Caminhão pega fogo e interdita BR-277 entre Curitiba e o litoral


Da Redação

ecovia
Fila chegava a dois quilômetros na BR-277 (Foto: Reprodução Ecovia)
Um incêndio interdita a BR-277, entre Curitiba e Paranaguá, no começo da noite desta sexta-feira (27). De acordo com informações da concessionária Ecovia, o motorista do veículo conseguiu desconectar a cabine da carreta a tempo de evitar que as chamas se alastrassem e não se feriu.
O incêndio ocorreu no quilômetro 12 da rodovia e equipes da Ecovia e da Polícia Rodoviária Federal trabalham para liberar a pista o mais rápido possível.
Por volta das 18h30 o tráfego era considerado normal no sentido Curitiba e tinha dois quilômetros de fila no sentido litoral.

Carro desprende de macaco e mata guincheiro no Novo Mundo


Por Felipe Ribeiro e Luiz Henrique de Oliveira

guincheiro brasil urgente
Foto: Brasil Urgente – TV Bandeirantes
Um guincheiro de 68 anos morreu no começo da tarde desta sexta-feira na Rua José Alcides de Lima, no bairro Novo Mundo, em Curitiba.
De acordo com informações iniciais, ele estaria realizando um serviço, quando o veículo se desprendeu do macaco e tombou em cima do trabalhador.
O Siate se encaminhou até o local, mas nada pôde fazer. O corpo de Flávio Filho foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).
.

Ratinho Jr não confirma ser vice do Beto, pelo menos por hoje


27 de junho de 2014
Ainda não! É a resposta de Ratinho Junior quanto a informação que circula no meio político dando conta de que ele teria aceitado ser vice de Beto Richa. Agora a negociação ficou ainda mais pesada, porque Ratinho pai entrou na jogada. LEIA MAIS
ratinho campanha
Ratinho viajou justamente para evitar especulações e só deve se pronunciar amanhã depois da convenção do PSC. Até esse momento a tendência é de Ratinho seguir os planos de disputar uma vaga da Assembleia e sair candidato ao governo do estado em 2018. Porém, o grupo de Ratinho admite que a decisão de hoje, dependendo dos acontecimentos políticos, pode ser mudada amanhã. O próprio Ratinho declarou  que a proposta “é tentadora”. Mas a turma do moço é viva e sabe que Beto Richa pode prometer tudo e não entregar nada. Em política tudo é negócio.
Beto está oferecendo mundos e fundos para Ratinho. Ter ele, que é uma máquina de votos, ao lado seria uma tacada de mestre, ainda mais depois de o governador ter perdido o PMDB. Mas o menino não gosta de ser coadjuvante. Oh, dúvida cruel!
Aqui vale o mesmo ditado que repeti tantas vezes antes da convenção do PMDB: pode sair qualquer coisa dessa cartola porque em política até as vacas voam.

Conhecidos os vencedores do Concurso Cultural O Brasil e o Futebol


WEBMASTER 27 DE JUNHO DE 2014

Três alunos de cada categoria, Poesia e Desenho venceram a competição que teve a participação de 25 poesias e 13 desenhos

