Mulher tenta esconder drogas e dinheiro na calça, mas é descoberta pela polícia



Uma mulher de 57 anos foi presa em flagrante por tráfico de drogas em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na noite desta sexta-feira (20). Helena Gomes da Silva foi detida em casa, na rua Marieta de Souza e Silva, no Jardim Independência.
drogas
(Foto: Danaê Bubalo – )
Com ela, a polícia apreendeu dois quilos de maconha, cem gramas de cocaína e R$ 5 mil em notas trocadas. Após denúncia, uma equipe do serviço reservado foi até o local para confirmar a situação e se deparou com um usuário de drogas saindo da casa. Os policiais localizaram a mulher no quintal de casa, tentando esconder parte da droga e do dinheiro dentro da calça que usava.
A Polícia Militar trabalha agora na tentativa de encontrar o filho de Helena, que seria responsável pelo tráfico no local.

Fonte: Banda B

Homem com sinais de embriaguez provoca popular e acaba levando soco no meio de praça


agressao2
(Foto: Danaê Bubalo – )

Uma confusão marcou a tarde deste sábado (21) na Praça Carlos Gomes, no Centro de Curitiba. Um rapaz cruzava a praça bebendo refrigerante quando um homem com sinais de embriaguez deu um tapa na lata, que derramou e sujou completamente o jovem.
Em seguida, furioso, o rapaz deu um soco no homem, que caiu no chão e bateu a cabeça. Ele sofreu um corte na região da nuca e foi encaminhado para o Hospital Cajuru.
O agressor foi ouvido pela Polícia Militar (PM) e liberado em seguida. Viaturas estão no local desde o final da tarde de ontem, devido a possibilidade de protestos durante o jogo da Copa na Arena da Baixada.
Fonte;Banda b

Adolescente é morto e rapaz acaba ferido em confronto; populares dizem que eles eram inocentes


(Fotos: Danaê Bubalo – Banda B)

Uma confusão terminou com um adolescente morto e um rapaz ferido no bairro Cachoeira, em Curitiba, na noite desta sexta-feira (21). O caso aconteceu na rua Anita Garibaldi por volta das 21h.
Segundo informações da Polícia Militar (PM), uma viatura se deparou com uma Ecosport em atitude suspeita e tentou realizar uma abordagem aos dois ocupantes. Ao notarem a presença da polícia, a dupla teria fugido em alta velocidade, perdido o controle da direção e capotado o carro. “Em seguida, eles saíram do veículo e atiraram contra a PM, que revidou”, disse a tenente Anaí em entrevista.
Um deles, identificado apenas como Gabriel, de 17 anos, morreu no local. O outro, reconhecido como Fabrício, de 23 anos, ficou gravemente ferido e foi encaminhado por uma equipe do Siate ao Hospital Cajuru.
A Ecosport usada pela dupla tinha placas do Rio Grande do Sul e, de acordo com a PM, seria um automóvel clonado. Dentro do carro havia uma televisão de 29 polegadas, patins com equipamentos de segurança e duas mochilas, produtos que a polícia acredita serem provenientes de um furto ou roubo praticado pelos jovens. Com os dois, ainda foram encontrados um revólver calibre 38 e uma pistola nove milímetros.
No local da ocorrência, familiares das duas vítimas reclamavam que não houve troca de tiros. “Em nenhum momento houve confronto. Os policiais bateram no carro, que capotou e, logo depois, eles tiraram os meninos do carro e atiraram contra eles sem nenhum motivo”, relatou uma das testemunhas, que preferiu não se identificar.
Segundo essa versão, o adolescente de 17 anos teria pedido para o amigo dirigir o veículo para poder buscar a mãe dele que estava na igreja. Um amigo de Fabrício, o ciclista Leandro Antoniakomi, entrou em contato com a Banda B para informar que os dois garotos seriam inocentes. “A polícia atirou na costela de Fabrício antes do carro capotar. Ele estava com uma roupa de ciclista, porque eles viriam me encontrar depois de pegarem a mãe de Gabriel. Tudo o que estava no carro era deles, inclusive a televisão, que havia sido levada porque eles tinham jogado vídeo game na casa de um amigo. O carro pertence à mãe de Gabriel, não tem placa clonada, e eles não tinham nenhuma arma”, contou Leandro.
A PM desmentiu a história e afirmou que não houve nenhuma colisão entre o veículo e a viatura, e que os dois jovens teriam capotado o carro depois de se depararem com um ônibus que vinha no sentido contrário da rua Anita Garibaldi.
No local, foi necessária a presença dos homens do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) para conter familiares e a população que estava revoltada com a situação. Representantes da Corregedoria da PM também estiveram no local e devem investigar o caso nos próximos dias.

