Prefeita Beti Pavin realiza evento de negócios inédito em Colombo


Salão de Pequenos Negócios e Feira de Empregos acontece entre os dias 14 a 16




A prefeita de todos os colombenses, Beti Pavin, pensando no futuro da sua gente e preocupada com a geração de emprego e renda nos lares desta cidade, vai realizar um evento inédito no município. Trata-se da feira “Fomentar Empregos & Pequenos Negócios”, que será realizada no próximo final de semana, nos dias 14, 15 e 16. Tudo isto vai ser uma oportunidade para quem busca informações sobre oportunidade de emprego, empreendedorismo, seja para quem deseja abrir o seu próprio negócio ou potencializar a sua empresa.
O salão reunirá diversos serviços, palestras e empresas voltados aos micro e pequenos empreendedores, como fornecedores de máquinas e equipamentos, assessoria legal e técnica, capacitação e registro de empresas. O objetivo é promover um grande mutirão de empreendedorismo, através da capacitação, consultoria e acompanhamento de empreendedores, fortalecendo as iniciativas que possam resultar na sustentabilidade das empresas e na geração de novos negócios. 
Este, e outros trabalhos da prefeita Beti Pavin são fruto do bom relacionamento que ela e sua equipe tem nas diversas esferas institucionais e de governo. Confira os parceiros deste evento: Prefeitura Municipal de Colombo por meio da Secretaria da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Fomento Paraná, Associação Comercial e Industrial de Colombo-ACIC, Faculdade Educacional Colombo-Faec, Banco Nacional de Empregos-BNE, Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empregas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado do Paraná-Sescap/PR, Sebrae e PJ Eventos.
 
Mais detalhes pelo telefone: 41-3656.2065 / 6181 / 2358 ou também pelo email: induscom@colombo.pr.gov.br. Inscrições gratuitas pelo site: WWW.fomentarpequenosnegocios.com.

Distritos policiais de Curitiba são completamente esvaziados nesta sexta-feira


Da Redação com Polícia Civil

Não há mais presos em distritos policiais de Curitiba desde a manhã desta sexta-feira (7). Os últimos 16 detentos foram transferidos do 1.º Distrito Policial, esvaziando por completo a carceragem da delegacia. À tarde, mais presos foram retirados do 3.º Distrito Policial, localizado nas Mercês. “Nesta semana, 320 presos saíram dos distritos. Esse é o primeiro passo para que se chegue à retirada definitiva de todos os presos das delegacias do Paraná”, disse o delegado Luiz Alberto Cartaxo Moura, representante da Polícia Civil no Comitê de Transferência de Presos.
Primeiro Distrito . Tentativa de fuga frustrada . Delegacias prestyes a explodir
(Foto: Lineu Filho/ AEN)
Cartaxo explicou que todos os presos com mandados de prisão agora vão para a tutela do Departamento Penitenciário (Depen). Já os demais, enquanto não estão com mandados, ficaram abrigados apenas no 11.º Distrito Policial, que servirá agora como um Centro de Triagem. “O 11.º DP vai funcionar assim até que o sistema possa ter um centro próprio”, explicou Cartaxo.
Cartaxo destacou que a retirada de presos das delegacias traz benefícios tanto para os policiais e quanto para a sociedade. “A Polícia Judiciária cuida de presos há mais de 60 anos, mas felizmente agora, com um passo atrás do outro, o problema está sendo resolvido. Com essa retirada, as comunidades próximas às delegacias também ganham”, disse.
A retirada dos presos das delegacias continua e a próxima meta do Comitê é a retirada dos detentos das Delegacias Especializadas. “O comitê também segue trabalhando pra resolver o problema das carceragens do interior”, disse Cartaxo.

Homem é morto com tiros na cabeça e ninguém vê nada


Roberto Romanowski



Um homem de 35 anos foi morto com tiros na cabeça na noite desta quinta-feira (06) por volta das 22h30 na rua São José dos Pinhais, no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. Sandro Rogério Panische foi ferido por quatro tiros e foi encontrado morto em frente a um bar. Ninguém viu o crime.
Moradores viram o homem caído e acionada a ambulância do Siate. Quando os socorristas chegaram ele já estava morto. De acordo com os socorristas, testemunhas disseram o crime teria sido uma vingança, possivelmente, um acerto de contas relacionado com as drogas.
O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. A Delegacia de Homicídios investiga o crime.

