Reforma ministerial deve sair em duas etapas

Gleisi Hoffmann sai em janeiro
A pressão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que a presidente Dilma Rousseff ponha políticos aliados no lugar dos ministros que sairão para disputar cargos eletivos em 2014 deverá fazer com que a reforma ministerial se dê em duas etapas, a primeira em janeiro e a segunda do fim de março para o início de abril.
Dilma Rousseff e Glesi Hoffmann (Foto: Andre-Coelho/OGlobo)
Dilma Rousseff e Glesi Hoffmann (Foto: Andre-Coelho/OGlobo)
A solução, que dá mais tempo para Lula e Dilma negociarem com os partidos da base aliada os nomes que preencherão as vagas nos ministérios, aumenta também o risco de atritos nos partidos que sustentam o governo no Congresso e que deverão formar a aliança que marchará unida pela reeleição da presidente. O PMDB, por exemplo, exige uma solução rápida para o Ministério da Integração Nacional, cargo para o qual escolheu o senador Vital do Rego (PB). O PDT corre o risco de perder a vaga no Ministério do Trabalho caso não diga até janeiro que ficará na coligação de apoio a Dilma.
De acordo com informações de bastidores do Palácio do Planalto, Dilma tende a fazer uma reforma pequena no próximo mês, e uma maior depois, já no período anterior aos seis meses exigidos pela Justiça Eleitoral para que os ocupantes de cargo no Executivo que pretendem disputar a eleição deixem seus postos. Nessa condição estão cerca de dez ministros.
Antes de Lula dizer à presidente da República que ela deve nomear afilhados políticos para os ministérios, Dilma pretendia resolver tudo no início do ano. Para o lugar dos ministros que saíssem, queria manter os secretários executivos. Exigiria deles fidelidade ao projeto e muito trabalho para que todas as obras tocadas pelos ministérios fossem entregues no prazo planejado. Dilma definiu o ano que vem, quando disputará a reeleição, como “o ano da entrega”. Os conselhos de Lula para que Dilma nomeie políticos tem por objetivo segurar na base todos os partidos aliados, impedindo que algum deles migre para a dupla Eduardo Campos/Marina Silva, do PSB.
A reforma em duas etapas servirá ainda para que Dilma Rousseff procure equacionar problemas regionais que envolvem os ministros. Gleisi Hoffmann (Casa Civil), por exemplo, tem sofrido uma série de ataques por parte do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), e não tem conseguido se defender nem fazer a pré-campanha ao governo do Estado. Ela pretende sair em janeiro e reassumir a cadeira no Senado para se movimentar mais no Paraná. Para o lugar de Gleisi, Dilma tem dois nomes, o do ministro Aloizio Mercadante (Educação) e o do secretário executivo do Ministério da Previdência, Carlos Gabas. Mercadante poderá ainda ser escolhido coordenador da campanha à reeleição, o que dificultaria sua ida para a Casa Civil.
Com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que será candidato ao governo de São Paulo, ocorrerá o contrário. Padilha ainda é pouco conhecido entre os eleitores paulistas. Por isso, Dilma Rousseff deverá segurá-lo ao máximo no ministério. Até o fim do prazo legal para sua saída do ministério, Padilha aparecerá cada vez mais à frente de programas de apelo popular que podem render votos, como o Mais Médicos.
De acordo com auxiliares da presidente, ela tem consciência de que a demora na reforma provoca problemas na base. Para reduzi-los, Dilma vem retomando as conversas com os partidos. Na terça-feira passada, 26, ela almoçou com a cúpula do PTB, ocasião em que ouviu um pedido explícito do partido para ocupar uma pasta. De preferência, a Integração Nacional. A tendência, porém, é de que a saída do ministro do Turismo, Gastão Vieira, do PMDB do Maranhão, abra a vaga para a legenda. Mas isso só deverá ocorrer no final de março. No sábado, 30, Dilma conversou com dirigentes do PMDB e do PP.
FONTE: ESTADÃO

COXA VENCE O BOTAFOGO POR 2X1 E RESPIRA...


