Vereador Gil Gera coloca presidente da APMC no seu devido lugar


Vereador Gil Gera dá 'aula' de legitimidade ao presidente da APMC

As mentiras proferidas pelo presidente da APMC de Colombo parecem não ter fim..
Hoje, 03 de dezembro de 2013, durante a sessão na câmara dos vereadores, o presidente da APMC perdeu a compostura, e, aos berros, segundo os presentes, declarava que sua entidade era um sindicato de verdade e que o vereador Gil Gera era mentiroso ao dizer que não era...

Quem acabou confirmando sua declaração, foi a vereadora Micheli Mocelin, do PT colombense, que disse ao plenário da câmara que concordava que a APMC era um sindicato.

Bom....

Vamos por partes....
O professor, presidente da APMC, deveria ter mantido a educação e a compostura, não é porque ele foi candidato a vereador e não se elegeu, que deveria descontar nos vereadores eleitos legitimamente. Não é porque ele 'perdeu' seu partido, não podendo ser candidato a nada o ano que vem, que ele poderia perder a compostura e descarregar sua 'frustração' nos vereadores legitimamente eleitos.

Fica a dica.

Quanto ao vereador Gil Gera...

Gil Gera manteve a sua tradicional e conhecida serenidade e sensatez, dizendo que não é a câmara municipal de Colombo que não considera a APMC um sindicato, que não é a prefeita Beti Pavin que não considera a APMC um sindicato, É O MINISTÉRIO DO TRABALHO QUE NÃO CONSIDERA A APMC UM SINDICATO.
O único SINDICATO LEGÍTIMO É O SISMUCOL. 
Não é porque a APMC fez um CNPJ incluindo sindicato em seu nome, que milagrosamente virou sindicato...
Explico melhor, eu posso a qualquer momento abrir uma empresa de meu blog e na documentação colocar blog Wilson Vieira Sindicato, não é por isso que eu serei um sindicato, para ser sindicato eu preciso de APROVAÇÃO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO.
A APMC NÃO TEM APROVAÇÃO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E NÃO É SINDICATO.
Será que o professor presidente da APMC que não é sindicato, conhece a palavra LEGITIMIDADE?


Legitimidade

 
s.f. Característica, particularidade ou condição do que é legítimo.
Jurídico. Que se encontra de acordo com as leis; segundo o Direito; legalidade.
Jurídico. Característica ou condição de quem está em conformidade com as leis morais (divina ou dos homens), com a justiça, com a razão etc.
Direito de sucessão assegurado àqueles que pertencem a ordem direta de primogenitura numa monarquia.
Ideologia política dos legitimistas portugueses.
(Etm. legítim(o) + (i)dade)
 

Sinônimos de Legitimidade

 
Sinônimo de legitimidade: legalidade e validade

Antônimos de Legitimidade

 
Antônimo de legitimidade: ilegitimidade

Definição de Legitimidade

 
Classe gramatical: Substantivo feminino
Separação das sílabas: le-gi-ti-mi-da-de
Plural: legitimidades

E para finalizar, eu não pretendo colocar o nome sindicato em meu blog e cada louco com sua mania...

 

Dra Virginia ex-chefe de UTI do Hospital Evangélico acompanha depoimentos de testemunhas de defesa


3 de dezembro de 2013
A médica Virgínia Soares de Souza, acusada de ter antecipado a morte de pacientes na UTI do Hospital Evangéico, esteve presente durante os depoimentos das 8 testemunhas de defesa – 5 médicos – que falaram hoje (3) na 2ª Vara do Tribunal do Júri.medica-Virginia-Soares-20130226-02-size-598
Dois diretores do Hospital Evangélico, um paciente, um engenheiro e um gerente de faturamento depuseram com o objetivo de esclarecer a história de que Virgínia era a dona dos equipamentos da ala. No fim do mês de setembro, 18 testemunhas de acusação selecionadas pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) também foram ouvidas. Nesta quinta-feira (5), uma pessoa que alega ser vítima da médica será ouvida no Fórum da Barra Funda em São Paulo.

Tem laranja entre dirigentes de empresa dona de hotel que ofereceu emprego a Dirceu


3 de dezembro de 2013
Truston International, empresa panamenha dona do Hotel Saint Peter - que ofereceu um emprego com salário de R$ 20 mil para o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu - é presidida por um laranja. Segundo reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, José Eugenio Silva Ritter mora na num bairro pobre da Cidade do Panamá, trabalha há 30 anos como auxiliar de escritório numa empresa de advocacia e, no papel, é dono de mais mil empresas. Dirceu, condenado no processo do mensalão (Ação Penal 470), está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Com o trabalho no hotel, ele poderá sair durante o dia da cadeia.
download
No contrato social encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) para autorizar o trabalho de Dirceu, foi informado que, das 500 mil cotas do hotel, 499.999 pertencem à Truston Internactional. O administrador de fato do empreendimento, Paulo Masci de Abreu, é dono de uma única cota. O mesmo documento diz que a sede da Truston fica na Cidade do Panamá.
Por telefone, Paulo Masci de Abreu disse que Ritter é um empresário estrangeiro apresentado a ele por um advogado. Afirmou também que ele presta contas a Ritter regularmente. Informou ainda que o conheceu numa reunião em Miami, quando formalizou a parceria para administrar o hotel. A reportagem localizou Ritter na Cidade do Panamá. Sem saber que era filmado, ele reconheceu que é dono no papel de várias empresas, mas disse não se lembrar da Truston International. Aconselhou a reportagem a procurar a Morgan y Morgan, o escritório de advocacia onde trabalha, e que não falaria mais nada, uma vez que poderia até mesmo perder seu emprego.
Segundo o Jornal Nacional, a Morgan y Morgan tem sua sede no centro financeiro da Cidade do Panamá, e ajuda na fundação e administração de empresas internacionais com sede no Panamá. Ainda de acordo com o Jornal Nacional, a legislação panamenha permite que as ações de uma companhia sejam transferidas de um empresário a outro, sem informar as autoridades, dificultando a identificação dos verdadeiros donos.
A Morgan y Morgan foi procurada pela reportagem, mas não quis falar sobre o assunto. A advogada de Paulo Masci de Abreu, Rosane Ribeiro, disse que a sócia majoritária da Truston International é a nora dele, a empresária Lara Severino Vargas. Disse também que, na segunda-feira (2), vendeu a Paulo de Abreu o controle acionário do hotel. Afirmou ainda que ele é dono de 60% do prédio onde funciona o Saint Peter. Os outros 40% são de Paulo Naya, filho do ex-deputado Sérgio Naya, que construiu o hotel.
 FONTE: AGÊNCIA O GLOBO

