PF fecha empresa de vigilância clandestina e prende proprietário em Curitiba


Da Redação com Polícia Federal
(Fotos: Juliano Cunha – Banda B e PF)

Uma empresa de vigilância privada que atuava clandestinamente em Curitiba foi fechada pela Polícia Federal (PF) na manhã desta quinta-feira (11). Durante a operação, o proprietário do local foi preso e todas as atividades foram encerradas.
A polícia recebeu uma denúncia e cumpriu diligências no local, confirmando diversas irregularidades. Além de não possuir autorização de funcionamento por parte da PF, a empresa foi flagrada captando sinal de rádio na frequência da Polícia Militar (PM), resultando na prisão do dono por crime contra as telecomunicações.
empresa-vigilancia-110914-bandab2
Fachada da empresa. (Foto: PF)
Dentre outros materiais, foram apreendidos equipamentos do tipo “giroflex” para viaturas, colete balístico, aparelho de eletrochoque, rádio e antena e spray antiagresividade.
O preso e o material apreendido foram encaminhados para a Superintendência da PF em Curitiba para as providências cabíveis.

Beto vence na RMC, Curitiba e interior, aponta Datafolha


beto rmc capital interior
Os números estratificados da pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (10) apontam o crescimento e avanço do governador Beto Richa (PSDB) em todos os segmentos e regiões do Paraná em relação ao levantamento anterior de 15 de agosto. Agora, Beto Richa vence seus principais adversários – Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT) – na região metropolitana de Curitiba, na capital e no interior. Na RMC, Beto Richa subiu nove pontos (de 30% para 39%), enquanto Requião caiu para 28% (na pesquisa anterior, 37%) e Gleisi também caiu seis pontos (de 15% para 9%). Em Curitiba, o tucano tem 41% (eram 36%), Requião 29% (caiu dois pontos) e Gleisi tem 10% (caiu três pontos). No interior, Beto Richa tem 47%, Requião 31% e Gleisi, 11%.
A pesquisa, realizada nos dias 8 e 9 de setembro, entrevistou 1.201 eleitores em 46 cidades. A margem de erro é de três pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral sob o número PR-00031/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral sob número BR-00584/2014.

Polícia procura homem que matou mulher de inimigo na frente dos filhos só para ‘não perder viagem’


Por Luiz Henrique de Oliveira e Juliano Cunha
jonatadentro
Jhonata é procurado pela DHPP (Foto: Divulgação Polícia Civil)

Um homem que matou uma mãe na frente dos quatro filhos e também outro homem, no bairro Boqueirão, em Curitiba, é procurado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O crime aconteceu em janeiro deste ano, na Rua O Brasil Para Cristo, quando Jhonata de Oliveira Vieira, de 30 anos, invadiu a casa em que Lilia de Souza, de 23 anos, estava com as crianças.
O alvo do acusado era o marido de Lilia, que não estava em casa na noite do dia 3 de janeiro. “Ele, para não perder a viagem, atirou contra a mulher, que não tinha nada a ver com a história”, contou à Banda B o delegado Fábio Amaro, da DHPP. “Antes de ir embora, o rapaz ainda atirou contra Leandro Simões, de 32 anos, que estava chegando ao terreno onde Lilia morava. “Cometeu o segundo crime para não deixar testemunhas, apenas as crianças”, explicou o delegado.
Jhonata é considerado foragido, uma vez que tem um mandado em prisão em aberto pelo crime. Amaro explicou que a ‘bronca’ do acusado com o marido de Lilia era antiga. “Um pouco antes do assassinato, o Jhonata tinha sido baleado pelo marido da Lilia. Como naquele dia o rapaz não estava, atirou em quem viu pela frente”, concluiu o delegado.
Quem tiver informações sobre o paradeiro do suspeito pode ligar, anonimamente, no telefone: 0800 6431121.

