Colegas de trabalho ficam 'surpresos' com confissão do suposto serial killer


Vigilantes que atuam em hospital de Goiânia dizem que suspeito era 'calado'.
Empresa na qual ele trabalhava afirma que conduta era 'irrepreensível'.

Fernanda BorgesDo G1 GO
Tiago Henrique Gomes da Rocha é apontado como autor de 39 mortes em Goiânia, Goiás (Foto: Luísa Gomes/G1)Tiago Henrique Gomes da Rocha é apontado como
autor de 39 mortes (Foto: Luísa Gomes/G1)
Colegas de trabalho do vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, apontado como autor de 39 mortes, em Goiânia, afirmam estar surpresos com o caso . “Sempre o vi por aqui, mas nunca imaginei que ele seria capaz de cometer crimes dessa forma e ainda confessar. Ele era muito calado, não conversava muito, mas nunca desconfiei de nada”, afirmou um vigilante, que não quis ser identificado, em entrevista ao G1.
Tiago trabalhava desde agosto deste ano na empresa de segurança Grupo Fortesul, que tem sede em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Ele prestava serviços de vigilância no Hospital Materno Infantil (HMI), no Setor Oeste, no período noturno.
“Ele sempre foi exemplar, chegava mais cedo para o trabalho, pois fazia o turno das 19h às 7h, e ficava na dele. Eu o rendia em um dos postos, mas ele mal me respondia um bom dia, talvez pelo fato de eu ser mulher. Não dá para acreditar que estávamos ao lado de um possível assassino em série o tempo todo”, relatou uma vigilante, que também não quis se identificar.

O Grupo Fortesul informou, em nota, que a empresa foi “surpreendida” pelas notícias veiculadas pela imprensa e que irá aguardar o andamento das investigações. Segundo a companhia, o vigilante “apresentava condutas irrepreensíveis em seu ambiente de trabalho”.
Os colegas disseram que nunca viram Tiago acompanhado e que ele demonstrava ser tímido. “Como ele ficava na dele, caladão, a gente também não puxava muito papo. Eu pensava que era por causa da timidez, mas agora depois de tudo isso, de ele ter confessado as mortes, já desconfio que ele não era muito normal mesmo”, ressaltou o colega.

Em entrevista na tarde de sexta-feira (17), Tiago disse que gostaria de pedir desculpas à mãe dele e às famílias das vítimas pelos crimes que cometeu. Ele não respondeu se acredita ser doente mental, mas falou em "arrependimento" e afirmou querer um tratamento médico para se livrar do que ele define como "sentimento de raiva".
A empresa ressaltou, ainda, que Tiago estava em fase de contrato de experiência e atuava na área de vigilância desarmada. Ele passou por todo um processo de seleção, no qual apresentou todos os documentos solicitados, incluindo o diploma de formação de vigilantes “em escola autorizada pelo Ministério da Justiça, com registro de certificado junto à Polícia Federal”, e foi aprovado também no exame psicotécnico e admissional.
Já assessoria de imprensa do HMI confirmou ao G1, também por meio de nota, que Tiago iniciou as atividades na unidade no último dia 1º de agosto e que ele prestava serviços no período noturno, em regime de plantão.
Tiago prestava serviço como vigilante no Hospital Materno Infantil (Foto: Fernanda Borges/G1)Tiago prestava serviço como vigilante no Hospital
Materno Infantil (Foto: Fernanda Borges/G1)
Comportamento estranho
Tiago morava com a mãe em uma casa no Setor Conjunto Vera Cruz II, em Goiânia. Na vizinhança, todos dizem que ele era introspectivo e não conversava com ninguém. “Ele chegava, entrava de capacete. Não tinha intimidade com ninguém. Nunca vi ele chegar com alguém na garupa da moto, nem mulher, nem colega, só chegava sozinho. É incrível a gente morar ao lado da pessoa que a gente não conhece”, afirmou uma vizinha, que não quis se identificar.
Uma jovem que conviveu com Tiago desde a infância afirmou que, antes de conseguir o emprego como vigilante, ele estava fazendo muito consumo de bebidas alcoólicas. “Ele não conversava com ninguém e só andava nas ruas de cabeça baixa”.

