Irmãos que fingiram ser policiais para matarem jovem de 20 anos são presos


Da Redação

Dois irmãos acusados de assassinarem um jovem de 20 anos foram presos na última quarta-feira (26), quase onze meses após o crime que aconteceu no bairro Cajuru, em Curitiba. De acordo com o delegado Fábio Amaro, Diogo Ramos dos Santos teria sido baleado dentro de um bar localizado na Rua Professor Edmundo José Binder e o motivo seria vingança por envolvimento na morte de um amigo da dupla.
“Durante as investigações, apurou-se que indivíduos em um veículo de cor escura teriam chegado ao local dizendo que eram policiais. Com uma pistolas nove milímetros acabaram efetuando diversos disparos contra o Diogo, que não teve chance de reação”, disse.
Segundo Amaro, após os trabalhos de investigação, chegou-se até eles e que o motivo da morte seria o envolvimento da vítima na morte de um amigo da dupla, de nome Bruno Novais Rodrigues da Silva, ocorrido em 2009.
Os irmãos foram identificados como sendo Cilso Tavares de Moraes, 21 anos, e Edilson Tavares de Morais, de 23 anos, e tiveram suas Prisões Temporárias decretadas pelo Judiciário local.
Cilso foi preso no Hospital Cajuru, após ser submetido a uma cirurgia por ter sido baleado no braço. Já Edilson teve a sua ordem judicial de prisão cumprida na PEP de Piraquara, local onde está preso por homicídio e tráfico de drogas. Ambos, em seus interrogatórios, negaram envolvimento no crime, no entanto, existem elementos nos autos que comprovam a participação dos mesmos no assassinato.
Eles foram encaminhados à Delegacia de Homicídios e ficam à disposição da justiça.