Polícia divulga imagens de momento em que homem é assassinado por dívida de R$ 3 mil; assista




Por Marina Sequinel e Juliano Cunha

A Polícia Civil de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, divulgou, nesta quinta-feira (11), as imagens do momento em que um homem é morto na frente de casa na Vargem Grande. Emerson Lopes, de 41 anos, foi atingido por pelo menos três disparos no dia 9 de agosto deste ano. O crime foi motivado por uma dívida de R$ 3 mil e as imagens são fortes.





Um dos envolvidos foi identificado como Sebastião Eleotério, de 51 anos, conhecido como Tião. Ele já foi indiciado pela polícia, de acordo com o delegado Geraldo Celezinski. “O outro elemento, autor do disparo, chamado Leandro, segundo o cúmplice, continua foragido. Por isso decidimos divulgar o vídeo, com a autorização da família, para tentar capturar o criminoso”, explicou o delegado em entrevista à Banda B.
As imagens mostram a dupla indo até a residência da vítima para cobrar uma conta, que estaria ligada a intermediação em uma atividade da construção civil. “Sem acordo, depois de cumprimentar a vítima e conversar com ela, esse Leandro sacou a arma e disparou. Emerson tentou correr, mas levou três tiros e acabou caindo”, completou Celezinski.
Segundo depoimentos de Sebastião, Leandro tem sotaque carioca, os dois braços tatuados (no direito, há o desenho colorido de uma serpente) e um corte no rosto. Qualquer informação sobre o autor do crime deve ser repassado à Delegacia de Pinhais pelo telefone (41) 3665-5250.




'Não teve nada de mais', afirma jovem que aparece em foto da 'festa do sexo'


Imagens mostram simulações de atos sexuais em evento de Araraquara, SP.
Arquivos que circulam na internet mostram estudante no colo de gogo boy.




Uma das jovens que aparece nas supostas fotos da festa do Dia do Sexo, realizada no sábado (6) por uma casa noturna de Araraquara (SP), afirmou que não fez nada de errado e que está tranquila mesmo após a repercussão que as imagens com simulações sexuais dos participantes causaram na cidade e nas redes sociais. Em uma das fotos, a estudante de 21 anos, que preferiu não se identificar, aparece em pose sensual, sentada no colo de um gogo boy. “Não teve nada de mais e fazer isso não é crime. Eu estava de shorts, não pelada”, afirmou ela, que não pretende tomar nenhuma medida na Justiça em relação à divulgação das imagens.

Estudante foi flagrada ao sentar no colo de gogo boy (Foto: Reprodução/Facebook)Após a polêmica sobre o evento, realizado pelo terceiro ano no município, a casa noturna foi lacrada na terça-feira (9). Segundo a Prefeitura, o local está com o auto de vistoria dos bombeiros vencido. Além disso, a festa temática está em desacordo com o alvará de funcionamento. Na terça, o proprietário do local, Adriano Daltrini, foi procurado pelo G1, mas disse que não daria declarações antes falar com o advogado. Nesta quarta, a reportagem tentou contato novamente, mas ele não atendeu o celular.

A estudante contou que frequenta o local há algum tempo e que foi à festa com amigas pela primeira vez. Segundo ela, o ambiente estava lotado, mas havia cerca de 15 seguranças para evitar exageros. “Por volta da 1h, as brincadeiras começaram na área externa com os gogo boys. Ali os seguranças não permitiam homens, apenas mulheres. Uma hora depois as gogo girls entraram e então ficou tudo misturado”, relatou.

A garota contou que não presenciou nenhuma cena de sexo explícito, apenas brincadeiras e simulações. “Eu não bebo, estava ciente do que fiz e entrei no clima. Não me arrependo porque não transei e não fiz nada de errado. Na foto parece que estou de saia, mas eu usava shorts. No ano que vem, se tiver outra festa, vou de novo”, afirmou.
Estudante foi flagrada ao sentar no colo de gogo
boy na 'festa do sexo' (Foto: Reprodução/Facebook)
Repercussão
A jovem, que adora malhar e gosta de estilos musicais como sertanejo e funk, disse que se surpreendeu com a repercussão do evento. Muita gente a procurou na internet e, em dois dias, recebeu mais de 500 solicitações de amizade em sua página na rede social.

