Ladrão armado invade loja cheia de clientes em Pinhais e leva todos os celulares da vitrine


Por Denise Mello e Juliano Cunha

ladrao celular
Ladrão sai caminhando tranquilamente com os celulares roubados na mochila – Reprodução das câmeras de segurança

Um ladrão completamente destemido e cara de pau invadiu a Multiloja de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, no início da tarde deste sábado (20), e fez o que quis. Em apenas quatro minutos ele levou todos os aparelhos celulares da vitrine. E isso com a loja cheia de clientes e funcionários no último sábado antes do Natal.
O assalto aconteceu às 14h30, em pleno horário de pico dentro da loja por causa das vendas de final de ano. O jovem, trajando bermuda, camiseta, tênis e boné, entrou na loja com um revólver em punho e deu voz de assalto. “Ele mandou todo mundo não reagir e falou pra funcionária dar todos os celulares da vitrine. Ninguém fez nada com medo dele atirar”, disse uma testemunha, sem se identificar.
De acordo com clientes e funcionários, o bandido chegou a engatilhar a arma duas vezes, o que provocou ainda mais medo em todos que estavam na loja. Assim que pegou os celulares, ele fugiu a pé levando os aparelhos na mochila. Pessoas que estavam do lado de fora disseram que algumas quadras depois, um veículo o apanhou para ajudar na fuga. Imagens das câmeras de segurança devem ajudar na identificação do suspeito.
Segundo comerciantes da região, essa foi a sétima vez que a Multiloja de Pinhais é assaltada só este ano. A direção da loja não informou a quantidade de aparelhos celulares levados pelo ladrão.
A Polícia Militar foi acionada e faz buscas na região.

Ex-gerente da Petrobras fala em Curitiba e reafirma que cúpula sabia dos desvios



venina
Venina prestou depoimento em Curitiba
A ex-gerente da Petrobras Venina Velosa da Fonseca prestou depoimento durante cinco horas nesta sexta-feira (19), ao Ministério Público Federal em Curitiba. Ela contou ter recebido ameaças após revelar desvios na companhia e reafirmou que a atual diretoria da estatal sabia dos problemas em ao menos três setores, mas não tomou providências.
De acordo com reportagem do site G1, Venina disse que está sendo ameaçada e entregou milhares de documentos, principalmente cópias de emails e relatórios internos de auditoria, à força tarefa de procuradores que investiga o cartel de empresas e o desvio de dinheiro de obras da estatal.
Segundo o advogado Ubiratan Mattos, que representa Venina,  ela manteve cópias dos emails porque sabia que estavam sendo cometidas irregularidades e decidiu ajudar nas investigações depois de ver seu nome incluído entre os responsáveis pelas irregularidades nas obras da Refinaria Abreu e Lima, ao lado de Pedro Barusco Filho, da diretoria de Engenharia e Serviços, que mantinha contas no exterior a serviço do esquema.
– A vilã não é Venina. Ela está do lado da ética e sempre denunciou internamente. A diretoria toda sempre soube, incluindo a Graça (Foster) – disse Mattos.

Confira a lista dos PMs acusados de achaques e assassinatos em Curitiba

PM’s são presos acusados de 11 assassinatos e achaques a traficantes; confira os nomes

Por Denise Mello e Juliano Cunha

prisao pm
Policiais do BOPE que cumprem os mandados de prisões de policiais militares – Foto: Juliano Cunha/Banda B