PM realiza “Ação Direta” para combater os pequenos traficantes da capital


Da PMPR

A Operação “Ação Direta” da Polícia Militar do Paraná será lançada na tarde desta terça-feira (03) no Quartel do Comando Geral da PM, no bairro Rebouças, em Curitiba e visa combater os pequenos traficantes que agem na capital paranaense.
operação-pmpr-031213-bandab
Foto: Juliano Cunha – Banda B
A “Ação Direta” contará com um efetivo de cerca de 100 policiais militares e serão utilizadas 40 viaturas que irão a várias áreas de Curitiba e divisas da Região Metropolitana para localizar pequenos traficantes com o intuito de tirá-los de circulação. “Queremos proteger as famílias curitibanas deste mal que aflige os cidadãos”, ressalta o tenente-coronel Antonio Zanatta Neto, comandante da Operação e do 20ºBPM.
A operação contará com a presença de policiais militares de todos os batalhões da capital e RMC: 12º, 13º, 17º, 20º, 22º e 23º Batalhões de Polícia Militar, além de policiais do 6º Comando Regional de Polícia Militar (6ºCRPM), do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Regimento de Polícia Montada (RPMON) e do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran).
“Nós vamos trabalhar voltados para os locais com maior incidência de denúncias feitas ao 181-Narcodenúncia e que registraram os maiores números de homicídios, de acordo com os dados da Secretária de Estado de Segurança Pública. A ação de prevenção e repressão de crimes acontecerá em Curitiba, principalmente na região leste, além da realização de um cinturão de segurança nas divisas com a RMC”, explica o tenente-coronel Zanatta.

Hospital de Clínicas reabre mais 30 dos 94 leitos fechados pelo MP


Da UFPR

leitos-ufpr-031213-bandab
Foto: Divulgação UFPR
A direção do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná está reabrindo nesta terça-feira (03) mais 30 dos 94 leitos que foram desativados há dois meses por determinação do Ministério Público. De acordo com o reitor Zaki Akel Sobrinho, uma reorganização nas escalas de trabalho dos funcionários permitiu que esses leitos fossem reativados agora.
Outros 14 já haviam sido reabertos no mês passado. Ainda há 50 leitos fechados e que dependem de novas reorganizações internas e dos acordos que estão sendo fechados com a Prefeitura de Curitiba para voltarem a receber pacientes.
Os setores que passam a ter mais leitos a partir desta terça-feira são obstetrícia, otorrinolaringologia, oftalmologia, transplante hepático e urologia e ainda cirurgia do aparelho digestivo, cirurgia geral e urologia.

Antes de depoimento do delegado Silvan, advogado garante que investigação aponta para os 4 mesmos suspeitos


Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha
Delegado Silvan na DH para depoimento. (Foto: Juliano Cunha - Banda B)
Delegado Silvan na DH para depoimento. (Foto: Juliano Cunha – Banda B)
O delegado Silvan Rodney Pereira, primeiro responsável pela investigação do Caso Tayná e que permaneceu preso por determinação do Ministério Público por mais de três meses, presta depoimento na tarde desta terça-feira (3). De acordo com o advogado de Silvan, Marluz Dalledone, todos os outros investigados já foram ouvidos pelo atual delegado responsável pelo caso, e o depoimento de hoje servirá para esclarecer que os primeiros quatro suspeitos são realmente os responsáveis pela morte da menina Tayná Adriane da Silva, de 14 anos.
“A investigação foi séria, sem falha ou tortura. A confissão é válida sim e toda prova que está sendo emitida aqui apontam para os quatro que foram presos anteriormente. Eu não tive acesso a todo o inquérito, mas um exercício de lógica nos leva a confirmação de que aquela conclusão é a correta”, garantiu.
Questionado sobre a possibilidade de um fato novo em relação ao caso aparecer, Dalledone garantiu ter a certeza de que todos os fatos que vierem a aparecer serão para confirmar a primeira investigação.  “O doutor Silvan tem a certeza que toda a sua equipe fez um trabalho competente de investigação, então ele chega com a cabeça erguida para esclarecer os fatos”, disse.
Para o advogado Claudio Dalledone não há como existir outro suspeito, uma vez que a autoria segundo todas as investigações apontam para os quatro. “Só se produzisse ou industrializasse um culpado. A autoria é certa e cai sobre os quatro acusados que estão protegidos por enquanto e seguramente estarão presos preventivamente em breve. A DH está fazendo um trabalho sério e ouvindo todos que participaram das investigações porque não há outro caminho a se chegar a não ser a que a delegacia do Alto Maracanã chegou”, afirmou.
Na entrada da delegacia, o delegado não quis falar com a imprensa e apenas disse que está lá para colaborar com os esclarecimentos sobre o caso. O dono do parque e seu filho, que chegaram a ser apontados como suspeitos, teriam que ter comparecido ontem para depoimento, mas não apareceram. Agora deve ser expedido um mandado judicial exigindo que eles apresentem suas versões.
Caso
Tayná desapareceu no dia 25 de junho e foi encontrada morta três dias depois, em um terreno baldio de Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Antes mesmo que o corpo fosse localizado, o delegado Silvan já havia apresentado quatro funcionários de um parque de diversões da região como suspeitos do crime. Segundo o delegado, eles teriam confessado ter estuprado e matado Tayná.
Alguns dias depois, a perícia concluiu que o sêmen encontrado nas roupas da menina não era de nenhum dos quatro acusados. Foi denunciada então a prática de tortura contra os suspeitos, que teria sido cometida pelos policiais da delegacia. Todos foram presos e os quatro suspeitos estão no programa de proteção à testemunha.
Os policiais envolvidos na investigação do crime ficaram presos por determinação do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do MP-PR por mais de três meses acusados de tortura contra os acusados.

