Parceria trará para Colombo cursos técnicos integrado ao Ensino Médio em 2015


JORNALISMO PMC 4 DE DEZEMBRO DE 2014

Prefeitura e o IFPR firmam termo de cooperação para atender os jovens colombenses

Prefeita Beti Pavin assina Termo de Convênio com o Instituto Federal do Paraná para projeto de cursos técnicos profissionalizantes para a rede de ensino no município
Prefeita durante a assinatura do Termo de Convênio com o Instituto Federal do Paraná para projeto de cursos técnicos profissionalizantes para a rede de ensino no município
A Prefeita Beti Pavin assinou o termo do Convênio de Cooperação com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR) para serem desenvolvidos cursos técnicos no ano de 2015 integrados com o ensino médio. Na ocasião estavam o secretário da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Antonio Ricardo Milgioransa, e os representantes do Instituto Federal do Paraná, Diretora Geral do Campus Colombo, Edilomar Leonart e o professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, da Função de Chefe de Estágios e Relações Comunitárias do Campus Londrina, Márcio Rodrigo Santos.
O objetivo do convênio é de estabelecer a cooperação mútua ampla entre o IFPR e o município, visando desenvolver em conjunto ações de ensino, pesquisa e extensão, transferência de conhecimento, formação e treinamento de recursos humanos, planejamento e desenvolvimento institucional. A partir do dia (03), data da assinatura, o termo tem validade de cinco anos, como conta a Prefeita Beti Pavin, que também descreveu sua satisfação pela parceria. “Esse projeto é bem vindo em Colombo, pois nossos jovens precisam ser trabalhados, me sinto realizada por fazer parte dessa trajetória”.
Segundo a Diretora Geral do Campus Colombo da IFPR, Edilomar Leonart, o primeiro curso ministrado em 2015 será o de Técnico de Informática integrado ao Ensino Médio, além de outros cursos oferecidos pelo Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego). “Já vínhamos trabalhando no município com os cursos oferecidos pelo Pronatec, agora é oficial através do convênio, trazendo o técnico integrado aos alunos do Ensino Médio”.

Alunos de Colombo participam da última etapa do Top Student


JORNALISMO PMC 5 DE DEZEMBRO DE 2014

Projeto tem como principais objetivos incentivar os alunos a praticar o Inglês e valorizar o trabalho realizado pelos professores

A disputa testou o conhecimento dos alunos na Língua Inglesa; ao final os vencedores do 3º, 4° e 5° ano levaram um tablet para casa
Disputa testou o conhecimento dos alunos na Língua Inglesa;  os vencedores do 3º, 4° e 5° anos receberam um tablet
Aliar conhecimento e diversão. Foi com essa proposta que foi realizada a última etapa do projeto Top Student, que consiste em uma competição sobre a Língua Inglesa entre os alunos de escolas municipais de Colombo. O evento é uma realização da Prefeitura através da Secretaria da Educação e Esporte, que, além de promover uma competição entre as escolas, incentiva os alunos.
A coordenadora e idealizadora do Projeto de Língua Inglesa no município Cristiane Martins, explica a iniciativa. “Os alunos viram como foi no ano passado e se animaram para participar nesse ano, consequentemente acabaram se dedicando mais nas aulas para poder fazer bonito durante a competição”. Mas para Cristiane, não são só os alunos que se beneficiam com o projeto. “Essa é uma maneira de valorizar o trabalho do professor, já que muitas vezes as pessoas acabam não sabendo o que está sendo desenvolvido em sala. Assim todos vêem o trabalho desses profissionais”, afirma.
A competição
Para poder selecionar os representantes das escolas foram feitas algumas seletivas. O trabalho começou em agosto onde os professores escolheram os destaques de cada turma e depois defiram o das escolas. Escolhido o representante de cada instituição, era hora de saber quem iria para as próximas etapas.
Apresentações dos alunos marcaram a última etapa do Top Student, que pela segunda vez é realizado em Colombo
Apresentações dos alunos marcaram a última etapa do Top Student, que pela segunda vez é realizado no município
A segunda etapa aconteceu em novembro, dividas por regiões as escolas competiram entre si, de acordo com o pólo ao qual cada uma pertencia. No total, cinco regiões tiveram seus representantes definidos. A última etapa decidiria qual seria o aluno campeão em cada ano. Mas, devido à qualidade dos alunos, a coordenação chegou a conclusão de que os que haviam chegado até ali eram merecedores do título.
Então na última etapa os alunos competiram para saber quem levaria um tablet para casa. Os vencedores saíram após a competição em um jogo de trilhas, com perguntas e respostas. Os vencedores foram: do 3º ano, Giovany da Silva Bessa, da escola Carlos Fontoura Falavinha, do 4° ano, Nathan Henrique Lucindo dos Santos, da Escola Vitório Manoel Franceschi e a vencedora do 5º ano foi a aluna Yohana Karla Vicente Pontes, da Escola Antonio Cavassin.
Além da competição o evento contou com apresentações dos alunos e premiação aos professores e diretores.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/PMC

