Gêmeas brigam e uma delas “crava” garfo na perna da outra


Da Catve.tv

Socorristas do Siate foram acionados no início da tarde desta terça-feira (14), para atender uma ocorrência no bairro Interlagos, em Cascavel.
De acordo com informações, o pai teria saído de casa para ir ao mercado, quando as irmãs gêmeas começaram a discutir e uma delas acabou “cravando” um garfo de cozinha na coxa da outra.
O fato foi registrado na casa da família, localizada na rua rua Paul Richard.
A adolescente de 11 anos recebeu atendimento no local e foi encaminhada para UPA Pediátrica.
As informações são do Portal Catve.tv


CONFIRMADO !! GUSTTAVO LIMA E CESAR MENOTTI E FABIANO NA 51ª FESTA DA UVA DE COLOMBO





Confirmado a presença de Gusttavo Lima, Cesar Menotti e Fabiano, Negritude Junior e Álvaro e Daniel,   na 51ª edição da Festa da Uva de Colombo.
A festa acontecerá nos dia 07, 08 e 09 de fevereiro no Parque Municipal da Uva, no Centro de Colombo..












Programação:
Na abertura oficial dia 07, às 18h30, encerrando as atividades do primeiro dia de festa com o show do grupo Negritude Junior. Neste dia, a entrada é solidária, ou seja, o visitante irá contribuir com um quilo de alimento não perecível. 


No sábado, dia 08, o Parque será aberto à comunidade às 12h, seguido durante toda a tarde de shows culturais e a apresentação das duplas Cesar Menotti e Fabiano, às 20h30 e Álvaro e Daniel, às 22h30.



No domingo, dia 09, os festejos começam mais cedo, às 10h, com atividades variadas por todos os cantos do Parque que preserva a mata nativa da região, com 100 mil m² de área e espaço ao ar livre para passeios e contemplação da natureza. 
 Neste mesmo local, às 21h, se apresenta o cantor Gusttavo Lima para encerrar as atividades do evento que promete reunir mais de 60 mil pessoas nos três dias festa.

Outras atividades

Tradicional no Paraná, o evento vai contar com uma exposição de uvas, vinhos, sucos, geleias e conservas como também a 13ª Feira da Indústria, Comércio e Serviços, a Feicom que terá o artesanato local e empresas da região expondo e comercializando os seus produtos.

A Festa ainda vai contar com uma mostra da gastronomia presente no Circuito Italiano de Turismo Rural que neste ano completa 15 anos. O ponto alto da festa é resgatar e manter as tradições da cidade como também movimentar a economia local, que vai desde a agricultura familiar que é a matéria prima da festa até o produto final que são os derivados da fruta, além de trabalhar a questão turística do município.

O evento é uma realização da Prefeitura Municipal de Colombo por meio da Secretaria da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura.

EXTRAÍDO DO BLOG IVAN DE COLOMBO

Especializada em tráfico de drogas prendeu mais de 800 pessoas no Paraná em 2013


Da Redação


Mais de 800 pessoas presas e 12,67 toneladas de drogas apreendidas. Este é o balanço de 2013 dos trabalhos da Divisão Estadual de Narcóticos do Paraná (Denarc) da Polícia Civil, especializada no combate ao crime de tráfico de drogas. Em uma entrevista coletiva, nesta terça-feira (14), o delegado Alan Flore, chefe da Denarc, comemorou os números.
maconha
Mais de 12 toneladas foram apreendidas em 2013 (Foto: Juliano Cunha – Banda B)
“Isso mostra toda eficiência dos núcleos da Denarc, espalhados pelo estado, mas queremos aumentar ainda mais esse número no ano que vem”, iniciou o delegado, que também falou sobre o fato do Paraná ser a principal rota das drogas no Brasil. “Ela vem do Paraguai, principalmente a maconha, que é mais barata e comum. Estamos de olho na fronteira e buscando tirar os traficantes de circulação”, destacou.
No total foram apreendidos: 12,03 toneladas de maconha, 192, 8 kg de cocaína, 407, 29 kg de crack, 40,56 kg de haxixe, 4.503 comprimidos de ecstasy, 219 pontos de lsd e 14,4 mil frascos de lança-perfumes. “No ano retrasado foram um pouco mais de duas toneladas apreendidas, o que mostra o crescimento em 2013″, concluiu o delegado.

