Em 2010, Dilma elogiou Aécio e pregou “dobrada” de PT-PSDB em Minas


dilma - folha - 2010
Matéria da Folha de S. Paulo de 8 de abril de 2010, mostra uma Dilma Rousseff (PT) bem diferente dos debates que vem travando com Aécio Neves (PSDB) na campanha presidencial de 2014. “Respeito muito o governador Aécio Neves”, disse Dilma na época. A petista chamou Aécio de “governador exemplar”, disse esperar que em Minas o PT e Aécio tenham “a melhor relação possível” e admitiu a possibilidade de o eleitor mineiro votar em uma dobradinha PT-PSDB para presidente e para governador.
Leia a seguir a íntegra da reportagem.



Folha de S. Paulo: Dilma elogia Aécio e prega “dobradinha” PT-PSDB em MG
No segundo dia de sua viagem a Minas Gerais, a pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, abandonou o tom beligerante que vinha dirigindo ao PSDB, elogiou o ex-governador Aécio Neves e defendeu que o eleitor mineiro vote nela e no tucano Antonio Anastasia para o governo -compondo a chapa “Dilmasia”, ou “Anastadilma”, que ela disse preferir.
O elogio a Aécio, que deixou o governo para concorrer ao Senado, foi feito em entrevista à rádio Itatiaia: “Respeito muito o governador Aécio Neves”.
Ela o chamou de “governador exemplar”, disse esperar que em Minas o PT e Aécio tenham “a melhor relação possível” e admitiu a possibilidade de o eleitor mineiro votar em uma dobradinha PT-PSDB para presidente e para governador.
Dilma falava sobre a eventualidade de ocorrer algo semelhante a 2002 e 2006, quando Aécio foi eleito governador, mas Lula foi o mais votado para presidente em Minas -o voto “Lulécio”. Agora, a dobradinha seria entre ela para o Planalto e Anastasia para o governo, o que vem sendo chamado pela mídia mineira de “Dilmasia”.
“A gente não escolhe a forma pela qual o povo monta as alianças. É possível que ocorra: como houve o “Lulécio”, [é possível] a “Dilmasia”. Eu acho até melhor a inversão, né? “Dilmasia” é meio esquisito. “Anastadilma”, qualquer coisa assim”, afirmou Dilma.
Ao defender a chapa híbrida, Dilma aposta no desgaste da relação entre Aécio e José Serra, seu adversário na disputa pela Presidência. O ex-governador de São Paulo ainda sonha atrair o mineiro para sua chapa.
O flerte com os tucanos, por outro lado, cria um embaraço para a própria Dilma, uma vez que o PT tem dois pré-candidatos em Minas: o ex-ministro Patrus Ananias e o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel. Além disso, o partido discute a possibilidade de apoiar o peemedebista Hélio Costa para o governo.
A declaração da petista repercutiu mal. Hélio Costa afirmou que uma eventual chapa “Anastadilma” faria tanto sentido quanto uma hipotética parceria entre ele e Serra. “Isso [o "Anastadilma'] é tão estranho como um “Serrélio'”,disse.
Ontem, Dilma voltou a atacar Serra, afirmando que não há como ele ficar desvinculado do governo FHC, pois foi ministro do Planejamento e da Saúde na era tucana: “Acho que o ex-ministro José Serra vai ter que ser analisado no quadro do governo FHC. Eu não escondo o Lula. Espero que ele não esconda o governo do qual participou”.
Dilma tem procurado reforçar a sua origem mineira -nasceu em Belo Horizonte e depois foi para o Rio Grande do Sul- e diz que agora costuma usar interjeições gaúchas e mineiras, como “barbaridade, uai”.
Após 42 anos, ela voltou ontem à escola onde cursou em BH o atual ensino médio. Ouviu apelos de professores -que reivindicaram aumento- e de alunos -que querem a sua ajuda para evitar uma greve.
Depois, numa livraria na zona sul, onde foi rever três amigos, ganhou um livro e uma foto de quando tinha 12 anos.
Na rádio, ela foi questionada sobre sua participação no combate ao regime militar e, ao falar do assunto, citou uma ficha apócrifa que circulou na internet com acusações a ela.
Essa ficha foi motivo de uma reportagem da Folha, a qual Dilma citou, acrescentando que o jornal “retificou o que tinha escrito” e que ela agradecia isso ao ex-ombudsman Carlos Eduardo Lins da Silva.
Também foi questionada se estava namorando: “Infelizmente, não. As pessoas devem se apaixonar. É muito bom”.