Genoino renuncia ao mandato de deputado, mas ainda pode se aposentar


O suplente dele, Renato Simões, deve assumir nesta quarta. O ex-deputado foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa e formação de quadrilha no processo do mensalão

O deputado licenciado José Genoino (PT) apresentou nesta terça-feira (3) seu pedido de renúncia ao mandato à Mesa Diretora da Câmara dos Deputados. O pedido foi feito por meio do vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR), que participou de uma reunião de integrantes da Mesa Diretora da Casa em que foi discutido o pedido de abertura de processo de cassação. A apresentação da carta foi feita antes mesmo da conclusão da contagem dos votos dos integrantes da Mesa - que chegou ao placar de quatro a dois pela abertura do processo de cassação. Além de André Vargas, posicionou-se contra o pedido de perda de mandato de Genoino o quarto-secretário, Carlos Biffi (PT-MS).
O suplente dele, deputado Renato Simões, deve assumir a vaga definitivamente na quarta-feira (4). O ex-deputado, que foi presidente do PT, foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão, em regime semiaberto, sendo 4 anos e 8 meses de prisão por corrupção ativa e a 2 anos e 3 meses por formação de quadrilha. Ele começou a cumprir a pena somente pelo primeiro crime. Com relação à condenação por formação de quadrilha, Genoino entrou com recurso que será julgado no ano que vem. 

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), afirmou que a renúncia de Genoino ao mandato não impede que a aposentadoria por invalidez venha futuramente a ser concedida. Ele observou que o deputado pediu o benefício em setembro e, portanto, poderá obtê-lo caso a junta médica da Câmara avalie futuramente sua situação de forma a considerá-lo inválido. Com a renúncia, o deputado petista evitou um processo de cassação. "Naquela época, em setembro, ele já queria sua aposentadoria por invalidez. Como precisa de 90 dias, vamos aguardar", afirmou Alves.
Genoino não queria marca de deputado cassado
O pedido de renúncia do mandato do ex-presidente do PT José Genoino foi combinado entre os integrantes da cúpula do partido na véspera da reunião realizada nesta terça-feira (3) pelos integrantes da Mesa Diretora que discutiu a abertura de um processo de cassação do deputado, segundo o vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT-PR).
Sobre a reunião da mesa que iria analisar o processo de cassação Henrique Alves comentou: "Evidentemente não foi uma reunião que nos trouxesse alegria, porque é um tema constrangedor para a Casa a análise desse procedimento."
Três deputados tinham votado pela abertura do processo de cassação, Fábio Faria (PSD-RN), Simão Sessim (PP-RJ) e Márcio Bittar (PSDB-AC), quando o vice-presidente da Casa, André Vargas (PT-PR), interpelou Alves se ele manteria sua proposta também nesta direção. O presidente da Câmara disse que defenderia sim a abertura do processo. Como tinha o apoio apenas do quarto-secretário Antonio Carlos Biffi (PT-MS) na defesa de impedir a cassação, enquanto Genoino estivesse de licença médica Vargas entregou à Mesa a carta de renúncia. Único que não tinha votado até então, Maurício Quintella Lessa (PR-AL) afirmou que apoiaria a maioria a proposta de abrir o processo, mas com a renúncia o procedimento foi ao arquivo.
Em carta de renúncia, Genoino afirma inocência
Em sua carta de renúncia, José Genoino voltou a afirmar sua inocência e criticou a transformação em "espetáculo" do possível processo de cassação contra ele. "Considerando a transformação midiática em espetáculo de um processo de cassação; considerando que não pratiquei nenhum crime, não dei azo a quaisquer condutas, em toda minha vida pública ou privada, que tivesse o condão de atentar contra a ética e o decoro parlamentar, renuncio ao mandato parlamentar", afirma Genoino na carta.
A carta, enviada por Genoino por meio de seu irmão, o líder do PT, José Guimarães (CE), foi lida em plenário pelo deputado Amauri Teixeira (PT-BA).
Prisão domiciliar
Aos 67 anos, Genoino realizou no meio do ano uma cirurgia de correção da aorta, a principal artéria do corpo humano, e tenta obter do Supremo Tribunal Federal (STF) a autorização para cumprir sua pena em casa.
Em setembro, ele entrou com pedido de aposentadoria na Câmara, mas a junta médica destacada para avaliar seu caso disse que era necessário uma nova bateria de exames após quatro meses para ter um diagnóstico mais preciso sobre a evolução da cardiopatia do deputado.
A junta médica do Hospital Universitário de Brasília, formada para avaliar o estado de saúde do deputado José Genoino (PT-SP), concluiu que ele é portador de cardiopatia “que não se caracteriza como grave”.
O laudo foi entregue, em 26 de novembro, ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. Com a base no documento, Barbosa vai decidir se Genoino, condenado na Ação Penal 470, o chamado mensalão, vai permanecer em prisão domiciliar temporária ou voltará para o Presídio da Papuda.

