Requião assume coordenação geral de Dilma no Paraná



O senador Roberto Requião (PMDB), ex-candidato ao governo do Paraná, assumiu nesta quarta-feira (8) a coordenação geral da campanha pela reeleição de Dilma Rousseff (PT) no estado. A confirmação do Palácio do Planalto ocorreu no início desta noite.
Ao Blog do Esmael, Requião informou que pretende concentrar a campanha em Curitiba e na região metropolitana. A área concentra cerca de 2,2 milhões ou quase 30% do eleitorado paranaense (7,8 milhões).
O novo coordenador da campanha de Dilma informou que pretende virar a disputa no Paraná com muita mobilização de trabalhadores. Ele disse que convocará uma grande reunião com os sindicalistas e movimentos populares para as próximas horas, assim que retorne de Brasília.
No Paraná, Aécio Neves (PSDB) conquistou 49,79% votos no primeiro turno, Dilma fez 32,54% e Marina Silva (PSB) atingiu 14,20%.
Em Curitiba a vantagem do tucano foi maior ainda: 54,55 % contra 20,20% de Marina e apenas 18,79% de Dilma.
Requião relatou que manteve a estrutura de comitês regionais da sua campanha. O peemedebista recebeu 27,56% dos votos dos paranaenses no último domingo. Na capital, ele teve 30,69% dos votos.
O PT deverá trabalhar junto com o senador do PMDB no esforço de reeleger Dilma. A petista Gleisi Hoffmann ficou em terceiro na luta pelo Palácio Iguaçu com 14,87% dos votos paranaenses e fez 11,65% dos votos dos curitibanos.

Fonte Blog do Esmael Morais

Aécio teve mais de 60% dos votos no Japão no primeiro turno

COMUNIDADE

Postado em: 06/10/2014

Confira o resultado das eleições nas cidades japonesas

O candidato do PSDB, Aécio Neves, venceu em todas as seções eleitorais que foram divulgadas pelo TSE

MASAMICHI MAEDA/ALTERNATIVA

Tóquio - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou o resultado do primeiro turno das eleições nas 10 cidades japoneses que serviram de locais de votação no domingo para presidente da República.

O candidato do PSDB, Aécio Neves, obteve 12.155 votos, o que equivale a cerca de 60 por cento do total de votos válidos. Ele venceu em todas as seções eleitorais do Japão divulgadas pelo TSE.

Número de votos no Japão
(somente os três primeiros colocados; as duas seções de Hiroshima estão incluídas na apuração de Nagoia)

Aécio Neves - 12.155
Marina Silva - 4.889
Dilma Rousseff - 2.207
Total: 20.809 (votos válidos)

Número de votos por cidades
(somente os três primeiros colocados)

Hamamatsu (11 seções)
Aécio Neves - 1.400
Marina Silva - 636
Dilma Rousseff - 238
Total: 2.480 (votos válidos)

Mitsukaido (5 seções)
Aécio Neves - 780
Marina Silva - 275
Dilma Rousseff - 147
Total: 1.300 (votos válidos)

Toyohashi (4 seções)
Aécio Neves - 641
Marina Silva - 261
Dilma Rousseff - 108
Total: 1.099 (votos válidos)

Tóquio (19 seções)
Aécio Neves - 2.211
Marina Silva - 737
Dilma Rousseff - 508
Total: 3.741 (votos válidos)

Takaoka (1 seção)
Aécio Neves - 92
Marina Silva - 39
Dilma Rousseff - 37
Total: 187 (votos válidos)

Suzuka (6 seções)
Aécio Neves - 899
Marina Silva - 389
Dilma Rousseff - 118
Total: 1.493 (votos válidos)

Oizumi (13 seções)
Aécio Neves - 2.069
Marina Silva - 822
Dilma Rousseff - 382
Total: 3.578 (votos válidos)