Fonte: Banda B

Em convenção, Rosane Ferreira é confirmada como candidata ao Governo do Paraná pelo PV


(Fotos: Danaê Bubalo – Banda B)

A deputada federal Rosane Ferreira foi confirmada como candidata do Partido Verde (PV) aoGoverno do Paraná nas eleições de outubro deste ano. A decisão foi tomada em uma convenção do partido, realizada na manhã deste sábado (21).
rosane
(Foto: Divulgação)
Nenhum nome para o cargo de vice foi citado na reunião. Segundo a candidata, é provável que o cargo seja ocupado por pessoas dos partidos coligados, como o PPL e o PCdoB. “O meu intuito como governadora é unir a população e melhorar a qualidade de vida das pequenas cidades do estado, para que as pessoas não precisem migrar para as grandes. Assim é possível resolver com equilíbrio a falta de segurança e garantir uma boa educação em todo o Paraná”, disse Rosane.
O candidato à presidência da República pelo PV, Eduardo Jorge, a vice, Célia Sacramento, e o presidente da Câmara de Vereadores de Curitiba, Paulo Salamuni, estiveram presentes na convenção. Além deles, participaram também o deputado federal João Arruda (PMDB) e o candidato ao Senado Marcelo Almeida (também do PMDB). “Nós queremos deixar claro que o nosso partido está de portas abertas para o PV”, declarou Almeida durante a reunião.
A afirmação deixou no ar rumores de que Rosane Ferreira poderia acabar apoiando a candidatura de Roberto Requião ao Governo do estado. Já para o Senado, o PV ainda não lançou algum nome e deve esperar a iniciativa de partidos da coligação.

Marcelo Almeida será principal adversário de Álvaro Dias ao Senado



A decisão da convenção estadual do PMDB, realizada nesta sexta-feira (20), em Curitiba, colocou o senador Roberto Requião como o principal opositor do governador Beto Richa na eleição ao Governo do Paraná deste ano. Com a medida tomada, o suplente de deputado federal Marcelo Almeida será o principal adversário do senador Álvaro Dias (PSDB), na disputa da vaga ao Senado Federal.
marcelo-almeida
(Foto: Divulgação)
Almeida afirmou que promete fazer uma campanha “da cintura para cima”. “Quero ser um senador do Paraná e representar a população do meu Estado. Não serei senador para defender os interesses de um partido ou de um governo, pois estarei lá para representar o povo, que é suprapartidário”, afirmou.
Com dois mandatos como vereador de Curitiba e dois mandatos como deputado federal, Almeida tem como marca legislativa denunciar o mau uso de verbas públicas e lobbies econômicos. Foi assim na Câmara Municipal de Curitiba, quando denunciou os contratos de locação de carros, por exemplo, e na Câmara dos Deputados, quando barrou o lobby das empresas de simuladores de direção. “Fiscalizar o uso do dinheiro público é uma das funções do legislador. Faço isso, não por mero denuncismo, mas por dever. Não preciso ser presidente, nem relator de CPI pra bem fiscalizar o Executivo”, destaca.
Com 47 anos de idade, Almeida garante estar preparado para o Senado. Além dos  quatro mandatos no Legislativo municipal e federal, ele já exerceu o cargo de diretor geral do Departamento de Trânsito do Paraná e ocupou a Secretaria de Estado de Obras Públicas do Paraná. Formado em Engenheira Civil, com especialização em e-Gov e Governança Corporativa e extensão universitária em Administração de Empresas e Empreendedorismo Cívico, Almeida é acionista do Grupo CR Almeida, que administra duas concessionárias de pedágio no Paraná.
O nome de Almeida foi escolhido pelo PMDB por 269 votos, contra 22 votos de Saul Dorval da Silva e quatro votos nulos. A escolha dos nomes dos dois suplentes ao Senado será feita em conjunto com a Executiva Estadual do partido. Almeida quer que os suplentes tenham experiência legislativa. “Mais que suplentes para assumir o mandato em qualquer situação de vacância, quero dois conselheiros, que contribuam de forma efetiva para a representatividade do mandato. Como disse, não tenho vaidades pessoais, nem necessidade de aparecer sozinho para fazer carreira no Senado”, afirmou.
Almeida, que nos últimos meses percorreu o Paraná em contatos com os delegados do PMDB, disse que voltará logo ao interior para ouvir os eleitores e para sistematizar as propostas ao  Senado.
.

