Nestor Cerveró se emociona ao falar de advogado antigo


Sentindo-se traído, ex-diretor da Petrobras chora quando fala da armação de Édson Ribeiro

NONATO VIEGAS
30/11/2015 - 16h15 - Atualizado 30/11/2015 16h15
Nestor Cerveró permanece em silencio durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras realizada na Justiça Federal em Curitiba (PR), nesta segunda-feira(11) (Foto:  Geraldo Bubniak / AGB / Ag. O Globo)
A revelação de que seu antigo advogado Edson Ribeiro o traiu paraatender interesses do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) ainda deixa o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró bem comovido. Cerveró fica ainda choroso porque a certeza da traição de Ribeiro só foi confirmada graças ao seu filho, Bernardo Cerveró. Bernardo gravou Ribeiro e Delcídio quando tentavam convencê-lo (oferecendo dinheiro e um plano de fuga) a demover o pai de citar o senador e o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, em sua delação. 
Se não houver novos contratempos, a delação de Cerveró será homologada nesta semana.