Cabos eleitorais que dizem ter trabalhado para Requião e Almeida protestam contra falta de pagamento


Por Felipe Ribeiro e Danaê Bubalo
Foto: Danaê Bubalo - Banda B
Foto: Danaê Bubalo – Banda B

Cabos eleitorais que dizem ter trabalhado nas campanhas de Roberto Requião ao Governo do Estado e Marcelo Almeida ao Senado, protestaram na tarde desta quarta-feira (15), em Curitiba, contra a falta de pagamentos. A manifestação acontece exatos dez dias após o primeiro turno das eleições onde ambos os candidatos do PMDB acabaram derrotados. As assessorias de ambos os candidatos, por sua vez, negam a responsabilidade pelo local.
De acordo com um porta-voz do grupo, identificado apenas como Valmir, os pagamentos deveriam ter ocorrido no dia 3, antes mesmo das eleições, mas agora temem até um possível calote. “Não é passado nada para nós, hoje estamos há três horas esperando e nada é falado. A gente trabalhou aqui e queremos receber pelo serviço”, disse.
Outro representante do grupo disse que trabalhava como motorista para a campanha e a teve a promessa de que até o quinto dia útil do mês receberia o dinheiro, o que não aconteceu até o momento.
O comitê em questão fica localizado na Rua Fernandes de Barros, no bairro Alto da XV, e contou com a presença de cerca de 70 pessoas na tarde desta quarta.
Banda B entrou com as assessorias de ambos os candidatos envolvidos, mas de acordo com a de Requião, o comitê do senador ficava localizado no Ahú e já foi desmontado. Já a campanha de Almeida, disse que o comitê do ex-candidato fica até próximo do local, ma Rua Itupava, mas que não foi à campanha dele quem contratou os cabos eleitorais que estão em protesto.