Usuários de ônibus da RIT têm prejuízo de R$ 10,9 milhões por mês, diz Tribunal de Contas


Da Redação

Os usuários do transporte coletivo de Curitiba e região metropolitana arcam com um prejuízo mensal de R$ 10,9 milhões, provocado pela atual tarifa, segundo cálculo do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) divulgado nesta sexta-feira (7). Os números levam em consideração os itens incorporados ao cálculo da passagem e que não deveriam integrar a planilha. Relatório de Auditoria elaborado por equipe técnica do órgão de controle defende que a tarifa técnica, que serve de base para a remuneração das empresas, deveria ser R$ 0,43 mais barata. O TCE chegou a determinar essa redução, mas a decisão foi suspensa por uma liminar do Tribunal de Justiça.
transporte-070314-bandab
Foto: SMCS
O tribunal disse ainda não se manifestará sobre o pedido da Prefeitura de Curitiba para que o governo do Estado licite as linhas metropolitanas dos 13 municípios que hoje compõem a Rede Integrada de Transportes (RIT). De acordo com o presidente da Urbs, Roberto Gregório, a licitação tem potencial de reduzir a tarifa técnica metropolitana já que irá estabelecer regras de remuneração das empresas, que hoje operam precariamente, apenas com concessões. “Acerca de previsões que vem sendo feitas sobre o novo valor da tarifa técnica do transporte coletivo enquanto ela não for oficializada. Até as 16 horas desta sexta-feira , o órgão não havia recebido qualquer correspondência da Prefeitura ou da Urbs relativa à licitação do Lote 4 do Sistema Integrado de Transporte Metropolitano – que atende os municípios do entorno da capital”, afirma nota enviada à imprensa.
Prerrogativa
Por meio da Procuradoria Geral do Estado, o TCE está tomando providências jurídicas visando recorrer da decisão monocrática temporária do desembargador Marques Cury, do Tribunal de Justiça, que cassou a liminar que determinou a redução na tarifa técnica quando do reajuste. O órgão continua defendendo seu poder acautelatório de dano ao erário público. Esta prerrogativa consta da Constituição Federal, que estabelece o controle dos recursos públicos de forma concomitante e posterior.
O TCE continua defendendo a decisão liminar, emitida pelo relator, conselheiro Nestor Baptista, referendada pelo Pleno, que determina à Prefeitura de Curitiba e à Urbs a redução no valor de R$ 0,43 na tarifa técnica. A mesma decisão determina a não inclusão de nenhum novo item na composição da planilha de reajuste a ser aplicada. E ainda: a retirada da taxa de gerenciamento no valor de 4%, que é cobrada pela empresa municipal, do custo dos hibribus e da taxa de risco, bem como dos impostos exclusivos (Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica e Contribuição sobre o Lucro Líquido).
Combustível
Em sua decisão, o relator, que acolhe os apontamentos do Relatório de Auditoria, defende mudança do parâmetro de compra de combustível, que passaria a ser fixado pelo preço mínimo da Agência Nacional do Petróleo e não mais pelo atual preço médio. Também propõe a retirada total dos custos com depreciação e remuneração de investimentos em edificações apresentados pelas empresas concessionárias.
Quanto ao diesel, preconiza a redução percentual do consumo pela readequação para cada um dos lotes licitados. Isso seria feito de acordo com os percentuais reais apresentados por empresa e não pelo parâmetro superior ao praticado pelo edital de licitação.

