“Para andar nessa rua só vendendo carro e comprando cavalo”, diz morador de Almirante Tamandaré


 Por Marina Sequinel e Juliano Cunha
(Foto: Juliano Cunha – Banda B)

Os moradores de Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, não aguentam mais as péssimas condições da rua José Kleina, no bairro Tanguá. Segundo eles, devido aos buracos, à sujeira e à má iluminação nenhum veículo se arrisca mais a passar pela via.
“O jeito é comprar um cavalo para passar por aqui”, reclamou o morador Valdir Kleina, neto do homem que dá nome à rua. A estrada, de acordo com ele, está intransponível. “São poucas famílias que moram aqui em pequenas chácaras, por isso ninguém dá atenção nenhuma para a gente. Faz tempo que a situação está assim e ninguém faz nada. Daqui a pouco estaremos ilhados”, completou ele em entrevista à Banda B na tarde desta segunda-feira (26).
A rua é tão perigosa que nem as vans escolares transitam mais no local. “O motorista falou para a gente que não vai mais passar por aqui porque o veículo estraga. Na sexta-feira, por exemplo, as crianças não foram para a escola. Eu já chamei até táxi, mas nem eles querem trafegar por aqui. A rua é escura, está cheia de buraco, lama, é super perigoso. Para andar por aqui, só de chuteira. Eu já chamei todo mundo para vir aqui mas ninguém faz nada. Nós estamos cansados”, desabafou Lídia Loretti, outra moradora da região.
A Banda B entrou em contato com a Prefeitura de Almirante Tamandaré e aguarda resposta.

Após enfrentar protesto, Seleção chega escoltada à Granja Comary


Grupo inicia preparação para a Copa do Mundo nesta segunda-feira

Por Teresópolis, RJ

 
Após percorrer pouco mais de 85km, a seleção brasileira já está na Granja Comary, em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro. O grupo vai iniciar nesta segunda-feira a preparação para a Copa do Mundo. Em meio a manifestantes e torcedores, o ônibus acessou o local, reformado para receber as atividades antes do Mundial (Veja ao lado vídeo com protestos na saída da delegação do Rio). 
Nesta segunda-feira, os jogadores serão submetidos a exames médicos de rotina. A tendência é que somente na quarta-feira ocorram atividades no campo da Granja. A viagem até Teresópolis durou cerca de 1h30.
ônibus Seleção chegada Granja Comary  (Foto: Alexandre Lozetti)Ônibus da Seleção chega à Granja Comary, em Teresópolis (Foto: Alexandre Lozetti)
Antes de deixar o Rio de Janeiro, a delegação teve dificuldades para sair do hotel, na região do Aeroporto Internacional, por conta de uma manifestação de professores. Na chegada à Granja Comary, um grupo também protestou. Uns por moradias para desabrigados de enchentes e outros por melhores salários para os professores.
Chegada da Seleção na Granja (Foto: Leandro Canônico)Torcida mostra euforia ao ver ônibus 
da Seleção (Foto: Leandro Canônico)
Em Teresópolis, aliás, o clima de protesto contrastou com a euforia de dezenas de moradores que acompanharam a chegada do ônibus. Um carro de som de um músico, por exemplo, tocava canção em favor da Copa do Mundo (“A Fifa, a CBF, é elite, é Seleção...”). No protesto, por outro lado, mensagens contra as entidades.
Comandada por Luiz Felipe Scolari, a Seleção faz dois amistosos antes da estreia no Mundial: dia 3 de junho, contra Panamá, no Serra Dourada, em Goiânia, e contra a Sérvia, dia 6 de junho, no Morumbi. A equipe estreia na Copa contra a Croácia no dia 12 de junho, na Arena Corinthians, em São Paulo. Além do duelo com os europeus, encara na primeira fase o México, no dia 17, no Castelão, em Fortaleza, e Camarões, no dia 23, no Mané Garrincha, em Brasília.

