Primeiro jogo da Copa em Curitiba terá 150 guardas municipais ao entorno da Arena


 

Da SMCS

Aproximadamente 300 guardas municipais irão atuar diretamente nesta segunda-feira (16), dia do primeiro jogo da Copa do Mundo em Curitiba. A partida entre as seleções do Irã e da Nigéria acontecerá às 16 horas, no estádio da Arena da Baixada.
guarda-municipal
Aproximadamente 300 guardas municipais irão atuar diretamente no dia do primeiro jogo da Copa do Mundo. em Curitiba. (Foto: Divulgação)
“Cerca de 150 guardas irão compor o esquema de segurança ao entorno do estádio”, disse o diretor da Guarda Municipal de Curitiba, inspetor Cláudio Frederico de Carvalho. O foco principal são as praças Ouvidor Pardinho e Oswaldo Cruz, além dos pontos de Vistoria Veicular (PVV).
Outros 80 guardas, divididos em turnos, atuam diretamente na área da Fan Fest, que está sendo realizada na Pedreira Paulo Leminski, no bairro Pilarzinho. “Nos parques próximos à Pedreira, como o Tanguá e o São Lourenço, também estamos com o nosso efetivo reforçado”, disse o diretor.
Na segunda-feira, 30 guardas municipais estão destacados para atuarem no efetivo de motocicletas, com o objetivo principal de escoltas de autoridades e seleções. Há ainda servidores escalados para atuar no Comando de Defesa de Área (CDA), no Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), na Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e nos caminhões de controle móvel.
Treinamento
Desde o início do ano passado, um total de 385 guardas municipais de Curitiba participaram de 24 treinamentos em áreas diversas, visando o mundial. Eles estão preparados para atuar, em parceria com outras forças de segurança.
“O maior legado que ficará para Curitiba na área de segurança será a perfeita integração entre as várias forças”, disse Frederico. A Guarda Municipal compõe a Comissão Estadual de Segurança e Defesa Civil para Grandes Eventos (Coesge), criada pelo Ministério da Justiça em 2012, que reúne 45 instituições com o objetivo de criar protocolos de ação para a Copa do Mundo.
O grupo destacado da Guarda Municipal de Curitiba para atuar diretamente no mundial já passou por treinamentos de Gerenciamento de Crise, Planejamento Operacional, Policiamento em Estádio de Futebol, Segurança a Dignatário e Escolta, Batedores e Segurança de Dignatários, entre outros.
.

Cliente de cassino perde jogo e, revoltado, denuncia local para polícia


(Fotos: Danaê Bubalo – Banda B)

Um cassino com 20 máquinas caça-níqueis foi fechado na noite desta sexta-feira (14) no bairro Rebouças, em Curitiba. O caso aconteceu depois que um frequentador do local perdeu o jogo e denunciou o esquema para a 5ª Companhia da Polícia Militar (PM). O estabelecimento funcionava na esquina das ruas Desembargador Westphalen e Baltazar Carrasco dos Reis.
Segundo o tenente Neves da PM, após a denúncia, equipes do 12º Batalhão se deslocaram até o cassino e encontraram seis clientes utilizando as máquinas. “Lá nós recolhemos apenas R$ 110, mas acreditamos que alguém teria percebido a nossa presença e fugido com mais dinheiro por um alçapão existente no local”, contou ele.
O estabelecimento contava com uma mesa de doces e salgados e um farto cardápio de bebidas e estava decorado para a Copa do Mundo e também para festas juninas. Uma jovem de aproximadamente 25 anos, que se apresentou como responsável, afirmou que trabalhava no local há três semanas e que não conhecia os verdadeiros donos do cassino.
A jovem foi levada para a delegacia e a polícia deve continuar as investigações para identificar todos os envolvidos no esquema.

Fonte Banda b

Funcionários de restaurante ficam feridos por inalar fumaça em princípio de incêndio


principio-incendio-140614-bandab3


Sete funcionários do restaurante Madero Delivery, no bairro São Francisco, em Curitiba, ficaram feridos após inalarem fumaça em um princípio de incêndio na noite desta sexta-feira (13). O caso aconteceu por volta das 21h, na rua Kellers.
Segundo o soldado Vinícius, do Corpo de Bombeiros, os trabalhadores notaram a fumaça vindo da cozinha do estabelecimento e pediram ajuda, acreditando que se tratava de um incêndio. “Nós chegamos no local e verificamos que, na verdade, houve um princípio de incêndio e que um exaustor havia parado de funcionar, o que inundou o restaurante com fumaça”, disse ele em entrevista.
A situação foi controlada rapidamente e cinco dos sete funcionários com intoxicação foram levados para o Hospital Evangélico. A maioria dos afetados trabalhava na cozinha. Duas pessoas recusaram o atendimento e preferiram ir para casa.
Fonte Banda b