Homem morre após se afogar em local raso e bombeiros suspeitam de problema clínico


Por Marina Sequinel

Um homem de 60 anos morreu afogado no balneário de Shangri-lá, em Pontal do Paraná, na tarde desta segunda-feira (13). Aparecido da Silva se banhava com um primo em local rasoquando caiu e se afogou com a arrebentação de uma onda.
Segundo o tenente Tratch, o mais provável é que a vítima tenha sofrido um problema clínico antes de cair, principalmente porque, em nenhum momento, pediu ajuda aos salva-vidas. “O primo, que estava junto, ainda comentou que naquele dia Aparecido já tinha se queixado de dores no corpo e sangramento no nariz”, relatou à Banda B nesta terça (14).
Ele foi retirado da água pelos bombeiros em estado grave, ainda com vida, mas não resistiu e teve uma parada cardíaca. “É importante sempre procurar o médico e evitar entrar na água se o banhista não estiver se sentindo bem. Caso contrário, pode acontecer uma fatalidade dessas”, alertou o tenente.
Aparecido era morador de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), que deve apurar a causa da morte

Sistema prisional do Paraná é tão ruim quanto do Maranhão, diz deputado


Por Marina Sequinel, Adilson Arantes e Juliano Cunha

sistema prisional do Paraná é marcado pela superlotação, pela falta de recursos materiais e organização de facções criminosas. Esses são aspectos que mostram que as cadeias e penitenciárias paranaenses são tão complicadas quanto as do Maranhão, onde os recentes casos de violência assustaram todo o país. É o que afirmou o deputado estadual Tadeu Veneri (PT) em entrevista à Banda B na tarde desta terça-feira (14).
Penitenciária Central do Estado do Paraná. (Foto: Everson Bressan – AEN)
Segundo ele, a “cultura de encarceramento” brasileira é um dos motivos pelos quais o sistema prisional apresenta falhas e não é capaz de ressocializar os presos. “A Justiça lenta e os presídios com a carência de recursos contribuem para essa realidade. No Rio de Janeiro e em São Paulo não existem detentos em cadeias. Eles ficam na casa de custódia, antes do julgamento, ou vão para a penitenciária se forem considerados culpados. Aqui no Paraná, todos os infratores são encaminhados para as cadeias públicas, o que contribui para a superlotação”, explicou o deputado.
Ainda assim, a transferência dos presos para as penitenciárias estaduais após a ação da Justiça não é capaz de desafogar as delegacias do estado. “A maioria dos distritos já não tem mais nenhuma condição de abrigar mais detentos. As pessoas acham que simplesmente colocar os presos lá e deixá-los resolve o problema, mas não é bem assim. Eles devem cumprir a pena estabelecida e voltar para a sociedade com uma visão totalmente diferente. Infelizmente, não é isso que acontece”, completou Veneri.
De acordo com ele, são comuns os casos em que presos ficam anos na cadeia esperando julgamento ou cumprem mais tempo do que o necessário porque não têm dinheiro para contratar advogado. “Hoje no Paraná nós temos pouquíssimas pessoas que cumpriram a pena completa. É um ciclo vicioso”.
Somado a esse problema, estão a escassez de novas delegacias e penitenciárias, a falta de alimentos e produtos de higiene, a defasagem no número de agentes, além da organização de facções criminosas. Hoje o estado conta com 28 mil detentos – 90% deles pertencem às classes sociais mais baixas. No Brasil, há 585 mil pessoas estão presas.
Secretaria de Justiça
Também durante participação do Jornal da Banda B, a secretária de Justiça Maria Tereza Uille, que vai viajar ao Maranhão para ajudar na crise nas penitenciárias do estado, garantiu melhorias no sistema prisional do Paraná nos últimos anos.
Segundo ela, a diminuição da população carcerária em 8% nas cadeias paranaenses é um indício de que o estado tem a oferecer novas estratégias para outras regiões do Brasil. “A intenção é levar para o Maranhão projetos construtivos de cadeias públicas que já foram implantados no Paraná”, explicou a secretária.
Essa redução tornou desnecessária, de acordo com ela, a construção de seis novas unidades no estado. “O número de cumprimento de mandados de prisão foi significativo nos últimos três anos. Mas nós temos consciência de que precisamos de mais penitenciárias. O empecilho é que esse tipo de planejamento demora anos, devido à necessidade de recursos”, completou Uille.
O investimento deve acontecer de forma gradativa, respeitando o diálogo com os policiais e agentes penitenciários.