Prefeitura de Colombo e Cohapar firmam convênio para empreendimento no Belo Rincão

JORNALISMO PMC 4 DE DEZEMBRO DE 2014

Além do apoio técnico parceria tem o objetivo de também viabilizar material para fornecimento de água e esgoto para o loteamento

A Prefeita Beti Pavin e a secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Mara Tosin assinam convênio com representantes da Cohapar
A Prefeita Beti Pavin e a secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Mara Tosin assinam convênio com representantes da Cohapar

A Prefeitura Municipal de Colombo e a a Companhia de Habitação do Paraná – Cohapar, firmaram nesta quarta-feira, 03, uma parceria de subvenção financeira para dar andamento ao Programa de Aceleração do Crescimento – PAC Rincão/Astorga que será iniciado em breve, em meados de 2015.
Além do apoio técnico por parte da Cohapar, o convênio tem o objetivo de também viabilizar material para fornecimento de água e esgoto para o loteamento que irá abrigar 520 famílias que vivem atualmente em Área de Proteção Permanente – APP, no município.
De acordo com a Prefeita Beti Pavin, esta parceria irá dar agilidade ao processo. “Temos estas famílias que precisam ser realocadas, que estão em locais de inundação e por isso estamos somando esforços para começar logo este empreendimento”, pontuou a Prefeita.
Para tanto esta iniciativa trará para Colombo um investimento de mais de R$ 30 milhões e diversos outros equipamentos públicos necessários para o atendimento à população, como asfalto, Unidade de Saúde, entre outros atendimentos sociais.
“Este projeto já tem convênio com a Caixa Econômica Federal, a Prefeitura já fez o edital de chamamento para a empresa vencedora da licitação iniciar os procedimentos e executar o cronograma de trabalho”, completou a secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tania Mara Tosin.
Foto: João Senechal/PMC
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo

Desesperado, homem invade Unidade com irmão baleado nos braços e implora por socorro


Por Denise Mello e Danaê Bubalo

baledo tamndare
Momento em que ambulância chega com ferido no Hospital Evangélico – Foto: Danaê Bubalo/Banda B
Uma cena de desespero foi registrada por volta das 5h30 deste sábado (6), na Unidade de Saúde Cachoeira, em Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba. Um homem invadiu a Unidade aos gritos, levando nos braços o irmão baleado com três tiros e sangrando muito. A equipe médica prestou os primeiros socorros e acionou o Siate, do Corpo de Bombeiros para a transferência a um centro hospitalar.
O jovem foi identificado como Jairo Machado. Ele foi baleado com três tiros sendo duas balas transfixaram o peito e uma ficou alojada no corpo. Ele foi internado em estado gravíssimo no Hospital Evangélico de Curitiba.
O irmão não disse nada sobre como Machado foi baleado. A polícia foi acionada e investiga o caso.
.

Moradora pensa que fumaça vem de entulho, mas vê o pé de uma pessoa pegando fogo


Por Denise Mello e Danaê Bubalo
fogo cajuru des
Naquele amontoado de fuligem havia o corpo de uma pessoa – Foto: Danaê Bubalo/Banda B