Por João Pedro Alves e Osmar Antônio
Se respirava por aparelhos, agora o Coritiba não depende de mais nada além de si próprio para permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro. A responsável por esse fôlego foi a vitória deste domingo (1) sobre o Botafogo, que tirou a equipe da zona de rebaixamento na penúltima rodada da competição. A condição adquirida, claro, foi comemorada pelos alviverdes ao apito final no Couto Pereira.
Na saída do gramado após o 2 a 1 no Alvinegro carioca, o principal discurso dos atletas paranaenses foi o fato do Coxa poder pensar apenas em seu jogo contra o São Paulo para se manter na elite. ”Só dependemos de nós agora. Hoje a gente foi feliz, o time está de parabéns pelo empenho e vontade”, destacou o zagueiro Chico.
(Foto: Divulgação/Coritiba)
Decisivo, Alex afirma: “Importante é que o time venceu” (Foto: Divulgação/Coritiba)
Autor de um gol e uma assistência, o capitão Alex teve fundamental importância no resultado. O destaque individual, no entanto, foi preterido ao momento em que o Coritiba se encontra. “Analisar individualmente não vale de nada. O importante é que o time venceu”, disse. “Infelizmente chegamos nesse ponto, para decidir na última rodada. Mas dependemos apenas das nossas forças”, ressaltou.
O mesmo reforçou o lateral Victor Ferraz, que também lamentou que o Verdão ainda se preocupe em brigar contra o rebaixamento. “O Coritiba não pode ir para a segunda divisão, não era para estar nessa situação. Vamos fazer de tudo para que isso não aconteça”, declarou.
A permanência ou não do Coritiba na primeira divisão será definida a partir das 17h do próximo domingo (8), quando enfrenta o São Paulo no Morumbi, em São Paulo.
Notícias relacionadas:

Na capital do Natal, é possível ter dentro de casa até pinheirinho natural


Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique
nataldentro1
Dona Roseli diz que Natal só quer passar aqui (Foto: Bruno Henrique – Banda B)

Era dia 1° de dezembro e na Capital do Natal não se ouvia o barulho nem de um rato, isso apesar de neste domingo ainda faltar 25 dias para o tal dia de fato. Se um Natal bom e solidário que nem nós ninguém faz igual, somente os curitibanos poderiam ter em casa umpinheirinho natural. Uma floricultura no bairro Mossunguê inovou e dos americanos essa ideia ‘copiou’. Neste Conto de Natal ‘curitibânico’, ‘as rimas ‘são permitidas do Barigui ao Jardim Botânico.
Diariamente mais de quatro famílias passam por lá desde cedo e escolhem a árvore a dedo. “As famílias levam por ser diferente, já pensando em um Natal surpreendente. Fazer isso foi uma decisão de nosso patrão, que leva o Natal dentro de seu coração”, contou à Banda B a Dona Roseli, funcionária da loja e que nesta época do ano nunca saiu daqui.
O valor da árvore chega a ser mais barato que a artificial, mas a duração dela é apenas um Natal. “Nos Estados Unidos eles escolhem uma árvore por feriado, é isso que nós oferecemos e não adianta pedir fiado”, brincou a funcionária sorridente, enquanto atendia mais uma família que saía contente.
nataldentro2
Na Capital do Natal tem até árvore artificial (Foto: BH – Banda B)
Na capital ecológica e do Papai Noel, cultivar essas árvores estão para Roseli como para o Ursinho Pooh estão o pote de mel. “Elas são cultivadas de uma maneira muito especial, seja no inverno ou no verão eu acordo com elas no meu quintal. Mas com certeza o melhor momento de coração, é quando chega dezembro e todos vivem essa emoção”.
A loja está lá, recebendo famílias, perto do Barigui, e uma criança enquanto escolhia uma árvore perguntou ao pai: Para o Natal ficar perfeito só falta nevar aqui?Respondeu o pai: Que nada, meu filho, meu amigão, não tem como nevar em um lugar em que predomina o calor dentro do coração.