Os vizinhos relataram que estranham um comportamento de Tiago, já que ele costumava tirar a moto da garagem já de capacete e ficava parado por um tempo, acelerando o veículo, encarando as mulheres que passavam. “Eu tinha uma namorada que ficava com medo. E aí, claro, que eu queria tirar satisfação com ele, mas ela não deixou, pois disse que ele [Tiago] era estranho”, afirmou um vizinho, que também pediu anonimato.
'Raiva da sociedade'
Os delegados que integram uma força-tarefa da Polícia Civil, que investiga uma série de assassinatos contra mulheres na capital, colheram depoimentos do suspeito. Além de confessar os crimes e dizer que agia após o consumo de bebidas alcoólicas, Tiago também alegou que foi abusado sexualmente por um vizinho quanto tinha 11 anos, o que o teria deixado "traumatizado".
Os depoimentos ocorreram na Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), onde o vigilante está preso desde terça-feira (14). Além do suposto abuso, Tiago afirmou aos delegados que sofreu bullying na escola, foi vítima de várias traições e desilusões amorosas. Segundo ele, isso o teria feito sentir uma "raiva da sociedade". Para extravasar esse sentimento, ele começou a matar. "Ele ficava angustiado, procurando uma forma de resolver o problema e descobriu que matando ele se sentia melhor", disse ao G1 o delegado Mauricio Massanobo Kai.
Bárbara, Wanessa, Juliana, Janaina, Taynara e Isadora foram algumas das vítimas do suposto serial killer em Goiânia, Goiás (Foto: Arquivo Pessoal)Bárbara, Wanessa, Juliana, Janaina, Taynara e Isadora foram algumas das vítimas (Foto: Arquivo Pessoal)
A aversão por mulheres também marcou os depoimentos do suspeito. "Ele trava quando tem uma mulher na sala. É preciso que um agente homem converse com ele para que ele colabore e continue dando as informações", afirmou a delegada Silvana Nunes. Durante o depoimento ao delegado Alécio Moreira, a escrivã dele teve que sair do local para que o interrogatório continuasse. "Ele simplesmente parou de falar, olhou para ela e disse: 'tem gente demais aqui'", afirmou o delegado.
O advogado que representa o vigilante disse, na sexta-feira (17), que se impressionou com a riqueza de detalhes de seu cliente nos relatos sobre os 39 homicidios assumidos por ele em Goiania. "Eu fiquei realmente perplexo. Nunca vi nada igual", afirmou Thiago Húascar. Para ele, o jovem é "insano" e precisa de tratamento.
No dia anterior, o advogado chegou a afirmar que o suspeito tinha sido coagido a confessar os crimes, mas Húascar agora se diz convicto de que seu cliente realmente é o autor dos assassinatos.

Prisão
De acordo com o superintendente de polícia judiciária de Goiás, delegado Deusny Aparecido, antes de ser capturado, a polícia não tinha o nome do suspeito, mas já sabia de todas as suas características físicas. Assim, na sexta-feira (10), foi emitido um mandado de prisão temporária para um “homem branco, com idade aproximada de 25 anos, aproximadamente 1,87 metro de altura, complição física atlética, sem barba ou bigode, com pelos no peito, rosto afilado, cabelos pretos, curtos e lisos e sobrancelhas grossas, que normalmente se veste bem”.
O mandado também descreve que o suspeito usava capacete e motocicleta de cor preta com placa adulterada.

O vigilante foi preso na Avenida Castelo Branco, na terça-feira (14). Em seguida, ele foi encaminhado à Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), onde prestou depoimento e, de acordo com o delegado, confessou os crimes.
Mapa dos assassinatos em Goiás (Foto: Arte/ G1)
Investigação
Apesar de no início das investigações ter afirmado ter convicção de não se tratar de um único autor das mortes de mulheres, a Polícia Civil disse agora que há cerca de um mês já tinha elementos suficientes que apontavam o vigilante como o assassino nos crimes investigados pela força-tarefa.

Na quinta-feira, a Polícia Técnico-Científica afirmou que os resultados de exames de balística da arma apreendida com Thiago coincidiram com os disparos efetuados em seis homicídios na capital.