“Algumas pessoas criticaram a minha postura, mas quem me conhece de verdade me defendeu. Recebi muitos comentários, mas nenhum ofensivo. Também tiveram cantadas e elogios, relatou ela, que excluiu temporariamente o perfil e não aceitou nenhuma solicitação nova de amizade.

A estudante disse que os pais souberam do caso, viram a foto, mas não brigaram com ela. “Minha mãe não queria que eu fosse, mas não obedeci. Mesmo assim ela não ficou brava, disse que eu sei o que faço. E sei mesmo, estava ali para me divertir”.
Entenda o caso
A festa para comemorar o Dia do Sexo contratou três gogo boys e uma gogo girl para animar a festa, no bairro Fonte Luminosa. Supostas fotos e vídeos gravados durante o evento mostram homens e mulheres simulando atos sexuais e se espalharam na internet.
Em uma delas, uma garota aparece simulando sexo oral em um dançarino, que também é mostrado beijando uma jovem sentada em seu colo e tendo o peito lambido por outra. Já a gogo girl aparece em um dos vídeos jogando bebida nos seios enquanto um jovem lambe.
Em entrevista ao G1 na segunda-feira (8), o dono da casa noturna afirmou que a festa teve apenas brincadeiras com conotação sexual, sem chegar ao ponto de haver sexo explícito. Daltrini ainda conta que as imagens do circuito interno da casa não registraram nada relevante. O empresário também afirmou que acionará o jurídico da empresa para averiguar as falsas imagens que circulam nas redes sociais e denigrem o estabelecimento.

Para o advogado José Mário Sperchi, houve ato como obsceno, crime previsto no artigo 233 do Código Penal Brasileiro. A lei diz que a prática em lugar público, ou aberto ou exposto ao público pode ser penalizada com detenção de três meses a um ano, ou multa.
Casa noturna On/ Off foi interditada pela Prefeitura de Araraquara nesta terça-feira (9) (Foto: Deivide Leme/Tribuna Impressa)Casa noturna foi interditada pela Prefeitura na terça-feira (9) (Foto: Deivide Leme/Tribuna Impressa)

Jovens furtam carro e 3 morrem durante fuga em MG


Suspeitos foram seguidos por dono de veículo e bateram em eucaliptos.
Duas adolescentes de 15 e 17 morreram no local e jovem de 19 no hospital.







Três jovens entre 15 e 19 anos morreram depois de furtar um carro e bater em uma plantação de eucalipto na MG-455, entre Andradas (MG) e Ibitiúra de Minas (MG) no início da madrugada desta quarta-feira (11). Segundo a Polícia Militar Rodoviária, um grupo com quatro pessoas, entre elas duas adolescentes, furtou o veículo dentro de Andradas e fugiu. O dono do carro percebeu o roubo e começou a seguir os criminosos com a ajuda de um carro emprestado por outra pessoa. Durante a fuga, o jovem que estava dirigindo o carro roubado perdeu o controle, bateu em um eucalipto e capotou o veículo.
Joyce Mariane Justiano, de 15 anos e Débora Cristiana Fernandes Lopes, de 17 anos, morreram no local. João Alves Marcondes Neto, de 19 anos, morreu a caminho da Santa Casa de Andradas. Já Alex Fernando dos Reis, de 21 anos, foi socorrido com ferimentos para o hospital. Conforme a instituição, ele está em observação no pronto-atendimento e não corre risco de morte.
No detalhe, Joyce, flagrada em março deste ano exibindo arma nas redes sociais (Foto: Reprodução EPTV)No detalhe, Joyce, flagrada em março deste ano
exibindo arma nas redes sociais
(Foto: Reprodução EPTV)
Os corpos dos três jovens foram encaminhados para o IML de Poços de Caldas (MG). Ainda segundo a polícia, todos são de Andradas.
Menor exibia armas nas redes sociais
Uma das jovens que morreu no acidente, Joyce Mariane Justiano, de 15 anos, foi apreendida em março deste ano pela polícia por tráfico de drogas. O que chamou a atenção da Polícia Militar foi a página do perfil da menina em uma rede social, onde ela exibia fotos com uma arma na mão, munições e comentários que faziam apologia ao crime. A menor tinha também 29 pedras de crack dentro do sutiã e pretendia vender cada uma a R$ 10. Na época, a adolescente foi apreendida e liberada em seguida. Ela não tinha passagens pela polícia.

