Requião contesta informação sobre caso Araupel


MENSAGEM
O Departamento Jurídico da coligação “Paraná com Governo”, que tem como candidato ao Governo do Paraná o senador Roberto Requião, está tomando medidas judiciais cabíveis para impedir a continuação da veiculação de informações caluniosas a respeito da posdição do candidato no que toca à invasão de àrea de terra ocupada pela empresa Araupel, no município de Quedas do iguaçu.
1 – Na quarta-feira, 16 de julho, em entrevista à Ràdio Municipal de Quedas do Iguaçu, o senador Roberto Requião afirmou que acima de tudo, o episódio não deveriaq prejudicar o emprego dos trabalhadores da empresa. “As pessoas não podem ter liquidados seus empregosde u7ma hora para outra, isso não pode acontecer”, afirmou o senador.
2 – Na sequência, o senador tem um apelo ao diálogo. “É um assunto delicado e o estado tem condições de resolver o problema”.
3 – De fato, quando o senador Roberto Requião era governador do paraná (2003-2010), dois terço dessa área foram desapropriadas e transformados em assentamentos rurais. A área restante, afirmou o senador, na entrevista , tem que ser objeto de entendimento e o estado do paraná não pode continuar omisso.
4 – A propriedade da terra, afirmou ainda o senador, precisa ser definitivamente esclarecida e a pendência resolvida legalmente. Mas. Acima de tudo, insistiu o senador, precisa ser garantido o emprego dos trabalhadores.
Entre as medidas cabíveis, serão propostas ações criminais destinadas a apurar a responsabilidade pela notícia caluniosa que afirmar que o senador teria incitado a invasão da área da Araupel.
Vai assinado pelo advogado Fernando Gustavo Knoerr.