Encapuzados tentam matar policial militar na RMC; um é preso


Da Redação com Polícia Militar

Três homens armados e encapuzados tentaram matar um policial militar do 22º Batalhão em Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba. O crime aconteceu semana passada, quando a vítima estava de folga.
matra-policial-140114-bandab
(Foto: PM-PR)
Ele andava em direção a motocicleta estacionada na rua quando foi recebido a tiros pelo trio, que chegou ao local em um veículo Ecosport branco sem placas. O policial reagiu contra a agressão, iniciando um confronto. Os criminosos fugiram após a troca de tiros, mas foram localizados por viaturas, que perseguiram o Ecosport até Rio Branco do Sul.
Nesse momento, o trio entrou em uma rua sem saúda e abandonou o carro. Em seguida, correu para um matagal. No automóvel foi encontrada uma espingarda com quatro munições. Os materiais foram apreendidos e encaminhados à Delegacia de Rio Branco.
Um dia após a tentativa de homicídio, os policiais conseguiram localizar um dos acusados. Dentro da residência foram coletados um colete balístico, munições, uma máquina de choque e um bastão. O indivíduo ainda confirmou que a espingarda encontrada no interior do carro era dele. Ele foi autuado em flagrante e levado para a carceragem.

Fan Fest em Curitiba pode acontecer na Pedreira; Fifa decide no fim de janeiro


Da Redação


Restam poucos ingressos para aqueles que querem ver de perto as partidas da Copa do Mundo 2014. Para aqueles que não conseguiram os tíquetes ou simplesmente não fazem questão de acompanhar as partidas no estádio, a Fifa organizará as Fan Fests, que prometem contar com milhares de pessoas em locais específicos nas cidades-sedes. Primeiramente, o evento aconteceria em Curitiba no Parque Barigui, porém, o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, confirmou que deve pedir uma mudança de local.
Fruer quer que a Fan Fest aconteça na Pedreira Paulo Leminski, que está liberada para receber eventos. A Fifa definirá todos os detalhes das Fan Fests em reunião no fim deste mês. Qual será a capacidade em cada cidade-sede, quais serão os shows, quando serão e quantos dias cada uma das Fan Fasts abrirá. O que está pré-definido, ainda esperando uma confirmação oficial, são os locais em cada uma das cidades:

Belo Horizonte – Praça da Estação
Brasília – Esplanada dos Ministérios
Cuiabá – Parque de Exposições
Curitiba – Parque Barigui ou Pedreira
Fortaleza – Praia de Iracema
Manaus – Praia da Ponta Negra
Natal – Praia do Forte
Porto Alegre – Anfiteatro Pôr do sol
Recife – Marco Zero
Rio de Janeiro – Praia de Copacabana
Salvador – Jardim de Alah
São Paulo – Vale do Anhangabaú

A cidade de Curitiba terá a seguinte programação artística-musical:
12/06/2014 – Dudu Nobre
16/06/2014 – João Lucas & Marcelo
17/06/2014 – Saulo Fernandes
20/06/2014 – Zezé Di Camargo & Luciano
23/06/2014 – NX Zero
28/06/2014 – Humberto Gessinger
29/06/2014 – Arnaldo Antunes
04/07/2014 – Pato Fu
05/07/2014 – Erasmo Carlos
08/07/2014 – Ed Motta
09/07/2014 – Bruno e Marrone
12/07/2014 – Sandra de Sá
13/07/2014 – Baile do Simonal e Raça Negra