ELEIÇÕES NAS REDES SOCIAIS


26 de maio de 2014
A deste ano será a eleição das redes sociais, aquela onde os candidatos travarão a mais cruenta batalha pelo voto desde que a internet começou a ser utilizada comercialmente no Brasil em 1995. Certo? Errado.
dilma-aecio-eduardo
Os políticos estão longe de saber explorar a maioria dos recursos que a internet oferece. Se muito, o “santinho” impresso distribuído entre os eleitores cedeu lugar ao “santinho” eletrônico.
“Santinho” é um tipo de panfleto com a foto e o número do candidato. Interagir com as pessoas é o recurso da internet que mais pode servir a caçadores de votos. E, no entanto…
No entanto, é o que eles menos sabem fazer. Na maioria das vezes, limitam-se a postar mensagens por meio de assessores. Quase nunca estão disponíveis para discutir o que pensam. Nem refletem sobre o que os internautas dizem.
A BITES Consultoria, empresa com sede em São Paulo, monitora as redes sociais.
A meu pedido, ela compilou dados do Facebook e do Twitter entre primeiro de janeiro e anteontem, e do Google somente em abril, relativos aos três principais aspirantes a presidente da República na eleição de outubro próximo – Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).
Juntos, em números redondos, eles atraiam no Facebook 2.185.000 fãs até às 16 horas do sábado. Quer dizer: alcançavam apenas 2% dos usuários do Facebook, que tem 92 milhões de contas ativas no Brasil.
Campos liderava com 952 mil fãs, seguido por Aécio com 714 mil e Dilma com 520 mil. A página do guaraná Antártica conta com 17 milhões de fãs.
Volume de fãs é um dado que deve ser ponderado porque qualquer um pode fazer publicidade no Facebook e aumentar sua audiência. Campos e Aécio parecem estar procedendo assim.
A BITES valoriza mais o percentual de compartilhamentos sobre cada mensagem postada em nome dos candidatos. Nesse caso quem lidera é Dilma com uma taxa de 26%. Campos e Aécio empatam com 18%.
Dilma foi citada no Twitter 1,9 milhão de vezes no período pesquisado, Aécio, 390 mil e Campos 142 mil. No mês passado foram feitas no Google 131.480 buscas sobre Dilma, 81.030 sobre Campos e 33.360 sobre Aécio.
O nome de Campos costuma aparecer associado ao de Marina Silva, que deverá ser sua vice. Marina foi o terceiro candidato a presidente mais votado na eleição de 2010.
Eu quis saber, em resumo, se os três candidatos entraram de verdade no jogo digital. Ou se estão fazendo cena como tantos fizeram em eleições anteriores.
Resposta de Manoel Fernandes, Diretor-Executivo da BITES: “Tudo indica que fazem cena. Há muitos gastos em publicidade digital e pouco resultado político. Os candidatos carecem de uma estratégia consistente de ocupação dos espaços digitais”.
Em breve, a BITES divulgará pesquisa sobre o universo das redes sociais alcançado pelos três Poderes da República – Legislativo, Executivo e Judiciário. O resultado é modesto.
Cerca de 64,5 milhões de eleitores aptos a votar em 2012 tinham acesso à internet. Mas até 16 de abril último, os Poderes só falavam com 30% deles. Ou em números absolutos, 19,5 milhões.
Em 25 dos 27 Estados, o eleitorado com acesso à internet é superior a 30%. Pois só 18% dos deputados federais atingem acima de 1% do eleitorado com acesso à rede em seus Estados.
Entre os 20 campeões em número de seguidores, cinco deputados são do Acre e um do Rio – Romário (PSB). Nenhum é de São Paulo, Minas Gerais e Bahia, os maiores colégios eleitorais do país junto com o Rio.
Ricardo Noblat/Veja

