Congresso obtém mais dinheiro para partidos


18 de dezembro de 2013
O Congresso Nacional aprovou nesta terça-feira o Orçamento do ano que vem. Para destravar as discussões e conseguir ver a matéria votada ainda em 2013, o governo aceitou colocar mais R$ 100 milhões no fundo partidário e prometeu empenhar mais R$ 2 milhões em emendas para os membros da Comissão Mista de Orçamento (CMO) e “caciques” do Legislativo. A lei vai agora à sanção presidencial.CongressoA exigência de parlamentares da base aliada e da oposição por mais recursos do fundo partidário para serem usados no ano eleitoral provocou impasse na votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) e o governo teve de atender à demanda para conseguir aprovar a proposta na CMO. A verba do fundo é rateada entre as legendas de acordo com suas bancadas na Câmara. O governo era contrário, mas o relator, deputado Miguel Corrêa (PT-MG), acabou cedendo.
A oferta do governo de que empenharia mais R$ 2 milhões em emendas para parlamentares da comissão e para líderes partidários não foi suficiente para minimizar a demanda dos partidos. Tampouco a garantia de sanção do Orçamento Impositivo na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o que torna obrigatório o pagamento de R$ 14,8 milhões de emendas para cada parlamentar em 2014.
A ampliação do fundo partidário pelo Congresso também ocorreu nos dois últimos orçamentos aprovados: 2012 e 2013. Na primeira vez a justificativa foi a criação do PSD, que retiraria recursos de partidos que perderam deputados. O mesmo argumento foi usado agora por partidos que perderam integrantes para os recém-criados Solidariedade e PROS, principalmente o PDT. As demais siglas da base aproveitaram para embarcar no pedido, uma vez que todos são beneficiados com o aumento do bolo e 2014 é ano eleitoral.
Reserva. Garantido por recursos do Tesouro e de multas pagas à Justiça Eleitoral, o fundo tinha dotação de R$ 264 milhões para o próximo ano na proposta original do governo. A ampliação para R$ 364 milhões tem como objetivo repetir o acréscimo feito nos últimos anos com as devidas correções. Em 2013 o fundo teve R$ 324 milhões e em 2012 ficou em R$ 301 milhões.
O relator Miguel Corrêa diz que os recursos para a suplementação vêm de uma reserva que tinha deixado para atender as demandas de última hora. Da mesma fonte foi utilizado aproximadamente R$ 200 milhões para recompor o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), segundo Corrêa. Com isso, a dotação do principal programa de investimentos do governo federal ficou em cerca de R$ 62 bilhões, R$ 1 bilhão a menos do que o proposto pelo Executivo.
Bônus. Além da negociação “partidária”, o governo atuou no varejo para garantir a votação do Orçamento. Foi confirmado o empenho de um “bônus” de R$ 2 milhões em emendas ainda neste ano para os parlamentares da comissão mista e para os líderes. Os outros deputados e senadores terão empenhos cerca de R$ 10 milhões cada um. A ameaça do governo de não liberar mais emendas neste ano já tinha criado dificuldades para a tramitação na semana passada. Há pressões de parlamentares para liberar ainda em 2013 recursos de emendas de bancadas, para beneficiar seus Estados.
O debate sobre as emendas remete ao Orçamento Impositivo. Na semana passada, as ministras Ideli Salvatti (Relações Institucionais) e Miriam Belchior (Planejamento) anunciaram veto de Dilma a essa previsão na LDO, mas o governo recuou diante da ameaça de rebelião no Congresso. Nesta terça, o Planalto voltou a usar o veto, agora como “troco”, caso o Orçamento não fosse aprovado este ano.
O relatório final do Orçamento foi apresentado na noite de domingo, com um valor total de R$ 2,488 trilhões para o exercício de 2014. Desse montante, R$ 654,7 bilhões referem-se a despesas com o refinanciamento da dívida pública da União. A dotação para investimentos na saúde é de R$ 95,7 bilhões e para a educação estão previstos R$ 82,3 bilhões. O texto também atualizou o valor do salário mínimo em relação à proposta original do governo, de R$ 722,90 para R$ 724. O cálculo gerou um custo extra de R$ 250 milhões para a União. Apesar da previsão na LOA, o valor do salário mínimo precisa ser definido por decreto presidencial. Hoje, o salário mínimo é de R$ 678.
FONTE: ESTADÃO