Falsos ganhadores da Mega-Sena da Virada serão indiciados criminalmente, diz delegado


Da Polícia Civil


Os dois homens que procuraram a Polícia Civil nos primeiros dias do ano dizendo serem os verdadeiros donos do bilhete premiado da Mega-Sena da Virada, que rendeu cerca de R$ 56 milhões ao ganhador, serão indiciados por denunciação caluniosa e falsa comunicação de crime, informou o delegado adjunto da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), Rodrigo Souza.
O delegado explicou que no dia 1.º de janeiro, por volta das 11h40, um homem procurou o Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac) anexo ao 8.º Distrito Policial, no Portão, em Curitiba, e fez um Boletim de Ocorrência, dizendo ser o dono do bilhete premiado da Mega-Sena da Virada. No sorteio ocorrido na noite anterior, o prêmio de cerca de R$ 220 milhões foi dividido em quatro apostas vencedoras, sendo que uma delas foi feita na casa lotérica Cabral Lotérico, na Alameda Cabral, no centro de Curitiba. “No BO feito, o homem dizia que apostou naquela casa lotérica e sua irmã teria levado seu carro para lavar num lava car e que neste lava car o bilhete havia sumido furtado”, contou o delegado.
Na sequência, quando esta história se tornou pública e pairou a dúvida sobre o verdadeiro vencedor da loteria, um outro homem procurou a DFR e disse que teria sido ele o autor da aposta premiada. “Ele nos disse que o bilhete foi furtado no lava car, assim como o primeiro homem. Disse também ter sido ele o autor da aposta e que o primeiro a fazer o BO estava roubando a sua história. Este segundo homem a procurar a polícia não registrou BO, mas fez através de seu advogado uma petição e entregou aqui na delegacia”, contou Souza.
O delegado explicou que a Polícia Civil pediu à Caixa Econômica Federal (CEF) as imagens das câmeras de segurança que mostram o momento exato em que o autor da aposta premiada fez o jogo, no dia 30 de dezembro. “Fizemos o confronto e descobrimos que esse bilhete não foi feito por nenhum dos dois homens que procuraram a Polícia Civil. O último ainda disse que fez a aposta no dia 30, a data certa da aposta premiada. O que fez o BO no Ciac registrou que a aposta teria sido feita no dia 23, sete dias antes do momento em que o verdadeiro ganhador apostou”, contou o delegado.
O Código Penal Brasileiro prevê uma pena de seis meses de detenção ou multa para quem comunicar falsamente um crime. A pena para denunciação caluniosa é de dois a oito anos de reclusão.olícia Civil do Paraná indicia falsos ganhadores da Mega-Sena da Virada
Os dois homens que procuraram a Polícia Civil nos primeiros dias do ano dizendo serem os verdadeiros donos do bilhete premiado da Mega-Sena da Virada, que rendeu cerca de R$ 56 milhões ao ganhador, serão indiciados por denunciação caluniosa e falsa comunicação de crime, informou o delegado adjunto da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), Rodrigo Souza.
O delegado explicou que no dia 1.º de janeiro, por volta das 11h40, um homem procurou o Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac) anexo ao 8.º Distrito Policial, no Portão, em Curitiba, e fez um Boletim de Ocorrência, dizendo ser o dono do bilhete premiado da Mega-Sena da Virada. No sorteio ocorrido na noite anterior, o prêmio de cerca de R$ 220 milhões foi dividido em quatro apostas vencedoras, sendo que uma delas foi feita na casa lotérica Cabral Lotérico, na Alameda Cabral, no centro de Curitiba. “No BO feito, o homem dizia que apostou naquela casa lotérica e sua irmã teria levado seu carro para lavar num lava car e que neste lava car o bilhete havia sumido furtado”, contou o delegado.
Na sequência, quando esta história se tornou pública e pairou a dúvida sobre o verdadeiro vencedor da loteria, um outro homem procurou a DFR e disse que teria sido ele o autor da aposta premiada. “Ele nos disse que o bilhete foi furtado no lava car, assim como o primeiro homem. Disse também ter sido ele o autor da aposta e que o primeiro a fazer o BO estava roubando a sua história. Este segundo homem a procurar a polícia não registrou BO, mas fez através de seu advogado uma petição e entregou aqui na delegacia”, contou Souza.
O delegado explicou que a Polícia Civil pediu à Caixa Econômica Federal (CEF) as imagens das câmeras de segurança que mostram o momento exato em que o autor da aposta premiada fez o jogo, no dia 30 de dezembro. “Fizemos o confronto e descobrimos que esse bilhete não foi feito por nenhum dos dois homens que procuraram a Polícia Civil. O último ainda disse que fez a aposta no dia 30, a data certa da aposta premiada. O que fez o BO no Ciac registrou que a aposta teria sido feita no dia 23, sete dias antes do momento em que o verdadeiro ganhador apostou”, contou o delegado.
O Código Penal Brasileiro prevê uma pena de seis meses de detenção ou multa para quem comunicar falsamente um crime. A pena para denunciação caluniosa é de dois a oito anos de reclusão.

