Urbs já emitiu 842 novos cartões transporte no primeiro dia de novos postos


Da SMCS

Os postos da Urbs emitiram nesta segunda-feira (14), até as 17 horas, 842 cartões transporte. O número é mais do que o dobro da média registrada em maio, de 356 cartões usuário por dia. Do total de cartões emitidos nesta segunda-feira, 144 foram feitos nos três postos volantes que a Urbs instalou nos terminais Cabral e Santa Felicidade e na Travessa Nestor de Castro, e cujo horário de atendimento vai das 7 às 19 horas.
urbs
Foto: SMCS
A comparação é feita com o mês de maio porque os dados de junho ainda estão sendo consolidados. O aumento na procura por cartão transporte é resultado da divulgação, na semana passada, do processo de modernização do sistema e do uso exclusivo do cartão para pagamento da passagem em 62 linhas de ônibus a partir de 1º de agosto. São linhas operadas por micro-ônibus e sem cobrador e que fazem a ligação entre bairros sem passar por terminais (ônibus amarelos), e de bairros a terminais (ônibus cor laranja).
Nesta segunda-feira a Urbs iniciou uma campanha de alerta aos usuários, que inclui a distribuição de 30 mil folhetos com a relação das 62 linhas e locais e horários para fazer o cartão transporte. Também estão sendo colocado 200 cartazes em ônibus. A informação também está sendo veiculada no sistema de mídia embarcada hoje existente em 150 ônibus dos sistemas Ligeirão e Linha Direta (Ligeirinhos).
A orientação aos usuários é veiculada ainda nos 694 painéis eletrônicos de informação de horário de ônibus instalados nas estações tubo e pontos de parada de ônibus nos terminais. O mesmo recado também será veiculado nos letreiros internos dos ônibus, nos quais são colocados avisos de próxima parada, prioridade a idosos e pessoas com deficiências, portas de embarque e desembarque e cuidados com pertences dentro do ônibus.
No total, estas 62 linhas transportam 70 mil passageiros por dia e a maioria deles (60%) já utiliza cartão transporte. O usuário que já possui cartão não precisa fazer um novo, porque não há alteração no cartão. A partir do dia 1º de agosto, serão disponibilizados cartões avulsos que terão a mesma função dos cartões atuais, à exceção da possibilidade de bloqueio e uso para integração temporal.
Segurança
Na manhã desta segunda-feira, diversos funcionários de uma grande rede de supermercados foram à unidade volante da Travessa Nestor de Castro para providenciar a confecção do cartão-transporte. “O objetivo é que todo o quadro funcional tenha o cartão. Assim, tantos nossos funcionários quanto o motorista e cobrador terão maior segurança, evitando o manuseio desnecessário de dinheiro, principalmente nas horas de maior movimento, quando o risco de assalto é maior”, disse o chefe de segurança da rede, Carlos Gomes.
Silvia Josélia Santos Alano, que trabalha no supermercado e mora em Piraquara, diariamente faz até quatro deslocamentos entre sua residência e o local de trabalho, no Tarumã. Orientada por Carlos Gomes, Silvia providenciou o cartão, em poucos minutos, depois de apresentar um documento oficial com foto e o CPF. “Agora não preciso mais carregar muito dinheiro na carteira. O cartão-transporte é prático, nominal e muito seguro”, disse.
Ricardo Francisco do Rosário, que está prestes a assinar contrato de trabalho com uma empresa de segurança, se antecipou à exigência do cartão-transporte pelo futuro empregador, retirando o dispositivo na unidade volante. “Hoje em dia, além de uma série de documentos exigidos pelos empregadores, o cartão faz parte desse rol, e é por isso que vim providenciá-lo já”, disse Rosário.
Habituada a fazer quatro deslocamentos em ônibus em média, por dia, e até agora pagando a tarifa em dinheiro, a cozinheira Idazima Werneck viu no posto volante a oportunidade de finalmente fazer o cartão. “Sempre tive e vontade de fazer o cartão, mas como nem sempre estou perto da sede da Urbs ou de uma Rua da Cidadania, essa unidade volante, bem no centro da cidade, veio a calhar”, disse.
