Ex-juiz Nicolau dos Santos Neto deixa a prisão


"Lalau" foi condenado por desviar cerca de R$ 170 milhões da construção do Fórum Trabalhista de SP na década de 1990

O ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, conhecido como "Lalau", 85, deixou a Penitenciária 2 de Tremembé, no interior de São Paulo, na manhã desta terça-feira (3), onde estava preso desde março de 2013.
Condenado por desviar cerca de R$ 170 milhões da construção do Fórum Trabalhista de SP na década de 1990, Lalau cumpria pena desde o ano 2000.
Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE / Juiz aposentado, Nicolau dos Santos NetoAmpliar imagem
Juiz aposentado, Nicolau dos Santos Neto


O ex-juiz foi beneficiado por um decreto presidencial do final de 2012 que concedeu a libertação de presos que já tinham cumprido parte de suas penas, o que na linguagem jurídica recebe o nome de indulto de Natal.
O decreto nº 7873 de 2012 da presidente Dilma Rousseff estabeleceu a soltura dos condenados com mais de setenta anos de idade que já tinham cumprido um quarto de suas penas.
Santos Neto preencheu esses requisitos, segundo Celmo Pereira, advogado do ex-juiz. O defensor disse que as penas do ex-magistrado em três processos criminais somam 42 anos e ele está detido há 14 anos.
A concessão de indulto de Natal pelo presidente da República é tradicional no sistema legal brasileiro.
A soltura foi decretada nesta segunda-feira (2) pela 1ª Vara de Execução Criminal de Taubaté, no interior de São Paulo, sede da comarca onde fica a penitenciária estadual de Tremembé, onde Santos Neto está preso.
Pereira afirmou que Santos Neto não foi libertado logo após o decreto presidencial do final de 2012 porque o processo dele foi transferido da Justiça federal para a estadual em março de 2013.
A mudança ocorreu pois ele perdeu o direito a prisão domiciliar, que o levava a ficar sob custódia da Polícia Federal, e passou a ficar detido em uma penitenciária, estadual, disse o advogado.
Santos Neto ainda é réu uma ação cível de improbidade administrativa, de acordo com o defensor do ex-juiz.
O Ministério Público pode recorrer da decisão da vara de execução criminal.
As fraudes nas obras de construção do fórum trabalhista de São Paulo na década de 1990 causaram prejuízos de R$ 1,2 bilhão (valor atualizado) aos cofres públicos, de acordo com a Procuradoria da República.

Publicitário inocenta mulher de morte de zelador


'Coloquei inteiro dentro da mala. Não sabia o que fazer', disse.
Imagens foram feitas logo após prisão, em Praia Grande.


O publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins, de 47 anos, inocenta a mulher pela morte do zelador Jezi Lopes de Souza. Feitas logo após a prisão do suspeito na casa onde o corpo estava, em Praia Grande, no litoral de São Paulo, a gravação mostra o suspeito calmo. Ele disse que o zelador e ele lutaram depois de uma discussão e que a morte foi acidental.
“Ele bateu a quina no batente da porta mesmo, bateu e já caiu nós dois para dentro do apartamento. Quando ele caiu, eu fechei a porta. Aí fui lá, olhei os sinais vitais dele, se já estava morto." Ele acrescentou que se desesperou. "Peguei, sai na porta, olhei, olhei. Me desesperei, fui, peguei a mala. Enrolei ele dentro de um cobertor, coloquei dentro da mala. Fiquei sem saber o que fazer. Coloquei inteiro dentro da mala. Não sabia o que fazer."