‘Exercício permanente de mau caratismo’, diz Traiano sobre declaração de Requião

traiano 2
Ademar Traiano (PSDB) ficou indignado com a declaração de Roberto Requião. Via twitter, o senador disse que Aécio Neves negou socorro a Dilma Rousseff no momento em que a petista teve uma queda de pressão, logo após o debate. Traiano lembrou que Aécio estava do outro lado do estúdio, distante do ocorrido, e que a acusação de Requião é desprovida de qualquer sentido: “É um exercício permanente de mau caratismo. Polemizar em cima dessa questão não tem o menor fundamento”, disse.
Veja a declaração de Requião, no twitter:
requião - twitter 17.10

IstoÉ Sensus: Aécio está 13 pontos à frente de Dilma


IEpag56a58Pesquisa_Attuch√.indd
Da IstoÉ:
Pesquisa IstoÉ/Sensus realizada entre a terça-feira 14 e a sexta-feira 17 mostra a consolidação da liderança de Aécio Neves (PSDB) sobre a petista Dilma Rousseff no segundo turno da sucessão presidencial. De acordo com o levantamento, o tucano soma 56,4% dos votos válidos, contra 43,6% da presidenta. Uma diferença de 12,8 pontos percentuais, que representa cerca de 19,5 milhões de votos. Se fossem considerados os votos totais, Aécio teria 49,7%; Dilma, 38,4%; e 12% dos eleitores ainda se manifestam indecisos ou dispostos a votar em branco.
A pesquisa indica que nessa reta final da disputa os dois candidatos já são bastante conhecidos pelos eleitores. O índice de conhecimento de Dilma é de 94,4% e de Aécio, de 93,3%. “Com os candidatos mais conhecidos, a tendência é a de que o voto fique mais consolidado”, afirma Ricardo Guedes, diretor do Instituto Sensus. O levantamento, que ouviu 2.000 eleitores de 24 Estados, sob registro BR-01094/2014 no TSE, revela também a liderança de Aécio Neves quando não é apresentado ao eleitor nenhum candidato. Trata-se da chamada resposta espontânea. Nesse quesito, o tucano foi citado por 48,7% dos entrevistados e a petista, que governa o País desde janeiro de 2011, por 37,8%.
Realizada em 136 municípios, a pesquisa também constatou que a campanha petista não conseguiu reduzir o índice de rejeição à candidata Dilma Rousseff. Quase metade do eleitorado, 45,4%, afirma que não admite votar na presidenta de maneira alguma. Com relação ao tucano, segundo o levantamento, a rejeição é de 29,9%. “Isso significa que a margem de crescimento da candidata Dilma é menor do que a de Aécio”, avalia Guedes.
Os números mostram, segundo a pesquisa, uma forte migração para o senador tucano dos votos que foram dados a Marina Silva (PSB) no primeiro turno. “Hoje estamos juntos em torno de um programa para mudar o Brasil”, disse Marina na sexta-feira 17, ao se encontrar com Aécio em evento público na zona oeste de São Paulo.
Desde 1989, quando o Brasil voltou a eleger diretamente o presidente da República, é a primeira vez que um candidato que terminou o primeiro turno em segundo lugar começa a última etapa da disputa na liderança. A pesquisa Istoé/Sensus divulgada no sábado 11 já apontava esse movimento, quando revelou que Aécio estava com 52,4% das intenções de voto. Na última semana, os levantamentos que são feitos diariamente pelo comando das duas campanhas também mostraram a liderança de Aécio. É com base nessas consultas que tanto o PT como o PSDB planejam a última semana de campanha. E tudo indica que o tom será cada vez mais quente. No PT há uma divisão. Um grupo sustenta que a campanha deve aumentar o tom dos ataques contra Aécio e outro avalia que a presidenta deva imprimir um ritmo mais propositivo à campanha. O mais provável, no entanto, é que a campanha de Dilma continue a jogar pesado contra o tucano. Segundo Humberto Costa, líder do PT no Senado, o partido vai insistir na tese de que é necessário “desconstruir a candidatura tucana”. “Não basta ficar defendendo nosso governo”, disse o senador na sexta-feira 17. Claro, trata-se de um indicativo de que a campanha de Dilma vai continuar usando do terrorismo eleitoral. “Se deu certo contra Marina, deverá dar certo contra Aécio”, afirmou Costa.
No QG dos tucanos, a ordem é não deixar nada sem resposta e continuar mostrando ao eleitor os inúmeros casos de corrupção que marcam as gestões petistas, particularmente os quatro anos do governo de Dilma. “Não podemos nos colocar como vítimas. O que precisamos é mostrar nossas propostas, mas em nenhum momento deixar de nos defender com veemência das armações feitas pelos adversários”, disse um dos coordenadores da campanha de Aécio Neves. “Marina tentou apenas fazer a campanha propositiva e acabou atropelada pela máquina de calúnias do PT.” Nessa última semana de campanha, Aécio vai intensificar a agenda em Minas e no Nordeste, principalmente na Bahia, em Pernambuco e no Ceará. Não está descartada a possibilidade de que os nomes de novos ministros venham a ser divulgados pelo candidato.