Nagoia (30 seções)
Aécio Neves - 3.553
Marina Silva - 1.528
Dilma Rousseff - 590
Total: 6.088 (votos válidos)

Ueda (4 seções)
Aécio Neves - 510
Marina Silva - 202
Dilma Rousseff - 79
Total: 843 (votos válidos)

Foto: Thassia Ohphata/Alternativa
Seções eleitorais em Oizumi (Gunma)

Dados divulgados após as eleições mostram aumento no número de homicídios em Curitiba


Por Felipe Ribeiro e Luiz Henrique de Oliveira
homicidios
Homem foi encontrado morto no Sítio Cercado em agosto. (Foto: Juliano Cunha – Banda B)

O número de assassinatos cresceu 15% em Curitiba e chegou a 440 no mês de setembro, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp). Os dados, divulgados na semana pós-eleições, mostram que janeiro foi o único mês de 2014 que registrou queda no número de homicídios (52), enquanto março foi o mês mais violento (59). Os números ainda não foram publicados oficialmente, mas mostram que a capital tem uma média de 48 assassinatos por mês.
De acordo com o levantamento, 2014 teve 58 homicídios a mais que entre os meses de janeiro e setembro em 2013. Os números mostram uma média de 28,5 assassinatos a cada 100 mil habitantes, o que é quase o triplo do índice considerado tolerável pela Organização Mundial da Saúde. Os dados costumam ser divulgados semestralmente, mas a pasta estava impedida de realizar a divulgação no período eleitoral.
Para o especialista em segurança, Coronel Jorge Costa Filho, a falta de punição é o grande motivo pelo crescimento do número. “A cada 23 homicídios, apenas um chega a julgamento. Quando o marginal comete o crime, ele já sabe que se não for pego em flagrante, conseguirá a sua impunidade. Isso não por falta de boa vontade das polícias, mas por falta de infraestrutura”, afirmou.
Segundo o coronel, hoje a Polícia Civil não tem condição de fazer um acompanhamento completo dos homicídios e a corporação sofre principalmente na área da criminalística, já que não consegue materializar o acusado e levar para julgamento. “Quem vai para o sistema penitenciário já está respondendo pelo quinto ou sexto crime, então o marginal se sente confiante e a vontade para aumentar os crimes”, disse.
Por meio de nota, a Sesp informou que, com base nos índices de homicídios dolosos registrados em Curitiba no primeiro semestre (que fazem parte da sazonalidade de crimes), as ações das unidades policiais foram realinhadas e, nos últimos dois meses, já é possível notar uma tendência de baixa nas ocorrências relativas a essa modalidade de crime.
Todos os esforços estão sendo empreendidos no sentido de melhorar os indicadores criminais, acompanhados de foram constante pela Coordenadoria de Análise e Planejamento Estratégico (Cape).
Ainda nesta semana, a Secretaria da Segurança Pública divulgará o Relatório Estatístico Criminal referente ao primeiro semestre do ano, com informações dos 399 municípios do Estado.

Mestre de obras é agredido até a morte e família suspeita de latrocínio


Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo



Um homem de 50 anos foi brutalmente agredido e assassinado em Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, na noite desta terça-feira (7). O crime aconteceu por volta das 19 horas na rua José Gavelik, no bairro Jardim Paraíso, quando Aparecido Roberto da Silva foi encontrado caído no quintal de sua casa.
De acordo com familiares, Silva trabalhava como mestre de obras e vivia com dinheiro no bolso para fazer pagamentos aos trabalhadores. Eles acreditam que o homem foi vítima de um assalto e agredido pelo bandido. Nada foi escutado e ninguém foi visto saindo do quintal da vítima. Também não há confirmação se o agressor levou algo da vítima.
Uma equipe do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), do Corpo de Bombeiros, esteve no local, mas os ferimentos era graves. “Ele estava dentro do portão da residência e com bastante ferimentos. Foi difícil porque tinha muitas lesões na face. Contaram que ele sempre andava com dinheiro no bolso porque era mestre de obras e fazia pagamentos”, contou o soldado Sava.
O corpo de Aparecido foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. A Delegacia de Almirante Tamandaré investiga o caso.