Questionado se tinha levado o corpo em companhia de sua mulher, ele negou. "Voltei sozinho. Depois voltei [para São Paulo], encontrei com ela, nós fomos, fomos jantar. No sábado teve o pessoal da polícia vistoriando lá."
Ele disse que fez tudo isso sem que sua mulher, a advogada Ieda Cristina Martins, de 42 anos, soubesse. "Ela ia chegar, a gente ia fazer o trabalho de escola do meu menino. No domingo, nós saímos e eu falei para ela: 'Ó, preciso resolver um problemas'. E ai eu vim para cá [Praia Grande]."
Sobre o que havia afirmado aos agentes no momento da vistoria, o publicitário disse que mentiu. "Falei que não tinha acontecido nada. Que a gente tinha minhas brigas com ele, mas que não tinha acontecido nada."
O publicitário foi preso em flagrante na segunda-feira (2), quando estaria tentando queimar partes do corpo do zelador, segundo a polícia. Levado para o 13º Distrito Policial de São Paulo, ele voltou a negar que a mulher dele tenha participação no crime. Ambos tiveram a prisão temporária decretada. A Secretaria da Segurança Pública informou que as autoridades ainda não indiciaram Ieda. A polícia apura inicialmente se ela teve participação na ocultação de cadáver.
Câmeras de segurança
O zelador desapareceu no prédio onde trabalhava, na Zona Norte, na sexta-feira (30). A última imagem registrada pelas câmeras de segurança mostram o zelador saindo com cartas na mão. Outras imagens mostraram Eduardo Martins saindo com malas. Segundo a polícia e familiares da vítima, ambos brigavam por questões como a entrega de jornais e a divisão de vagas de garagem.
A polícia vai pedir ainda a quebra dos sigilos bancário (para saber de Ieda comprou a mala usada para deixar o corpo com cartão de crédito) e telefônico e o registro das antenas de telefonia celular (para saber onde o aparelho do casal foi usado).
Em depoimento, o suspeito disse que a vítima morreu acidentalmente, ao cair e bater a cabeça no batente de uma porta durante briga. Ele confirmou, porém, que esquartejou e tentou se livrar do corpo. Apesar de sua alegação, Martins será indiciado pelo crime de homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima).
A defesa do suspeito afirma que seu cliente admite que a arma é dele, mas nega tê-la usado para atacar o zelador. Segundo o advogado Marcelo Primo, seu cliente sujou as mãos com o sangue de Souza após o acidente e, em seguida, pegou na arma. Este, de acordo com o defensor, é o motivo de a coronha apresentar manchas de sangue. O publicitário acrescentou que sua mulher não sabia da existência da arma.
"Eduardo me contou que já havia discutido antes com o zelador. E eles só brigaram porque o funcionário ameaçou matar o filho dele. Depois quando ele caiu e morreu, meu cliente se desesperou e não soube mais o que fazer", disse o advogado, sobre o fato de o publicitário ter esquartejado o corpo
DNA
A liberação dos restos do corpo do zelador para que seja enterrado depende ainda de um exame de DNA, afirmou nesta terça-feira o advogado da família da vítima, Robson Lopes de Souza, que também é parente do zelador.
“Infelizmente ainda não podemos sepultar meu primo. Para isso, é necessário um exame genético do que restou dele”, disse o advogado. “Tenho informações de que isso será feito nesta terça, quando peritos irão à Praia Grande para analisar as partes que foram encontradas no litoral.”
Os peritos da Polícia Técnico-Científica também irão ao apartamento onde o zelador possivelmente foi morto pelo publicitário. Uma perícia será realizada no imóvel na tentativa de encontrar indícios do crime. Deverá ser utilizado por exemplo o luminol, substância que faz manchas de sangue aparecer. Martins afirmou, segundo a polícia, que brigou com o zelador e que ele morreu ao cair e bater a cabeça.
De acordo com o advogado, a família ainda não definiu o local onde ocorrerá o sepultamento. Apesar de a vítima ter nascido na Bahia, há probabilidade de que seja sepultado em São Paulo, onde vivia com a família.
Transferência
Martins e Ieda foram transferidos nesta terça do 13º DP, na Casa Verde. Eduardo foi para o 77º DP, em Santa Cecília, e Ieda, ao 89º DP, no Morumbi. As delegacias são de trânsito, onde detidos aguardam vagas no sistema prisional.
publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins, zelador Jezi Lopes de Souza,  (Foto: Marco Ambrosio/Estadão Conteúdo)Publicitário Eduardo Martins, suspeito de matar o
zelador (Foto: Marco Ambrosio/Estadão Conteúdo)
O advogado de Ieda, Roberto Guastelli, afirmou ao Bom Dia São Paulo que ela não sabia que o corpo de Jezi estava em uma mala e em uma sacola retirada do apartamento pelo publicitário e levada para o carro. O casal saiu com o veículo depois.  Ela diz acreditar que se tratavem de roupas que seriam doadas a uma igreja.
O delegado Egídio Cobo, responsável pela investigação, disse que o publicitário suspeito de cometer o crime é “maquiavélico”. Segundo ele, vítima e criminoso brigavam por banalidades como a entrega do jornal e vagas na garagem. “Coisas banais, coisas de condomínio. Nem todos os condôminos aceitam a maneira de administrar”, afirmou o delegado, que é titular do 13º Distrito Policial de São Paulo, na Casa Verde.
Delegado da Quarta Seccional de São Paulo, Ismael Rodrigues esteve no local do crime e foi um dos primeiros que conversou com o suspeito. A investigação aponta que, após o zelador morrer, Martins colocou o corpo dele em uma mala e fugiu para Praia Grande, no litoral paulista. "No domingo, passou a cortar a vítima com um serrote", afirmou Rodrigues.
Ao chegar à casa em Praia Grande, policiais encontraram pedaços do corpo espalhados, em sacos plásticos. Outros ele tentou queimar e alguns, enterrar. “Ao redor da churrasqueira tinha alguma coisa queimando, baldes, serrote”, afirmou o delegado Egídio Cobo. "Ele é habilidoso, maquiavélico."
Zelador momentos antes de desaparecer (Foto: Reprodução/TV Globo)Zelador momentos antes de desaparecer (Foto:
Reprodução/TV Globo)
Imagens do desaparecido
Jezi foi visto pela última vez às 15h35 de sexta saindo do elevador do edifício residencial onde trabalhava, na Rua Zanzibar, bairro da Casa Verde.
Suspeito levou saco e mala no elevador (Foto: Reprodução/TV Globo)Suspeito levou saco e mala no elevador (Foto:
Reprodução/TV Globo)
Imagens de câmeras de segurança do condomínio, exibidas nesta segunda pelo Bom Dia São Paulo, mostram o momento em que ele deixa o elevador num dos andares levando cartas que seriam entregues aos moradores. Depois disso, o circuito interno não mostra mais Jezi retornando ao elevador.
Outras 15 câmeras também não registraram a passagem dele pelas escadas. Todos os equipamentos funcionam 24 horas por dia gravando quem entra e sai do prédio.
Ao todo, o edifício tem 22 andares. Só na frente do imóvel, há três câmeras, e em nenhum momento os equipamentos registraram o zelador deixando o local.
Suspeito levou saco e mala em carro (Foto: Reprodução/TV Globo)Suspeito levou saco e mala em carro (Foto:
Reprodução/TV Globo)
De acordo com o registro policial, a filha de Jezi relatou que um dos moradores tinha “problemas de relacionamento” com seu pai.  Ela também informou que uma moradora lhe contou ter “ouvido gritos de discussão, pedindo para parar, e ao olhar pelo olho mágico do apartamento teria visto o morador [o publicitário] (...) fechando a porta".
Esse episódio ocorreu em horário compatível com a última vez que o zelador foi visto deixando o elevador. Além da família do zelador, policiais militares e funcionários do prédio vasculharam todo o edifício e não encontraram Jezi.
Imagens de moradores
Sheyla, o namorado dela e um policial militar, que vasculharam o prédio em busca do zelador, também informaram que, por volta das 17h50 de sexta, as câmeras do prédio gravaram o publicitário entrando no elevador “arrastando uma mala escura e carregando um saco, ambos de grande porte, que demonstraram estarem bem pesados, levando-se em consideração a dificuldade (...) ao arrastá-los”.
Zelador Jezi (Foto: Reprodução / TV Globo)Zelador Jezi (Foto: Reprodução / TV Globo)
Em seguida, as testemunhas relataram que o morador desceu até a garagem e, pelas imagens, a mulher dele o ajudou a colocar a bagagem e o saco no carro do casal. Os dois moradores saíram com o veículo e retornaram, mas o horário não foi informado no boletim. Esse vídeo não foi divulgado.
Sábado
Depois, no sábado, quando a família registrou o desaparecimento de Jezi, policiais militares foram até a residência do casal de moradores do prédio, onde o homem contou que “já havia discutido diversas vezes com Jezi, mas que ontem [sexta-feira] nada havia acontecido”.
Os policiais vasculharam o local e encontraram mala e sacos similares aos exibidos pela gravação do prédio, mas verificaram que dentro deles havia roupas e tênis. Depois, desceram com a mulher até o estacionamento e verificaram que dentro do automóvel do casal estava uma mala parecida com as da filmagem. Dentro delas, porém, só tinham roupas.
Indagado pelos policiais, o casal disse que tinha saído para levar as roupas para uma igreja, mas retornaram porque ela estava fechada no dia. Os policiais informaram no boletim que “não visualizaram nenhum sinal de violência no apartamento do casal ou no veículo”.
Mais de 23 mil pessoas desapareceram no estado de São Paulo em 2013, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP). De acordo com a pasta, 80% desses casos foram esclarecidos.