Curitiba recebe mais uma edição da Parada da Diversidade


A organização da parada estima que o público deste ano tenha superado o recorde de 2009, quando 120 mil pessoas compareceram ao evento



Curitiba recebe neste domingo (1º) mais uma edição da Parada da Diversidade. O evento começou por volta das 15 horas na Praça 19 de Dezembro (do Homem Nu), de onde os participantes desfilam em direção à Praça Nossa Senhora da Salete, no Centro Cívico. A organização da parada estima que o público deste ano possa superar o recorde de 2009, quando, ainda segindo a organização, 120 mil pessoas compareceram ao evento. A Polícia Militar não confirma.
Quatro trios elétricos acompanham o desfile, marcado por muita gente fantasiada e animada. Em cada um dos caminhões DJs se revezam para manter a diversão. O trio principal, que é o primeiro da fila, conta com nove DJs de casas noturnas de Curitiba.
Um dos destaques da edição deste ano é campanha de prevenção contra a Aids. Os ativistas aproveitam este domingo – que marca o dia mundial de luta contra a doença – para alertar os participantes da importância de se prevenir. Ao longo da parada, 30 mil camisinhas serão distribuídas, com a ajuda das secretarias municipal e estadual de saúde.
Além disso, a parada também pede por mais igualdade aos LGBT. Com o “tema liberdade e democracia: defenda a cidadania”, a parada de 2013 pede pela aprovação imediata de leis que garantam a cidadania de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais em Curitiba e em todo o país.
No ponto final do desfile, haverá apresentação de artistas locais e apresentações de drag queens. A Central única dos Trabalhadores e a APP Sindicato apoiam o desfile. Representes dessas entidades discursaram na abertura do evento.
Por volta das 16 horas, a Polícia Militar e o Batalhão de Trânsito informaram que não havia, até então,registro de incidentes no local.

Ator de Velozes e Furiosos morre em acidente de carro nos EUA

O ator Paul Walker, famoso pela série Velozes e Furiosos, morreu em um acidente de carro na Califórnia, neste sábado. Representantes dele confirmaram a morte através da página oficial do astro no Facebook. O primeiro site a dar a notícia foi o TMZ.
paul
Ator americano morreu na hora (Foto: Reprodução Portal Omelete)
Walker estava em Santa Clarita, na Califórnia, para um evento beneficente e sofreu um acidente em um Porsche Carrera GT de um colega – ele estava no banco do passageiro, o motorista também faleceu. O carro bateu em um poste e pegou fogo com ambos dentro. O evento do qual participavam era realizado em benefício de um fundo de solidariedade para as vítimas de um tufão nas Filipinas.
Para ler a matéria completa no Portal Omelete clique aqui.

Prisão de condenados pelo mensalão é aprovada por 87% dos adeptos do PT


1 de dezembro de 2013
O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, ainda tem uma pontuação modesta quando colocado como candidato ao Palácio do Planalto: só 15%, segundo o Datafolha.
AUTO_frankMas Barbosa se aproxima de uma quase unanimidade nacional quando toma decisões sobre o caso do mensalão. Para 86% dos brasileiros, o presidente do STF agiu bem ao mandar prender os mensaleiros condenados no feriado de 15 de Novembro, dia da Proclamação da República. O dado é da pesquisa Datafolha realizada nos últimos dias 28 e 29, em todo o país.
O mais interessante é quando esse dado é estratificado por preferências partidárias. Entre os simpatizantes do PT, 87% dizem que Barbosa agiu bem ao mandar prender os mensaleiros no feriado. Como a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, seria um erro dizer que o apoio às prisões entre petistas (87%) foi maior do que a média entre todos os entrevistados (86%). Há aí uma situação de empate técnico.
Já entre os adeptos do PSDB, o percentual dos que apoiam a ação de Barbosa é mesmo bem acima da média nacional. Para 99% dos tucanos o presidente do STF agiu corretamente.
O Datafolha quis saber também se os brasileiros tomaram conhecimento do episódio das prisões dos mensaleiros. A imensa maioria (82%) respondeu positivamente.
Como houve muita controvérsia a respeito da data das prisões e da forma como foi efetuada a ação, com ampla divulgação pela mídia, o Datafolha elaborou uma terceira questão. Perguntou se Joaquim Barbosa tomou a decisão “para se promover pessoalmente” ou se “agiu de acordo com a Justiça e fez o que deveria ser feito”.
Para decepção de vários integrantes da cúpula do PT, a resposta da maioria dos entrevistados pelo Datafolha foi a favor de Barbosa. Para 78%, ele “agiu de acordo com a Justiça”. Outros 10% acham que ele desejou se promover. E 12% disseram não saber opinar.
Entre petistas, vai a 80% a taxa dos que acharam que o presidente do STF “agiu de acordo com a Justiça”. O percentual sobe para 84% entre os que tomaram conhecimento do episódio.