Comerciante é chamado pelo nome e assassinado com 13 tiros na frente da loja da esposa


Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento


pinhais
Comerciante foi chamado pelo nome e executado (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)
O comerciante Cássio Antônio dos Santos, de 41 anos, morreu após levar 13 tiros na Av. Juriti, no Jardim Claudia, em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, por volta das 11h desta quarta-feira (18). Segundo a Polícia Militar (PM), o rapaz foi executado em frente a uma loja da esposa, quando desembarcava de um veículo Prisma.
O capitão Mendes, da PM, afirmou à Banda B que a vítima tinha rixas na região. “Foi o que a esposa dele nos disse, sem entrar em muitos detalhes. Foram vários tiros de pistola. As testemunhas falaram que os atiradores chamaram o Cássio pelo nome”, descreveu.
A Delegacia de Pinhais investiga o caso. O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).

Salários de servidores da Câmara passam a ser divulgados na internet a partir desta quinta


Da CMC

A Câmara de Curitiba torna de conhecimento público, a partir desta quinta-feira (19), às 10h, vencimentos dos vereadores, funcionários efetivos e em cargos comissionados de forma individualizada. A decisão foi tomada pela Comissão Executiva, para ampliar o processo de melhoria da transparência pelo qual a Casa tem passado. As informações podem ser acessadas no Portal da Transparência e estarão dispostas logo abaixo das tabelas já divulgadas com a relação geral de servidores.
camara-181213-bandab
Foto: Divulgação
“Esta nova gestão da Câmara está cumprindo com o seu compromisso de transparência, assumido no início do ano, e também seguindo os princípios expostos no artigo 37 da Constituição Federal, que pregam a publicidade dos atos públicos, a legalidade destes e a sua moralidade. Só agora vamos publicar estas informações funcionais porque desenvolvemos um novo sistema usando apenas recursos próprios, com software livre, sem nenhum ônus adicional para a Câmara”, ressaltou o presidente do Legislativo, vereador Paulo Salamuni (PV).
O Portal da Transparência já existe no site desde 2010, então o que mudou foi a forma de divulgar as informações. Agora é possível consultar, nominalmente, a folha de pagamento: quanto ganha cada servidor, quais são as vantagens legais e indenizações que compõem o salário bruto e quais os descontos até se chegar ao líquido. Para isto, é necessário que o interessado se cadastre no site, com nome, CPF e e-mail e registre uma senha para login. Por medida de segurança do órgão, ficam registradas, a partir deste login, as consultas realizadas e o IP da máquina utilizada durante o acesso.
A divulgação individualizada da remuneração é adotada em âmbito federal (Executivo, Judiciário e Legislativo) e, no Paraná, o Tribunal de Contas do Estado, o Tribunal de Justiça do Paraná, o Ministério Público Estadual, o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa do Paraná já adotaram a medida. No último dia 18 de novembro, foi a prefeitura de Curitiba que passou a divulgar na internet os vencimentos dos 35 mil servidores do Executivo.
Como fazer
Após o registro no sistema e obtenção de um login e senha, basta navegar na nova seção do Portal da Transparência. Os dados para consulta estão separados entre “Folha de pagamento dos vereadores”, “Folha de pagamento dos efetivos”, “Folha de pagamento dos comissionados” e “Folha de pagamento dos inativos”.
Além do vencimento base, na folha constarão informações como, vantagens legais (funções gratificadas, adicionais, etc.), indenizações (como o abono de permanência e o auxílio-creche) e vantagens eventuais (como abono de férias, décimo terceiro e diferenças). Caso o salário esteja acima do teto constitucional, que é de R$ 26.723,13 (atual subsídio do chefe do Executivo, segundo Portal de Transparência do Executivo), constará também a retenção por teto constitucional.
Descontos obrigatórios, como Imposto de Renda e Previdência, também são exibidos no portal. Deduções em folha de natureza pessoal, como empréstimos em folha e pagamento de pensão alimentícia, por exemplo, não serão divulgadas. A previsão é que as informações estejam disponibilizadas a partir desta quinta-feira, às 10 horas, no link do Portal da Transparência (http://www.cmc.pr.gov.br/portal.php).

