Ladrões tentam assaltar médico próximo a hospital no Portão; moradores pedem segurança


Por Felipe Ribeiro e Luiz Henrique de Oliveira


Uma tentativa de assalto a um médico mobilizou a Polícia Militar no começo da tarde desta quinta-feira (16) próximo a saída do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia (IPO), no bairro Portão, em Curitiba.
ipo
Foto: Divulgação
De acordo com a direção do hospital, o médico saía do estacionamento pela Rua Goiás, bem próximo do cruzamento com a Avenida República Argentina, quando foi abordado. Inicialmente, a Polícia Militar chegou a receber a informação de que o médico estaria rendido no hospital, o que mobilizou cerca de cinco viaturas, mas no local foi constatado que a vítima conseguiu fugir sem danos.
No local, tanto moradores quanto a direção pediram segurança e policiamento, já que de acordo com eles, é constante o número de abordagens e assaltos a pacientes, principalmente no período da noite.
Em nota, o Hospital IPO informou que dois rapazes em uma moto, sendo que um armado, cometeram a tentativa de assalto. Porém o médico estava com o vidro de seu carro fechado e rapidamente conseguiu entrar no estacionamento fazendo com que os assaltantes desistissem de segui-lo. O Hospital IPO se coloca a disposição para eventuais esclarecimentos.
A Banda B entrou em contato com a Polícia Militar e aguarda retorno.

Clínica para recuperação que mantinha dependentes químicos em ‘quarto do castigo’ é fechada na RMC


Por Marina Sequinel e Luiz Henrique de Oliveira

Centro Terapêutico “Amor pela Vida” foi interditado nesta quinta-feira (16) em uma ação conjunta entre o Ministério Público do Paraná (MPPR), a Vigilância Sanitária e a Assistência Social de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. A clínica mantinha dependentes químicos de maneira completamente irregular, com um “quarto do castigo” para quem não seguia as regras do local.
“Nós recebemos uma informação documentada com essas denúncias e hoje pela manhã fomos até o Centro para averiguá-las. Encontramos um lugar desumano, com internamento involuntário, o que não é permitido, sem funcionários, e com uma estrutura despreparada para tratar os residentes”, explicou o promotor William Lara, do MPPR, em entrevista à Banda B.
Além disso, o local, que funcionava há um ano sem alvará no bairro Borda do Campo, cuidava de menores e pessoas com transtornos mentais – situação também proibida. “Havia, ainda, uma Unidade de Desintoxicação, que era na verdade um quarto bem pequeno, com madeiras na janela, sem nenhum móvel. Tinha apenas uma garrafa de refrigerante para que os dependentes ‘de castigo’ urinassem. Os responsáveis colocavam lá os novatos ou ainda aqueles que não cumpriam alguma regra da casa”, completou o promotor.
Seis pessoas chegaram a ficar presas por dias nesse cômodo e tinham que comer e dormir ali. A Vigilância Sanitária foi acionada e interditou o local, enquanto a Assistência Social Municipal removeu os 25 dependentes para os locais de origem. “A preocupação era meramente financeira, os parentes chegavam a pagar de mil a dois mil reais pelo internamento, muitas vezes sem o consentimento do dependente. Lembrando que esse tipo de serviço só pode ser feito mediante prescrição médica e para quem quer se tratar”, afirmou Lara.
Ele orientou os familiares a procurarem, nesses casos, primeiramente, os serviços de saúde da cidade e a checarem se o local tem autorização da Vigilância Sanitária para funcionar.

Vereador de Itaperuçu é preso pela PF suspeito de fraudar Diário Oficial para assumir vaga


Por Felipe Ribeiro

Um vereador de Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba, foi preso pela Polícia Federal  (PF) no final da tarde desta quinta-feira (16). De acordo com informações extra-oficiais, ele teria fraudado o Diário Oficial para assumir uma vaga na Câmara Municipal.
Segundo a assessoria da Câmara, nove vereadores foram eleitos em 2012, mas 11 parlamentares estavam exercendo mandato de quatro anos.
A PF deve divulgar mais informações sobre a prisão ainda nesta quinta-feira, já que o trabalho na casa do parlamentar durou mais de uma hora. A assessoria não confirmou se a prisão aconteceu por conta da suposta fraude no Diário Oficial.

