Atirador descarrega pistola 9mm e executa morador do Portão; outro homem também foi atingido



Por Denise Mello e Danaê Bubalo

baleado portao
Burlinski foi executado com 11 tiros – Foto: Danaê Bubalo – Banda B

Uma execução. É com esta hipótese que a polícia trabalha para descobrir quem matou um homem de 41 anos e deixou outro gravemente ferido no início da noite desta quinta-feira (30), no bairro Portão, em Curitiba. Everton Sandro Burlinski, morador do bairro, foi assassinado com pelo menos 11 tiros. Um outro homem, que também caminhava  pela rua no momento do ataque, foi baleado e encaminhado ao hospital em estado grave.
A “chuva de tiros” aconteceu na Rua Desembargador Lauro Sodré Lopes, próximo Rua João Bettega. Vizinhos ouviram vários disparos e, assim que os tiros pararam, foram ver o que tinha ocorrido e encontraram Burlinski morto e um outro homem de 57 anos gravemente ferido na calçada.
De acordo com o perito Teixeira, do Instituto de Criminalística, a arma utilizada no crime foi uma pistola 9 milímetros. “Encontramos pelo menos 10 projeteis no chão e a vítima fatal apresente 11 perfurações. A maioria na parte frontal, atingindo várias partes do corpo. O outro homem foi atingido por um ou dois tiros. Tudo indica que foi uma execução e o alvo era a vítima fatal”, disse o perito à Banda B.
Segundo ele, é provável que o atirador tenha usado até dois cartuchos completos da pistola 9 mm. “Como os tiros atingiram várias partes do corpo, provavelmente as vítimas caminhavam pela rua quando foram surpreendidas. A DHPP  vai investigar a motivação do crime e a autoria”.
O homem ferido foi socorrido por uma equipe do Siate, do Corpo de Bombeiros, até o Hospital do Trabalhador, onde permanece internado em estado grave. Não se sabe se ele estava na companhia de Burlinski ou se apenas caminhava pela região.
.