Vigilância Sanitária de Colombo interdita fábrica clandestina de conservas


WEBMASTER 3 DE DEZEMBRO DE 2013

Mais de 500 vidros de palmitos de 550 gramas e de 1,8 kg foram apreendidos e serão inutilizados por estarem impróprios para o consumo

Vigilância Sanitária e Polícia Ambiental autuam proprietários de empresa irregular de palmitos e conservas
Vigilância Sanitária e Polícia Ambiental autuam proprietários de empresa irregular de palmitos e conservas
A Vigilância Sanitária de Colombo em uma ação conjunta com a Polícia Militar Ambiental do Paraná interditou nesta terça-feira, 03, uma fábrica clandestina de conservas que estava localizada em uma residência no bairro Guaraituba. No local, as equipes encontraram principalmente palmitos sem procedência, armazenados, embalados e manipulados sem quaisquer condições de higiene, impróprios para o consumo, além dos proprietários estarem sem registro e sem licenciamento para o desempenho desta atividade.
Todos os produtos encontrados foram apreendidos, totalizando mais de 500 vidros de palmito disponíveis em embalagens de 550 gramas e de 1,8kg, entre outras conservas, serão inutilizados pela Vigilância Sanitária após autorização judicial, bem como o local onde funcionava a fábrica, foi interditado pelos profissionais da prefeitura. Encontramos diversas fraudes, mas a principal é o risco de que se alguém consumisse esses produtos, poderia morrer por intoxicação alimentar ou Botulismo pelas péssimas condições que eles eram fabricados e armazenados”, esclareceu a médica veterinária da Vigilância Sanitária, Elisa Maria Jussen Borges.
Produtos foram apreendidos na fábrica no Guaraituba e serão inutilizados após autorização da justiça
Produtos foram apreendidos na fábrica no Guaraituba e serão inutilizados após autorização da justiça
Entre as infrações cometidas pela empresa irregular, flagrada pelos profissionais, estão a fraude nos rótulos dos produtos, más condições de higiene, com a presença de água parada, animais, lixo, sujeira, sem responsável técnico, a reutilização de vidros para envase, sem o devido controle do PH (acidez da conserva) que inibe a bactéria do Botulismo e ainda a comercialização destes produtos em mercados e distribuidoras da região. Uma delas é de propriedade da fabricante.
Os proprietários da fábrica clandestina foram levados para a Delegacia do Alto Maracanã para prestar depoimento. A denúncia, que chegou no setor de forma anônima, pode ser feita por qualquer pessoa, basta ligar para a Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde da Prefeitura Municipal de Colombo nos seguintes telefones: 41-3656.3606 / 3697.
Fotos: João Senechal/PMC
Conservas eram fabricadas, embaladas e armazenadas em péssimas condições de higiene
Conservas eram fabricadas, embaladas e armazenadas em péssimas condições de higiene
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG – colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC e no site oficial: www.colombo.pr.gov.br

Motociclista bate contra carro e fica em estado grave no Água Verde


Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento


Uma motociclista de 26 anos ficou em estado grave após bater a motocicleta em que estava contra uma Pajero no bairro Água Verde, em Curitiba. O acidente aconteceu por volta das 8h30 desta terça-feira (3) no cruzamento da Rua Goiás com a Amazonas.
Segundo o socorrista André, do Samu, um dos envolvidos deve ter cruzado a preferencial. A motociclista teve várias fraturas nas duas pernas e precisou ser encaminhada com urgência ao Hospital do Trabalhador. “De uma maneira inicial é possível que ela leve pelo menos um ano para se recuperar de todas as fraturas”, apontou o socorrista.
Acidentes recorrentes
Outros dois acidentes envolvendo motociclistas aconteceram no início da manhã de hoje. O primeiro foi na Av. Nossa Senhora da Aparecida com a Rua Mario Tourinho, no bairro Seminário e o segundo na Rua Luiz França, no Cajuru. Nas duas situações as vítimas tiveram ferimentos leves.

Suspeito de matar idosa dentro de apartamento no Mercês é preso na Grande Curitiba


Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski

latrocinio
Suspeito apresentou carteira de habilitação de outra pessoa. Foto: Polícia Militar (PM)
O jovem suspeito de matar a idosa Enoy Conceição Pinto, dentro do apartamento dela no bairro Mercês, em Curitiba, no dia 30 de outubro, foi preso na noite desta segunda-feira (2). Jackson Murilo da Silva Reis, 23 anos, foi abordado em um patrulhamento de rotina da Polícia Militar (PM). Ele apresentou Carteira Nacional de Habilitação com outro nome, mas depois de algumas contradições confessou a identidade verdadeira.
Policiais militares do 22º Batalhão estavam nas ruas do Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba, quando viram um veículo em situação suspeita e o abordaram. O motorista se apresentou com uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em nome de Tiago Oliveira. Mas, depois de algumas contradições, revelou que, na verdade, se chamava Jackson.
Então, ao checar o nome do suspeito, policiais descobriram que ele possui um mandado de prisão em aberto, onde é acusado de envolvimento no latrocínio de Enoy, 85 anos, assassinada dentro do apartamento onde morava, na rua Desembargador Isaías Bevilaquá, no bairro Mercês. A aposentada, que morava sozinha, foi surpreendida quando chegava em casa. Rendida, ela teve o apartamento roubado e foi morta com pancadas na cabeça.
Um dia após o crime, a Delegacia de Furtos e Roubos divulgou imagens do circuito interna de segurança, que mostram três homens suspeitos de ter cometido o latrocínio. O suspeito preso na noite de ontem deve ser apresentado nesta terça-feira na Delegacia de Furtos e Roubos, no bairro do Jardim Botânico.
Notícias relacionadas

PEARSON COMPRA DONA DA WIZARD EM NEGÓCIO DE QUASE R$ 2 BI.






