Familiares fazem passeata para homenagear adolescente morta no Santa Cândida e pedir justiça


Por Felipe Ribeiro e Bruno Henrique
Fotos: Bruno Henrique – Banda B

Familiares e amigos da adolescente Bárbara Alves, de 16 anos, morta por um tiro acidental, realizam na manhã deste sábado (11) uma passeata em homenagem à menina. Ela foi morta por um disparo que partiu de um policial militar à paisana em uma suposta troca de tiros com bandidos no último dia 1°, logo após assalto a um restaurante da região.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Com bexigas brancas e cartazes, os familiares seguiram em passeata da Paróquia do Santa Cândida até a rotatória onde o disparo aconteceu. “Não está sendo fácil, ela sempre me deu paz. Hoje estamos aqui para pedir que os verdadeiros culpados paguem pelo que fizeram com ela”, disse mãe de Bárbara, Geovania da Silveira.
Na última segunda-feira, a Polícia Civil confirmou que o tiro partiu da arma de um policial militar. A informação foi confirmada pela Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba (DFR), que está com parte do inquérito policial do crime.
Por conta desse laudo, o caso foi desmembrado em dois: parte dele será investigado pela DFR, para buscar a prisão dos assaltantes que supostamente trocaram tiros com os policiais; e a outra parte fica a cargo do 4° Distrito Policial, que realiza o inquérito sobre a morte de Bárbara. Os policiais devem responder por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.
Os policiais envolvidos na situação seguem afastados das ruas pela Polícia Militar e não há a informação se eles responderão ao inquérito policial em liberdade e também se há o risco de serem expulsos da corporação.
O caso
Bárbara Alves foi baleada nas costas em uma suposta troca de tiros entre policiais militares e assaltantes de um restaurante no bairro Santa Cândida. A garota saía da escola quando, segundo testemunhas, acabou atingida por um disparo logo após o assalto a um restaurante do bairro Santa Cândida, por volta das 12h.
Três policiais almoçavam no local quando escutaram o grito do caixa do estabelecimento, que pedia ajuda. Alguns policiais alegaram que houve uma troca de tiros, contudo testemunhas cravaram que os policiais teriam disparado antes de uma ação dos assaltantes.

Adolescente é assassinado dentro de borracharia em Curitiba


Por Felipe Ribeiro e Bruno Henrique

Foto: Bruno Henrique - Banda B
Foto: Bruno Henrique – Banda B
Um adolescente de 17 anos foi assassinado na tarde deste sábado (11) dentro de uma borracharia da Rua Flávio Ernani Barbizan, na Cidade Industrial de Curitiba. De acordo com testemunhas, ele consertava a própria motocicleta quando foi surpreendido por dois atiradores.
Apesar de novo, Rodrigo César Tressoldi já tinha filhos e morava com eles e com a esposa na região.
Segundo testemunhas, ele tinha envolvimento com drogas, o que pode ter motivado o assassinato.
A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.
São José dos Pinhais
Em São José dos Pinhais, no Jardim Primavera, o corpo de um homem não identificado foi encontrado na manhã deste sábado com um tiro no tórax. O local é uma área de invasão às margens da BR-277.
A vítima era conhecida no bairro e costumava usar drogas na região. Ninguém comentou no local o que motivou o crime.
A Delegacia de São José dos Pinhais investiga o caso.

Motociclista erra ultrapassagem e fica gravemente ferido após bater contra ônibus na BR-277


Por Felipe Ribeiro e Bruno Henrique
Foto: Bruno Henrique - Banda B
Foto: Bruno Henrique – Banda B

Um motociclista ficou gravemente ferido na manhã deste sábado (11) após bater contra um ônibus no quilômetro 115 da BR-277, em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba.
Foto: Colaboração Edno Chakoski
Foto: Colaboração Edno Chakoski
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), eles seguiam no sentido capital quando provavelmente o motociclista tentou uma ultrapassagem pelo lado esquerdo da via e acabou com o guidão preso no parachoque do ônibus.
Com o impacto ele ficou com um gravíssimo ferimento na cabeça e com várias escoriações pelo corpo. A vítima foi socorrida pela concessionária Rodonorte e levada para o Hospital Nossa Senhora do Rocio.
Documentação irregular
Segundo a PRF, amigos e familiares da vítima retiraram a motocicleta do local logo após o acidente por problema de documentação. Essa situação ainda será investigada.