Por orientação médica, Dilma Rousseff cancela compromissos no Rio


dilma pressão debate2
Do Globo:
A presidente Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, cancelou as agendas que faria neste sábado no Rio de Janeiro. Por orientação médica, a petista vai descansar durante o fim de semana e se preparar para o debate à noite da TV Record. Dilma tinha compromissos com os candidatos ao governo Luiz Fernando Pezão (PMDB) e Marcelo Crivella (PRB), que fazem parte de sua base aliada. A presidente transferiu os encontros com os aliados para segunda e quarta-feira.
A nova programação de Dilma no Rio foi definida na manhã desta sexta-feira durante um encontro de petistas fluminenses com a coordenação nacional da campanha da presidente, no Sindicato dos Bancários, no Centro.
– Foi cancelado, por orientação médica, para ela repousar no sábado e também para se preparar para o debate de domingo. Mas o (vice-presidente) Michel Temer estará, no sábado, na Portela com um ministro, provavelmente com o (Aloízio) Mercadante (Casa Civil) – disse Jorge Florêncio, um dos coordenadores estaduais da campanha de Dilma no Rio e que esteve na reunião à tarde.
À noite, depois de conversar com assessores do Comitê Nacional de Campanha de Dilma, Florêncio disse ao GLOBO que houve um “mal entendido”:
– Eu ratifico. Houve um mal entendido. (O cancelamento) Foi apenas para ela descansar.
Em um breve ato de campanha em Bonsucesso, Zona Norte do Rio, nesta sexta-feira, Crivella afirmou que o motivo do adiamento teria sido a debilidade da saúde de Dilma.
– Me disseram o seguinte: a presidente precisa descansar. Então vamos adiar para quarta. Aí me ligaram agora e me disseram que ela está mais animadinha, fortalecida, então ela quer vir segunda, fazer uma agenda com todo mundo: eu, ela, Garotinho, Lindbergh, em uma comunidade carente próxima do aeroporto, para evitar grandes deslocamentos para ela – afirmou Crivella.
No entanto, o Comitê Nacional da Campanha de Dilma, em Brasília, informou que o cancelamento não ocorreu por motivos de saúde. Segundo o comitê, as agendas da presidente no estado com Pezão e Crivella ainda estavam em construção e que em nenhum momento as confirmou para o fim de semana.
“O comitê da campanha da presidenta Dilma Rousseff à reeleição esclarece que não é verdade que a presidenta mudou sua agenda por recomendação médica. A presidenta goza de ótima saúde e hoje (sexta-feira) realizou atividades em Florianópolis e Curitiba. A agenda da presidenta no Rio foi transferida para a semana que vem. Amanhã (sábado), em Brasília, ela fará gravações para o programa de TV”, diz a nota. Ao colunista Ancelmo Gois, o ministro Thomas Traumann diz que “não é verdade que a presidenta mudou sua agenda por recomendação médica”. Segundo ele, “a presidenta goza de ótima saúde e hoje realizou atividades em Florianópolis e Curitiba”.
Após o último debate, realizado no SBT, Dilma passou mal enquanto dava uma entrevista ao vivo na emissora. Porém, na madrugada desta sexta-feira, a presidente divulgou um vídeo para dizer que estava tudo bem com a saúde. Intitulado “Pronto pra Luta”, o depoimento foi exibido nas redes sociais. A petista afirmou estar se sentindo “muito bem” e pronta “para mais um dia de luta”.