Três policiais militares foram presos na madrugada deste sábado (20) em Curitiba, suspeitos de participação em pelo menos onze assassinatos, incluindo duas chacinas em Curitiba, e de praticarem achaques a traficantes. Dois policias, incluindo um sargento, estão com prisão decretada e são considerados foragidos. Os policiais são do 13º Batalhão da PM.  Os pedidos foram feitos pelos delegados Cristiano Quintas, Fabio Amaro e Danilo Zarlenga, em relação a três casos envolvendo homicídios na capital paranaense. A operação teve acompanhamento da Corregedoria da Polícia Civil e envolveu 70 policiais.
Os três presos são: os soldados Patrik Alves Pereira, Eliosir José da Silva e Michel Alves Diel. Estão foragidos: o soldado Alisson dos Santos Cszulik e o sargento Silvestre de Oliveira Lopes.
As prisões estão sendo coordenadas pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), como o apoio do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) e o acompanhamento do secretário de segurança pública do Paraná, Fernando Francischini.
“Foi uma operação muito parecida com a força-tarefa entre Secretaria da Segurança Pública e Grupo de Atuação de Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrada também nesta semana. A prioridade é limpar a polícia para que os bons policiais, que são a maioria, voltem a trabalhar de forma muito tranquila”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Fernando Francischini.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (Sesp), as prisões têm relação a três crimes e um quarto, que seria outra chacina, está em investigação. Os envolvimentos confirmados, segundo a polícia:
– A primeira situação ocorreu em 28 de janeiro, com a morte de Anderson Marques Colaço, 34 anos, na Rua João Antonio Culpi, 30, no local conhecido como Beco da Pluma, bairro Pinheirinho, na capital, investigada pelo delegado da DHPP Cristiano Quintas.
– No dia 31 de maio, uma chacina deixou cinco pessoas mortas no bairro Xaxim, sendo quatro homens e uma mulher. O caso está sendo acompanhado pelo delegado Danilo Zarlenga.
– no dia 12 de junho, o corpo de Tiago Rocha, de 25 anos, foi encontrado no Alto Boqueirão, de acordo com o delegado Fábio Amaro, que preside esse inquérito. Neste último caso, os PM’s teriam simulado um tiroteio para esconder a execução da vítima.
Um chacina no bairro Sítio Cercado, ocorrida no dia 30 de junho, em que cinco pessoas foram mortas (quatro homens e uma mulher), também estaria entre os crimes que podem ter ligação com os policiais. No caso dessa chacina, as investigações para a comprovação de participação dos policiais nos crimes continua.
Os policiais também extorquiam traficantes  cobrando propina em uma espécie de “pedágio” para que pudessem praticar o tráfico na região. Entre as provas levantadas pela polícia está um exame de balística em que uma pistola calibre.380 teria sido usadas nas mortes.
policial capuz
Um dos policiais presos ainda com identificação não confirmada
Chacina do Sítio Cercado
Entre os policiais com mandados de prisão emitidos estão os soldados Alisson dos Santos Cszulik, 23 anos, e Michel Diel, 31 anos PM’s, que já haviam sido presos em julho por suposto envolvimento na chacina do bairro Sítio Cercado.  Diel está preso e Cszulik está foragido. Na época, os dois negaram envolvimento nos crimes e respondiam o processo em liberdade.
De acordo com as investigações, a dupla – que trabalha junta na região – teria ido até a residência de uma família na tarde do crime com uma viatura caracterizada. Eles estariam fardados. Nas imagens usadas pela Polícia Civil, um carro para em frente a casa da família, e três homens, usando balaclava, descem do veículo e invadem o local. O inquérito que aponta a acusação dos policiais diz que eles usaram drogas com as vítimas antes do crime e cobravam valores mensais de traficantes da região para fazer ‘vistas grossas’.
Os soldados rebateram as acusações afirmando que trabalhavam há pouco tempo juntos e que jamais participariam de uma atrocidade como a chacina.
Na chacina foram executados: Jaqueline Garcia, 33 anos, que estava grávida de 6 meses; os dois irmãos adolescentes, Kauane Garcia Dias de Farias, 17 anos, e Ailton Augusto Dias de Farias, 14; e o alvo da execução identificado como Jonathan Pereira Veloso, 29 anos. Uma criança de 5 anos, filha do casal, foi poupada e encontrada pelas ruas gritando por socorro.
coletiva sesp
Secretário Fernando Francisquini em entrevista coletiva na DHPP – Foto: Sesp

Selecionados os músicos que irão se apresentar na 52ª Festa da Uva em Colombo


WEBMASTER 19 DE DEZEMBRO DE 2014

Atividade teve como principal objetivo buscar a valorização dos artistas de Colombo