Aprovação de Beto Richa aumenta, diz Datafolha


beto aprovação
A aprovação do governo de Beto Richa (PSDB) aumentou no Datafolha, de 82% para 84%. Para 48% dos eleitores paranaenses a gestão é ótima ou boa. Para 36% a administração é regular e para 12% é ruim ou péssima. A nota média ficou aumentou para 6,4. Em agosto, as taxas eram, respectivamente, de aprovação de 82%, com 48% de ótimo e bom, 34% regular, 15% ruim/péssimo e 2%, com nota de 6,2. A pesquisa mostra a chance de vitória de Beto no primeiro turno, com 53% dos votos válidos.
A pesquisa foi encomendada ao Datafolha pela RPC TV e pelo jornal Folha de S.Paulo. O levantamento foi feito entre os dias 8 e 9 de setembro de 2014. Foram realizadas 1.201 entrevistas em 46 municípios, com margem de erro máxima de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número PR-00031/2014 e BR-00584/2014.

Prefeitura Informa: Atenção motorista ruas em obras


WEBMASTER 10 DE SETEMBRO DE 2014
A Prefeitura Municipal de Colombo por meio da secretaria de Obras e Viação informa aos motoristas que passam pelas ruas do município que realiza durante esta semana as seguintes obras:
Roçada
Nos bairros Jardim Paraná, Santa Terezinha, limpeza (coleta de galhos e entulhos) no Jardim Paraná e Campo Alto.
Tapaburaco
Operação tapaburaco no bairro São Gabriel (na região da Avenida São Gabriel) e na rua Carlos Francisco Prochaska, no Guaraituba e Jardim Viviane.
Patrolamento
Também está sendo realizado patrolamento no Jardim Central, Moinho Velho, Parque Industrial Guaraituba e Morro da Cruz, na Serrinha.
Limpeza e manilhas
Limpeza e colocação de manilhas na rua das Oliveiras, no Parque Embu e na rua Prefeito João Batista Lovato esquina com a rua Padre Manoel Sparagona.
Para tanto é preciso atenção redobrada dos condutores em função de ter homens e máquinas nas pistas realizando os serviços.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em: FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