Farmácia é assaltada e um mês depois vítimas descobrem por que o ladrão era mudo


Da Redação com Polícia Civil 

Um assaltante foi preso nesta terça-feira (17) acusado de roubar R$ 7 mil da farmácia da Associação dos Servidores Públicos do Paraná. O crime aconteceu por volta das 19h do dia 23 de novembro.
assalto-mudo-181213-bandab
(Foto: Reprodução)
Ele chamou a atenção com a “estratégia” que usou para cometer o assalto. De acordo com o delegado da Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba, Rodrigo Souza, ele era funcionário da associação e sabia como tudo funcionava lá dentro. Por isso, ele vestiu luvas, máscara e cobriu todo o corpo para não ser reconhecido.
Ele realizou, então, o assalto “mudo”. “Nós já pegamos ladrões gagos e fanhos, mas é a primeira vez que pegamos um mudo”, brincou o delegado. Na hora do crime, com medo de ser descoberto pela voz, ele fez apenas gestos e não falou nada. Mesmo assim, pelas câmeras de segurança, ele acabou sendo reconhecido.
Souza explicou que o homem escolheu o horário das 19h, próximo ao fim do expediente, por saber que o movimento era mais tranquilo.

Acidente envolvendo três veículos deixa um morto e dois feridos na BR-376


Por Felipe Ribeiro

Um acidente envolvendo dois caminhões e um automóvel terminou com um morto na tarde desta quarta-feira (18) no quilômetro 672 da BR-376, próximo à Curva da Santa, na região de Guaratuba, no litoral do estado.
De acordo com informações da concessionária que administra o trecho, a Autopista Litoral Sul, o acidente ocorreu logo após uma área de escape e o motorista de um dos caminhões envolvidos morreu na hora.
Os dois passageiros que estavam no carro foram encaminhados em estado grave a um hospital de Joinville, no estado de Santa Catarina.
A faixa sentido sul ficou interditada até próximo das 18h devido as cargas de tinta e cal que ficaram espalhadas na rodovia. A fila chegou a cerca de cinco quilômetros.

Professor de informática acusado de abusar de 15 alunas é preso em Curitiba


Da Redação com Polícia Civil

professor de informática Louri Moraes Ramiro, de 50 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (18), no bairro Capão da Imbuia, em Curitiba. Ele é acusado de abusar sexualmente de 15 crianças e por armazenar imagens de pornografia infantil e juvenil.

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Segundo a delegada Sabrina Barreiros, do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), as ações de Ramiro foram monitoradas desde o início do ano letivo. Ele dava aula em uma escola da Rede Municipal de Ensino de Curitiba e se aproveitava da proximidade com as crianças para cometer os crimes.
Durante as aulas ele se aproximava das meninas, com idades entre 10 e 14 anos, e passava a mão nas partes vítimas delas. “Nós fizemos a investigação e além das 15 vítimas, tivemos várias outras crianças que não foram abusadas, mas viram isso ocorrer e foram testemunhas. Em setembro, pedimos ao Poder Judiciário a prisão dele, mas o juiz só deferiu algumas medidas protetivas, como afastamento dele das vítimas e do local de trabalho, além de uma busca e apreensão”, contou a delegada.
Esse mandado foi cumprido e o material coletado na casa dele foi encaminhado para perícia no Instituto de Criminalística. “Nessa perícia apareceram vários arquivos como fotos de pornografia infantil” explicou a delegada. O pedófilo mora em Almirante Tamandaré, mas foi preso por volta das 7h30 quando chegava para trabalhar no Núcleo de Educação no Capão da Imbuia.