Comissão avaliou os seguintes critérios: harmonia, melodia, ritmo, arranjos, execução e interpretação
Comissão avaliou os seguintes critérios: harmonia, melodia, ritmo, arranjos, execução e interpretação
Grandes nomes da música nacional já animaram a Festa da Uva, que no ano que vem estará na sua 52ª edição. Em 2015, além das atrações nacionais, músicos locais prometem animar os colombenses. E para definir os nomes que irão abrilhantar ainda mais o evento foi realizada pela Prefeitura de Colombo, através da Secretaria da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, nos dias 11 e 12, a 1ª Seleção de Bandas e Músicos do município.
Para o secretário da pasta, Antonio Ricardo Milgioransa, o principal objetivo da seleção é valorizar o cenário musical local. “A Festa da Uva é uma festa tradicional e a visibilidade para esses artistas é muito grande. É uma oportunidade para que o grande público conheça e valorize os músicos da nossa terra”, afirmou.
Os interessados tiveram até o dia 09 de dezembro para fazer sua inscrição. Ao todo, 26 inscrições foram realizadas, que contou com a participação de bandas, grupos, trios, duplas e cantores solo.
Especialistas da área musical fizeram as audições do material enviado pelos artistas
Especialistas da área musical fizeram as audições do material enviado pelos artistas
Para chegar aos nomes dos vencedores foi feita uma avaliação por uma comissão julgadora, composta por especialistas da área musical, que após fazerem as audições do material enviado pelos artistas avaliaram as músicas levando em conta os seguintes critérios: harmonia, melodia, ritmo, arranjos, execução e interpretação.
Os três primeiros colocados em cada categoria ganharam um troféu de participação, gravação de músicas inéditas, apresentação na 52ª Festa da Uva e cachê. Já os classificados em 4º e 5º lugares ganharam troféu, participação na 52ª edição da Festa da Uva e cachê.
Atrações Nacionais
Conforme anunciado durante a realização do concurso que elegeu Ana Carolyne Stef, como a nova Rainha da Uva, já estão definidos as atrações nacionais que vão subir ao palco na 52ª edição da Festa da Uva.
No primeiro dia de festa, 06/02, sobem ao palco Marcos e Belutti, no sábado, 07/02, é a vez do cantor Thiaguinho animar o público e no domingo, 08/02, a dupla Munhoz e Mariano encerra a festa.
Confira a lista dos músicos vencedores da 1ª Seleção de Bandas e Músicos de Colombo:
Categoria – Música Sertaneja
1° Lugar – Beny e Benony
2° Lugar – Os amigos da Viola: Jangadeiro e Silvaney
3° Lugar – Anna Flávia
4° Lugar – João Viola, Canarinho e Bruninho da Gaita
5° Lugar – Taisa Pavin
Categoria – Música Sacra/Gospel
1° Lugar – Ministério Rubens Cordeiro
2° Lugar – Banda Primicias
3° Lugar – Banda Passe Livre
Categoria – Música Pop-Rock
1° Lugar – Walker V8
2° Lugar – Bruna Lu
3° Lugar – Disco Rock Band
4° Lugar: Colt 45
5° Lugar – No Money for a Bus
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/PMC

Prefeita Beti Pavin sanciona lei que estimula o emprego temporário


WEBMASTER 19 DE DEZEMBRO DE 2014

Iniciativa não cobra imposto; indústrias e empresas terão condições de contratar mais trabalhadores

