Mãe recebia dinheiro para companheiros abusarem de filhos


Outros três homens foram presos na operação em Teresópolis, no RJ.
Em outro caso, pai abusava da filha nos finais de semana.

Do G1 Região Serrana
Suspeitos foram apresnetado à imprensa durante coletiva (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Suspeitos foram apresentados à imprensa durante coletiva (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Serão transferidas nesta quinta-feira (12), as quatro pessoas presas em uma operação de combate à pedofilia e exploração sexual infantil, realizada pela equipe da 110ª Delegacia de Polícia emTeresópolis, na Região Serrana do Rio, nesta quarta (11). As prisões aconteceram nos bairros Meudon, Barra do Imbuí e Cruzeiro, em Teresópolis, e no Catete, no Rio de Janeiro. Os presos foram apresentados à imprensa durante uma coletiva na tarde desta quarta.
Em um dos casos, a mãe, de 31 anos, é suspeita de obrigar seus quatro filhos - meninos e meninas com idades entre três e nove anos - a terem relações sexuais com dois companheiros, um de 54 anos e outro de 33, em épocas diferentes.

O segundo caso investigado pela Polícia Civil acabou prendendo um outro homem, de 49 anos, que abusava sexualmente da própria filha, de nove anos, quando a criança, que morava com a mãe, passava os finais de semana com ele. A ele foi determinada a prisão preventiva.
Segundo as investigações, as crianças eram abusadas sexualmente e a mãe recebia dinheiro dos companheiros por permitir a prática. Além disso, a mulher fazia a filha de nove anos consumir cocaína para suportar os abusos. 
“Estamos firmes no combate a este tipo de delito, que atinge a sociedade de forma contundente, além da própria dignidade do ser humano em desenvolvimento vítima deste tipo de monstruosidade", disse o Delegado Titular da 110ª DP, Heberth Tavares Cardoso.
A ação, que ganhou o nome de “PedofiliaFobia”, teve como objetivo cumprir quatro mandados de prisão, expedidos pela Vara Criminal de Teresópolis, decorrentes de dois casos diferentes investigados pela 110ª DP.