Família sai pescar de barco, se perde e uma criança acaba morta em fazenda da RMC




Uma pescaria em família terminou em tragédia em Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba, na madrugada deste sábado (21). Um casal, os dois filhos e um colega foram até a fazenda do Bolinha, na BR-116, pescar de barco quando se perderam e uma das crianças acabou morrendo.
A informação é de que as quatro pessoas saíram na tarde desta sexta-feira (20), pegaram o barco, mas em determinado ponto do rio não sabiam mais onde estavam. O colega do casal, que seria responsável pela fazenda, voltou nadando até as margens para pedir ajuda.
O Corpo de Bombeiros foi até o local e, por volta das 5h de hoje, resgatou os adultos e uma das crianças. O outro filho do casal entrou em óbito. Não se sabe se ele teria se afogado ou se o motivo da morte seria outro.
O corpo da criança deve ser recolhido ao Instituto Médico Legal. Os outros envolvidos foram encaminhados para o Hospital Angelina Caron.

PT oficializa candidatura de Dilma e inicia sua mais dura campanha desde 2002


21 de junho de 2014
Com índices de popularidade e intenção de votos em queda, sem uma grande marca e com a economia patinando, Dilma será oficializada neste sábado como candidata à reeleição
Gabriel Castro/Veja
AFP
AFP
Na noite do dia 2 de maio, o PT promoveu em São Paulo um encontro nacional com seus dirigentes, convocado para respaldar a pré-candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição. Porém, tão logo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tomou o microfone, ficou claro que o objetivo do era outro. Além da tradicional artilharia contra tudo e contra todos que não apoiam a gestão do PT, Lula fez um discurso para aplacar uma corrente que ganhava força no partido para que ele assumisse a candidatura ao Palácio do Planalto no lugar de Dilma. Naquela semana, inclusive, o “Volta, Lula” ecooava em siglas aliadas. Lula deu o recado: “Precisamos parar de imaginar que existe outro candidato que não a Dilma neste partido. Quando a gente brinca com isso os adversários tiram proveito. Se um dia eu tivesse que ser candidato a alguma coisa, a primeira a saber seria a presidente Dilma Rousseff”. Neste sábado, o PT realizará a Convenção Nacional para oficializar o nome de sua presidente-candidata. E caberá a Lula, mais uma vez, a tarefa de acalmar as alas do partido que ainda não se convenceram que insistir em Dilma seja o melhor caminho.
A Convenção Nacional do partido, em Brasília, dará a largada à mais difícil disputa do PT pelo Palácio do Planalto desde 2002. Depois de passar boa parte de seu governo ostentando altos níveis de popularidade, Dilma entra na corrida com índices alarmantes. Pesquisa Ibope divulgada na última quinta-feira aponta a petista com 31% de aprovação popular, o mesmo nível a que a presidente marcava em julho do ano passado, após a onda de protestos que sacudiu o país.
Em 2010, Dilma era a novidade – ou o “poste” Lula para os adversários – contra o tucano José Serra, que já havia disputado uma eleição presidencial. Agora, as pesquisas mais recentes indicam que terá dois rivais na campanha: Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Ambos adotaram discursos – o tucano mais duro – de que Dilma mostrou-se incapaz de enfrentar problemas estruturais do Brasil e interfere maisdo  que o antecessor nos rumos da política econômica, o que tem assustado investidores estrangeiros e minado a reputação conquistada a duras penas pela retidão macroeconômica. Mais: o fantasma da inflação dá sinais de que veio para ficar.