Pistorius é absolvido da acusação de ter a intenção de matar namorada


Da BBC Brasil


O atleta paralímpico Oscar Pistorius foi absolvido nesta quinta-feira das acusações de assassinato premeditado de sua namorada, Reeva Steenkamp, na madrugada de 14 de fevereiro de 2013. A juiza do caso, Thokozile Masipa, ainda está avaliando se o reú é culpado de homicídioculposo, quando não há a intenção de matar.
O julgamento do sul-africano em um tribunal de Pretória se estendeu por mais de um ano, tendo terminado no último dia 8 de agosto – o júri só definiu e divulgou o veredicto, porém, um mês depois.
pistorius
(Foto: Reuters)
A juíza Masipa disse em seu veredicto que a promotoria não conseguiu provar sem sombra de dúvidas que o paratleta teria planejado matar Steenkamp. Mesmo assim, a magistrada concluiu que o atleta teve a intenção de dar os tiros que mataram a namorada.
Se tivesse sido comprovada a intenção de assassinar Steenkamp, Pistorius poderia ter sido condenado à prisão perpétua, que na África do Sul leva a no mínimo 25 anos de reclusão antes de qualquer recurso por liberdade condicional.
O paratleta ainda responde a duas acusações de disparar armas em público e por posse ilegal de munição.
Veja aqui cinco momentos-chave do julgamento até a condenação de Pistorius.
1) Pedido de desculpa
Em sua primeira fala no tribunal, em 7 de abril do ano passado, Oscar Pistorius adotou um tom emocionado no discurso e começou pedindo desculpas à família de sua namorada pelo acontecido.
“Gostaria de aproveitar essa oportunidade para pedir desculpas aos pais de Reeva e à toda família Steenkamp, para aqueles que a conheciam e que estão aqui hoje…não houve um momento sequer desde que aquela tragédia aconteceu que eu não tenha pensado em toda a família dela”, disse.
“Todos os dias eu acordo pensando em vocês (família de Reeva) e rezando por vocês. Não consigo imaginar a dor e o vazio que eu causei em vocês. Mas eu só estava tentando proteger Reeva. Eu posso garantir a vocês que quando ela foi dormir naquela noite, ela se sentiu amada.”
Enquanto Pistorius falava, a mãe de Reeva permanecia calada, com expressão intacta.
2) Vômito e tormento
No dia 10 de março, uma foto da namorada de Pistorius morta foi mostrada no painel do tribunal sem nenhum aviso prévio. A imagem mostrava a cabeça de Reeva ensanguentada. Ao vê-la, Pistorius imediatamente começou a vomitar em um balde ao lado dele seguidas vezes.
No mesmo dia, o patologista Gert Saayman descreveu os três tiros que Reeva levou naquela noite, um na cabeça, um na bacia e outro no braço. O tipo de munição da arma, segundo ele, era “desenhado para causar o máximo de estrago”.
Quase um mês depois, no dia 9 de abril, a promotoria apresentou um vídeo que mostrava Oscar Pistorius atirando em uma melancia e dizendo “não é tão macio quanto um cérebro…mas (essa munição) é suficiente para parar um zumbi”. Terminado o vídeo, o promotor Gerrie Nel perguntou ao atleta paralímpico: “Você viu o que aconteceu com a melancia? Explodiu. Foi isso que aconteceu com a cabeça de Reeva, teve o mesmo efeito com ela. Assuma a responsabilidade, Pistorius.”
Ele, então, mostrou no tribunal uma foto com cabeça ensanguentada de Reeva. Pistorius se recusou a olhar, desabou em lágrimas e disse: “Não vou ver essa foto para ficar atormentado. Quando eu peguei Reeva no banheiro, eu toquei a cabeça dela. Eu lembro. Eu estava lá, não preciso olhar para a foto.