Mortes de mulheres
O primeiro crime da série de assassinatos contra mulheres em Goiânia ocorreu em 18 de janeiro deste ano, quando Bárbara Luiza Ribeiro Costa, de 14 anos, foi executada por um motociclista no Setor Lorena Park. A morte mais recente foi a de Ana Lídia Gomes, baleada em um ponto de ônibus no Setor Conjunto Morada Nova, no dia 2 de agosto. Um motociclista passou pelo local e disparou contra a garota, que não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a polícia, dentre os demais crimes cometidos pelo homem, estão mortes de moradores de rua e homossexuais. Os outros homicídios de mulheres não assumidos pelo homem, segundo a Polícia Civil, continuarão sendo investigados.

No ano passado, o Ministério Público Estadual ofereceu denúncia contra o vigilante por furtar uma placa de uma motocicleta no estacionamento de um supermercado de Goiânia. Imagens de câmeras de segurança mostram ele cometendo o crime. Também no ano passado, ele foi preso em flagrante em uma motocicleta com placa roubada, mas foi solto. O caso foi registrado no 5º Distrito Policial.

Segundo a Polícia Civil, o jovem foi identificado em imagens registradas por câmeras de segurança no último domingo (12), próximo à lanchonete em que uma mulher foi agredida por um motociclista. O caso foi incluído na força-tarefa. Segundo testemunhas, o motociclista de capacete vermelho atirou na jovem, mas a arma falhou. Então, ele deu um chute na boca dela.

Prefeitura do PT empregou ex-marido de Dilma por 5 anos


unnamed
Além do irmão Igor Rousseff, o ex-marido da presidente Dilma Rousseff (PT) Cláudio Galeno de Magalhães Linhares integrou o quadro da Prefeitura de Belo Horizonte como funcionário comissionado. Ele exerceu cargo de confiança por cinco anos durante a administração do petista Fernando Pimentel (PT), recém-eleito governador de Minas Gerais, e de seu sucessor e então aliado Marcio Lacerda (PSB). Galeno atuou como consultor técnico especializado, nomeado para atuar diretamente no gabinete do prefeito, com salário que chega hoje a R$ 13.569,68. As informações são do Estado de Minas.
A nomeação do ex-marido de Dilma ocorreu em maio de 2005. Quatro anos depois, em janeiro de 2009, quando o mandato de Pimentel se encerrou, ele foi exonerado do cargo. Galeno voltou à prefeitura em abril de 2009, já na administração do recém-eleito Lacerda, dessa vez como gerente de 1º nível da Gerência de Acompanhamento de Colegiados. O salário para esse cargo atualmente é de R$ 8.544,04.
Na gestão de Lacerda, que em seu primeiro mandato era apoiado pelo PT e pelo PSDB, Galeno integrou o Comitê Governamental de Gestão Participativa e também o Conselho Fiscal da Belotur, empresa municipal de turismo. Ele saiu da prefeitura em 5 de julho de 2010, data da publicação de sua exoneração no Diário Oficial do Município (DOM).
Dilma Rousseff, Cláudio Galeno e Fernando Pimentel, que foi também ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior da presidente, eram amigos da época de juventude em Belo Horizonte. Na década de 1960, eles militavam no Comando de Libertação Nacional (Colina), organização de esquerda que combateu a ditadura militar.
Galeno e Dilma se casaram em 1967, em um cartório civil com a presença de familiares e poucos amigos. O casamento não durou mais de dois anos. Em 1969, os dois militantes, já na clandestinidade, fugiram da capital mineira para o Rio. Pouco depois, Galeno foi para o Rio Grande do Sul, a pedido do Colina, e Dilma continuou no Rio. O militante participou no ano seguinte de sequestro de avião em Montevidéu, Uruguai, e ficou refugiado em Cuba. Assim como Dilma, Galeno se casou novamente.
IRMÃO – Mais velho dos irmãos, Igor Rousseff também esteve na Prefeitura de Belo Horizonte com cargo de confiança durante a gestão de Pimentel, fato questionado em debate presidencial do SBT/Alterosa, anteontem, pelo candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB). Igor, que é advogado, foi nomeado assessor especial de Pimentel em setembro de 2003, pouco depois de o petista assumir a prefeitura, com a aposentadoria do então prefeito Célio de Castro. Em 1º de janeiro de 2005, ele foi exonerado da função.
Três meses depois, o irmão de Dilma, que na época era ministra da Casa Civil do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, voltou à prefeitura como assessor especial da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação. Ele exerceu o cargo por três anos e 10 meses, até 1º janeiro de 2009, quando se encerrou o mandato de Pimentel. Assim como Igor Rousseff, todos os servidores que não tinham cargos efetivos na estrutura da administração municipal foram exonerados.

