ele reafirmou que a mudança da data se dá por questões de segurança; no sábado, a Secretaria de Segurança afirmou que o objetivo era evitar rebeliões ou sequestros de "famosos" e autoridades.


        O diretor Feitosa também disse que visitas com necessidades especiais, como cadeirantes, ou em situações de maior perigo próprio e ao detento, podem visitar presos no pátio da penitenciária no último dia útil da semana.

        Ao G1, o Ministério Público informou, via assessoria, que a recomendação foi dada e que, por enquanto, não tomará novas medidas. O G1 não conseguiu contato com a assessora da VEP e do Tribunal de Justiça do DF para comentar o caso.

        Menina achada morta em fossa foi à casa da vizinha ver TV, diz mãe



        Dona de casa afirma que ficou desesperada quando não viu a filha no local.
        Ela conta que soube da morte por telefone; 'Comecei a tremer', relata vizinha.



        Antes de ser encontrada morta dentro de uma fossa, na última quinta-feira (28), a menina Darliane Pereira Barbosa, de 5 anos, foi vista pela última vez na casa da vizinha, onde fica o buraco. De acordo com a mãe da garota, a dona de casa Darlene Pereira Ferreira, a filha havia pediu para ir ao local assistir um filme na televisão.
        "Ela me pediu para ir e eu deixei. Aí passou um tempo, fui até lá, mas ela já não estava. Ficamos todos desesperados e começamos a procurar", disse Darlene ao G1. A garota só foi encontrada pelos bombeiros após cerca de quatro horas. 
        Darlene lembra que quando tomou ciência do desaparecimento da filha, juntou-se com alguns vizinhos e começou a procurá-la pelas redondezas. O que a dona de casa não esperava era receber a notícia da morte da menina pelo telefone.
        "Como não achamos ela, fui até a delegacia para pedir ajuda. Só que quando estava lá, um vizinho me ligou avisando que ela tinha sido encontrada morta dentro de uma fossa", recorda.
        Após ser velada durante toda a madrugada, Darliane será sepultada neste sábado (30), às 10 horas, no Cemitério Jardim Boa Esperança.
        Desaparecimento
        Vizinha da família de Darliane, a vendedora Laís Naiara Tavares, confirmou que a criança esteve no local poucos minutos antes de desaparecer.
        "Estávamos várias pessoas na sala assistindo televisão. Daí, fui para o meu quarto e minha mãe ficou conversando na sala com o pedreiro que está fazendo as obras aqui em casa. De repente demos falta da menina e ficamos apavorados", conta.
        Darliane Menina achada morta em fossa foi à casa da vizinha ver TV, diz mãe (Foto: Sílvio Túlio/G1)Fossa onde Darliane caiu tinha cerca de 2,5 m de profundidade (Foto: Sílvio Túlio/G1)
        Laís revela que quando soube do sumiço, chegou a procurar na fossa onde ela foi encontrada, mas que como já estava escuro, ela não conseguiu ver que Darliane estava lá.
        "Quando os bombeiros chegaram, perguntaram se tinha fossa ou cisterna. Disse que sim, mas que já tinha olhado. Eles insistiram para olhar novamente. Um deles ligou uma lanterna, virou, analisou e disse: 'A criança está aqui'. Comecei a tremer e fiquei em pânico", diz.
        A vizinha salientou que conhece toda a família desde que Darliane era recém-nascida e que era comum a garota brincar em sua casa. Ela conta que ficou em choque depois do que houve. "Nunca ia imaginar que isso ia acontecer", lamenta.
        Darlene Menina achada morta em fossa foi à casa da vizinha ver TV, diz mãe (Foto: Sílvio Túlio/G1)Darlene (ao centro) é consolada no velório da filha
        (Foto: Sílvio Túlio/G1)
        Fossa
        Darliane foi encontrada morta na noite de quinta-feira (28) dentro de uma fossa, emAparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Ela ficou cerca de 4 horas desaparecida. Com cerca de 2,5 metros de profundidade, o buraco fica no quintal da casa vizinha a que a garota morava, no Setor Sítio Santa Luzia.
        Alguns vizinhos chegaram a procurar a menina, mas ela só foi localizada quando os bombeiros chegaram ao local. A garota já estava morta quando foi achada.
        Investigação
        A Polícia Civil está investigando o caso. Segundo a Marcela Orçai, titular da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA) de Aparecida de Goiânia, os pais da menina devem ser intimados a prestar esclarecimento.
        “Por enquanto, estamos encarando o caso como morte acidental, mas tudo será investigado”, afirma. A previsão é de que os depoimentos sejam colhidos na segunda-feira (1º).