Beti Pavin assina a lei 1358/2014 tirando os encargos da folha de pagamento do trabalho temporário
Beti Pavin assina a lei 1358/2014 tirando os encargos da folha de pagamento do trabalho temporário
A Prefeita Beti Pavin sancionou nesta quinta-feira, 18, a Lei 1358/2014, que acresce no parágrafo 5º ao artigo 34 da Lei Municipal 16/1978, a desoneração da tributação sobre o serviço do trabalhador temporário. “Esta interpretação que propusemos nesta lei irá favorecer e movimentar este setor que é a porta de entrada para o emprego permanente”, afirmou a prefeita.
Beti destacou também que não cobrar este imposto beneficia aqueles que estão em busca da primeira oportunidade de emprego. “Como o trabalho temporário costuma estar ligado a estudantes, pessoas jovens, que não tem muita experiência abre-se este campo para quem quer entrar no mercado ou retomar a vida profissional”, explicou.
Trabalhadores temporários, autoridades municipais, privadas e entidades de classe presentes no momento da sanção da lei
Trabalhadores temporários, autoridades municipais, privadas e entidades de classe presentes no momento da sanção da lei
Para o secretário da Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, Antonio Ricardo Milgioransa, esta iniciativa irá gerar mais emprego e renda no município. “Estas empresas de recrutamento de pessoal terão mais disponibilidade em trabalhar aqui e consequentemente vai movimentar a economia empregando nossa mão de obra”, destacou Milgioransa.
Na lei, a redação que passa a vigorar ficou desta forma: Parágrafo 5º. Não se incluem na base de cálculo do Imposto Sobre Serviço-ISS, de qualquer natureza, o valor da folha de pagamento e os respectivos encargos sociais do serviço descrito no item 17.05 da lista de serviços contida no artigo 29 da presente Lei.”
De acordo com o diretor jurídico da Associação Brasileira do Trabalho Temporário – Assertem, Marcos Abreu, esta ação deixa claro que o município respeita a lei do trabalho temporário. “A interpretação feita pela prefeitura deixa claro que trabalho não é um serviço e que Colombo é legalista. Com esta aprovação a prefeita irá estimular o trabalho temporário”, disse o diretor.
Com a prefeita, o secretário da Indústria e o diretor da associação, estavam presentes, o secretário da Fazenda, Marcio Strapasson, a diretora de Receita Tributária, Celia Bontorin Ceccon, a representante do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado do Paraná (Sescap-PR), Sandra Salles, representantes do Banco Nacional do Emprego (BNE), representantes de empresas de Recursos Humanos e trabalhadores temporários.
Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/PMC

Ministro Teori Zavascki homologa delação premiada de Youssef


De O Globo:
O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, homologou no início da tarde desta sexta-feira a delação premiada do doleiro Alberto Youssef, preso em Curitiba no âmbito da Operação Lava-Jato da Polícia Federal. A informação de que o relator do caso no STF iria homologar a delação foi antecipada na coluna do jornalista Merval Pereira, na edição de hoje de O GLOBO. Ele autorizou pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para desmembramento das informações prestadas nas delações de Youssef e de Paulo Roberto Costa para a abertura futura de processo autônomos.
Para averiguar se Youssef prestou as declarações de livre e espontânea vontade, um juiz auxiliar do STF o visitou no hospital em que estava em Curitiba durante esta semana. Essa audiência foi filmada. Após a visita, o ministro Zavascki concluiu que a delação tem validade legal e como as informações prestadas tinham relevância para as investigações decidiu pela homologação.
Devido às férias coletivas no Judiciário, que começaram nesta tarde, o encaminhamento físico dos processos às diferentes instâncias deverão ocorrer apenas a partir de 2 de janeiro. A PGR deverá trabalhar durante o recesso forense, em janeiro, e deverá apresentar os pedidos de inquérito a partir de fevereiro, quando os ministros do STF retomarão os trabalhos.
Como revelou o GLOBO, a expectativa expressada por Janot a políticos é de que cerca de 30 parlamentares sejam alvo de pedidos de inquérito. Caso alguns deles não tenham mais mandato em fevereiro, o caso descerá para a primeira instância.
Com a homologação da delação, Youssef terá direito a benefícios como redução de penas, mas terá que devolver parte do dinheiro desviado e pagar multa. Primeiro a ter homologação da delação pelo STF, Costa conseguiu partir para o regime de prisão domiciliar e quando for condenado nos procedimentos abertos cumprirá apenas parte da pena e ficará em regime semiaberto.
Os citados que não têm mais foro privilegiado estão sendo remetidos para a primeira instância e há casos remetidos para o Superior Tribunal de Justiça – que julga governadores, por exemplo.
As informações voltarão à PGR para que sejam preparados os pedidos de inquérito em relação a pessoas com foro privilegiado, como deputados e senadores. Parte das delações seguirão para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), foro de governadores de estado. Outros trechos serão encaminhados à 13ª Vara Federal de Curitiba, onde correm os procedimentos em relação a quem não possui prerrogativa de foro.