Ibope: No Distrito Federal, Aécio tem 69% dos votos; Dilma, 31%


dilma-e-aecio
A pesquisa Ibope do segundo turno para presidente da República no Distrito Federal apontou o candidato do PSDB, Aécio Neves, com 69% dos votos válidos contra 31% da candidata à reeleição, a petista Dilma Rousseff. A margem de erro do levantamento é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. As informações são da Agência Estado.
O levantamento foi encomendado pela Rede Globo. Foram ouvidos 2.002 eleitores em todo o Distrito Federal entre os dias 10 e 12 de outubro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) sob o número DF-00081/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01085/2014.
No primeiro turno, o tucano já havia saído vitorioso na capital do País, com 36,10% dos votos válidos. A candidata do PSB, Marina Silva não repetiu o desempenho de 2010, quando ficou em primeiro lugar, mas ficou em segundo, com 35,81% dos votos válidos. Dilma Rousseff ficou em terceiro, com 23,02% dos votos válidos. No caso dos votos totais do segundo turno, de acordo com o Ibope, Aécio conquistou 63% das intenções de votos, Dilma, 28%. Outros 5% votariam branco ou nulo e 4% não souberam ou não responderam.

Beto Richa no trecho para ajudar aliados


beto richa - trecho
Reeleito no primeiro turno com 55,67% dos votos válidos, o governador Beto Richa (PSDB) tem “emprestado” seu prestígio a outros políticos do PSDB e de partidos aliados. Anteontem, ele apareceu no programa eleitoral de Márcio Bittar (PSDB), que disputa com Tião Viana (PT) o governo do Acre. Hoje, deve viajar a Naviraí (MS), para participar de um evento com Reinaldo Azambuja (PSDB), adversário de Delcídio Amaral (PT) no segundo turno. E, na segunda-feira, estará em Caxias do Sul, ao lado de José Ivo Sartori (PMDB), que concorre ao governo do Rio Grande do Sul contra Tarso Genro (PT).
Nesse intervalo, Richa ainda passará por municípios do Sudoeste do Paraná – cumprindo agenda de governador –, onde o desempenho de Aécio não acompanhou o dele no primeiro turno. Hoje, ele estará em Pato Branco e Francisco Beltrão. Amanhã, será a vez de Cascavel e Dois Vizinhos. No sábado, quando está marcado um “adesivaço” pró-Aécio em todo o estado, Richa vai a Foz do Iguaçu, onde participará de uma carreata pela manhã.
com informações da Folha de Londrina e Gazeta do Povo.

Cunha: ‘dos 66 Deputados do PMDB, 33 são Aécio’

images-cms-image-000399174
Cotado como favorito para assumir a presidência da Câmara, líder do PMDB na Casa, deputado Eduardo Cunha, do Rio, sinaliza novamente possível aproximação com o PSDB.
Ele diz que seu partido, maior da base governista, está dividido nesta eleição por ter se sentido preterido. “O PMDB tem a nítida sensação de que não é partícipe de nada, nem da campanha eleitoral. O PMDB foi apenas um aluguel de tempo de televisão”, diz em entrevista à Folha de S. Paulo. Diante disso, afirma que dos 66 deputados do PMDB, 33 estão com o tucano Aécio Neves.