Quadrilha assalta supermercado e loja de celulares e dois são presos após perseguição


Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha



Dois homens foram presos no começo da tarde desta sexta-feira (7) após assaltarem um supermercado e uma loja de celulares, no bairro Santa Felicidade, em Curitiba. De acordo com a polícia, foi necessário um disparo de arma de fogo no pneu do veículo em que os bandidos estavam, em Campo Magro, para que eles fossem presos. Dois assaltantes conseguiram fugir.
Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, no primeiro assalto, que aconteceu contra um supermercado do Jardim Pinheiros, quatro bandidos teriam rendido as caixas e fugido com todo o dinheiro. No segundo assalto, um homem teria ficado com a arma apontada para a vendedora, enquanto uma mulher “escolhia” os celulares do roubo. Em ambos os casos, testemunhas viram o mesmo veículo Kadete fugindo das ocorrências.
A partir destas informações, a Polícia Militar iniciou um acompanhamento tático e, no Jardim Boa Vista, em Campo Magro, aconteceram os tiros contra os assaltantes. Vinicius Amap, 24 anos, que já possuía mandado por furto, e Marcio Santana, de 31 anos, foram encaminhados ao 12° Distrito Policial.
A mulher que participou do assalto a loja de celulares e outro homem conseguiram fugir. A Polícia Militar realiza buscas para tentar encontrar os bandidos.

Polícia prende envolvidos em incêndio criminoso que deixou uma adolescente morta e outra ferida


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha
Nas imagens: Marcelo Luiz Padilha, Cássio Marcelo Leal Júnior, e o procurado Thiago Lhiar Daniel. (Fotos: Juliano Cunha – Banda B)

Três pessoas foram presas na última semana acusados de participar de um incêndio criminoso na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). O crime, que aconteceu no dia 16 de fevereiro, deixou uma adolescente de 12 anos morta e outra de 17 gravemente ferida. A ação teria sido passional, motivada por vingança e ciúme.
Policiais da Delegacia de Homicídios (DH) da capital capturaram os envolvidos Cássio Marcelo Leal Júnior, de 21 anos, o “Sarney”, Elaine Lhiar Goes, 39 anos, e Marcelo Luiz Padilha, de 36. Outros dois adolescentes suspeitos de ajudar os criminosos também foram identificados e apreendidos.
De acordo com a delegada Maritza Haisi, as investigações apontaram que o trio invadiu o imóvel pelo forro. “Sarney” foi até o quarto e entrou em luta corporal com Padilha, namorado da mãe de uma das vítimas. No meio da briga, ela foi atingida por um golpe no rosto, mas conseguiu deixar a casa sem ser atingida pelo fogo. Padilha acabou na prisão por ser foragido da Colônia Penal Agrícola (CPA), por furto.
Enquanto os dois homens brigavam no quarto, os dois menores, ambos de 16 anos, ficaram na sala. “Com um galão de gasolina, eles atearam fogo no colchão aonde as jovens estavam deitadas. O motivo de tudo seria o ciúme das moças, que estavam saindo com rapazes de um grupo rival”, explicou a delegada à Banda B. Na ocasião, um quarto indivíduo, Thiago Lhiar Daniel, de 18 anos, estava no porão da casa. Ele continua foragido.
Durante as diligências, Eliana também foi preso, mãe de Daniel. Ela era foragida da Justiça e foi condenada por um homicídio ocorrido em 2000, no qual a vítima teria sido o próprio marido.
O incêndio
O grave incêndio aconteceu na madrugada do último dia 16, na rua Ester da Silva Florenzano. Michelle Santana, de 12 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu quatro dias após a ocorrência. A adolescente de 17 continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico.
Até o presente momento, Jheniffer permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico. Michelle não resistiu aos ferimentos e morreu no último dia 20 de fevereiro.

Adicional deixa corrida de táxi mais cara



Prática que aumenta em cerca de R$ 2 a bandeirada inicial é autorizada. Ainda assim, há taxistas que preferem não cobrar a taxa


