Vigilância Sanitária determina interdição do ambulatório do Hospital Evangélico


Da Redação

A Vigilância Sanitária de Curitiba determinou, na manhã desta terça-feira (11), a interdição do ambulatório do Hospital Evangélico (HE). De acordo com a Prefeitura de Curitiba, a medida foi tomada depois do descumprimento de vários prazos estabelecidos pela vigilância para adequações no local, que não oferece condições adequadas de atendimento. A unidade segue em funcionamento e tem o prazo de uma semana para remanejar os atendimentos agendados. A assessoria do hospital, por sua vez, afirma que a determinação atinge apenas o subterrâneo da e as demais unidades seguem com o atendimento normal.
evangelico
Foto: SMCS
Em nota, a prefeitura afirma que no dia 4 de julho, a Vigilância Sanitária estabeleceu prazo de 30 dias para adequações no sistema de ventilação e no gerenciamento de resíduos de saúde do ambulatório, além de que fossem providenciadas pias para lavar as mãos e sanitários. “Vencido o prazo, o HE informou que pretendia fazer reformas no local, mas que, motivada por reclamações de funcionários e pacientes, a direção optou por transferir o ambulatório para outro imóvel”, diz a nota.
Diante disso, a Vigilância estabeleceu prazo de 60 dias para a mudança, tempo que se esgotou no último dia 5 de novembro. Para minimizar os transtornos à população, o atendimento continua sendo realizado normalmente até a próxima terça-feira (18), data em que o ambulatório será fechado.
Outro lado
De acordo com a assessoria do hospital, apenas o subsolo foi interditado e a medida não interfere nas consultas agendadas para o térreo e primeiro andar do ambulatório da sede Alameda Doutor Carlos de Carvalho. Segundo o Evangélico, as três especialidades afetadas são a obstetrícia, a oftalmologia e a ortopedia. Um novo prazo já é negociado entre Vigilância Sanitária e a administração.
Greve
Pelo terceiro mês consecutivo, os funcionários do HE fecharam a rua na Praça Alfredo Andersen devido aos salários atrasados. Nesta terça-feira, a greve acontece por parte dos funcionários nos serviços administrativos, de copa, cozinha, limpeza e segurança e também enfermagem. O pagamento deveria ter sido feito no último dia 7.

Bandidos tentam assaltar cliente na saída de banco e trocam tiros com PM no Água Verde


Por Luiz Henrique de Oliveira


Uma troca de tiros no meio da Rua Chile, no bairro Água Verde, em Curitiba, próximo à Rua Bento Viana, deixou pessoas inocentes em meio ao fogo cruzado, na tarde desta terça-feira (11). Um policial militar deu voz de abordagem a dois assaltantes, que reagiram e dispararam. O policial revidou e teria acertado pelo menos um dos marginais.
A funcionária de um comércio localizado na região testemunhou tudo e passou detalhes do que aconteceu. “Estava indo fazer o depósito e dei de cara com dois bandidos abordando um senhor que tinha saído do Banco do Brasil. Eles pediram para eu sair e, quando eu virei, o policial fez a abordagem. Me abaixei para não ser atingida. Eu ouvi pelo menos uns 20 tiros e tinha muita gente na rua, mas ninguém se feriu”, afirmou à Banda B.
Segundo ela, o policial foi corajoso. “Ele deixou o filho no carro, próximo ao Cemitério Água Verde, e desceu porque viu a situação. Pelo que eu pude perceber o dinheiro não foi levado pelos marginais”, explicou.
A PM realiza buscas na região para prender os suspeitos. A Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba (DFR) investiga o caso.

Adolescente é esfaqueado após gangues rivais se esbarrarem em frente a shopping de Curitiba


Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

gm-mueller
Garoto identificado apenas como Marcos não corre risco de morrer. Foto: DB/Banda B

Um adolescente de 16 anos foi esfaqueado em frente ao Shopping Mueller, no Centro Cívico, em Curitiba, na noite desta segunda-feira (10). O garoto, identificado apenas como Marcos, foi ferido no abdômen e socorrido ao Hospital Evangélico. Embora o ferimento tenha sido profundo, ele não corre risco de morte. O agressor faz parte de um grupo rival ao da vítima. A Guarda Municipal (GM) esteve no local, mas não apreendeu nenhum suspeito.
A confusão aconteceu por volta das 21 horas em frente a porta principal do shopping, que fica na avenida Cândido de Abreu. Segundo informações de testemunhas, a agressão aconteceu após uma briga entre adolescentes de gangues rivais. “O susto foi grande, nada grave. Parece que o garoto estava junto com alguns amigos quando encontraram dentro do shopping membros de uma gangue rival no local. Foi então que começaram a discutir e aconteceu a briga. Complicado, falta de limite para essa garotada”, disse o guarda municipal Karpes, que passou com uma equipe pelo local e atendeu a ocorrência.
O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), do Corpo de Bombeiros, foi acionado e encaminhou a vítima ao Hospital Evangélico. O adolescente foi esfaqueado na barriga, mas o estado de saúde é estável.
A maioria dos adolescentes envolvidos na briga fugiu do local depois dos golpes. Apenas alguns amigos e colegas da vítima permaneceram para saber sobre o estado de saúde do adolescente. A Guarda Municipal patrulhou a região, mas não encontrou o agressor. Toda a confusão aconteceu do lado de fora do Mueller e não envolveu o shopping.