O grupo britânico Pearson, controlador do "Financial Times" acertou a compra do Grupo Muti, uma das maiores redes de escolas de idiomas do Brasil e dono da Wizard.
O negócio totaliza quase R$ 2 bilhões, dos quais R$ 1,7 bilhão serão pagos à família Martins, sócia majoritária da empresa, e outros R$ 250 milhões serão destinados para liquidar um débito da companhia brasileira.
O Grupo Multi atende mais de 800 mil alunos nas suas 2.600 escolas fraqueadas com as bandeiras Wizard, Yázigi e Skill. Em 2012, registrou um lucro operacional de R$ 130 milhões.
A Pearson tem cerca de 600 mil alunos de inglês, espalhados em mais de 250 unidades próprias e 350 franquias pelo mundo. Também tem cerca de 500 mil alunos nos segmentos de educação infantil e básica na rede dos Sistemas de Ensino no Brasil.
A companhia britânica justifica a compra citando o potencial de crescimento do mercado de escolas de idioma no país com o avanço da classe média, o ainda baixo índice de fluência do inglês no Brasil, e a realização de grandes eventos internacionais, como Copa e Olimpíadas.
"O apetite de aprender inglês do brasileiro mostra o quanto o Brasil tem crescido rápido e se tornado um grande 'player' no comércio, turismo e hospedando outras indústrias.", afirma o presidente-executivo do grupo, John Fallon.
O mercado de escolas de inglês é estimado em R$ 7,3 bilhões pelo grupo. A Pearson espera que a compra ajude a acelerar o desenvolvimento de suas escolas Wall Street English no Brasil.

Colombo e municípios da RMC apresentam 2ª menor taxa de desemprego do País.


Incentivo às novas indústrias e expansão das empresas locais, além de promoção da qualificação profissional, geram resultados do mercado de trabalho

Centro de Distribuição da Rede de Drogarias e Farmácias Nissei vai gerar 400 empregos; na imagem, a Prefeita de Colombo, Beti Pavin conhece o espaço inaugurado
Centro de Distribuição da Rede de Drogarias e Farmácias Nissei vai gerar 400 empregos; na imagem, a Prefeita de Colombo, Beti Pavin conhece o espaço inaugurado
A taxa de desocupação de Colombo e de outros 25 municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) foi analisada pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), que apontou um índice de 3,3% da População Economicamente Ativa (PEA) em outubro. Foram levantados os dados de sete áreas de capitais, através do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e a RMC teve destaque, com o segundo menor número de desemprego no País.
De acordo com o diretor do Centro Estadual de Estatísticas do Ipardes, Daniel Nojima, este número vem do dinamismo do mercado da RMC e do crescimento dos setores empregatícios. “Cada setor que cresce, influencia direta ou indiretamente nos outros, gerando aumento na oferta de vagas. Tornando o mercado cada vez mais interligado e ativo”, conta.
Para a prefeita de Colombo, Beti Pavin, o resultado demonstra as políticas públicas que vem sendo realizadas para promover a inserção dos moradores no mercado de trabalho. “Agimos principalmente através de três linhas de frente: o incentivo para que novas indústrias se instalem no município, a expansão de empresas locais e o destaque para a capacitação profissional dos moradores, para que tenhamos mão de obra qualificada”, explica.

Novas empresas, novos empregos

Inauguração da Loja de departamentos Pernambucanas, no Maracanã, é prestigiada pelo vice-prefeito, Ademir Goulart e pelo secretário da Indústria, Comércio e Turismo, Antonio Ricardo Milgioransa
Inauguração da Loja de departamentos Pernambucanas, no Maracanã, é prestigiada pelo vice-prefeito, Ademir Goulart e pelo secretário da Indústria, Comércio e Turismo, Antonio Ricardo Milgioransa
Prova desse aquecimento do mercado de trabalho colombense, foi a instalação de duas novas empresas e indústrias no município apenas em uma semana: o Centro de Distribuição da Rede de Drogarias e Farmácias Nissei, próximo ao Contorno Norte, se instalou oficialmente no dia 25, e a nova Loja de departamentos, Pernambucanas, no bairro Maracanã, aberta desde último dia 27.
O Centro de Distribuição da Nissei, que irá gerar cerca de 400 empregos diretos, irá centralizar a distribuição de medicamentos que abastecerá filiais de quatro estados: Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Colombo foi escolhida para sediar o empreendimento devido a sua localização privilegiada, que permite a saída para os estados vizinhos.
Já o novo empreendimento das Lojas Pernambucanas, localizada na Rua Abel Scuissiato, irá gerar cerca de 80 empregos, entre diretos e indiretos, sendo 95% deles moradores de Colombo, entre funcionários recolocados no mercado de trabalho e outros no seu primeiro emprego, ou seja, oportunidade para quem estava fora e para quem quer iniciar a sua carreira profissional.
Para o secretário da Indústria, Comércio e Turismo, Antônio Ricardo Milgioransa, isto prova o empenho da Prefeitura Municipal de Colombo em promover parcerias com instituições e o destaque na melhoria da infra-estrutura da cidade. “Toda logística que fazemos, desde obras, novas parcerias, colaboram com a geração de empregos e o novo olhar sobre a cidade”, completou.
Fotos: João Senechal/PMC

ENTRE OS PIORES DO MUNDO EM ENSINO, BRASIL MELHORA NOTA, MAS EM RITMO MENOR.