Mágoa: “Requião sempre matou candidaturas do PMDB”, diz Pessuti


26 de maio de 2014
O ex-governador Orlando Pessuti (PMDB), ainda magoado, respondeu nas redes sociais aos usuários que o questionaram por não apoiar a pré-candidatura do senador Roberto Requião (PMDB) ao Governo do Paraná. “Requião destruiu pelo menos duas gerações de peemedebistas, matando no ovo qualquer sinal de talento e independência. O Requião sempre foi assim. Sempre matou candidaturas de companheiros do PMDB”, disse Pessuti.
pessuti
“Foi assim em 1994 quando não deixou o Elias Abrahão ser candidato a governador. Foi assim em 2004, quando não deixou o Gustavo Fruet ser candidato a prefeito de Curitiba. Foi assim em 2010, quando não deixou que eu fosse candidato a governador. Foi assim em tantos municípios onde impediu candidaturas do PMDB ou apoiou candidatos de outros partidos quando o PMDB tinha candidato próprio”, lembrou Pessuti.

A Copa-mico no Brasil em que só a Fifa ganha


26 de maio de 2014
O que Curitiba e o Brasil ganharão com a Copa?  Ganharam a conta para pagar da edição mais cara de todos os tempos e que gerará o maior prejuízo entre todos os mundiais. O Brasil só perde. Adivinhe quem ganha?
copa-do-mundo
Ora, ora, pois, pois, eram favas contadas. Aliás contadas e recontadas. A Copa do Mundo além de significar desperdício de dinheiro público, roubalheira generalizada,  exposição negativa do Brasil mundo afora também será uma Copa de prejuízos. Veja bem, prejuízos para o nosso país, que fique bem claro, porque para a FIFA será a Copa mais lucrativa da história.
É MICO DE OURO
O levantamento mais recente da agência de classificação de risco Moody’s comprova o obvio: os ganhos com o Mundial de Futebol aqui no Brasil serão ridículos, aliás os menores da história. Isso se houver algum ganho. Já já vamos a matemática.
Mas lembre-se, nem tudo é tão ruim que não posso piorar. Nunca se gastou tanto em nenhuma outra Copa quanto aqui no Brasil maravilha. Bem, país rico né, sabe como é. Já que tá sobrando mesmo, a gente pode gastar a vontade.
E TUDO ERA….MENTIRINHA
Mas vamos falar dos lucros, já que os gastos já foram pelo ladrão. No começo da conversa fiada, quando Lula e Cia nos “venderam”, e bem caro, a idéia da Copa o discurso era de que a movimentação de grana no país seria de R$ 182 bilhões. No ano passado a previsão caiu para R$ 66 bilhões. Há dois meses caiu para R$ 25 bilhões. Até começarem os jogos deve cair mais um pouco. É isso aí. Então meu caro leitor e minha cara leitora basta juntar lé com cré e chegar a brilhante conclusão que: fomos enganados. Isso aí, conto do vigário, lorota, mentirinha. Aqui NEZTEPAÍZ a gente é muito legal.
FIFA FELIZ
Mas calma, nem tudo é prejuízo. Se um perde outro ganha, sempre. Faz parte do jogo. E nesse caso adivinhe quem ganha? Tchan-tchan-tchan-tchan…é isso aí, a FIFA. Puxa que surpresa! Voilá!!!! A FIFA está feliz com o Brasil, não tem do que reclamar e se pudesse faria aqui todas as edições da COPA. O faturamento da entidade no Brasil será 25% maior que na edição anterior e vejam só, a competição brasileira será a mais rentável da história…pra FIFA, claro. A entidade vai embolsar US$ 4 bilhões. Na África do Sul ela abocanhou U$$ 3,2 bi.
E você deve estar se perguntando: mas é justo, é correto?
Não, não é, e daí? Queria justiça? Sim, eu sei, eu também.
Ou você pode também se perguntar: o que eu ganho com isso?
Ganha a fatura para pagar pelos próximos 10 anos e o direito de ficar calado.
O Brasil é mesmo o país do futebol.