Motorista se perde na curva e quatro jovens ficam feridos em capotamento de Fusca na CIC

Publicado em 11 de outubro de 2014,16:20

Por Felipe Ribeiro e Bruno Henrique
Foto: Bruno Henrique - Banda B
Foto: Bruno Henrique – Banda B

Quatro jovens ficaram feridos no começo da tarde deste sábado (11) em um capotamento de Fusca na alça de acesso da Rodovia do Xisto para o Contorno Sul, na Cidade Industrial de Curitiba.
fuscaazul
Foto: Bruno Henrique – Banda B
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os jovens tem entre 17 e 25 anos e seguiam de Araucária para Curitiba, quando o motorista perdeu o controle e provocou o capotamento. Uma das vítimas chegou a ser ejetada do veículo, mas o motorista Diego Gonçalves Prestes, de 18 anos, foi quem ficou em estado mais grave.
Além dele, Eloíse Fernandes, de 25 anos, Alexia Daiane, de 19, e Marcel Pedro, de 17, foram encaminhados ao Hospital do Trabalhador.
Não houve lentidão na pista, já que o veículo parou fora dela.

Pesquisas: mais de 60% dos votos de Marina já migraram para Aécio


Foto: Fernando Quevedo / O Globo aécio - fernando quevedo - o globo
Do Globo:
Mesmo sem uma definição de Marina Silva (PSB) sobre seu apoio no segundo turno, a maioria dos eleitores da ex-senadora já tomou partido na disputa, conforme mostraram as primeiras pesquisas Ibope e Datafolha divulgadas anteontem. E o candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB) é quem mais se beneficiou do espólio de Marina.
Segundo o Ibope, 64% dos que votaram em Marina disseram votar agora no tucano, enquanto 18%, na presidente Dilma Rousseff (PT). Brancos, nulos e indecisos somaram 18%. Pelo Datafolha, o comportamento é semelhante: Aécio herdou 66% dos eleitores da adversária, e a presidente, 18%. Os que disseram votar em branco, nulo ou não souberam responder representaram 16%.
Nos dois levantamentos, Aécio obteve 51% dos votos válidos, e Dilma, 49%.
O Datafolha mediu o potencial de transferência de voto de Marina no segundo turno. Ao perguntar aos entrevistados se eles levariam em conta uma declaração de apoio de Marina para definir o voto, 49% disseram que a posição da ex-senadora será “indiferente”. Outros 40% disseram que levariam em conta a posição dela. Já 9% declararam que votariam, com certeza, em quem Marina apoiasse.
Para a maioria do eleitorado (72%), a expectativa é que Marina anuncie apoio a Aécio, mostrou a pesquisa Datafolha. Somente 12% acreditam numa adesão à campanha de Dilma.
Apesar de o segundo turno ter começado esta semana, é alto o índice de eleitores que estão decididos em relação ao voto. No Ibope, apenas 11% do eleitorado dos dois candidatos admitem rever o voto declarado na pesquisa — 85% disseram que a decisão é definitiva.
Pela primeira vez, o Datafolha fez uma análise das intenções de voto, segundo a classe social dos entrevistados. O tucano tem seu melhor desempenho na classe alta (74% das intenções de voto) e média alta (67%). Dilma lidera entre os eleitores da classe baixa (64%), classificados como excluídos pelo instituto, e da média baixa (53%). Na tradicional classe média, há um empate técnico: Dilma tem 52%, e Aécio, 48%.
Pelo Ibope, a passagem do candidato do PSDB para o segundo turno pode atrair quem afirmou ter anulado ou votado em branco no primeiro turno. Nesse grupo, 31% dizem que vão votar em Aécio, e 13%, em Dilma. Cerca de 47% continuam inclinados a anular ou votar em branco no segundo turno.
CRUZAMENTO COM AVALIAÇÃO DE GOVERNO
Mas a disputa promete ser intensa até o fim da corrida. O cruzamento das intenções de voto com a avaliação do governo Dilma, segundo o Ibope, indica que a presidente tem mais espaço para crescer entre os eleitores que consideram o governo Ótimo/Bom do que Aécio no grupo de eleitores que avalia o governo como Ruim/Péssimo.
Entre aqueles que avaliam positivamente o governo, hoje o maior contingente do eleitorado, de acordo com o Ibope, Dilma registra 85% de intenções de voto, enquanto Aécio tem 12%. No grupo dos eleitores que avaliam o governo como Ruim/Péssimo, Aécio registra 80% de intenções de voto contra apenas 3% de Dilma. Nesse grupo, cerca de 14% dizem que preferem anular o voto a apoiar o candidato do PSDB.
Pelo Datafolha, os números são diferentes, mas as tendências, semelhantes. Entre os eleitores que avaliam o governo como Ótimo/Bom, Dilma soma 80%, e Aécio, 14%. Quem avalia o governo negativamente vota majoritariamente no candidato tucano: 88%. Nesse grupo, Dilma tem apenas 3%. Os brancos e nulos chegam a 7%.
No levantamento do Ibope, 39% dos eleitores avaliam o governo Dilma como Ótimo/Bom, contra 27% que o consideram Ruim/Péssimo, enquanto 33% o consideram Regular.
A grande diferença de intenção de voto dos dois candidatos segundo a avaliação do governo indica que aqueles que consideram a administração federal como Regular terão um papel importante nesta reta final da campanha. Esses eleitores, em tese, têm mais probabilidade de mudar de posição.
Nesse grupo, Aécio tem hoje a maior proporção de intenções de voto, segundo o Ibope: 58% contra 29% de Dilma Rousseff. Embora com percentuais um pouco diferentes, o Datafolha também aponta para o peso que o grupo intermediário terá nesta reta final. Aécio tem 55% entre aqueles que dizem que o governo é Regular, enquanto Dilma marca 30%. Brancos e nulos somam 6%.
REJEIÇÃO AINDA É MAIOR
Dilma continua tendo os maiores índices de rejeição desta eleição. No Datafolha, os eleitores que não votam de jeito nenhum nela somam 43%. Os resistentes a Aécio são 34%. Para o Ibope, a taxa do tucano é de 33%, e a da presidente, de 41%. (*Do Núcleo de Jornalismo de Dados)