‘Imprensa fomentou xingamentos a Dilma’, diz Lula


14 de junho de 2014
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira, dia 13, durante encontro político do PT, que a imprensa fomentou os xingamentos feitos à presidente Dilma na abertura da Copa do Mundo, nesta quinta-feira (12). “Parte da imprensa incentivou o tempo inteiro essa reação da sociedade”, afirmou Lula, sob aplausos de uma plateia de 2,5 mil pessoas, ao lado da presidente Dilma e dos pré-candidatos da chapa majoritária ao governo de Pernambuco – o senador Armando Monteiro Neto (PTB e o deputado federal João Paulo (PT).
129_2144-Lula-3
Lula usou o evento para fazer “um desagravo” pela ofensa recebida pela presidente, o que considerou “um ato de cretinice”. Para Lula, faltaram respeito e educação aos que gritaram palavrões (o coro dizia para Dilma tomar no c..) e lembrou que eles vieram da “parte bonita da sociedade”. “Os que diziam que o Brasil ia passar vergonha na Copa deram o maior vexame”, disse. “Respeito, educação, a gente aprende na casa da gente”, observou. “Duvido que trabalhadores tivessem coragem de falar 1%” do que foi falado”. “Nossa vitória será a nossa vingança”, disse ele, depois de falar do seu temor de uma campanha eleitoral que corre o risco de ser “violenta”. “A elite brasileira está conseguindo fazer o que nunca conseguimos: despertar o ódio de classes”.
Ele destacou aos militantes que “se ofender a Dilma, estará ofendendo a cada um de nós”. Não é uma briga dele, é uma briga de projeto”, afirmou, referindo-se a um projeto de busca de igualdade e ascensão social. “Dilma é apenas a nossa porta-voz, que estará à frente da campanha”. Ao falar sobre os avanços dos governos do PT, Lula disse ter dado o pontapé inicial para o Nordeste “deixar de ser tratado como a latrina desse País”. A presidente recebeu flores e disse que Lula lhe aconselhou a não levar desaforo pra casa. Dilma também afirmou que a campanha será dura, mas que ela estará nas “boas mãos” da militância petista.
Agência Estado

Em convenção, PSDB confirma candidatura de Aécio Neves

Senador mineiro vai concorrer pelo partido à Presidência da República.
PSDB realizou convenção nacional em São Paulo neste sábado (14).

Amanda PrevidelliDo G1 São Paulo
O PSDB confirmou, em convenção nacional do partido realizada neste sábado (14), o nome do senador Aécio Neves (MG) para concorrer  à Presidência da República nas eleições de outubro.
Os tucanos realizaram a convenção partidária em São Paulo. Apesar de confirmar o nome de Aécio, o partido ainda não definiu quem será o candidato a vice, o que deve ocorrer até o fim deste mês.
A legenda afirma que mais de cinco mil pessoas de todo o país participam do evento, que teve a presença de tucanos como o senador Aloysio Nunes (SP), o  ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ex-governador José Serra e os governadores Geraldo Alckmin (SP), Marconi Perillo (GO), Teotonio Vilela (AL) e Beto Richa (PR). A candidatura também recebeu apoio de líderes do DEM e do Solidariedade.
Aécio foi chamado para discursar no palanque ao som do hino nacional. No início de sua fala de 30 minutos, ele lembrou do avô, Tancredo Neves, eleito presidente da República pelo colégio de líderes em 1984, mas que morreu antes de assumir.
Aécio também elogiou ações do PSDB durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
"Transformamos a realidade brasileira de forma permanente com o Plano Real. O Real recuperou a confiança do Brasil em si próprio [...] Criamos os primeiros programas de transferência de renda e benefícios sociais, aquilo que se tornou depois o Bolsa Família", afirmou o agora candidato.