Aécio e Dilma têm novo confronto na TV Record nesse domingo as 22.00 h

sábado, 18 de outubro de 2014 – 19:04 hs. 






Neste domingo (19), a partir das 22h, a Record realiza seu debate entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) com mediação dos jornalistas Adriana Araújo e Celso Freitas. O debate será transmitido simultaneamente pelo portal R7.com. E haverá reapresentação do programa, na íntegra, pela Record News, na segunda-feira (20), em dois horários: às 8h e às 18h.
O debate terá três blocos e, portanto, dois intervalos comerciais. No primeiro bloco haverá oito rodadas de confronto direto entre os candidatos. O formato será de pergunta de livre escolha, resposta, réplica e tréplica.O segundo bloco exibirá quatro rodadas de confronto direto. O formato será de pergunta de livre escolha, resposta, réplica e tréplica.O terceiro bloco terá mais duas rodadas de confronto direto e os candidatos farão as considerações finais.
A ordem do início do confronto direto foi definida por sorteio com a participação dos assessores do PT e PSDB. Dilma Rousseff inicia o primeiro, o terceiro bloco e as considerações finais. Aécio Neves abre o segundo bloco e encerra as considerações finais. O debate deverá ser encerrado aproximadamente à meia-noite.

Tempo continua instável e com possibilidades de novas chuvas fortes


Redação

chuva_Lavor
Instabilidade pode causar temporais ainda neste fim de semana. Foto: Jonatan Lavor

O tempo segue com grande instabilidade em todo Paraná e ainda pode chover forte neste fim de semana. As temperaturas se mantém altas e, em Curitiba, a máxima no domingo pode chegar a 33ºC, de acordo com Instituto Meteorológico Simepar. Durante o fim da tarde de hoje até segunda-feira (20) estão previstas chuvas e temporais.
Ainda, segundo o Simepar, no Paraná os ventos do quadrante norte ainda predominam, com previsão de mais um dia quente e abafado no Estado. Áreas de instabilidade a partir de Santa Catarina, associadas com o deslocamento de uma frente fria pelo Oceano, favorecem para temporais na metade sul do Paraná, mas principalmente entre os setores sul, sudeste e leste.
O domingo terá sol forte no Paraná e temperaturas sobem novamente durante o dia. De acordo com o Simepar, os ventos associados ao sistema de alta pressão atmosférica, que tem seu centro mais intenso sobre o centro do país, favorecem para um ar mais aquecido até o estado.
No entanto, uma nova frente fria, prevista pelo Simepar, traz condições favoráveis ao desenvolvimento de instabilidades, que avançam pela região. Com isto no Paraná, o tempo lentamente começa a mudar, sendo que entre o período da tarde e à noite, já são previstas chuvas e temporais em função do deslocamento desta frente fria na altura do sul do país.
As temperaturas ficam bem elevadas também no norte do Paraná. Em Paranavaí, no domingo, a temperatura máxima está prevista para 40ºC, em Jacarezinho 39ºC; e em Maringá e Umuarama 38ºC.