Ao entrar em um táxi chamado por telefone ou aplicativo, você talvez já tenha se surpreendido com o taxímetro já ligado, marcando alguns bons centavos acima da bandeirada inicial. A prática tem se tornado cada vez mais frequente entre os taxistas de Curitiba, e divide opiniões. “Já discuti com muito taxista por causa desse valor a mais, mas eles sempre dizem que é algo autorizado e nenhum deles volta atrás”, diz o fotógrafo Newton Maciel, de 52 anos. Ele, que frequentemente utiliza o táxi, diz que começou a perceber a prática de dezembro para cá. “Não dá para reclamar e não dá para escolher não pagar, porque a frota de Curitiba é muito pequena e não dá para escolher pegar outro táxi”, queixa-se.
De fato, o extra sobre a bandeirada em casos de táxis chamados por telefone existe e está regulamentado pelo decreto 1.184, de agosto de 2013. Ele estipula que o valor cobrado nesses casos não pode ultrapassar 50% do valor inicial, que atualmente é de R$ 4,60. Com isso, o taxista pode chegar no local da chamada com até R$ 6,90 já marcados, ou R$ 6,80 no taxímetro, que não marca dezenas ímpares. O valor está discriminado na tabela de preços da Urbs, colada na porta de todos os táxis.
Mais caro
Novos valores na bandeirada podem superar a inflação
O último reajuste nos valores dos táxis aconteceu em dezembro de 2013. Foi a primeira alteração no valor em quatro anos. A bandeirada inicial passou de R$ 4 para R$ 4,60. Já o quilômetro rodado em bandeira 1 passou de R$ 2 para R$ 2,30 (aumento de 15%), enquanto que o valor em bandeira 2 foi de R$ 2,30 para R$ 2,80 (mais 21%). A justificativa da Urbs é incentivar o trabalho noturno para atender à demanda.
O aumento fica abaixo da inflação acumulada no período de março de 2010 a dezembro de 2013, que é de 25% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Entretanto, se considerarmos que o valor da bandeirada para corridas contratadas por telefone passou de R$ 4 para R$ 6,90 (com o adicional regulamentado pelo decreto da Urbs), o acréscimo é de 72%.
Uma corrida de quatro quilômetros com bandeira 2 em 2010 custava R$ 13,20. Com a nova cobrança e as novas tarifas, a mesma corrida pode chegar a R$ 18, ou seja, pode ser 36% mais cara.
José Carlos Gomes Pereira Filho, gestor da área de táxi e transporte comercial da Urbs, diz que a prerrogativa do taxista já existia em decretos anteriores, mas havia sido “abolida” pelas centrais como uma promoção. “Algumas rádios anunciavam que chegariam com o taxímetro desligado e todas as outras acabaram acompanhando. Como o taxista já fica à disposição do cliente a partir do momento em que ele pede o táxi, ou seja, ele não vai pegar ninguém na rua e vai se deslocar até o local, é justo que o motorista seja compensado por isso”, diz Pereira Filho.
De acordo com a Ale­xandre Silva Sousa, presidente da Rádio Táxi Capital, o valor da bandeirada adicional não estava na tabela nova, razão pela qual os motoristas não estavam cobrando o valor. “Agora voltou em decreto pelos custos do táxi, que ficou quase 4 anos sem reajuste”, justifica. Segundo ele, os clientes tendem a aceitar a cobrança por causa do valor pequeno e por entenderem a sua justificativa.
Mesmo assim, muitos taxistas continuam não cobrando o valor extra por causa de desentendimentos com os clientes. “Eu não acho errado ligar o taxímetro porque não é ilegal, mas se ligar tem de avisar o passageiro para ele não se sentir enganado. Eu opto por não ligar, porque na minha opinião não faz diferença dois reais a menos ou a mais”, diz Luiz Ruggini, taxista há 28 anos. “Se fosse obrigatório, tudo bem. Mas como não é, eu não faço”, diz Lauro Zonatto, que trabalha no ramo há 20 anos. Ele cita como exemplo outra prerrogativa de cobrança do taxista. “É igual à orientação para cobrar os R$ 2,50 por bagagem extra do passageiro. Eu prefiro não cobrar”.
Além do adicional por chamada telefônica e por bagagem extra, os taxistas podem cobrar 30% sobre o valor final por taxa de retorno, quando a corrida vai para fora dos limites de Curitiba.
Colaborou Ágatha Déa