PRE apreende remédios abortivos e anabolizantes no norte do Paraná


Apreensão foi feita na madrugada de domingo (1º), na PR-317, em Floresta.
Material foi encontrado em um caminhão; motorista do veículo foi preso.


Entre os medicamentos apreendidos estão abortivos, anabolizantes e estimulantes sexuais (Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Estadual)

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) apreendeu mais de 150 mil pílulas de abortivos e estimulantes sexuais, além de vários frascos e comprimidos de anabolizantes vindos do Paraguai na madrugada deste domingo (1º), na PR-317, próximo a Floresta, no norte do Paraná. Segundo a PRE, o material foi encontrado na cabine de um caminhão carregado de arroz, com placas de Araguari (MG). O motorista, de 37 anos, foi preso e encaminhado para a delegacia da Polícia Federal deMaringá, também no norte do estado, junto com os medicamentos e o veículo.
De acordo com a PRE, o condutor do caminhão informou à polícia que pegou o material com um desconhecido em um posto de combustíveis em Foz do Iguaçu, no oeste paranaense. Ele alegou que recebeu R$ 300 para levar os medicamentos até Minas Gerais, onde ganharia mais R$ 700 pela entrega.

Estudante de AL economiza R$ 5 mil em moedas e compra carro 0km


Para concluir objetivo, ela passou a economizar de várias formas possíveis.
Valor foi acumulado em cofrinhos durante um período de 5 meses.



Determinação, força de vontade e a mania de juntar "moedinhas" fizeram a estudante universitária Rafaela Melo, 21, conseguir, em apenas cinco meses, levantar o montante de R$ 5 mil. O dinheiro serviu para ajudar na realização de um sonho: a aquisição de um automóvel novo.
Rafaela coleciona diversos tipos de cofrinhos para guardar suas moedas. (Foto: Jonathan Lins/G1)Rafaela coleciona diversos tipos de cofrinhos para guardar suas moedas. (Foto: Jonathan Lins/G1)
"Desde pequena tive essa mania de juntar dinheiro. Separava valores em cofres de diferentes tipos e tamanhos. Aos 19 anos já tinha cinco mil guardados no banco e, apesar da vontade de comprar um fusca, me convenci a esperar”, explicou.