3) Discussão com a namorada
Alguns vizinhos de Oscar Pistorius foram testemunhas no julgamento e relataram terem ouvido uma discussão entre o paratleta e a namorada.
Um capitão da polícia mencionou em seu depoimento uma mensagem de texto no celular enviada por Reeva a Pistorius algumas semanas antes do assassinato. “Às vezes eu tenho medo de você, de como você me agarra e como você reage comigo de vez em quando”, ela disse.
Pistorius, porém, ao final do interrogatório com ele, negou que tenha discutido com Reeva na noite da morte dela. O advogado de defesa do sul-africano pediu para o cliente ler o cartão de Dia dos Namorados (o “Valentine’s Day” na África do Sul é comemorado em 14 de fevereiro, madrugada do assassinato de Reeva) que a companheira tinha escrito para ele.
“Acho que hoje é um bom dia para dizer que eu te amo”, dizia.
O atleta paralímpico explicou que eles ainda não tinham trocado os presentes de Dia dos Namorados, mas contou que tinha comprado uma pulseira para Reeva e eles iriam buscá-la na joalheria no dia seguinte. Ele reiterou que os dois não haviam brigado naquela noite.
4) Histórico com armas
Duas testemunhas da promotoria contaram um episódio em que viram Oscar Pistorius atirar com seu revólver demonstrando bastante raiva depois de ter sido parado por um policial.
A ex-namorada dele, Samantha Taylor, disse que o paratleta andava com uma arma o tempo inteiro. Ela relatou que um policial parou o carro em que estavam ela, Pistorius e um amigo por estarem em alta velocidade. O policial chegou a repreender Pistorius por deixar a arma sem proteção largada no banco do carro. Eles acabaram liberados e, pouco tempo depois, o atleta paralímpico atirou para cima pelo teto solar do carro enquanto ria bastante.
Darren Fresco, que estava dirigindo o carro naquele dia, deu um depoimento parecido sobre o incidente e chamou Pistorius de um “apaixonado por armas”.
A defesa do réu, porém, disse que “as duas testemunhas não era confiáveis”. Pistorius, por sua vez, declarou-se inocente de todas as acusações que enfrentou – duas envolvendo tiro de arma de fogo em público, uma de posse ilegal de munição, e agora a de homicídio.
4) Teste psiquiátrico
No dia 11 de maio, um psicólogo convocado pela defesa, Merryll Vorster, disse no tribunal que Oscar Pistorius sofria de um distúrbio generalizado de ansiedade desde a infância – mencionando a amputação de suas pernas quando tinha 11 meses de idade, o divórcio de seus pais quando ele tinha seis anos e a morte da sua mãe quando tinha 15.
A promotoria, então, fez um pedido para que ele ficasse sob observação médica por um período, e o juiz decidiu que ele passaria por um mês de avaliação. Um grupo de quatro médicos fez o acompanhamento e concluiu que Pistorius não sofria de qualquer distúrbio mental e que tinha plena consciência para distinguir entre o certo e o errado.
5) Mentiras em ‘bola de neve’
No dia 7 de agosto, o promotor Gerrie Nel fez sua argumentação final acusando Oscar Pistorius de ter sido uma “testemunha mentirosa” que havia contado no tribunal “mentiras em bola de neve”. Ele listou algumas das “inconsistências” do depoimento do paratleta, que foram contestadas pela defesa no dia seguinte.