Os protestos de junho do ano passado derrubaram mais da metade da aprovação da presidente, que até então desfrutava de altos índices de popularidade. Apesar de liderar todas as pesquisas de intenção de voto, Dilma tem caído em todas elas. E não há no horizonte nenhuma grande realização do governo que possa alterar o panorama eleitoral – poucos acreditam que uma vitória brasileira na Copa do Mundo, por exemplo, devolva eleitores à presidente.
As promessas para o eventual segundo mandato reforçam a sensação de que Dilma não tem nada novo a oferecer. As diretrizes do programa de campanha, aprovadas no mês passado pelo PT, se limitam a promessas genéricas a respeito de problemas que ela não conseguiu resolver em seu primeiro mandato.
A pesquisa de popularidade da CNI/Ibope divulgada na última quinta confirma a situação delicada da presidente. Apenas 31% dos eleitores consideram o governo ótimo ou bom. A rejeição é de 43%, no limiar daquilo que os analistas eleitorais passam a considerar o sucesso eleitoral inviável. Mais da metade dos entrevistados desaprovam a forma como o governo está sendo conduzido.
Uma das apostas eleitorais da gestão atual, o programa Mais Médicos, não foi capaz de reduzir a elevada insatisfação popular com a saúde: 78% das pessoas ouvidas pelo Ibope têm uma avaliação negativa do desempenho do governo nessa área. Os números da desaprovação ficam na casa dos 70% quando o assunto é violência, o combate à inflação e os impostos.
Das eleições de 2010 para cá, Dilma perdeu seu principal conselheiro: Antonio Palocci, que foi ministro da Casa Civil o início do governo. Ela também vê partidos aliados, como o PMDB e o PR, em disputas internas que podem enfraquecer seus palanques pelo Brasil.
O poder de pressão da máquina partidária não deve ser tão grande em 2014. O PT, rechaçado pelas manifestações populares e atingido pela solidariedade aos criminosos do mensalão, perdeu parte de sua força popular. Ainda assim, é o partido com maior identidade entre os eleiotores e, de longe, o que tem maior número de militantes. Segundo as pesquisas, queda na popularidade da presidente veio acompanhada de um aumento no número de pessoas que pretendem votar branco ou nulo. Ou seja: nem todos os eleitores que deixaram Dilma passaram para o campo de seus adversários. É a isso que os petistas se apegam agora.
Para Dilma, a companhia de Lula representa simultaneamente uma vantagem e um risco. O ex-presidente ainda é o maior cabo eleitoral do país, mas Dilma terá de lidar com a pressão constante de petistas para que ele seja o candidato – a legislação eleitoral permite que o nome do seja trocado até 15 de setembro. Mas, pelo menos neste sábado, a convenção petista foi convocada para anunciar que a candidata será ela.

Motorista morre em troca de tiros após bater carro em viatura da GM


troca-de-tiros-sjp-210614-bandabdentro
Durante abordagem, dupla bateu o carro contra a viatura da Guarda Municipal. (Foto: Divulgação/Guarda Municipal)

Um homem de 26 anos morreu em uma troca de tiros em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na madrugada deste sábado (21). O caso aconteceu na rua Rio Negro, no Jardim Cruzeiro.
Romeu Mendes Rocha Júnior dirigia um veículo Omega e estava acompanhado de Luiz Augusto Neves da Silveira, de 18 anos, realizando manobras perigosas no local. Eles foram abordados por guardas municipais e reagiram, batendo o carro contra a viatura da GM.
A dupla desceu do automóvel atirando contra os guardas, que revidaram. Romeu acabou baleado e morrendo no local, enquanto Luiz Augusto foi preso. Com eles foi apreendido um revólver calibre 38 com numeração raspada.
O corpo de Romeu foi recolhido ao Instituto Médico Legal e o colega dele encaminhado para a carceragem.