Requião tenta defender Dilma das denúncias de Youssef sobre corrupção


requiao - nota 11.10
Requião, derrotado fragorosamente nas urnas, perfila-se agora como defensor de Dilma Rousseff e de seu PMDB atolado nas denúncias de corrupção na Petrobras. Esforço patético. Diante das provas robustas que Youssef apresenta contra o PT, o PMDB e o PP, principais partidos de apoio a presidente Dilma, Requião apela para uma manobra primária e primitiva. Tenta confundir o réu com seu advogado, Figueiredo Basto, e a este atribui vínculos com o PSDB. Aliás, vínculos inexistentes.
Ora, pois, os fatos são os fatos, as provas são as provas, é isso que interessa e que cala fundo na comprovação de um sistema de corrupção instalado no governo de Dilma Rousseff, Lula et caterva, que já rendeu o processo do mensalão e agora abre este outro, da corrupção na Petrobras para sustentar esquemas de apoio ao PT e para enriquecer membros do governo. Um processo que apenas começou e que pode abrir as entranhas mais fétidas do sistema político-corruptor instalado.

Não há nada que impeça divulgação de denúncias de Alberto Youssef sobre corrupção na Petrobras


Gazeta do Povo
Sérgio Moro criticou insinuações de que houve vazamento do conteúdo do depoimento com objetivos eleitorais. O juiz explicou que as ações penais da Operação Lava Jato não estão sob segredo de Justiça e o conteúdo dos depoimentos desta semana não está relacionado com a delação premiada de Costa e Youssef. “Os depoimentos prestados na última audiência na ação penal pública não foram ‘vazados’ por esta Corte de Justiça ou por quem quer que seja. A sua divulgação, ainda que pela imprensa, é um consectário normal do interesse público e do princípio da publicidade dos atos processuais em uma ação penal na qual não foi imposto segredo de justiça”, anotou.

'Perdi três filhos, foi isso que a vida me deu', diz Manoel Carlos

Pedro Almeida, filho caçula do autor, morreu no sábado, 4, em Nova York; cerimônia de cremação ocorreu nesta sexta no Rio de Janeiro.