Marido sai para comprar pão e é morto dentro do carro na RMC; mulher está em choque


Por Elizangela Jubanski e Juliano Cunha

jd-holandes
Vítima não tinha passagens pela polícia e não estava sendo ameaçado; crime é mistério. Foto: JC/Banda B

Um homem de 36 anos foi morto a tiros dentro do carro na tarde deste sábado (18) no bairro Jardim Holandês, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. João Cícero Honório Palmeira saiu de casa para comprar pão quando foi alvejado por cerca de 15 tiros. Ele não tinha passagens pela polícia e o crime é um mistério. A mulher está em estado de choque.
O crime aconteceu na rua das Andorinhas por volta das 16h. Palmeira saiu de casa para comprar pão a duas esquinas de casa e foi morto dentro do veículo, um Corsa. “Aqui, poucas pessoas disseram alguma coisa. Ele morava aqui, mas com medo as pessoas disseram até que nunca tinham visto o homem”, disse o tenente Biscaia.
A mulher é dona de um bar na região e ele trabalhava como autônomo. Ela relatou que o marido não se envolvia com nada ilícito e que também não estava sendo ameaçado. O crime será investigado pela Delegacia de Piraquara. O corpo da vítima foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.
CRIME-des
Rapaz pode ter morrido por troca de bicicleta por drogas. Foto: JC/Banda B
Por bicicleta
Em Curitiba, outro crime durante a tarde foi registrado. Adenilson Teixeira, 45 anos, foi assassinado por um trio que invadiu a casa dele na rua Ignez de Souza Soares, no bairro Tatuquara. Teixeira tentou fugir dos disparos pulando o muro e correndo para o meio da rua, mas não adiantou.
Ele era usuário de drogas e esteve preso por 6 anos, pena que cumpria por roubo. A mulher da vítima disse aos policiais que, recentemente, ele teria se envolvido em uma briga por causa de uma bicicleta que ele teria trocado por drogas. “Parece que foi um caso de desacordo comercial por troca de drogas”, confirmou o tenente Ekermann do 13º BPM.
Dupla
Pouco tempo depois, a Polícia Militar (PM) atendeu uma ocorrência envolvendo uma dupla baleada na avenida Áustria, em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana. Marcos Henrique, 18 anos, foi socorrido e encaminhado a um hospital da região. Já o outro rapaz, identificado apenas como Tiago, morreu após ser ferido por um disparo. A motivação dos disparos não foi apurada.
.

Por causa de horário de verão, relógios devem ser adiantados uma hora


Agência Brasil



A partir da 0h deste domingo (19) os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão adiantar seus relógios em uma hora. A edição 2014/2015 do horário brasileiro de verão terá uma semana a mais, para não coincidir com o carnaval, e terminará no dia 22 de fevereiro do ano que vem.
Segundo o Ministério de Minas e Energia, mesmo com uma duração maior, a medida deverá resultar em uma economia menor do que no ano passado. A estimativa é que sejam poupados R$ 278 milhões com geração de energia térmica. Na edição anterior a economia foi R$ 405 milhões.
O valor é menor devido à escassez de chuvas que elevou o uso da energia gerada pelas usinas térmicas. A estimativa é reduzir 4,5% na demanda de energia no horário de pico, entre as 18h e as 21h, o que representa 2.595 megawatts.
Instituído pela primeira vez em 1931, o horário de verão é adotado sempre nesta época do ano para aproveitar melhor a luminosidade natural do dia e reduzir o consumo de energia, que cresce naturalmente por causa do calor e do aumento da produção industrial às vésperas do Natal.
Com a mudança de horário é possível reduzir a demanda por energia no período de suprimento mais crítico do dia, entre as 18h e as 21h, quando a coincidência da utilização de energia elétrica por toda a população provoca um pico de consumo. Com a redução, o uso de energia gerada por termelétricas pode ser evitado, reduzindo o custo da geração de eletricidade.
O horário de verão só é aplicado nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, porque nesses estados o consumo é maior e é onde os melhores resultados são alcançados. A aplicação no Norte e no Nordeste não foi recomendada, porque teria poucos benefícios em termos de economia de energia. Segundo o Ministério de Minas e Energia, o aproveitamento da luz natural ao longo do dia no verão é maior em locais mais próximos aos trópicos. Nos locais mais próximos à Linha do Equador o aproveitamento é reduzido, porque há uma menor intensificação da luz natural ao longo do dia.

