Policial de folga que saía de barraca de cachorro-quente vê assalto e mata suspeito com três tiros


Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento 

Dois assaltantes escolheram a barraca do cachorro-quente errada para roubar na madrugada desta quarta-feira (30), no bairro Portão, em Curitiba. Uma policial militar de folga se levantava para ir embora quando os assaltantes anunciaram o roubo. Ela reagiu e um deles foi morto com três tiros.
A barraca fica na rua Calixto Razolini, próximo ao Shopping Total, e os dois assaltantes estavam em uma motocicleta. De acordo com a Polícia Militar, a garupa teria descido da motocicleta e, com um simulacro (arma de brinquedo) em punho, ordenou que o trabalhador desse o dinheiro do caixa a ele.
A policial militar tinha acabado de se levantar de uma das banquetas da barraca e viu o assalto. Segundo a vítima, a policial sacou a arma e deu voz de prisão, mas o bandido teria apontado o simulacro em direção a ela, que atirou três vezes contra ele.  Élcio Renato Faria de Lima, 19 anos, morreu na hora, antes da chegada do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate).
Uma testemunha relatou que, infelizmente, a violência no local se tornou comum. “Ela estava comendo um lanche também, estava indo embora e voltou quando notou que era um assalto. Um tiro acertou na mão, outro no peito e um nas costas. O cara que estava na moto fugiu. Olha, faz um tempo que essa região aqui tá bastante perigosa”, disse o jovem, que viu a ação da policial.
O comparsa que pilotava a motociclista fugiu em alta velocidade e não foi encontrado. O corpo do suspeito foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. Será aberto um inquérito para apurar a morte do suspeito, já que partiu de uma arma da Companhia da Polícia Militar