COM LEUCEMIA MENINA REALIZA SONHO DE CANTAR EM RÁDIO NO ES.


Larissa, de 6 anos, tem apenas três meses de vida, segundo a mãe.
Outro sonho dela é ter uma guitarra de brinquedo; também foi realizado.

Juliana BorgesDo G1 ES

Um dos maiores sonhos de Larissa Oliveira era cantar em uma rádio (Foto: Juliana Borges/G1 ES)Um dos maiores sonhos de Larissa Oliveira era cantar em uma rádio (Foto: Juliana Borges/G1 ES)
Dor e sofrimento se tornaram palavras constantes na vida da desempregada Marlete Oliveira Alves, de 41 anos, mãe de duas crianças que têm leucemia. Mas ao invés de ter se entregado à tristeza, ela tomou a decisão de se manter forte para conseguir dar suporte aos filhos. Luan, de 9 anos, tem leucemia linfática crônica e reage bem aos tratamentos; já Larissa, de 6, nasceu com leucemia linfática aguda e sempre morou em hospitais. Nesta terça-feira (17), a família descobriu que a menina tem apenas três meses de vida e, agora, Marlete escolheu mais uma missão para seguir: realizar os maiores desejos da filha. A vontade de cantar a música preferida em uma rádio foi atendida nesta quarta-feira (18).

A família, que é de Casimiro de Abreu, interior do Rio de Janeiro, chegou a Vitória nesta terça para um último parecer médico no Hospital Infantil da capital. "A médica falou que ela tem apenas três meses de vida e me aconselhou a não voltar para o hospital. Falou para eu levar ela pra casa, fazer tudo o que minha filha tiver vontade, fazer ela ser feliz mesmo com a doença", disse a mãe.

Larissa contou que gosta de cantar e que sempre teve vontade de conhecer uma rádio. "Ouvia rádio no hospital. Cantei 'Homenzinho Torto' porque gosto muito, mas tem outras que gosto também. Ainda mais as que falam do Papai do Céu", falou, tímida.
Outros sonhos
Marlete contou que Larissa tem vários sonhos. Depois da garota cantar, o apresentador do programa de rádio, Ovelha, anunciou que ela também tinha vontade de ter uma guitarra de brinquedo. "Logo depois de anunciarem, uma pessoa de Cariacica comprou para ela, agora só falta pegar. Minha filha só conhece a guitarra porque uma amiguinho do hospital tinha, ela não conhece muito as coisas do mundo", disse.
Outros sonhos da menina são comer hambúrguer e conhecer a praia. "Não acredito que a água do mar é salgada, quero provar. Minha mãe fala que é, mas como pode ter sal no mar?", questionou a garota.
A mãe ainda revelou outra vontade da menina: ter uma amiga saudável. "Todas as amiguinhas que ela teve até hoje estavam nos hospitais, internadas como ela. O sonho de ter uma amiga que não tenha câncer é porque ela já viu muitas morrerem", explicou.