Campo Largo decreta calamidade pública e pede ajuda com lonas e telhados; Sanepar suspende água


Por Elizangela Jubanski


(Fotos: Andressa Santos e Ricardo Martins)

O município de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, decretou calamidade pública no fim da noite desta sexta-feira (17). A cidade foi a mais prejudicada pela tempestade que atingiu a Grande Curitiba por volta das 17h30. O telhado do Hospital Nossa Senhora do Rocio desabou e cerca de 400 pacientes foram transferidos às pressas para a unidade nova do hospital. São mais de 2 mil casas danificadas, de acordo com a Defesa Civil do município.
A Prefeitura de Campo Largo informou à Banda B que ainda não se sabe a dimensão da destruição, no entanto equipes municipais percorrem a cidade para tentar identificar regiões mais necessitadas. “Difícil não encontrar casas destelhadas”, disse um assessor da prefeitura na manhã de hoje.
Os moradores estão sem luz, sem sinal de internet e muitos também sem telefones, o que dificulta o pedido de ajuda. Os bairros mais afetados são a região Central, Ouro Verde e Bom Jesus. Comércios e até mesmo o Centro Administrativo da prefeitura ficaram danificados e não possuem nenhuma condição de funcionamento.
A Sanepar informou ainda que interrompeu o fornecimento de água. Segundo eles, chuvas e ventos fortes destelharam e alagaram a estação de tratamento de água, a elevatória, a captação e o escritório da Sanepar no município. Um equipamento que faz a captação da água foi danificado durante a temporal por causa do granizo e, por isso, o abastecimento de água precisou ser interrompido. Em nota oficial,  ‘os quadros de comando foram molhados e estão desligados para evitar problemas elétricos, paralisando, assim, as bombas utilizadas na distribuição de água’. Ainda não há previsão de normalização da distribuição de água em Campo Largo.
A Prefeitura pede ajuda em doações como telhas, lonas e água potável. As famílias desabrigadas foram orientadas a pedir ajuda no Centro de Convivência Durval Weber, no bairro Populares, onde foi montado uma estrutura emergencial para moradores que tiveram as casas completamente destruídas. Também está sendo montado um central de arrecadação de donativos no Centro da Juventude, no bairro Bom Jesus.
O telefone da Defesa Civil do município é 41.3393-5670 ou  41.8504-7347. Para acionar o Corpo de Bombeiros: 93.
Luz
Também, aproximadamente 11 mil pessoas da região metropolitana ainda estão sem energia desde o fim da tarde de ontem. Ao todo, 150 mil consumidores ficaram sem fornecimento de energia. Em alguns bairros de Curitiba a energia já foi restabelecida.

Youssef: doação era propina


youssef - petrolao
Delator diz que empreiteiras repassaram dinheiro desviado da Petrobras para a campanha presidencial do PT em 2010 e simularam contribuições legais para ocultar a fraude.
Da Veja:
Antes de qualquer coisa, fique registrado que a presidente Dilma Rousseff dá como verdade o que Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, vem revelando à Justiça em seu processo de delação premiada. Também estejamos todos de acordo que a presidente aceita como verdadeiras as notícias publicadas pela imprensa sobre o escândalo do petrolão. Foi com base no que leu sobre um depoimento de Paulo Roberto Costa no UOL, o site noticioso da Folha de S.Paulo, que ela fez a seguinte afirmação diante de milhões de brasileiros que assistiam pelo SBT ao seu debate com Aécio Neves na semana passada:
“Candidato, há pouco saiu no UOL o seguinte: que o ex-diretor da Petrobras afirmou ao Ministério Público Federal que o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra recebeu propina para esvaziar uma CPI da Petrobras… Por isso é que eu digo, candidato, quando a gente verifica que o PSDB recebeu propina… O que importa, candidato? Importa investigar”.
Agora, leiamos o que Aécio Neves afirmou no mesmo debate sobre o mesmo escândalo com base nas mesmas fontes que Dilma Rousseff usou:
“Por que o seu partido impediu que o senhor Vaccari (João Vaccari Neto, tesoureiro do PT) fosse à CPI depor? Ele é responsável por transferir recursos para a sua campanha… pelo menos 4 milhões de reais foram transferidos, com a assinatura do senhor Vaccari,… para sua conta de campanha. Vamos investigar logo”.