As agendas de Dilma no Rio são estratégicas para que a presidente conquiste os votos da ex-candidata do PSB à Presidência, Marina Silva. No estado, a ex-senadora ficou em segundo lugar com 2.592.292 votos. Dilma chegou em primeiro, com 2.971.736. O candidato do PSDB, Aécio Neves, conquistou 2.249.662.
Na segunda-feira, Dilma fará caminhada com Crivella, a partir das 9h, em Jardim Catarina, em São Gonçalo, segundo maior colégio eleitoral do estado. A concentração será na Rua dos Paralelepípedos. Às 10h30m, a presidente fará carreata com Pezão em Padre Miguel e Bangu, bairros da Zona Oeste. A saída será na Rua do Bom Sossego.
Já na quarta-feira, a petista vai participar da caminhada “Mulheres de coração valente com Dilma”, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A concentração será na Praça Roberto Silveira, no Centro do município. Ao meio-dia, a presidente pedirá votos na Feira de São Cristóvão. Às 18h, ela marcará presença em um comício na Cinelândia. A expectativa é de que o ex-presidente Lula compareça.

Telhado de hospital desaba e 400 pacientes são transferidos na RMC


De Luan Galani, Gazeta do Povo:
Aproximadamente 400 pacientes adultos e alguns bebês que estavam internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal do Hospital e Maternidade Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba, tiveram que ser transferidos para o prédio mais novo do hospital, no bairro São Jerônimo. O telhado do prédio antigo, no Centro da cidade, onde estavam todos os pacientes desabou por causa da chuva forte no fim da tarde desta sexta-feira (17), por volta das 17 horas.
Ambulâncias do próprio hospital, da prefeitura de Campo Largo e de particulares foram acionados para realizar a transferência de todos os pacientes. De acordo com a administração do hospital, ninguém se feriu por causa do desabamento, mas vários equipamentos e materiais hospitalares foram danificados. Todos os pacientes transferidos passam bem, ainda segundo o hospital.

Engenheiro e menina de 9 anos morrem em acidente que deixou outros sete feridos na BR-376


Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha

Fotos: Juliano Cunha – Banda B

Um engenheiro e uma menina de nove anos morreram no começo da tarde desta sexta-feira (17) em um acidente que envolveu quatro carros e uma motocicleta no quilômetro 615 da BR-376, próximo a saída de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um veículo Celta que seguia no sentido Santa Catarina teria perdido o controle e ocasionado o acidente na pista contrária.
Além dos dois mortos, outras sete pessoas teriam ficado feridas, sendo que duas em estado grave. Essas em especial tiveram o socorro aéreo da PRF.
O engenheiro Edson Yurk, de 56 anos, dirigia um veículo Sandero da empresa que trabalhava. A outra vítima fatal não foi identificada, mas era passageira do Celta que ocasionou o acidente. Outras sete pessoas estão feridas e foram socorridas.
Equipes da concessionária Autopista Litoral Sul chegaram a bloquear ambos os sentidos da via para o atendimento das vítimas. No sentido Curitiba, o tráfego chegou a ser desviado por uma via marginal.
O trânsito está parado na região para o atendimento.