Dinheiro desviado da Petrobrás irrigou campanha do PT em Cascavel


oas - repasse
O cruzamento das informações prestadas em depoimento à Justiça pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e pelo doleiro Alberto Youssef, com os dados da campanha eleitoral de 2012, permitem verificar que parte dos recursos desviados através do esquema conhecido como “Petrolão” irrigou a campanha milionária do petista Professor Lemos à Prefeitura de Cascavel.
Segundo os áudios dos depoimentos, a propina cobrada das empreiteiras beneficiadas nas licitações era de 3%, dos quais 2% se destinavam ao PT e 1% para o PMDB ou PP. Treze empreiteiras foram citadas no depoimento como participantes do esquema, entre elas a Camargo Corrêa, Odebrecht, OAS, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez, UTC Engenharia e Mendes Junior.
Foi um grande esquema de corrupção que envolveu as diretorias da empresa na cobrança de propina para abastecer partidos políticos, durante os governos Lula e Dilma. Youssef confirmou ao juiz federal Sérgio Moro que sem propina, não tinha contrato.
DINHEIRO PARA LEMOS
A campanha do petista Professor Lemos à Prefeitura de Cascavel, em 2012, foi fartamente irrigada com recursos repassados diretamente pelo PT ou por pelo menos duas empreiteiras citadas por Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef. Uma consulta ao site do TRE permite verificar que foram exatos R$ 1.148.492,00 repassados a Lemos diretamente pelo PT estadual e nacional, além de outros R$ 200 mil doados diretamente pela OAS e UTC.
print - tre
O candidato do PT, José Lemos, que disputou a Prefeitura tinha tanto dinheiro em sua campanha que houve até mesmo um suposto assalto ao comitê, até hoje não devidamente explicado. O advogado Paulo Pegoraro Junior pediu à época a investigação do roubo e entende que o Partido teria de explicar por que o dinheiro não estava em uma conta bancária como determina a legislação.
Segundo ele, o Tribunal Superior Eleitoral determina que o fundo de caixa autorizado – reserva para ser usada para as despesas de comitês – é de no máximo R$ 20 mil. Durante o assalto, teriam sido levados pelo menos R$ 50 mil que estavam no local, segundo admitiu o próprio PT.

Debate SBT: Dilma passa mal e interrompe entrevista



Logo após o Debate do SBT, uma repórter do SBT Brasil foi ouvir as impressões que cada candidato teve do evento. Dilma Rousseff (PT) apresentou uma fala confusa e perdeu o raciocínio por mais de uma vez. Visivelmente abatida, pediu para que a entrevista fosse interrompida, pois teve, naquele momento, uma queda sensível de pressão.

Colombo vai aderir ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar


WEBMASTER 16 DE OUTUBRO DE 2014

Objetivo é formular e implementar políticas e planos de segurança alimentar e nutricional à população

Prefeita recebe equipe e representantes de diversos setores que apresentaram a carta de intenção de adesão ao Sisan
Prefeita recebe equipe e representantes de diversos setores que apresentaram a carta de intenção de adesão ao Sisan
Com o objetivo de assegurar o direito humano à alimentação adequada, a Prefeita Beti Pavin sinalizou nesta quarta-feira, 15, a intenção de inserir o município ao Sistema Nacional de Segurança Alimental e Nutricional – SISAN. “Com este modelo vamos implantar novas ações e programas que irão reafirmar as garantias nutricionais da nossa população”, disse a Prefeita.
Para tanto, as secretarias da Saúde, Educação e Esporte, Agricultura e Abastecimento, Planejamento e Ação Social e Trabalho apresentaram uma carta para estabelecer esta iniciativa em Colombo. Agora, será necessário aprovar uma lei sobre o assunto, a qual criará os três componentes necessários para adesão ao Sisan.
E estes itens são: o Conselho Segurança Alimentar e Nutricional – Consea, presidido pela sociedade civil, a Câmara Intersetorial de Segurança Alimental e Nutricional – Caisan, gerido por um grupo de secretários articuladores das ações e a realização de Conferências de Segurança Alimentar e Nutricional.
Sobre o Sisan
Iniciativa que começa a ser discutida em Colombo visa assegurar o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA)
Iniciativa que começa a ser discutida em Colombo visa assegurar o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA)
O Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN tem por objetivos formular e implementar políticas e planos de segurança alimentar e nutricional, estimular a integração dos esforços entre governo e sociedade civil, bem como promover o acompanhamento, o monitoramento e a avaliação da segurança alimentar e nutricional no país.
O Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) proposto pelo Sisan é realizado quando cada homem, mulher ou criança, quer vivam sozinhos ou em grupo, tenham acesso a alimentos adequados e saudáveis ou aos meios necessários para obter esses alimentos de forma permanente, sustentável e emancipatória.
Na ocasião de apresentação da carta de intenções à Prefeita Beti Pavin estavam presentes os secretários da Saúde, Fernando Aguilera, da Educação e Esporte, Aziolê Cavallari Pavin, a equipe técnica da Saúde: as nutricionistas Eloyse Ceschim, Isabele de Brito, Bianca Aquino e Ana Paula Kulig, a representante da Câmara Estadual Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional, Iva Sandra, que destacou a importância e as vantagens do município em implantar uma Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional-CAISAN.
Também participaram a presidente do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional-CONSEA, Maria Milek, e representando as secretarias da Agricultura e Abastecimento, o diretor Edson Guarise e a do Planejamento, a diretora Lis Alberti.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/PMC