Priscila Bessado EGO, no Rio

Muito abalado, Manoel Carlos, de 81 anos, falou sobre a morte do filho Pedro Almeida, de 22, após a cerimônia de cremação nesta sexta-feira, 10. "Perdi três filhos, foi isso que a vida me deu", disse o autor para os jornalistas que estavam no Memorial do Carmo, na Zona Portuária do Rio.
As tragédias já exageraram um pouquinho comigo"
Manoel Carlos
O estudante de teatro, fruto do relacionamento do escritor com sua terceira mulher, Bety, é o terceiro filho que Manoel Carlos perde. Em 1988, Ricardo morreu em decorrência de complicações do HIV, e o diretor Manoel Carlos Júnior, em 2012, de ataque cardíaco, ambos do relacionamento do autor com Maria de Lourdes Gonçalves de Almeida. Ela também morreu em um acidente de trânsito. O casal também teve a atriz Julia Almeida, que mora em Londres. Pedro foi encontrado morto em Nova York no dia 4.
"Estamos tristes. Os amigos foram muito generosos comigo. Não podemos estar alegres, mas estamos felizes [com os amigos]", disse. "No São João Batista (cemitério na Zona Sul do Rio), eu tenho dois filhos lá, conforme vocês sabem. As tragédias já exageraram um pouquinho comigo. Ele [Pedro] não queria ser enterrado, queria ser cremado e fizemos a vontade dele", declarou.

Bety explicou o destino das cinzas do filho, que será transformada em pedrinhas de diamante. "Uma parte vai ficar com as irmãs (Julia Almeida e Maria Carolina), pra mim, uma parte vai ficar no São João Batista (cemitério da Zona Sul do Rio, onde estão enterrados os outros dois filhos). Vou dar para a namorada dele (Alexandra Sophia Dominique) levar ao Central Park, onde ele fazia ginástica", disse.



Manoel Carlos deixa o Velório de Pedro Almeida (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Manoel Carlos deixa o velório de Pedro Almeida
(Foto: Roberto Teixeira / EGO)
Manoel Carlos também comentou essa escolha. "[Vamos] Espalhar por aí, né... Existe um colar que ela falou (apontou para a mulher, Bety) que é se faz com algumas cinzas, né? Muitas mães fazem ou namoradas, mulheres. Eu carrego no meu coração porque andar de colar agora não está muito na minha idade", explicou. "Mas o resto está tudo bem. Vamos tocar a vida", falou.
'Grante talento'
O autor fez questão de elogiar o filho caçula: "Ele era um ator de grande talento comprovadamente. Enchia a gente de orgulho em tudo o que ele fez. Brilhou lá fora. A  escolha dele era o teatro, ele fazia questão. Era um ator de teatro". Manoel Carlos disse que seu filho adorava fazer teatro. "No cinema, ele também estava fazendo alguma coisa, mas ele era um ator de teatro. Isso nos dava uma grande alegria. Sempre achamos que o teatro era o pai e a mãe da representação. Quando a gente está escalando uma novela, a produtora de elenco diz 'Esse papel poderia ser feito pela fulana de tal' e se eu não a conheço, pergunto 'É boa?' e ela diz: 'Faz teatro'. Então, só pode ser boa eu sempre tive respeito pelo teatro, fui ator de teatro", explicou.
Ele também explicou que não exerceu nenhuma influência na escolha do filho pela teatro. "Às vezes, as pessoas pensam que eu posso ter exercido alguma influência, mas não, nenhuma. Na Escola Americana, ele participava de alguns espetáculos e se saía muito bem, mas era uma coisa de estudante. Eu não pensava que ele fosse se interessar vivamente pelo teatro. Tivemos uma surpresa muito feliz. Era um filho que só nos dava boa notícia, um filho inesquecível", relembrou.
Velório de Pedro Almeida (Foto: Roberto Teixeira / EGO)As fotos usadas no velório de Pedro Almeida
(Foto: Roberto Teixeira / EGO)
Cerimônia contou com a presença da família e dos amigos
A família e os amigos de Manoel Carlos se reuniram para se despedir de Pedro Almeida. O velório começou ainda durante a madrugada. Antes da chegada do corpo ao cemitério, que aconteceu por volta das 3h, a família realizou uma cerimônia religiosa na capela do Aeroporto Internacional do Galeão, na Ilha do Governador. As homenagens recomeçaram às 10h.
A cerimônia de cremação começou por volta das 13h30 e foi marcada por muita emoção. Muitas pessoas deixaram o local sem conseguir conter as lágrimas. Na sala destinada a esta cerimônia, finalizada por volta das 14h40, amigos e familiares leram poesias e cartas para Pedro. Foram exibidos dois vídeos, um feito pelos amigos da faculdade de Nova York, e outro por amigos brasileiros. A namorada, Alexandra, leu uma carta em inglês relembrando os melhores momentos deles e dizendo ter certeza que onde quer que ele esteja estará protegendo todos eles.
Segundo uma fonte próxima a Pedro, que falou com exclusividade ao EGO, foi a namorada dele que o encontrou morto. Os dois saíram para curtir a noite na sexta-feira, 3, e, ao acordar no dia seguinte, ela se deparou com o rapaz sem vida. O ator teve uma "morte súbita', segundo informações oficiais passadas pela assessoria de imprensa da TV Globo. A causa ainda não foi divulgada.
Manoel Carlos deixa o Velório de Pedro Almeida (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Manoel Carlos deixa o velório do caçula (Foto: Roberto Teixeira / EGO)
Manoel Carlos (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Manoel Carlos durante o velório (Foto: Roberto Teixeira / EGO)
Manoel Carlos deixa o Velório de Pedro Almeida (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Manoel Carlos deixa o velório de Pedro Almeida (Foto: Roberto Teixeira / EGO)
Alexandra Sophia Dominique, namorada de Pedro Almeida (Foto: Anderson Borde/AgNews)Alexandra Sophia Dominique, namorada de Pedro Almeida (Foto: Anderson Borde/AgNews)