Homem é esfaqueado na nuca por suposto namorado e ainda tenta defender agressor


Por Luiz Henrique de Oliveira e Juliano Cunha


Um homem de 33 anos foi esfaqueado na nuca na tarde desta quarta-feira (10), na Rua Bartholomeu Lourenço de Gusmão, no bairro Boqueirão, em Curitiba. Segundo vizinhos, o agressor foi o namorado da vítima, logo após uma intensa discussão entre o casal.
O soldado Carvalho, do Siate do Corpo de Bombeiros, falou sobre o caso à Banda B. “Chegando no local, a Polícia Militar (PM) já estava lá e o rapaz tinha um ferimento na nuca. Ele não quis dizer quem era o agressor e estava tentando encobertá-lo, dizendo que ele mesmo se agrediu, só que no lugar ali é impossível uma auto-agressão”, afirmou.
Carvalho também confirmou a versão de que tinha acontecido uma briga de casal. “Vizinhos falaram que o namorado dele tinha sido o responsável pelo esfaqueamento, mas parece que ele fugiu após a briga”, explicou.
A vítima foi levada ao Hospital Cajuru, em Curitiba, sem risco de morte.

Trio assalta clínica odontológica, troca tiros com a polícia e um deles morre no confronto


Por Elizangela Jubanski 

clinica-araucaria
Clientes acionaram PM por meio do 190. Foto: DB/Banda B

Um rapaz de 29 anos foi morto durante um confronto com a Polícia Militar (PM) na noite desta quarta-feira (10) no Centro de Araucária, na região metropolitana de Curitiba. Valter Farias de Lacerda Neto invadiu uma clínica odontológica ao lado de outros dois adolescentes e não se rendeu com a chegada da polícia. Os adolescentes foram apreendidos.
De acordo com a PM, o trio invadiu esse estabelecimento comercial, onde funciona uma clínica odontológica por volta das 17h30. Clientes notaram a movimentação e acionaram a polícia por meio do 190. Policiais chegaram no local e se depararam com os três marginais.
Os adolescentes se renderam e foram apreendidos. Já Neto fugiu para tentar escapar da prisão, mas acabou trocando tiros com policiais. Ele foi atingido e morreu no local. Não há informações sobre a arma do suspeito.
De acordo com a investigadora da Delegacia de Araucária, Sandra de Almeida, a vítima tinha mandado de prisão em aberto. “Ele era foragido do sistema prisional e estava assaltando essa clínica. Dois se renderam e ele tentou fugir”, contou.
O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. A delegacia do município investiga o caso.
Outro
Poucas horas depois, às 20h15, um jovem foi executado dentro da casa dele, na rua Gazania no bairro São Francisco. Marcos Aurélio do Nascimento, sem idade confirmada, foi morto com um disparo de arma de fogo por homens que invadiram a casa da família e o executaram na frente da irmã.
Não há informações sobre a vida que a vítima levava, nem se ele tinha passagens pela polícia. A delegacia do município também está com o caso.
.

Disputa de dois homens pela mesma mulher termina em morte após discussão no Centro de Curitiba


Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique


Dois moradores de rua entraram em luta corporal na madrugada desta quinta-feira (11) na Rua Monsenhor Celso, no Centro de Curitiba. Um deles morreu e o outro ficou ferido, sendo encaminhado ao Hospital Cajuru. De acordo com a Guarda Municipal (GM), a briga aconteceu por conta de uma mulher, que os dois disputavam.
O guarda Cali Garim contou à Banda B que a mulher também era moradora de rua. “Ela se relacionava há um ano e meio com o Luiz Antônio e começou a se envolver também com o Luan. Ontem, os dois discutiram intensamente e foram resolver a diferença no tapa. O Luan levou a pior, morrendo a caminho do hospital”, descreveu.
Por sua vez, Luiz Antônio foi encaminhado ao Hospital Cajuru, com ferimentos no corpo. Quando for liberado, será levado ao 1° Distrito Policial, para ser autuado em flagrante por homicídio. “Os dois envolvidos e a mulher que causou a briga têm cadastro na FAS (Fudanção de Ação Social) e vivem nas ruas, possivelmente são usuários de crack”, concluiu.
O corpo de Luan foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).

Casal é preso com quase 45 kg de drogas, avaliadas em R$ 1 milhão


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha
casal-traficante-10914-bandab
(Foto: Juliano Cunha – Banda B)

Um casal foi preso com quase 45 kg de droga no Jardim Itália, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na tarde desta quarta-feira (10). Os 37 kg de maconha, 2,5 kg de crack e 5 kg de cocaína encontrados na casa da dupla foram avaliados em R$ 1 milhão.
Além dos entorpecentes, havia ainda no local duas balanças de precisão. Segundo o delegado Luiz Alberto Cartaxo Moura, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), o valor foi divulgado para mostrar o impacto da ação no tráfico da região. “Foi um grande trabalho que conseguimos a partir de muita investigação. Pelo o que nós sabemos, os dois guardavam a droga para distribuí-la na capital e região metropolitana”, explicou.
Foram presos Marcos Adriel Buczek, de 26 anos, e Daiane Renata de Oliveira, de 27. “Eles devem pegar uma pena bem pesada pela quantidade de drogas que carregavam”, concluiu ela.