Rafaela, então, começou a economizar ainda mais e de diversas formas. Deixou de comprar lanches e até mesmo o cafezinho de R$ 0,75 da cantina, o que fez com que ela passasse a levar uma garrafa térmica para a faculdade. “Fiquei muito 'pechincheira'. Por muitas vezes deixei de sair para não gastar dinheiro. Em vez  de ir a festas, minha programação consistia em ir para a casa de amigos”, relatou.
  •  
Economizando, universitária conseguiu adquirir um carro 0KM. (Foto: Jonathan Lins/G1)Economizando, universitária conseguiu adquirir um carro 0KM. (Foto: Jonathan Lins/G1)
Em apenas cinco meses, a universitária conseguiu acumular quase R$ 5 mil em moedas que, junto com o dinheiro guardado, serviu para dar entrada em seu veículo.
Em seu aniversário de 20 anos, Rafaela convidou os amigos para sua festa de aniversário, mas, ao invés de presentes, pediu moedas. “Quando falei que queria comprar um carro, todos acharam que seria de brinquedo. Na festa consegui completar uma quantia de R$ 10 mil e dei entrada no carro”, contou.
Cofrinho foi usado para arrecadar dinheiro durante festa. (Foto: Jonathan Lins/G1)Cofrinho foi usado para arrecadar dinheiro durante festa. (Foto: Arquivo Pessaol / Renata Baracho)
Lucro
Atualmente, Rafaela utiliza o carro em seu negócio de venda de trufas. “Além de vender na faculdade, hoje em dia pego encomendas em padarias, cantinas e até mesmo casamentos. Minha vontade agora é abrir um estabelecimento próprio”, explica a universitária, ao destacar que o hábito de guardar moedinhas não diminuiu. “Quando começo alguma coisa, não desisto”, completou.

Motociclista morre na hora após bater contra poste na RMC


Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique




Um motociclista de 18 anos morreu na hora após bater a motocicleta em que estava contra um poste no bairro São Domingos, em Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba. O grave acidente aconteceu no início da madrugada deste domingo (1°) e deixou uma segunda pessoa ferida.
De acordo com o tenente Meira, da Polícia Militar (PM), o garupa da motocicleta foi encaminhado ao hospital da cidade. “Não dá para precisar o que aconteceu. O motociclista perdeu o controle sozinho e bateu contra o poste, morrendo na hora”, contou à Banda B.
O corpo do motociclista foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).

Após quatro horas, homem que queria casa da Cohab desce de torre de alta tensão


Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique
Homem desistiu de esperar por casa da Cohab (Foto: Bruno Henrique – Banda B)

Após quatro horas em cima de uma torre de alta tensão na Rua Nicola Pellanda, no bairro Umbará, um homem de 30 anos, pai de um filho, desceu dela por volta das 14h deste domingo (1°). Primeiramente, o rapaz, visivelmente alterado, afirmou que só sairia de lá se ganhasse uma casa na Cohab.
Várias viaturas do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar se deslocaram até o local e após uma intensa negociação o homem resolveu descer. Ele não quis falar com ninguém e foi encaminhado pelo Siate ao Hospital do Trabalhador (HT).

Dilma tem 47%, Aécio, 19%, e Campos, 11%, diz Datafolha

Nesse cenário, presidente seria reeleita no primeiro turno.
Pesquisa foi divulgada neste sábado no site do jornal 'Folha de S.Paulo'



Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (30) pelo jornal “Folha de S.Paulo” indica que a presidente Dilma Rousseff teria 47% dos votos e venceria no primeiro turno caso a eleição fosse hoje e ela tivesse como adversários o senador Aécio Neves (PSDB) e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).
Nesse cenário, Aécio teria 19% e Campos 11%. Votos em branco ou nulos seriam a opção de 16% e outros 7% responderam que não saberiam em quem votar.
Dilma cresceu 5 pontos na intenção de votos em comparação ao Datafolha divulgado em 11 outubro, que testou o mesmo cenário, com os mesmos candidatos.
O Datafolha entrevistou 4.557 pessoas em 194 municípios na quinta (28) e na sexta-feira (29), com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
Dilma venceria no primeiro turno em 3 dos 5 cenários pesquisados (veja gráficos ao lado). Ela só teria de enfrentar uma segunda rodada caso a candidata do PSB seja Marina Silva.
No cenário em que Dilma concorre contra Marina e Aécio, ela teria 42% contra 41% da soma dos dois, um empate técnico. No mês passado, o resultado era 39% a 46%.
No caso de Dilma enfrentar Marina pelo PSB eJosé Serra pelo PSDB, a presidente teria 41% contra 43% da soma dos dois, também um empate técnico. No mês passado, o resultado era 37% a 48%.
2014
O cenário em que Dilma enfrenta Aécio e Campos é considerado o mais provável, mas as candidaturas só serão oficializadas pelos partidos no ano que vem.
A eleição de 2014 está marcada para 5 de outubro e, além de presidente, escolherá senadores, deputados federais, governadores e deputados estaduais.
Lula
A pesquisa também analisou a possibilidade da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições presidenciais de 2014. Segundo o Datafolha, Lula venceria a eleição no primeiro turno com 52% a 56% dos votos, dependendo do cenário (veja os números ao final da reportagem).
Joaquim Barbosa
O instituto também simulou um primeiro turno entre Dilma Rousseff, Joaquim Barbosa, atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos(PSB).
Se as eleições fossem hoje, Dilma seria reeleita com 44% dos votos. Barbosa receberia 15%, Aécio, 14%, e Campos, 9%.
Em entrevistas, Barbosa vem afirmando que não será candidato em 2014. Caso decida se candidatar, tem até abril para se filiar a algum partido.
Veja os resultados obtidos:
Cenário A
- Dilma: 47%
- Aécio: 19%
- Campos: 11%
- Brancos/nulos: 16%
- Não sabe: 7%
Cenário B
- Dilma: 42%
- Marina: 26%
- Aécio: 15%
- Brancos/nulos: 11%
- Não sabe: 5%
Cenário C
- Dilma: 45%
- Serra: 22%
- Campos: 11%
- Brancos/nulos: 15%
- Não sabe: 7%

Cenário D
- Dilma: 41%
- Marina: 24%
- Serra: 19%
- Brancos/nulos: 10%
- Não sabe: 5%

Cenário E
- Rousseff: 44%
Joaquim Barbosa: 15%
- Aécio: 14%
- Campos: 9%
- Brancos/nulos: 13%
- Não sabe: 6%
Simulação do Datafolha com Lula como candidato do PT
Cenário F
- Lula: 56%
- Aécio: 16%
- Campos: 8%
- Brancos/nulos: 14%
- Não sabe: 6%

Cenário G
- Lula: 52%
- Marina: 20%
- Aécio: 13%
- Brancos/nulos: 9%
- Não sabe: 5%

Cenário H
- Lula: 56%
- Serra: 16%
- Campos: 9%
- Brancos/nulos: 13%
- Não sabe: 6%
Cenário I
- Lula: 52%
- Marina: 20%
- Serra: 14%
- Brancos/nulos: 9%
- Não sabe: 6%