Casal morre em grave acidente com carreta na BR-376; só a filha sobreviveu


acidente-sjp-210614-bandabdentro
Motorista perdeu o controle do carro, invadiu a pista contrária e bateu de frente na carreta. (Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal)

Um grave acidente terminou com um casal morto e uma adolescente ferida na BR-376, emSão José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, na madrugada deste sábado (21). A família, de Joinville (SC), estava em um Gol vermelho e seguia pela pista em direção a São José quando atingiu uma carreta na altura do bairro Barro Preto.
O motorista Valdinei Cardoso da Silva, de 34 anos, teria perdido o controle do carro, que invadiu a pista contrária e colidiu de frente contra uma carreta, com placas de Rio Grande do Sul. Ele chegou a ser socorrido, mas no caminho do hospital acabou falecendo dentro da ambulância.
acidente-sjp-210614-bandab2
Condutor do caminhão não se feriu. (Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal)
Com o impacto do acidente, a esposa de Valdinei, Jane Cristina Vutick, de 39 anos, morreu na hora. A filha do casal, uma adolescente de 17 anos, que estava no banco de trás e usava cinto de segurança, sofreu apenas ferimentos leves. Ela foi encaminhada para o Hospital de São José dos Pinhais. O motorista do caminhão não se machucou.
Os corpos do casal foram recolhidos ao Instituto Médico Legal. A pista ficou interditada por cerca de três horas até o atendimento da ocorrência.

PDT realiza convenção para decidir entre aliança com PT ou PMDB


21 JUN 2014 - 
O Partido Democrático Trabalhista realiza sua convenção estadual neste sábado, na sociedade Thalia em Curitiba. Existe indicativo de aliança com o PT, com apoio à candidatura da senadora Gleisi Hoffmann ao governo do Estado. Porém a definição de candidatura própria do PMDB pode trazer surpresas. Além de definir suas candidaturas e coligações, o PDT vai prestar uma homenagem especial a Leonel Brizola.
O Partido Democrático Trabalhista realiza sua convenção estadual neste sábado, na sociedade Thalia em Curitiba. Existe indicativo de aliança com o PT, com apoio à candidatura da senadora Gleisi Hoffmann ao governo do Estado. Porém a definição de candidatura própria do PMDB pode trazer surpresas. Além de definir suas candidaturas e coligações, o PDT vai prestar uma homenagem especial a Leonel Brizola, fundador do partido.
O PDT do Paraná realiza neste sábado em Curitiba a sua convenção estadual a partir das 9 horas da manhã na Sociedade Thalia, no Centro da cidade, que deverá se estender até às 13 horas. Serão discutidos os indicativos formais de alianças e lançamento de candidaturas de pedetistas, além da aprovação dos nomes dos candidatos a deputado federal e estadual do partido.
Um dos indicativos é o apoio à candidatura da senadora petista Gleisi Hoffmann para disputar o governo estadual. O PDT pleiteia a vaga ao senado da coligação com três possíveis candidatos: o deputado estadual André Bueno, o vereador de Curitiba Jorge Bernadi e o ex-deputado federal Leo de Almeida Neves, trabalhista histórico. Mas a definição do PMDB pela candidatura própria ocorrida na sexta-feira (20) poderá trazer novidades.
O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet e o ex-senador Osmar Dias, duas importantes lideranças do PDT-PR, vão chegar juntos à Sociedade Thalia, por volta das 11 horas. Na convenção também será feita uma homenagem ao fundador do PDT, Leonel Brizola, pela passagem do 10° aniversário de sua morte. A Sociedade Thalia fica na Rua Comendador Araújo, 338.
Fonte; Blog do Esmael Morais