Primeiro transplante de rim incompatível é realizado no Brasil


Com sangue tipo O, jovem recebe órgão da mãe com tipo sanguíneo A
Do R7
Cirurgia tornou-se possível já que foi filtrado o plasmaThinkstock
Pela primeira vez no Brasil, uma paciente recebeu um rim incompatível em uma cirurgia inédita, em São Paulo. A jovem, de 28 anos, que esperava pelo órgão desde 2008, foi submetida ao procedimento chamado de ABO incompatível, em que o doador e o receptor não possuem o mesmo tipo sanguíneo.  Nesse caso, a paciente, cujo tipo sanguíneo é O, recebeu o rim de sua mãe, de 63 anos, que possui o tipo A.
De acordo com a nefrologista Maria Cristina Ribeiro de Castro, do Centro de Transplante Renal do Hospital Samaritano, responsável pela operação, o tipo sanguíneo O pode doar para qualquer pessoa, mas só recebe do tipo O. Já o tipo AB recebe de qualquer pessoa; o tipo A só recebe A ou O; e o tipo B só recebe B ou O. Estatísticas apontam que de 30% a 40% dos doadores são recusados nesse primeiro teste devido a sua incompatibilidade.
Segundo a médica, a cirurgia tornou-se possível já que foi filtrado o plasma para se retirar os anticorpos que impediam a compatibilidade com o órgão. Além disso, o uso de medicamentos também contribuiu para impedir a produção dos mesmos
Fonte: Site R7