Presos tentam derrubar grades de celas na RMC e delegado diz que superlotação voltou à delegacia


Por Marina Sequinel e Luiz Henrique de Oliveira

Os presos da Delegacia de Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, serebelaram no início da tarde desta quinta-feira (16). Os 14 detentos, que estavam em duas celas (com capacidade para uma pessoa cada), queimaram colchões e tentaram derrubar as grades para fugir.
“Felizmente, a situação foi controlada e agora está normalizada. Quer dizer, normalizada no sentido de não ter mais rebelião, mas não no fato de que a delegacia ainda está superlotada”, disse o delegado da especializada, Hertel Rehbein, em entrevista à Banda B.
tamandare
(Foto: Reprodução Google)
De acordo com ele, ainda há falhas na lei que decretou o fechamento de celas nas delegacias do Paraná. “O problema de superlotação voltou, porque não temos onde deixar os presos em trânsito, que aguardam julgamento. O Comitê da Polícia Civil determinou a abertura dessas duas celas, mas elas comportam muito mais pessoas do que têm capacidade. Assim, os detentos têm que se revezar para dormir e tudo mais, é desumano”, completou o delegado.
Cada compartimento tem seis metros quadrados, segundo ele. “Nós estamos desse jeito, com a polícia imobilizada cuidando de preso”, afirmou Rehbein. Procurada pela reportagem, a Secretaria de Justiça do Paraná (Seju) informou que, semanalmente, 80 presos de Curitiba e região são transferidos para as penitenciárias e que esse processo é gradativo. Em relação à decisão do Comitê da PC, a Seju preferiu não se posicionar, já que compete a cada Conselho cuidar da administração da delegacia.

Quadrilha que aterrorizou funcionários de transportadora em Pinhais é presa pela polícia


Da Polícia Civil
quadilha dentro
Quadrilha foi presa e vários materiais recuperados (Foto: Juliano Cunha – Banda B)
Em trabalho conjunto de policiais civis do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e do Serviço Reservado da Polícia Militar (P2) foram presas sete pessoas, na última quarta-feira (15). Cinco delas são acusadas de participar de uma organização criminosa armada que roubou uma carga de TVs de última geração, avaliada em R$ 300 mil, de uma transportadora, em Pinhais, na Grande Curitiba, no último dia 6. Na ocasião, vários bandidos armados entraram na transportadora e fizeram os funcionários reféns.
Segundo o delegado-titular do Cope, Luiz Alberto Cartaxo Moura, as investigações geraram nove mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos por cerca de 60 policiais civis e militares na última quarta-feira.
Foram presos Ivani Rosa da Silva, 50 anos; seu filho Ademar Severino da Silva, 27 anos; a esposa de Ademar, Bianca Jocasta Triunfo, 27 anos; a sogra de Ademar e mãe de Bianca, Elizete Maria de Fátima, 46 anos; e Ivonei Silveira Antunes, 35 anos. “Todos eles foram autuados por participar de organização criminosa armada”, explicou Cartaxo.
Na casa de Ivani foram encontrados três televisores da carga roubada e uma arma de fogo. Por isso, ela também foi autuada por posse ilegal de arma de fogo. Na casa de Ademar e Bianca foi encontrado outro TV roubado e com ela 50 gramas de maconha. Ela foi autuada também posse de substância entorpecente. Na casa de Elizete foram achados 100 gramas de pólvora. Ela irá responder por posse ilegal de substância explosiva.
Outros dois
Durante os cumprimentos dos mandados de prisão, outros dois homens foram presos pelo Cope pela P2, apesar de não fazerem parte da quadrilha. Na casa de Lucas Carline, 32 anos, foi encontrado um revólver 38. Já Alisson Fernandes Alves da Silva, 25 anos, estava em uma das casas e foi preso por possuir dois mandados de prisão em aberto.