Modalidade esportiva praticada por deficientes visuais ganha apoio da Prefeitura de Colombo


WEBMASTER 3 DE JUNHO DE 2014

Município abre as portas do ginásio Leandro Alberti para treinamento de atletas do Goalball

Atletas do time feminino treinam no ginásio Leandro Alberti, no bairro Guaraituba
Atletas do time feminino treinam no ginásio Leandro Alberti, no bairro Guaraituba
Todas as terças e quintas-feiras o ginásio Leandro Alberti é palco de treinamento para atletas do Goalball, modalidade esportiva que foi desenvolvida exclusivamente para pessoas com deficiência visual e que pode ser praticada por pessoas parcialmente ou completamente cegas. Treinam, atualmente, no ginásio do Guaraituba sete atletas do time feminino e segundo o esportista Alex Fernando também se juntarão a esse grupo, atletas do time masculino.
Vagner Ramos Cordeiro, coordenador do ginásio Leandro Alberti, explica que “é necessário apoiar e socializar esse esporte, que é pouco conhecido, e que independente da condição física é possível a prática esportiva”.
Segundo o coordenador, além de disponibilizar o local para treinamento a Prefeitura, através do departamento de Esporte, pretende realizar jogos da modalidade em Colombo a fim de difundir o esporte para a população do município.
Os treinos acontecem as terças e quintas-feiras das 10h30 às 12h00 e são abertos ao público. Mais informações no Ginásio Leandro Alberti 41-3605.1274.
O Jogo
Esportistas utilizam uma venda para que todos possam competir em condições de igualdade
Esportistas utilizam uma venda para que todos possam competir em condições de igualdade
As partidas duram 20 minutos, com dois tempos de dez. Cada equipe conta com três jogadores titulares e três reservas. De cada lado da quadra tem um gol com nove metros de largura e 1,2 de altura. Os atletas são, ao mesmo tempo, arremessadores e defensores. O arremesso deve ser rasteiro e o objetivo é balançar a rede adversária.