A doença
A mãe explicou que a filha aprendeu a conviver com a morte desde muito pequena. Há dois anos, o pai das crianças também morreu com leucemia. Evangélica, Marlete ainda contou que sempre buscou consolar os garotos com base em ensinamentos religiosos. "Essa doença é genética, o avô dos meus filhos morreu com ela, os tios e o pai. Quando me casei, meu marido sabia que tinha células cancerígenas. Sofri muito com a morte dele, mas tive que ser forte pelos meus filhos", disse.
Antes de se dedicar integralmente aos filhos, Marlete era autônoma, vendia roupas nas casas das pessoas em Casimiro de Abreu. Mas precisou abandonar até mesmo a casa para viver em hospitais com as crianças. A doença de Luan foi descoberta quando o menino tinha dois anos e desde então ele começou tratamento no Instituto do Câncer. Já Larissa foi diagnosticada com cinco dias de vida, através do teste do pezinho.
Minha filha vai aprender a colher fruta do pé, vai conhecer o campo, ver coisas que ela nem imagina que existem"
Marlete Oliveira, mãe
Marlete contou que a filha é uma sonhadora, pois o mundo que conhece é apenas o dos hospitais. "Larissa começou o tratamento no Inca também, mas depois foi passando por outros hospitais, como o Infantil de São Paulo e o Hospital de Câncer de Barretos. Agora falaram que não tem mais jeito e que ela só tem mais três meses de vida, mas eu já conheço prazo de médico, já passei por isso com meu marido. Falaram que ele viveria seis meses, mas foram só 15 dias. Não sei se minha filha vai mesmo ter mais três meses para viver", falou.
Volta para casa
Pela primeira vez em seus seis anos de idade, Larissa vai conhecer sua própria casa. Para voltar para Casimiro de Abreu, viagem que vai acontecer ainda nesta quarta, a família recebeu uma doação em dinheiro para as passagens. Marlete explicou que a residência fica em uma área rural do município. "Minha filha vai aprender a colher fruta do pé, vai conhecer o campo, ver coisas que ela nem imagina que existem", disse.
Desempregada, a mãe disse que vive até hoje viveu de doações, mas pretende voltar ao trabalho autônomo. Enquanto o salário ainda não entra, ela contou que vai viver com o que a terra oferece. "Herdei a casa da minha mãe e lá temos muita fartura. Frutas de vários tipos. Também vou tentar conseguir uma cesta básica", falou.
Aniversário de seis anos de Larissa, comemorado no hospital (Foto: Marlete Oliveira/ Arquivo Pessoal)Aniversário de seis anos de Larissa, comemorado no hospital (Foto: Marlete Oliveira/ Arquivo Pessoal)

SOBE NÚMERO DE DESALOJADOS EM BÚZIOS, NA REGIÃO DOS LAGOS DO RJ.


Segundo Defesa Civil, subiu de 15 para 200 o número de desalojados.
Previsão é de chuva forte com descargas elétricas até o fim do dia. 

Heitor MoreiraDo G1 Região dos Lagos

Deslizamento foi registrado em um dos bairros da cidade, após chuva.  (Foto: Bebeto Karolla/ Folha de Búzios)Deslizamento foi registrado em um dos bairros da cidade (Foto: Bebeto Karolla/ Folha de Búzios)

