Padrasto mata menino de três anos e liga para mulher pedindo desculpas


Por Felipe Ribeiro e Luiz Henrique de Oliveira

Um crime chocante e que é de difícil explicação para todos os envolvidos. De forma brutal, um menino de três anos morreu na noite desta quarta-feira (5) após ser espancado pelo padrasto na zona rural de Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com a polícia, a mãe levou o menino até o pronto-socorro municipal da cidade por volta das 20 horas, mas a criança já não apresentava sinais vitais.
De acordo com o tenente Pedro, da Polícia Militar, a mãe inicialmente contou que o filho havia sofrido uma queda, o que não condizia com os hematomas. “Como a história não convenceu, ela confessou que o atual marido é quem teria provocado as agressões e fugido. Até o momento ela não sabe para onde ele foi”, comentou.
Buscas para tentar localizar o suspeito já foram iniciadas, mas até o momento ele não foi encontrado. O nome do padrasto ainda não foi divulgado para não atrapalhar as investigações.
Ainda segundo o tenente, o suposto autor do crime entrou em contato com a mãe da vítima na manhã desta quinta-feira (6) para pedir desculpas. “Acreditamos que não foi a primeira vez que ele fez isso, já que até marcas de abuso sexual foram encontradas. Ele fez a ligação e garantiu que não tinha a intenção de matar o garoto”, disse.
A mãe foi encaminhada para a Delegacia de Fazenda Rio Grande para maiores esclarecimentos. A Polícia Civil investiga o caso.