Alunos das escolas participantes do concurso fazem torcida durante a premiação
Alunos das escolas participantes do concurso fazem torcida durante a premiação
O resultado final que apontou os vencedores do Concurso Cultural “O Brasil e o Futebol” foi revelado neste dia 26, às 15h, na Casa da Cultura, na presença de diversas escolas e alunos da rede pública de ensino. Das 25 Poesias que concorreram e dos 13 Desenhos inscritos, três de cada categoria foram premiados com uma bola, uma camiseta e uma medalha.
Na categoria Poesia, o primeiro lugar foi para a aluna da escola José Frederico Paulo Weigert, Nicolly Aparecida Ribeiro, de 10 anos, com o título do trabalho “Futebol com samba no pé”. O segundo lugar foi para o aluno da escola Agripino João Tosin, Guilherme Harycyk de Lima, de 10 anos, que intitulou a sua poesia como Copa do Mundo. E o terceiro lugar foi para a aluna da escola Cristóvão Colombo, Rhaissa Mariane Santos Mendonça, também de 10 anos, com o título do trabalho “Copa de 2014”.
Evento de premiação reuniu estudantes em frente a Casa da Cultura do município
Evento de premiação reuniu estudantes em frente a Casa da Cultura do município
Já na categoria Desenho, a primeira colocação foi para o aluno da escola José Frederico Paulo Weigert, Lucas Cezar Rodrigues, de 09 anos, com o título do seu trabalho “As belezas do país do futebol”. O segundo lugar também foi para a escola José Frederico Paulo Weigert para a aluna Gabriela Moises, de 07 anos, com o desenho Juntos torcendo. E por fim, o terceiro colocado foi o aluno da escola Parque Monte Castelo, Weslley Neves Miranda, de 07 anos, com o trabalho Um super jogador.
Critérios
Ganhadores do concurso exibem os desenhos que foram selecionados em 1, 2 e 3 lugar
Ganhadores do concurso exibem os desenhos que foram selecionados em 1, 2 e 3 lugar
Os critérios utilizados para a avaliação das Poesias foram a ortografia, estrutura, criatividade, padrão culto da língua portuguesa, conteúdo artístico e domínio do tema.Para a categoria Desenho foi evidenciado aoriginalidade, criatividade, domínio do tema e estética. Esta seleção aconteceu no último dia 17, por três jurados em cada categoria. Os participantes entregaram os seus trabalhos entre 14 de maio e 11 de junho.
De acordo com a diretora do departamento de Cultura, Rita Straioto, a iniciativa teve o objetivo de incentivar a pesquisa e a produção intelectual em torno da temática do futebol em função da realização do Mundial 2014 no Brasil. “Neste concurso envolvemos a escola, os alunos e as famílias destas crianças que entraram no clima e apoiaram esta competição que foi um sucesso”, avaliou a diretora que anunciou outras iniciativas e eventos do gênero para os próximos meses.
O concurso é uma realização da Prefeitura Municipal por meio da secretaria da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura através da Biblioteca Pública e do departamento de Cultura. Estavam presentes também além dos alunos, professores, diretores, organizadores do concurso, vereador e o secretário da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Antonio Ricardo Milgioransa.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
BLOG- colombopmc.blogspot.com.br; FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo: TWITTER: @ColomboPMC; no site oficial: www.colombo.pr.gov.br e no Instagram: @colombopmc
Foto: João Senechal/PMC

Fim da greve: Cobradores e empresas chegam a acordo e frota de ônibus volta a circular normalmente neste sábado


Foto: Juliano Cunha - Banda B
Foto: Juliano Cunha – 

Cobradores de ônibus e empresários chegaram a um acordo na audiência realizada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) no final da tarde desta sexta-feira (27) e colocaram fim a greve do transporte coletivo da capital. Os trabalhadores haviam cruzado os braços na madrugada da quinta-feira (26), mas apenas na sexta não houve serviço. Os ônibus voltam a circular com 100% da frota a partir da zero hora deste sábado (28).
De acordo com o último balanço da Prefeitura de Curitiba, 43,8% da frota já estava em operação às 18h30. Eram 760 ônibus dos 1748 que deveriam circular no horário. A expectativa é que até 20 horas, 100% da frota estará circulando normalmente, com motoristas e cobradores.
A principal reivindicação da categoria era relacionada a melhorias nas condições de trabalho. Na audiência ficou definido que em relação às estações-tubo, as melhorias imediatas serão feitas mediante participação do Ministério Público.
Com relação aos dias de paralisação desta greve, não haverá desconto dos salários dos trabalhadores, porém Setransp reserva-se o direito de apurar eventuais excessos relativos à Lei de Greve, nas instâncias adequadas.
Fonte:Banda B