Segundo o secretário de Defesa Civil da cidade, Alberto Costa, uma casa localizada em Tucuns foi invadida pelo barrro. Ainda segundo informações da Defesa Civil, 80 pessoas estão na Escola José Pereira, em Sem Braças. Outras vítimas da chuva estão em casas de amigos ou parentes. Retroescavadeiras foram utilizadas para abrir caminhos por onde a água da chuva pudesse ser escoada. Uma máquina com bomba de sucção também retira 250 litros de água por segundo. A Defesa Civil informou ainda que não houve registro de pessoas feridas.
A Defesa Civil de Armação dos Búzios divulgou na tarde desta quarta-feira (18) que o número de pessoas desalojadas subiu de 15 para 200. A chuva forte que atingiu o município na madrugada desta quarta-feira deixou estragos. Após duas horas de chuva, alguns bairros ficaram alagados e famílias chegaram a ficar ilhadas na cidade. Foram registrados três desmoronamentos nos bairros Manguinhos, Geribá e Estrada do Canto.
Moradores limpas casas que foram invadidas pela água.  (Foto: Bebeto Karolla/ Folha de Búzios)Moradores limpam casas que foram invadidas pela
água (Foto: Bebeto Karolla/ Folha de Búzios)
As piores situações foram em Tucuns, Manguinhos, Cem Braças, Baía Formosa e na Rasa. Locais como Maria Joaquina, Trevo do Barbuda, parte de Geribá e do Centro da cidade também foram bastante atingidos. Segundo o Corpo de Bombeiros, a chuva na cidade começou por volta das 3h30. Equipes de resgate fizeram ronda nos bairros durante a madrugada.
As doações de comida, colchão, cobertores e remédios estão sendo recebidas no ginásio da Rasa, que fica ao lado da Secretaria Municipal de Esportes da cidade. O Instituto Nacional de Meteorologia divulgou aviso nesta quarta-feira informando que a previsão é de chuva forte com descargas elétricas e rajadas de vento em todo o estado do Rio de Janeiro até o fim da próxima quinta-feira (19).
Outro serviço prejudicado por conta da chuva foi o transporte coletivo de passageiros. Segundo a empresa responsável pelo serviço, a Auto Viação Salineira, os ônibus voltaram a circular em Búzios por volta das 10h. Ainda de acordo com a empresa, a situação já está normalizada, com os ônibus voltando a trafegar dentro dos horários previstos.
Ruas ainda estão alagadas na tarde desta quarta (18), em Búzios (Foto: Bebeto Karolla/ Folha de Búzios)Ruas ainda estão alagadas na tarde desta quarta (18) em Búzios (Foto: Bebeto Karolla/ Folha de Búzios)

 

DILMA DIZ QUE NÃO HÁ PEDIDO DE ASILO E NÃO INTERPRETARÁ CARTA DE SNOWDEN.


Presidente diz que não se manifestará sobre eventual pedido de ex-agente.
'Vou me manifestar como? Não me encaminharam nada', disse presidente.

Juliana BragaDo G1, em Brasília

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quarta-feira (18), durante café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto, que não se manifestará sobre o eventual interesse do ex-agente de inteligência norte-americano Edward Snowden de obter asilo permanente no Brasil.
Acusado de vazar informações sigilosas de segurança dos Estados Unidos está asilado temporariamente na Rússia. As informações do ex-agente levaram à revelação de que a presidente Dilma Rousseff, ministros, assessores e a Petrobras foram alvo de espionagem da NSA, a agência de inteligência dos EUA.
Nesta quarta, Snowden divulgou carta pública na qual sugere que deseja obter asilo permanente, para que possa continuar a fazer revelações. "Até que um país conceda asilo político permanente, o governo dos EUA vai continuar a interferir na minha capacidade de falar', disse o ex-agente.
Dilma afirmou que não houve solicitação de asilo para o Brasil e disse que não interpreta cartas.
“A nós não foi encaminhado nada, e eu me dou completamente o direito de não me manifestar sobre o que não foi encaminhado. Vou me manifestar como? Não me encaminharam nada, não me pediram nada e, mais do que isso, eu não interpreto cartas de ninguém. Não é minha missão”, declarou. “Eu não acho que o governo brasileiro tem que se manifestar sobre algo de um indivíduo que não deixa claro, não dirigiu nada para nós", afirmou.

"Snowden é contatado com frequência pelas autoridades brasileiras para colaborar nas investigações sobre a espionagem no país e ele quis explicar por que não poderia ajudar. Em nenhum momento ele pede um novo asilo, isso é completamente errado. Basta ler o conteúdo da carta", declarou ao jornal.
Nesta terça, ao jornal 'O Globo', o jornalista Glenn Greenwald, que divulgou as primeiras denúncias de Snowden, negou que o americano tenha pedido asilo no Brasil. Segundo ele, a carta foi mal interpretada.
Carta
Nesta terça-feira, o jornal "Folha de S. Paulo" publicou uma carta de Snowden, na qual o ex-técnico da CIA afirmava que a Casa Branca continuará interferindo na sua "capacidade de falar" até que ele receba o asilo permanente em algum país, e que o governo norte-americano "vem trabalhando arduamente" para limitar suas declarações.