Operação em mercado no Boqueirão apreende 800 kg de carne vencida à venda


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha

(Fotos: Colaboração)

Uma operação conjunta da Delegacia do Consumidor (DC) com a Vigilância Sanitária apreendeu800 kg de carne vencida que estava à venda no supermercado Stall no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba. A ação, que aconteceu na tarde desta quarta-feira (8), também resultou no encaminhamento do gerente do local à delegacia para prestar depoimento. O estabelecimento fica na Rua Francisco Derosso.
produto-vencido3
(Foto: Colaboração)
Além da carne, outros produtos foram encontrados com o prazo de validade vencido nas prateleiras. Entre eles, leite e também latas de cerveja. “Nós recebemos uma denúncia e fomos averiguar junto com os fiscais da Vigilância Sanitária, que atestaram as condições dos alimentos e bebidas”, explicou o delegado Renato Coelho de Jesus, da DC, em entrevista à Banda B.
Os produtos foram apreendidos e o supermercado fechado. “A Polícia já instaurou um inquérito para investigar o caso e para que os responsáveis respondam pelo crime. O local tem quatro proprietários. O primeiro passo é ouvi-los para descobrir quem foi o autor desse esquema”, concluiu o delegado.
De acordo com ele, quem pratica esse tipo de crime pode pegar de dois a cinco anos de prisão.

2º turno: Aécio 54% x Dilma 46% diz Instituto Parana Pesquisas






Bastidores-aecio-Finais-14-size-598
Em levantamento exclusivo para ÉPOCA, o instituto Paraná Pesquisas ouviu 2.080 eleitores em 152 municípios
Aécio Neves (PSDB) largou na frente da presidente Dilma Rousseff (PT) neste início da campanha de segundo turno nas eleições presidenciais deste ano. É o que mostra uma pesquisa feita com exclusividade para ÉPOCA, pelo instituto Paraná Pesquisas. Se a eleição fosse hoje, Aécio teria 49% das intenções de voto contra 41% de Dilma. Não sabe ou não responderam somam 10%. Em votos válidos, Aécio tem 54%, e Dilma, 46%. Na pesquisa espontânea, em que não são apresentados os candidatos, Aécio tem 45%, e Dilma, 39%.
Dilma-receio-economiaO instituto Paraná Pesquisas entrevistou, entre a segunda-feira (6) e esta quarta-feira (8), 2.080 eleitores. Foram feitas entrevistas pessoais com eleitores maiores de 16 anos em 19 Estados e 152 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral, sob o número BR 01065/2014. O nível de confiança da pesquisa é de 95%, com uma margem de erro de 2,2% para mais ou para menos. Isso significa que a probabilidade de a realidade corresponder ao resultado dentro da margem de erro é de 95%. Se a eleição fosse hoje, a votação de Aécio variaria, portanto, de 52% a 56%; e a de Dilma, de 44% a 48% dos votos válidos.
“Podemos afirmar que Aécio Neves inicia o segundo turno com uma boa vantagem, porque herdou mais votos de Marina Silva (a terceira colocada). Vamos ver como o eleitor se comportará após o início do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão”, afirma o economista Murilo Hidalgo, presidente do Paraná Pesquisas.
A pesquisa também avaliou a rejeição dos candidatos. Dilma Rousseff é rejeitada por 41%. Outros 32% afirmaram que não votariam em Aécio “de jeito nenhum”. Apenas 16% disseram que não rejeitam nenhum dos candidatos, e 8% não souberam ou não quiseram responder. De acordo com Hidalgo, a rejeição é sempre um fator fundamental em eleições de segundo turno.
eleicoes-graficos-pesquisa-2turnova_v2
No quesito escolaridade, Dilma é a preferida dos eleitores que apenas o ensino fundamental. Ela tem 46% das intenções, ante 45% de Aécio. Entre os eleitores com ensino superior completo, Aécio lidera com 55% das intenções, e Dilma apresenta 34%. Aécio também está na frente no eleitorado feminino, com 50% das intenções de voto, ante 40% de Dilma. Entre os homens, Aécio tem 47% das preferências, para 43% de Dilma.