Criança é baleada em troca de tiros com assaltantes que mantinham mulher como refém



almirante
Criança tinha saído da escola e seguia para casa. Foto: BH/

Uma criança de 9 anos foi baleada durante uma troca de tiros entre assaltantes e policiais do serviço reservado da Polícia Militar (PM) no fim da manhã desta sexta-feira (27) em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba. A garota foi atingida no braço e socorrida pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate). Um bandido foi ferido e está em estado grave, dois foram presos e um conseguiu fugir. Os marginais mantinham uma mulher refém dentro da casa deles.
Os crimes praticados pelo grupo começaram no bairro Barreirinha, em Curitiba. Eles assaltaram uma panificadora e pegaram uma cliente como refém, que estava com um Ford Ka. O carro da vítima foi abandonado em Colombo. Depois, seguiram para o bairro Santa Cândida, onde tentaram assaltar um mercado.
A Polícia Militar já tinha sido acionada e acompanhava taticamente o grupo. Os bandidos levaram a refém para uma residência na rua Pouso Alegre, que fica na Vila Feliz, já no município da Grande Curitiba. Lá, eles estupravam a refém, quando policiais do serviço reservado iniciaram o confronto. Durante a troca de tiros, uma criança que voltava da escola foi atingida por um disparo no braço. Ela foi socorrida e passa bem. Um bandido, que ainda não teve a identidade confirmada, está gravemente ferido. Outros dois estão presos e um conseguiu fugir.
Com eles, a polícia apreendeu uma garrucha calibre 36. A refém também está sendo atendida pela equipe do Corpo de Bombeiros. O carro da vítima foi encontrado com dois homens em Colombo. Há suspeita de que eles também façam parte do bando.

Fonte Banda B

Doleiro da Lava Jato confirma R$ 2 mi de fiança e é solto


Réu em uma das oito ações penais sobre o caso foi liberado semana passada de carceragem em Curitiba; valor será pago de forma parcelada




Curitiba - Raul Henrique Srour, um dos quatro doleiros envolvidos na operação Lava Jato, desencadeada pela Polícia Federal (PF) e que apura um mega esquema de lavagem de dinheiro, foi colocado em liberdade após concordar pagar uma fiança de R$ 2 milhões. O suspeito foi solto no último dia 18, entretanto, a informação só foi confirmada na noite de quarta-feira. Ele estava detido na carceragem da Superintendência da PF em Curitiba desde a deflagração da operação, no mês de março.

Segundo a defesa de Raul, uma primeira parcela de R$ 200 mil já foi depositada e o restante ele vai quitar em 18 parcelas de R$ 100 mil. Srour já é réu em uma das oito ações penais em andamento na 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba e responde pela prática dos crimes de evasão de divisas, além de lavagem de dinheiro de produto de crimes financeiros e falsidade ideológica. "Ele prestou todos os esclarecimentos às autoridades e agora estamos estudando como será feita sua defesa. Raul também deve comparecer a todas as audiências em que for convocado", resumiu um de seus advogados, Luiz Gustavo Pujol.

A princípio, a Justiça Federal do Paraná havia estipulado fiança no valor de R$ 7,2 milhões, entretanto, na semana passada, o juiz Sérgio Moro decidiu substituir a prisão preventiva por medidas cautelares substitutivas, entre elas a fiança de menor valor, além da proibição de mudança de endereço sem prévia autorização judicial, a proibição de deixar a cidade onde reside por mais de 20 dias, proibição de deixar o País, devendo promover a entrega de seu passaporte. O juiz ainda proibiu o doleiro de manter contatos, de forma direta ou indiretamente, com os outros três doleiros envolvidos na Lava Jato que ainda permanecem presos, Alberto Youssef, Nelma Kodama e Carlos Habib Chater. Moro também impôs que Srour não poderá continuar na gestão da Districash Distribuidora. Segundo as investigações, por meio da empresa o doleiro utilizava contas em nome de laranjas na movimentação financeira na área de câmbio.