Datafolha: Rio e RS mostram empate técnico entre Dilma e Aécio


Do Globo:
Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira em quatro estados verificou as intenções de voto para a disputa presidencial. O instituto aproveitou o levantamento feito para verificar a corrida eleitoral pelos governos do Rio, do Distrito Federal, do Rio Grande do Sul e do Ceará para aferir como os eleitores locais pretendem votar ao Palácio do Planalto. Rio e Rio Grande do Sul, terceiro e quinto maiores colégios eleitorais do país, respectivamente, mostraram disputa acirrada entre Dilma e Aécio. A petista aparece com 51% das intenções de voto, contra 49% do tucano entre os fluminenses, e com 49% a 51% entre os gaúchos. Ou seja, em empate técnico nos dois estados – a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Os números se referem aos votos válidos, excluindo-se do cálculo os votos em branco, nulos e os indecisos, mesmo método utilizado pela Justiça Eleitoral na divulgação do resultado oficial da eleição.
Já no Ceará, lavada da candidata à reeleição, que ganha por 73% a 27%. No Distrito Federal, é o tucano quem tem vantagem, 65% a 35%.
Rio e Rio Grande do Sul – que tem peso eleitoral na decisão nacional de 8,5% e 5,9%, respectivamente – apresentaram resultados bem próximos ao do apanhado geral feito pelo Datafolha entre os dias 14 e 15 de outubro, o mais recente do instituto na corrida presidencial. Aécio aparece com 51% dos votos, contra Dilma 49%, no levantamento que tem como margem de erro dois pontos percentuais para mais ou para menos.
DISPUTA NO RIO
No terceiro colégio eleitoral, os entrevistados que declararam voto em branco ou nulo representaram 9%. Outros 6% disseram não saber em quem irão votar ou não responderam à pesquisa.
O Datafolha ouviu 1.486 eleitores em 36 municípios no dia 15 de outubro. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
A pesquisa no Rio, encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”, foi registrada no Tribunal Eleitoral Regional (TRE) sob o protocolo RJ-00069/2014 e no Tribunal Superior eleitoral sob o registro BR-01098/2014.]