10ª Caminhada Internacional na Natureza acontece em outubro


WEBMASTER 8 DE OUTUBRO DE 2014
Publicação: 23 de setembro de 2014 - Reeditado em 08 de Outubro de 2014

Circuito Imbuial Roseira terá um percurso de dez quilômetros com concentração na Igreja Nossa Senhora da Luz

Clique para ampliar
Com dificuldade leve e moderada acontece no próximo dia 12 de outubro, a partir das 8h30, a 10ª Caminhada Internacional na Natureza, circuito Imbuial Roseira. O percurso de aproximadamente dez quilômetros, contempla a paisagem rural e característica da região, composta por muito verde, lavouras e Araucárias.
Nesta edição a novidade ficará por conta de uma trilha de pouco mais de 500 metros dentro da mata. Outro destaque, segundo os organizadores da Prefeitura de Colombo será a cachoeira que fica no percurso dos caminhantes. Um excelente ponto para se refrescar e tirar uma linda foto para levar de lembrança.
Para iniciar os trabalhos será servido por adesão um café da manhã, das 7h30 às 9h, regado a bolos, pães caseiros, geleias, leite e sucos. Na sequencia será feito um alongamento no local de concentração do evento, que será na Igreja Nossa Senhora da Luz, na rua Vicente Betinardi, 70, no bairro Roseira e depois de cerca de 30 minutos de exercícios, a partida.
Na chegada, os participantes poderão apreciar o almoço opcional que terá no cardápio frango e porco assado, o tradicional risoto colombense, arroz branco, saladas e bebidas. Vale lembrar que no ato da inscrição, o caminhante já deverá reservar o café da manhã e/ou o almoço.
Inscrições
As inscrições podem ser feitas até o dia 09 de outubro nos seguintes sites: http://colombo.caminhadas.infoou pelo site www.ecobooking.com.br, e após esta data somente no dia da caminhada. “Este tradicional passeio também será solidário, por isso estamos pedindo aos participantes que doem um quilo de alimento não perecível para repassarmos a Provopar Colombo”, sugeriu o secretário da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Antonio Ricardo Milgioransa.
Para completar, no local haverá uma exposição e comercialização de produtos e artesanatos da região. Mais informações no departamento de Turismo: 41-3656.6600. A 10ª Caminhada Internacional na Natureza é uma realização da Prefeitura Municipal por meio do Circuito Italiano de Turismo Rural com o apoio da Caminhadas na Natureza Paraná, Emater, Rede Traf, Provopar Colombo e Anda Brasil.
Como Chegar ao local:
A partir do trevo do Atuba, antigo trevo da Penha, Curitiba
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

Prefeitura Informa: Serviços de roçada, limpeza e patrolamento


WEBMASTER 8 DE OUTUBRO DE 2014
A Prefeitura Municipal de Colombo por meio da secretaria de Obras e Viação informa aos moradores e motoristas que passam pelas ruas do município que realiza nesta semana as seguintes obras:
Roçada:
Bairro Jardim Eldorado
Bairro Jardim Mediterrâneo
Bairro Jardim São Marcos
Rua Jerônimo Alberti
Limpeza (coleta de Galhos e entulhos)
Limpeza de ruas em frente aos colégios eleitorais
Patrolamento:
Bairro Liberdade
Bairro Jardim das Graças
Bairro Santa Gema
Bairro São Domingos
Colocação de Manilhas:
Rua João Pessoa
Rua Antonio Rogério da Silva Rosa
Rua Ângelo Milani Scremin
Para tanto é preciso atenção redobrada dos condutores em função de ter homens e máquinas nestes locais realizando os serviços.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