Após meses de luta, morre a pequena Valentina, que engoliu uma presilha de cabelo


Da Redação
valentina2
Internautas que torciam por Valentina estão em luto pela morte dela (Foto: Reprodução Facebook)

Um caso de enorme repercussão nas redes sociais em Curitiba infelizmente não terminou da forma que todos esperavam. A pequena Valentina, após quase três meses de luta, morreu noHospital Pequeno Príncipe, nesta segunda-feira (10), em decorrência de complicações, que começaram após ela ter engolido uma presilha de cabelo. A notícia da morte foi dada pela própria mãe de Valentina, a professora Amanda Vieira Rocha, responsável por contar a história do tratamento da filha nas redes sociais e pedir por correntes de oração para a menina durante o período de tratamento. “E no meu colo a princesa descansou”, disse a mãe no facebook.
A história de Valentina foi compartilhada por muitas pessoas na rede social. Alguns posts feitos por Amanda chegaram a ter mais de 20 mil curtidas. A corrente online começou quando a menina foi internada em setembro e os médicos descobriram que uma presilha de cabelo estava no esôfago dela. Valentina então passou por uma cirurgia e parecia se recuperar, recebendo inclusive alta do hospital em meados de outubro, segundo o relato da mãe no facebook. Porém, no mesmo mês ela teve complicações e precisou ser internada novamente.
Confira abaixo o relato de Amanda feito no dia 7 de outubro sobre a história de Valentina:
valentina3
Presilha retirada pelos médicos (Foto: Reprodução)
Queridos amigos, vou explicar melhor o que houve com minha bonequinha, umas semanas atrás internamos ela com suspeita de crises convulsiva afinal ela começou a desmaiar do nada! Quatro dias de internamento vários exames feitos neurológicos e cardiológicos e todos dando normais… E ela ali sorrindo… Brincando … Nem precisava estar ali… Ate que no domingo dia 21/09 ela teve uma crise de vômito com sangue… Foi levada a sala de endoscopia para tentar descobrir o motivo do sangramento … Entraram com o endoscópio e logo encontraram um objeto metálico…a presilha dela presa no esôfago …como estava muito perto da veia que bombeia sangue para o coração ela foi levada para ser retirado em centro cirúrgico foi cortado a lateral do corpo afastado pulmão e costela cortado o esôfago e retirado a presilha com 17 pontos na lateral do corpo direito …ela foi pra UTI…. Estava bem … Ficou quatro dias na UTI e foi pro quarto…. Sua recuperação foi mais rápida do que o esperado … Com tudo isso no primeiro internamento ficamos 19dias com ela no hospital pequeno príncipe e ela saiu viva! Rindo… Brincando …como se nada houvesse acontecido! Em menos de uma semana em casa ela voltou a vomitar sangue …levamos ao HPP e internaram novamente para investigar o motivo … foi feito uma nova endoscopia e encontraram no esôfago …no lugar onde foi suturado na cirurgia anterior um “carocinho” que poderia ser um vaso sanguíneo …ou um granuloma formado pelo ponto …ela foi novamente para o centro cirúrgico para descobrir.. No fim da cirurgia era realmente um granuloma formado pelo ponto… Um dia de UTI e ela foi para o quarto com muuuuita dor …mais estava viva! Na madrugada do dia 18/10 ela voltou a vomitar muito sangue e foi levada imediatamente para a UTI… E o sangramento não parou ontem assim que eu entrei para ver ela ela evacuou muito sangue e foi ligado pro cirurgião …levaram ela novamente para endoscopia assim que colocaram o endoscópio …o esôfago dela estava até a tampa de sangue …foi uma correria só… Era enfermeiro …médico saindo correndo daquela sala …. E ninguém me falava nada … Meu coração foi acelerando… Só me disseram que ela ia voltar pro centro cirúrgico …quando abriram o elevador em frente a sala do centro cirúrgico… Estavam fazendo massagem cardíaca nela pois o coração havia parado …um desespero enorme tomou conta de mim …eu chorava …gritava… E clamava pela misericórdia de Deus! Logo saiu uma doutora me dizendo que ela havia se recuperado da parada! Mais ela ainda corria risco de vida. Mais um tempo de angústia e o gastro saiu daquela sala me dizendo que a hemorragia havia sido controlada…. O cirurgião cortou o esôfago em dois e suturou e só assim o sangramento parou! Ela esta em coma induzido ate ter condições de fazer uma nova cirurgia! Se Deus deixou minha filha viva até agora … É porque seus planos para a vida dela é tremendo! Senhor eu confio em ti!
A partir de então, Valentina precisou passar por novas cirurgias e também por hemodiálise, com os órgãos apresentando múltipla falência. Nesse momento, a história da menina já era compartilhada por milhares de internautas, ansiosos por notícias positivas e também realizando correntes de oração pela menina. No dia 6 de novembro, o estado de saúde da criança piorou e a mãe postou seguinte. “A Valentina não esta respondendo as medicações ….. Eu estou prestes a perder minha joia mais preciosa Senhoooor”, disse.
Nesta segunda-feira, a mãe fez o anúncio que os seguidores que acompanhavam o caso Valentina torciam para nunca ler. A menina não resistiu a tudo que passou. A repercussão foi tamanha que Amanda precisou pedir para que as pessoas não lhe mandassem mais mensagens inbox.  Internautas compartilham nesta terça-feira mensagens de apoio à família e também de luto.
Valentina está sendo velada no cemitério do Orleans, em Curitiba, e o sepultamento deverá acontecer às 16h de hoje.