03/12/2013 - 


E
FÁBIO TAKAHASHI
SABINE RIGHETTI
DE SÃO PAULO
FLÁVIA FOREQUE
DE BRASÍLIA


O Brasil melhora a qualidade do seu ensino, mas em ritmo menor. E segue nas últimas posições no ranking entre países.
O panorama está presente nos resultados do principal exame internacional da educação básica, chamado Pisa -que avalia estudantes de 15 e 16 anos em matemática, leitura e ciências.
Em matemática, o país ficou em 58º lugar, entre 65 países. Está atrás de Cazaquistão, México e Uruguai. E à frente de Colômbia e Jordânia.
Nos demais quesitos, leitura e ciências, o Brasil não cresceu de 2009 para 2012, mantendo-se em 55º e 59º respectivamente. Os dados referem-se às provas aplicadas no ano passado.
Os líderes na matéria são todos asiáticos: Xangai (China), Hong Kong, Cingapura, Taiwan e Coreia do Sul.
A maior parte dos alunos avaliados (quase 85%) frequentam escolas dos governos estaduais. Uma parte menor vem da rede privada.
AVANÇOS
Se o Brasil segue entre os últimos colocados, o relatório destaca que o Brasil é o país que mais melhorou em matemática entre os que participam da prova ao menos desde 2003 (a avaliação é aplicada a cada três anos).
Em média, o país foi de 356 para 391 pontos (ganho de 10%). É como se o aluno de 2012 tivesse mais de seis meses a mais de escolarização do que o de 2003.
Houve ganhos também nas outras duas matérias.
O problema é que no período 2009-2012, o crescimento nas notas desacelerou. Ainda em matemática, se de 2006 para 2009 o avanço foi de 16 pontos, no período seguinte caiu para 5 pontos.
"Há resultados a serem comemorados", afirmou a diretora-executiva da ONG Todos pela Educação, Priscila Cruz.
Ela destaca tanto o ganho no longo prazo (2003 em relação a 2012) quanto o fato de o país ter aumentado o número de alunos atendidos pelas escolas --no período, o percentual de estudantes de 15 anos matriculados subiu de 65% para 78%.
"Mas considerando que o país tem um dos maiores PIBs do mundo, a situação deveria ser melhor. Ao aluno que está hoje na escola não interessa que o sistema estará melhor daqui uma década", afirmou.

EX-DIRETOR DA GLOBO BONI COGITA VIRAR EXECUTIVO DO CARNAVAL.


 

03/12/2013 - 08h03

Boni pegou gosto pelo Carnaval.
O ex-diretor-geral da Globo, que será o tema da Beija-Flor em 2014, vai toda segunda-feira ao barracão da escola de samba no Rio.
Há quem diga que Boni não deixará mais a folia e deve se envolver no setor.
Ele já admitiu que se encantou com o processo de criação da Beija-Flor.
A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Keila Jimenez e publicada na Folha desta terça-feira (3).
Atualmente, Boni dirige a TV Vanguarda, afiliada da Globo no interior paulista. Recentemente, ele participou de uma homenagem ao jornalista Marcelo Rezende no "Domingo da Gente" (Record).
Rafael Andrade/Folhapress
O ex-diretor-geral da Globo, Boni
O ex-diretor-geral da Globo, Boni

SECA OBRIGA MORADORES DO RN A GASTAR BOLSA FAMÍLIA COM ÁGUA POTÁVEL.


G1 visitou nove municípios que estão em 'colapso', sem água nas torneiras.
Moradores relatam sofrimento e temem ficar doentes ao beber a água.

Anderson Barbosa e Fred CarvalhoDo G1 RN

Moradores de Ipueira, no Seridó potiguar, precisam fazer fila para conseguir água  (Foto: Anderson Barbosa/G1)Moradores de Ipueira precisam fazer fila para conseguir água (Foto: Anderson Barbosa/G1)
Rio Grande do Norte enfrenta a pior seca dos últimos 50 anos, com estiagem que já dura mais de um ano em diversos municípios. A falta de água mudou a rotina de milhares de famílias carentes do sertão, que são obrigadas a gastar boa parte do dinheiro que recebem de programas sociais para poder beber, cozinhar e tomar banho.
MAPA SECA RIO GRANDE DO NORTE (2/12) (Foto: Editoria de Arte/G1)
No dia 19 de setembro, a governadora Rosalba Ciarlini decretou "situação de emergência por seca" em 150 dos 167 municípios do estado. Em novembro, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) informou que nove municípios permanecem em colapso no abastecimento. A Caern admitiu que não tem condições de abastecer a cidade e suspendeu a emissão de faturas aos moradores.
Durante três dias, o G1 percorreu mais de 1.200 quilômetros de estradas de terra e asfalto para ver quais são as dificuldades enfrentadas pelos moradores de Ipueira, Carnaúba dos Dantas, Equador, São José do Seridó, Antônio MartinsÁgua NovaJoão Dias, Pilões e São Francisco do Oeste. Além da morte de animais e da destruição de lavouras, foi possível ver que os moradores travam uma luta diária pela própria sobrevivência, em busca de água potável.
No domingo (1°), o "Fantástico" mostrou como funcionam os programas que combatem a seca no Nordeste com caminhões-pipa. O principal responsável pela distribuição no semiárido do Brasil é o Exército, que paga até R$ 15 mil mensais para cada um dos 6 mil pipeiros responsáveis por levar água a 835 cidades, em nove estados, para quase 4 milhões de pessoas. Só em 2013, o governo já gastou mais de meio bilhão de reais no programa. Em dois meses de investigação, a reportagem encontrou tanques imundos, água contaminada e entregas que nunca foram feitas.