Ele diz também que muitos senadores brasileiros solicitaram sua ajuda na investigação sobre a suspeita de crimes contra cidadãos brasileiros e que ele expressou sua disposição de auxiliar "quando isso for apropriado e legal". Junto com a carta, uma petição eletrônica que visa pressionar a presidente a conceder o asilo foi publicada no site Avaaz, página que reúne ativistas e organiza abaixos-assinados.
Espionagem contra o Brasil
Em setembro, o Fantástico revelou com exclusividade, em reportagem produzida em conjunto com Greenwald, documentos classificados como ultrassecretos que mostram que a presidente Dilma Rousseff e parte de seus assessores foram alvos de espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos. O Fantástico também trouxe à tona documentos que comprovam que a Petrobras, a maior empresa brasileira, também foi espionada.
Irritada com a quebra de privacidade, Dilma exigiu que a Casa Branca pedisse “desculpas” pelo episódio. No entanto, apesar de ter prometido esclarecer as denúncias, o presidente Barack Obama se recusou a formalizar o pedido de desculpas. Em contrapartida, a chefe do Executivo brasileiro suspendeu viagem a Washington, em outubro.
Dilma também aproveitou seu discurso de abertura na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), no final de setembro, para condenar a postura americana. Ela afirmou diante de uma plateia de chefes de Estado que as ações de espionagem dos Estados Unidos no Brasil “ferem” o direito internacional e “afrontam” os princípios que regem a relação entre os países.
Ao lado da Alemanha, que também foi alvo de espionagem, o governo do Brasil apresentou à ONU, em novembro, uma proposta que prevê regras para garantir o “direito à privacidade” na era digital. Dilma também ordenou medidas para tentar "proteger" o Brasil da espionagem virtual, entre as quais a criação de um sistema de e-mails do governo federal
.

MORRE AOS 84 ANOS RONALD BIGGS, QUE PARTICIPOU DO ASSALTO AO TREM PAGADOR.

 

Assalto milionário a trem entre Glasgow e Londres ocorreu 50 anos atrás.
Biggs era conhecido como o 'ladrão do século' 20 e morou no Brasil.

Do G1, em São Paulo

Ronald Biggs em 20 de março em Londres (Foto: Andrew Cowie/AFP)Ronald Biggs em 20 de março de 2013 em Londres (Foto: Andrew Cowie/AFP)
O britânico Ronald Biggs, conhecido como o "ladrão do século" por conta ao assalto ao trem pagador entre Glasgow e Londres ocorrido em 1963, morreu nesta quarta-feira (18) aos 84 anos, informou a família.

Biggs, que ficou famoso após sua fuga espetacular para o Brasil depois do roubo, morreu no asilo para idosos de Carlton Court, em East Barnet, no norte de Londres.
Com problemas de saúde, ele não podia andar, tinha dificuldade para falar e recebia atendimento médico.
Os detalhes da causa da morte não foram divulgados.
Biggs foi visto em público pela última vez em março, numa cerimônia no cemitério de Highgate em homenagem a Bruce Reynolds, o mentor do assalto, que morreu em fevereiro, aos 81 anos.
2,5 toneladas de dinheiro
O roubo, feito por uma quadrilha de 17 integrantes, levou cerca de 2,6 milhões de libras esterlinas (o equivalente a US$ 4,2 milhões) à época.
Na madrugada de 7 para 8 de agosto de 1963, dia do aniversário de Biggs, o condutor de um trem postal, que percorria o trajeto entre a cidade escocesa de Glasgow e a estação londrina de Euston, parou em um ponto isolado na altura de Ledburn, ao noroeste de Londres. Um sinal vermelho na via ordenou a parada.
Os assaltantes agrediram o condutor, desengancharam a locomotiva e os dois primeiros vagões para, em seguida, descarregar 120 sacos que continham 2,5 toneladas de dinheiro em espécie.