Neymar puxa o Brasil em goleada no penúltimo teste antes da Copa

á


O Brasil demorou a engrenar, só deu dois chutes a gol em todo o primeiro tempo, mas acabou não tendo problemas para golear o frágil Panamá por 4 a 0, nesta terça-feira, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, no primeiro amistoso do time de Luiz Felipe Scolari na fase preparação para a Copa do Mundo. Neymar, Hulk, Daniel Alves e Willian fizeram os gols brasileiros na partida.
Esperança da seleção para o Mundial, Neymar saiu-se muito bem. Ainda que tenha caído na provocação rival e levado cartão amarelo, marcou o primeiro e participou dos outros três gols. Marcou um golaço de falta, passou a bola para o segundo, de Daniel Alves, deu assistência de calcanhar para Hulk e criou o lance que propiciou o de Willian. Ainda deu um gol para Jô e outro para Fred, mas os centroavantes desperdiçaram.

O jogo
A seleção brasileira volta para Teresópolis ainda nesta noite, treina lá na quarta e na quinta e, em seguida, viaja para São Paulo. Na sexta-feira, às 16h, enfrenta a Sérvia no Morumbi no último amistoso de preparação para o Mundial. A estreia na Copa é dia 12, uma quinta-feira, diante da Croácia, no Itaquerão.
O Brasil começou a partida aparentando nervosismo. Em sete minutos, tudo deu errado. Toda a vez que a equipe passou do meio de campo, algum homem de frente se atrapalhou e perdeu a bola de forma até infantil. Na zaga, os brasileiros batiam. David Luiz logo fez duas faltas, uma delas desleal, no meio, e recebeu o amarelo. Neymar e Dante também não aliviaram para os adversários, esquentando o jogo.
Foi numa falta sofrida por Marcelo, aos 7 minutos, a primeira jogada ofensiva do Brasil. O lateral levantou na área, o goleiro saiu mal, mas o lance deu em nada. Só 10 minutos depois a seleção arriscou de novo. Neymar tentou driblar meio time adversário para entrar na área, mas foi desarmado.
O jogo seguia sem chutes a gol até que, aos 25, Neymar abriu espaço na entrada da área e foi derrubado por trás. Ele mesmo cobrou, com perfeição, no ângulo, tirando da barreira e do goleiro, para abrir o placar. Foi o terceiro dele de falta com a camisa da seleção.
O gol pareceu ter feito o Brasil lembrar que tem que se impor contra o Panamá, enquanto o rival sofreu efeito contrário. A partir daí a seleção dominou o jogo, ainda que tenha chegado pouco ao ataque. Aos 39 minutos, ninguém apertou, Daniel Alves arriscou da entrada área, o goleiro McFarlane falhou e o Brasil fez 2 a 0.
Antes do intervalo, mais uma mostra do que não se fazer durante a Copa. Neymar entrou de sola numa bola, ouviu bronca do rival, e depois levou uma falta por trás no meio-campo. Pouco depois, bateu uma falta propositadamente em cima de um rival do Panamá, que não lhe dava espaço. Entrando na provocação, acabou jogando uma bola em cima de Cooper, já no fim do primeiro tempo, e recebeu cartão amarelo.
Mas Neymar também fez o que dele se espera. Logo no primeiro lance do segundo tempo, ele recebeu na entrada da área, viu Hulk passando e tocou de calcanhar. Deixou o companheiro na boca do gol para bater de primeira e fazer o terceiro.
Até os 10 minutos, foram mais duas chances claras protagonizadas por Neymar. Numa, ele colocou na cabeça de Fred, que subiu bonito, posado, e testou muito mal. Na outra, o craque entrou na área pela esquerda, chutou forte e McFarlane pegou.
Naquele momento, o Brasil já era outro. Na postura e também na formação. Afinal, no intervalo Felipão mandou a campo Maicon, Maxwell e Hernanes, nos lugares dos laterais e de Ramires. As mudanças deram brecha para o Panamá chegar e dar o primeiro chute a gol, aos 8. Dois minutos depois, Quintero cabeceou, Julio Cesar escorregou, mas se recuperou a tempo de fazer uma defesa esquisita.
No total, o Panamá chegou três vezes na área brasileira, mas nada que assustasse. Afinal, a seleção controlava o ritmo do jogo, que naquele momento já estava ganho. Felipão fez mais três alterações, o entrosamento virou problema, mas o Brasil ampliou. Aos 27 minutos, Neymar recebeu novamente na entrada da área e enfiou para a passagem de Maxwell. O lateral-esquerdo deu um tapa para tirar do goleiro e encontrou Willian na área. O meia, que havia entrado há pouco tempo, fez o quarto.
A arbitragem do boliviano Raul Orosco impediu um placar mais elástico. Foram dois pênaltis não marcados para o Brasil. Em um em que Hulk foi derrubado na área (o árbitro deu falta porque, no chão, o atacante abraçou a bola) e outro em que um panamenho deu um soco na bola para impedir cabeceio de Maicon. Neste lance, o árbitro chegou a expulsar Gómez, mas voltou atrás para anotar um impedimento inexistente.
Apesar do placar elástico, o Brasil queria mais. Mostrando que, diferente de outros craques da Copa, está em ótima forma física, Neymar não cansou de brigar. No fim, deu linda assistência para Jô, que acabou travado pelo goleiro.