Robéria Danielle Dantas há dois anos só toma banho de cuia (Foto: Anderson Barbosa/G1)'Há dois anos só tomo banho de cuia'

Com o nível dos reservatórios muito baixos, a companhia estadual não consegue distribuir água em todas as cidades. Por conta disso, suspendeu a cobrança das contas em nove municípios, que dependem da chegada de caminhões-pipa. "Ninguém mais dá bom dia na rua. Primeiro a gente pergunta se tem água na caixa", disse a dona de casa Marina Medeiros, de 40 anos. Moradora de Ipueira, na região Seridó, ela busca água todas as manhãs nas caixas comunitárias abastecidas pelos caminhões.
Robéria Danielle Dantas há dois anos só toma
banho de cuia (Foto: Anderson Barbosa/G1)
Não sei mais o que é tomar um banho decente. Há dois anos só tomo banho de cuia"
Robéria Danielle Dantas,
promotora de vendas
Ana Santana acorda cedo e faz várias viagens até o chafariz da cidade para pegar água (Foto: Anderson Barbosa/G1)Ana Santana acorda cedo e faz várias viagens até o
chafariz atrás de água (Foto: Anderson Barbosa/G1)
Essa água verde que eu pego é fedida. Mesmo assim, é com ela que eu cozinho, dou banho nos meninos e preparo a nossa comida"
Ana Santana,
dona de casa
Aguá servida para os moradores de Carnaúba dos Dantas, no Seridó do RN, é esverdeada e cheira mau (Foto: Anderson Barbosa/G1)Aguá servida para os moradores de Carnaúba é
verde e cheira mal (Foto: Anderson Barbosa/G1)
A produtora de vendas Robéria Danielle Dantas, de 27 anos, mora em Carnaúba dos Dantas e conta que teve que readaptar a vida por conta da escassez de água. A maior mudança, segunda ela, é não ter conforto para tomar banho. "Não sei mais o que é tomar um banho decente. Há dois anos, só tomo banho de cuia."
Nas cidades visitadas, o G1 ouviu várias histórias de sofrimento por conta da seca. Brigas e ameaças na disputa por um lugar na fila dos chafarizes públicos e das caixas d'água comunitárias já viraram casos de polícia. Sem água nas torneiras, o pouco líquido que restou em poços e barragens é barrento e tem mau cheiro, impróprio para o consumo humano. Quem se arrisca e bebe, adoece facilmente. Os mais frágeis, como crianças e idosos, sofrem com diarreia e desidratação.
O comércio de água é o único beneficiado. Há relatos de quem largou a profissão para vender galões e barris a moradores. O vaivém de caminhões e motocicletas adaptadas para transportar água já faz parte da paisagem há quase um ano. Quem tem cisterna também precisa gastar dinheiro para encher os reservatórios. Quem não tem improvisa com baldes e barris. Vasilhas decoram as calçadas.
Carnaúba dos Dantas
A primeira parada do G1 foi em Carnaúba dos Dantas. A cidade fica na região Seridó, a 220 km de Natal. No caminho, a movimentação de carros-pipa já deu sinais do quanto a ajuda é necessária. A maioria dos veículos faz parte da Operação Pipa, programa de responsabilidade do Exército brasileiro.
Apesar de não tomar banho de chuveiro há dois anos, Robéria não é beneficiada pela Operação Pipa. Ela diz que a água trazida pelos militares não é boa para o consumo e que por isso prefere ligar para os entregadores e comprar a água que usa para beber, tomar banho e fazer as atividades domésticas, como lavar roupa, cuidar da limpeza da casa e cozinhar.
Esse não é o caso da dona de casa Ana Santana, de 45 anos. Mãe de três filhos, ela acorda cedo e faz várias viagens empurrando um carrinho de madeira até o chafariz público da cidade para pegar água. "Essa água verde que eu pego é fedida e não presta pra beber. Mesmo assim, é com ela que eu cozinho, dou banho nos meninos e preparo a nossa comida", relatou.
Segundo o coronel Marcelo Pellense, coordenador do programa no Rio Grande do Norte, em 113 municípios do estado caminhões foram contratados para levar água aos desassistidos pela seca. "Toda a água que o Exército fornece é potável, vem da própria Caern e é apropriada para o consumo. Nas cidades em que a Caern não tem de onde tirar água, são os municípios que indicam os mananciais. A cada 30 dias, as prefeituras precisam nos enviar relatórios de análise da qualidade da água", ressaltou o oficial.
De acordo com o coronel Josenildo Acioli, coordenador da Defesa Civil no Rio Grande do Norte, o estado mantém caminhões-pipa em 24 municípios que não fazem parte da lista dos 113 que já são assistidos pelo Exército. Segundo ele, a água oferecida à população também é apropriada para o consumo.
Ainda de acordo com Acioli, a água que é fornecida gratuitamente para essas 24 cidades (incluindo João Dias, Pilões e São Francisco do Oeste) pode acabar. Para evitar que isso ocorra – uma vez que só há recursos para garantir o fornecimento até o fim de janeiro de 2014 – o órgão está apelando ao governo federal.
"Protocolamos em outubro, junto à Secretaria Nacional da Defesa Social, um pedido de mais recursos. Ainda não tivemos resposta, mas precisamos prorrogar nosso programa de atendimento por pelo menos mais seis meses. Para isso, são necessários R$ 9,2 milhões", afirmou Acioli.
Tive dor de barriga, diarreia. Fui bater no posto de saúde. Lá em casa todo mundo adoeceu"
Ana Santana,
dona de casa
'Tive dor de barriga, diarreia'
Ana Santana contou que certa vez, sem dinheiro para comprar água potável, precisou beber a água que apanhou no chafariz. "Tive dor de barriga, diarreia. Fui bater no posto de saúde. Lá em casa, todo mundo adoeceu", disse a dona de casa.
Aldo Dantas deixou de ser marceneiro para trabalhar como entregador de água (Foto: Anderson Barbosa/G1)Aldo Dantas deixou o trabalho de marceneiro para
fazer entrega de água (Foto: Anderson Barbosa/G1)
Como entregar de água, sou meu próprio patrão e ganho R$ 800 livres de desconto"
Aldo Dantas,
ex-marceneiro
Apesar da situação caótica, há quem lucre com a falta d'água. Aldo Dantas, de 35 anos, trabalha desde a adolescência como marceneiro. Porém, faz dois anos que trocou de profissão. "Com madeira, eu trabalhava para os outros e ganhava um salário mínimo. Com os descontos, ficava com uns R$ 500 para passar o mês. Agora, como entregador de água, sou meu próprio patrão e ganho R$ 800 livres de desconto", revelou.
Aldo diz que não faltam clientes na cidade. O único gasto é abastecer sua motocicleta. Ao veículo, ele adaptou um reboque para puxar uma carroça que leva um galão com 240 litros de água, que ele diz ser de Natal e comprado de um atravessador. "É boa, quase mineral. Se a entrega for aqui na cidade mesmo, custa R$ 18. Se for na zona rural, mais afastada, cobro R$ 23", contou.
Ipueira
Em Ipueira, cidade que também fica no Seridó potiguar, os problemas com a falta d'água se repetem. O colapso no abastecimento levou a prefeitura a instituir um "cartão vale água". Com ele, cada residência tem direito a 120 litros de água potável por semana. O controle passou a vigorar há três meses e já virou caso de polícia. Osawa Brasil, servidor público que controla a distribuição de água potável, já foi ameaçado de levar uma surra por um morador.
Ipueira está com colapso no abastecimento desde agosto. A Caern diz que o abastecimento só será normalizado quando tiver capacidade de retirar água das barragens da região.
São José do Seridó
Quatro quilômetros é a distância que separa a população de São José do Seridó do sonho de acabar com a constante falta d'água. Os quatro mil metros de tubulação do novo sistema adutor da cidade eram para ter sido entregues no dia 19 de novembro passado, mas um erro no projeto atrasou a conclusão da obra. Segundo a Caern, o novo sistema de captação, adução, tratamento e reservação do sistema de abastecimento de água da de São José deve ser concluído em setembro do próximo ano.
Placa na entrada da cidade de São José do Seridó, RN, mostra que obra de adutora já deveria ter sido concluída (Foto: Anderson Barbosa/G1)Placa na entrada da cidade mostra que obra tinha
que estar concluída (Foto: Anderson Barbosa/G1)
A Caern explicou ao G1 que, durante a execução da obra, a empresa contratada observou que a geologia do solo (bastante rochoso) impedia o andamento do projeto original. Por isso, em setembro passado, a obra foi suspensa para uma readequação do projeto. As modificações foram enviadas à Funasa, responsável pela análise e liberação dos recursos, em novembro passado.
Essa readequação irá custar R$ 400 mil a mais na obra. "Originalmente, os recursos tinham a ordem de R$ 2,7 milhões, e com a readequação foi para R$ 3,1 milhões, tendo sido executado R$ 1 milhão na construção de uma adutora por gravidade, que está hoje 70% concluída. O dinheiro a ser liberado será utilizado para finalizar esta adutora (quatro quilômetros) e, ainda, a execução de dois reservatórios elevados, uma Estação de Tratamento de Esgotos e uma adutora por recalque", diz nota emitida pela assessoria de imprensa da Caern.
Adutoras, barragens, cisternas e dessalinizadores
A assessoria de comunicação do Governo do Estado informou que a governadora Rosalba Ciarlini preside um Comitê Gestor de Avaliação e de Combate à Seca que semanalmente se reúne para monitorar a execução das ações estratégicas realizadas com o apoio de secretarias estaduais, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Dentro das ações está a construção de mais de 700 quilômetros de adutoras, 3.400 barragens submersas, 17 mil cisternas, recuperação de 60 dessalinizadores, além da perfuração de mais de 200 poços em vários municípios.
A comunicação do governo citou como exemplo um incremento de mais 22 quilômetros de adutora e a perfuração de outros 12 poços no Sistema Adutor Monsenhor Expedito passará a fornecer, nos próximos meses, uma oferta de 750 metros cúbicos a mais de água por hora, um aumento de aproximadamente 50% na produção que deverá beneficiar mais de 240 mil pessoas em 30 municípios da região Central e Agreste potiguar.