Zeca Dirceu exonera assessora presa pela PF por golpe na Caixa


26 de maio de 2014
Em nota à imprensa, o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR) disse que exonerou a secretária parlamentar Lucy Mary Silvestre Esteves, presa na Polícia Federal em Guaíra, e acusada de praticar golpes contra a Caixa Econômica Federal. Em um dos saques, na sexta-feira, Lucy Mary sacou R$ 30 mil de agência do banco em Umuarama. Ela fraudou a assinatura de um juiz numa autorização de saque. “Lucy Esteves, que exercia a função de telefonista há um ano, já foi exonerada. Se a funcionária cometeu ilegalidades, fez fora do escritório e sem o conhecimento da equipe”, afirmou o deputado.
Reprodução
Reprodução
Para a polícia, Lucy Mary disse que não é a primeira vez que praticou o golpe. Outras informações apontam ainda que a assessora era também responsável pelas finanças do escritório político de Zeca Dirceu em Umuarama. Não é o primeiro assessor de Zeca Dirceu que se envolve com problemas na Justiça. Semanas atrás, seu coordenador político, José Cícero Laurentino, ficou preso por várias dias por atrasar pagamentos de pensão alimentícia.

Deputado Meurer teria recebido R$ 500 mil de doação de Youssef, diz Veja


Redação com Revista Veja

nelson meurer
Deputado Nelson Meurer é citado pela reportagem
Revista Veja publicou na edição deste final de semana, reportagem que aponta que o doleiro Alberto Youssef ainda não falou sobre o esquema de corrupção que está envolvido, mas, assim que resolver falar, se é que isso vai acontecer, um pedaço do Congresso Nacional vai ruir. Entre os nomes de políticos que teriam recebido dinheiro de Youssef, segundo a Veja, está o do deputado federal paranaense Nelson Meurer (PP), preso pela Polícia Federal na operação Lava Jato. Um dos documentos apreendidos na operação Lava Jato mostra um possível repasse de R$ 500 mil do doleiro para Meurer. Este repasse seria feito por uma das dezenas de empreiteiras que tinham relação com o doleiro. Meurer ainda não se manifestou.
Segundo a reportagem, no mensalão, o esquema de corrupção montado pelo governo petista para comprar apoio político, parlamentares e assessores formavam fila no caixa de uma discreta agência do Banco Rural situada em um shopping de Brasília. O suborno era pago ali, sem muita cerimônia. Os políticos ou seus assessores chegavam, identificavam-se, recebiam o dinheiro e saíam tranquilamente. Foram descobertos porque deixaram suas assinaturas em recibos e pelos registros do sistema de segurança do prédio. O escândalo, como se sabe, levou os principais personagens à prisão — mas a experiência não impediu mais uma surpreendente parceria, inclusive financeira, entre um criminoso conhecido e respeitáveis congressistas.
A reportagem revela ainda que o escritório de Alberto Youssef, que funcionava numa área nobre na Zona Oeste de São Paulo, era, digamos assim, uma espécie de versão recente da então discreta agência brasiliense do Banco Rural. A base de operação do doleiro era também ponto de peregrinação de políticos de partidos sabidamente envolvidos em tramoias financeiras. As investigações já revelaram que empresas-fantasma controladas por Youssef recebiam em suas contas inexplicáveis depósitos milionários de algumas das mais importantes empreiteiras do país. O dinheiro que entrava de um lado, por meio de contratos simulados de consultoria, saía por outro na forma de repasses a políticos e partidos. Os mesmos políticos e partidos que indicavam os apadrinhados que contratavam as empreiteiras pagadoras. É desse triângulo equilátero da corrupção que emergem os clientes mais vistosos do doleiro.
VEJA obteve os registros do prédio que durante anos abrigou o escritório de Youssef. A lista tem mensaleiro preso, assessor de ministro e deputados — vários deputados.
A lista tem ainda o ex-presidente Fernando Color de Mello, que teria recebido doações do doleiro de R$ 50 mil. Além de Meurer, outro paranaense aparece na reportagem como frequentador assíduo do escritório de Yousseff. É o deputado federal André Vargas (sem partido), que perdeu o cargo de vice-presidente da Câmara após detalhes de seu envolvimento com o doleiro virem à tona.
A reportagem completa está na edição semanal da Revista Veja.