Curitiba deixou R$ 1 bilhão para trás em investimentos de mobilidade


3 de junho de 2014
Esse é o valor atualizado dos projetos de mobilidade previstos ainda na época da escolha do Brasil como sede do evento, mas que não foram para frente
Raphael Marchiori /Gazeta do Povo
images
Curitiba e região metropolitana poderiam ter recebido neste ano quase R$ 1 bilhão em investimentos em mobilidade urbana. Esse é o valor atualizado de projetos que foram abandonados pelo caminho, adiados ou diminuídos para serem entregues a tempo do Mundial. Sem contar o metrô, que chegou a ser prometido como legado da Copa, mas que ficará pronto apenas em 2019. Entre as obras mantidas na Matriz de Responsabilidades da Copa e que devem ser inauguradas até o início do evento, o investimento foi de R$ 418,5 milhões.
O dossiê Copa do Mundo e Violações de Direitos Hu­­­manos em Curitiba, do Comitê Popular da Copa – órgão coordenado pelo Instituto Ambiens de Educação, Pes­­quisa e Planejamento –, já havia mostrado que as obras mantidas no planejamento da Copa estão em um corredor de interesse do evento, diferentemente daquelas do planejamento inicial que, segundo palavras do próprio documento, tinham “repercussão metropolitana”. Para Olga Lucia Firkowski, professora do departamento de Geografia da UFPR, houve uma inversão de prioridades. “As obras foram sendo retiradas do planejamento porque não ficariam prontas a tempo. Eram obras que davam sentido à mobilização de recursos, trariam ganhos para o conjunto da cidade”, crítica a especialista, que cita o projeto do metrô como exemplo dessa mudança. “Se me dissessem ‘a gente vai ter o metrô [com a Copa]’. Eu diria ‘então está bom’. Mas a autorização para o lançamento do edital foi esses dias. Aquilo não era verdadeiro.” Uma das críticas do dossiê se refere à reforma da rodoviária, classificada como um “legado morto” em razão da localização do prédio no centro de Curitiba. “A Rodoviária realmente estava péssima, mas ela está numa área central. Está melhor hoje, mas a questão é: com que fôlego, por quanto tempo ela vai responder às demandas? Vivemos entre fazer remendos e pensar de forma mais arrojada no futuro”. A prefeitura diz que o projeto do metrô avançou nesses últimos cinco anos – período entre a promessa de que ele ficaria pronto para a Copa e o pontapé inicial do evento. Segundo a gestão Gustavo Fruet (PDT), a proposta inicial tinha custos subestimados e agora há recursos garantidos para que ela saia do papel, além de uma modelagem de licitação que garantirá o compromisso do consórcio executor com os prazos estabelecidos. Quando da candidatura de Curitiba como sede da Copa, o metrô foi estimado em pouco mais de R$ 2 bilhões. Agora, estima-se que o trecho de 17,6 Km da primeira fase custará R$ 4,5 bilhões. Sobre a reforma da rodoviária, a prefeitura disse que o projeto foi herdado da gestão anterior, mas que era necessário pela idade do prédio, da década de 1970. Apesar disso, a prefeitura diz que há discussões internas sobre a construção de um terminal fora da região central.

