Homem é encontrado em rio ao lado da PUCPR com dois tiros na cabeça


Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

prado-velho
Morador viu corpo e acionou a PM. Foto: JC/Banda B

Um homem foi encontrado morto com dois tiros na cabeça na Vila das Torres, no bairro Prado Velho, ao lado da PUCPR. O corpo estava em uma área de difícil acesso e um morador acionou a Polícia Militar após desconfiar que se tratava de um corpo.
Policiais foram até a rua Hipólito de Araújo esquina com a rua Guabirotuba e confirmou que se tratava de um homem morto. A vítima tem ferimentos na cabeça e não possui nenhum documento de identificação. A Polícia Científica acredita que ele tenha sido morto na madrugada de hoje. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).
Facada
Um morador de rua foi ferido por uma faca na Travessa Nestor de Castro, próximo a praça Tiradentes, no Centro de Curitiba. André Luiz contou aos socorristas que foi assaltado, mas o estado de embriaguez do homem pode ter prejudicado a memória.

Carro fica destruído em grave acidente, mas bebê recém-nascido não tem ferimentos


Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha


Um grave acidente entre um caminhão e um veículo Celta aconteceu na manhã deste sábado (17) no Contorno Norte, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Um casal e um bebê recém-nascido que estavam no carro não tiveram ferimentos graves. O motorista do caminhão saiu ileso.
A colisão aconteceu na altura do bairro Jardim César Augusto, por volta das 9h15. De acordo com testemunhas que viram o acidente, o veículo tentou atravessar a rodovia. Um caminhão que seguia sentido centro do município não conseguiu frear e bateu na lateral do carro.
O motorista do Celta teve ferimentos na boca e um corte na testa, mas passa bem. A esposa dele e o bebê, que estava na cadeirinha, não tiveram ferimentos. O carro ficou destruído com o impacto e foi arrastado por metros até pararem próximo a uma curva. A rodovia não foi bloqueada, mas os veículos revesavam para trafegar no local, no sentido contrário a do acidente.

Policial militar morre em acidente com biarticulado fazendo escolta de time


Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo


Um policial militar morreu durante uma escolta em um acidente de trânsito na noite desta sexta-feira (16), no bairro Jardim Botânico, em Curitiba. O soldado Wesley estava com uma motocicleta da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) e bateu de frente contra um biarticulado da linha Pinhais/Rui Barbosa. O soldado era lotado no 20º Batalhão de Polícia Militar (BPM).
pm-acidente
Soldado era lotado no 20º BPM. Foto: Santiago Santos
O acidente aconteceu, por volta das 23h40, na canaleta do ônibus quando o policial fazia a escolta do time de futebol do Boa Esporte, adversário do Paraná Clube no Estádio Durival Britto e Silva, na Vila Capanema, pela série B do Campeonato Brasileiro.
Ele seguia no sentido Centro quando em frente a Rodoviária de Curitiba, na Avenida Presidente Affonso Camargo, atingiu o biarticulado de frente. O soldado estava na companhia de, pelo menos, dois policiais. A hipótese é que ele tenha se distraído com algum barulho e acertado a frente do coletivo.
De acordo com testemunhas, o motorista do ônibus ainda teria tentado fazer uma manobra com o ônibus, que seguia no sentido bairro, para tentar evitar a colisão. No local, muitos policiais estavam inconsolados com a situação e em estado de choque pelo que tinha acontecido.
Uma ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), um médico de plantão e o Corpo de Bombeiros foram até o local, mas o policial morreu na hora.
Luto
A Polícia Militar do Paraná (PMPR) decretou luto oficial de três dias, a partir deste sábado (17).  De acordo com nota oficial, o soldado entrou na corporação em maio de 2012, estava noivo e tinha conceito excelente.
Enterro
O corpo do soldado Wesley será velado na capela 4 do cemitério Jardim da Saudade, localizado na Rua João Bettega, nº 999, na CIC, a partir das 14h30 deste sábado (17). O sepultamento será domingo (18), às 9 horas.

Seis bandidos com fuzis e metralhadoras invadem empresa de explosivos na Grande Curitiba


Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha



Seis bandidos fortemente armados invadiram uma empresa de explosivos às margens da BR-116, em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba. O crime aconteceu na madrugada deste sábado e a quadrilha fugiu em um veículo Doblô. Eles explodiram um caixa eletrônico e levaram coletes e arma do vigilante.
De acordo com a Polícia Militar, a invasão aconteceu por volta das 4h20 pelo portão dos fundos. Os homens estavam armados com fuzis e metralhadoras e renderam o vigilante que fazia plantão noturno. O trabalhador não foi agredido, mas teve o colete balístico e a arma roubados pelos bandidos.
O tenente Werner do 22º BPM afirmou à Banda B que o caixa eletrônico da empresa foi explodido. “Não sabemos a quantidade de dinheiro levado, mas pela quantidade de armas são bandidos perigosos”, disse o tenente. Não há informações se o grupo levou algum material, como explosivos, da empresa.
A quadrilha fugiu em uma Doblô de cor azul, sentido Colombo. Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do Esquadrão Antibombas encontraram uma pistola calibre 9 milímetros dentro da empresa. A arma, provavelmente, foi esquecida pelos bandidos durante a explosão.
Várias vias de acesso foram bloqueadas na tentativa de encontrá-los. Até o fechamento da reportagem, a polícia não sabia do paradeiro da quadrilha.

Com direito a bolo de um ano, comerciantes protestam contra obra atrasada na RMC


Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha
Fotos: Juliano Cunha – Banda B

Com direito a bolo de um ano, velas e “parabéns para você”, moradores e comerciantes protestaram na tarde desta sexta-feira (16) devido ao atraso na obra das trincheiras da Avenida das Américas, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. No ato de hoje cerca de 70 pessoas se reuniram para exigir uma solução para esta obra que vem trazendo prejuízo aos comerciantes.
De acordo com o organizador do ato, professor Ciro, o bolo foi um ato simbólico, já que a obra deveria ter sido entregue há pelo menos seis meses. “Nós merecemos respeito e não estamos tendo. Essa obra inviabilizou completamente a vida dos comerciantes. Nós pagamos IPTU, mas a obra não chega a conclusão nunca”, disse.
O serviço está no corredor Marechal Floriano Peixoto, obra do PAC da Copa, e foi suspensa devido ao atraso no repasse da Coordenação da Região Metropolitana (Comec), do Governo do Estado, às empresas Empo – Empresa Curitibana de Saneamento e Construção Civil e Mavillis Construções Limitadas – que é responsável pela obra. Duas trincheiras são construídas na região, uma no cruzamento com a Rua São Cristóvam e uma com a Joaquim Nabuco.
Segundo o professor Ciro, eles se sentem completamente abandonados, já que o local virou ponto de consumo de drogas e nada é feito. “Só hoje, sabendo do protesto, que algumas máquinas apareceram por aqui, isso é um absurdo”, concluiu.
A Banda B entrou em contato com a Prefeitura de São José dos Pinhais, que informou que a obra ficará pronta até o dia 31. Quanto aos comerciantes, a Secretaria informou que chegou a analisar a possibilidade junto ao Governo do Estado de indenizar os comerciantes, no entanto, legalmente não existe a possibilidade de fazer essa indenização ou até mesmo uma isenção fiscal direcionada.
A Comec, por sua vez, informou que todas as obras do PAC da Copa estão execução, na forma e no cronograma acordados com o Ministério das Cidades.