MÉDICO DESCREVE, CARRO DESPENCA DE 60 MT E A MOTORISTA NÃO MORRE

Coordenador médico da CCR Ponte, o cardiologista Diogo Telles, de 35 anos, descreveu, na quinta-feira, as imagens registradas pelas câmeras da Ponte Rio-Niterói, que mostram o momento do acidente, na última segunda-feira, com a aluna de Engenharia de Produção Marina Pinto da Silva Borges, de 22 anos. A estudante dirigia um Renault Sandero quando despencou da Ponte e sobreviveu à queda. Ontem, ela teve alta do CTI.
- Ela seguia pela segunda pista da esquerda para a direita, no sentido Rio, quando tentou desviar de um carro que freou bruscamente na sua frente. Ela, então, desviou para a esquerda e bateu na mureta central. Neste momento, o Renault capotou oito vezes, chegou a encostar no guarda-corpo, quase parando sobre ele, e caiu de bico na Baía de Guanabara - relatou Diogo.
Segundo ele, às 6h10m a equipe recebeu o alerta para socorro. Às 6h18m, uma equipe do Grupamento Marítimo foi acionada. Marina teria ficado 32 minutos na água.
Equipe da CCR Ponte chegou ao local do acidente cerca de 10 minutos depois
Equipe da CCR Ponte chegou ao local do acidente cerca de 10 minutos depois Foto: Fernando Quevedo / 03.03.2014 / Extra
Há nove meses no cargo, o médico acredita que o que aconteceu com Marina foi “um milagre”.
- As imagens são impressionantes, fortíssimas, por isso nem vamos divulgá-las. Se me perguntassem até a semana passada se isso (sobreviver a esse tipo de acidente) era possível, eu diria que não. Foi um acidente inusitado, com um capotamento grave e uma queda livre de 60 metros. Tenho certeza de que ela foi agraciada com um milagre - emocionou-se Diogo, depois de visitar a jovem.
A estudante de Engenharia de Produção recebeu alta ontem do CTI do Hospital Pasteur, no Méier, e foi transferida para um quarto na unidade. A jovem contou ao EXTRA que “só pensava em ficar viva”, no momento da queda:
Marina foi resgatada da Baía de Guanabara depois de boiar por 32 minutos
Marina foi resgatada da Baía de Guanabara depois de boiar por 32 minutos Foto: / Extra
- Fiquei lúcida o tempo todo. Eu só conseguia pensar que tinha que ficar calma porque sou muito nova, ainda tenho muita coisa para viver.
Marina Borges, que estava no Hospital Souza Aguiar, foi transferida a para o Hospital Pasteur, aqcompanhada pela mãe, Silvia
Marina Borges, que estava no Hospital Souza Aguiar, foi transferida a para o Hospital Pasteur, aqcompanhada pela mãe, Silvia Foto: Ana Branco / Extra
Marina seguia da casa do namorado, no bairro Paraíso, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, para a empresa onde trabalha, em Olaria, na Zona Norte.
- Eu estava indo com uma velocidade de uns 80 quilômetros por hora, quando tentei desviar de um veículo na minha frente. Acho que acabei virando demais o volante e depois perdi o controle. Agora já estou bem. Vivi de novo. Na hora, só conseguia pensar que tinha que ficar calma porque sou muito nova, ainda tenho muita coisa para viver. Eu só fiquei parada, esperando que alguém viesse me socorrer - contou a jovem.
Marina diz que dirigia a 80 km/h
Marina diz que dirigia a 80 km/h Foto: Reprodução / Facebook
Após a queda, no entanto, ela diz que não se lembra como saiu do carro:
- Não lembro nem se estava de cinto. Eu acho que fui ejetada para fora do carro.
O acidente de Marina foi o primeiro, em 40 anos de Ponte, em que a vítima caiu de carro e sobreviveu. De acordo com a assessoria da CCR, concessionária que administra a via, o último caso semelhante ocorreu em 1996. Na ocasião, um motorista de ônibus caiu com o veículo e morreu.


Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/medico-descreve-queda-de-carro-da-ponte-rio-niteroi-as-imagens-sao-fortissimas-11808344.html#ixzz2vHqhwDTm

Pastor evangélico é preso acusado de abusar de menina de 6 anos dentro da igreja


Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique



A Polícia Militar prendeu um pastor acusado de abusar de uma criança de 6 anos dentro da igreja nesta quarta-feira (5) em Colombo, na região metropolitana. O homem de 55 anos foi flagrado pela irmã mais velha da menina em uma evangélica que fica na Vila Liberdade. A criança vai passar por exames que comprovem o abuso. O evangélico está detido na Delegacia do Alto Maracanã e nega que tenha abusado dela.
De acordo com a polícia, o flagrante aconteceu logo após a família saber sobre o abuso. A irmã teria notado a falta da criança e foi procurá-la. “Eles estavam em um mutirão dentro da igreja fazendo limpeza. Tinham várias crianças e pessoas reunidas. A irmã viu que a criança não estava lá e foi procurá-la, quando viu a menina e o pastor dentro do banheiro”, contou o superintendente Machado à Banda B. A irmão correu contar para os pais. O pastor deixou a criança junto com outras mulheres e saiu da igreja. Ele foi detido pouco tempo depois nas proximidades da igreja.
Na companhia de uma psicóloga, a criança contou que essa não teria sido a primeira vez que o abuso tinha acontecido. Ela foi encaminhada na tarde de ontem ao Hospital Pequeno Príncipe para a realização de exames. O pai contou na delegacia que viu sangue na calcinha da filha. “Os indícios são muito fortes contra o suspeito”, finaliza Machado.
Hoje pela manhã o acusado negou que tivesse cometido violência sexual contra a criança. “Ela pulava no meu colo, a gente brincava, essas coisas de criança. Mas nunca aconteceu nada”, disse, na delegacia do Alto Maracanã à Banda B. Embora realize cultos, o homem não tem credenciamento evangélico para ser pastor. Ele é casado, tem filhos e netos.

Confusão generalizada entre jovens vai parar dentro de posto no Seminário; três foram para o hospital


Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

Uma grande confusão no fim da madrugada desta sexta-feira (7) foi registrada pela Polícia Militar (PM) no bairro Seminário, em Curitiba. Um grupo de jovens estava reunido na rua Mário Tourinho esquina com a Av. Vicente Machado, em frente a um posto de gasolina. Após algumas bebidas, houve agressão e quebra-quebra.
De acordo com a PM, o grupo conversava e ingeria bebida alcoólica quando uma confusão generalizada tomou conta. Metade do grupo correu para dentro da loja de conveniência do posto em frente para tentar fugir das agressões. No entanto, os outros também correram para dentro do estabelecimento e o confronto aconteceu novamente. Desta vez, dentro do posto.
Moradores acionaram a polícia para conter a confusão. Socorristas do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) também foram até o local. Três foram encaminhados ao Hospital Evangélico com ferimentos generalizados e quatro foram levados para a 4ª Companhia da Polícia Militar. Eles assinaram Termo Circunstanciado e foram liberados.

Quarto de garoto que matou tia a facadas tem máscaras e frases de morte nas paredes


perícia dentro
Perícia vai no vizinho para tentar entrar na casa onde crime aconteceu – Foto: Bruno Henrique

Por Denise Mello e Bruno Henrique

A perícia conseguiu nesta manhã entrar no sobrado onde um adolescente matou a tia a facadas durante a madrugada. A bancária Josineire Oliveira Zieben, de 43 anos, foi atacada ainda na cama, por volta das 2 horas. Ela levou mais de 30 facadas, a maioria no rosto e peito, e não resistiu aos ferimentos. O garoto assumiu o crime e disse que premeditou o assassinato. Alegou que sofria bullying dos colegas por namorar uma menina considerada feia.
Os peritos buscam respostas para essa tragédia. Um morador que ajudou a socorrer Josineire, disse à Banda B que entrou na casa e viu muito sangue. “Há sangue pelo quarto e pela casa toda. Acho que ela ficou só no quarto e tentou se defender, mas ele, coberto de sangue, andou pela casa toda”, contou o vizinho, que não quer se identificar.
O morador falou ainda que entrou no quarto do adolescente e encontrou várias máscaras que remetem a assassinato, inclusive uma frase na parede em inglês: “Killer is the name”, que significa ‘O nome é assassino’. “O vídeo game ainda estava ligado num jogo de violência e as paredes tinham várias coisas que lembram morte. Assustador”, disse o vizinho.
O menino passava horas jogando games de violência, entre eles o GTA, que simula situações reais de morte, roubos e tráfico de drogas.
Arrependido
A delegada Tamara Greshner foi até o local do crime e disse à Banda B que conversou com o adolescente, que disse estar arrependido. “Ele não sabe explicar porque cometeu o crime e diz que está arrependido. Falou também que o assassinato da tia estava sendo planejado com a ajuda de uma amigo. temos o nome e vamos investigar isso”, afirmou.
A delegada disse ainda que no Colégio da Polícia Militar, onde o menino estuda, a direção informou que em cinco anos, ele nunca teve sequer uma notificação de mal comportamento. Tinha notas excelentes e parecia um garoto normal. Os pais do menino moram em Antonina, litoral do Paraná, e seguem para Curitiba.