Jovem do RS que morreu no dia do aniversário havia noivado horas antes


Érika Peres Pacheco publicou em uma rede social que estava noiva.
Após acidente, noivo está internado em estado grave em UTI de hospital.

Do G1 RS
A jovem de 23 anos que morreu no dia do aniversário em um acidente de trânsito em Flores da Cunha, na Serra do Rio Grande do Sul, havia noivado horas antes de perder a vida, na noite de quinta-feira (10). Por volta das 20h10, Érika Peres Pacheco chegou a publicar em uma rede social que estava noiva.
Acidente ocorreu em Flores da Cunha, na Serra do RS (Foto: Gabriela Fiorio/Rádio Solaris)Acidente ocorreu em Flores da Cunha, na Serra do
RS (Foto: Gabriela Fiorio/Rádio Solaris)
O companheiro dela, de 21 anos, conduzia o Corsa que bateu de frente com um caminhão na ERS-122 por volta das 20h30, segundo o Comando Rodoviário da Brigada Militar. O impacto da colisão deixou o veículo destruído. O motorista está internado em estado grave na UTI do Hospital Pompéia, de Caxias do Sul.
O caminhoneiro não ficou ferido. Érika morava em Flores da Cunha, mas vai ser velada em Rosário do Sul.

Caso suspeito de Ebola tem resultado negativo

Paciente com suspeita de estar com Ebola sendo transferido para o Rio


A confirmação, contudo só deve ocorrer após a realização de um segundo exame
11/10/2014 | 09:05 | 
O Ministério da Saúde informou nesta sábado (11), em seu site, que o exame para diagnóstico etiológico do paciente suspeito de infecção pelo vírus ebola teve resultado negativo. A confirmação, contudo só deve ocorrer após a realização de um segundo exame.
A segunda amostra de sangue será colhida amanhã e ela também será enviada para análise laboratorial no Instituto Evandro Chagas, no Pará, que pertence à Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde.
De acordo com a nota do Ministério, o estado de saúde do paciente é bom, não apresenta febre e está mantido em isolamento total no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ). Se o caso também for descartado como ebola no segundo exame, o paciente sairá do isolamento e o sistema de vigilância dos contactantes será desmontado.
O caso suspeito de ebola foi notificado na quinta-feira, na Unidade de Pronto Atendimento Brasília, em Cascavel (PR). O homem, de 47 anos, saiu de Guiné, na África Ocidental, no dia 18 de setembro, com conexão em Marrocos, e chegou ao Brasil em 19 de setembro. Por apresentar febre e ter vindo de um dos países com casos da doença, o caso foi classificado como suspeito.