Quando entrar em operação, a adutora Monsenhor Expedito irá fornecer 2.200 metros cúbicos de água por hora, dobrando a sua capacidade. A previsão é que neste mês de dezembro a obra inicie sua fase de testes e em janeiro de 2014 seja inaugurada.
No último dia 28, no Diário Oficial da União, foi publicada a transferência de R$ 13,5 milhões do Governo Federal para o Governo do Estado do Rio Grande do Norte contratar obras da adutora de engate rápido da cidade de Pau dos Ferros, que fica na região Oeste. Com a publicação, o governo afirmou que será deflagrado o processo que permitirá a contratação da empresa que irá realizar as obras da adutora em caráter emergencial. "Os recursos serão liberados pelo Ministério da Integração através da Defesa Civil Nacional para uma conta específica da Defesa Civil Estadual, que é vinculada à Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc)".
"Pelo projeto, a captação da água será na cidade de Itaú, a partir da adutora do alto Oeste, do subsistema Santa Cruz-Apodi. A adutora, que terá 43 quilômetros de extensão levará água até o município de Pau dos Ferros, beneficiando diretamente 28 mil pessoas residentes na cidade e indiretamente 200 mil pessoas dos municípios vizinhos que também usufruem da água de Pau dos Ferros", acrescentou a assessoria.
Ozawa Brasil mostra dessalinizador que a prefeitura de Ipueira, RN, ganhou para tratar a água que é servida à população    (Foto: Anderson Barbosa/G1)Ozawa Brasil mostra dessalinizador que a prefeitura de Ipueira ganhou para tratar a água que é servida à população (Foto: Anderson Barbosa/G1)