Doceira que enviou bombons envenenados é condenada a 10 anos pela morte do marido



doceira_banda_b
Para que marido não contasse, doceira o agrediu com rolo de macarrão. Foto: Banda B

A doceira de 47 anos que envenenou bombons entregues a adolescentes em Curitiba foi condenada a 10 anos e 8 meses de prisão em regime fechado. O julgamento aconteceu nesta quinta-feira (26) na 1ª Vara Criminal de Joinville, em Santa Catarina. A condenação de Margareth Aparecida Marcondes é pela tentativa de homicídio contra o marido dela, após ter descoberto sobre o envenenamento dos doces. A sentença foi dada pela juíza Karen Francis Schubert Reimer. De acordo com o Notícias do Dia, a maioria dos votos de quem integrava o júri popular foi favorável à condenação da ré.
doceira
Doceira gastou dinheiro da festa e intenção era adiá-la. Foto: Reprodução
Margareth foi denunciada por quase matar o companheiro com golpes de rolo de macarrão na casa em que moravam, no município catarinense. Ele sofreu traumatismo craniano, fratura de face e hemorragia intracraniana, além de ter ficado com sequelas após a agressão. Ela teria tentado matar o marido para encobrir o primeiro crime: o envenenamento. Ela foi encontrada pela polícia dias depois na cidade de Barra Velha, em Santa Catarina.
A doceira tinha sido contratada para organizar a festa de 15 anos de uma adolescente que mora com a família em Curitiba. Margareth acabou gastando o dinheiro recebido com antecedência, cerca de R$ 7 mil. Na tentativa de adiar a festa, ela enviou amostras de doces envenenados para a jovem. Outros três adolescentes também experimentaram o doce e foram internados. Após dias de recuperação, os adolescentes voltaram para casa.
Durante a espera pelo julgamento, Margareth ficou presa em Curitiba e deve continuar na capital para cumprir a pena. A doceira confessou as agressões ao marido e o envio dos bombons, o que pode ter sido um atenuante na pena, que poderia chegar a 16 anos. A defesa de Margareth deve analisar se será aberto recurso de apelação de sentença.