Parada da Diversidade muda trânsito no Centro Cívico


1 de dezembro de 2013
O trânsito e diversas linhas de ônibus que circulam na região do Centro Cívico terão mudanças hoje, em diversos horários, por conta da Parada da Diversidade 2013. A Rua Barão do Serro Azul e seus acessos estarão bloqueados, das 10h às 22 horas, bem como, no mesmo horário, a praça Nossa Senhora de Salete e seus acessos.
size_590_1-paradagayDas 11h às 22 horas de domingo, os motoristas que circulam na região do Centro Cívico devem redobrar cuidados com os bloqueios nos seguintes locais: cavaletes estarão instalados na Praça Iguaçu, na rótula da rua Deputado Mário de Barros, a poucos metros do cruzamento com a rua Marechal Hermes.
Quem vem da rua Campos Sales, nesse horário desvia obrigatoriamente pela Rua Mauá; os vindos da rua Heitor Stockler de França e Avenida Cândido de Abreu, no sentido Centro Cívico, desviam pelas ruas Comendador Fontana e Marechal Hermes, em direção aos bairros.
Quem vem pela rua Doutor Roberto Barrozo, desvia pela rua Mateus Leme, nos dois sentidos da via, sem condições de acesso à rua Aristides Teixeira.
Carros vindos da Rua Barão de Antonina, obrigatoriamente dobram à esquerda e desviam pela rua Duque de Caxias, ou seguem uma quadra adiante e dobram à direita na rua Mateus Leme, por onde chegam à região central pela rua Treze de Maio.
As mudanças serão orientadas por agentes da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) e do Batalhão de Policiamento de Trânsito da Polícia Militar (BPTran).
O evento
A concentração dos carros de som será a partir das 11 horas na rua Barão do Serro Azul, no trecho entre as ruas Treze de Maio e Inácio Lustosa, na contramão, no sentido Centro Cívico. A passeata propriamente dita inicia às 14h30, em frente à praça Dezenove de Dezembro, na rua Barão do Serro Azul, e continua pela Avenida Cândido de Abreu até a Praça Nossa Senhora de Salete. Na praça, da 17h às 20h30, haverá show com diversos artistas.
Ônibus
A partir das 10 horas, mudam os trajetos das linhas Interbairros I (sentidos horário e anti-horário); Linha Direta Inter 2 (horário e anti-horário); Linha Direta Aeroporto, As linhas convencionais Mateus Leme, Abranches, Jardim Chaparral, Vila Suiça, Barreirinha, Estribo Ahú, Fernando de Noronha, Laranjeiras, Paineiras, Santa Gema, Nossa Senhora de Nazaré, Juvevê/Água Verde, Água Verde/Abranches e Ahú/Los Angeles.  Ainda, a partir das 10h, mudam os percursos da linha Curitiba/Tamandaré; Linha Direta Colombo/CIC.
Outras linhas mudam de itinerário a partir das 14 horas por causa do evento: Curitiba/Conjunto Atuba; Linha Direta Colombo/CIC; Curitiba/Capela do Atuba; Curitiba/Guaraituba (via Maracanã; Curitiba/Roça Grande; Curitiba/Campina Grande do Sul; Curitiba/Eugênia Maria; Curitiba/Timbu; Curitiba/Quatro Barras (respectivamente, via Graciosa e via BR-116); Curitiba/Tamandaré (respectivamente, via Rodovia dos Minérios e Lamenha); Curitiba/Itaperuçu; Curitiba/Rio Branco do Sul.
Mudam também os percursos de outras linhas a partir das 16h30: Linhas Diretas Inter 2 (horário e anti-horário); Aeroporto; Boqueirão/Centro Cívico, Colombo/CIC,  Barreirinha/São José, Fazendinha/Tamandaré, além da Linha Turismo e da linha convencional Marechal Hermes/Santa Efigênia.
Veja as mudanças de trajeto das linhas de ônibus:
LINHAS METROPOLTIANAS – DAS 14H ÁS 17H
• Curitiba/Graciosa (via Graciosa e via BR-116); Curitiba/Campina Grande do Sul; Curitiba/Eugênia Maria; Curitiba/Timbu; Curitiba/Conjunto Atuba; Curitiba/Vila Palmital; Curitiba/Roça Grande; Curitiba/Capela do Atuba; Curitiba/Guaraituba – no sentido centro,  partir da rua Campos Sales, desvio pela rua Mauá e canaleta da avenida João Gualberto.
• Curitiba/Itaperuçu; Curitiba/Rio Branco do Sul; Curitiba/Tamandaré (via Minérios e via Lamenha)–  das 14h às 17h,as linhas são  segmentadas. Vindos ao centro pela rua Mateus Leme, retornam à Região Metropolitana pelas ruas Presidente Carlos Cavalcanti, Duque de Caxias, David Carneiro, por onde retornam à rua Mateus Leme.
• Curitiba/Tanguá; Curitiba/Vila Marta -  das 10h às 15h – no sentido centro, ônibus vêm pela rua Trajano Reis, retornando pelas ruas Paula Gomes, Duque de Caxias e Inácio Lustosa.

LINHA TRONCAL
• Curitiba/Tamandaré– das 10h às 15h – em direção ao centro, desvio pelas ruas Lysímaco Ferreira da Costa, Mateus Leme e Treze de Maio, prosseguindo então pela rua Barão do Serro Azul até o ponto inicial, na travessa Moreira Garcez.