"Nossos adversários mantiveram a coerência. Quem foi contra o Plano Real é quem hoje não controla a inflação. Quem foi contra a Lei de Responsabilidade Fiscal é quem hoje assina essa contabildade maldita", criticou Aécio.
Ao criticar o governo do PT,  Aécio argumentou que petistas tinham se colocado contra o Plano Real e contra a Lei de Responsabilidade Fiscal na época em que esses dois projetos foram aprovados.
"Nós estamos aqui para dizer um basta definitivo àqueles que se apropriaram do estado nacional e iniciarmos no Brasil um novo e generoso ciclo onde haja educação de qualidade, saúde digna e segurança na porta das famílias brasileiras", disse.
"Eu percebo que há, não apenas mais uma brisa, mas uma ventania por mudanças, um tsunami que vai varrer do governo federal aqueles que lá não têm se mostrado dignos e capazes de atender às demandas da população brasileira", afirmou.
FHC critica governo
O ex-presidente Fernando Henrique, em seu discurso na convenção, também fez críticas ao governo Dilma Rousseff e disse que "as vozes das ruas querem mudança".
"Elas [as vozes das ruas] cansaram de impunidade, de enganação, de mentira, de distanciamento do governo com o povo. O governo atual ficou distante , acusando quem não devia. Não dá mais, ninguém aguenta mais isso", afirmou o ex-presidente.
"Posso dizer, do alto dos meus 83 anos, que o Brasil precisa de um líder jovem", concluiu FHC.
Serra participa de ato
O ex-governador José Serra, que foi o candidato do PSDB na última eleição presidencial, também fez discurso para apoiar o colega de partido. "Esse espírito de mudança, Aécio, que agora converge para a sua candidatura, é o desdobramento de uma longa jornada no Brasil".
Antes de Aécio ser escolhido pré-candidato, no início do ano, o nome de Serra era um dos cotados para concorrer pelo PSDB ao Palácio do Planalto. Ao final da convenção, Serra afirmou, como já vem fazendo nas últimas semanas, que não será vice na chapa de Aécio e que deve se candidatar para uma vaga no Senado ou na Câmara Federal.
Aliados
Entre os representantes de partidos aliados, foram à convenção o deputado federal Paulo Pereira da Silva (SDD-SP) e o senador José Agripino Maia (DEM-RN), um dos cotados para ser vice. Outros nomes já mencionados para o cargo estão FHC, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) e a ministra aposentada do Supremo Tribunal Federal (STF) Ellen Gracie.
O deputado e líder sindicalista, Paulo Pereira da Silva, discursou na convenção reafirmou o apoio do Solidariedade à candidatura tucana e fez críticas ao governo Dilma.
"Nosso partido já declarou que apóia a candidatura [de Aécio]. Quero dizer que nós vamos enfrenta um governo que destrói a inflação nacional, que não cumpriu nenhuma das causas trabalhistas", afirmou.
  •  
Aécio convenção PSDB (Foto: Sérgio Castro/Estadão Conteúdo)Aécio convenção PSDB (Foto: Sérgio Castro/Estadão Conteúdo)

Bandido é morto após assaltar chácara e fazer moradores reféns por três horas; comparsas fogem


assalto1
Durante perseguição, assaltante bateu carro em um poste e saiu atirando. PM revidou e ele acabou sendo morto.

Um homem de aproximadamente 30 anos morreu em um confronto após um assalto a uma chácara em Bocaiúva do Sul, na região metropolitana de Curitiba (RMC), na tarde deste sábado (14). Ele e mais dois comparsas fizeram os ocupantes da residência reféns e fugiram levando vários pertences das vítimas quando, então, foram surpreendidos pelo cerco policial.
Por volta das 13h30, o trio chegou em um carro Gol no local e, dizendo ser da polícia, mandou o dono da chácara, o caseiro e algumas crianças entrarem na casa. “Todos nós fomos amarrados enquanto eles esvaziavam a casa. Ficamos desse jeito por três horas sob ameaça”, contou o dono à Banda B.
assalto
Dono de chácara mostra pulsos marcados pela corda. (Foto: Juliano Cunha – Banda B)
Enquanto as vítimas estavam presas, os criminosos pegaram o carro Agile do proprietário, amarram uma espécie de carreta nele e foram enchendo o compartimento com os objetos roubados. Eles fugiram também com a motocicleta do caseiro e com o Gol, em direção a Campina Grande do Sul, também na RMC.
Logo após a fuga, os rendidos conseguiram se soltar e acionaram a Polícia Militar (PM), que realizou um cerco para capturar os acusados. Na região central da cidade, a PM avistou os criminosos e a perseguição começou. O assaltante que dirigia o Agile acabou batendo em um poste e, ao descer do veículo, passou a atirar nos policiais. Com o confronto, que aconteceu na continuação da rua João Cândido, no Jardim Campina, o bandido acabou morrendo.
Os outros dois escaparam com a motocicleta e o gol. Eles ainda não foram localizados. O dono da chácara reconheceu o criminoso morto como sendo um dos mais violentos do trio. “Ultimamente eu me sinto mais seguro na zona urbana que na rural. Muitos assaltos estão acontecendo por aqui. Nós não temos mais segurança”, disse ele.
Com o homem morto foi encontrado um revólver calibre 38. O corpo dele deve ser recolhido ao Instituto Médico Legal.