Estação Moysés Marcondes volta a funcionar


SMCS

A estação tubo Moysés Marcondes, na avenida João Gualberto, entrou em operação na manhã desta terça-feira (14). A estação estava desativada para obras de desalinhamento e criação de uma faixa de ultrapassagem na canaleta para implantação do Ligeirão Norte.
Com o retorno da Moysés Marcondes faltam apenas duas das 15 estações incluídas no desalinhamento no eixo Norte-Sul, no trecho entre o Terminal Santa Cândida e o final da canaleta da Sete de Setembro. As estações Antonio Cavalheiros, na Avenida Paraná; e Bento Viana, no final da canaleta da Sete de Setembro, devem entrar em operação até o fim deste mês.
As obras, paralisadas em 2012, foram retomadas nesta gestão o que permitiu a reativação de estações tubo que estavam desativadas há mais de um ano. Com o desalinhamento das estações, elas deixam de ficar frente a frente, permitindo espaço para mais uma faixa de tráfego na canaleta.
Os trabalhos foram feitos em trechos, garantindo que o usuário tivesse a opção de utilizar uma estação antes ou uma depois daquela que estivesse desativada. No caso da Moysés Marcondes, a opção para os usuários eram as estações Constantino  Marochi e Bom Jesus.
Para garantir o funcionamento da estação a partir desta terça-feira (14), a Urbs reformou estações tubo antigas, uma vez que a nova,que terá sete módulos, ainda não foi entregue pela empresa contratada em 2011. Na semana passada a Urbs encaminhou uma notificação extra-judicial exigindo a entrega das novas estações.
Em meados de dezembro foi reativada a nova estação Passeio Público que ficou quase três vezes maior, passando de sete para 20 módulos. Também a estação Bento Viana passará de sete para 20 módulos.
Além do desalinhamento, as obras incluíram a pavimentação da canaleta, instalação das bases das estações, nova sinalização e faixas de pedestres elevadas na travessia próxima às estações, obrigando o motorista das pistas laterais à canaleta, a reduzir a velocidade.
No eixo Norte-Sul passam os ônibus Expresso da linha Santa Cândida – Capão Raso que transportam, por dia, em torno de 140 mil passageiros.

Moradores da Avenida da Integração fazem novo protesto após inundação de casas


Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski


A revitalização da Avenida da Integração, no Bairro Alto, em Curitiba, teve novos episódios de insatisfação dos moradores. Na noite desta segunda-feira (13), eles se reuniram para protestar contra a demora na entrega da obra, que, segundo eles, está parada há quase um ano. Entre os motivos da revolta, também a falta de infraestrutura que causou alagamento em várias casas durante as chuvas do último domingo.
Segundo os moradores, um dos grandes problemas são os bueiros que foram retirados da rua. “Estamos revoltados porque antes estava tudo bem. Aí inventaram esse negócio de revitalização, então, tiraram as bocas de lobos e a casa do irmão ficou alagada. Não tem para onde escorrer. Faltou pouco para ele não perder as coisas dele, as pessoas foram ajudando”, contou Pedro Ferreira Pinto, sem idade apurada, que faz parte dos moradores mobilizados.
Outra manifestação deve acontecer na tarde desta terça-feira (14). A intenção deles é sensibilizar as autoridades para que a obra seja retomada o mais breve possível.
Retorno
A Banda B entrou em contato com a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) e aguarda retorno.