Alunos da Escola João José Gasparin participam de atividades na Gruta do Bacaetava


WEBMASTER 3 DE JUNHO DE 2014

Foram atendidos cerca de 230 alunos da instituição, em quatro dias de atividades

Crianças puderam realizar atividades voltadas ao conhecimento, desenvolvimento e preservação do local
Crianças puderam realizar atividades voltadas ao conhecimento, desenvolvimento e preservação do local
Durante o mês de maio comemorou-se os 14 anos do Parque Municipal Gruta do Bacaetava. Como forma de divulgar seus atrativos, as secretarias de Meio Ambiente e da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, realizam até este dia 05, atividades eco-pedagógicas com os alunos da Escola Municipal João José Gasparin, na região do Poço Negro, área rural.
Além da visita guiada à Gruta, as crianças realizaram nos dias 27, 28, 29 e 30, atividades voltadas ao conhecimento, desenvolvimento e preservação do Parque. Foram atendidos, até o momento, cerca de 230 alunos da instituição, em quatro dias de atividades, sendo essa a principal escola municipal da região do Bacaetava, contemplando alunos da área rural e proximidades do Parque.
Visitas em grupos
Em visita a Gruta do Bacaetava, alunos participam das festividades em comemoração aos 14 anos do Parque
Em visita a Gruta do Bacaetava, alunos participam das festividades em comemoração aos 14 anos do Parque
O Parque atende grupos de escolas normalmente durante a semana, mediante agendamento prévio pelo telefone (41) 3656.5669. As visitas ocorrem com o acompanhamento do guia ambiental da Gruta, com uma duração média de 45 minutos, e num grupo com no máximo 30 pessoas. Grupos acima de 30 pessoas deverão agendar dois horários, mediante disponibilidade.
Foto: Divulgação/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG- colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo:
TWITTER: @ColomboPMC; no site oficial: www.colombo.pr.gov.br e no Instagram: @colombopmc

Prefeitura repassa área para construção de um Senai em Colombo


WEBMASTER 3 DE JUNHO DE 2014

Obras estão previstas para março de 2015; quando pronta deverá atender 1.600 alunos em cursos presenciais e 5.600 à distância

Prefeita Beti Pavin e o diretor regional do Senai, Marco Antonio celebram a doação do terreno para a construção de um Centro de Formação Profissional
Prefeita Beti Pavin e o diretor regional do Senai, Marco Antonio celebram a doação do terreno para a construção de um Centro de Formação Profissional
A Prefeitura Municipal de Colombo por meio das secretarias da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura e da Fazenda assinou na última semana a escritura de doação de um terreno na região do Guaraituba para a construção de um Centro de Formação Profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai no município.
A área de 9.344,52m², que está localizada próxima a Igreja Santa Terezinha de Lisieux está prevista para começar a ser construída em março de 2015, contando com 1.200 m², deverá receber 1.600 alunos por ano de forma presencial e 5.600 com atendimento à distância (Formato EAD).
Para a prefeita Beti Pavin, este é mais um passo na qualidade educacional de Colombo. “Temos a educação como setor prioritário em investimentos e este é mais um de muitos avanços que estão programados para acontecer. Já resgatamos o Instituto Federal do Paraná no Roça Grande e agora o Senai vai movimentar ainda mais este setor”, destacou Beti Pavin.
Autoridades de Colombo e representantes do Senai Paraná durante assinatura da escritura por parte da Prefeitura à instituição de ensino profissionalizante
Autoridades de Colombo e representantes do Senai Paraná durante assinatura da escritura por parte da Prefeitura à instituição de ensino profissionalizante
Os alunos que ingressarem na instituição poderão realizar sua iniciação profissional, qualificação e aperfeiçoamento técnico com cursos que variam de seis meses a um ano. Terão cursos de: Madeira e Mobiliário; Gestão; Logística; Química; Elétrica; Metal Mecânica, e Eletroeletrônica. “Além destes cursos estão previstos outros que serão implantados de acordo com a demanda do mercado”, explicou o secretário da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Antonio Ricardo Milgioransa.
Também estavam presentes no ato da assinatura de doação da área o secretário da Fazenda, Márcio Strapasson, o diretor regional do Senai Paraná, Marco Antonio Areias Secco e os técnicos Fernanda Vann e Rodrigo de Jesus.
Fotos: João Senechal/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG- colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo:
TWITTER: @ColomboPMC; no site oficial: www.colombo.pr.gov.br e no Instagram: @colombopmc

Ademir Goulart é o prefeito em exercício de Colombo


WEBMASTER 3 DE JUNHO DE 2014

Beti Pavin ausenta-se das suas atividades de 02 a 12 de junho

Prefeito em exercício de Colombo, Ademir Goulart despacha no gabinete
Prefeito em exercício de Colombo, Ademir Goulart despacha no gabinete
O prefeito em exercício do município de Colombo, será até o próximo dia 12 de junho, o atual vice-prefeito, Ademir Goulart. A prefeita Beti Pavin ausentou-se das suas atividades desde o dia 02, segunda-feira, por meio de uma licença do cargo para férias não remuneradas.
O documento oficial foi publicado pela Câmara Municipal de Colombo, no dia 30 (Decreto Legislativo nº 150/2014), no Diário Oficial dos Municípios do Paraná conforme o link a seguir:
Foto: João Senechal/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG- colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo:
TWITTER: @ColomboPMC; no site oficial: www.colombo.pr.gov.br e no Instagram: @colombopmc