Jovem fica em estado gravíssimo após ser atropelado por ônibus na faixa exclusiva da Rua XV


Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento
acidente onibus dentro
Jovem de 18 anos ficou gravemente ferido após ser atropelado (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

O jovem Wesley Oliveira, de 19 anos, ficou gravemente ferido após ser atropelado por um ônibus da Linha Sagrado Coração, no bairro Alto da XV, em Curitiba, na manhã desta quinta-feira (16). Segundo testemunhas, Wesley é funcionário de um lava-rápido na região e foi atingido na faixa exclusiva para ônibus na Rua XV de Novembro.
Wesley perdeu muito sangue porque bateu com a cabeça contra o para-brisa do coletivo. Ele foi encaminhado às pressas para um hospital de Curitiba. Foi necessário, inclusive, o apoio do médico do Siate do Corpo de Bombeiros, que é acionado para atender casos mais graves.
O motorista do ônibus, Pedro Laurek Sobrinho, 44, contou à Banda B que não deu tempo de frear. “A pista para os carros estava parada e o rapaz a atravessou e veio em direção ao ônibus. Tinha acabado de desembarcar uma passageira e quando arranquei acabou acontecendo o acidente”, explicou.
O Boletim de Ocorrência (BO) do caso foi feito pelo Batalhão de Polícia de Trânsito da Polícia Militar (Bptran).

Homem apontado como estuprador é morto a facadas em Curitiba


Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

estuprador
Vítima deixou rastros de sangue em duas quadras antes de morrer. Foto: JC/Banda B

Um homem com cerca de 40 anos foi morto a facadas na noite desta quarta-feira (15), no bairro Prado Velho, em Curitiba. A identidade da vítima ainda não foi confirmada e o crime estaria ligado ao fato de a população local apontar a vítima como estuprador de mulheres na região da Vila Torres. O suspeito de ter cometido o crime ainda não foi identificado.
O crime aconteceu por volta das 20 horas, na rua Josefina Zanier esquina com a Guabirotuba, bem em frente ao Portão 3 da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). De acordo com o soldado Rangel, do 12° Batalhão de Polícia Militar (BPM), a vítima era conhecida por algumas equipes policiais.
“Era um cara já conhecido um pouco pelos policiais daqui. Foi a facadas mesmo, dá para seguir o sangue que começou a marcar na quadra de cima. Nessas horas poucas pessoas contam o que viram”, disse o soldado à Banda B.
Durante o atendimento ao local de morte, a Polícia Militar (PM) informou que a vítima era apontada como estuprador na região e que, provavelmente, o crime estaria relacionado com isso. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Homem apontado como estuprador é morto a facadas em Curitiba


Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

estuprador
Vítima deixou rastros de sangue em duas quadras antes de morrer. Foto: JC/Banda B

Um homem com cerca de 40 anos foi morto a facadas na noite desta quarta-feira (15), no bairro Prado Velho, em Curitiba. A identidade da vítima ainda não foi confirmada e o crime estaria ligado ao fato de a população local apontar a vítima como estuprador de mulheres na região da Vila Torres. O suspeito de ter cometido o crime ainda não foi identificado.
O crime aconteceu por volta das 20 horas, na rua Josefina Zanier esquina com a Guabirotuba, bem em frente ao Portão 3 da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). De acordo com o soldado Rangel, do 12° Batalhão de Polícia Militar (BPM), a vítima era conhecida por algumas equipes policiais.
“Era um cara já conhecido um pouco pelos policiais daqui. Foi a facadas mesmo, dá para seguir o sangue que começou a marcar na quadra de cima. Nessas horas poucas pessoas contam o que viram”, disse o soldado à Banda B.
Durante o atendimento ao local de morte, a Polícia Militar (PM) informou que a vítima era apontada como estuprador na região e que, provavelmente, o crime estaria relacionado com isso. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Garota de 15 anos tira a roupa e se joga dentro de bueiro no Campina do Siqueira


Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

(Fotos: JC/Banda B)

Uma adolescente de 15 anos foi resgatada de dentro de um bueiro no fim da noite desta quarta-feira (15) no bairro Campina do Siqueira, em Curitiba. A garota estava completamente nua e visivelmente alterada. Pessoas contaram que viram o momento em que ela tirou a roupa, arrastou a tampa do bueiro e pulou. A garota foi resgatada sem graves ferimentos e encaminhada a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Campo Comprido.
De acordo com testemunhas, a adolescente pulou dentro do bueiro sozinha na rua Francisco Nadolny, esquina com a Professor Milton de Macedo Munhoz. Outras pessoas ouviram gritos e acionaram o Corpo de Bombeiros. Por volta das 23 horas, bombeiros chegaram no local e iniciaram o resgate.
Com transtornos psicológicos, a garota gritava e não dizia frases com sentido. Uma escada foi utilizada no resgate. “Pessoas que passavam por aqui escutaram gritos que vinham de dentro do bueiro. Ela está com transtornos psicológicos. Não fala coisa com coisa. A tampa é bastante pesada e ela arrastou sozinha. Olha, em 25 anos de polícia nunca tinha visto algo parecido”, disse o cabo Araújo à Banda B.
A garota não soube contar o motivo que a levou a pular dentro do bueiro, apenas confirmou que morava com a família no bairro São Braz. A adolescente foi coberta e levada a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Campo Comprido para uma avaliação psicológica.

Polícia prende suspeito de ser serial killer que matou 15 mulheres em Goias

Polícia diz que jovem confessou 39 mortes e crê em ação de serial killer

Ele admitiu homicídios contra mulheres que são investigadas por força-tarefa.
Polícia Civil voltou atrás e disse acreditar na atuação de assassino em série.


O vigilante Thiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, confessou à polícia, em depoimento nesta quarta-feira (15), que matou 39 pessoas em Goiânia. Desses homicídios, pelo menos oito seriam de moradores de rua e alguns de mulheres, cujas mortes já estavam sendo investigadas há dois meses pela força-tarefa da Polícia Civil.
Criada no dia 4 de agosto, a equipe de delegados investiga 16 mortes, sendo 15 mulheres e 1  homem. Segundo a assessoria da Secretaria de Segurança Pública informou ao G1, o vigilante confessou ter cometido todos esses homicídios. Já o titular da Delegacia de Homicídios, Murilo Polati, disse, nesta noite, que das mortes que o suspeito admitiu, apenas 13 fazem parte da investigação da força-tarefa.