Paulo Roberto Costa foi convidado para ser ministro de DILMA


Foto: Geraldo Magela / Agência Senado costaGERALDO_MAGELA_AG_SENADO
De Amanda Audi Gazeta do Povo:
O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa teria sido convidado para assumir o Ministério das Cidades em março deste ano, poucos dias antes de ser preso pela Polícia Federal (PF) na Operação Lava Jato. A informação consta de uma troca de mensagens entre o doleiro Alberto Youssef e o deputado federal Luiz Argôlo (SD-BA) de 13 março – mesmo dia em que foi anunciada a substituição de seis ministros, entre eles o das Cidades, pela presidente Dilma Rousseff (PT). A conversa foi interceptada pela PF e estava sob sigilo até o início deste mês. Os diálogos não deixam claro se o convite teria sido feito pela própria presidente ou pelo PP, partido que controla o ministério.
Na primeira mensagem, enviada às 19h34, Argôlo pergunta para Youssef: “Vc sabia q chamaram PR pra assumir o Ministério?? E ele n quis. Aguinaldo [Ribeiro, o ministro] saiu hoje” (sic). Segundo as investigações, a sigla PR era usada para citar Paulo Roberto Costa. Youssef responde: “Sabia. Ele já tinha me contado”. E em seguida completa: “Foi a melhor coisa q ele fez [não ter aceitado]” (sic).
A troca de mensagens ocorreu exatamente uma semana antes de Costa ser preso por ocultar provas da Operação Lava Jato – que foi deflagrada em 17 de março. À época, Dilma promovia uma reforma ministerial que tinha dois objetivos: liberar ministros que seriam candidatos e pacificar a tensão com o “blocão dos insatisfeitos” do Congresso indicando aliados dos partidos da base.
O Ministério das Cidades faz parte da “cota” do PP, partido que indicou Costa para a diretoria que ele ocupou na Petrobras. Além disso, Youssef é apontado como o operador do esquema de desvio de dinheiro da estatal dentro do partido – que também envolveria o PMDB e o PT, segundo as investigações da PF. Antes de entrar no Solidariedade (SD), Argôlo era filiado ao PP. O deputado responde a processo de cassação de mandato pela relação com o doleiro.
O ex-ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro (PP) deixou o cargo para ser candidato a deputado federal pela Paraíba (e foi eleito). Na época de sua saída, Dilma garantiu à sigla aliada que a pasta continuaria sendo do partido. Publicamente, foi cogitado o nome do senador Ciro Nogueira (PI), presidente nacional do PP. Mas Gilberto Occhi, que era vice-presidente da Caixa Econômica pela cota do partido, acabou sendo nomeado.
Provável
O advogado de Paulo Roberto Costa, João Mestieri, afirmou que “não acha improvável” que o cliente tenha sido convidado a assumir um ministério. “Ele pediu demissão [da Petrobras] e saiu com os elogios que merecia. Se mais tarde alguém o convidou [para ser ministro], ele deve ter dado coerentemente a negativa”, disse. Segundo o advogado, Costa não queria mais ter “nenhum tipo de relação com isso, com o governo, com coisas desse tipo”, disse.
Mestieri relata ainda que o desligamento de Costa do governo “foi um processo difícil”. E que hoje o ex-diretor, depois de ter firmado o acordo de delação premiada em que detalhou o esquema, está tentando “reencontrar o seu próprio eu”. “É um caminho de redenção.”
Por e-mail, o Ministério das Cidades respondeu apenas que “desconhece esse assunto”. A reportagem procurou ainda a assessoria da Presidência, mas não obteve retorno. Os advogados de Youssef e Argôlo também não responderam aos pedidos da reportagem. O Ministério Público Federal (MPF) e a PF, que conduzem as investigações, não comentaram o assunto.

Aécio encontra Marina ‘sem coque’ e compara união à aliança que elegeu Tancredo Neves


2014101716577
Aécio Neves e Marina Silva tem primeiro encontro publico após anúncio de apoio em São Paulo – Marcos Alves / Agência O Globo
De O Globo:
SÃO PAULO – No primeiro encontro público com Marina Silva, ocorrido na manhã desta sexta-feira em São Paulo, o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, afirmou que este é o momento mais importante da campanha e comparou a união com a ex-ministra à aliança democrática que elegeu seu avô Tancredo Neves no colégio eleitoral, em 1985.
— Deixo de ser um candidato de uma coligação e passo a ser o candidato de um movimento de mudança — declarou o tucano.
Marina surpreendeu o público ao aparecer com os cabelos soltos pela primeira vez desde o início da campanha, sem o tradicional coque.
— Ouço com alegria a sua manifestação de que trabalha por um movimento, o movimento de mudança.
O evento contou com participações de tucanos, como o candidato a vice-presidente Aloysio Nunes e o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman, e aliados de Aécio, como o deputado federal reeleito Paulinho da Força (SD). Também estiveram presentes políticos do PSB, como Beto Albuquerque, candidato a vice nessas eleições, e Paulo Câmara, governador eleito de Pernambuco, além de pessoas próximas a Marina e a seu grupo político Rede Sustentabilidade como Guilherme Leal, candidato a vice-presidente em 2010, e Miro Teixeira.
O encontro foi filmado e deve ser aproveitado no programa eleitoral do candidato tucano.
Terceira colocada no primeiro turno, Marina anunciou apoio a Aécio no último domingo, depois que o tucano se comprometeu a assumir propostas defendidas por ela, como o fim da reeleição, a reforma agrária e questões ambientais.