Durante o assalto, Biggs feriu gravemente o maquinista, Jack Mills, que acabou morrendo seis anos depois, segundo o jornal britânico "Telegraph".
Tudo aconteceu sem que os funcionários nos outros vagões percebessem o assalto.
Biggs foi preso após o roubo e recebeu uma sentença de 30 anos de prisão, mas escapou 14 meses depois da prisão de Wandsworth, pulando o muro com uma corda de pano e fugindo em uma caminhonete.
Rio de Janeiro
Após a fuga, ele passou por vários países, atraindo a atenção da imprensa pelo modo ousado como escapava da justiça britânica e da Interpol.
Ele chegou ao Brasil e ficou mais de 30 anos em liberdade no Rio de Janeiro, onde levou uma vida confortável, com o dinheiro do roubo e o que ele conseguiu aproveitando sua notoriedade. Acabou sendo tema de livros, filmes e reportagens.

Em 1981, Biggs foi sequestrado por um grupo de mercenários que o levou a Barbados, em busca de uma possível recompensa das autoridades britânicas. Seus advogados conseguiram que a Justiça da ilha o devolvesse ao Brasil.
Durante sua passagem pelo Rio, Biggs teve um restaurante e uma página na internet, na qual vendia produtos relacionados a sua figura.
Ele também escreveu sua autobiografia e uma novela, fez anúncios publicitários e até cantou com os Sex Pistols.
Em 2002, ele casou com Raimunda Rothen, que já era mãe de seu filho Michael, que também chegou a ficar famoso como o Mike do grupo infantil Turma do Balão Mágico nos anos 1980.
Já com a saúde frágil, Ronald Biggs finalmente se rendeu à polícia britânica em 2001. Ele voltou ao país, acompanhado pelo filho Mike, e foi rapidamente preso e levado à prisão de segurança máxima de Belmarsh, de onde foi libertado em 2009 por questões de saúde.
Sem arrependimento
Pouco antes do aniversário de 50 anos do assalto, Biggs declarou: "Se querem me perguntar se lamento ter participado no golpe, minha resposta é não".
"Consegui um pequeno lugar na história", disse ele em entrevista, certa vez.
Ele também argumentou que queria voltar ao seu país para tomar um pint de cerveja em um pub e morrer no seu país de origem.

Bancos funcionam em horário diferenciado nos dias festivos


17 de dezembro de 2013
Os bancos devem fechar nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro. A informação é da Federação Brasileira de Bancos. As agências bancárias também fecham no Natal. De acordo com a Febraban, os bancos podem estabelecer horários especiais no dia 24 de dezembro, desde que garantam atendimento mínimo de duas horas aos clientes.caixa de bancoNa véspera do Natal, no Paraná, as agências abrem para o público das 9h às 11h. Quando fechadas, os clientes podem utilizar os canais alternativos de atendimento, como caixas eletrônicos, Internet Banking, Mobile Banking, banco por telefone e correspondentes.

Polícia resgata crianças sequestradas em Paranavaí


17 de dezembro de 2013


Uma menina de 2 anos e um menino de 8 foram resgatados na tarde desta terça-feira pela polícia de Sarandi, no Noroeste do estado. Elas haviam sido sequestradas durante a invasão de um abrigo, e levadas por uma mulher acompanhada de um homem armado. De acordo com o Conselho Tutelar, as crianças eram filhos da raptora. Ainda hoje, a mãe e os filhos foram encontrados na própria casa. O homem que ajudou na captura não foi localizado. As crianças estavam em poder do Ministério Público desde março de 2013, quando a própria mãe fez uma solicitação junto ao órgão. A Polícia ainda investiga o paradeiro do homem.