LINHA TURISMO
• Das 16h30 às 22h – a partir da rua Presidente Faria, segue pela canaleta do ônibus expresso, pela avenida João Gualberto, até o cruzamento com a rua Ivo Leão, quando, por uma quadra, segue pela pista lenta, sentido bairro. A seguir, circula pelas ruas Mauá, Nicolau Maeder e Augusto Severo, retomando o caminho normal  pela rua Marechal Hermes.

LINHAS DIRETAS
• Linha Direta Fazendinha/Tamandaré – das 16h30 às 22h – no sentido Fazendinha – vindos pela rua Deputado Mário de Barros, ligeirinhos prosseguem por essa rua e completam desvio pelas ruas Conselheiro Raul Viana, Jacy Campos e Ernani Santiago de Oliveira, por onde chegam à avenida Cândido de Abreu.
• Linha Direta  Colombo/CIC – das 16h30 às 22h – no sentido CIC, a partir da avenida Cândido de Abreu, desvio pelas ruas Senador Xavier da Silva, Mateus Leme e Treze de Maio, retomando o caminho normal pela rua Barão do Serro Azul.
• Linha Direta Boqueirão/Centro Cívico ; Barreirinha/São José– das 16h30 às 22h – no sentido Boqueirão, a partir da rua Marechal Hermes, ligeirinhos desviam pelas ruas Deputado Mário de Barros, Conselheiro Raul Viana, Jacy Campos e Ernani Santiago de Oliveira, por onde chegam à avenida Cândido de Abreu.
• Aeroporto – das 16h30 às 22h – a linha é seccionada no Largo Bittencourt, defronte ao Círculo Militar. Quem vem do aeroporto, desembarca na estação-tubo da rua Mariano Torres. Os ligeirinhos então dobram à esquerda, por onde chegam ao tubo  da rua Tibagi, onde acolhem os passageiros que seguem no sentido São José dos Pinhais.
• Linha Direta Inter 2 (anti-horário)  - ligeirinhos procedentes da rua Campos Sales, seguem em gente e fazem o desvio pela rua Lysímaco Ferreira da Costa, avenida Cândido de Abreu e rua Papa João XXIII. No sentido horário, a partir da rua Doutor Roberto Barrozo, desvio pelas rus Mateus Leme e Deputado Mário de Barros.

LINHA INTERBAIRROS
• Interbairros I (anti-horário) – procedentes da rua Marechal Hermes, ônibus desviam pela rua Deputado Mário de Barros e retomam caminho normal pela rua Carlos Pioli. No sentido horário, vindos pela rua Carlos Pioli, seguem em frente pela rua Deputado Mário de Barros.

LINHAS CONVENCIONAIS
• Juvevê/Água Verde; Estribo Ahú; Fernando de Noronha; Paineiras; Laranjeiras; Santa Gema; Nossa Senhora do Nazaré; Barreirinha – das 10h às 15h – vindos da rua Lysímaco Ferreira da Costa, ônibus prosseguem por essa via a partir do cruzamento com a avenida Cândido de Abreu, e completam o desvio pelas ruas Mateus Leme e Treze de Maio.
• Ahú/Los Angeles; Marechal Hermes/Santa Efigênia – as duas linhas têm dois horários distintos, em trechos diferentes, parta desvio. Das 10h às 15h – no sentido centro, procedentes da avenida Cândido de Abreu, desviam pelas ruas Senador Xavier da Silva, Mateus Leme e Treze de Maio. Das 16h30 às 22h – vindos da rua Marechal Hermes, no sentido centro, dobram à direita e fazem o desvio pelas ruas Deputado Mário de Barros, Conselheiro Raul Viana, Jacy Campos e Ernani Santiago de Oliveira.
• Mateus Leme; Abranches; Jardim Chaparral; Vila Suíça; Água Verde/Abranches – das 10h às 15h – no sentido centro, prosseguem caminho pela rua Mateus Leme até a rua Treze de Maio, onde viram à esquerda e chegam à rua Barão do Serro Azul.