Chaminé de costelão pega fogo no Hauer e bombeiros impedem que chamas se alastrem


Por Elizangela Jubanski

costelao3
Chamas foram controladas pelos bombeiros e ninguém se feriu. Foto: Marcão/Banda B

costelao2
Fumaça assustou moradores. Foto: Marcão/Banda B
O Corpo de Bombeiros foi acionado na manhã desta sexta-feira (17) para conter um princípio de incêndio no Costelão do Gaúcho, no bairro Hauer, em Curitiba. A chaminé pegou fogo e a fumaça assustou os moradores e comerciantes próximos. Ninguém se feriu e o trânsito ficou congestionado no local.
As chamas na chaminé do restaurante começaram por volta das 8 horas. Funcionários do Costelão, que fica na rua Júlio César Ribeiro de Sousa, acionaram o Corpo de Bombeiros, que conteve o fogo em cerca de vinte minutos. Nenhum funcionário ficou ferido e a ação rápida dos bombeiros evitou que o fogo não se alastrasse.
De acordo com o CB, poucos materiais e objetos foram danificados. Não há confirmação sobre o que teria ocasionado as chamas. Houve congestionamento na região durante o trabalho de rescaldo dos bombeiros.

Carro se envolve em acidente e tomba no Bigorrilho; criança fica ferida


Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

bigorrilho
Motorista disse que estava distraída. Foto: BH/Banda B

Um acidente no bairro Bigorrilho, em Curitiba, deixou uma criança ferida na manhã desta sexta-feira (17). Um veículo Fiesta e um Vera Cruz colidiram lateralmente no cruzamento da rua Padre Anchieta esquina com a Presidente Taunay. Uma criança de 10 anos que estava no banco de trás teve ferimentos na perna e foi encaminhada ao Hospital Evangélico.
bigorrilho1
Outro veículo teve poucas danos materiais. Foto: BH/Banda B
De acordo com testemunhas, o Fiesta seguia pela Padre Anchieta, sentido bairro, e o Vera Cruz pela Presidente Taunay quando aconteceu a colisão. A motorista do Fiesta chegou a falar para os socorristas que estava distraída, mas não há confirmação sobre qual dos veículos teria avançado o sinal vermelho.
A motorista e a passageira do Fiesta, que tombou com a colisão, não ficaram feridas. Já o garoto de estava no banco de trás teve ferimentos na perna e foi socorrido. Outro menino, com cerca de 3 anos, que estava na cadeirinha não teve nenhuma escoriação. Do outro veículo, nenhum ferido. “Embora o impacto tenha sido grande, não temos ninguém em estado grave, ainda bem”, disse o cabo Emerson do Siate.
O trânsito não ficou bloqueado e não houve registro de congestionamento no local. O Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran) atendeu a ocorrência.

Casal passa madrugada em motel, mas noite de amor termina com a presença da polícia


Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

O fim da noite romântica não foi tão boa assim. Depois de escolher uma suíte luxuosa e passar cerca de 4 horas em um motel na BR-277, na altura do bairro Santo Inácio, em Curitiba, um casal terminou em maus lençóis. Um desacordo comercial levou a Polícia Militar (PM) até o local para acalmar os ânimos.
Por volta das 7h15, o casal deixou a suíte e se preparava para ir embora quando, no momento em que recebeu o valor da conta, ficou revoltado. O rapaz, na verdade, não concordou com o valor apresentado na saída e disse que não pagaria. Ele se recusava a pagar um determinado produto adicionado na conta.
A funcionária do motel acionou a Polícia Militar do 12º BPM, que foi até o local. Enquanto a garota – com um leve rubor no rosto – se encolhia no banco do passageiro, o rapaz concordou em pagar o valor integral, mas só com a presença da polícia.