Homem ameaça família com arma de brinquedo e acaba preso também por outros crimes


Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

bope
Simulacro apreendido pelo Bope. Foto: DB/Banda B
Um homem de 30 anos foi preso na noite desta quinta-feira (9), no bairro Prado Velho, em Curitiba, acusado de ameaçar a família com uma arma de brinquedo. Alexandre Odorizzi é suspeito de cometer assaltos a farmácias na região e foi detido na rua, após a família acionar a Polícia Militar (PM). Não há informações sobre os motivos das ameças de Odorizzi contra os familiares.
A prisão aconteceu por volta das 19 horas após uma ligação ao 190. De acordo com o tenente Barros, do Batalhão de Operações Policias Especiais (Bope) da Polícia Militar, o suspeito saiu de casa e foi preso na casa, após as ameaças. “Quando chegamos nessa residência, o cunhado nos contou que estava sendo ameaçado de morte por esse homem que é usuário de drogas. Disse que estava com uma arma de fogo e, então, patrulhamos a região até o encontrarmos”, descreveu.
Odorizzi estava com uma arma de brinquedo na cintura e foi reconhecido por outros policiais que tinham atendido situações de assaltos a farmácias na região. Ele negou a ameaça e tentou passar nome falso aos policiais. No entanto, familiares ameaçados por ele confirmaram a situação e acompanharam a prisão dele.
Outras vítimas foram até o Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac-Sul) e reconheceram o suspeito como assaltante de farmácias. Odorizzi foi preso em flagrante, já tem diversas passagens pela polícia, entre elas, abandono de incapaz.

Jovem é assassinado na frente da esposa e bandidos fogem com carro da família


Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha

IMG-20141010-WA0002 (1)
Foto: Juliano Cunha – Banda B
Um jovem de 25 anos foi assassinado na frente da esposa durante o final da tarde desta sexta-feira (10) em uma casa do bairro Guatupê, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com o tenente Johanes, do 17° Batalhão da Polícia Militar, dois homens teriam entrado na sala e atirado várias vezes contra ele, que morreu na hora. Após o crime, eles fugiram no carro da família.
“A maioria dos disparos foi feita contra o tórax. É difícil configurar o caso como latrocínio, já que eles vieram única e exclusivamente para matar a vítima. O carro podemos dizer que foi mais um facilitador da fuga”, disse o tenente Johanes.
Ricardo Luiz da Silva já possuía passagens pela polícia por porte ilegal de arma de fogo. A Delegacia de São José dos Pinhais investiga o caso.

Paciente com suspeita de ebola tem quadro estável; exame sai neste sábado


Da Agência Brasil

O quadro do paciente com suspeita de ter contraído o vírus ebola é estável. Em coletiva à imprensa no fim da tarde de hoje (10), o ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que o homem, de 47 anos, que veio da Guiné e está internado no Instituto Evandro Chagas, no Rio de Janeiro, não teve febre, diarreia ou vômito.
Ministro Arthur Chioro diz que é estável quadro do paciente com suspeita de ebola (Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)
Ministro Arthur Chioro diz que é estável quadro do paciente com suspeita de ebola (Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil)
O resultado do exame, confirmando ou descartando a contaminação, deve sair no fim da manhã deste sábado (11). O paciente voltou a afirmar hoje que não teve contato com pessoas infectadas com o vírus. O ministro reafirmou que, mesmo entre as pessoas que mantiveram contato com o paciente, o risco de transmissão é muito baixo, já que ele não apresentou vômitos nem diarreia, fluidos que podem transmitir o vírus.
Além dos dois agentes enviados ontem (9) para Cascavel, no Paraná, onde o caso foi identificado, o ministério incluiu hoje mais três no grupo de coordenação do monitoramento das 64 pessoas que estiveram com o paciente. Apenas os três profissionais de saúde tiveram contato mais direto com ele.
Segundo Chioro, 64% das 889 chamadas recebidas hoje pelo Disque 136 queriam tirar dúvidas relacionadas ao ebola. O ministro reiterou que já foram tomadas medidas de segurança em portos e aeroportos e que não haverá alteração na estratégia.
Chioro anunciou, ainda, que o governo brasileiro enviará para os países afetados pelo vírus alimentos, dez kits com medicamentos, além de insumos para atendimento trimestral de 500 pessoas.
O Ministério da Saúde confirmou ontem a suspeita de um caso de ebola no Brasil. O homem é da Guiné, país onde 1.350 pessoas foram contaminadas e 778 já morreram com a febre hemorrágica.
Inicialmente, o paciente foi atendido em Cascavel. Após a suspeita, ele foi encaminhado para o Instituto Evandro Chagas, no Rio de Janeiro. Do começo do ano até quarta-feira (8), foram registrados 4.076 casos da doença e 2.316 mortes na Libéria. Em Serra Leoa, 2.950 pessoas foram contaminadas e 930 morreram.
Esta semana, o caso da enfermeira espanhola que cuidou de um paciente com a doença foi o primeiro contágio a ser registrado fora da África Ocidental.