Corpo de Dom Moacyr é velado na Catedral; arcebispo morreu vítima de infarto



corpo 3
Corpo está sendo velado na Catedral – 

O arcebispo de Curitiba, Dom Moacyr José Vitti, de 73 anos, morreu no começo da tarde desta quinta-feira (26). Moacyr era arcebispo de Curitiba desde 9 de maio de 2004, nomeado pelo Papa João Paulo II. Ele morreu vítima de um infarto. O corpo está sendo velado na Catedral Basílica Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, onde também será o sepultamento, na manhã do sábado (28).
Após uma missa, o local permaneceu aberto durante toda a madrugada e nesta sexta, missas serão celebradas de hora em hora. A igreja está aberta para a população para a despedida de Dom Moacyr. A missa de funeral está marcada para as 9 horas de sábado.
corpo4
Prefeito Gustavo Fruet lamentou a perda do arcebispo
Dom Moacyr não tinha histórico de problemas cardíacos. Segundo os padres que o acompanhavam, ele almoçou na casa do clero e fez uma caminhada de cerca de 800 metros até a sua casa, como de costume. Sentou na cadeira para tomar café e faleceu. Amigos ainda tentaram reanimá-lo, mas não foi possível.
“A notícia me pegou completamente desprevenido. Esse é um momento muito difícil para a Igreja e também para mim. Nós lamentos muito a perda de um homem de suma importância para a liderança religiosa em Curitiba e também no Paraná”, declarou o padre André Bienarsk em entrevista ao jornalista Adilson Arantes na 2ª edição do Jornal da Banda B.
Repercussão
O prefeito Gustavo Fruet e o governador Beto Richa decretaram luto oficial de três dias pela morte do arcebispo.
Fruet destacou a grande dedicação de dom Moacyr à missão evangelizadora. “Ele foi também um homem atento às questões administrativas da Mitra e da cidade, sempre receptivo e pronto a palavras de incentivo”, disse o prefeito, que esteve pela última vez com dom Moacyr Vitti na celebração de Corpus Christi, no dia 19 deste mês.
“Ele era uma pessoa querida não só pela comunidade católica, mas por todos os que sabiam de seu carisma, de sua bondade e de sua solidariedade”, afirmou Richa. “Uma pessoa com quem dividíamos preocupações e amizade e de quem sempre recebíamos palavras iluminadas e de muita paz. Que Deus o tenha por toda a eternidade”.
dom moacyr
Dom Moacyr morreu aos 73 anos
Biografia
Dom Moacyr nasceu no dia 30 de novembro de 1940 em Piracicaba, no estado de São Paulo. Entrou para o Seminário Estigmatinos em 1953 e estudou em Ribeirão Preto. Cursou Filosofia e Teologia no Instituto Estigmatinos de Campinas.
Trabalhou por seis anos na Pastoral Vocacional e foi conselheiro provincial. Depois, por mais seis anos foi vice-geral da Congregação dos Estigmatinos em Roma e em seguida provincial da Província de Santa Cruz no Brasil. “Ele foi bispo primeiramente em Piracicaba até o Dom Pedro Fedalto completar 75 anos de idade. Depois, foi nomeado arcebispo de Curitiba”, completou o padre.
Dom Moacyr doutorou-se em Teologia na Universidade Angelicum, de Roma. Sua nomeação como bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba ocorreu no dia 18 de novembro de 1987. A ordenação episcopal realizou-se em Americana/SP no dia 3 de janeiro de 1988.
A nomeação de bispo diocesano de Piracicaba/SP ocorreu no dia 15 de maio de 2002, no ano Jubilar de Ouro da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB. Em 19 de maio de 2004, Dom Moacyr foi nomeado arcebispo de Curitiba, tomando posse no dia 18 de junho na Catedral Basílica Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.
O corpo do arcebispo será velado na Catedral Metropolitana de Curitiba.