Casal paranaense acusado de alugar barriga poderá ficar com criança, diz Justiça


Da Redação com STJ


Com o entendimento de que a criança não pode ser penalizada pelas condutas, mesmo que irregulares, dos pais, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, nesta segunda-feira, que um menor, filho de uma prostituta, poderá ficar com o “pai de aluguel”.
O caso corre há cinco anos, desde quando o Ministério Público do Paraná (MP-PR) descobriu que o homem que registrou a criança em seu nome havia negociado com a mãe biológica pela criança, “alugando” a barriga. A mãe teria recebido dinheiro a partir do sétimo mês de gestação e o casal ficaria com a criança assim que ela nascesse. Após o nascimento, o bebê foi registrado com o nome da mãe biológica e com o nome do pai adotivo, que é desconhecido pela mãe. Após o sétimo mês de vida, o menor de cinco anos passou a morar com o casal.
O MP-PR então moveu uma ação para decretar a perda do poder familiar da mãe biológica e anular o registro de paternidade. A justiça do Paraná deu provimento à ação e determinou a busca e apreensão da criança, que deveria ser levada a abrigo e submetida à adoção regular.
Contudo, a decisão do STJ anulou as decisões anteriores e manteve o menor de cinco anos com a família adotiva. Segundo o ministro Luis Felipe Salomão, relator do caso, a determinação da Justiça paranaense passa longe da principal questão em debate: o melhor interesse da criança. “De fato, se a criança vem sendo criada com amor e se cabe ao Estado, ao mesmo tempo, assegurar seus direitos, o deferimento da adoção é medida que se impõe”, afirmou.
O ministro ainda lembrou que a criança vive pacificamente com o pai registral desde os sete meses de vida e que, agora que tem quase cinco anos, impedir a adoção iria retirar dela o direito à proteção integral e à convivência familiar. Segundo Salomão, se fosse seguida a decisão da Justiça paranaense, a criança seria retirada do lar onde recebe cuidados do pai registral e esposa e transferida a um abrigo, sem nenhuma garantia de conseguir recolocação em uma família substituta, passando ainda por traumas emocionais decorrentes da ruptura abrupta do vínculo afetivo já existente.

Traficante do suco de maracujá é preso em Curitiba; confira como ele agia


Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski

suco-droga
Drogas estavam embaladas e dentro de uma lata de suco. Foto: RR/Banda B
Quando o assunto é esconder drogas, traficantes perdem horas pensando na ação. Um jovem de 19 anos escolheu esconder 51 pedras de crack dentro de uma lata de suco de maracujá. Assim que o cliente se aproximava, ele tomava um ‘gole desse suco’, separava pedras embaladas no plástico dentro da boca e entregava a ele. Quem desconfiaria? A Guarda Municipal, que o monitorava há semanas.
Guilherme Rodrigo Raldi foi preso em flagrante na noite desta segunda-feira (13) na travessa Nestor de Castro, esquina com a Rua do Rosário, no Centro de Curitiba. Ele foi detido em frente de uma lanchonete por volta das 22h15. Segundo o guarda Silveira Melo, o rapaz estava com uma latinha de suco de maracujá com as pedras escondidas lá dentro. Cada gole era uma forma de separar a droga e entregar aos clientes, conta Silveira. “A gente está intensificando o patrulhamento na área e ele já estava sendo monitorado em atitude suspeita”, contou.
Com ele, além das pedras de crack, a guarda apreendeu cerca de R$ 36. Ele disse aos guardas que trabalha na construção cívil e que, além de traficar, tambem é usuário e chega a consumir 200 pedras por dia. Preso em flagrante, Raldi foi encaminhado ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadãi (Ciac-Sul) onde foi autuado por tráfico de drogas.