O susto que uma trabalhadora levou na manhã deste sábado (6) dificilmente será esquecido. No caminho para o trabalho, por volta das 9 horas, a mulher achou estranho uma fumaça preta saindo do que imaginou ser um monte de entulhos em uma rua próxima da linha do trem no Cajuru, em Curitiba. Ao se aproximar, veio a surpresa. Queimando no fogo estava o pé de uma pessoa. Ela chamou a polícia que concluiu que alguém teve o corpo carbonizado no local.
A descoberta macabra foi feita na Rua Cordilheira dos Andes. O corpo de uma pessoa, não se sabe se homem ou mulher, foi queimado em meio a pneus e lixo em um barranco perto da linha do trem. Quando a mulher encontrou o corpo, havia pouco fogo e muita fumaça.
De acordo com o delegado Dirceu Schactae, que foi até o local, o corpo estava totalmente carbonizado. “Isso dificulta muito o trabalho da polícia e os assassinos, sabendo disso, queimaram o corpo com este objetivo. Não sabemos o sexo, a idade e nem de que forma a vítima foi morta. Não é possível nem saber se ela foi arrastada até aqui”, afirmou o delegado à Banda B.
Os moradores vizinhos disseram que não ouviram gritos de socorro ou tiros. A polícia também não sabe se vítima foi queimada viva ou não.
O caso deverá ser investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Curitiba. O corpo carbonizado foi encaminhado para o Instituto Médico Legal para exames de identificação.

Casa pega fogo e fumaça se espalha pelo bairro Vista Alegre; vizinhos salvaram os cachorros



Por Denise Mello e Danaê Bubalo
incendio va dentro
Casa ficou completamente destruída – Foto: Danaê Bubalo/Banda B

Uma casa mista, de alvenaria e madeira, ficou completamente destruída após ser atingida por um incêndio por volta das 15h30 deste sábado (6), no bairro Vista Alegre, em Curitiba. Três caminhões dos bombeiros foram até o local e conseguiram conter as chamas, mas, ainda assim, a destruição foi total. Não havia ninguém na residência e não houve feridos.
incendio va dentro1O incêndio aconteceu em uma residência localizada na Rua Batista Pessine e a fumaça tomou conta do bairro Vista Alegre na tarde deste sábado. Vizinhos contaram que um casal vive no local, mas eles não estavam na casa no momento do fogo. Por enquanto, os bombeiros não sabem definir a causa das chamas.
Uma das vizinhas, Simei Quadri, contou que o fogo se espalhou muito rápido. “Conseguimos pular para dentro do terreno e só deu tempo de salvar os dois cachorros. Não conseguimos ver se o casal que vive aqui estava dentro da casa. Tomara Deus que não”, afirmou a vizinha antes da confirmação de que não havia vítimas.
Os bombeiros tiveram que arrebentar o portão para fazer o combate do fogo. Como o terreno é bem grande, nenhuma casa vizinha foi atingida.

Absurdo CAIXAS ELETRÔNICOS DA Caixa Econômica Federal, não tem dinheiro, por medo de assaltos


É um absurdo o que o os bancos brasileiros fazem com a população, hoje pela manhã fui até a agencia da Caixa Econômica Federal, no Guaraituba, para fazer um saque e me deparei com apenas dois caixas em funcionamento dos cinco caixas existentes.  E quando chegou minha vez depois de ficar longo tempo na fila, ao usar o caixa, a resposta, numerário não existente, para eu realizar o meu saque. O grande absurdo é que os bancos afixaram alguns cartazes avisando que devido ao ataque de bandidos, os caixas estariam desabastecidos de dinheiro.

Pagamos nossos impostos que não são baixos, pois o Brasil é um dos países com maior carga de impostos do mundo. 

Quer dizer que  nós não podemos  USAR os caixas 24 horas dos bancos porque  o poder publico não nos garante segurança?

Peço que as autoridades municipais, estaduais, deem uma resposta para a população, pois se continuarmos reféns dos bandidos, logo não podermos ir aos SUPERMERCADOS, LOJAS, porque os bandidos irão cometer assaltos.