Pela manhã, o secretário de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, anunciou que o vigilante confessou ter matado oito mulheres dos casos investigados pela força-tarefa. Em entrevista no fim desta tarde, o delegado-geral da Polícia Civil em Goiás, João Carlos Gorski, afirmou que Thiago confessou a morte de 16 mulheres, mas não explicou quem é a 16ª vítima.
O primeiro crime da série de assassinatos contra mulheres em Goiânia ocorreu em 18 de janeiro deste ano, quando Bárbara Luiza Ribeiro Costa, de 14 anos, foi executada no Setor Lorena Park.A morte mais recente foi a de Ana Lídia Gomes, baleada em um ponto de ônibus no Setor Conjunto Morada Nova, no dia 2 de agosto. Um motociclista passou pelo local e disparou contra a garota, que não resistiu aos ferimentos.
Entre as outras 13 mortes investigadas pela força-tarefa estão a da dona de casa Lílian Sissi Mesquita e Silva, de 28 anos, em 3 de fevereiro, de Janaína Nicácio de Souza, de 25 anos, e deBruna Gleycielle de Sousa Gonçalves, 26 anos, ambas mortas em 8 de maio. Todas as vítimas de série de assassinatos eram jovens, mas não tinham perfil parecido.
Assassinatos em série
Ao contrário do que foi divulgado pela polícia no início das investigações, o delegado-geral da Polícia Civil, João Gorksi, afirmou, nesta manhã, que se trata de um caso de assassino em série. "Eu acredito que é um serial killer. No começo, ele matava aleatoriamente. No fim, ele estabeleceu um padrão", afirmou. De acordo com a polícia, dentre os demais crimes cometidos pelo homem, estão mortes de moradores de rua e homossexuais. Os outros homicídios de mulheres não assumidos pelo vigilante continuarão sendo investigados.
Vítimas do suspeito de ser o serial killer, em Goiânia, Goiás (Foto: Arquivo Pessoal)Bruna, Janaína, Lílian e Ana Lídia estão entre as vítimas do suposto serial killer (Foto: Arquivo Pessoal)
A polícia afirma que há cerca de um mês as investigações já apontavam para o suspeito como autor dos crimes, mas ele só foi preso na terça-feira (14), na Avenida Castelo Branco, na capital. Com o suspeito foi apreendida uma motocicleta. Na residência dele também foi apreendido um revólver calibre 38. A polícia não informa a quantidade de material apreendido nem suas características. O homem está detido na Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios.
O advogado do suspeito, Thiago Huascar, disse que não tinha como se pronunciar sobre o caso, pois só teve acesso à procuração nesta manhã. “Vou aguardar os andamentos e ver o que está sendo a acusação contra ele”, informou o advogado.
Thiago Henrique Gomes da Rocha é apontado como serial killer em Goiânia Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Thiago Henrique é apontado como serial killer
(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
No ano passado, o Ministério Público Estadual ofereceu denúncia contra o suspeito por furtar uma placa de uma motocicleta no estacionamento de um supermercado de Goiânia. Imagens de câmeras de segurança mostram ele cometendo o crime (veja vídeo acima). Também no ano passado, ele foi preso em flagrante em uma motocicleta com placa roubada, mas foi solto.  O caso foi registrado no 5º Distrito Policial.
Segundo a Polícia Civil, o jovem foi identificado em imagens registradas por câmeras de segurança no último domingo (15), próximo à lanchonete em que uma mulher foi agredida por um motociclista. O caso foi incluído na força-tarefa. Segundo testemunhas, o motociclista de capacete vermelho atirou na jovem, mas a arma falhou. Então, ele deu um chute na boca dela.
Mapa dos assassinatos em Goiás (Foto: Arte/ G1)
Força-tarefa
A força-tarefa da Polícia Civil foi instaurada em 4 de agosto. A operação investiga 15 assassinatos de mulheres, a execução de um homem, a tentativa de homicídio contra uma jovem e uma agressão a outra.
Participam do grupo 16 delegados, sendo os nove da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), três que atuam em outras delegacias e mais três do interior do estado. Além deles, 30 agentes e dez escrivães integram a equipe.
Segundo a polícia informou no início das investigações, os crimes tiveram dinâmica semelhante e em todos eles os autores foram motociclistas. Porém, a corporação dizia não acreditar na ação de um serial killer porque os veículos usados eram de marcas e cilindradas diferentes, além das descrições físicas dos suspeitos não serem as mesmas.
Suspeitos
Até agora, outros dois homens haviam sido detidos por suposto envolvimento nas mortes. Um deles, que não teve a identidade revelada, foi preso em flagrante no mês de agosto na cidade de São Luís de Montes Belos, a 120 km da capital. Na casa de parentes do rapaz foi encontrada uma moto roubada desmanchada, que, segundo a Polícia Militar, era semelhante a utilizada nos crimes contra as jovens.
Ele acabou condenado no último dia 22 de setembro por receptação. O homem foi sentenciado a dois anos e seis meses de prisão pelo crime, mas não se comprovou a participação dele na execução das mulheres.
O outro suspeito é o entregador Leandro Cardoso de Oliveira, que cumpria pena em regime semiaberto e usava tornozeleira eletrônica. Em agosto, a Justiça decretou a prisão preventiva dele pelo suposto envolvimento na tentativa de homicídio de uma jovem de 18 anos, no Setor Jardim América. Dias depois, ele acabou liberado por falta de provas.