Presente de Natal para Gilbertinho


image
Gilberto Carvalho, que está deixando a Secretaria Geral da Presidência, onde foi colocado para ser “olhos e ouvidos de Lula”, acaba de ganhar do ex-presidente (Dilma apenas obedeceu) seu maior presente de Natal sendo indicado para a presidência do Conselho Nacional de Administração do Sesi, que Jair Meneguelli, ex-CUT, ocupou durante nove anos. O salário é de R$ 40 mil e com verba de representação, quase sempre chega a R$ 60 mil mensais.
Tem carro (Toyota Corolla 2014) com motorista, além de mais três veículos à disposição. Durante muito tempo, nos finais de semana, quando ia para sua casa em São Caetano do Sul, usava passagens pagas pelo Sesi. O TCU acabou com essa festa.

Título de Medina é chance para estruturar o surf no Brasil, avalia presidente da CBS


Agência Brasil

medina
FESTA BRASILEIRA EM NORTH SHORE: MEDINA COMEMORA O TÍTULO MUNDIAL FOTO: KIRSTIN SCHOLTZ / ASP,DIVULGAÇÃO

O inédito título de campeão do mundo de surf profissional que o brasileiro Gabriel Medina conquistou nesta sexta-feira (19), no Havaí, pode abrir uma “janela de oportunidades” para a estruturação da modalidade no país, beneficiando atletas de alto rendimento e atraindo novos adeptos. A opinião é do presidente da Confederação Brasileira de Surf (CBS), Adalvo Argolo.
“O Medina é a pessoa certa, no momento certo. O esporte já teve outras oportunidades semelhantes no passado, mas que não receberam a mesma atenção que vimos nos últimos meses. Então, para nós, dirigentes, a preocupação é sabermos aproveitar o momento para não cometermos o mesmo erro que o tênis cometeu com o Gustavo Kuerten, que popularizou o esporte sem que nada fosse feito para garantir a continuidade”, disse à Agência Brasil.
Empresário da indústria do surfwear, Argolo reconhece que uma das falhas do setor é não ter informações confiáveis sobre o número de praticantes, do quanto em dinheiro a indústria do surf movimenta no Brasil e dos benefícios do esporte para os atletas e para a sociedade. Segundo o dirigente, esses dados seriam importantes para superar a “miopia” do poder público e de muitos empresários que ainda não enxergam o potencial econômico e social dos esportes de ação.
“Minha geração, quando jovem, só jogava bola. Agora, os garotos jogam futebol, mas também surfam, andam de skate…É fácil constatar isso em cidades como o Rio de Janeiro, Guarujá e Florianópolis, mas os esportes de ação, inclusive o surf, também têm muitos adeptos em cidades distantes do litoral, como Brasília”, disse Argolo, lembrando que muitos atletas brasileiros são mais conhecidos no exterior do que no Brasil, como o campeão de skate, Pedro Barros.
“Os governos ainda não enxergaram essa mudança. Eles ainda nos vêm como amadores. Quem sabe a vitória do Medina e a atenção da imprensa não-especializada mudem isso e em vez de eu ir a Brasília em busca de apoio, alguém do Ministério do Esporte não venha nos procurar para discutirmos como aproveitar esse bom momento para atrairmos mais jovens para o esporte e apoiarmos nossos atletas”, provocou Argolo.
O dirigente citou ainda o caráter inclusivo do surf, que conta com escolinhas gratuitas espalhadas por várias cidades do país. “O surf é hoje um dos esportes que mais favorecem à inclusão social. Há projetos em praticamente todas as grandes cidades do litoral brasileiro, e muitos atletas da elite mundial, como o paulista Adriano Mineiro [atual oitavo colocado do ranking], encontraram no esporte um caminho saudável de ascensão social”.
Professor da primeira escola pública de surf do Brasil e da primeira faculdade de Educação Física a incluir a modalidade na grade curricular, o surfista santista Cisco Araña acredita que a maior atenção ao surf em decorrência da vitória de Medina pode abrir uma janela de oportunidades para o surgimento de futuros atletas profissionais, além de estimular a prática amadora.
“O interesse pelo surf independe da vitória do Medina. Em 24 anos de existência, a procura pela nossa escola só cresceu. A sociedade deixou de estigmatizar os surfistas, o interesse das mulheres em praticar o esporte cresceu bastante – elas são, hoje, 60% dos alunos que frequentam nossas aulas – e já há famílias em que os pais, surfistas, incentivam os filhos a pegar onda. Agora, estamos dando um novo passo”.
Araña também acredita que a vitória de Medina atrairá mais atenção das empresas de outros setores e do próprio Poder Público. “Para que isso se torne realidade é necessário um olhar mais atento por parte dos governantes, das empresas e dos nossos dirigentes, pois jovens talentos o país tem muitos”, destacou.