Soldado da PM mantém esposa e filhas como refém e mobiliza polícia para se entregar


Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique 


Um soldado da Polícia Militar (PM) de Curitiba mobiliza várias viaturas e policiais da corporação desde a tarde de domingo (25). Ele manteve sua esposa e duas filhas como refém, sob ameaça de uma arma na casa da família no bairro Guabirotuba. Na manhã desta segunda-feira (26), o policial segue sozinho na residência, após ter liberado mãe e meninas na noite de ontem.
GUABIROTUBA
Viaturas estão mobilizadas na ocorrência (Foto: Bruno Henrique – Banda B)
De acordo com o apurado pela Banda Bjunto às pessoas que estão no local é que o soldado estaria ameaçando se matar. Viaturas do 20° Batalhão, do Batalhão de Operações Polícias Especiais (Bope) e negociadores do Centro de Operações Especiais (COE) estão no local.
A informação é que no sábado uma das filhas do soldado fez aniversário e, desde então, não se sabe por qual motivo, ele tomou a atitude drástica.
A esposa do policial é professora e acompanha do lado de fora toda a negociação. Não há previsão de quando ele irá se entregar.

Jovens são abordadas na volta da balada e sofrem estupro coletivo durante horas em Curitiba


Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique


Um crime praticado com extrema crueldade choca a população de Curitiba. Cinco assaltantes armados renderam duas jovens, de 18 e 20 anos, que voltavam de uma balada com os namorados na madrugada de sábado (24) e, além de levarem o carro, um Fiat Punto, praticaramestupro coletivo contra as duas, uma delas grávida de dois meses. Um suspeito, identificado como Alexandre Fernandes Mendes Batista, de 19 anos, foi preso ainda no domingo por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) no bairro Fazendinha. Outros quatro envolvidos, sendo três adolescentes, são procurados.
SUSPEITO PRESO
Batista foi reconhecido pelas vítimas (Foto: Bruno Henrique – Banda B)
O assalto começou na Cidade Industrial de Curitiba, quando dois casais voltavam de uma balada e pararam em frente a uma residência, para que uma das jovens descesse. “Os bandidos chegaram armados em um Celta e em uma Montana, ambos roubados, pediram para os dois homens descerem e mantiveram as mulheres dentro do Punto. Dois criminosos foram no carro com as vítimas e outros três ficaram divididos nos outros dois veículos”, descreveu àBanda B o delegado Cassiano Aufíero, da DFRV, responsável pela investigação do caso.
De acordo com o delegado, após isso, as jovens foram levadas até a Represa do Passaúna, na região de Araucária. Lá, em uma rua deserta, os marginais se revezaram em um estupro coletivo que durou cerca de quatro horas. “Elas só foram liberadas às 6h, deixadas ali na região mesmo. As duas já reconheceram o suspeito detido, que agiu com extrema crueldade. Nós chegamos até ele após informação de que o Punto estava circulando na região do Fazendinha”, contou o delegado.
Ainda segundo Aufíero, os assaltantes começaram recentemente no crime e provavelmente tinham como principal intenção cometer o abuso sexual contra mulheres. “Eles tinham roubado um Celta na Rua Arthur Bernardes e, nessa situação, um casal também foi vítima. Os namorados foram liberados, mas já nessa ocasião o preso aqui na delegacia tinha passado a mão por debaixo da saia dessa mulher. O que eles queriam era cometer abusos, segundo nossas investigações”, explicou.
Os três veículos roubados foram recuperados na prisão de Batista. “Agora faremos o que tiver em nosso alcance para localizar os outros envolvidos. Uma situação lamentável”, concluiu o delegado.