Executiva da Rede dá aval a Marina para apoiar Aécio

#Marina Silva lança o Rede Pró Partido
Em reunião realizada na noite desta terça feira (7), a Executiva da Rede, o grupo político de Marina Silva, deu aval para que a ex-senadora confirme a tendência anunciada de apoio à candidatura do tucano Aécio Neves
“A decisão da Executiva da Rede, que tem 24 membros, é pela não continuidade do atual governo. É preciso uma mudança, mas uma mudança qualificada”, afirmou Walter Feldman, coordenador geral da campanha de Marina. Ele afirmou que essa posição será submetida ao diretório da Rede, composto por 120 pessoas, nesta quarta (8).

Aposentadoria especial vira moeda de troca para eleição na Assembleia


opinioes_81014
O início precoce da disputa pela presidência da Assembleia Legislativa do Paraná para o biênio 2015-2016 reacendeu um polêmico tema que parecia enterrado: o plano de aposentadoria complementar dos deputados. A criação do fundo, que é questionada no Supremo Tribunal Federal (STF), depende apenas do aval do presidente da Casa para sair do papel. E já há parlamentares que condicionam o voto no ano que vem à promulgação da proposta. “Ninguém será eleito sem assinar o plano de previdência”, resume um deputado.
O assunto se arrasta desde janeiro de 2009, quando o então governador Roberto Requião (PMDB) não se manifestou sobre a matéria no prazo de 15 dias após a aprovação da Assembleia e houve a chamada sanção tácita da proposta. Entretanto, para ela passar a valer o presidente da Casa precisa promulgá-la, o que nunca ocorreu.
Em dezembro de 2012, um grupo de 25 deputados chegou a entregar um abaixo-assinado ao atual presidente do Legislativo estadual, Valdir Rossoni (PSDB), para que ele assinasse a criação do fundo. Orientado pela Procuradoria da Casa, porém, o tucano negou o pedido sob o argumento de que a matéria já havia sido arquivada ao fim da legislatura anterior, conforme determina o regimento interno da Assembleia.
Pressão
À época, a discussão pareceu definitivamente encerrada. Agora, no entanto, com o início das negociações em torno da eleição para presidente, em fevereiro do ano que vem, o assunto voltou a tomar conta dos bastidores da Casa. A estratégia dos parlamentares é usar como moeda de troca eleitoral a exigência de que os candidatos à Presidência se comprometam a assinar a lei que institui o plano de previdência. “Se tudo for feito como a aposentadoria parlamentar paga no Congresso, não vejo problema”, defende um deputado.
Por ora, quatro nomes despontam como pré-candidatos ao cargo: Ademar Traiano (PSDB), Artagão Jr. (PMDB), Plauto Miró (DEM) e Ratinho Jr. (PSC). Questionados pela Gazeta do Povo sobre o assunto, todos foram evasivos: não disseram se promulgariam a matéria, mas também não afirmaram que não o fariam.
Gasto milionário
A maior polêmica em torno da medida está no fato de a Assembleia precisar entrar com uma contrapartida financeira para a instituição do plano. Para diversos especialistas, é ilegal destinar recursos públicos a um fundo privado. De acordo com estimativas de dois anos atrás, seriam necessários pelo menos R$ 50 milhões para iniciar o sistema. À época, como o valor da aposentadoria chegaria a R$ 17 mil (o teto do INSS é de R$ R$ 4,4 mil), seria necessário um aporte imediato entre R$ 3 milhões e R$ 3,5 milhões para pagar o primeiro parlamentar que solicitasse o benefício assim que ele passasse a valer.