Planilha de Youssef lista projetos de 170 empresas no valor de R$ 11,5 bilhões


alberto youssef
Uma planilha apreendida no escritório do doleiro Alberto Youssef, que lista 747 obras de infraestrutura de 170 empresas, a maioria empreiteiras, é um dos principais indícios que levam o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, a suspeitar que o esquema criminoso que desviou recursos de obras da Petrobras alcança outros setores da administração pública. Usada pelo doleiro para acompanhar suas negociações e projetos em andamento, a planilha lista valores que, somados, chegam a R$ 11,5 bilhões — 59% das obras têm a Petrobras como cliente final.
Num despacho em que negou a revogação da prisão preventiva do executivo Erton Medeiros Fonseca, presidente da Divisão de Engenharia Industrial da Galvão Engenharia, Moro afirma que a apreensão da planilha é “perturbadora” e diz que “o esquema criminoso de fraude à licitação, sobrepreço e propina vai muito além da Petrobras”.
A lista de Youssef, a qual O GLOBO teve acesso, é formada basicamente por empreiteiras citadas e investigadas na Operação Lava-Jato por obras com a Petrobras. Os projetos pertencem a setores como aeroportos, irrigação, energia, mineração, transporte e saneamento básico, a maioria feita com recursos federais e, em muitos casos, tocada por governos estaduais. O juiz frisa que é necessária uma “profunda investigação” para que se confirmem as suspeitas de novas irregularidades.
Além de obras no Brasil, a planilha lista obras realizadas no exterior por construtoras brasileiras, incluindo o Porto de Mariel, em Cuba, que recebeu financiamento do BNDES de cerca de R$ 1 bilhão. O valor anotado em relação a esse projeto é de R$ 3,6 milhões.
O nome de uma empreiteira brasileira, investigada na Lava-Jato, também aparece vinculado a obras no Uruguai e na Argentina. Na lista há ainda outras duas empresas, uma de engenharia, associada a uma unidade de gás no Equador; e outra citada por uma obra em Angola.
A planilha não é o único documento que levanta suspeita sobre financiamentos a obras no exterior. A Polícia Federal identificou visitas do advogado Alexandre Portela Barbosa, da construtora OAS, ao escritório do doleiro Alberto Youssef logo após ter retornado de viagens a países da América Latina. No dia 16 de setembro de 2013, Barbosa esteve no escritório do doleiro, onde ficou por cerca de 50 minutos. No dia seguinte, ele embarcou num voo com destino a Lima, a capital peruana. No dia 16 de janeiro passado, Barbosa chegou ao Brasil, vindo de Lima, e, no dia seguinte, foi até o escritório de Youssef: chegou às 14h02m e saiu às 15h31m. Preso temporariamente, Barbosa foi libertado, e não há informação de que tenha colaborado com a investigação. A suspeita é que as viagens estejam ligadas a pagamentos de propinas no exterior.

Com sexta viga instalada, Arena da Baixada tem 50% de teto retrátil concluído


Redação com CAP

Arena teto
Arena tem 50% da cobertura completa – Foto: CAP

O Clube Atlético Paranaense anunciou nesta sexta-feira (5) que a Arena da Baixada está com 50% do teto retrátil concluído. O resultado veio um mês após o início dos trabalhos, no dia 7 de novembro, quando o estádio recebeu a primeira viga da nova cobertura. No total, a cobertura contará com 12 vigas, que farão o fechamento total da Arena. A sexta destas vigas foi erguida na tarde de quinta-feira (4).
Cada uma das vigas tem o peso de 32 toneladas. A montagem acontece na Rua Buenos Aires, com um guindaste de 550 ton elevando as peças sobre a atual cobertura da Arena. As primeiras seis vigas, que já estão colocadas no estádio, fazem parte estrutura da Rua Coronel Dulcídio e serão empurradas sobre os trilhos. Na próxima semana, será iniciada a montagem das vigas do lado da Buenos Aires.
A estrutura, que receberá ainda as calhas para captação de chuva e as peças de policarbonato, já teve a instalação de algumas peças do fechamento lateral. As tampas ficarão sobrepostas à estrutura da cobertura já existente e correrão sobre trilhos já instalados. Após a instalação do teto retrátil, a Arena da Baixada ficará 100% coberta, sendo o primeiro estádio da América Latina com estas condições.

Mulher encontrada morta nos fundos de Centro Infantil era na verdade uma criança de apenas 12 anos


Por Denise Mello e Danaê Bubalo

sabara4
Corpo foi encontrado atrás de centro Infantil – Foto: Bruno Henrique/Banda B