No Terminal Santa Felicidade, a retirada do cartão pode ser feita na área externa do equipamento urbano, na guarita de fiscalização. “Se for preciso eu posso bloquear o cartão e informar previamente quantas vezes vou usá-lo todos os dias. Isso é uma garantia de maior segurança, porque já não preciso circular com tanto dinheiro na bolsa”, diz a dona de casa Alice Alves de Assunção.
Ao fazer o cartão, a pessoa define previamente o número de vezes em que o dispositivo será utilizado diariamente. Assim, o cartão será bloqueado ao atingir a quantidade indicada pelo usuário, e fica protegido em caso de roubo.
“O cartão agiliza os embarques, reduz as filas nos terminais e estações e é muito mais seguro”, diz o diretor de Transporte da Urbs, Rodrigo Grevetti.
Novidades
O pagamento de passagem exclusivamente com cartão transporte nas linhas convencionais e alimentadoras que operam com micro-ônibus e sem cobrador é uma das novidades do processo de modernização do cartão transporte e atende determinação da Justiça que proíbe o motorista de receber o dinheiro da passagem mesmo com o veículo parado.
Além de atender à decisão judicial, as alterações no cartão transporte serão um incentivo para reduzir o volume de dinheiro circulante no sistema, o que representa segurança para passageiros e usuários. Outra vantagem do cartão é o conforto do usuário, que não precisa se preocupar com dinheiro ou troco na hora do embarque e é beneficiado também na medida em que esta prática agiliza a operação do sistema.
A partir do próximo dia 1º já será possível fazer a carga de créditos do cartão transporte em mais 23 endereços – bancas de jornais e revistas localizadas na região central e nos bairros. Nestas mesmas bancas também será possível comprar cartão avulso que pode ser carregado ali mesmo até o limite de 25 créditos. Tanto o cartão tradicional, que é feito sem custo nos postos da Urbs, quanto o cartão avulso vão permitir o pagamento da tarifa especial de domingo que, até aqui, só é possível para pagamento em dinheiro.
Como fazer
O cartão transporte é feito na hora, sem custo para o usuário (1ª via), em nove endereços da cidade. Três deles entraram em funcionamento nesta segunda-feira (14). Para fazer o cartão basta comparecer, munido de documento de identidade original com foto e CPF em um dos endereços e horários abaixo:
Nos dias úteis das 7h às 19 e aos sábados das 8h30 ao meio-dia, num dos seguintes postos volantes:
Terminal Santa Felicidade – Na guarita da fiscalização, dentro do terminal
Terminal Cabral – Na guarita da fiscalização dentro do terminal
Travessa Nestor de Castro – Posto móvel da Urbs (Kombi caracterizada)
Nos dias úteis das 8h30 às 17h e aos sábados das 8h30 ao meio-dia:
Na Urbs, na ala ferroviária da Rodoferroviária e nas Ruas da Cidadania da Matriz (na Praça Rui Barbosa), Boa Vista (perto da Unidade de Saúde 24 Horas), Boqueirão (no Terminal do Carmo), Pinheirinho (Terminal Pinheirinho) e Portão/Fazendinha (no Terminal Fazendinha).
• Não é preciso morar em Curitiba para fazer o cartão transporte.
• Documentos exigidos: documento pessoal, oficial, com foto (identidade, carteira de habilitação etc) e CPF;
• A primeira via é gratuita. Em caso de extravio, a seunda via custa o equivalente a cinco passagens de ônibus (tarifa de R$ 2,70). Cada cartão usuário pode ser carregado até o limite, por vez, de 220 créditos.
• O cartão avulso custa R$ 3. Pode ser carregado na própria banca onde foi comprado, mas até o limite de apenas 25 créditos. Atenção: o cartão avulso, ao contrário do do usuário, não pode ser bloqueado.
.