Dos 54 deputados da atual legislatura, 20 já exercem mandatos eletivos há pelo menos 20 anos, tempo mínimo exigido para que um parlamentar tenha direito ao plano de aposentadoria, conforme o texto à espera de homologação. Ex-parlamentares que se enquadrem nessa regra também teriam direito ao benefício.
OAB questiona lei no STF, mas caso segue sem ser julgado
A lei que autorizou a criação do fundo complementar de previdência para os deputados estaduais é alvo de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (movida pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em 2007. O processo está no Supremo Tribunal Federal (STF) e, desde 2009, aguarda um parecer do relator. Até o ano passado, a relatoria era de Joaquim Barbosa e hoje está nas mãos do ministro Luís Roberto Barroso.
Na ação, a OAB questiona o fato de se ter permitido a complementação de aposentadoria parlamentar advinda do regime geral ou outro regime sem que tenha havido contribuição para a previdência complementar. Outra inconstitucionalidade apontada é o fato de o plano de custeio e benefício ser estabelecido por resolução da Assembleia Legislativa e não por meio de lei complementar, conforme exige a legislação.
Contrapartida do Estado foi contestada
Segundo a lei aprovada pelos deputados em 2008, para o parlamentar requerer o benefício, ele já deve estar aposentado – seja pelo INSS ou outro regime próprio de aposentadoria – e ter cessado seu vínculo com a Assembleia Legislativa. O texto também prevê que o parlamentar deverá ter cumprido o período correspondente a cinco legislaturas (20 anos) – o cálculo pode incluir mandatos municipais e federais – e contribuído por, no mínimo, cinco anos com o fundo. Além disso, para aderir ao plano, o segurado terá de contribuir mensalmente com um porcentual do seu salário, que será calculado de acordo com a categoria em que ele for enquadrado. O texto prevê que a Assembleia entrará com uma contrapartida no mesmo porcentual.
Esse é um dos pontos polêmicos do projeto. Os críticos do plano afirmam que ele destina recursos públicos a um fundo privado e, por isso, seria ilegal. Além disso, o projeto não define qual será o valor da contrapartida. Em 2006, quando uma primeira versão da proposta foi aprovada, essa previsão também não existia. Esse foi um dos motivos que levou o então governador, Roberto Requião (PMDB), a vetar a proposta.
Capitalização
O veto foi derrubado em julho de 2007. Na época, o presidente da Casa, Nelson Justus (DEM), anunciou que inicialmente seriam desembolsados R$ 13,9 milhões para capitalizar o fundo e outros R$ 13,9 milhões seriam aplicados ao longo de 14 anos. Esses valores, porém, não constam da proposta de 2008.
Mesmo depois de o veto ser derrubado, o plano de previdência dos deputados continuou parado. Isso porque ele não foi liberado pela Secretaria de Previdência Complementar, do Ministério da Previdência, que exigiu modificações no texto. As mudanças resultaram no projeto aprovado em dezembro do mesmo ano. Desde então, a proposta aguarda para ser assinada pelo presidente da Assembleia.