Procon divulga pesquisa de material escolar em Curitiba; variação é de 225%


13 de janeiro de 2014
O período de compras de material escolar já teve início e para auxiliar pais e alunos nessa tarefa, o Procon-PR realizou uma pesquisa em Curitiba que aponta diferenças de mais de 220% no preço de um mesmo produto. MATERIALESCOLAR3
Foram pesquisados 130 itens em nove papelarias de Curitiba entre os dias 06 e 09 de janeiro. Segundo o levantamento, a massa de modelar pode apresentar variação de 225%, com preços variando entre R$ 1,20 e R$ 3,90. O lápis redondo HB da marca Cis aparece em segundo lugar, com 220% de diferença e variação de R$ 0,25 a R$ 0,80. A terceira maior diferença ficou por conta da borracha bicolor Prima, marca Mercur com 166,67% e preços entre R$ 0,30 e R$ 0,80.

Praia e piscina: cuidado para não entrar água no ouvido


Assessoria


Quem nunca passou pelo incômodo de ter água dentro dos ouvidos após mergulhar no mar ou na piscina? O problema é comum, mas precisa de atenção, já que o descuido pode fazer com que se desenvolva a otite, doença que acarreta inflamações e infecções no canal auditivo.
O aumento da temperatura no verão e as férias escolares estimulam a procura por praias e piscinas, mas é preciso estar atento aos danos que podem ocorrer aos ouvidos, já que a otite externa é causada pela entrada de água após o mergulho.
Por causa do calor e do aumento da umidade no conduto auditivo externo, há um crescimento de 70% no número de casos de otite –inflamações e infecções nos ouvidos – durante o verão. O tipo de otite mais comum é causado por germes e fungos presentes na água e, nesses casos, as maiores vítimas são as crianças, que não querem sair de dentro d’água.
É bom lembrar que em crianças os casos de otite são frequentes desde os primeiros meses de vida, mas no verão o problema se agrava.
Os pais devem ficar atentos aos sinais, principalmente se a criança está coçando os ouvidos ou apresenta vermelhidão, inchaço ou secreção. A otite é uma simples infecção, mas quando é frequente ou não é bem tratada, pode acarretar graves sequelas, como a perda do nível de audição, o que ocasiona muitas vezes atraso no desenvolvimento da linguagem, distúrbios de fala e menor habilidade no aprendizado.
A prevenção é o melhor remédio. O uso de protetores de ouvido pode servir como precaução para evitar a entrada de água. A Telex Soluções Auditivas oferece protetores com registro do Inmetro, feitos em silicone, sob medida para cada usuário, seja criança ou adulto, em várias cores.
“O uso do protetor auricular é importante para quem gosta de praias e piscinas, inclusive para quem pratica natação e outros esportes aquáticos. Ele promove o vedamento do conduto auditivo evitando a entrada de água”, explica Isabela Gomes, fonoaudióloga da Telex Soluções Auditivas.
Quem vai a boates com frequência ou escuta música em alto volume, em fones de ouvido, também pode sofrer danos irreparáveis no sistema auditivo, ao longo dos anos. Por isso, para prevenir a perda de audição, todos podem utilizar protetores auriculares, desde crianças com tendência a ter otites e pessoas comuns que desejam ficar livres de barulho excessivo, até músicos e praticantes de esportes. No caso dos protetores que vedam o som em excesso, eles contam com um pequeno filtro adicional que atenua e, ao mesmo tempo, possibilita ouvir a música da balada, uma orquestra ou um show ao vivo, com intensidade sonora mais confortável.
“E quando a perda auditiva já é irreversível, o uso de aparelhos auditivos é, na maioria dos casos, a melhor solução para a criança ou o adulto ouvir bem e, desta forma, conviver com alegria com parentes, amigos e colegas do colégio ou do trabalho, mantendo sua qualidade de vida”, conclui a fonoaudióloga Isabela Gomes, da Telex.
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a perda de audição atinge cerca de 15 milhões de brasileiros.