A Polícia acaba de identificar o corpo encontrado na manhã de domingo (30) em uma rua da Vila Sabará, na Cidade Industrial de Curitiba. O que, a princípio, imaginava-se tratar de uma mulher, aparentando 20 anos, tratava-se na verdade de uma criança de apenas 12 anos. A vítima foi identificada como Nicole (a polícia não divulgou o sobrenome). Ela estava completamente nua e tinha marcas nas costas, feitas com faca. O desenho pode ser de uma facção criminosa da capital. Os próprios policiais que recolheram o corpo ficaram surpresos com a idade da vítima já que o corpo aparentava ser de uma mulher mais velha.
A família da menina reconheceu o corpo e exames comprovaram a identificação. Por enquanto, a Polícia não dá detalhes sobre a investigação.
O corpo de Nicole foi encontrado nos fundos do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Itacolomi. Há a possibilidade de a menina ter sido sido apenas deixada morta no loca e assassinada em outro ponto. Como a criança estava nua, havia a possibilidade de ter havido violência sexual, o que ainda não foi confirmado pela polícia.
A vítima estava apenas com uma bota preta e, ao lado do corpo, havia uma blusa também preta. Nicole tinha uma tatuagem no braço esquerdo “Corinthians”. O desenho ao lado das marcas de faca  se tratar de uma mensagem de uma facção criminosa da capital.
A investigação segue pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Clientes são baleados em assalto a supermercado e tiroteio atinge biarticulado na canaleta do Hauer


Por Denise Mello e Danaê Bubalo

troca tiros
Vítimas foram socorridas mas sem risco de morte – Foto: Danaê Bubalo
Um policial aposentado e uma cliente foram baleados durante um assalto ao Supermercado Muffato, no bairro Hauer, em Curitiba, por volta das 17h30 desta sexta-feira (5). Houve troca de tiros na rua e um ônibus que passava pela canaleta chegou a ser atingido. Nenhum passageiro ficou ferido e os dois bandidos conseguiram fugir. O policial aposentado, que estava comprando no supermercado, e a cliente, foram encaminhados ao hospital sem risco de morte.
O assalto aconteceu no Supermercado Muffato da Avenida Marechal Floriano Peixoto. Dois bandidos armados invadiram o estabelecimento e deram voz de assalto. Um policial aposentado percebeu a ação e tentou impedir o crime. O policial acabou sendo baleado na perna e foi socorrido por uma equipe do Siate, do Corpo de Bombeiros. Uma cliente do mercado também ficou ferida ao ser baleada na mão.
Os marginais, depois dos disparos, fugiram para os fundos do supermercado. Um deles saiu correndo e não foi encontrado e o outro entrou dentro de uma igreja para tentar se esconder. Um policial do BOPE, que estava de folga, presenciou a ação e foi atrás do bandido. Ao tentar abordar o homem, o policial foi surpreendido e houve troca de tiros. Um ônibus que passava na canaleta da Marechal chegou a ser atingido pelos disparos, mas, felizmente nenhum passageiro ficou ferido.
O bandido possivelmente chegou a ficar ferido, mas ainda conseguiu furtar um veículo Sandero  e conseguiu fugir. O policial de folga não ficou ferido. Ambos os clientes baleados no assalto foram encaminhados sem gravidade ao Hospital Cajuru. Nenhum ladrão foi localizado.
Banda B entrou em contato com o Supermercado Muffato, mas até o fechamento desta reportagem ninguém da direção quis se manifestar.