Passageiros de ônibus vivem momentos de pânico dentro de ônibus apedrejado; “Gritavam que eram terroristas”


Por Luiz Henrique de Oliveira


Uma leitora do Portal da Banda B enviou vídeos que registram o momento de tensão vivido por passageiros dentro do ônibus Ligeirinho que faz a linha Barrreirinha/São José, na noite desta terça-feira (7). Segundo Zilanda Andrade, no Terminal do Boqueirão, por volta das 22h30, ocorreu um ataque de um suposto grupo de torcedores do Paraná, que atirou pedras contra jovens que estavam dentro do coletivo, que revidaram da mesma forma. A Prefeitura de Curitiba confirma a versão e diz que imagens mostram o momento em que os vândalos se aproximam do ônibus.
Nos vídeos é possível registrar que vários passageiros inocentes ficaram sob risco intenso. Uma das passageiras, de acordo com Zilanda, chegou a desmaiar, tamanha a pressão vivida. “Acho que foi um encontro marcado entre as gangues. Meu marido contou que ontem o Paraná jogou e acho que tem relação com isso, porque do lado de fora o pessoal gritava Fúria e do lado de dentro, vestidos com capuz, ‘Uh terrorista’, ‘Uh terrorista’”, contou ela, explicando que os jovens que se intitulavam como ‘terroristas’ diziam ser moradores no bairro Sítio Cercado.
Ainda de acordo com Zilanda, o motorista tentava sair do terminal, mas teve a manobra dificultada pelos jovens que estavam na plataforma dos ônibus. “Quando deu, ele saiu e foi até um posto de combustíveis na Av. Marechal Floriano Peixoto. Eu nunca vivi nenhuma situação parecida. Simplesmente coloquei a mochila para proteger minha cabeça e gravei o que deu para gravar”, descreveu.
Na Marechal, Zilanda contou que foi embora e não ficou para ver o desfecho da situação. “Tinha uma enfermeira no ônibus que ajudou a mulher que desmaiou. Eu embarquei em outro ônibus e sai correndo. Nunca imaginei viver isso, não queria ver o final da história, poderia ter morrido”.
Dentro do ônibus, há pelo menos uma torcedora com a camisa de uma torcida organizada do Paraná Clube. Outros torcedores estariam do lado de fora, conforme a versão das testemunhas e também da prefeitura. A informação é que essa torcedora não estava com o grupo que gritava ‘Uh Terrorista’. No Facebook da Banda B, torcedores do Paraná Clube dizem que eles foram alvos de um ataque de torcedores do Atlético-PR, o que contraria a versão da prefeitura.


Prefeitura confirma ocorrência
A Prefeitura de Curitiba confirmou a ocorrência e, pela dinâmica, acredita que tudo foi previamente marcado. De acordo com a prefeitura, pelas imagens das câmeras de segurança do terminal é possível observar um grupo de torcedores do Paraná Clube se aproximando do ônibus. Pedras são atiradas e acontece um revide pelo grupo que está do lado de dentro.
Segundo a prefeitura, o prejuízo já levantado é de 12 vidros e o para-brisa do ônibus quebrados. Ninguém foi preso até o fechamento desta reportagem.

Horário de verão começa no próximo dia 19 e acaba só depois do Carnaval


Agência Brasil

O horário brasileiro de verão 2014/2015 começa no dia 19 deste mês, quando os relógios serão adiantados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A medida, adotada para economizar energia no horário de maior consumo, vai até o dia 22 de fevereiro do ano que vem.
horario_de_verao_vale_esta
Horário de verão começa no próximo dia 19Arquivo/Agência Brasil
Pelo decreto que instituiu o horário de verão, a medida deve ser iniciada sempre no terceiro domingo de outubro e encerrada no terceiro domingo de fevereiro do ano subsequente. Mas, no ano em que houver coincidência com o domingo de carnaval, o fim do horário de verão deve ser no domingo seguinte. Como em 2015 o carnaval será no dia 17 de fevereiro, o horário de verão deverá acabar no dia 22 de fevereiro. O objetivo é evitar que, em meio a um feriado, alguns esqueçam de ajustar os relógios.
O horário de verão, instituído pela primeira vez em 1931, é adotado sempre nesta época do ano para aproveitar melhor a luminosidade natural do dia e reduzir o consumo de energia, que cresce naturalmente por causa do calor e do aumento da produção industrial às vésperas do Natal. Com o horário de verão é possível reduzir a demanda por energia no período de suprimento mais crítico do dia, entre as 18h e as 21h, quando a coincidência da utilização de energia elétrica por toda a população provoca um pico de consumo. Com a redução, o uso de energia gerada por termelétricas pode ser evitado, reduzindo o custo da geração de eletricidade.
Segundo o Ministério de Minas e Energia, nos últimos anos a redução média da demanda de energia tem sido em torno de 5% nas regiões onde foi aplicado o horário de verão. “As análises também demonstram que a redução da demanda de ponta tem evitado novos investimentos, da ordem de R$ 2 bilhões por ano, na construção de usinas geradoras de energia. A economia no consumo de energia, em megawatt-hora, em torno de 0,5%, é considerada como ganho decorrente, ou marginal, mas não pode ser desprezado”, informa o ministério.
.