Datafolha: Aécio venceria nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste


aécio - beto - datafolha
Estratificando os números da pesquisa Datafolha divulgada na quarta-feira (15), eles apontam que Aécio Neves (PSDB) vence Dilma Rousseff (PT) em três regiões do país. No Sul, Aécio tem 53% contra 34% de Dilma; no Centro Oeste, a margem do tucano é maior – 57% a 37%; e no Sudeste, maior colégio eleitoral do país, Aécio tem 50% das intenções de votos e Dilma, 35%. No Norte, Dilma está na frente com 51% e Aécio, tem 40%. No Nordeste, a diferença da petista é bem maior: 61% contra 29%. Em relação a pesquisa anterior de 9 de outubro, Aécio cresceu três pontos no Sul enquanto Dilma caiu sete pontos.
O Datafolha ouviu 9.081 eleitores em 366 municípios. O nível de confiança do levantamento é 95% (em 100 pesquisas com a mesma metodologia, os resultados estarão dentro da margem de erro em 95 ocasiões). O registro do estudo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR 01098/2014.

Barraco em Brasília: eleitora do PT insulta militantes do PSDB



Acredite: a mulher do vídeo abaixo, que insultou militantes do PSDB em Brasília, é professora no Distrito Federal e foi candidata a deputada distrital pelo Partido Comunista Brasileiro.
Se se trata de uma desequilibrada ou não, pouco importa. Foi candidata. Apareceu no programa de propaganda eleitoral no rádio e na televisão. E perdeu a eleição.
Protagonizou, ontem, um escândalo em uma das quadras do Plano Piloto da cidade.





Hospital Rocio Nossa Senhora em Campo Largo cujo teto desabou ficará uma semana sem receber pacientes


Parte mais afetada do prédio foi a UTI neonatal, onde algumas incubadoras foram atingidas. Ainda há 50 pacientes no hospital, em ala que não foi atingida
18/10/2014 | 10:07 | 
O Hospital Nossa Senhora do Rocio em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, ficará uma semana sem receber novos pacientes após o teto do prédio desabar por causa da forte chuva que caiu nesta sexta-feira (17). O problema ocorreu no prédio antigo do hospital, que fica no centro da cidade da RMC. Ao todo, 400 pessoas tiveram que ser transferidas às pressas para a unidade nova do hospital, que já estava pronta, mas que ainda passava por uma transição gradual das atividades da antiga sede para a nova.


Ainda há 50 pacientes na sede velha do hospital, em uma ala que não foi afetada. Eles devem ser transferidos gradualmente para a nova sede. No total, na hora em que o telhado rompeu, o hospital estava com 450 pacientes, sendo 100 deles de UTI normal e 50 da UTI neonatal.A parte mais afetada do hospital foi a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, onde ficam recém-nascidos. O granizo e a chuva fizeram buracos no telhado e incubadoras foram afetadas. No prédio, de três andares, é possível ver janelas quebradas e muita água, principalmente no segundo e no terceiro andares. Funcionários faziam a limpeza em meio aos leitos e equipamentos – alguns danificados – nesta manhã.
Fernanda Robacker, proprietária de um café que funciona em frente ao hospital, disse que o estabelecimento dela também foi afetado pela chuva. “As pessoas que estavam em volta do hospital paravam e colocavam gente no carro para levar para o outro hospital.” Fernanda conta que ela mesma fez três viagens do hospital velho para o novo. Na primeira, ela levou um bebê com a família da criança; na segunda, um idoso internado e os acompanhantes dele; e na última ela levou um grupo de enfermeiros.
Queda ocorreu por volta das 17 horas
O telhado do prédio antigo, no Centro da cidade, onde estavam todos os pacientes desabou por causa da chuva forte no fim da tarde desta sexta-feira (17), por volta das 17 horas. Em seguida, ambulâncias do próprio hospital, da prefeitura de Campo Largo, além de carros particulares, foram acionados para realizar a transferência de todos os pacientes. De acordo com a administração do hospital, ninguém se feriu por causa do desabamento, mas vários equipamentos e materiais hospitalares foram danificados. Todos os pacientes transferidos passam bem, ainda segundo o hospital.

Teto de hospital desaba em Campo LargoAMPLIAR

1 / 4
Chuva forte atingiu Campo Largo por volta das 17h30 desta sexta-feira Henry Milléo / Agência de Notícias Gazeta do Povo