Governo e policiais federais fazem acordo para evitar greve


3 de junho de 2014
O presidente da Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais), Jones Leal, disse à Folha nesta segunda-feira (2) que a categoria fechou um acordo com o governo para acabar com ameaças de greve que poderiam prejudicar a segurança da Copa do Mundo.
Polícia-Federal-Autorizado-concurso-para-Agente-de-Polícia
De acordo com Leal, o governo se comprometeu a apoiar um projeto de lei para alterar o orçamento e garantir que os policiais recebam os 15,8% de aumento oferecido a diversas categorias do serviço público há aproximadamente um ano e meio e que, na época, não foi aceito pelos policiais.
Apesar do apoio do governo, os policiais também terão que trabalhar junto ao Congresso Nacional para viabilizar o incremento salarial. “Para termos o aumento este ano é preciso que o Congresso o aprove até o começo de julho, pois quando faltar 90 dias para as eleições ele fica proibido”, disse.
Leal ainda comentou que, caso não seja possível aprovar o projeto neste ano, o governo se comprometeu a conceder o aumento em janeiro do ano que vem.
A Folha apurou que a categoria aceitou a negociação pois já estava proibida pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) de entrar em greve, e o STF (Supremo Tribunal Federal) sinalizou da mesma forma ao impedir que policiais civis parassem seus trabalhos.
Por isso, a categoria entendeu que era melhor aceitar o possível aumento e tentar reabrir os canais de diálogo com o governo que, além de sinalizar com o reajuste, ainda segundo Leal, irá criar um grupo de trabalho para discutir a reestruturação da carreira policial.
“A nosso ver esse é o ponto mais importante”, disse.
FONTE: FOLHA DE S.PAULO

Senador diz que Dilma é cúmplice de ameaça de morte a Joaquim Barbosa







3 de junho de 2014
O senador Alvaro Dias denunciou os autores de ameaças ao Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Joaquim Barbosa, e afirmou que o PT, o governo e a presidente, por omissão, são cúmplices das ameaças. Assista:




Cope prende em flagrante quarteto que roubava caixas eletrônicos


Policiais civis do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) prenderam em flagrante, por volta das 6h30 do último sábado (31), um quarteto vindo de Joinville-SC que estava furtando caixas eletrônicos na agência do Banco Santander do Seminário, em Curitiba. Anderson Henrique Júlio da Rosa, 27 anos, Caio Sharleston da Silva, 23 anos, Bruno Dolcan, 25 anos, e Fernando Ribeiro, 24 anos, foram capturados no momento em que já tinham conseguido cortar um caixa eletrônico com o uso de um maçarico e se preparavam para cortar o segundo equipamento do banco.

Segundo o delegado-titular do Cope, Luiz Alberto Cartaxo Moura, a equipe de investigação do grupo de elite da Polícia Civil do Paraná recebeu a informação que esta quadrilha poderia agir naquela agência durante a madrugada de sábado. “De imediato, os policiais se deslocaram até lá e conseguiram prendê-los em flagrante, no momento em que estavam cortando os caixas eletrônicos”, contou Cartaxo.

O delegado explicou que os quatro assaltantes que vieram de Santa Catarina foram autuados por furto qualificado e associação criminosa. Rosa já tinha passagem anterior por tráfico de drogas.

DFR prende ladrão que roubava agências do Correios


A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) era o alvo principal de Marcos Antônio Torres Barbosa, 23 anos, até o final da manhã da última sexta-feira (30), quando ele foi capturado quando saia de casa, em Araucária, por policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR). Barbosa é responsável por pelo menos quatro assaltos a agências dos Correios na região central de Curitiba. “Ele aparece claramente nas imagens das câmeras de segurança, por isso acabou confessando os crimes”, disse o delegado Marcelo Magalhães, da DFR.

Magalhães explicou que na casa do ladrão foram encontradas quatro munições intactas de calibre 38. por isso ele foi autuado por posse ilegal de munição. “Como ele foi reconhecido nos quatro assaltos nós já solicitamos à Justiça a sua prisão preventiva”, contou o delegado.

Nas imagens em que aparece roubando as agências dos Correios, Barbosa sempre está usando uma luva preta na mão direita. “Ele nos contou que usa esta luva pois em um confronto com a Polícia Militar teve a mão atingida por um disparo”, explicou Magalhães.

O delegado destacou que além dos assaltos a agências do Correios, Barbosa também é suspeito de participação em assaltos a farmácias “Estamos investigando ele em relação a isso”, contou.