Prof WALDIRLEI BUENO o grande VITORIOSO dessas ELEIÇÕES

Professor Waldirlei Bueno você foi VITORIOSO nessas eleições onde  recebeu o voto de 8.699 colombenses, enfrentou o  ex prefeito J. Camargo que foi prefeito de nossa cidade por 08 anos, foi diretor da COMEC, teve ao seu lado os atuais vereadores, Helio Feitosa, Clodoaldo Camargo, e também vários ex vereadores como Painho, Helder Lazarotto, Gilberto da Agrolombo e outros. Enfrentou também a atual vereadora Micheli Mocelin, que foi secretaria de Turismo, esposa do ex vereador e presidente da Câmara Municipal de Colombo Onéias Ribeiro, que fez uma campanha grandiosa usando verbas da campanha da senadora e candidata a governadora Gleisi Hoffman.

 Waldirlei Bueno, você foi vitorioso porque por mais de 08 anos foi vereador de oposição onde foi perseguido por defender a população dos desmandos e  mazelas da administração do ex prefeito J. Camargo.

Parabéns professor Waldirlei Bueno, com todas essas adversidades, você foi o campeão de votos dos candidatos que representaram  nossa cidade.

Doméstica é suspeita de matar e enterrar patroa em quarto em SP


Terezinha Barbosa, de 57 anos, foi encontrada pela polícia na última terça.
Empregada doméstica confessou o crime e disse que roubou R$ 5 mil.

Do G1 Santos
Uma aposentada de Itanhaém, no litoral de São Paulo, foi encontrada, na noite desta terça-feira (7), enterrada em um quarto da própria casa dois meses após ter desaparecido. Terezinha Barbosa, de 57 anos, estava desaparecida há dois meses. A empregada doméstica de Terezinha confessou à polícia que enterrou a patroa e que participou do crime.
Mulher foi encontrada dentro de um buraco em casa (Foto: Reprodução/TV Tribuna)Mulher foi encontrada dentro de um buraco em
casa (Foto: Reprodução/TV Tribuna)
Terezinha estava desaparecida desde o começo de agosto. De acordo com o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Douglas Borguez, o crime foi premeditado pela funcionária da vítima. “Ela estava embaixo da terra, em uma profundidade de aproximadamente 1,5 metro. Só o laudo vai dizer a causa da morte. Ela pode ter sido envenenada. O autor teve o cuidado de colocar o cal e de cimentar. Foi uma atitude premeditada”, diz.
A única filha da aposentada mora em São Paulo e vinha à região apenas poucas vezes. Ela registrou um Boletim de Ocorrência um mês depois de não conseguir falar com a mãe. Em depoimento a polícia, a filha contou que não encontrou os cartões de crédito, o carro e os dois cachorros pertencentes à Terezinha.
A empregada foi detida e confessou que sacou R$ 5 mil da conta da aposentada. O delegado descarta a tese do desaparecimento e acredita que outras pessoas participaram da morte. “Trabalhamos com a hipótese de homicídio ou latrocínio. A autora já responde, desde o início, por uma ocultação de cadáver”, finaliza.
A Polícia Civil de Itanhaém deve pedir, nos próximos dias, a quebra de sigilo bancário da aposentada. A empregada doméstica foi liberada, mas deve responder pelo crime de ocultação de cadáver.
Buraco foi cavado pela polícia (Foto: Divulgação / Polícia Militar)Buraco foi cavado pela polícia (Foto: Divulgação / Polícia Militar)