Delegado nega que presos são tratados pela polícia igual a bichos: “É muito pior do que isso”


Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique


O delegado Hertel Rehbein, da Delegacia de Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, fez um desabafo nesta sexta-feira (17). Em entrevista à Banda B, Rehbein disse ser contra ao folclore de que a polícia trata os presos como bichos. Para ele, é muito pior. “Os bichos têm muito mais benefício e melhor tratamento do que eles”, disse o delegado, após na tarde de ontem os 14 presos que estão em duas celas da delegacia de Tamandaré terem iniciado uma rebelião por melhores condições. O detalhe é que em cada cela de seis metros quadrados cabe apenas uma pessoa.
Rehbein reclama que não adianta mantê-los nessas condições, porque não há ressocialização e o preso sai pior do que entrou. “No Zoológico os animais têm sol, carinho e médico veterinário. Aqui os presos não têm direito nenhum e são tratados da pior forma, porque não existe condições de tê-los na delegacia”, afirmou.
tamandare
(Foto: Reprodução Google)
De acordo com o delegado, o problema da superlotação voltou porque a transferência de presos nas delegacias não está sendo cumprida, conforme é a determinação do governador reeleito Beto Richa (PSDB). “Nós estamos desse jeito de novo, com a polícia imobilizada e cuidando de preso”, lamentou.
Procurada pela reportagem, a Secretaria de Justiça do Paraná (Seju) informou que, semanalmente, 80 presos de Curitiba e região são transferidos para as penitenciárias e que esse processo é gradativo.

Bandidos explodem caixa eletrônico de posto de combustível no Barreirinha


Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento


Cinco bandidos armados com capuz e armas longas explodiram o caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal (CEF) em um posto de combustíveis na Av. Anita Garibaldi, no bairro Barreirinha, em Curitiba, na madrugada desta sexta-feira (17). Eles fugiram com o dinheiro e não foram localizados, no segundo ataque seguido na região.
postodecombustiveis
Posto de combustíveis teve parte danificada com a explosão (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)
O soldado Nascimento, da Polícia Militar, contou àBanda B o que foi apurado com testemunhas do crime. “Eles renderam os vigilantes e fizeram a explosão, danificando parte da loja de conveniência do posto. Fugiram em um Hyundai I30 e em motocicletas”, descreveu.
A Gangue da Dinamite atacou pela segunda vez seguida na região. Ontem, o caixa explodido foi do Banco Santander, no bairro Ahú.

Irmãos são presos após assaltar e capotar veículo da família na Estrada da Ribeira entre Colombo e Bocaiuva


Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo


Dois irmãos foram presos depois de assaltar uma chácara e capotar o carro da família na noite desta quinta-feira (16) na BR-476, Estrada da Ribeira, entre Colombo e Bocaiúva do Sul, na região metropolitana de Curitiba. Rodrigo dos Santos, 22 anos, e Rominique Ribeiro dos Santos, 20 anos, foram detidos em flagrante e o terceiro comparsa deles, que estava armado, conseguiu fugir.
Segundo informações da Polícia Militar, três homens invadiram uma chácara em Tunas do Paraná e fugiram levando o veículo da família, uma Montana, de cor vermelha, com placas de Reserva. As vítimas acionaram a PM, que começou um patrulhamento. Na Estrada da Ribeira, próximo ao limite dos municípios da região metropolitana de Curitiba, os policiais de Bocaiúva cruzaram com o carro e acionaram os policiais de Colombo.
No quilômetro 98 os marginais perderam o controle do carro, atingiram um barranco e capotaram o veículo. “Acionamos o socorro, mas os dois tiveram ferimentos leves. Podemos dizer até que tiveram sorte porque o carro estava em alta velocidade quando capotou. O terceiro que estava com eles conseguiu fugir com um revólver calibre 38”, contou o tenente Werner, do 22º Batalhão da PM.
Os dois presos são irmãos, foram encaminhados para atendimento médico, mas depois seriam levados para a Delegacia de Colombo, onde seriam reconhecidos pela vítima do assalto.