Mesmo com menos dinheiro, caixas da CEF de Rua da Cidadania vão pelos ares


Por Denise Mello e Danaê Bubalo

cef rua
Caixas ficaram destruídos. Dinheiro foi levado – Foto: Danaê Bubalo/Banda B
O pouco parece ser muito para os bandidos. Mesmo após a Caixa Econômica Federal (CEF) anunciar que iria deixar alguns caixas eletrônicos desabastecidos ou com menor volume de notas neste final de semana em Curitiba e região em razão dos assaltos frequentes, duas máquinas voaram pelos ares nessa madrugada. A Gangue da Dinamite voltou a atcar e, dessa vez, o alvo foram os caixas da CEF na Rua da Cidadania da Fazendinha, na capital. O explosivo destruiu tudo e os bandidos conseguiram fugir com o dinheiro.
A ação aconteceu por volta das 3h30 desta sábado (6), em dois caixas eletrônicos localizados dentro da Rua da Cidadania do Fazendinha, em frente ao Armazém da Família. Em poucos minutos, quatro bandidos armados e encapuzados instalaram as dinamites e promoveram a explosão. Câmeras de segurança gravaram toda a ação. Os bandidos conseguiram levar o dinheiro e fugiram.
Com a explosão, a porta do Armazém da Família também ficou destruída. Uma das funcionárias falou que essa não foi a primeira vez. “Já tinham explodido esses caixas um tempo atrás. Daí a Caixa Econômica tirou as máquinas. Há pouco tempo colocaram de novo e agora eles explodiam tudo. Isso virou rotina”, contou a funcionária sem se identificar.
As imagens das câmeras estão com a Guarda Muniipal, que ainda se manifestou sobre o assalto ocorrido dentro de um espaço da Prefeitura de Curitiba. No momento do assalto, não havia nenhum guarda fazendo a vigilância do local.
O caso deverá ser investigado pela Polícia Federal.
Menos dinheiro
Ontem, a direção regional da CEF enviou um comunicado a todas as agências, informando que caixas eletrônicos do banco em Curitiba e região, ficariam desabastecidos neste final de semana, ou com menos notas que o habitual. O motivo da medida, alegado pela direção do banco, é o grande número de explosões em assaltos a caixas eletrônicos nas últimas semanas. Na agência da CEF no Centro Cívico, ao lado do Tribunal de Justiça, um aviso foi colocado:
“Prezados clientes: Por medida de segurança (risco de explosão), algumas máquinas dessa agência estarão desabastecidas e outras com numerário reduzido neste final de semana. Pedimos sua compreensão”, diz.
Não há informação se os caixas da CEF na Rua da Cidadania do Fazendinha foram atingidos por esta medida.

Vítima de assalto pega carro para ir à delegacia e no meio do caminho atropela e mata acusado do crime


Por Denise Mello e Danaê Bubalo

atropelado2
Após atropelar o bandido, comerciante bateu contra um muro – Foto: Danaê Bubalo/Banda B

De vítima a assassino. Em poucos minutos, assim se transformou a vida de um comerciante do bairro Cajuru, em Curitiba, no final da tarde desta sexta-feira (5). Sidnei André Alves, de 60 anos, que tinha acabado de ser feito refém em um assalto ao seu estabelecimento comercial, acabou atropelando e matando um dos bandidos no trajeto até a delegacia. O comerciante foi preso em flagrante acusado por homicídio doloso.
O assalto aconteceu por volta das 17 horas em uma loja de materiais elétricos. Armados, dois bandidos invadiram o comércio enquanto um terceiro ficou do lado de fora, vigiando. Eles agrediram o comerciante e o prenderam junto com uma funcionária dentro do banheiro. Levaram dinheiro, inclusive o valor reservado para o pagamento do aluguel da loja, além do celular.Em seguida, fugiram.
atropelado1
Carro ficou destruído
Alves, vítima do assalto, conseguiu sair do banheiro, pegou o carro e no trajeto até o 6º Distrito Policial, onde iria registrar o boletim de ocorrência, avistou os dois bandidos que tinham acabado de assaltá-lo. Num ato impensado, jogou o veículo sobre os ladrões e acabou matando um deles atropelado. O carro chegou a atingir o muro de uma empresa e uma placa de sinalização.
O acidente aconteceu na esquina das Ruas Reinaldo Thá com a Rua Vidal Natividade da Silva. O assaltante, de aproximadamente 30 anos, morreu na hora devido ao acidente. Alves foi preso em flagrante.
Revolta
A irmã do comerciante, Rosimeire Alves, conversou com a reportagem e afirmou que o Alves já estava cansado de ser assaltado. “Não é primeira vez que ele é assaltado e, desta vez, ela ficou muito revoltado. Levaram o dinheiro do aluguel da loja que ele juntou com muito esforço. Agora vai ter que pagar advogado para enfrentar essa situação. A gente fica muito indignada. Peço que vejam que meu irmão é um trabalhador e não um vagabundo”, afirmou.
De acordo com o delegado Adriano Ribeiro, o homem deve responder pelo crime de homicídio doloso simples e pode pegar uma pena de seis a vinte anos de prisão. Segundo Ribeiro, o homem passou de vítima a acusado de homicídio.. “Por ele ter utilizado o carro para atropelar e matar um dos autores, mesmo de forma emocional, ele foi preso em flagrante por homicídio doloso. Infelizmente, as consequências são graves. Ele já estava livre das agressões do assalto quando cometeu este ato impensado e terá que responder por isso”, explicou o delegado.
Alves está preso à disposição da Justiça e o corpo do assaltante atropelado foi recolhido ao Instituto Médico Legal onde aguarda identificação oficial. Os outros dois bandidos que participaram do assalto conseguiram fugir.

.