Idosa é ejetada do carro em acidente no Lindóia e morre na hora


Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski

lindoia-acidente2
Carro que foi colhido pelo veículo da idosa. Foto: RR/Banda B

Moradores do cruzamento da Rua Conde dos Arcos esquina com a rua Camilo Castelo Branco, no bairro Lindóia, ficaram chocados com um acidente de trânsito no final da tarde desta segunda-feira (13). Uma senhora de 63 anos, que dirigia um Fiat Uno, se envolveu em uma colisão e morreu na hora. Marli Helena Smanioto morava na região.
De acordo com testemunhas, a motorista trafegava pela Rua Conde dos Arcos quando possivelmente teria avançado a preferencial. Ela foi colhida por um Nissan March. Com o impacto da batida, a vítima foi ejetada do carro e bateu a cabeça em um muro. Com isso, teve parte da cabeça esfacelada. Não há confirmação se ela usava cinto de segurança.
O veículo da vítima só parou cerca de 15 metros depois da colisão, quando bateu contra um Fiat Palio que estava estacionado. Segundo alguns moradores da região, a idosa morava no bairro. Ela estava de bermuda e descalça. O condutor do March, Jean Veríssimo da Silva, 36 anos, teve ferimentos leves e foi encaminhado ao Hospital do Trabalhador.
O aposentado Oscalino de Melo, que mora há 44 anos na região, falou à Banda B, sobre o perigo no local. “É lamentável porque eu estou vendo o desenvolvimento de veículos e a estrutura muito ruim. Falta sinalização e o fluxo de carros só aumenta”, completa,.
A vítima morava sozinha e a família é de Santa Catarina. O Instituto Médico Legal (IML) fez o recolhimento do corpo.
lindoia-acidente
Veículo da idosa bateu em outro que estava parado. Foto: RR/Banda B

Polícia prende acusado de participar de assalto ‘truculento’ a loja de materiais de construção


Da Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) prenderam, na tarde do último sábado (11), Paulo Rodrigo Portes da Silva, de 32 anos, suspeito de participar de uma assalto a umaloja de materiais de construção em Curitiba no último dia 6.
Na ocasião, três homens armados invadiram o estabelecimento comercial e, além de praticarem o assalto, agrediram os funcionários. “Foi uma ação truculenta”, contou o delegado Rodrigo Souza, adjunto da DFR.
Souza contou que o mandado de prisão contra Silva foi cumprido na tarde de sábado, nas proximidades da delegacia, no bairro Jardim Botânico, em Curitiba. “Ele foi capturado numa casa aqui próximo e com ele também foi apreendido um Fox roubado. A vítima veio até a delegacia e o reconheceu como autor do roubo”, contou Souza.

Justiça mantém prisão de 13 envolvidos em briga de torcida em Joinville


Da Agência Brasil


A Justiça de Santa Catarina negou pedido de revogação de prisão de 13 envolvidos na briga entre torcedores do Atlético Paranaense e do Vasco da Gama, ocorrida em dezembro do ano passado, na última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, no Estádio Arena Joinville. Com a decisão, os acusados vão continuar respondendo ao processo no estado.
De acordo com decisão da juíza Luciana Lampert Malgarim, da Comarca de Joinville (SC), os acusados devem continuar presos porque podem influenciar as testemunhas do processo. Mesmo considerando que alguns réus não têm antecedentes criminais, a juíza entendeu que não há fato novo que justifique a revogação das prisões. “Ao menos por ora, a prisão preventiva continua a ser necessária para garantia da ordem pública, por conveniência da instrução criminal e, em especial, para assegurar a aplicação da lei penal, pelos fundamentos registrados na decisão que a decretou”, disse a magistrada.
A confusão ocorreu durante o último jogo do Campeonato Brasileiro de 2013, no dia 8 de dezembro, e paralisou a partida por mais de uma hora. Os torcedores do Atlético e do Vasco se enfrentaram na arquibancada da Arena Joinville, em Santa Catarina, e protagonizaram cenas de violência. O confronto entre as torcidas deixou quatro pessoas feridas.
Após o confronto, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) condenou o Atlético Paranaense à perda de 12 mandos de campo e o Vasco da Gama, de oito. O time paranaense também terá que pagar multa de R$ 120 mil e o time de São Januário, de R$ 80 mil.