‘Ladrão bumerangue’ volta para trás das grades pela 4° vez em seis meses; saiba a última que aprontou


Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento




Josnail Leal Faustino, de 21 anos, já tem as delegacias da Grande Curitiba como sua segunda casa. Nos últimos seis meses foram quatro prisões, a última na madrugada desta segunda-feira (26), no bairro São Francisco, na capital. Todos os crimes do jovem são relacionados ao furto e roubo de carros.
Na madrugada de hoje, Faustino foi flagrado por um morador no momento em que fugia com a Parati que estava na garagem. Um pouco à frente ele foi preso por policiais militares, ainda quando tentava desligar o sistema antifurto. “Ele viu que eu percebi e ainda assim continuo fazendo a ligação direta. Fugiu, mas terminou preso”, contou a vítima à Banda B.
Faustino tem uma vasta ficha criminal. No dia 2 de dezembro do ano passado foi preso por receptação de carro e saiu no mesmo dia da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Curitiba (DFRV). No dia 18 de janeiro deste ano foi preso pelo mesmo crime na Delegacia de Pinhais, saindo após um alvará de soltura no dia seis de fevereiro. Não parou por aí, no dia 16 de maio ele voltou à DFRV, de onde foi solto por um alvará no dia 21 do mesmo mês.
Agora, o suspeito está de novo na DFRV, resta saber por quantos dias.

Funcionário de obra na Linha Verde cai em manilha e é resgatado pelos bombeiros

Funcionário de obra na Linha Verde cai em manilha e é resgatado pelos bombeiros

Por Luiz Henrique de Oliveira e Danaê Bubalo
MANILHADENTRO
Funcionário não observou a manilha e caiu (Foto: Danaê Bubalo – Banda B)

O funcionário de uma obra na Rua Salgado Filho com a Linha Verde, no bairro Guabirotuba, ficou ferido na manhã deste domingo (25), após cair em uma manilha com profundidade de cinco metros. Um resgate rápido por parte do Corpo de Bombeiros foi fundamental para que o quadro de saúde dele não se agravasse. A Banda B flagrou o exato momento do resgate, que pode ser conferido no vídeo abaixo:


MANILHADENTRO2
Trabalhador fraturou um braço (Foto: DB – Banda B)

O trabalhador ajudava o motorista de um guincho, fazendo o papel de manobrista, quando sofreu a queda. O subtenente Tonon, do Corpo de Bombeiros, explicou que uma técnica de rapel foi utilizada no resgate. “Nosso bombeiro  foi levado até baixo pelo próprio guindaste e retirou o trabalhador”, descreveu.
Ainda de acordo com o subtenente, os ferimentos da vítima não são considerados graves. “Teve uma pequena lesão na costela e uma fratura no braço”, afirmou, dando destaque ao fato dele não ter caído de cabeça, o que poderia ter causado ferimentos mais graves.
O homem, sem a identidade confirmada, foi levado pela ambulância do Siate a um hospital de Curitiba.

Agricultor separa briga e morre baleado durante festa de igreja na RMC


Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento



O agricultor Valdecir Santos da Fonseca, de 30 anos, morreu baleado no início da noite deste domingo (25) na Lapa, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a Polícia Militar (PM), o caso aconteceu durante uma festa de igreja na localidade de Preto Machado, que fica a 40 km do Centro do município.
O soldado Horninguer, da PM, explicou à Banda B que a vítima tinha separado uma briga. “Aconteceu um desentendimento nesta festa entre dois grupos e o rapaz foi separar. Pouco depois alguém chegou armado e disparou contra ele. De acordo com as testemunhas, essa foi a causa de tudo”, descreveu.
Santos era casado e trabalhava na região. Ele chegou a ser socorrido à Unidade de Pronto Atendimento da Lapa, mas não resistiu aos ferimentos. A Delegacia da Lapa investiga o caso.
Balanço IML
O corpo do agricultor foi o último recolhido ao IML neste fim de semana. Das 18h de sexta-feira às 6h desta segunda-feira foram 28 mortes violentas na Grande Curitiba. Dessas, foram 15 casos de assassinato, seis mortes no trânsito, três casos que ficaram na dependência de exames complementares, duas quedas, um enforcamento e um caso de queimadura