Campo Largo decreta calamidade pública e pede ajuda com lonas e telhados; Sanepar suspende água


Por Elizangela Jubanski


(Fotos: Andressa Santos e Ricardo Martins)

O município de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, decretou calamidade pública no fim da noite desta sexta-feira (17). A cidade foi a mais prejudicada pela tempestade que atingiu a Grande Curitiba por volta das 17h30. O telhado do Hospital Nossa Senhora do Rocio desabou e cerca de 400 pacientes foram transferidos às pressas para a unidade nova do hospital. São mais de 2 mil casas danificadas, de acordo com a Defesa Civil do município.
A Prefeitura de Campo Largo informou à Banda B que ainda não se sabe a dimensão da destruição, no entanto equipes municipais percorrem a cidade para tentar identificar regiões mais necessitadas. “Difícil não encontrar casas destelhadas”, disse um assessor da prefeitura na manhã de hoje.
Os moradores estão sem luz, sem sinal de internet e muitos também sem telefones, o que dificulta o pedido de ajuda. Os bairros mais afetados são a região Central, Ouro Verde e Bom Jesus. Comércios e até mesmo o Centro Administrativo da prefeitura ficaram danificados e não possuem nenhuma condição de funcionamento.
A Sanepar informou ainda que interrompeu o fornecimento de água. Segundo eles, chuvas e ventos fortes destelharam e alagaram a estação de tratamento de água, a elevatória, a captação e o escritório da Sanepar no município. Um equipamento que faz a captação da água foi danificado durante a temporal por causa do granizo e, por isso, o abastecimento de água precisou ser interrompido. Em nota oficial,  ‘os quadros de comando foram molhados e estão desligados para evitar problemas elétricos, paralisando, assim, as bombas utilizadas na distribuição de água’. Ainda não há previsão de normalização da distribuição de água em Campo Largo.
A Prefeitura pede ajuda em doações como telhas, lonas e água potável. As famílias desabrigadas foram orientadas a pedir ajuda no Centro de Convivência Durval Weber, no bairro Populares, onde foi montado uma estrutura emergencial para moradores que tiveram as casas completamente destruídas. Também está sendo montado um central de arrecadação de donativos no Centro da Juventude, no bairro Bom Jesus.
O telefone da Defesa Civil do município é 41.3393-5670 ou  41.8504-7347. Para acionar o Corpo de Bombeiros: 93.
Luz
Também, aproximadamente 11 mil pessoas da região metropolitana ainda estão sem energia desde o fim da tarde de ontem. Ao todo, 150 mil consumidores ficaram sem fornecimento de energia. Em alguns bairros de Curitiba a energia já foi restabelecida.