Travesti que filmava encontro e pedia R$ 2 mil para não colocar vídeo na rede em Curitiba


Da Redação com Polícia Civil
travesti22
(Foto: Juliano Cunha – Banda B)

A polícia prendeu em flagrante a travesti Mayron Kuss de Souza, de 20 anos, mais conhecida por “Mayara” nas redes sociais, na tarde da última segunda-feira (2). Ela é acusada de filmar o encontro com os clientes e pedir R$ 2 mil para não soltar os vídeos na internet.
Segundo o delegado-titular Renato Bastos Figueiroa, um homem procurou o distrito policial no último dia 29 de maio, alegando estar sendo extorquido por uma travesti com o qual teve um relacionamento. “Segundo a vítima, a travesti teria filmado sem o consentimento um dos encontros e estava ameaçando colocar este vídeo nas redes sociais, bem como encaminhar para a esposa caso não recebesse R$ 2 mil e uma cozinha nova”, contou o delegado.
Após o início das investigações, a polícia apurou que “Mayara” tem um blog, através do qual atraía clientes de diversas regiões, inclusive de outros estados, para encontros amorosos. “Ela filmava a ação sem o consentimento dos parceiros e provavelmente os extorquia na sequência”, afirmou Figueiroa.
Passado todo final de semana sob a ameaça, a vítima foi orientada a deixar o dinheiro na caixa de correio da travesti, tendo antes os policiais feito fotocópias das cédulas e montado campana nas proximidades. “Após visualizarem uma pessoa pegando o pacote, eles invadiram o local e encontraram as notas com Souza, que se identificou como ‘Mayara’”, disse o delegado.
No aparelho celular da travesti, foi localizado o vídeo utilizado para a extorsão, além de várias conversas salvas no aplicativo WhatsApp, que ainda serão analisadas  com o intuito de apurar indícios de outras extorsões. “No quarto também foi apreendido um notebook,  onde foi constatada a presença de dezenas de outros vídeos íntimos feitos com uma câmera escondida no quarto”, contou Figueiroa.
O delegado salientou que agora as investigações prosseguem no intuito de identificar outras vítimas que possam ter sofrido extorsão por parte de “Mayara”.
.

Homem esfaqueia ex namorada no Bacacheri



Foto: Bruno Henrique - Banda B

A mulher de 28 anos que foi esfaqueada pelo ex-namorado na manhã desta terça-feira (3) no Bacacheri, em Curitiba, segue internada e em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Cajuru. De acordo com a assessoria da casa hospitalar, Aline Garcia, de 28 anos, passou por um procedimento cirúrgico e não há previsão de alta.
Uma hora após cometer o crime ocorrido na Rua Estados Unidos, Joaquim Martins, de 30 anos, causou um grave acidente no Contorno Norte, no bairro Orleans. Ele fugiu em uma motocicleta após ferir Aline em frente ao trabalho dela, uma clínica de estética. Ele morreu na batida com um caminhão.
A sequência de acontecimentos começou por volta das 7h, quando o autor, armado com uma faca, esperou um momento de desatenção da vítima para golpeá-la. Uma amiga de Aline, de 44 anos, que estava junto na hora do ataque, foi atingida de raspão na mão. O autor, em sua motocicleta, fugiu em disparada após a tentativa de homicídio. A informação é que o casal tinha recém-terminado o relacionamento.
Em seguida, os bombeiros foram acionados para o grave acidente. A motocicleta, que vinha em altíssima velocidade, explodiu após a colisão. O nome do condutor foi checado e comprovado que ele era o autor da facada contra a ex-namorada no Bacacheri. O motorista do caminhão nada sofreu.
N

BIARTICULADO ATROPELA ESTUDANTE CARIOCA QUE PASSEAVA EM CURITIBA




Uma adolescente de 17 anos ficou ferida depois de ser atropelada por um biarticulado noCentro de Curitiba na noite desta segunda-feira (2). O fato aconteceu nas esquinas da Rua Emiliano Perneta com a Rua Visconde de Nácar, por volta 21h30, quando um grupo de estudantes cariocas, do curso de Geografia, fazia um percurso na região central. Eles estão na capital em uma excursão de uma universidade.
biarticulado
Estudante carioca foi atropelada por biarticulado 
A universitária tentou atravessar a via, mas não viu o ônibus da linha Centenário/Campo Comprido que seguia na canaleta sentido Praça Rui Barbosa. Giovana da Silva, de 17 anos, ficou ferida depois de cair e bater a nuca no meio-fio. No ônibus ninguém ficou ferido. A adolescente foi encaminhada para o Hospital Evangélico.
O trânsito ficou parcialmente bloqueado por cerca de meia hora até o que o ônibus fosse retirado do local. O agente Sávio, da Guarda Municipal de Curitiba, alertou sobre o perigo de atravessar as canaletas. “Ela apenas olhou para um sentido e foi atingida no outro. O ferimento aconteceu por causa da queda dela e não pelo choque com o ônibus. São estudantes de Geografia do Rio de Janeiro que estão em uma visita à capital”, explicou.
De acordo com o guarda, a adolescente deve ficar em observação no Evangélico e não corre risco de morte.