sobrado
Sobrado onde crime aconteceu
Marido
O marido de Josineire, tio do acusado, estava em viagem a trabalho em Londres e já está voltando para o Brasil. Ele é um alto funcionário do HSBC, assim como a esposa que trabalhava no mesmo banco.
O adolescente está na Delegacia do Adolescente isolado. Ele estava na casa dos tios há cinco anos. O futuro do menino será definido por um juiz da Vara da Infância e da Juventude.
O corpo de Josineire foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e ainda não informações sobre o enterro, que só deve acontecer depois da chegada do marido.

Vacinação contra o HPV começa na próxima semana


Da Agência Brasil

O Ministério da Saúde inicia na próxima segunda-feira (10) a vacinação contra o papiloma vírus humano (HPV), principal causador do câncer de colo de útero. Meninas de 9 anos a 13 anos devem ser imunizadas em três momentos distintos, sendo a segunda dose aplicada seis meses após a primeira. A terceira deve ocorrer cinco anos depois.
hpv
Nas escolas do Distrito Federal, as estudantes já recebem a vacinaElza Fiúza/Agencia Brasil
Em entrevista à Agência Brasil, o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, explicou que a pasta está orientando estados e municípios a aplicar a primeira dose nas próprias escolas. Segundo ele, países como Austrália e Reino Unido adotaram a estratégia e obtiveram altos índices de cobertura vacinal. “Adolescente não é um público que frequenta postos de saúde. Mas, a partir da segunda dose, é preciso procurar uma unidade de saúde”.
Jarbas destacou que a imunização é uma ferramenta de prevenção, e que, após o início da vida sexual, a menina deve se submeter também ao exame conhecido como papanicolau. Ele lembrou que a vacina protege dos subtipos 16 e 18 do HPV, mas não de todos os subtipos do vírus nem das demais doenças sexualmente transmissíveis (DST). Por isso, a recomendação é usar preservativo nas relações.
“O papanicolau protege o presente. O HPV é muito infectivo e, aos 25 anos, por exemplo, mulheres com vida sexual ativa já tiveram contato com o vírus. O que elas têm que fazer é o papanicolau. O futuro é que a gente protege do HPV”, disse. “Vacine tranquilamente. Vai ser uma ocasião importante e uma oportunidade para a mãe agendar o papanicolau”, completou.

Câmeras de segurança registram assalto a posto de combustíveis em Cascavel


Da Catve.tv

Bandidos assaltaram um posto de combustíveis localizado no cruzamento da Avenida Tancredo Neves com a rua Cuiabá, no bairro Alto Alegre, em Cascavel. A ação é rápida e ocorreu quando o posto já estava fechado na noite desta segunda-feira (3).assalto-posto-060314-bandab
Três suspeitos rendem o vigilante no pátio e o levam para os fundos do estabelecimento. Eles arrombam uma das portas e enquanto um cuida do vigia, outro mexe nas gavetas da sala da gerência, e o terceiro vai direto ao caixa. Eles estão com lanternas e usando capuz e boné. Em uma das salas, o suspeito percebe a câmera e a desliga. Na conveniência, eles pegam o dinheiro do caixa e alguns produtos, em seguida fogem juntamente com o rapaz que estava com o funcionário.
Para ver a reportagem completa, clique aqui.