Briga em casa noturna termina com morte de vigia que não tinha nada com a confusão


Por Elizangela Jubanski e Djalma Malaquias

O vigia de uma casa noturna no bairro Roça Grande, em Colombo, região metropolitana de Curitiba, foi morto com três tiros na madrugada deste domingo (12). Luiz Carlos Silva Santos, 60 anos, trabalhava do lado de fora da casa quando foi alvo de disparos de arma de fogo de um homem que teria brigado dentro da casa. Ele morreu na hora e o autor ainda não foi identificado.
De acordo com as investigações da Polícia Civil, aconteceu uma briga dentro da casa Rancho Mix, que fica na rua Gustavo Nass. Os seguranças apaziguaram a situação, colocando os envolvidos na briga para fora da casa. Nesse momento, teria acontecido os disparos contra o vigia, que estava do lado de fora e não tinha participado da separação da briga.
O perito Eumir Machado de Oliveira da Polícia Científica afirmou que a morte do vigia está diretamente ligada à briga que aconteceu dentro da casa. “O suspeito de se envolver na briga foi quem atirou contra o vigia, que nem tinha participado de nada. Testemunhas dizem que ele atirou a esmo. Mas, embora tivesse bastante gente no local, poucas quiseram dar informações”, disse. Ainda segundo o perito, os tiros atingiram a cabeça, os braços e as costas da vítima.
Testemunhas podem entrar em contato com a Polícia Civil de Colombo para informar sobre o paradeiro do criminoso. Câmeras de segurança podem auxiliar na identificação do suspeito. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba e a Delegacia de Colombo investiga o caso. A Banda B tentou entrar em contato com os responsáveis pela casa noturna, mas ninguém atendeu às chamadas telefônicas.