DHPP captura foragido


A briga de “gato e rato” entre a polícia e Orlando Inácio do Prado Júnior, 29 anos, teve mais um capítulo, na tarde da última quarta-feira (29), quando ele foi novamente preso, desta vez na casa de uma tia, na Vila Barigui, Cidade Industrial de Curitiba (CIC), por policiais civis da 3.ª Delegacia de Homicídios de Curitiba da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Júnior estava foragido desde o começo do mês.

Segundo o delegado-titular da 3.ª DH, Danilo Zarlenga, Júnior estava no regime semiaberto e desde o dia 2 de maio não retornou mais para a penitenciária. “No dia 15 foi expedido o mandado de prisão contra ele e nós conseguimos o prender na última quarta”, contou Zarlenga, destacando que o homem estava preso desde de 2010, quando foi capturado por policiais da extinta Delegacia de Homicídios, pela morte de Maria de Fátima Pereira e por uma tentativa de homicídio contra Tiago Pereira dos Santos.

Zarlenga explicou que ser preso não é novidade na vida de Júnior. Em 2004, ele foi preso por policiais civis do 11.º Distrito Policial por praticar assaltos em comércios na região. Ficou preso por algum tempo, mas fugiu. No período em que estava foragido, matou uma mulher e tentou matar um homem. Foi capturado pela Delegacia de Homicídios e estava preso até o começo do mês, quando teve progressão de pena, foi para o regime semiaberto, saiu no dia 2 e nunca mais voltou. “Agora nós o trouxemos de volta e esperamos que ele não fuja de novo”, disse Zarlenga.