Dono de loja é assaltado e atropela suspeitos na RMC; um morre e outro fica gravemente ferido


Por Marina Sequinel e Juliano Cunha
atropelamento1
(Foto: Barbosa Junior)

Três homens foram atropelados em uma propriedade particular em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, na tarde desta sexta-feira (19). O caso aconteceu na Avenida João Quirino Leal, no Jardim Veneza.
Segundo informações do Corpo de Bombeiros (CB), um deles morreu, o segundo ficou gravemente ferido, enquanto o terceiro apresentou machucados leves. “O que nós conseguimos apurar foi que, possivelmente, o dono de uma loja foi assaltado pelo trio e, depois, saiu atrás do grupo e o atropelou. Os três estavam em cima de uma motocicleta e o causador do atropelamento fugiu”, explicou o soldado Rafael em entrevista à Banda B.
O rapaz gravemente ferido foi encaminhado de helicóptero para o hospital. O CB não soube informar qual veículo teria sido usado pela suposta vítima do assalto.
.

PM’s são presos acusados de assassinato; entre os crimes a chacina do Xaxim com 4 mortos


Por Denise Mello e Juliano Cunha

prisao pm
Policiais do BOPE que cumprem os mandados de prisões de policiais militares – Foto: Juliano Cunha/Banda B

Três policiais militares foram presos na manhã deste sábado (20) em Curitiba, suspeitos de participação em vários assassinatos. Os policiais são do 13º Batalhão da PM. Ao todo, a Justiça expediu cinco mandados de prisão e dois PM’s já são considerados foragidos. Os pedidos foram feitos pelos delegados Cristiano Quintas, Fabio Amaro e Danilo Zarlenga, em relação a três casos envolvendo homicídios na capital paranaense.
As prisões estão sendo coordenadas pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), como o apoio do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) e o acompanhamento do secretário de segurança pública do Paraná, Fernando Francischini. Ainda não há informações oficiais, mas a Banda B apurou que as prisões teriam relação a três crimes: uma chacina no bairro Xaxim, no dia 30 de maio, em que quatro pessoas foram mortas; um assassinato no bairro Sítio Cercado e um tiroteio que provou a morte de um homem detido no bairro Prado Velho. Este tiroteio teria sido simulado por policiais militares para disfarçar a execução de um dos presos.
prisao pm1
Um dos PM’s presos ainda sem identificação oficial – Foto: Banda B
Chacina
Entre os policiais com mandados de prisão emitidos estão os soldados Alisson dos Santos Cszulik, 23 anos, e Michel Diel, 31 anos PM’s, que já haviam sido presos em julho por suposto envolvimento na chacina do bairro Xaxim. Diel teria sido preso na operação de hoje e Alisson estaria foragido. Na época, os dois negaram envolvimento nos crimes e respondiam o processo em liberdade.
De acordo com as investigações, a dupla – que trabalha junta na região – teria ido até a residência de uma família na tarde do crime com uma viatura caracterizada. Eles estariam fardados. Nas imagens usadas pela Polícia Civil, um carro para em frente a casa da família, e três homens, usando balaclava, descem do veículo e invadem o local. O inquérito que aponta a acusação dos policiais diz que eles usaram drogas com as vítimas antes do crime e cobravam valores mensais de traficantes da região para fazer ‘vistas grossas’.
Os soldados rebateram as acusações afirmando que trabalhavam há pouco tempo juntos e que jamais participariam de uma atrocidade como a chacina.
Na chacina foram executados: Jaqueline Garcia, 33 anos, que estava grávida de 6 meses; os dois irmãos adolescentes, Kauane Garcia Dias de Farias, 17 anos, e Ailton Augusto Dias de Farias, 14; e o alvo da execução identificado como Jonathan Pereira Veloso, 29 anos. Uma criança de 5 anos, filha do casal, foi poupada e encontrada pelas ruas gritando por socorro.
Entrevista coletiva
O secretário Francisquini deve dar uma entrevista coletiva às 10 horas, na sede da DHPP, para esclarecer detalhes da operação.