Fonte: Banda B

Curitiba e Colombo amanhecem sem ônibus circulando; greve hoje é geral


guadalupe
Terminal do Guadalupe sem carros hoje de manhã – 


Não há um ônibus sequer circulando em Curitiba e região nesta sexta-feira (27). Depois de cobradores cruzarem os braços ontem, hoje, os motoristas também não estão trabalhando. As empresas  alegam que deixaram os portões das garagens abertos, porém, piquetes organizados pelo Sindicato dos Motoristas e Cobradores (Sindimoc) não estariam deixando ninguém sair. Já os representantes do sindicato dizem que os empresários não permitiram a saída dos motoristas, já que a greve dos cobradores continua e o prejuízo da catraca livre deveria continuar hoje.
sem onibus2
Passageiros sem transporte no início do dia
Diante dessa guerra de versões, o fato é que cerca de 2 milhões de passageiros estão sem transporte hoje. Na madrugada, a desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho, Ana Carolina Zaina, reconheceu a legalidade da greve dos cobradores, já que houve indicativo da paralisação e a população não foi prejudicada. As 13h30 uma nova reunião no TRT entre Urbs, Comec, empresas e trabalhadores deve tentar por fim ao movimento.
Nas ruas, os trabalhadores protestam contra a falta de ônibus. “Até ontem quem mandava em Curitiba era a Fifa, hoje é a Urbs? Eles têm direito de lutar pelos seus direitos e nós não podemos ficar sem ter como ir e vir”, disse a vendedora Nadir Zeta, que aguardava transporte hoje cedo no Terminal Boqueirão.
“Até quando vamos ficar nas mãos de motoristas e cobradores? Já teve greve esses dias e olha a gente aqui de novo sem ônibus. Não sei o que vou fazer, mas tenho que chegar no meu trabalho hoje”, protestou o pedreiro José Zilioto.
A Urbs, desde cedo, já começou a cadastrar vans e carros particulares para circulação hoje. O preço máximo da passagem é R$ 5,00.  O cadastro está sendo feito na Rodoferroviária.
Ontem, na greve dos cobradores, os ônibus circularem sem a cobrança da passagem. O prejuízo, segundo a Urbs, chegou a R$ 2,5 bilhões.  Pelo twitter, o prefeito Gustavo Fruet reafirmou que não seria possível sustentar a circulação dos ônibus sem cobrança da passagem nesta sexta-feira, o que já indicava uma paralisação total.
Em nota, a Urbs lamentou a paralisação. ” A Urbs diz que “o alto custo da operação impede a manutenção do serviço com catraca livre pelo segundo dia consecutivo.”
Coletiva
Ontem, o presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e região metropolitana (Sindimoc), Anderson Teixeira, repudiou as declarações da Urbs e do sindicato das empresas (Setransp) de que a greve dos cobradores seria ilegal. De acordo com ele, duas decisões liminares mostram que a justiça negou por duas vezes os pedidos dos patrões e confirmou a legitimidade do movimento.
Foto: Juliano Cunha - Banda B
“Temos todos os amparos jurídicos para manter o movimento e os trabalhadores lamentam essas notas da Urbs e da Setransp. Há mais de 20 anos temos trabalhadores em situação análoga escrava nas estações tubo e nada é feito. Não queríamos uma nota de repúdio e sim uma proposta a ser avaliada”, afirmou.
Segundo Teixeira, o objetivo dos trabalhadores não é prejudicar a população e sim exigir os seus direitos. “Queremos dignidade e respeito, que falta hoje no transporte coletivo de Curitiba. Neste momento 100% da frota está rodando por parte dos trabalhadores e cobradores que não quiseram aderir a greve também exercem suas funções normalmente”, comentou.
Sem acordo
Na quarta-feira, não houve acordo na reunião no Tribunal regional do trabalho entre Sindimoc, Urbs, Comec e empresas do setor. Ficou acertada uma nova reunião para sexta-feira (27), porém, com a deflagração da greve, este encontro poderá ser antecipado.
A audiência trouxe à tona diversos pontos da pauta de reivindicações dos trabalhadores, a exemplo da devolução dos valores descontados pelos dias de paralisação na última greve, o fim do assédio moral caracterizado pelas ameaças de punições, o uso de bermudas em dias quentes, a interrupção do desconto dos salários em razão da raspagem de pneus em calçadas, a concessão de vale-cultura e passes livres, a consulta aos trabalhadores nas alterações das escalas de trabalho, a concessão de um kit inverno (peças de vestuário para suportar as baixas temperaturas) e a adoção de medidas para minimizar as más condições de trabalho nas estações-tubo, entre outras solicitações.
Em relação às estações-tubo, alvos de frequentes reclamações, ficou decidido que a Urbanização de Curitiba (URBS) juntará ao processo, em 10 dias, um cronograma de trabalho para implantação de mantas térmicas nos tetos das estações e de banheiros químicos para uso dos trabalhadores, além da apresentação de projeto de estações-modelo, dotadas de estrutura capaz de garantir condições dignas de trabalho aos cobradores durante suas jornadas. A URBS se comprometeu ainda a reparar, no prazo de 60 dias, todas as estações que estão sem as portas ou com as mesmas danificadas.
Outro ponto de discussão foi a possibilidade de criação de uma comissão de trabalhadores, com indicação de representantes sindicais, para acompanhar os processos de aplicação de punição disciplinar pelas empresas de transporte.
A desembargadora Ana Carolina Zaina apresentou proposta inicial de conciliação contemplando toda a pauta de reivindicações dos motoristas e cobradores. Entre as sugestões apresentadas pelo Juízo estão a devolução dos valores indevidamente descontados em razão dos dias de paralisação da greve anterior, a necessidade de comunicação ao sindicato e a concessão de prazo para defesa quando houver punição aos trabalhadores, a criação de comissão com representação sindical para avaliar as questões de assédio moral e o não desconto nos salários de valores de multas aplicadas pela URBS e daqueles relacionados à raspagem de pneus em calçadas.