Mãe e filho que extorquiram R$ 500 mil de mulher para não divulgar vídeo íntimo são presos


Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento


Uma mãe de santo, Sueli Aparecida Barros, de 55 anos, e seu filho, Itamar Barros Junior, de 33, foram presos nesta quinta-feira (29) na Rodoviária de Curitiba. Eles são acusados de extorquir, durante cinco anos, uma moradora na capital, sob a ameaça de divulgar um vídeo íntimo dela.Os dois estariam em Curitiba mais uma vez tentando levar dinheiro dela.
mae e filho
Mãe e filho foram presos em flagrante (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)
O delegado Gil Rocha Tesseroli, do 1° Distrito Policial, responsável pela investigação do caso, falou que a prisão encerrou um calvário para a vítima.
“Os dois exigiam valores e bens para que não fossem mostradas imagens íntimas dessa vítima. A mulher se entregou a chantagem e pagou nestes anos R$ 500 mil para eles”, explicou à Banda B.
De acordo com Teserolli, no momento da prisão os dois estavam pedindo R$ 12 mil para a vítima. “Em Londrina, onde eles residiam atualmente, encontramos um carro popular e cheques de R$ 145 mil reais no nome da vítima, que é uma mulher com família e vida estável aqui na capital”, concluiu.
Mãe e filho foram autuados por extorsão e ficam detidos à disposição da Justiça.
O vídeo
De acordo com o apurado pela Banda B, o vídeo foi gravado pelo marido da mãe de santo, que já teria falecido. A vítima se consultou com ele depois que perdeu o marido e, nas sessões, dizendo que havia incorporado o ex-companheiro dela, um vídeo de uma cena de sexo foi gravado pelo pai de santo. A partir daí, começou a extorsão.